• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 46
  • 2
  • Tagged with
  • 48
  • 24
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Dinâmica de formação da matriz extracelular em queimaduras de segundo grau padronizadas no dorso de ratos (Rattus Norvegiccus, linhagem Wistar) tratadas com laserterapia (AlGaInP λ=660nm) associada ou não à membrana de biocelulose bacteriana

Vasconcellos, Patricia Keler Freitas Machado January 2014 (has links)
Submitted by Programa de Pós-Graduação em Odontologia Saúde (mestrodo@ufba.br) on 2017-03-24T15:00:15Z No. of bitstreams: 1 PDF Dissertação Final.pdf: 1846093 bytes, checksum: 7542805e5d42f3b54d3e9d419e8ef493 (MD5) / Approved for entry into archive by Delba Rosa (delba@ufba.br) on 2017-04-24T12:24:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 PDF Dissertação Final.pdf: 1846093 bytes, checksum: 7542805e5d42f3b54d3e9d419e8ef493 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-24T12:24:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PDF Dissertação Final.pdf: 1846093 bytes, checksum: 7542805e5d42f3b54d3e9d419e8ef493 (MD5) / FAPESB / O presente estudo teve como objetivo avaliar a dinâmica de formação da matriz extracelular no processo de reparo de queimaduras de segundo grau padronizadas, em dorso de ratos (Rattus norvegiccus, linhagem Wistar), tratadas com a laserterapia com laser de fosfeto de índio-gálio-alumínio (AlGaInP) associada ou não à membrana de celulose (NEXFILL®). Quarenta e oito animais foram alocados em quatro grupos, como segue: Grupo Controle (sem tratamento), Grupo I (tratamento com Laser AlGaInP, λ=660nm), Grupo II (tratamento com biomembrana de celulose NEXFILL®) e Grupo III (tratamento com laser AlGaInP, λ=660nm associado à biomembrana de celulose NEXFILL®). As irradiações foram realizadas imediatamente após a confecção da queimadura e a cada 48 horas, até um dia antes da morte dos animais, que se deu às 24 horas, 3 dias, 7 dias e 14 dias. As lesões foram excisadas e analisadas em microscopia de luz. A formação de matriz extracelular foi avaliada através do método imuno-histoquímico polimérico (AdvanceTM, Dako Corporation), utilizando anticorpos direcionados contra as proteínas colágeno tipo III, colágeno tipo I, fibronectina e laminina. Os grupos foram comparados utilizando o teste de proporções de Fisher (p<0.05). Observou-se maior quantidade de colágeno tipo III nos grupos controle, II e III, quando comparados ao grupo I (p<0.05). Em relação ao colágeno tipo I, os grupos I e III apresentaram uma maior deposição dessa proteína em relação ao grupo II (p<0.05). Porém não houve diferença na deposição do colágeno I entre os grupos I e III e o grupo controle. Além disso, um maior preenchimento por fibronectina foi descrito para o grupo III quando comparado ao grupo II (p<0.05). Quanto ao padrão de marcação da laminina na lâmina basal, o grupo I se mostrou com um padrão de descontinuidade e esse resultado foi significante quando esse grupo foi comparado com os grupos controle, II e III (p<0.05). Neste estudo, não foi observada uma ação do laser isoladamente (Grupo I) na dinâmica de deposição dos colágenos III e I, bem como no padrão das fibras colágenas (fibrilar e/ou reticular) e aceleração do reparo das lesões de queimaduras de segundo grau induzidas no dorso dos ratos. A continuidade da marcação de laminina na membrana basal subepitelial nos grupos II e III sugere que a membrana de celulose isoladamente ou em associação com o laser favoreceu a reepitelização de queimaduras de segundo grau. / The present study aimed to evaluate the dynamics of deposition of extracellular matrix proteins in the healing process of second-degree burn patterned in the dorsum of rats (Rattus norvegiccus, Wistar). The wounds were treated with lasertherapy using laser indium phosphide-gallium-aluminum (AlGaInP) associated or not with biological cellulose membrane (NEXFILLTM). Forty-eight animals were further divided into four groups as follows: Control group (without treatment), Group I (treatment with AlGaInP laser, λ=660nm), Group II (treatment with biological cellulose membrane NEXFILLTM) and Group III (treatment with AlGaInP laser, λ=660nm associated with biological cellulose membrane NEXFILLTM). Irradiations were performed immediately after the induction of the burn and every 48 hours, up to a day before the death of the animals, which occurred at 24 hours, 3 days, 7 days and 14 days. The lesions were excised and analyzed by light microscopy. Extracellular matrix deposition was assessed by immunohistochemistry using a polymer system (AdvanceTM, Dako Corporation) and antibodies directed against the following proteins: collagen type III and type I, fibronectin and laminin. Differences among the groups were assessed using the Fisher Test (p<0.05). We observed a higher amount of collagen type III in the groups Control, II and III, when they were compared to Group I (p<0.05). Groups I and III showed higher deposition of collagen I when they were compared to group II (p<0,05), but the amount of collagen I was similar in groups I, III and Control. Group III exhibited a higher filling of fibronectin in comparison to Group II (p<0.05). With respect to laminin, Group I exhibited a predominant pattern of discontinuity in basal lamina comparing with control, II and III groups (p<0,05). In conclusion, in this study, the laser used alone (Group I) has not influenced the deposition of collagens III and I as well as on the pattern of fibers (fibrillar and/or reticular). In addition, the laser did not accelerated the repair of seconddegree burn-induced lesions. Continuous labeling of laminin in groups II and III suggests that the biological cellulose membrane promoted a better reepithelialization of these wounds.
2

Estudo morfológico e morfométrico do efeito de filmes bioativos de colágeno contendo própolis vermelha sobre o processo de reparo cicatricial de queimaduras de terceiro grau em ratos

ALMEIDA, Enrik Barbosa de 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4256_1.pdf: 3871680 bytes, checksum: e5beff7ed752ba7421b4be7e51f0d984 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Universidade Tiradentes / O trabalho objetivou avaliar morfologicamente o processo de reparo cicatricial de queimaduras de terceiro grau tratadas com biofilmes de colágeno acrescido de extrato hidroalcoólico de própolis vermelha. Para tanto, foram preparados biofilmes de colágeno tipo I extraído de tendão bovino contendo extrato hidroalcoólico de própolis vermelha a 0,1%. Posteriormente, foram realizadas queimaduras de terceiro grau de 1cm2 no dorso de 30 ratos Wistar, que foram distribuídos em seis grupos (n=5): G1 e G4 animais sem tratamento sacrificados no 14° e 21° dias; G2 e G5 animais tratados com membrana de colágeno sacrificados no 14° e 21° dias; G3 e G6 animais tratados com membrana de colágeno contendo própolis vermelha sacrificados no 14° e 21° dias. Os espécimes removidos foram fixados, processados e emblocados em parafina e secções histológicas foram coradas em HE, tricrômico de Masson e azul de toluidina. No 14° dia, a intensidade da rea ção inflamatória foi menor em G3, e o perfil leucocitário mostrou considerável infiltração plasmocitária. No 21° dia, houve patente redução da inflamação, que se apresentou predominantemente plasmocitária em todos os grupos. O quantitativo médio de vasos sanguíneos se mostrou estatisticamente maior entre os grupos tratados com própolis (7,84±4,42 para G3 e 10,88±5,36 para G6) que nos os demais grupos, independente do momento do sacrifício (p<0,05). Em relação ao perímetro vascular médio, tanto no 14° e 21° dias, houve diferença significativa entre a média de todos os grupos (p<0,05), os grupos G3 (362,32±161,36) e G6 (296,97±144,35) apresentaram sempre as menores médias. O número médio de mastócitos foi estatisticamente menor no grupo controle (34,9±9,43) sacrificado no 14° dia do que nos grupos experiment ais (68,25±12,81 para G2 e 62,25±8,05 para G3), mas não houve diferença entre os grupos no 21° dia. A fibroplasia foi mais intensa nos grupos tratados com biofilmes de colágeno associados à própolis vermelha (G3 e G6), e menos expressiva nos grupos controle (G1 e G4). Quanto ao grau de epitelização, tanto no 14° e 21°dias houve uma maior tendência a epitelização nos grupos tratados com própolis G3 e G6, mas não foi observada diferença significativa em relação aos demais grupos experimentais. Concluiu-se que a aplicação de biofilmes de colágeno tipo I bovino reconstituído contendo extrato de própolis vermelha favoreceu o processo de cicatrização de queimaduras em rato
3

Avaliação da eficácia do hidrogel de Cramoll-1,4 irradiado no reparo tecidual de quiemaduras térmicas de segundo grau

PEREIRA, Danielle dos Santos Tavares 31 January 2012 (has links)
Submitted by Chaylane Marques (chaylane.marques@ufpe.br) on 2015-03-13T19:23:03Z No. of bitstreams: 2 TESE - DANIELLE 2012.pdf: 4049728 bytes, checksum: 4ab6cdbc461245270e237fcd18321ae5 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T19:23:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESE - DANIELLE 2012.pdf: 4049728 bytes, checksum: 4ab6cdbc461245270e237fcd18321ae5 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / FACEPE / Esta pesquisa visou avaliar a eficácia do hidrogel contendo lectina Cramoll 1,4 irradiado no tratamento de queimaduras térmicas de segundo grau em in vivo. Inicialmente foi realizada a extração e purificação da Cramoll-1,4 e desenvolvida uma formulação em hidrogel utilizando-se Carbopol como veículo contendo Cramoll 1,4 irradiada com raios gama de Co60 em uma dose de 15 kGy h-1. A formulação proposta na concentração de 100 μg manteve a atividade hemaglutinante in vitro. Posteriormente foi estabelecido um modelo experimental para a obtenção de queimaduras térmicas de segundo grau, de modo que a lesão resultante tivesse tamanho e profundidade semelhante em todos os animais. Em todos os procedimentos os animais foram devidamente anestesiados. Os procedimentos foram conduzidos no Núcleo de Cirurgia Experimental da Universidade Federal de Pernambuco, utilizando Rattus norvegicus, albinos, da linhagem Wistar, machos, entre 8 a 10 semanas, pesando 250 ± 50, sadios e imunoderpimidos. Os resultados obtidos neste estudo revelou que o protocolo experimental empregado na indução de queimaduras térmicas de segundo grau originou lesões semelhantes tanto sob o aspecto clínico quanto histológico. Em paralelo, a aplicação tópica regular do hidrogel contendo Cramoll-1,4 na concentração de 100 μg irradiado utilizado no tratamento de queimaduras cutâneas de segundo grau, acelerou os processos de granulação, reepitelização e retração da lesão térmica em ratos sadios. Já os animais imunodeprimidos também tratados com hidrogel contendo Cramoll revelaram um atraso no processo de reparação da lesão, quando comparados ao grupo controle, apresentando reepitelização completa do tecido, autólise e neoformação vascular ausente, proliferação fibroblástica discreta, presença de malha de colágeno denso modelado e fibrose moderada. Os resultados permitem concluir que o hidrogel contendo Cramoll 1,4 irradiado promove o reparo de queimaduras térmicas de segundo grau em ratos sadios e imunodeprimidos, apresentando grande potencial terapêutico.
4

Avaliação da eficácia do hidrogel de cramoll_1,4 irradiado no reparo tecidual de queimaduras térmicas de segundo grau

dos Santos Tavares Pereira, Danielle 31 January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:55:49Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo9617_1.pdf: 4044959 bytes, checksum: 9fb1350a44fb526e630e1de8c6cdc422 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2012 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Esta pesquisa visou avaliar a eficácia do hidrogel contendo lectina Cramoll 1,4 irradiado no tratamento de queimaduras térmicas de segundo grau em in vivo. Inicialmente foi realizada a extração e purificação da Cramoll-1,4 e desenvolvida uma formulação em hidrogel utilizando-se Carbopol como veículo contendo Cramoll 1,4 irradiada com raios gama de Co60 em uma dose de 15 kGy h-1. A formulação proposta na concentração de 100 &#956;g manteve a atividade hemaglutinante in vitro. Posteriormente foi estabelecido um modelo experimental para a obtenção de queimaduras térmicas de segundo grau, de modo que a lesão resultante tivesse tamanho e profundidade semelhante em todos os animais. Em todos os procedimentos os animais foram devidamente anestesiados. Os procedimentos foram conduzidos no Núcleo de Cirurgia Experimental da Universidade Federal de Pernambuco, utilizando Rattus norvegicus, albinos, da linhagem Wistar, machos, entre 8 a 10 semanas, pesando 250 ± 50, sadios e imunoderpimidos. Os resultados obtidos neste estudo revelou que o protocolo experimental empregado na indução de queimaduras térmicas de segundo grau originou lesões semelhantes tanto sob o aspecto clínico quanto histológico. Em paralelo, a aplicação tópica regular do hidrogel contendo Cramoll-1,4 na concentração de 100 &#956;g irradiado utilizado no tratamento de queimaduras cutâneas de segundo grau, acelerou os processos de granulação, reepitelização e retração da lesão térmica em ratos sadios. Já os animais imunodeprimidos também tratados com hidrogel contendo Cramoll revelaram um atraso no processo de reparação da lesão, quando comparados ao grupo controle, apresentando reepitelização completa do tecido, autólise e neoformação vascular ausente, proliferação fibroblástica discreta, presença de malha de colágeno denso modelado e fibrose moderada. Os resultados permitem concluir que o hidrogel contendo Cramoll 1,4 irradiado promove o reparo de queimaduras térmicas de segundo grau em ratos sadios e imunodeprimidos, apresentando grande potencial terapêutico
5

Caracterização da atividade eletromiográfica em queimaduras de face

BORGES, Geraldine Rose de Andrade 01 March 2016 (has links)
Submitted by Fabio Sobreira Campos da Costa (fabio.sobreira@ufpe.br) on 2016-10-20T11:34:04Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Disertação eletromio UFPE 2.pdf: 4785818 bytes, checksum: 0812152953854b485753c1162159e581 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-20T11:34:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Disertação eletromio UFPE 2.pdf: 4785818 bytes, checksum: 0812152953854b485753c1162159e581 (MD5) Previous issue date: 2016-03-01 / A queimadura provoca, no organismo, um grande número de respostas sistêmicas, com o objetivo de promover a cicatrização. Na face pode limitar os movimentos, expressões faciais e provocar alterações nas funções do sistema estomatognático. A falta de instrumentos para avaliar e quantificar as mudanças provocadas pelo processo de retração cicatricial, é um dos problemas no tratamento das cicatrizes por queimaduras. Recentemente tem sido utilizado como auxiliar no diagnóstico e tratamento dos distúrbios motores orofaciais, a EMGS - Eletromiografia de Superfície - oferecendo a possibilidade de analisar a ativação de um grupo muscular. O objetivo do estudo foi caracterizar a atividade elétrica da musculatura da face, acometida por queimadura em região de face e ou pescoço, com formação de cicatrizes restritivas. Também, comparar a atividade elétrica dos grupos musculares e os padrões de ajustes, de ativação da musculatura, dos indivíduos queimados com os dos voluntários sem queimaduras. Foi realizada uma análise exploratória de dados, observacional e transversal, com indivíduos a partir dos 5 aos 58 anos, de ambos os sexos, freqüentadores do Hospital da Restauração- PE. Foi aplicado um protocolo, adaptado, de avaliação eletromiográfica da musculatura periorbicular, para verificar a atividade elétrica dos músculos no repouso e na execução das atividades. Como resultado, foi verificado diferença significativa na média da atividade elétrica dos grupos musculares, entre os dois grupos na execução dos movimentos, com exceção dos movimentos de abertura/fechamento da boca e fechamento dos olhos no músculo orbicular da boca. Os padrões de ajustes de ativação da musculatura, na maioria dos movimentos, foram os mesmos nos dois grupos. E, devido a presença de cicatrizes hipertróficas restritivas, a média da atividade elétrica dos músculos foram mais elevadas no grupo caso do que no grupo comparação. Apesar das limitações, os dados dessa pesquisa contribuem para responder algumas questões sobre o esquema de controle utilizado pelo sistema neuromuscular durante a modulação do movimento, em indivíduos com cicatrizes restritivas, por queimadura, em região de face ou face e pescoço. / The burn causes, in the body, a large number of systemic responses, in order to promote healing. On the face may limit movements, facial expressions and cause changes in the Stomatognathic system functions. The lack of instruments to evaluate and quantify the changes caused by the process of scar retraction, is one of the problems in the treatment of scars burns. Recently it has been used as an aid in the diagnosis and treatment of orofacial motor disorders, surface electromyography SEMG--offering the possibility of examining the activation of a muscle group. The objective of this study was to characterize the electrical activity of the muscles of the face, affected by burn on face and neck region, with formation of scars restrictive. Also, compare the electrical activity of the muscle groups and settings, patterns of muscle activation, burned with the individuals of the volunteers without burns. Was held an exploratory data analysis, observational and transversal, with individuals from 5 to 58 years, of both sexes, visitors of the Hospital da Restauração-PE. A protocol was applied, adapted, electromyographic evaluation of periorbicular muscles, to check the electrical activity of muscles at rest and in the implementation of activities. As a result, a significant difference was detected in the average of the electrical activity of the muscle groups, between the two groups in the execution of the movements, with the exception of the opening/closing movements of the mouth and eye closure in mouth orbicular muscle. The patterns of muscle activation settings, in most movements, were the same in both groups. And, due to the presence of hypertrophic scars restrictive, the average of the electrical activity of muscles were higher in the case group than in the comparison group. Despite the limitations, the data of this research contribute to answer some questions about the control scheme used by the neuromuscular system during the modulation of the movement, in individuals with burn scars stringent, in the region of the face or the face and neck.
6

"O impacto da queimadura e a experiência do familiar frente ao processo de hospitalização" / "El impacto de la quemadura y la experiencia de la familia frente al proceso de hospitalizacíon"

Fernanda Loureiro de Carvalho 13 July 2006 (has links)
Este estudo teve como objetivos compreender o impacto do trauma resultante da queimadura e do processo de hospitalização sobre a dinâmica familiar e identificar a percepção dos familiares de pacientes adultos ou crianças sobre a participação durante a internação de um de seus membros em uma Unidade de Queimados. O Modelo Calgary de Avaliação da Família foi utilizado como referencial teórico-metodológico na condução desta pesquisa. Os dados foram coletados e analisados utilizando-se a estratégia de estudo de caso. Para a coleta dos dados foram utilizadas as técnicas de entrevista semi-estruturada e observação direta. Participaram do estudo vinte e um familiares adultos (maiores de 18 anos, independente do gênero) que permaneceram na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto visitando ou acompanhando o membro da família que sofreu queimadura, durante as duas últimas fases de recuperação psicológica (subaguda e crônica) do paciente, no período de maio a novembro de 2005. Esses familiares foram submetidos à entrevista semi-estruturada de acordo com um roteiro de coleta e registro de dados, elaborado considerando-se a abordagem sistêmica e as categorias para avaliação da família apresentadas no Modelo Calgary de Avaliação da Família. Também foram elaborados o genograma e ecomapa de cada família, os quais possibilitaram compreender a estrutura da família e representar suas relações com sistemas maiores, mostrando os recursos que essas famílias dispõem. A análise dos dados foi conduzida considerando-se três fases inter-relacionadas, a saber: redução dos dados, apresentação (codificação e categorização), delineamento das conclusões e verificação. Nos resultados foram identificados dois temas: alterações na dinâmica familiar pelo impacto do trauma pela queimadura e frente ao processo da hospitalização, e participação dos visitantes e acompanhantes no cuidado na Unidade de Queimados. A partir do trauma pela queimadura e da hospitalização, os familiares vivenciam um período de crise com reflexo sobre seu estado físico e emocional, sobre seus relacionamentos ou intensificação de conflitos pré-existentes e na rotina, em relação à vida diária, à administração dos recursos financeiros e ao trabalho. Os familiares sentem necessidade de acolhimento no período em que permanecem visitando/acompanhando o paciente na Unidade de forma a se fortalecerem para enfrentar a situação e participar do cuidado. A disponibilidade para estar com o paciente no hospital conversando, oferecendo carinho, participando do cuidado constitui recurso de apoio no que tange ao oferecimento de segurança, estímulo para a continuidade do tratamento e diminuição do sofrimento físico e psicológico da pessoa que sofreu queimadura. / Este estudio tuvo como objetivos comprender el impacto del trauma resultante de una quemadura y del proceso de hospitalización sobre la dinámica familiar e identificar la percepción de los familiares, de pacientes adultos o niños, sobre su participación durante la interacción de uno de sus miembros en una Unidad de Quemados. El Modelo Calgary de Evaluación de la Familia fue utilizado como referencial teórico-metodológico en la conducción de esta investigación. Los datos fueron recolectados y analizados utilizando la estrategia de estudio de caso. Para la recoleta de los datos fueron utilizadas las técnicas de entrevista semiestructurada y de observación directa. Participaron del estudio veintiún familiares adultos (mayores de 18 años, independiente del género), que permanecían en la Unidad de Quemados del Hospital das Clínicas de la Facultad de Medicina de Ribeirão Preto visitando o acompañando al miembro de la familia que sufrió quemadura, durante las dos últimas fases de recuperación psicológica (subaguda y crónica) del paciente, en el periodo de mayo a noviembre de 2005. Los familiares fueron sometidos a entrevista semiestructurada de acuerdo con un rotero de recolecta y registro de datos, que fue elaborado considerando el abordaje sistémico y las categorías para evaluación de la familia presentadas en el Modelo Calgary de Evaluación de la Familia. También fueron elaborados los genogramas y ecomapas de cada familia los cuales posibilitaron comprender la estructura de la familia y representar sus relaciones con sistemas mayores, mostrando los recursos de los cuales estas familias disponen. El análisis de los datos fue conducida considerándose tres fases interrelacionadas: reducción de los datos, presentación (codificación y categorización), delineamiento de las conclusiones y verificación. En los resultados fueron identificados dos temas: alteraciones en la dinámica familiar por el impacto del trauma por la quemadura y frente al proceso de hospitalización, y participación de los visitantes y acompañantes en el cuidado en la Unidad de Quemados. A partir del trauma por la quemadura y de la hospitalización, los familiares pasan por un periodo de crisis que se reflejado en su estado físico y emocional, sobre sus relacionamientos o intensificación de conflictos preexistentes y en la rutina, en relación a la vida diaria, a la administración de los recursos financieros y al trabajo. Los familiares refirieron la importancia de la receptividad en el periodo en que permanecen visitando/acompañando al paciente en la Unidad, para fortalecerse y poder enfrentar la situación y participar del cuidado. La disponibilidad para estar con el paciente en el hospital conversando, ofreciendo cariño y participando del cuidado, constituye un recurso de apoyo relacionado con el ofrecimiento de seguridad, estímulo para la continuidad del tratamiento y disminución del sufrimiento físico y psicológico de la persona que sufrió quemadura.
7

"Burns Specific Pain Anxiety Scale - BSPAS": adaptação transcultural e validação preliminar. / Burns Specific Pain Anxiety Scale – BSPAS: crosscultural adaptation and preliminary validity.

Maria Elena Echevarría Guanilo 02 May 2005 (has links)
Os objetivos deste estudo foram adaptar a "Burns Specific Pain Anxiety Scale"(BSPAS), incluindo a “Impact Event Scale” (IES), para a língua portuguesa; avaliar a consistência interna das versões em português da BSPAS e da IES, por meio de sua aplicação em um grupo de pacientes brasileiros que sofreram queimaduras; comparar as medidas de ansiedade obtidas com o instrumento traduzido e as medidas do IDATE; comparar as medidas de dor obtidas com o instrumento traduzido e as medidas obtidas com a aplicação da Escala Visual Analógica para dor (EVA). A BSPAS é um instrumento específico para avaliar a ansiedade antecipatória e a dor em pacientes vítimas de queimaduras, proposta em holandês em duas versões (nove e cinco itens). A versão de nove itens foi selecionada para ser submetida a um processo de adaptação transcultural. A IES avalia o impacto psicológico que um evento traumático tem sobre a pessoa, e neste estudo diz respeito ao impacto provocado pela queimadura. O processo de adaptação seguiu os seguintes passos: tradução da BSPAS e da IES para a língua portuguesa por dois tradutores brasileiros com domínio da língua holandesa; obtenção do consenso das versões das duas escalas em português; avaliação das versões em português por um Comitê de Juízes (enfermeiros, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional, psicólogo e pesquisadores na área e na metodologia); “back-translation” das escalas para o holandês por dois tradutores fluentes na língua holandesa com conhecimento da língua portuguesa; obtenção do consenso das versões em holandês; comparação das versões original em holandês e do consenso em holandês; análise semântica dos itens e pré-teste das versões finais em português. As versões adaptadas para o português (BSPAS – VP e IES – VP) foram aplicadas em conjunto em um grupo de 21 pacientes brasileiros, maiores de 15 anos, internados na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Os resultados mostraram, entre os participantes, média de escores altos de manifestações de dor, imediatamente após a realização de procedimentos de banho e curativo, e manifestações de baixa (29%) e de média ansiedade-estado (71%), no final da primeira semana de internação. Obteve-se pontuação média de escore com a aplicação da BSPAS – VP de 46,60 (DP: 22,53) e da IES – VP de 62,80 (DP: 28,60). A aplicação de testes de avaliação da consistência interna representada pelo Alfa de Cronbach para a BSPAS – VP foi de 0,905 e para a IES – VP foi de 0,841. Esses valores indicam alta consistência interna entre os itens dos instrumentos por estarem próximos de 1,00. Não foi encontrada correlação entre a BSPAS – VP e o IDATE e entre a IES – VP e o IDATE. Os dados mostraram correlação entre a IES – VP e a BSPAS – VP (0,594; p<0,01) e entre a SCQ e a BSPAS – VP (0,536; p<0,05). Concluímos, assim, que a BSPAS – VP e a IES – VP para seu primeiro estágio de aplicação para população brasileira encontram-se adequadas. / This study aimed to adapt the Burns Specific Pain Anxiety Scale (BSPAS), including the Impact Event Scale (IES), to Portuguese; to evaluate the internal consistency of the Portuguese versions of the BSPAS and the IES, by applying them to a sample of Brazilian patients who were victims of burns; to compare the anxiety measures obtained through the translated instrument with the measures from Spielberger’s State Anxiety Inventory (STAI-S); to compare the pain measures obtained through the translated instrument with those obtained by applying the Visual Analogue Scale (VAS) for pain. The BSPAS is a specific instrument to evaluate anticipatory anxiety and pain in burn victims, which was proposed in Dutch in two versions (nine and five items). The nine-item version was selected to be submitted to a cross-cultural adaptation process. The IES evaluates the psychological impact of a traumatic event on the person and, in this study, refers to the impact provoked by the burn. The adaptation process involved the following steps: translation of the BSPAS and the IES to Portuguese by two Brazilian translators who master Dutch; reaching a consensus on the Portuguese translations of the two scales; evaluation of the Portuguese translations by an expert committee (nurses, physiotherapist, occupational therapist, psychologist, as well as researchers in this field and in methodology); back-translation of the scales to Dutch by two translators who are fluent in Dutch and have knowledge of Portuguese; reaching a consensus on the Dutch translations; comparison between the original and consensus versions in Dutch; semantic analysis of the items and pretest of the final Portuguese versions. The versions adapted to Portuguese (BSPAS – VP and IES - VP) were jointly applied to a sample of 21 Brazilian patients over 15, who were hospitalized at the Burns Unity of the Ribeirão Preto Medical School Hospital das Clínicas. On the average, the results demonstrated high scores among the participants for pain manifestations immediately after washing and wound dressing procedures, and low (29%) and average (71%) state anxiety measures at the end of the first hospitalization week. Patients’ average score on the BSPAS – VP was 46.60 (SD: 22,53) and on the IES – VP 62.80 (SD: 28.60). Internal consistency tests by means of Cronbach’s Alpha revealed 0.905 for the BSPAS - VP and 0.841 for the IES – VP. Being close to 1.00, these values indicated high internal consistency between the instrument items. No correlation was found between the BSPAS – VP and the STAI - S, nor between the IES – VP and the STAI – S. Data revealed a correlation between the IES – VP (0.594; p<0.01) and the BSPAS – VP, and between the Burned Body Surface and the BSPAS – VP (0.536; p<0.05). Thus, we concluded that the BSPAS – VP and the IES – VP are adequate for their first stage of application to a Brazilian population.
8

"O impacto da queimadura e a experiência do familiar frente ao processo de hospitalização" / "El impacto de la quemadura y la experiencia de la familia frente al proceso de hospitalizacíon"

Carvalho, Fernanda Loureiro de 13 July 2006 (has links)
Este estudo teve como objetivos compreender o impacto do trauma resultante da queimadura e do processo de hospitalização sobre a dinâmica familiar e identificar a percepção dos familiares de pacientes adultos ou crianças sobre a participação durante a internação de um de seus membros em uma Unidade de Queimados. O Modelo Calgary de Avaliação da Família foi utilizado como referencial teórico-metodológico na condução desta pesquisa. Os dados foram coletados e analisados utilizando-se a estratégia de estudo de caso. Para a coleta dos dados foram utilizadas as técnicas de entrevista semi-estruturada e observação direta. Participaram do estudo vinte e um familiares adultos (maiores de 18 anos, independente do gênero) que permaneceram na Unidade de Queimados do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto visitando ou acompanhando o membro da família que sofreu queimadura, durante as duas últimas fases de recuperação psicológica (subaguda e crônica) do paciente, no período de maio a novembro de 2005. Esses familiares foram submetidos à entrevista semi-estruturada de acordo com um roteiro de coleta e registro de dados, elaborado considerando-se a abordagem sistêmica e as categorias para avaliação da família apresentadas no Modelo Calgary de Avaliação da Família. Também foram elaborados o genograma e ecomapa de cada família, os quais possibilitaram compreender a estrutura da família e representar suas relações com sistemas maiores, mostrando os recursos que essas famílias dispõem. A análise dos dados foi conduzida considerando-se três fases inter-relacionadas, a saber: redução dos dados, apresentação (codificação e categorização), delineamento das conclusões e verificação. Nos resultados foram identificados dois temas: alterações na dinâmica familiar pelo impacto do trauma pela queimadura e frente ao processo da hospitalização, e participação dos visitantes e acompanhantes no cuidado na Unidade de Queimados. A partir do trauma pela queimadura e da hospitalização, os familiares vivenciam um período de crise com reflexo sobre seu estado físico e emocional, sobre seus relacionamentos ou intensificação de conflitos pré-existentes e na rotina, em relação à vida diária, à administração dos recursos financeiros e ao trabalho. Os familiares sentem necessidade de acolhimento no período em que permanecem visitando/acompanhando o paciente na Unidade de forma a se fortalecerem para enfrentar a situação e participar do cuidado. A disponibilidade para estar com o paciente no hospital conversando, oferecendo carinho, participando do cuidado constitui recurso de apoio no que tange ao oferecimento de segurança, estímulo para a continuidade do tratamento e diminuição do sofrimento físico e psicológico da pessoa que sofreu queimadura. / Este estudio tuvo como objetivos comprender el impacto del trauma resultante de una quemadura y del proceso de hospitalización sobre la dinámica familiar e identificar la percepción de los familiares, de pacientes adultos o niños, sobre su participación durante la interacción de uno de sus miembros en una Unidad de Quemados. El Modelo Calgary de Evaluación de la Familia fue utilizado como referencial teórico-metodológico en la conducción de esta investigación. Los datos fueron recolectados y analizados utilizando la estrategia de estudio de caso. Para la recoleta de los datos fueron utilizadas las técnicas de entrevista semiestructurada y de observación directa. Participaron del estudio veintiún familiares adultos (mayores de 18 años, independiente del género), que permanecían en la Unidad de Quemados del Hospital das Clínicas de la Facultad de Medicina de Ribeirão Preto visitando o acompañando al miembro de la familia que sufrió quemadura, durante las dos últimas fases de recuperación psicológica (subaguda y crónica) del paciente, en el periodo de mayo a noviembre de 2005. Los familiares fueron sometidos a entrevista semiestructurada de acuerdo con un rotero de recolecta y registro de datos, que fue elaborado considerando el abordaje sistémico y las categorías para evaluación de la familia presentadas en el Modelo Calgary de Evaluación de la Familia. También fueron elaborados los genogramas y ecomapas de cada familia los cuales posibilitaron comprender la estructura de la familia y representar sus relaciones con sistemas mayores, mostrando los recursos de los cuales estas familias disponen. El análisis de los datos fue conducida considerándose tres fases interrelacionadas: reducción de los datos, presentación (codificación y categorización), delineamiento de las conclusiones y verificación. En los resultados fueron identificados dos temas: alteraciones en la dinámica familiar por el impacto del trauma por la quemadura y frente al proceso de hospitalización, y participación de los visitantes y acompañantes en el cuidado en la Unidad de Quemados. A partir del trauma por la quemadura y de la hospitalización, los familiares pasan por un periodo de crisis que se reflejado en su estado físico y emocional, sobre sus relacionamientos o intensificación de conflictos preexistentes y en la rutina, en relación a la vida diaria, a la administración de los recursos financieros y al trabajo. Los familiares refirieron la importancia de la receptividad en el periodo en que permanecen visitando/acompañando al paciente en la Unidad, para fortalecerse y poder enfrentar la situación y participar del cuidado. La disponibilidad para estar con el paciente en el hospital conversando, ofreciendo cariño y participando del cuidado, constituye un recurso de apoyo relacionado con el ofrecimiento de seguridad, estímulo para la continuidad del tratamiento y disminución del sufrimiento físico y psicológico de la persona que sufrió quemadura.
9

Corporalidade e estigma: estudo qualitativo com pacientes em reabilitação de queimaduras / Embodiment and stigma: a qualitative study with patients in burn rehabilitation

Flávia Mestriner Botelho 18 December 2012 (has links)
Este trabalho visou compreender a experiência da queimadura e a percepção de pacientes queimados sobre sua imagem corporal em relação aos padrões que regulam o ideal de corpo em nossa sociedade. Além disso, objetivou interpretar os significados atribuídos a um corpo que apresenta marcas de queimaduras. Recorreu à abordagem antropológica, à história de vida tópica e às técnicas de observação e entrevista. A pesquisa foi realizada com 10 pacientes de uma unidade de tratamento de queimados de hospital universitário do interior do Estado de São Paulo. Os resultados demonstram que os pacientes queimados percebem que seu corpo é estigmatizado de uma forma a afetar a identidade social do grupo focalizado. / This study aimed to understand the experience and perception of burn patients about their body image compared to contemporary standards, which regulate the body ideal in our society. The research aimed also interprets the meanings assigned to a body that has burn marks. In anthropological approach and topical history of life, the techniques used by research were observation and interview. The study was developed with 10 patients in a burn treatment unit of a university hospital in the state of São Paulo. The results point to the stigmatization of burn patients\' body in ways that affect the social identity of the group focused.
10

Expressão de genes relacionados à via de sinalização dos receptores TollLike em queratinócitos cultivados de pacientes com queimadura extensa / Toll-Like receptors gene expression of human keratinocytes cultured of large burn injury

Cornick, Sarita Mac [UNIFESP] January 2015 (has links) (PDF)
Submitted by Diogo Misoguti (diogo.misoguti@gmail.com) on 2016-06-24T13:10:09Z No. of bitstreams: 1 2015-11-doutorado-sarita-mac-cornick.pdf: 659699 bytes, checksum: 5c4138f441b6bac0c9d0132808e8fa60 (MD5) / Approved for entry into archive by Diogo Misoguti (diogo.misoguti@gmail.com) on 2016-06-24T13:10:46Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015-11-doutorado-sarita-mac-cornick.pdf: 659699 bytes, checksum: 5c4138f441b6bac0c9d0132808e8fa60 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-24T13:10:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015-11-doutorado-sarita-mac-cornick.pdf: 659699 bytes, checksum: 5c4138f441b6bac0c9d0132808e8fa60 (MD5) Previous issue date: 2015 / INTRODUÇÃO: A queimadura extensa pode evoluir com infecção grave e sepse com aumento da morbidade e mortalidade. Ocorre um estado contínuo de inflamação e o nível sérico de citocinas é elevado. Os receptores do tipo Toll-Like são importantes receptores de células do sistema imune inato que reconhecem antígenos. Portanto, existe a necessidade da obtenção de perfil da expressão gênica da pele em queimaduras extensas para análise inicial. OBJETIVO: Avaliar o perfil de expressão de genes relacionados às vias de receptores Toll-Like em amostras de cultura primária de queratinócitos humanos epidérmicos de pacientes com queimadura grave. MÉTODOS: Após a obtenção de fragmentos de pele viáveis com e sem queimadura, a cultura de queratinócitos foi iniciada pelo método enzimático utilizando dispase (Sigma-Aldrich) e Tripsina (Sigma-Aldrich). Após o estabelecimento da linhagem celular, estas células foram tratadas com QIAzol Reagent® (Qiagen) para a extração de RNA total. Este foi quantificado e analisado quanto à pureza para se obter cDNA para a análise da expressão de 84 genes específico de vias TLR de placas de PCR Arrays (SA Biosciences). RESULTADOS: Após a análise da expressão dos genes verificou-se que 21% destes genes estavam expressos diferencialmente, dos quais 100% foram reprimidos ou hiporregulados. Dentre estes, os seguintes genes (vezes de diminuição): HSPA1A (-58), HRAS (-36), MAP2K3 (-23), TOLLIP (-23), RELA (-18), FOS (-16), e TLR1 (-6,0). CONCLUSÃO: O perfil da expressão gênica da pele de pacientes com grande queimadura mostrou 21% de genes alterados, destes 100% apresentaram-se hiporregulados. / INTRODUCTION: Large burn injury can progress to severe infection and sepsis with increased morbidity and mortality. There is a continuous state of inflammation and serum levels of cytokines are high. The Toll-like receptors are important receptors of the innate immune system that recognize antigens. Therefore, a need exists for obtaining the gene expression profile of the skin of extensive burns for initial analysis. PURPOSE: To evaluate the expression profile of genes related to Toll Like Receptors (TLR) pathways of human primary epidermal keratinocytes (hKEp) of patients with severe burns. METHODS: After obtaining viable fragments of skin with and without burn injury, culture hKEp was initiated by the enzymatic method using Dispase (Sigma-Aldrich) and Trypsin (Sigma-Aldrich). These cells were treated with Trizol® (Life Technologies) for extraction of total RNA. This was quantified and analyzed for purity for obtaining cDNA for the analysis of gene expression using specific TLR pathways PCR Arrays plates (SA Biosciences). RESULTS: After the analysis of gene expression we found that 21% of these genes were differentially expressed, of which 100% were repressed or hyporegulated. Among these, the following genes (fold decrease): HSPA1A (-58), HRAS (-36), MAP2K3 (-23), TOLLIP (-23), RELA (-18), FOS (-16), and TLR1 (-6.0). CONCLUSION: The gene expression profile of skin of patients with large burn injury showed 21% altered genes, and 100% of them were downregulated.

Page generated in 0.0537 seconds