• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1209
  • 44
  • 40
  • 39
  • 34
  • 27
  • 16
  • 12
  • 8
  • 8
  • 7
  • 5
  • 3
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 1250
  • 648
  • 110
  • 102
  • 101
  • 101
  • 100
  • 92
  • 91
  • 86
  • 85
  • 76
  • 73
  • 73
  • 73
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Desenvolvimento de célula de carga para medir força aplicada durante a escovação dental

Rodrigues, Marcelo Urdapilleta January 2002 (has links)
Este trabalho apresenta o desenvolvimento de um sistema de medição para a análise biomecânica da força desenvolvida durante a escovação dental, com aquisição e processamento de dados de dinamometria para a análise da escovação dental como um processo eficaz de higiene bucal. Foi desenvolvida uma célula de carga com extensômetros de resistência elétrica, montada em uma escova dental. A célula de carga foi construída com 2 Strain Gages montados em meia ponte de Wheatstone, medindo força em flexão, e 4 Strain Gages montados em ponte completa de Wheatstone medindo força de torque. A aquisição dos dados e análise foi feita através do software SAD2. Foram selecionados 6 indivíduos, dois do sexo masculino e 4 do sexo feminino, todos destros, e instruídos a escovarem os dentes por 1 minuto. Os valores medidos para a força de flexão média variam de 24gf à 526gf e para o esforço de torque médio de –76gfmm à 1890gfmm. A célula de carga desenvolvida mostrou-se repetitiva, com boa sensibilidade e confiável com um erro em flexão de 2,7% e 5,5% em torque. A célula de carga apresentou resultados semelhantes a de outros trabalhos publicados anteriormente, sendo estes válidos para uma análise quantitativa inicial no processo de escovação.
42

Relação da economia de corrida e da eficiência mecânica com o desempenho de corredores de rendimento usando modelos alométricos / Relation de l’économie de course et l’efficience mécanique sur la performance des athlètes de longues distances utilisant des modèles allométriques

Tartaruga, Marcus Peikriswili January 2013 (has links)
Le but de cette étude était d'analyser la relation entre l'économie de course à pied (ECO) et l'efficience mécanique (Eff) dans la performance des coureurs spécialistes en moyenne et longue distance, utilisant des modèles allométriques. Dans l'étude originale I, 13 coureurs amateurs (hommes, âge : 33.3 ± 8.4 ans, poids corporel : 76.4 ± 8.6 kg, consommation maximale d'oxygène - VO2max 52.8 ± 4.6 ml•kg-l. min-1) et 13 coureurs d'haut niveau (hommes, âge : 25.5 ± 4.2 ans, poids corporel : 62.8 ± 2.7 kg, VO2max : 70.4 ± 1.9 ml*kg -l•min-1), tous spécialistes en preuves de moyenne distance, ont effectué un test progressif maximal afin de déterminer les valeurs de VO 2max, et un test de ECO de 6-min à 70% du VO 2rnox pour mesurer la consommation d'oxygène sous-maximale (VOZsubmax), avec et sans l'application d'un exposant allométrique (b) spécifique correspondant à déterminée par la relation allométrique y= axb, oú y correspond à la taux métabolique maximal, a au coefficient allométrique et x à la masse corporelle. Tous les coureurs également ont participé de une course à pied de moyenne distance en une piste de athlétisme. Dans cette étude, nous avons étudié l'effet de l'échelle allométrique dans la relation entre ECO et performance, selon le conditionnement cardiorespiratoire. Dans l'étude original II, 14 coureurs amateurs (hommes, âge : 29.0 ± 7.0 ans, poids corporel : 70.0 ± 10.2 kg, VO2max : 52.0 ± 4.9 mkg -L min-1), spécialistes en longue distance, également ont effectué un test progressif maximal afin de déterminer les valeurs de VO2max, et un test de ECO de 6-min à 3.1 ms -1 pour évaluer le VO2submax. Pendant le test sousmaximal a été effectuée un registre cinématique afin de mesurer le travail mécanique interne (Wint), externe (Wext) et total (W tot) et, après, les relier à la performance en 10.000 de course à pied, avec et sans l'utilisation des exposants allométriques spécifiques. Pour cette étude, nous avons adopté les exposants allométriques correspondant à 0.75, suggérées par Ia littérature, et 0.45, spécifique du group de sujets évalués. Dans l'étude original III, 13 coureurs amateurs (hommes, âge : 33.3 ± 8.4 ans, poids corporel : 76.4 ± 8.6 kg, VO 2max : 52.8 ± 4.6 ml•kg -L min-1 ) ont effectué un test progressif maximal, un test d'ECO composé de trois intensités sousmaximales correspondants à 50%, 70% et 90% du VO2max avec une durée de 6-min chacun et, un test supramaximal correspondant à 110% de la vitesse du VO2max• Après des tests en laboratoire, tous les coureurs ont participé de une course à pied de 10.000-m en une piste de athlétisme oú la technique a été enregistrée cinématiquement avec des quatre caméscopes de haute fréquence. Afin d'étudier des relations de l'ECO et l'Eff avec la performance des coureurs expertises en longue distance, ont été déterminées des exposants allométriques correspondant au taux métabolique en situations maximal et sous-maximal (0.84 et 0.76, respectivement). La contribution de l'énergie aérobique (AE) et anaérobique (AnE) dans le coút énergétique en course à pied (C r) a été évaluée. Nous avons utilisé des statistiques descriptives (moyenne et écarts-types) et le test de Shapiro-Wilk pour vérifier la normalité des données. Les tests T de Student dépendant et indépendant, des analyses de corrélation de Pearson et de Régression Linéaire Multiple et, la transformation de Fisher r-to-z ont été réalisés. Selon les résultats, l'échelle allométrique peut améliorer la relation entre ECO et performance dans la course à pied de moyenne et longue distance, principalement en coureurs amateurs, pour raison morpho-fonctionnelles. Également, pour cette même population, des travails mécaniques, principalement le W ext, peut être considérées comme prédicteurs de la performance de la course à pied de sujets spécialistes en longue distance, et un exposant allométrique peut améliorer cette prédiction. En ce qui concerne à l'Eff, les résultats ont montré que, comme également occur avec l'ECO et les travails mécaniques, cette variable est, aussi, une important variable de prédiction de la performance en preuves de longue distances. Toutefois, quand appliqué des exposant allométriques, il n'y avait aucune amélioration dans cette prédiction, principalement en coureurs de haut niveau. Les résultats ont montré, aussi, que pour le calcul de l'Eff, la contribution AnE est important, parce que, contrairement, les résultats peuvent être surestimés comme déjà signalé en autres études. En général, lorsque l'objectif est prédit la performance des coureurs amateurs de moyenne ou de longue distance, à travers des puissances métaboliques ou mécaniques, est suggéré d'adopter un exposant allométrique spécifique du groupe étudié. Toutefois, lorsque cette prédiction est réalisée avec la utilisation de l'Eff en un group de coureurs de haut niveau, l'échelle allométrique n'est pas indiquée. / O objetivo do presente estudo foi analisar as relações da economia de corrida (ECO) e da eficiência mecânica (Ef) com o desempenho de corredores de rendimento, utilizando modelos alométricos. No estudo original 1, 13 corredores recreacionistas (homens; idade: 33,3 ± 8,4 anos; massa corporal: 76,4 ± 8,6 kg; consumo máximo de oxigênio - VO2máx: 52,8 ± 4,6 mrkg - 1•min-1) e 13 corredores de alto-rendimento (homens; idade: 25,5 ± 4,2 anos; massa corporal: 62,8 ± 2,7 kg; VO2máx: 70,4 ± 1,9 ml*kg-t rnin -1), todos praticantes de provas de meio-fundo, realizaram um teste máximo de esforço progressivo, até a exaustão, com o intuito de determinar o valor de VO2máx, e um teste de ECO com duração de 6-min à 70% do VO2máx para a mensuração do consumo submáximo de oxigênio (VO2submáx), com e sem a aplicação de um expoente alométrico (b) específico correspondente a 0,75, determinado através da relação alométrica y = axb, onde y corresponde à taxa metabólica máxima, a ao coeficiente alométrico, e x à massa corporal. Todos os corredores, também, participaram de uma prova de meiadistância em uma pista de atletismo. Neste estudo, investigou-se o efeito da escala alométrica na relação entre ECO e desempenho em prova de meia-distância, de acordo com o condicionamento cardiorrespiratório. No estudo original II, 14 corredores recreacionistas (homens; idade: 29,0 ± 7,0 anos; massa corporal: 70,0 ± 10,2 kg; VO 2máx : 52,0 ± 4,9 ml•kg -Lmin- 1), praticantes de corridas de longa-distância, também realizaram um teste máximo de esforço progressivo, até a exaustão, para a determinação do VO2máx, e um teste de ECO com duração de 6-min à 3,1 rns-1 para a determinação do VO2submáx. Durante o teste submáximo, foi realizada uma videometria no plano sagital direito de cada sujeito com o objetivo de mensurar os trabalhos mecânicos interno (Wird), externo (Wext) e total (W t1ot ,e , posteriormente, relacioná-los com o desempenho em prova de rua de 10.000 m, com e sem o uso de expoentes alométricos específicos. Para este estudo foram adotados os expoentes alométricos correspondentes a 0,75, sugerido pela literatura, e 0,45, determinado matematicamente. No estudo original III, 13 corredores recreacionistas (homens; idade: 33,3 ± 8,4 anos; massa corporal: 76,4 ± 8,6 kg; VO 2máx : 52,8 ± 4,6 ml•kg-1'min-1) realizaram um teste máximo de esforço progressivo, até a exaustão, um teste de ECO dividido em três testes submáximos (50%, 70% e 90% do VO2máx), com duração 6-min cada, e um teste supra-máximo voluntário, até a exaustão, correspondente a 110% da velocidade no VO 2máx . Após os testes laboratoriais, todos os corredores participaram de uma prova de 10.000-m em uma pista de atletismo. Para cada sujeito, a técnica de corrida foi registrada cinematicamente utilizando-se 4 câmeras digitais de alta frequência. Com o objetivo de investigar a relação da ECO e da Ef com o desempenho de corredores de rendimento, usando modelos alométricos, foram determinados os expoentes alométricos correspondentes às taxas metabólicas máxima e submáxima (0,84 e 0,76, respectivamente). A contribuição das energias aeróbica (AE) e anaeróbica (AnE) no custo energético da corrida (C r) também foi investigada. Foi aplicada a estatística descritiva através de médias e desvios-padrão e o teste Shapiro-Wilk para verificação da normalidade dos dados. Foram empregados os testes T de Students para amostras dependentes e independentes, as análises de correlação de Pearson e de Regressão Linear Múltipla e, a transformação de Fisher r-to-z. A partir dos resultados apresentados nos três estudo originais, conclui-se que a escala alométrica pode melhorar a relação entre ECO e desempenho em meia e longa-distância, principalmente de corredores recreacionistas, devido a influência dos aspectos morfofuncionais no desempenho físico. Da mesma forma, para esta mesma população, os trabalhos mecânicos, especialmente o Wext, podem ser considerados preditores do desempenho, e um expoente alométrico específico pode melhorar essas predições. Em relação a Ef, os resultados demonstraram que, assim como ocorre com a ECO e com os trabalhos mecânicos, esta também é uma importante variável preditora do desempenho em provas de longa-distância. Entretanto, quando aplicada a alometria, não houve melhora na predição do desempenho advindo da Ef. Os resultados também demonstraram que para o cálculo da Ef deve-se considerar a contribuição da AnE pois, do contrário, os resultados podem ser superestimados, como já verificados em outros estudos. Em suma, quando o objetivo for predizer o desempenho de corredores recreacionistas, meio-fundistas ou fundistas, através das potências metabólica ou mecânica, sugere-se adotar um expoente alométrico específico do grupo investigado. No entanto, quando essa predição for realizada considerando-se a Ef, especificamente em corredores de alto-rendimento, a aplicação alométrica não é necessária.
43

Comparação biomecânica entre duas montagens de fixação externa circular híbrida para tratamento de fraturas do planalto tibial

Cardoso, Gracielle Silva January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, Florianópolis, 2015. / Made available in DSpace on 2016-04-19T04:06:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 337781.pdf: 1720160 bytes, checksum: 3b1dc1053639649a7d0ef91ff938e466 (MD5) Previous issue date: 2015 / Introdução: Fraturas do planalto tibial de alta energia seguem sendo um dos grandes desafios da traumatologia ortopédica, sendo que ainda existe muita controvérsia no que concerne o seu tratamento. Dentre as possibilidades de tratamento, a abordagem mínima associada à fixação externa tem gerado interesse nos últimos anos. Objetivo: Comparar o desvio interfragmentário entre duas diferentes montagens de fixação circular híbrida de Ilizarov utilizadas para tratamento de fraturas de alta energia do planalto tibial por meio de ensaios biomecânicos. Materiais e Métodos: Dois diferentes grupos de montagens de fixação circular híbridas, respeitando as restrições anatômicas locais, foram realizadas em tíbias compósitas osteotomizadas em sua metáfise proximal simulando fraturas do planalto tibial com dissociação metáfiso-diafisária. A montagem padrão foi realizada conforme descrito por Catagni-Cattaneo e a montagem teste foi realizada substituindo-se os fios Kirschner distais por pinos de Schanz. Ambos os grupos foram submetidos a ensaios biomecânicos com carga axial cíclica variando entre 300 N e 1.000 N por 10.000 ciclos. Foram analisados os desvios e as rotações interfragmentários. Resultados e Discussão: A montagem padrão se comportou de forma semelhante a uma montagem de Ilizarov clássica, permitindo um maior movimento axial (eixo Y) e um menor movimento angular látero-lateral (eixo X) quando comparada com a montagem teste. Enquanto a montagem teste apresentou um comportamento mais semelhante ao observado em fixadores externos lineares, proporcionando uma estabilidade axial (eixo Y) superior à observada na montagem padrão, uma estabilidade ântero-posterior (eixo Z) semelhante entre os dois grupos e uma menor estabilidade látero-lateral (eixo X). Apesar dessas diferenças, em ambos os grupos de montagens o deslocamento axial sobrepujou os deslocamentos nos demais eixos. Conclusão: O aumento do número de pinos de Schanz e a diminuição do número de fios de Kirschner em montagens de fixação circular hibrida gerou montagens com comportamento mecânico tendendo ao dos fixadores externos lineares.<br> / Abstract : Introduction: High-energy tibial plateau fractures remain as one of the greatest challenges of orthopedic traumatology, it still gives rise to controversy in what concerns treatment, especially when approaching fractures with metaphysio-diaphyseal dissociation. Treatment with percutaneous or minimal direct reduction associated with circular external fixation has recently generated interest, although there is no consensus among the type of external fixation to be used. Objective: Compare the interfragmentary displacement between to different hybrid circular external fixation mountings used to treat high-energy tibial plateau fractures through biomechanical testing by cyclic axial loading.Material and Methods: Two different groups of hybrid circular external fixation frame mountings respecting anatomical restrictions were assembled, using composite tibiae with proximal metaphysary osteotomies simulating tibial plateau fractures with metaphysio-diaphyseal dissociation. Standard frame mounting was assembled as described by Catagni-Cattaneo and test frame mounting was assembled replacing the distal Kirschner wires by half-pins. Both groups were biomechanically tested through cyclic loading between 300 N and 1,000 N for 10,000 cycles. Interfragmentary rotational and angular displacements were analyzed. Results and Discussion: Standard frame mounting behaved similarly to a classic Ilizarov frame, allowing a greater axial movement and a smaller latero-lateral angular displacement when compared with the test frame. While the test frame behaved more similarly to a linear external fixator, providing greater axial stability, similar angular antero-posterior displacement and lower angular latero-lateral stability. In despite of these differences, in both frame mounting groups the axial displacement was greater then the prejudicial non-axial movements. Conclusion: Increasing the number of half-pins and diminishing the number of Kirschner wires in hybrid circular external fixation generated frames that tend to behave more similarly to linear external fixators.
44

Avaliação in vivo e in vitro do efeito do tempo sobre molas fechadas de níquel-titânio

Almussa, Amanda Fahning Magno [UNESP] 15 March 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:33:23Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-03-15Bitstream added on 2014-06-13T18:45:01Z : No. of bitstreams: 1 almussa_afm_dr_arafo.pdf: 1982978 bytes, checksum: 078c30ee2ec08d13b4ca6d31af723b59 (MD5) / Determinar in vivo e in vitro o efeito do tempo sobre as propriedades mecânicas de molas helicoidais fechadas de níquel-titânio. Métodos: Três artigos científicos foram redigidos e utilizados para a avaliação dos propósitos apresentados. Resultados: No artigo 1 (in vivo), o tempo e a ativação influenciaram significantemente a taxa de superelasticidade (SE) e a força média do platô clínico superelástico (FP) quando o perfil total das molas foi avaliado (p<0,001). Foi detectada uma interação significante entre tempo e ativação nas variáveis taxa de SE (p<0,001) e FP (p=0,013). No artigo 2 (in vitro), o tempo influenciou significantemente a FP e a taxa de SE quando o perfil total das molas foi avaliado (p<0,001). A ativação influenciou significantemente a taxa de SE (p<0,001), não influenciando a FP (p=0,218). Foi detectada uma interação significante entre tempo e ativação na variável taxa de SE (p=0,020), o que não ocorreu na variável FP (p=1,00). No artigo 3 (in vivo), o uso clínico e a ativação influenciaram significantemente a deformação das molas (p<0,001). Foi detectada interação significante entre os fatores tempo e ativação na variável deformação (p<0,001). Conclusões: Após 6 meses de uso clínico, as molas apresentaram diminuições significantes nas taxas de SE em até 52%, nas FP em até 88% e aumento da deformação em até 1,26 mm. Laboratorialmente, os efeitos nas FP foram maiores nos dois primeiros meses e depois se estabilizaram, já as taxas de SE não apresentaram diferenças nos dois meses iniciais, aumentando nos seguintes. Desta forma, a reutilização das molas avaliadas neste estudo seria desaconselhada. / Determine in vivo and in vitro the time effect on the mechanical properties of nickel-titanium closed coil springs. Materials and Methods: Three research papers were written and analyzed for the evaluation of the aims presented. Results: In first paper (in vivo), time and the activation significantly affected superelasticity (SE) rate and the average force of the superelastic clinical plateau (FP) when the total profiles of the springs were evaluated (p<0,001). A significant interaction between time and activation was detected for the SE rate (p<0,001) and FP (p=0,013) variables. In second paper (in vitro), time significantly affected FP and SE rate when the total profiles of the springs were evaluated (p<0,001). Activation significantly affected the SE rate (p<0,001), but not the FP (p=0,218). A significant interaction between time and activation was detected for the SE rate variable (p=0,020), but not for the FP variable (p=1,00). In third paper (in vivo), the clinical use and activation significantly affected the springs deformation (p<0,001). A significant interaction between time and activation was detected for the deformation variable (p<0,001). Conclusions: After six months of active clinical use, the analyzed springs presented a significant decay on their SE rates up to 52%, on FP up to 88% and increase in deformation up to 1,26 mm. In the in vitro study, the effects on FP were higher in the first two months and then stabilized, and the SE rates didn’t differ in the two initials months, increasing in the following. This way, reuse of the springs evaluated in this study would be inadvisable.
45

Desenvolvimento de um sistema moving cameras para reconstrução 3D de movimentos submersos

Cipolli, Emílio Augusto de Carvalho [UNESP] 08 July 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:34:57Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-07-08Bitstream added on 2014-06-13T18:45:50Z : No. of bitstreams: 1 cipolli_eac_dr_guara.pdf: 441401 bytes, checksum: cc3c201416c280ba0fbbd033bf57a0a5 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A cada dia as técnicas de reconstrução 3D vêm contribuindo para o levantamento de informações a respeito do movimento esportivo. Este trabalho teve como objetivo desenvolver um sistema de reconstrução 3D, de baixo custo, com câmeras em movimento, para a medição de um movimento submerso. Foi reconstruido o comprimento do membro inferior do nadador ao realizar um movimento de deslize submerso em quatro trechos nadados extrapolando o volume calibrado. O sistema foi composto de duas câmeras submersas com frequencia de captura de 30 Hz, sem ajustes internos, fixadas num dispositivo móvel contruído especificamente para o estudo.Como referência utilizou-se um objeto de calibração com 40 pontos previamente determinados de dimensões 3m x 1,5m x 1m. Foram verificada a precisão e a acurácia do sistema. Os valores de RMS das distancias reconstruídas ficaram entre 1,35cm e2,52cm (RMS% = 1,63%a 3,07%) e os valores de acurácia entre 1,67cm e 2,72cm. Foi aplicado o teste t e verificou-se não haver diferença significativa (p<0,05) entre os valores medidos nos quatro trechos das seis tentativas realizadas pelo nadador. O sistema apresentou medidas consistentes para esse tipo de medição. Pode-se concluir portanto que o sistema mostrou-se confiável e aplicável para futuras medições de movimentos submersos na natação / Each day the techniques of 3D-Reconstruction has contributed to the collection of information about the sports movement. This work aimed to develop a 3DRreconstruction system, low cost, with moving cameras, for measuring a moving underwater. It was reconstructed the length of the swimmer's leg when performing a movement of underwater sliding in four patch extrapolating the calibrated volume. The system was composed of two underwater cameras with capture rates of 30 Hz without internal adjustments, set on a mobile device built specifically for the study. As a reference we used a calibration object with 40 points previously determined dimensions of 3m x 1m x 1.5m. We checked the precision and accuracy of the system. The RMS values of the reconstructed distances were between 1.35 cm and 2.52 cm (RMS% = 1.63% to 3.07%) and accuracy values between 1.67 cm and 2.72 cm. We used test t and there was no significant difference (p 0.05) between the measured values of the four patches of six attempts made by the swimmer. The system showed consistent measures for this type of measurement. It can be concluded therefore that the system was reliable and applicable for future measurements of movements in swimming underwater
46

Análise das variáveis eletromiográficas e da pressão plantar na marcha em aclive, declive e plano

Galera, Sandra Regina de Gouvêa Padilha [UNESP] 10 November 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:34:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-11-10Bitstream added on 2014-06-13T21:06:52Z : No. of bitstreams: 1 galera_srg_dr_guara.pdf: 1308616 bytes, checksum: 5adff046fd36c4e14298477a81def9d3 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Com aumento de longevidade, a preocupação está voltada à acessibilidade que possibilita autonomia e mobilidade humana. O movimento do corpo humano depende da dinâmica anatômica e fisiológica entre músculos e articulações para processar o movimento que é causado por forças centrípetas. A locomoção humana é produzida pela transferência do corpo no espaço, que depende da marcha, evento de alta complexidade para análise sobre reabilitação e biomecânica. Nessa conjuntura, o escopo deste estudo foi avaliar a atividade muscular e correlacionar as variáveis (Razão, Co-contração e Pressão Plantar no calcâneo) para análise do esforço biomecânico do tornozelo durante a marcha em aclive, declive e plano. Sob protocolo n.138/2010 de aprovação do projeto por Comitê de Ética em Pesquisa, a coleta de dados foi aplicada em amostra de 11 sujeitos do gênero feminino, com idade entre vinte e cinquenta anos, saudáveis e com marcha independente. Para o trajeto se utilizou uma rampa com inclinação de 20º, cujo início foi demarcado com o toque sobre a marca que continha o pushbutton para registro de sinais eletromiográficos e força plantar em sincronismo. As participantes utilizaram um par de sandálias sensorizadas desenvolvido com quatro células de carga para mensurar as pressões plantares por meio de extensão que ligava cada célula ao sistema de aquisição de dados Spider 8®. Os testes de Kruskall-Wallis e Mann-Whitney possibilitaram a avaliação de quatro músculos dos tornozelos (Tibial Anterior Direito e Esquerdo, e Gastrocnêmio Medial Direito e Esquerdo). Durante a Passada e a Fase de Apoio, estes músculos realizaram esforços significativamente superiores no aclive e inferiores no declive. Já, na Fase de Balanço, apenas o músculo Tibial Anterior direito apresentou diferença significativa... / With increasing longevity, the concern is with the accessibility that allows autonomy and human mobility. The movement of the human body depends on the anatomical and physiological dynamics of muscles and joints to handle the movement that is caused by centripetal forces. The human locomotion is produced by the transfer of the body in space, which depends on the march, an event of high complexity for analysis of rehabilitation and biomechanics. At this juncture, the scope of this study was to evaluate the muscular activity and to correlate the variables (Reason, Co-contraction and Plant Pressure on the heel) to analyze the biomechanical stress of the ankle during walking uphill, downhill and flat. Under Protocol n.138/2010 of project approval for Commission of Ethic in research , the data collection was applied in a sample of 11 female subjects, aged between twenty and fifty years, healthy and independent walking. For the path we used a ramp inclined 20°, whose beginning was marked with the touch above the insole containing the pushbutton for recording electromyography signals and power plant in sync. Participants used a pair of sandals sensorized enveloped with four load cells to measure Plant Pressures through long connecting each cell to the data acquisition system Spider 8®. The Kruskall-Wallis and Mann- Whitney enable the evaluation of four muscles of the ankle (anterior tibialis Right and Left, Right and Left Medial Gastrocnemius). During the Footstep and Support Phase, these muscles have made efforts significantly higher in the uphill and minor in the downhill. Already, in the Swing Phase, only the right anterior tibial muscle showed Root Mean Square, the tibialis anterior Right muscle showed difference significant electromyography activity, was greater in uphill. The reason between... (Complete abstract click electronic access below)
47

Analise eletromiográfica e dinamométrica durante o ciclio da pedalada em cicloergômetro aquático

Ribeiro, Maria Auxiliadora Andrade Pinto [UNESP] 30 June 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:34:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-06-30Bitstream added on 2014-06-13T20:08:27Z : No. of bitstreams: 1 ribeiro_maap_dr_guara.pdf: 1262118 bytes, checksum: ef7340daffce87dd126dd3caf2410834 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / No ciclismo aquático os músculos dos membros inferiores são responsáveis pela produção da força, a qual, aplicada sobre o pedal e transmitida ao pé-de-vela, impulsiona a bicicleta aquática. Estudos das forças aplicadas sobre o pedal são de grande interesse para a Biomecânica do ciclismo, especialmente quando estas se encontram associadas à técnica da eletromiografia. Os objetivos deste estudo foram: (1) construir um pedal com o eixo instrumentado com extensômetros para medir a Força Normal média aplicada sobre o pedal da bicicleta aquática; (2) Verificar a magnitude dos sinais eletromiográficos dos músculos do membro inferior direito, reto femoral (RF), bíceps femoral (BF) e gastrocnêmio lateral (GAL) na fase de propulsão do ciclo da pedalada; (3) Verificar a existência de correlação entre a intensidade do sinal eletromiográfico e os da Força Normal média aplicada sobre o pedal nos três níveis de controle de fluxo de água presentes na Hidrocycle. Participaram deste estudo 5 voluntários do sexo masculino, com idade média 22 ± 1,9, massa corporal 75 kg ± 3,8, estatura 176 cm ± 3,3. Os ensaios procederam em um tanque de dimensões externas 1,2 m x 1,0 m x 1,5 m, respectivamente, comprimento, largura e altura, partes laterais de vidro, no qual a Hidrocycle foi instalada. Os voluntários pedalaram a uma frequência de 50 rpm, por um período de 1 minuto, nos três níveis de resistência aquática pré-estabelecida pela Hidrocycle. Com a aplicação crescente das cargas devido à abertura ou fechamento dos dois furos presentes em cada uma das quatro calhas da bicicleta foram obtidos os resultados. O músculo GAL apresentou aumento estatisticamente significativo dos RMSm para os dois furos abertos (2FA) (17,00 mV ± 2,44), um furo fechado (1FF) (19,50 mV ± 1,80) e dois furos fechados (2FF) (34,40 mV ± 8,24). Para o músculo RF também foi observado aumento... / At the aquatics cycling the muscles of the lower limbs are responsible for the force production which, applied make the aquatics bicycle move ahead. Studies of the forces applied on the pedal are of great interest for the cycling Biomechanics, especially when these are associated with the EMG technique. The aims of this study were: (1) to build a instrumental pedal with strain gauges to measure average normal force applied on the aquatics bicycle pedal; (2) to check amount of EMG signals of the muscles of the right lower limb, RF muscle, BF muscle and GAL muscle and phase of the propulsion of the pedal ride; (3) to check the correlation existing between the EMG signal intensity pedal force at the three levels of water resistance. Five male volunteers with average age 22 ± 1,9, body weight 75 kg ± 3, 8, 176 cm ± 3,3 height participated on this experiments. The experiments happened at a tank with external dimensions of 1,2 m x 1,0m x 1,5 m, length, width and height, glass side walls, in with the Hidrocycle was installed. The volunteers cycled at a frequency of 50 rpm, for one minutes, during the three levels of aquatic resistance previously established by the Hidrocycle. With the rising use of loads due to the opining and closing process of the two holes present in each of the four gutters of the bicycle, the results were obtained. The muscle GAL presented significant RMSm increase related to the two open holes levels (2FA) (17,00 mV± 2,44), one close holes (1FF) (19,50 mV± 1,80) and two close holes (2FF) (34,40 mV± 8,24). For the muscle RF, a significant RMSm increase was also found: 2FA (14,40 mV± 5,08), 1FF (17,70 mV± 3,36) and 2FF (20,00 ± 15,21). The muscle BF hasn’t presented any significant increase for 1FF (30, 00 mV± 12,58), put to FA ( 25,80 ± 18,57) and 2FF (34,40 ± 20,46) slowed significant RMSm increase for p<0,05. Concerning the correlation between RMSm... (Complete abstract click electronic access below)
48

Avaliação do equilíbrio de jogadores de futebol

Rosa, Luciano Moreira [UNESP] 04 February 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:34:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-02-04Bitstream added on 2014-06-13T20:47:59Z : No. of bitstreams: 1 rosa_lm_dr_guara.pdf: 2031104 bytes, checksum: 1dc34b7fa7a828565c82d7d8dada586b (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / O controle postural é um fator determinante na execução de gestos funcionais que necessitam de um alto desempenho da coordenação motora, como por exemplo, nas atividades esportivas. Neste presente trabalho foi abordada a modalidade esportiva do futebol, e de forma mais específica, o gesto técnico do chute. Neste sentido, o objetivo deste trabalho foi de investigar o equilíbrio dinâmico durante o chute futebolístico por meio de um sistema de análise com uma tarefa controlada. O sistema proposto neste estudo foi constituído por um dispositivo disparador vertical de bola, um alvo de acerto, e por um controle cinemático da bola por meio de cinemetria. A amostra foi constituída por cinco atletas profissionais de futsal, os quais realizaram a tarefa de vinte e cinco chutes ao alvo com a bola em movimento vertical. Para análise dos dados foi proposta a identificação do comportamento gráfico das curvas médias da trajetória, deslocamento e velocidade do centro de massa (CM) e do centro de pressão (COP) desenvolvidas durante a execução da tarefa controlada do chute. Os resultados apresentaram as mesmas tendências de comportamento gráfico de curvas médias da trajetória, deslocamento e velocidade do CM inter-sujeitos nas fases pré-chute, chute e pós-chute, além de coerência gráfica das curvas médias intra-sujeito. Entretanto, não foram encontradas tendências de comportamento gráfico das curvas médias do COP inter-sujeito, assim como, coerência das curvas médias intra-sujeito. Diante dos resultados deste trabalho, a análise do CM demonstrou ser uma ferramenta eficaz para análise do equilíbrio dinâmico em atletas praticantes de futebol durante a realização da tarefa controlada do chute. / Postural control is a determining factor in the execution of functional movements that require high performance motor coordination, such as in sports. This work broached soccer, more specifically the technical movement of the kick. In this context, the objective of this study was to investigate dynamic balance during the kick in soccer, through a system of analysis with a controlled task. The system proposed in this study consisted of a vertical trigger device on the ball, a target, and kinematic control of the ball using a cinemetry method .The sample consisted of five professional indoor soccer players, who made twenty-five kicks at the target with the ball moving vertically. Data analysis was proposed to describe the behavior graph for the average curves of trajectory, velocity and displacement of center of mass (COM) and center of pressure (COP) developed during the controlled kick execution. The results showed the same behavior graph tendencies for average curves of trajectory, velocity and displacement of the inter-subject COM in the pre-kick, kick and post-kick, and graphic coherence of intra-subject average curves. However, there were no behavior graph tendencies for average inter-subject COP curves, and no coherence for the average intra-subject curves. Based on the results of this study, the analysis of CM demonstrate to be an effective tool for analysis of dynamic balance in athletes playing soccer during the course of the controlled task of the kick.
49

Atividade elétrica muscular e medida da força externa nos membros superiores de indivíduos saudáveis

Cortez, Paulo José Oliveira [UNESP] 08 March 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:34:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-03-08Bitstream added on 2014-06-13T20:05:59Z : No. of bitstreams: 1 cortez_pjo_dr_guara.pdf: 1389354 bytes, checksum: cb0ee16ef2eeda94520b72792aeb8d14 (MD5) / O objetivo do estudo foi analisar a atividade elétrica muscular e a força isométrica nos membros superiores, a partir de um dispositivo de baixo custo. Para testar o dispositivo foram realizados testes em dois músculos rotadores do ombro: infraespinhoso e peitoral maior, comparando a força produzida pelo membro dominante e não-dominante e correlacionando a força isométrica com o sinal eletromiográfico. Participaram do estudo 20 (vinte) sujeitos do sexo masculino, saudáveis, com idade entre 18 e 21 anos, massa corpórea entre 55 e 90 kg (69,75 ± 10,46 kg) e com estatura entre 1,65 e 1,93 m (1,75 ± 0,05 m). Foram aplicados testes de esforço musculoesqueléticos em diferentes posições. Para comparar as médias das variáveis analisadas foi utilizada a análise de variância simples (One-Way ANOVA) e o teste de Kruskal-Wallis. O teste t de Student com significância estatística a = 5% (p < 0,05) e com a = 1% (p < 0,01) foi aplicado para comparar os valores de força média entre o membro superior direito e o membro superior esquerdo. Para verificar a correlação entre a EMG-Força, aplicou-se o teste de correlação de Pearson. O membro dominante gerou mais força que o não-dominante. Os valores normalizados de RMS e de Força apresentaram correlação significativa com 95% de confiança apenas no teste de rotação externa no membro superior esquerdo na posição de rotação externa. Na correlação entre os valores de RMS normalizados - Força Média, houve correlação significativa nos testes de rotação interna e externa no membro superior esquerdo, na posição de rotação externa. O sistema de aquisição se mostrou eficiente e novos estudos devem ser realizados, envolvendo a relação EMG-Força / The aim of this study was to evaluate the muscle electrical activity and isometric strength in the upper limbs from a low-cost device. Tests were performed on two of the shoulder rotator muscles: infraspinatus and pectoralis major, comparing the strength produced by the dominant and non-dominant and isometric strength correlated with electromyographic signal. The study included twenty (20) male subjects, healthy and aged between 18 and 21 years, body mass index between 55 and 90 kg (69.75 ± 10.46 kg) and height between 1.65 and 1.93 m (1.75 ± 0.05 m). We applied musculoskeletal stress tests in different positions. To compare the means of the variables we used the simple analysis of variance (One-Way ANOVA) and the Kruskal-Wallis test. The Student’s t- test with statistical significance = 5% (p <0.05) and = 1% (p <0.01) was used to compare the values of mean force between the right upper limb and left upper limb to verify the correlation between the EMG-Force, we applied the Pearson correlation Test. The dominant member generated more force than the non-dominant. The normalized values of RMS and Power were significantly correlated with 95% confidence test only in external rotation in the left arm in external rotation position. In the correlation between RMS values normalized – mean strength significant correlation tests of internal and external rotation in the left arm in external rotation position. The acquisition system is efficient and further studies should be conducted involving the relationship EMG-Strength
50

Relaxamento de tensão em molas T de Beta-Titânio: avaliação e uma possivel solução

Silva Junior, Roberto Soares da [UNESP] 24 January 2014 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-12-02T11:16:37Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-01-24Bitstream added on 2014-12-02T11:21:10Z : No. of bitstreams: 1 000794261_20170129.pdf: 603163 bytes, checksum: 7faa8d74d17992c866f349234e0c553a (MD5) Bitstreams deleted on 2017-02-03T10:35:40Z: 000794261_20170129.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2017-02-03T10:36:28Z : No. of bitstreams: 1 000794261.pdf: 1990517 bytes, checksum: f99e3634a60c2ec1af2745195ae3892f (MD5) / Objetivo: Avaliar o relaxamento de tensão de molas T de β-Ti em 12 semanas pela mensuração de seus ângulos e avaliar a modificação do sistema de força em molas T com helicoides em áreas de alta tensão após 48 horas. Materiais e Métodos: Dois capítulos foram elaborados, sendo um para cada objetivo proposto. Resultados: O tempo influenciou as angulações mensuradas (p<0,001), sendo que o grupo imediato foi diferente dos demais grupos avaliados. Houve diferenças entre os ângulos (p<0,001), pois cada um corresponde a uma região da mola. O tempo teve uma interação significante com a deformação dos ângulos das molas (p<0,001). A avaliação do sistema de força das molas T com helicoides foi observado que houve interação entre o tempo e os grupos para os momentos (p<0,001), forças (p=0,018) e M/F (p<0,047), bem como ambos interagiram na desativação das molas nos momentos (p<0,001) e M/F (p=0,006) mas não na força (p=0,14). Os helicoides diminuíram os momentos (p<0,001) e forças (p<0,001), aumentando a M/F (p<0,001), bem como interagiu na desativação das molas, diminuindo a proporção carga-deflexão dos momentos (p<0,001) e forças (p<0,001) produzidos, alterando a M/F (p<0,009). Conclusão: As molas T apresentaram relaxamento de tensão e foram identificadas duas áreas com maior deformação, uma nas dobras entre as hastes verticais e horizontais das molas (ângulos 5 e 6) e outra nas dobras realizadas na haste horizontal (ângulos 8 e 9). A adição de helicoides reduziu a força horizontal e proporção carga/deflexão das molas; o momento produzido assim como a perda de momento por desativação, também foram reduzidos; a proporção momento/força aumentou e se tornou mais estável durante a desativação da alça. / Objective: Evaluate the stress relaxation of T-loop springs over 12 weeks and evaluate the modification in force system T-loop springs with helices added in areas of higher stress after 48 hours. Materials and Methods: Two research papers were prepared and used for the evaluation of aims presented. Results: The time influenced the measured angles (p<.001), and the group immediate was different from the other groups evaluated. There were differences between the angles (p<.001), as each corresponds to a region of the spring. Time was a significant interaction with the deflection angles of the springs (p<.001). The evaluation of system force of T-loop springs with helix was observed that there was an interaction between time and groups for moment (p<.001), force (p=.018) and M/F (p<.047), and both interacted in the deactivation of the springs in moment (p<.001) and M/F (p=.006) but not in force (p=0.14). The helix moments decreased (p<.001), and forces (p<.001) by increasing the M/F (p<.001) and interacted in the deactivation of the springs, reducing the proportion of load-deflection moment (p<.001) and force (p<.001) produced by changing the M/F (p<.009). Conclusion: T-loop springs showed stress relaxation and two areas were identified with greater deformation, one in bends between the vertical and horizontal segments (angles 5 and 6) and another in bends made in the other horizontal segment (angle 8 and 9). The addition of helix reduced horizontal force ratio and load-deflection of the springs, the moment produced as well as loss of time for deactivation were also reduced, the M/F ratio increased and became more stable during the deactivation the spring.

Page generated in 0.0525 seconds