• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 197
  • 4
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 208
  • 145
  • 40
  • 34
  • 34
  • 33
  • 33
  • 29
  • 21
  • 19
  • 19
  • 16
  • 14
  • 14
  • 14
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudio comparativo de la actividad antioxidante y de la composición en compuestos fenólicos de propóleos de la Región Metropolitana de Santiago, Chile

Salinas Salinas, Romina Alejandra January 2012 (has links)
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico / El propóleo es una sustancia resinosa de aspecto variado elaborado por las abejas Apis mellifera L. al que se le han atribuido diversas actividades farmacológicas, entre las que destacan principalmente la antioxidante, antiséptica, antiviral, antifúngica, antiinflamatoria, antiulcerosa, antitumoral, citotóxica e inmunoestimulante, las cuales están directamente relacionadas con su composición química que es muy compleja y variable, ya que hasta hoy se han identificado y descrito más de 300 compuestos, siendo en su gran mayoría de naturaleza fenólica. Es por ello, que el objetivo de esta memoria se enfocó en la evaluación de la actividad antioxidante de las distintas muestras de propóleos pertenecientes a la Región Metropolitana de Santiago, Chile, demostrando que la composición química de los mismos varía según la localidad y el origen botánico. Las muestras se recolectaron durante la época de primavera del año 2011 en colmenas ubicadas en las localidades de Buin, Caleu, Cajón del Maipo, Curacaví, Lo Cañas y Pirque, manteniendo como principal factor de variación la flora circundante a las colmenas. Una vez recolectados los propóleos fueron tratados con EtOH, para obtener los extractos etanólicos globales (EEG) y así determinar la concentración de compuestos fenólicos totales y la de flavonoides mediante los ensayos de Folin-Ciocalteu y tricloruro de aluminio (AlCl3) respectivamente. El extracto etanólico global de Curacaví (EECU) presentó el mayor contenido de fenoles totales 29,3 ± 2,0 % p/p y el extracto etanólico global de Buin (EEB) exhibió la mayor cantidad de flavonoides 1,43 ± 0,02 mg% p/p. Luego, se evaluó la actividad antioxidante de los EEG a través de las metodologías de cinética de decaimiento del radical DPPH y FRAP (Poder reductor de Fe+3). En ambos ensayos EEB presentó la mayor actividad. Los resultados obtenidos en los ensayos revelan que existe una clara relación entre el contenido de flavonoides y la capacidad del extracto de propóleo de atrapar radicales libres. Finalmente, se puede concluir que los propóleos incluidos en este estudio presentan actividad antioxidante la cuál varía según la composición en compuestos fenólicos y el origen botánico / Propolis is a resinous substance of varied appearance made by Apis Mellifera L. bees which has been attributed various pharmacological activities, among which mainly antioxidant, antiseptic, antiviral, antifungal, anti-inflammatory, antiulcer, antitumor, cytotoxic and immunostimulant. These activities are related with its chemical composition that is highly complex and variable, because until now it's been identified and described more than 300 compounds, with the vast majority of phenolic nature. That is why the objective of this report is focused on the evaluation of the antioxidant activity of different propolis samples belonging to the Metropolitan Region of Santiago, Chile, showing that the chemical composition of this varies by location and the botanical origin. Samples were collected during the spring of 2011 in hives located in towns of Buin, Caleu, Cajón del Maipo, Curacaví, Lo Cañas and Pirque. Variety of chemical composition is related with the flora around the hive. Once the propolis were collected, they were treated with EtOH to get the global ethanolic extracts (EEG) and from this, measured concentration of total phenolics and flavonoids using Folin-Ciocalteu and aluminum trichloride (AlCl3) assays respectively. Global ethanolic extract from Curacaví (EECU) presented the higher total of phenolic content 29,3 ± 2,0% p/p and global ethanolic extract from Buín (EEB) showed higher flavonoids content 13,19 ± 0,67mg% p/p. Then antioxidant activity of EEG was evaluated through DPPH and FRAP (Ferric reducing ability power) methodologies. In both assays EEB presented the greatest activity. Results obtained in this work showed that there is a relationship between the content of flavonoids and the propolis extract capability to trapping free radicals. In summary, propolis in this investigation presented antioxidant activity which varies according phenolics compounds composition and botanic origin
2

Própolis vermelha do litoral de Pernambuco: Caracterização, Atividade Biológica e Proposta de Gel Vaginal

Cesar Cunha Nunes, Livio 31 January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:27:40Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2773_1.pdf: 2043238 bytes, checksum: 01c884e54a9a23cd6f3738ed92ddf844 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2008 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A própolis é uma substância balsâmica de origem vegetal, coletada e transportada pelas abelhas dos ramos, flores, brotos, polém e exudatos de árvores, acrescentada de secreção salivar. Tem por objetivo proteger a colméia vedando frestas e inibindo a proliferação microbiana, tornando o interior da colméia tão asséptico quanto uma sala cirúrgica. É composta por uma infinidade de substâncias de acordo com sua origem, época de coleta e características das abelhas, sendo caracterizadas mais de 300 substâncias. É utilizada pelo homem desde a antiguidade por apresentar propriedades terapêuticas como: bactericida, fungicida, virocida, antiinflamatória, imunoestimulante, antioxidante, cicatrizante, dentre outras. As amostras de própolis brasileiras podem ser classificadas em 13 grupos, dos quais o grupo mais estudado é o da própolis verde, mais comum no sudeste e o menos estudado é o grupo da própolis vermelha, que ocorre no litoral nordeste. A ocorrência da própolis vermelha já foi citada na literatura, ocorrendo desde o litoral do Estado da Bahia até o litoral da Paraíba. O presente estudo caracterizou uma amostra de própolis do litoral de Pernambuco do ponto de vista da composição química e das atividades biológicas, bem como realizou o desenvolvimento farmacotécnico de formulações semi-sólidas, para uso vaginal. A caracterização química mostrou como constituintes voláteis majoritários os compostos trans-anetol, -copaeno e o metil cis-isoeugenol, apresentando atividade tóxica contra Artemia salina, com CL50 de 18,9 μg/mL, antioxidade, tanto no modelo in vitro, quanto in vivo, atividade antigenotóxica, assim como atividades antiinflamatória e antifúngica. O extrato hidroalcoólico se mostrou compatível em formulações de gel mucoadesivo, apresentando boas características físico-químicas. Conclue-se que, complementando-se com testes clínicos, o gel desenvolvido pode tornar-se um grande aliado no combate às vaginites inespecíficas, que acometem milhares de mulheres
3

Estudo morfológico e morfométrico do efeito de filmes bioativos de colágeno contendo própolis vermelha sobre o processo de reparo cicatricial de queimaduras de terceiro grau em ratos

ALMEIDA, Enrik Barbosa de 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4256_1.pdf: 3871680 bytes, checksum: e5beff7ed752ba7421b4be7e51f0d984 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Universidade Tiradentes / O trabalho objetivou avaliar morfologicamente o processo de reparo cicatricial de queimaduras de terceiro grau tratadas com biofilmes de colágeno acrescido de extrato hidroalcoólico de própolis vermelha. Para tanto, foram preparados biofilmes de colágeno tipo I extraído de tendão bovino contendo extrato hidroalcoólico de própolis vermelha a 0,1%. Posteriormente, foram realizadas queimaduras de terceiro grau de 1cm2 no dorso de 30 ratos Wistar, que foram distribuídos em seis grupos (n=5): G1 e G4 animais sem tratamento sacrificados no 14° e 21° dias; G2 e G5 animais tratados com membrana de colágeno sacrificados no 14° e 21° dias; G3 e G6 animais tratados com membrana de colágeno contendo própolis vermelha sacrificados no 14° e 21° dias. Os espécimes removidos foram fixados, processados e emblocados em parafina e secções histológicas foram coradas em HE, tricrômico de Masson e azul de toluidina. No 14° dia, a intensidade da rea ção inflamatória foi menor em G3, e o perfil leucocitário mostrou considerável infiltração plasmocitária. No 21° dia, houve patente redução da inflamação, que se apresentou predominantemente plasmocitária em todos os grupos. O quantitativo médio de vasos sanguíneos se mostrou estatisticamente maior entre os grupos tratados com própolis (7,84±4,42 para G3 e 10,88±5,36 para G6) que nos os demais grupos, independente do momento do sacrifício (p<0,05). Em relação ao perímetro vascular médio, tanto no 14° e 21° dias, houve diferença significativa entre a média de todos os grupos (p<0,05), os grupos G3 (362,32±161,36) e G6 (296,97±144,35) apresentaram sempre as menores médias. O número médio de mastócitos foi estatisticamente menor no grupo controle (34,9±9,43) sacrificado no 14° dia do que nos grupos experiment ais (68,25±12,81 para G2 e 62,25±8,05 para G3), mas não houve diferença entre os grupos no 21° dia. A fibroplasia foi mais intensa nos grupos tratados com biofilmes de colágeno associados à própolis vermelha (G3 e G6), e menos expressiva nos grupos controle (G1 e G4). Quanto ao grau de epitelização, tanto no 14° e 21°dias houve uma maior tendência a epitelização nos grupos tratados com própolis G3 e G6, mas não foi observada diferença significativa em relação aos demais grupos experimentais. Concluiu-se que a aplicação de biofilmes de colágeno tipo I bovino reconstituído contendo extrato de própolis vermelha favoreceu o processo de cicatrização de queimaduras em rato
4

Espectroscopia no infravermelho proximo com o uso de filtro optico-acustico sintonizavel : instrumentação e aplicações

Guchardi, Renato 27 July 2018 (has links)
Orientador: Celio Pasquini / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-27T00:32:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Guchardi_Renato_D.pdf: 5690686 bytes, checksum: df006e36393aab38616e2a05ec6a256a (MD5) Previous issue date: 2000 / Doutorado
5

Determinação de qualidade de propolis de Apis mellifera africanizada da região sul do Brasil : avaliação de algumas propriedades fisico-quimicas e biologicas da propolis

Ikegaki, Masaharu 05 March 2001 (has links)
Orientador: Yong Kun Park / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-27T23:26:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Ikegaki_Masaharu_D.pdf: 15610398 bytes, checksum: d6eafb04034307ed224398ec53a9ac7f (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: A própolis é uma resina de coloração e consistência variada coletada por abelhas da espécie Apis mellifera de diversas partes da planta como brotos, botões florais e exsudados resinosos, sendo transportados para dentro da colmeia para ser utilizado como meio de defesa e vem se destacando pelas suas propriedades terapêuticas, como atividade antimicrobiana, antiinflamatória, cicatrizante, anestésica, anticariogênica e anticancerígena. Todos esses efeitos terapêuticos têm sido atribuídos aos diversos compostos polifenólicos que compõe a própolis coletadas pela Apis mellifera. O objetivo deste trabalho foi analisar as amostras de própolis coletadas em diferentes localidades da região sul do Brasil, na intenção de fazer um mapeamento das variedades de própolis encontradas nessa região. As 116 amostras coletadas foram analisadas por cromatografia em camada delgada de alta eficiência (CCDAE) e espectrofotometria na região UV-visível. As amostras analisadas apresentaram grande variação de composição dependendo da região onde foram coletadas. Através da análise dos extratos etanólicos de própolis em CCDAE, utilizando cromatoplacas RP-18F254-Se irradiadas com luz ultravioleta a 366 nm, pode-se agrupar as amostras em 7 grupos distintos. Dentre as amostras classificadas, uma (RS3 e PR7) apresentou alta atividade antimicrobiana contra Streptococcus mutans, enquanto uma outra variedade apresentou maior atividade antimicrobiana contra Staphylococcus aureus. A maioria das própolis selecionada apresentou alta atividade antioxidante inibindo a oxidação da reação acoplada de 'beta'-caroteno e ácido linoléico em tomo de 90%. Nos testes de atividade antiinflamatória, onde foi testada a inibição da enzima hialuronidase pelos extratos etanólicos de própolis, os valores de inibição enzimática variam de 7,7% na amostra que apresentou menor inibição e de 40% na amostra que apresentou maior inibição. Entre as amostras testadas quanto a atividade antitumoral, apenas a amostra RS5 apresentou resultado satisfatório contra diferentes tipos de células cancerosas. / Abstract: One hundred sixteen samples of propolis were collected from various locations in the states of Rio Grande do Sul and Paraná and analyzed by UV-spectrophotometer, RPHPTLC and RP-HPLC. The samples were classified in accordance with their patterns of UV-absorption spectra and RP-HPTLC and it was found that all samples consisted of 7 kinds of propolis. Some biological properties were determined such as their antimicrobial, antioxidant, antiinflammatory and antitumoral activities. Antimicrobial activities of all groups of propolis were examined by using pathogenic Staphylococcus aureus and Streptococcus mutans. Propolis ITom southeastem Brazil inhibits the growth of Staphylococcus aureus, and RS3 and PR7 inhibit the growth of Streptococcus mutans. The results of the antioxidant activity indicated that all groups of propolis showed more than 85% of antioxidant capacity, but RS5 showed less than 80%. In the case of antiinflammatory activity, propolis of PR7 and PR9 demonstrated higher antiinflammatory activity as compared with the other samples. Only one sample (RS5) demonstrated antitumoral activity. / Doutorado / Doutor em Ciência de Alimentos
6

Avaliação de algumas propriedades fisico-quimicas e biologicas das propolis produzidas no Peru

Paredes Guzman, Julio Florencio 16 February 2005 (has links)
Orientador: Yong Kun Park / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-08-04T02:19:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ParedesGuzman_JulioFlorencio_D.pdf: 1719967 bytes, checksum: 796b9c4a34bb9ec1763f227defec45dc (MD5) Previous issue date: 2005 / Doutorado / Ciência de Alimentos / Doutor em Ciência de Alimentos
7

Análisis de la calidad y actividad antiinflamatoria tópica in vivo de propóleos de la Región Metropolitana

Figueroa Benavides, Catalina Paz January 2012 (has links)
Memoria para optar al título de Químico Farmacéutico / El propóleo es una sustancia de naturaleza compleja, altamente adhesiva, recolectada y usada por las abejas. Está constituido por sustancias resinosas, gomosas y balsámicas; ceras, aceites esenciales y polen. La obtención del propóleo se lleva a cabo cuando las abejas extraen sustancias de las yemas vegetales, hojas y grietas de las cortezas de los árboles, para mezclarlas posteriormente con secreciones de sus glándulas mandibulares (cera y enzimas). Al propóleo se le han atribuido diversas propiedades farmacológicas tales como: antibacteriana, antifúngica, antiviral, antiinflamatoria, antiulcerosa, hepatoprotectora y antitumoral, entre otras. El siguiente trabajo tuvo como objetivo evaluar la calidad fisicoquímica de cinco propóleos de la Región Metropolitana de Santiago de Chile (Caleu, Cajón del Maipo, Curacaví, Buin y Pirque), utilizando como referencia la Norma IRAM-INTA 15935-1, del Instituto Argentino de Normalización, y evaluar el efecto antiinflamatorio tópico (EAI) en ratones, utilizando al ácido araquidónico (AA) y al 13-acetato de 12-tetradecanoilforbol (TPA) como agentes inflamatorios. Los propóleos evaluados, cumplieron con los parámetros exigidos por la norma Argentina IRAM-INTA 15935-1 (2008), demostrando que los propóleos chilenos son similares o incluso mejores, respecto a la calidad, que los propóleos colombianos, argentinos y brasileros. Todos los extractos etanólicos globales de los propóleos estudiados presentaron actividad antiinflamatoria significativa al utilizar TPA como agente inflamatorio, donde el resultado mayor fue para el propóleo de Curacaví (62,6 %± 3,7), el menor fue para el de Caleu (49,5 %± 3,2) y ninguno superó el efecto alcanzado por el fármaco de referencia indometacina (92,9 % ± 3,2). En cambio para la inflamación causada por AA cuatro de los cinco propóleos mostraron actividad antiinflamatoria significativa, donde el valor más alto fue para el propóleo de Buin (58,7 % ± 6,5) y lo sigue de forma muy cercana el de Curacaví (57,8 % ± 3,9); ambos muestran un efecto muy superior al fármaco de referencia nimesulida (48,8 % ± 4,0). Finalmente, la magnitud de los EAI estuvo directamente relacionada con la concentración de compuestos fenólicos totales de este producto apícola / Propolis is a complex, highly adhesive substance, collected and used by bees. It consists of resinous, rubbery and balsamic substances; waxes, essential oils and pollen. The obtaining of propolis is performed when substances extracted by bees from plant buds, leaves and crevices in the bark of trees, are later mixed with secretions from their mandibular glands. Several pharmacological properties have been ascribed for propolis such as antibacterial, antifungal, antiviral, anti-inflammatory, antiulcer, hepatoprotective and anti-tumor, among others. The objective of this study was to evaluate the physicochemical quality of five propolis from the Región Metropolitana de Santiago de Chile (Caleu, Cajon del Maipo, Curacaví, Buin and Pirque), using the IRAM-INTA 15935-1 standard, by the Instituto Argentino de Normalización as reference and evaluate the topical anti-inflammatory effect (EAI, in Spanish) in mice, using the arachidonic acid (AA) and 13-tetradecanoylphorbol 12-acetate (TPA) as inflammatory agents. The evaluated propolis, succeeded with the parameters required by the argentinian standard IRAM-INTA 15935-1 (2008), showing that the chilean propolis were similar or even better than its colombian, argentinian and brazilian counterparts, in quality terms. All of the studied global ethanol extracts of propolis showed significant antiinflammatory activity using TPA as inflammatory agent, where the higher result was for propolis from Curacaví (62,6 % ± 3,7), the lowest was for propolis from Caleu (49,5 % ± 3,2) and none exceeded the effect achieved by the reference drug indomethacin (92,9 % ± 3,2). On the other hand, for the AA induced inflammation, four out of five propolis showed significant antiinflammatory activity, where the highest value was for propolis from Buin (58,7 % ± 6,5) followed very closely by propolis from Curacaví (57,8 % ± 3,9). Both showed a far superior effect to the reference drug nimesulide (48,8 % ± 4,0). Finally, the results for EAI are closely related to the concentration of total phenolic compounds of propolis
8

Influência da temperatura de armazenamento da própolis de três regiões do Estado da Paraíba.

LINS, Maria Verônica. 20 August 2018 (has links)
Submitted by Emanuel Varela Cardoso (emanuel.varela@ufcg.edu.br) on 2018-08-20T19:39:12Z No. of bitstreams: 1 MARIA VERÔNICA LINS – DISSERTAÇÃO (PPGEP) 2018.pdf: 3739599 bytes, checksum: 98ed5746cf0966a70f4b4585e66a55ca (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-20T19:39:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 MARIA VERÔNICA LINS – DISSERTAÇÃO (PPGEP) 2018.pdf: 3739599 bytes, checksum: 98ed5746cf0966a70f4b4585e66a55ca (MD5) Previous issue date: 2018-02 / Capes / A própolis é um produto apícola de constituição química complexa produzida pelas abelhas. Elas colhem as gotas e partículas expiradas dos brotos e botões florais que se unem a outras substâncias e secreções, e transformam-se em uma rica resina com várias finalidades de uso. O objetivo geral dessa pesquisa foi avaliar a influência do armazenamento a frio dos tipos de própolis colhidas nas regiões do litoral, curimataú oriental e alto sertão, no Estado da Paraíba, sob temperatura controlada. Foram analisadas 60 amostras de própolis; sendo 20 de cada região, divididas em dois grupos A e B com 30 amostras cada um. As amostras foram submetidas ao armazenamento a frio há 10ºC, por um período de 12 meses; as amostras do grupo B foram colh idas e imediatamente submetidas às análises, em temperatura ambiente. Foi possível concluir que o valor bioativo quantificado dos teores fenóis para os extratos das própolis vermelha, verde e marrom, sendo o extrato da própolis vermelha o que apresentou os melhores níveis, garantindo assim sua excelente qualidade em função da região, a própolis marrom mostrou níveis em seus teores de fenóis inalterados ao armazenamento por um período de 12 meses em temperatura constante de 10ºC, os valores encontrados são acima da média comparando com resultados encontrados em todo o país, apresentado uma qualidade extraordinária. / Propolis is a bee product of complex chemical constitution, the be es harvest the drops and particles expired buds and flower buds, which bind to other substances and secretions become a rich resin, with various purposes of use by bees. The overall objective was to evaluate the influence of cold storage of the propolis types harvested in the litoral, curimataú oriental and alto sertão regions, in the State of Paraíba, under controlled temperature. Sixty samples of propolis were analyzed; 20 of each region, divided into two groups A and B, 30 samples from group A were submitted to cold storage at 10ºC for a period of 12 months; the samples of group B were collected and immediately submitted to the analyzes, at room temperature. It was possible to conclude that the quantified bioactive value of the phenolic contents for the e xtracts of the red, green and brown propolis, being the extract of the red propolis which presented the best levels, thus guaranteeing its excellent quality as a function of the region, the brown propolis showed levels in its contents of phenols unaltered to storage for a period of 12 months at constant temperature of 10ºC, the values found are above average compared to results found throughout the country, presented an extraordinary quality.
9

Produção de própolis por abelha melífera africanizada (Apis mellifera L.) na caatinga do médio jaguaribe cearense / Propolis production by Africanized honey bee ( Apis mellifera L.) in the bush middle jaguaribe Ceará

Lima, Afonso Odério Nogueira January 2012 (has links)
LIMA, Afonso Odério Nogueira. Produção de própolis por abelha melífera africanizada (Apis mellifera L.) na caatinga do médio jaguaribe cearense. 2012. 92 f. Tese (doutorado em zootecnia)- Universidade Federal do Ceará, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by Elineudson Ribeiro (elineudsonr@gmail.com) on 2016-04-07T18:28:48Z No. of bitstreams: 1 2012_tese_aonlima.pdf: 1473312 bytes, checksum: 3a16ec98f07cfb9006064fe3a52651d0 (MD5) / Approved for entry into archive by José Jairo Viana de Sousa (jairo@ufc.br) on 2016-05-25T18:06:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_tese_aonlima.pdf: 1473312 bytes, checksum: 3a16ec98f07cfb9006064fe3a52651d0 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-05-25T18:06:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_tese_aonlima.pdf: 1473312 bytes, checksum: 3a16ec98f07cfb9006064fe3a52651d0 (MD5) Previous issue date: 2012 / The present work aimed to study the production and quality of propolis collected by the Africanized honey bee (Apis mellifera L.) in the caatinga vegetation of Baixo Jaguaribe region in the state of Ceará, Brazil, as well as any influence of propolis collection on honey production. Five apiaries, each of them containing 25 Africanized honey bee colonies inhabiting Langstroth standard hives, were chosen in the county of Limoeiro do Norte/ - Ceará. From each apiary, 20 colonies were chosen at random, 10 for propolis and honey production, which received propolis collecting devices, and tem only for honey production. The experiment initiated in January and ended in December 2010. Propolis collection was carried out at every 30 days, when it was detemined the amount produced as well as contents of humidity, wax, mechanic mass, oxidation índex, phenolic substances and flavonoids. Propolis production was obtained from the 10 colonies of each apiary and propolis quality from the two most productive ones. Honey harvestings were carried out when combs in the supers were over 90% capped. Results showed no significant effect of interaction between the factors period of the year and place, nor period of the year and propolis production. No significant difference was found between honey production from colonies producing propolis to those under no propolis colection. According to the data analyses otained for flavonoid and phenolic componds contents, there was no significant interaction between the factors period and place of propolis collection. There was no significant differences between places (apiaries). However, there was a significant difference (P<0,01) between the periods of the year, in a way that the propolis collected during the rainy season showed a greater flavonoid and phenolic compounds proportion. Data analyses for humidity, wax, mechanic mass and oxidation time showed no significant interaction between the factors period and place of propolis collection. The same happened to humidity, wax, mechanic mass and oxidation time in regard to the periods of the year. Significant differences between periods and places (P<0,05) were observed to wax content: propolis collected during the dry season showed a higher wax content in relation to that propolis collected dring the rainy season.; and, between the amount of wax obtained in the apiary Moisés 1, the one with lower wax content, in relation to the apiaries Moisés 3 and Manilha 2. When the content of mechanic mass was compared in the apiaries, there was significant difference (P<0,05), and the propolis collected in the apiary Moisés 1 showed a higher proportion of mechanic mass in relation to the other four apiaries, which did not differ among them. Also, in the comparison among places, time of oxidation varied significantly (P<0,05), and the propolis collected in Altamira 2 presented lower oxidatioin time in relation to the other places. It is concluded that: quantitative propolis production in the caatinga vegetation of the Baixo Jaguaribe region is not influenced by the dry and rainy seasons, but can be affected by the place where apiaries are installed; qualitatively, the propolis produced in the caatinga vegetation of Baixo Jaguaribe region is influenced by the sazonality and place where the apiaries are installed, and the rainy season produced the best quality propolis; and, propolis collection does not interfere with honey production. / O presente trabalho teve por objetivo estudar a produção e a qualidade da própolis coletada por abelha melífera africanizada (Apis mellifera L.), bem como a influência da coleta de própolis na produção de mel, na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense. Foram escolhidos aleatoriamente cinco núcleos apícolas com 25 colméias cada, padrão Langstroth, habitadas com abelhas melíferas africanizadas, no município de Limoeiro do Norte - Ceará. De cada núcleo, foram sorteadas vinte colônias, dez para a coleta de própolis e mel, onde foram instalados coletores de própolis, e dez para a coleta de mel. O experimento teve início em janeiro e fim em dezembro de 2010. As coletas de própolis foram realizadas a cada trinta dias, determinando-se a produção e os teores de umidade, cera, massa mecânica, índice de oxidação, substâncias fenólicas e flavonóides, Utilizou-se as dez colméias de cada núcleo para os dados de produção e as duas colméias mais produtivas de cada um dos cinco núcleos experimentais para as análises de qualidade. As colheitas de mel foram procedidas sempre que os favos das melgueiras estivessem com operculação superior a 90%. Os resultados mostram que não houve efeito significativo da interação entre os fatores época do ano e local, nem da época do ano sobre a produção de própolis. Não foram observadas diferenças significativas quando comparadas as produções de mel com e sem retirada de própolis. Conforme a análise dos dados obtidos para o teor de flavonóides e compostos fenólicos, não houve interação significativa entre os fatores período e local de coleta da própolis. Não foram observadas diferenças significativas entre os locais. Entretanto, observou-se diferença significativa (P<0,01) entre os períodos do ano, sendo que na própolis coletada no período chuvoso houve uma maior proporção de flavonóides e compostos fenólicos. Conforme a análise dos dados obtidos para o teor de umidade, cera, massa mecânica e tempo de oxidação, não houve interação significativa entre os fatores período e local de coleta da própolis. Entre os períodos também não foi observado diferença significativa quanto a análise dos dados de umidade, massa mecânica e tempo de oxidação. Diferenças significativas entre períodos e locais (P<0,05) foram observadas quanto ao teor de cera: a própolis coletada no período seco mostrou um teor maior em relação ao apresentado no período chuvoso; e, entre a quantidade de cera obtida no local Moisés 1, que foi o mais baixo valor, em relação aos resultados obtidos nos locais Moisés 3 e Manilha 2. Quando se comparou o teor de massa mecânica nos locais, houve diferença significativa (P<0,05), sendo que a própolis coletada no núcleo Moisés 1 apresentou uma maior proporção de massa mecânica em relação aos demais locais que não diferiram entre si. Também na comparação entre locais, o tempo de oxidação apresentou diferença significativa (P<0,05), sendo que a própolis coletada no núcleo Altamira 2 mostrou menor tempo de oxidação em relação aos demais locais. Concluiu-se que: quantitativamente, a produção de própolis na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense não sofre influência das estações seca e chuvosa, mas pode ser influenciada pelo local de instalação do apiário; qualitativamente, a qualidade da própolis coletada na caatinga do Baixo Jaguaribe cearense sofre influência da sazonalidade e do local de instalação dos apiários, sendo a estação chuvosa a que apresenta melhores resultados qualitativos; e, a coleta de própolis não interfere na produção de mel.
10

Origem da própolis verde e preta produzidas no Estado de Minas Gerais / Origin of the green and black propolis produced in the State of Minas Gerais

Freire, Ulysses Costa 29 September 2000 (has links)
Submitted by Reginaldo Soares de Freitas (reginaldo.freitas@ufv.br) on 2017-03-08T13:34:05Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1096693 bytes, checksum: a60851b873049649e604fcf29c281e6a (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-08T13:34:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1096693 bytes, checksum: a60851b873049649e604fcf29c281e6a (MD5) Previous issue date: 2000-09-29 / Coordenadoria de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente trabalho procurou avaliar a origem da diferença da cor e outras características organolépticas (maleabilidade e aroma), de dois tipos de própolis (verde e preta), produzidas por abelhas Apis mellifera L., africanizadas, em duas diferentes localidades, Itapecerica e Virginópolis, no Estado de Minas Gerais. Para isso, foram avaliadas a influência do efeito de local e a possibilidade da interferência da abelha nas características organolépticas da própolis. A estratégia adotada foi a introdução de colônias originárias de uma região, com produção de um tipo característico de própolis, em outra região, com produção de outro tipo característico de própolis, ao mesmo tempo em que, colônias-irmãs correspondentes àquelas permaneceram na sua própria região de origem. Esta permuta foi feita, simultaneamente, para os dois locais e para as duas origens geográficas das abelhas utilizadas no experimento. Foram avaliados a cor, o aroma e o aspecto da própolis, produzida por cada uma das colônias, na sua região de origem e na região na qual foi introduzida. Numa outra fase do trabalho, avaliou-se a origem botânica da própolis, pela identificação das espécies vegetais presentes nas amostras, por meio do estudo morfo-anatômico de suas estruturas secretoras de resinas. Os resultados obtidos neste trabalho permitiram concluir que: a cor e as características organolépticas da própolis dependem da espécie vegetal que se constitui em sua origem botânica. A presença de Baccharis dracunculifolia L. no sedimento sólido, obtido das amostras de própolis, está fortemente relacionada com a cor verde na própolis. Existe relação entre a própolis de cor preta e a presença de Vernonia rubriramea no sedimento da amostra. Existem linhagens de abelhas que poderiam interferir na cor da própolis produzida, por apresentarem preferência por uma determinada espécie vegetal no forrageamento, em detrimento de outra espécie, mesmo que esta segunda ocorra em maior abundância. No experimento, uma linhagem de abelhas apresentou preferência por B. dracunculifolia, o que sugere que haja possibilidade de se realizar melhoramento genético nas abelhas, para se obter produção de tipos diferentes de própolis em uma mesma região. / The present study aimed to evaluate the origin of the differences in color and other organoleptic characteristic (malleability and aroma) of two propolis types (green and black) produced by the Africanized bees Apis mellifera L. in two different places, Itapecerica and Virginópolis counties, State of Minas Gerais. So, the influence of the place effect and the possibility of the bee interference into propolis organoleptic characteristics were evaluated.. The adopted strategy was to introduce colonies originating from a region with production of a characteristic propolis type into another region with production of another characteristic propolis type at the same time when the sister-colonies corresponding to those remaining in their own origin region. This exchange was simultaneously performed for both places and both geographical origins of the bees used in the experiment. The color, the aroma and the aspect of the propolis produced by each colony in its origin area and in the area where it was introduced. In another phase of the work, the propolis botanical origin was evaluated for identification of the vegetable species present in samples, through the morphoanatomical study of their resin-secretory structures. The results obtained from this study allowed to conclude that the color and the organoleptic characteristics of the propolis depend on the vegetable species that is constituted in its botanical origin. The presence of Baccharis dracunculifolia L. in the solid sediment obtained from propolis samples is highly related with the green color in propolis. There is a relationship between the black-colored propolis and the presence of Vernonia rubriramea in the sample sediment. There are bee strain that could interfere into color of the produced propolis for presenting a preference to a certain vegetable species over foraging in detriment of another species, even when this second one occurs at larger abundance. In the experiment, one bee strain presented a preference for B. dracunculifolia so suggesting that there is a possibility for genetic improvement of the bees in order to obtain the production of different types of propolis in a same area. / Não foram localizados o cpf e o currículo lattes do autor.

Page generated in 0.0608 seconds