• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1359
  • 23
  • 22
  • 22
  • 22
  • 20
  • 17
  • 11
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1412
  • 640
  • 135
  • 130
  • 111
  • 107
  • 106
  • 84
  • 84
  • 83
  • 82
  • 76
  • 72
  • 72
  • 71
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
71

Interações entre leveduras e bactérias durante a fermentação alcoólica / not available

Rodrigo Setem Carvalho 24 January 2002 (has links)
Na fermentação alcoólica de substratos oriundos da cana-de-açúcar (caldo e/ou melaço), a sacarose é o principal açúcar e sofre inicialmente a ação da invertase da levedura, sendo transformada em glicose e frutose. Ao que parece essa hidrólise é muito mais rápida que a metabolização das hexoses, ocorrendo acúmulo dos monossacarídeos, os quais podem exercer um estresse osmótico à levedura, bem como disponibilizar tais hexoses para o crescimento de lactobacilos contaminantes do processo fermentativo industrial. Neste trabalho foi quantificada a atividade de invertase de 5 linhagens de Saccharomyces cerevisiae (PE-2, BG-1, CAT-1, FLE e IZ-1904) todas pertencentes à coleção de leveduras do Departamento de Ciências Biológicas da ESALQ/USP. A atividade de invertase foi determinada tanto nos meios de crescimento (caldo, mosto misto e melaço) como também nas leveduras após a autólise com bicarbonato de sódio. Ambas as quantificações levaram à conclusão de que, em ordem crescente, a atividade de invertase dessas linhagens foi a seguinte: CAT-1, PE-2, BG-1, IZ-1904 e FLE. A segunda etapa deste trabalho consistiu em estudar a interação levedura-bactéria durante a fermentação alcoólica, buscando correlacionar a atividade de invertase com a contaminação bacteriana. Nesta etapa, foram comparadas as leveduras descritas acima, buscando melhor entender as relações tróficas entre Saccharomyces e Lactobacillus em co-cultura. Os estudos conduzidos consistiram em ensaios de fermentação com reciclos, procurando-se imitar as condições industriais e concluiu-se que, nessas condições, a atividade de invertase não exerceu influência sobre os níveis de contaminação por L. fermentum / not available
72

Transporte eletrocinético e dinâmica dos efeitos da desnutrição sobre a superfície celular e adesão de bactérias / Bacterial electrokinetic transport and dynamic of starvation effects on cell surface and adhesion

Rocha, Ulisses Nunes da 19 September 2005 (has links)
Submitted by Nathália Faria da Silva (nathaliafsilva.ufv@gmail.com) on 2017-06-19T12:11:19Z No. of bitstreams: 1 resumo.pdf: 14708 bytes, checksum: ee6ebfef2e7d5008fceffdd053b1d02d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-19T12:11:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 resumo.pdf: 14708 bytes, checksum: ee6ebfef2e7d5008fceffdd053b1d02d (MD5) Previous issue date: 2005-09-19 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A remediação de áreas contaminadas com petróleo ou seus derivados pode ser realizada com a utilização de bactérias que apresentem características que possibilitem a degradação desses compostos ou sua transformação em formas menos tóxicas. Os processos de biorremediação requerem muitas vezes o transporte de microrganismos selecionados através de matrizes porosas com baixa condutividade hidráulica, o que pode ser alcançado pela técnica de eletrocinese. Esse processo pode resultar em condições de meio estressante para as bactérias, levando a modificações das características da superfície celular, da capacidade de adesão e, conseqüentemente, da eficiência de transporte. Este trabalho teve por objetivos estudar as propriedades da superfície celular que influenciam a adesão de isolados de bactérias a um solo franco argiloso; as alterações dessas características mediadas pela escassez de nitrogênio; e a aplicação da eletrocinese, no mesmo solo, como ferramenta para o transporte de esporos de Bacillus subtilis LBBMA 155 e de células desnutridas de Pseudomonas sp. LBBMA 81A. As bactérias com menores valores de hidrofobicidade e de cargas celulares superficiais positivas, caracterizadas como Stenotrophomonas maltophilia LBBMA 105A e isolados LBBMA F3 e 86 (não-identificados), apresentaram também as menores tendências de adesão às partículas de solo. As propriedades da superfície celular que afetam a adesão das bactérias às partículas de solo foram alteradas durante a manutenção das células em meio com escassez de nitrogênio. As modificações apresentaram um padrão diferenciado para cada um dos isolados testados. Portanto, o emprego da desnutrição requer criteriosa avaliação para vislumbrar se as alterações resultantes atendem aos requisitos necessários para a utilização das células desnutridas em uma dada aplicação biotecnológica. No ensaio de transporte mediado pela eletrocinese, as células vegetativas desnutridas de Pseudomonas sp. LBBMA 81A e os esporos de Bacillus subtilis LBBMA 155 foram distribuídos hiperbolicamente ao longo de todo o corpo-de-prova, constituído de cilindro de solo adensado. Os esporos de B. subtilis LBBMA 155 foram transportados com maior eficiência do que as células vegetativas desnutridas de Pseudomonas sp. A tendência de adesão ao solo não foi fator determinante no transporte das células. O maior transporte dos esporos de B. subtilis foi atribuído ao maior valor de cargas superficiais negativas nessa estrutura. Este trabalho demonstra que a eletrocinese pode ser utilizada para o transporte de bactérias em solos com baixa condutividade hidráulica. / The remediation of petroleum-contaminated sites can be accomplished by using bacterial strains able to degrade or to transform the compounds to less toxic forms. For some bioremediation designs, the transport of selected microorganism through porous matrix is required. The transport of bacterial cells through porous media with low hydraulic conductivity can be facilitated by electrokinesis. The change in cell surface properties in the presence of electric currents is of concern when the potential to manipulate bacterial movement with electric fields is conceived. Also, during transportation, the bacteria may be subjected to stress conditions, like nutrient limitation, which may change their physiological state. Consequently, the cell surface characteristics and adhesion capacity may be altered, affecting the transport efficiency. The aim of this work was to study the effects of cellular surface characteristics in adhesion properties and electrokinesis-facilitated transport of bacterial strains, isolated from petroleum-contaminated environment, in a silt-loam soil. Bacterial strains with low cell surface hydrophobicity and low positive charges, identified as Stenotrophomonas maltophilia LBBMA 105A and the strains LBBMA F3 and 86 (not xiiidentified), had the lowest adhesion to soil particles. The bacterial strains had different patterns of changes in cellular surface properties that affect the bacterial adhesion to soil particles during cultivation in nitrogen-limited medium. Nitrogen-starved vegetative cells of Pseudomonas sp. LBBMA 81A and endospores of Bacillus subtilis LBBMA 155 were hyperbolically distributed through the compacted soil cylinder during the electrokinetic transportation assay. The transportation efficiency of Bacillus subtilis LBBMA 155 spores was higher than of Pseudomonas sp. starved vegetative cells. The soil adhesion property was not the determining factor for cell transportation. The higher transport efficiency of endospores was attributed to their higher negative charges values. It is concluded that the electrokinesis technique can be used for bacteria transportation in soils characterized by low hydraulic conductivity.
73

Isolamento, caracterização e seleção de bactérias diazotróficas em tomateiro / Isolation, characterization and selection of diazotrophic bacteria in tomato plants

Rozo, Fernando Antonio Moreno 06 November 2017 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2018-02-23T13:22:52Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1078561 bytes, checksum: 7eb0c9fc121c977caf96d5d31d7e5fa3 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-02-23T13:22:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 1078561 bytes, checksum: 7eb0c9fc121c977caf96d5d31d7e5fa3 (MD5) Previous issue date: 2017-11-06 / As bactérias promotoras de crescimento de plantas (BPCP) e dentro deste grupo as diazotróficas, têm sido testadas para diversas culturas, tendo diferentes resultados frente à sua influência no crescimento e desenvolvimento das plantas, os resultados podem ser positivos, negativos ou não ter resposta com significância estatística. Dentro dos efeitos mais procurados estão a influência destas no fornecimento de nutrientes. O tomateiro é uma cultura amplamente plantada no Brasil e no mundo, seu consumo faz parte da dieta diária da maioria da população e para sua produção é necessário elevado aporte de fertilizantes. A produção de mudas é uma etapa importante do cultivo de tomate e hipotetiza-se que as BPCP possam auxiliar no crescimento e nutrição dos tomateiros. Este trabalho objetivou isolar, caracterizar e selecionar bactérias promotoras de crescimento de plantas que tenham sinergia como a cultura do tomateiro. Os trabalhos foram conduzidos na Universidade Federal de Viçosa, Campus Florestal. Para o isolamento das bactérias amostras de 10g de cada órgão da planta (raiz, caule, folha) foram coletadas de tomateiro, trituradas em 90 mL de solução salina e realizado diluição seriada de 10 -2 a 10 -6 . De cada uma das diluições, alíquotas de 100 μL foram colocadas em triplicata em frascos de penicilina de vidro contendo os meios semissólidos isentos de nitrogênio: NFb, JNFb, JMV, JVMM, JMVL, LGI e LGIP, NFbM e LGIM. A quantificação das bactérias presentes nos meios de cultivo foi realizada pela técnica do número mais provável (NMP). As colônias resultantes foram caracterizadas de acordo com a morfologia das células (forma e coloração de Gram) e as características das colônias (forma, cor, tamanho, elevação, bordo, superfície, mucosidade). Para identificação do caráter solubilizador de fosfato, os isolados cresceram em meio de cultura sólido contendo fosfato de cálcio. A avaliação da solubilização de fosfato foi feita por meio do valor do halo translúcido que se forma em torno das colônias bacterianas solubilizadoras. Para identificação do potencial de síntese de compostos indólicos as bactérias foram crescidas em placas de Petri contendo meio sólido de triptona de soja suplementado com triptofano, e cobertas por membrana de nitrocelulose. A membrana foi coletada, e posteriormente adicionado reagente Salkoswski e incubadas no escuro. A formação do halo rosa no local onde havia colônia foi o indicador da síntese de indol. A avaliação das bactérias com potencial de solubilização de óxido de zinco foi realizada por meio do crescimento bacteriano em placas de Petri com meio de cultura sólido contendo óxido de zinco e posterior avaliação do halo de solubilização. A promoção do crescimento de plantas pelos isolados foi avaliada por meio da inoculação em mudas de tomateiro do cultivar San Marzano, semeadas em bandejas de plástico de 128 células com substrato fibra de coco. A inoculação das mudas foi feita 17 dias após semeadura, cada planta recebeu 1 mL de meio DYGS contendo as bactérias selecionadas e o controle recebeu apenas o mesmo meio autoclavado. A adubação das mudas foi feita com solução de Hoaglan à 75%. As mudas foram colhidas aos 35 dias após semeadura e feita a medição das variáveis: volume da raiz, diâmetro do caule, altura de inserção dos cotilédones, altura da muda, relação altura da muda e diâmetro do caule, número de folhas, matéria fresca e seca da raiz, da parte aérea e total. Foi calculado o índice de qualidade de Dickson. Os teores e conteúdos de N, P e K das mudas de tomateiro foram determinados. No total, foram obtidos 29 isolados de bactérias diazotróficas dos tecidos de plantas de tomate do cultivar Grazianni com o uso de diferentes meios de cultivo isentos de nitrogênio. A distribuição de bactérias diazotróficas mostrou-se equitativa no corpo da planta sendo 45% isolado na parte aérea e 55% na raiz. Dos 29 isolados, 12 solubilizaram fosfato de cálcio, 23 solubilizaram óxido de zinco e dois sintetizaram indol, molécula precursora das auxinas. Nas mudas de tomateiro, 12 isolados incrementaram o teor de P e 6 aumentaram o conteúdo de K. Comparadas as médias das variáveis número de folhas, volume da raiz, matéria fresca da raiz, matéria seca da raiz, matéria fresca total e altura da muda, não apresentaram diferenças estatísticas para o teste de Scott Knott à 5% de probabilidade. Para as variáveis matéria fresca da parte aérea, matéria seca da parte aérea e matéria seca total as análises estatísticas mostraram diferenças significativas entre as médias, entretanto o controle estava contido dentro do grupo com melhor desempenho, indicando que as bactérias não tiveram efeito no acréscimo destas variáveis nas condições do ensaio. Conclui-se que diferentes estirpes de bactérias diazotróficas habitam naturalmente plantas de tomate, são capazes de solubilizar fosfato de cálcio, óxido de zinco, sintetizar indol, e promover incrementos nos teores de P e K em mudas de tomateiro. / Plant growth promoting bacteria (BPCP) and within this group the diazotrophic, having different results in view of their influence on plant growth and development, the results may be positive, negative or have no response with statistical significance. Among the most sought after effects are their influence on nutrient supply. The tomato is a widely cultivated crop in Brazil and in the world, its consumption is part of the daily diet of the majority of the population and for its production it is necessary a high supply of fertilizers. The production of seedlings is an important step in the cultivation of tomatoes and it is hypothesized that BPCP can assist in the growth and nutrition of tomato plants. This work aimed to isolate, characterize and select plant growth promoting bacteria that have synergy as the tomato crop. The works were conducted at the Federal University of Viçosa, Campus Florestal. For the isolation of the bacteria samples of 10g of each organ of the plant (root, stem, leaf) were collected from tomato, ground in 90 mL of saline solution and serial dilutions of 10 -2 to 10 -6 . From each of the dilutions, 100 μL aliquots were placed in triplicate in glass penicillin flasks containing the nitrogen-free semi-solid media: NFb, JNFb, JMV, JVMM, JMVL, LGI, LGIP, NFbM and LGIM. Quantification of the bacteria present in the culture media was performed by the most probable number technique (MPN). The resulting colonies were characterized according to the cell morphology (shape and color of Gram) and the characteristics of the colonies (shape, color, size, elevation, border, surface, mucus). To identify the phosphate solubilizing character, the isolates were grown in solid culture medium containing calcium phosphate. The evaluation of the phosphate solubilization was done through the diameter of the translucent halo that forms around the bacterial solubilizing colonies. To identify the potential for synthesis of indole compounds, the bacteria were grown in Petri dishes containing tryptican-supplemented soybean tripticasein solid and covered with nitrocellulose membrane. The membrane was collected, and subsequently added Salkoswski reagent and incubated in the dark. The formation of the pink halo at the colony site was the indicator of indole synthesis. The evaluation of bacteria with zinc oxide solubilization potential was carried out by means of bacterial growth in Petri dishes with zinc oxide-containing solid culture medium and subsequent evaluation of the solubilization halo. The promotion of plant growth by the isolates was evaluated by inoculation in tomato seedlings of the cultivar San Marzano, seeded in plastic trays of 128 cells with substrate coconut fiber. The inoculation of the seedlings was done 17 days after sowing, each plant received 1 mL of DYGS medium containing the selected bacteria and the control received only the same autoclaved medium. The fertilization of the seedlings was done with Hoaglan solution at 75%. The seedlings were harvested at 35 days after sowing and the variables were measured: root volume, stem diameter, height of cotyledon insertion, height of seedling, height of seedlings and stem diameter, number of leaves, fresh matter and dry root, shoot and total dry matter. The Dickson quality score was calculated. The contents and contents of N, P and K of the tomato seedlings were determined. In total, 29 isolates of diazotrophic bacteria from the tissues of tomato plants of the Grazianni cultivar were obtained with the use of different nitrogen - free culture media. The distribution of diazotrophic bacteria was shown to be equal in the body of the plant being 45% isolated in the aerial part and 55% in the root. Of the 29 isolates, 12 solubilized calcium phosphate, 23 solubilized zinc oxide and two synthesized indole, the auxin precursor molecule. In the tomato seedlings, 12 isolates increased the P content and 6 increased the K content. Compared to the mean number of leaves, root volume, root fresh matter, root dry matter, total fresh matter and seedling height, did not present statistical differences for the Scott Knott test at 5% probability. For the variables fresh matter of aerial part, shoot dry matter and total dry matter the statistical analyzes showed significant differences between the means, however the control was contained within the group with better performance, indicating that the bacteria had no effect in the addition of these variables under test conditions. It is concluded that different strains of diazotrophic bacteria naturally inhabit tomato plants, are able to solubilize calcium phosphate, zinc oxide, synthesize indole, and promote increases in the levels of P and K in tomato seedlings. / Autor sem Lattes
74

Diversidade genética de bactérias lácticas presentes em destilarias de álcool combustível nos Estados da Paraíba e Pernambuco

LUCENA, Brigida Thais Luckwu de 31 January 2010 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:01:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3603_1.pdf: 4918547 bytes, checksum: c4bc078c5e3f7886bb1a011db720e51c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2010 / Faculdade de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco / Embora os episódios de contaminação bacteriana possam causar prejuízos econômicos de milhares de reais às destilarias de álcool combustível no país, até o momento não há ainda um catálogo completo de informações sobre todas as possíveis espécies bacterianas envolvidas na contaminação industrial, e poucos são os dados encontrados na literatura científica sobre contaminantes bacterianos do processo de fermentação alcoólica. O presente trabalho teve como objetivo principal estabelecer o padrão populacional de bactérias lácticas envolvidas em episódios de contaminação bacteriana do processo industrial de produção de álcool combustível no Nordeste do Brasil. Para isso foram coletas amostras de mosto fermento durante as safras 2005-2006, 2006-2007 e 2007-2008, em destilarias nos Estados da Paraíba e de Pernambuco. A identificação dos isolados foi realizada através da técnica ARDRA e pela análise do sequenciamento de DNA dos genes pheS e 16S. Em termos gerais, os resultados mostraram que os principais contaminantes bacterianos do processo são os lactobacilos. A análise da dinâmica da população bacteriana nestas destilarias, principalmente a safra 2007/2008, sugere que algumas bactérias surgem no processo, contudo não conseguem se manter, como por exemplo, Lactobacillus plantarum, Lactobacillus ferintoshensis e Lactobacillus brevis. Outras, contudo, surgem e se mantém, ainda que modificando a sua freqüência, como Lactobacillus vini e Lactobacillus fermentum. A detecção da presença da bactéria L. vini em alta proporção no processo representa um dado muito relevante, já que este é o primeiro trabalho que relata essa bactéria em processos fermentativos para produção de álcool combustível no Brasil. Alguns autores sugerem que o Lactobacillus vini em associação com a levedura Dekkera bruxellensis pode constituir um bom consórcio para produção de álcool combustível. A comparação da identificação bacteriana deste trabalho com os dados de dinâmica das diferentes espécies de leveduras mostraram uma tendência a essa associação também nas destilarias locais. Além da identificação, os isolados bacterianos de L. fermentum e L. vini foram tipados pelo REP-PCR com o primer (GTG)5. Os resultados mostraram que, além da diversidade de espécies bacterianas detectadas, existe uma diversidade de linhagens dessas duas principais espécies no processo. A espécie L. fermentum tem sido apontada como principal contaminante em processo de fermentação alcoólica industrial, sendo algumas linhagens capazes de causar floculação em leveduras, podendo causar danos ao processo fermentativo. Trabalhos futuros visam correlacionar os diferentes perfis intra-específicos dessas espécies com algum dano do processo, visando assim traçar uma melhor estratégia de controle microbiano
75

Caracterização bacteriológica e fisico-química das águas do aqüífero freático do cemitério da Várzea - Recife

Correia de Espindula, Jeane January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:06:18Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6873_1.pdf: 3894077 bytes, checksum: 9601dadcb309754bdf62a3c76af49fc0 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 / Este trabalho visou a caracterização bacteriológica e físico-química das águas do aqüífero freático do cemitério da Várzea-Recife/PE, com ênfase em indicadores de contaminação, sobretudo, do ponto de vista bacteriológico. O referido cemitério localiza-se na zona oeste do município do Recife e está assentado sobre terrenos de origem quaternária, cujo solo, especialmente, os três metros mais superficiais, é constituído por sedimentos predominantemente finos, variando granulometricamente entre areias, siltes e argilas. A metodologia aplicada compreendeu: a) construção de poços de observação no interior do cemitério bem como levantamento de poços rasos residenciais no entorno do mesmo; b) medição da superfície freática nesses poços; c) amostragem de água subterrânea para realização de análises bacteriológicas e físico-químicas. A superfície freática no interior do cemitério foi igual ou maior que 2,9 metros e variou, aproximadamente, 2,0 metros, sendo diretamente influenciada pela precipitação pluviométrica. A condutividade elétrica apresentou-se mais elevada no poço construído próximo às sepulturas com inumações realizadas há um ano ou menos, o que pode estar associado à decomposição dos corpos. Nas amostras de água subterrânea do aqüífero freático, em especial, dos poços construídos na área interna do cemitério foi maior a ocorrência de bactérias heterotróficas (≈172 X 103 UFC/ml), bactérias proteolíticas (≥2400 NMP/100ml) e clostrídios sulfito-redutores (>23 NMP/100ml). Nesses poços, observou-se uma maior concentração dos íons bicarbonato, cloreto, sulfato, sódio, cálcio e potássio. Contudo apenas o potássio excedeu os valores comumente considerados como de ocorrência natural para essas águas ou definidos na legislação vigente
76

Isolamento e caracterização de bactérias eficientes na biodegradação de corantes azo sintéticos

Schmidt, Cássio 23 February 2018 (has links)
Submitted by DHARA CARLESSO ZAMPIVA (dhara.zampiva@univates.br) on 2018-08-07T19:07:39Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018CassioSchmidt.pdf: 784063 bytes, checksum: 16fdc02b6d416584f7c46e0dc150a9dc (MD5) / Rejected by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br), reason: Inserir o Lattes do autor. on 2018-09-11T18:22:17Z (GMT) / Submitted by DHARA CARLESSO ZAMPIVA (dhara.zampiva@univates.br) on 2018-09-17T17:12:45Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018CassioSchmidt.pdf: 784063 bytes, checksum: 16fdc02b6d416584f7c46e0dc150a9dc (MD5) / Approved for entry into archive by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2018-10-02T21:46:58Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018CassioSchmidt.pdf: 784063 bytes, checksum: 16fdc02b6d416584f7c46e0dc150a9dc (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-02T21:46:58Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) 2018CassioSchmidt.pdf: 784063 bytes, checksum: 16fdc02b6d416584f7c46e0dc150a9dc (MD5) Previous issue date: 2018-08-07 / Os corantes azo são uma classe de corantes sintéticos com ampla variedade de cores e tons, que possuem as mais diversas aplicações na indústria. O corante amaranto é um corante azo usado na coloração de alimentos, e o vermelho congo é utilizado no tingimento de fibras têxteis. Ambos são de difícil degradação por métodos físico-químicos, e a biodegradação por bactérias é uma alternativa de fácil aplicação e ambientalmente segura, que possibilita redução do potencial citotóxico e carcinogênico dos mesmos. Assim, o objetivo deste trabalho foi isolar e caracterizar duas cepas bacterianas isoladas de solo contaminado com os corantes amaranto e vermelho congo e avaliar o seu potencial de biodegradação perante estes corantes. Dez microrganismos capazes de degradar ambos os corantes foram isolados, e as condições ideais de biodegradação foram avaliadas (temperaturas de 30, 35 e 40° C, e pHs 7,0; 7,5 e 8,0). Os isolados mais promissores 1B12 (Citrobacter portucalensis) e 1A32 (Citrobacter portucalensis) foram selecionados, e as condições ideais para máxima eficiência do processo foram: 35° C e pH 7,5. Para cada corante foi avaliado o potencial de biodegradação dos tratamentos: 1B12 e 1A32 (isolados) e 1B12 + 1A32 (em conjunto). A cinética de degradação foi avaliada por leituras no UV/visível a cada 12 horas (520 nm para o amaranto e 490 nm para o vermelho congo). Os três tratamentos degradaram mais de 90% do corante amaranto após 48 horas, e mais de 90% do corante vermelho congo após 144 horas, atingindo a concentração máxima de células superior a 109 UFC.mL-1. Os metabólitos gerados após a biodegradação foram identificados no GC-MS. Os três tratamentos avaliados apresentaram como produto da biodegradação do amaranto três metabólitos em comum: fenol, indol e pirrolizidina; e na biodegradação do vermelho congo: indol, pirrolozidina e benzidina. 6 O estudo da toxicidade do produto da biodegradação em sementes de alface mostrou que ambos os corantes não reduziram a germinação das sementes. Entretanto, os produtos da degradação retardaram, ou até bloquearam, a germinação das mesmas. Assim, podemos concluir que a biodegradação dos corantes azo sintéticos por bactérias é uma alternativa biotecnológica viável. Porém, o estudo da toxicidade dos metabolitos gerados neste processo é um aspecto que não pode ser desconsiderado, uma vez que eles podem ser mais tóxicos que o próprio corante. / Azo dyes are a class of synthetic dyes with a wide variety of colors and shades, which have a vast application in the industry. Amaranth is an azo dye used to color foods and Congo red is used to color textile fibers. Both are difficult to degrade by physical-chemical methods, and biodegradation by microorganism is an easy to apply technique and environmentally safe alternative that can reduce their cytotoxic and carcinogenic potential. Thus, this work aimed to isolate and characterize two bacterial strains from soils contaminated with azo dyes amaranth and red congo, and to evaluate their biodegradation potential. Ten bacterial isolates able to degrade both dyes were isolated and ideal conditions of biodegradation were evaluated (temperatures of 30, 35 and 40 ° C, and pHs 7.0, 7.5 and 8.0). The most promising isolates 1B12 (Citrobacter portucalensis) and 1A32 (Citrobacter portucalensis) were selected, and the ideal conditions for maximum biodegradation efficiency were: 35 ° C and pH 7.5. For each dye, three treatments were evaluated: 1B12 and 1A32 (isolated) and 1B12 + 1A32 (together). Degradation kinetics were evaluated by UV/visible readings every 12 hours (520 nm for amaranth and 490 nm for red congo). The three treatments degraded more than 90% of the amaranth after 48 hours, and more than 90% of the Congo red after 144 hours, reaching cells concentration of up to 109 cfu.mL-1 . The metabolites generated after biodegradation were identified in GC-MS. The three treatments presented as a biodegradation product of the amaranth three common metabolites: phenol, indole and pyrrolizidine; and biodegradation of Congo red: indole, pyrrolozidine and benzidine. The toxicity study of the biodegradation bioproducts in bean seeds showed that both dyes do not reduce germination potential, but the products of the biodegradation can be harmful to seed germination. Thus, we conclude 8 that biodegradation of synthetic azo dyes by bacteria is a viable biotechnological alternative, but the toxicity study of the metabolites generated in the process is an aspect that must be taken into account, since they may be more toxic than the dye itself.
77

Interação entre Acanthamoeba polyphaga e Streptomyces sp. em um modelo de cocultivo visando a obtenção de extrato bruto com ação antimicrobiana / Interaction between Acanthamoeba polyphaga and Streptomyces sp. in a cocultivation targeting model searching for an extract with antimicrobial activity

Barroso, Keli Cristiane Carvalho January 2015 (has links)
As interações que ocorrem entre as bactérias e amebas podem dar-se através de relações mútuas, onde ambos os organismos se beneficiam da associação ou parasitárias em que um organismo se beneficia em detrimento do outro. A convivência de vários microrganismos que compartilham o mesmo ambiente pode produzir alterações seja no crescimento dos organismos, nos padrões de adaptação, na morfologia, no seu desenvolvimento, ou até mesmo na sua capacidade para sintetizar proteínas e metabólitos secundários. Neste estudo, é avaliada a interação entre Acanthamoeba polyphaga e Streptomyces sp. através de cocultivo, com objetivo de obter extratos brutos com ação antimicrobiana. No cocultivo, as amebas inviabilizaram na presença da bactéria. Após contato com as amebas houve alteração morfológica em Streptomyces sp. em todos os tempos de incubação, com produção de hifas, diferente do controle que permaneceu na fase de esporos. A partir do cocultivo foi possível obter extrato bruto em 50 dias, sendo avaliados em diferentes tempos de incubação (1º, 7º, 14º, 21º e 28º dias), contra bactérias multirresistentes como Escherichia coli e Pseudomonas aeruginosa, mostrando atividade antimicrobiana, tanto no cocultivo quanto no controle. Com análise estatística foi possível verificar que os extratos produzidos em 24 horas (1º) apresentaram maior atividade, especialmente contra P. aeruginosa. Os extratos produzidos pelo cocultivo e controle se comportaram diferentemente um do outro, porém as diferenças não foram estatisticamente significativas. Em relação à biomassa produzida, foi observado maior volume de biomassa no cocultivo, do que no controle, indicando que o contato entre os dois microrganismos favoreceu a produção de massa celular, porém não houve diferença significativa, somente quando comparado entre dias. Estes resultados mostram que há interação entre Acanthamoeba e Streptomyces uma vez que, a bactéria se beneficiou da ameba auxiliando no seu desenvolvimento. Esta interação entre os microrganismos pode ser importante na modulação da produção de substâncias de ação antimicrobiana, fato que ainda necessita investigação. / The interactions that occur between bacteria and amoebas can give through mutual relations, where both organisms benefit from the association or parasitic in which one organism benefits at the expense of the other. The coexistence of various microorganisms share the same environment can produce alterations in the growth of the organisms is, patterns of adaptation in morphology, development, or even in their ability to synthesize proteins and secondary metabolites. This study evaluates the interaction between Acanthamoeba polyphaga and Streptomyces sp. through cocultivation, in order to obtain crude extracts with antimicrobial action. In cocultivation, amoebas made it impossible in the presence of the bacteria. After contact with amoebae were morphological changes in Streptomyces sp. All incubation times with hyphae production, different control spores this remained in phase. From the cocultivation it was possible to obtain crude extract in 50 days, being evaluated in different incubation times (1º, 7º, 14º, 21º and 28º days), against multiresistant bacteria such as Escherichia coli and Pseudomonas aeruginosa, showing antimicrobial activity in both the cocultivation and in control. With statistical analysis found that the extracts in 24 hours (1º) showed greater activity, especially against P. aeruginosa. The extracts produced by the coculture and control behaved differently from one another, but the differences were not statistically significant. Regarding the biomass produced, there was a higher volume of biomass in cocultivation, than in the control, indicating that the contact between the two organisms favored the cell mass production, but there was no significant difference only when compared between days. These results show that there is interaction between Acanthamoeba and Streptomyces since the bacteria benefited amoeba assisting in their development. This interaction between microorganisms may be important in modulating the production of antimicrobial substances, a fact that still requires investigation.
78

Produção e caracterização de pigmentos produzidos por Chryseobacterium KR6 e Lysobacter A03 / Production and characterization of pigments produced by Crhyseobacterium KR6 e Lysobacter A03

Pailliè Jiménez, Maria Elisa January 2017 (has links)
O uso de pigmentos bacterianos com potencial biotecnológico avança cada vez mais e a partir dessa fonte natural são desenvolvidos diversos produtos com diferentes aplicações em indústrias farmacêuticas, de alimentos, cosmética entre outras, apresentando vantagens em questões econômicas e ambientais, cumprindo com a demanda e trazendo benefícios para a saúde dos consumidores e reduzindo o uso de produtos de síntese química. O objetivo desse trabalho foi a produção, ao nível de laboratório, e caracterização de pigmentos sintetizados pelas bactérias Chryseobacterium KR6 e Lysobacter A03 isoladas de penas de frango e penas de pinguim, respectivamente. Os pigmentos estudados neste trabalho, extraídos das duas linhagens, resultaram ser pigmentos do tipo Flexirubina (DAR) o que foi revelado pelo teste positivo de KOH 20% e os espectros de UV-vis, e provavelmente Xanthomonadina (APE-DAR hibrido), respetivamente. Os dois pigmentos apresentaram atividade antioxidante avaliado pela captura do radical ABTS. Não foi possível propor uma estrutura química para os dois pigmentos, processos de purificação são requeridos para a identificação molecular desses pigmentos biotecnologicamente viáveis. / The use of bacterial pigments with biotechnological potential advances are growing and more and from this natural source are developed several products with different applications in the pharmaceutical, food, cosmetics and other industries, presenting advantages in economic and environmental issues, fulfilling a demand and bringing benefits For consumer health and reducing the use of chemical synthetized products. The aim of this study was the production, working volume and characterization of pigments synthesized by Chryseobacterium KR6 and Lysobacter A03 bacteria isolated from chicken and penguin feathers, respectively. The pigments were characterized by KOH 20% test, UV-visible, colors system CIELAB, HPLC-DAD-MS, FTIR and was evaluated the antioxidant capacity. The pigments from KR6 and A03 presents some characteristics from flexirubin and xanthomonadin non- brominated type pigments respectively. Pigment from KR6 shows a positive bathochromic shift when colonies or the extracted pigment are in presence of alkaline solution (KOH20%) and also have a λmax at 450nm in acetone when analyzed by UV-Vis. The FTIR analysis shows some principal functional groups that might be from a flexirubin molecule. Pigment from A03 didn’t present any shift when flooded with KOH and the λmax was 419 nm and 427 nm in acetone and chloroform respectively. The two pigments presented antioxidant activity evaluated by the capture of the free radical ABTS. It was not possible to propose a chemical structure for the two pigments; purification processes are necessary for a molecular identification of the biotechnologically viable pigments.
79

Análise da comunidade bacteriana de animais marinhos recolhidos do litoral norte do Rio Grande do Sul / Analysis of the bacterial community from marine animals found in the coastal north Rio Grande do Sul

Medeiros, Aline Weber January 2016 (has links)
O conhecimento sobre a microbiota de animais marinhos fornece uma base que pode ser usada para comparação em virtude de mudanças futuras, apesar disso pouco se sabe sobre a natureza das bactérias associadas com o intestino desses animais. Esse estudo visou a obtenção de um panorama sobre a microbiota de animais marinhos selvagens recolhidos no litoral do Rio Grande do Sul através de ferramentas independentes de cultivo, como o sequenciamento de última geração e PCR quantitativa em tempo real (qPCR), que permitem a inferência sobre as bactérias pertencentes a microbiota intestinal a partir do DNA genômico total obtido diretamente da amostra. A partir do sequenciamento parcial do gene de 16S rRNA utilizando a plataforma de alta desempenho Ion Torrent PGM, seis amostras fecais de lobo-marinho-sul-americano (Arctocephalus australis) e quatro lobo-marinho- subantártico (Arctocephalus tropicalis) foram avaliadas. Verificou-se que o filo Firmicutes (86,28%) foi mais frequente nas fezes de ambas as espécies, seguido por Actinobacteria(6,74%) e Proteobacteria (3,34%), sendo Bacteroidetes e Fusobacteria os filos menos frequente. A qPCR foi empregada para quantificar as espécies de enterococos, mais frequentemente isoladas de fezes de animais (Enterocococcus faecalis, E. hirae, E. mundtti, E. faecium, E. gallinarum e E. casseliflavus), em amostras fecais de animais marinhos selvagens. A partir de DNAs totais isolados de 24 amostras fecais de lobos marinhos, tartarugas-verdes e aves marinhas, verificou-se que E. faecalis (1,82x1012 cópias/ng) foi a espécie mais frequente em todas as amostras analisadas e E. hirae (5,89x1010), E. mundtti (7,57x1010 cópias/ng), E. faecium (4,94x1009 cópias/ng), E. casseliflavus (1,22x1009 cópias/ng) e E. gallinarum (3,84x1010 cópias/ng) também demonstraram estar presentes na microbiota desses animais. / Knowledge about the marine animals microbiota provides a base that can be used for comparison due to future changes, nevertheless little is known about the nature of the bacteria associated with the animal gut. This study aimed to obtain an overview of the microbiota of wild marine animals collected in the Rio Grande do Sul coast using cultive independent methods, as the next-generation sequencing and quantitative real-time PCR ( qPCR ), which allow the inference about the bacteria belonging to the intestinal microbiota from total genomic DNA obtained directly from the sample. Using the high performance Ion Torrent PGM platform six fecal samples of South American fur seal (Arctocephalus australis) and four Subantartic fur seals (Arctocephalus tropicalis) were evaluated. It was found that the phylum Firmicutes (86.28%) was more common in faeces of both species, followed by Actinobacteria (6.74%) and Proteobacteria (3.34%), Fusobacteria and Bacteroidetes were the least frequent. The qPCR was used to quantify the Enterococci species commonly isolated from faecal samples of animal (Enterocococcus faecalis, E. hirae, E. mundtti, E. faecium, E. gallinarum e E. casseliflavus) in faecal samples or cloacal swabs / rectal wild marine animals. From total DNA isolated of 24 fecal samples from sea lions, green turtles , sea birds, it was observed that E. faecalis (1.82x1012 copy/ng) was the most common species in all samples analyzed and E. hirae (5.89x1010), E. mundtti (7.57x1010), E. faecium (4.94x1009), E. casseliflavus (1.22x1009) and E. gallinarum (3.84x1010) also shown to be present in the microflora of these animals.
80

Infecção por micobactéria não tuberculosa como causa de asma de difícil controle

Fritscher, Leandro Genehr January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:05:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000429777-Texto+Completo-0.pdf: 10807139 bytes, checksum: b05a53115bb6b1ea5696ca873906b4cf (MD5) Previous issue date: 2011 / Asma é uma doença extremamente prevalente que afeta pessoas de todas as idades, sendo um problema de saúde pública sério no mundo inteiro. Quando inadequadamente controlada pode trazer graves limitações na qualidade de vida do indivíduo, sendo, algumas vezes, fatal. Evidências recentes vêm demonstrando que asmáticos têm suscetibilidade maior ao desenvolvimento de inúmeros tipos de infecções virais e bacterianas, porém infecções por micobactéria não tuberculosa (MNT) não haviam sido até então descritas em indivíduos com asma.

Page generated in 0.0567 seconds