• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 190
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 198
  • 60
  • 53
  • 41
  • 35
  • 31
  • 25
  • 24
  • 22
  • 22
  • 19
  • 18
  • 16
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Estabelecimento de novos negócios :

Mafra, Wilson José January 1999 (has links)
Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-18T20:33:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 152705.pdf: 539490 bytes, checksum: 785057d9d96ecfe566bc0126e180f91d (MD5)
12

Estratégias em organizações cooperativas

Silva, Amarildo Jorge da January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-19T08:43:36Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2013-07-16T18:41:37Z : No. of bitstreams: 1 175568.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Nesta pesquisa, identifica-se, descreve-se e analisa-se as estratégias da COTREFAL no período entre 1964-2000. Procurou-se, também, identificar e caracterizar o poder das forças competitivas no período. Descreve-se, igualmente, as mudanças do poder destas forças competitivas no período. Para maior compreensão das ações estratégicas, foi identificado, descrito e analisado as modificações no ambiente e na organização. Este trabalho foi desenvolvido em função da concorrência existente entre os competidores no ramo agroindustrial; das mudanças que houveram na atividade agropecuária a partir dos anos 80; do controle ineficiente da política fiscal do governo; da abertura de mercado no fim dos anos 80; da necessidade de profissionalização das atividades agrícola; da exigência do homem do campo na diversificação de atividades devido ao risco relacionado a fatores climáticos. Para a elaboração do trabalho utilizou-se o modelo de Porter (1986) aliado com os procedimentos metodológicos para mudança organizacional de Pettigrew (1989). Conclui-se que as principais estratégias da COTREFAL no período analisado foram: (a) investimento no processo educacional e profissional dos associados, diretivos e colaboradores, (b) transferência da sede de Missal para Medianeira, ampliando a área de ação de um para onze municípios, (c) mudança de rumo dos negócios em função do acirramento da concorrência e da abertura de mercado e, (d) parceria estratégica com o governo estadual e municipal no planejamento e implantação das unidades fabris.
13

Aspectos essenciais à consolidação de um modelo de gestão para instituições de ensino superior de administração privadas, em ambientes competitivos

Moraes, Mário César Barreto January 2001 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-19T12:56:56Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T22:13:14Z : No. of bitstreams: 1 182009.pdf: 5743418 bytes, checksum: ed9407770e53bb7e43013373f9bb2b3f (MD5) / O objetivo desta pesquisa é identificar e compreender as categorias essenciais ao desenvolvimento e sustentação de um paradigma gerencial adequado às instituições de ensino superior de Administração privadas, a partir das ferramentas, das teorias de gestão e de organização, segundo uma perspectiva histórica; em que uma vez associadas a um ambiente em constante mudança, e altamente competitivo, no qual se insere o homem, que busca o conhecimento, prescindem de uma análise e avaliação organizacionais. Para isso, estudou-se duas instituições de ensino superior privadas, especializadas no ensino de Administração, que atuam em ambientes altamente competitivos, no Rio de Janeiro e em São Paulo. O método que caracteriza esta pesquisa é o estudo de caso. Os dados foram obtidos a partir de fontes primárias e secundárias, por meio de entrevistas abertas e consulta a documentos organizacionais, relatos já transcritos sobre a organização, leis e resoluções. A análise dos dados foi efetuada de forma descritivo/histórico/interpretativa, correspondendo à abordagem qualitativa utilizada através da pesquisa direta. A adoção da metodologia escolhida permitiu a captação das informações em estudo a partir da interpretação dos atores envolvidos, favorecendo a análise do processo que integra a lógica dos fatos e a lógica dos atores. Essa integração foi se delineando com a adoção de um procedimento circular de investigação que privilegiou a coleta e a análise simultânea dos dados. Foi esse processo de coleta e análise dos dados que permitiu obter uma descrição das categorias essenciais, ao desenho de um modelo de gestão organizacional mais próximo da realidade. A análise dos dados permitiu identificar a ocorrência de 175 eventos associados à gestão administrativa e acadêmica da organização, os quais foram agrupados em 47 categorias essenciais. De modo geral, as categorias essenciais apresentaram variações de acordo com a instituição pesquisada mas, indubitavelmente, contribuem à consolidação de um paradigma de gestão para instituições de ensino superior de Administração privadas, e eventualmente a instituições com outros cursos de graduação.
14

Uma teoria substantiva da adaptação estratégica a ambientes turbulentos e com forte influência governamental: o caso das pequenas construtoras de edificações

Bandeira-de-Mello, Rodrigo January 2002 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T07:19:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / O estudo da adaptação estratégica de empresas por meio da análise de suas mudanças estratégicas é particularmente relevante quando se consideram empresas de pequeno porte adaptando-se a ambientes turbulentos e com forte influência governamental, como é o caso das pequenas construtoras de edificações no Brasil. O processo adaptativo dessas empresas não consegue ser suficientemente explicado pelas perspectivas teóricas existentes na literatura, devido à falta de precisão e à desconsideração de fatores relevantes percebidos pelos envolvidos. Nesse trabalho, buscou-se compreender como as pequenas construtoras de edificações se adaptam a um ambiente turbulento e com forte influência governamental, a partir do significado que seus dirigentes atribuem às suas experiências. Construiu-se uma teoria substantiva do processo adaptativo, utilizando os procedimentos metodológicos da Grounded Theory, em um estudo de caso simples, longitudinal, de caráter qualitativo e de cunho descritivo. Resgatou-se a história da empresa nos últimos 20 anos, conforme percebida pelos seus dirigentes. Os dados revelaram que, ao adaptarem estrategicamente a empresa, seus dirigentes administravam o risco imposto à empresa pelo ambiente. A administração do risco era influenciada por fatores externos, como a postura de credores e clientes perante o risco de participarem nas transações imobiliárias, e fatores internos, como o contexto estrutural da empresa. Administrar o risco, para os dirigentes, envolvia a utilização de mecanismos estratégicos que o transferiam para o ambiente ou tornavam a empresa capaz manejá-lo. O contraste dos resultados encontrado com a literatura sobre adaptação estratégica sugere, principalmente, que: a forma como o risco é distribuído entre os envolvidos deve ser considerado como indicador da atratividade ambiental; os "ativos sociais" são fontes de vantagem competitiva, cuja importância é inversamente proporcional à importância da marca da empresa e da orientação para o mercado; o baixo nível de agência da empresa é influenciado pela sua incapacidade de usar os "ativos sociais" de forma não-rival; e a associação do baixo poder de influenciar o ambiente com o alto determinismo ambiental reduziu a importância da intencionalidade gerencial no sucesso da empresa, indicando que mecanismos de seleção ambiental operam em detrimento da adaptação. Espera-se que os resultados encontrados contribuam para aumentar o conhecimento sobre a gestão das pequenas empresas brasileiras, principalmente as pequenas construtoras, e para gerar reflexões acerca do ensino da Administração Estratégica no contexto brasileiro.
15

Análise da competitividade sistêmica

Abreu, Tânia Mara Ribas de January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T16:33:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 224605.pdf: 559108 bytes, checksum: 3e701dd858253ad2da8b01083d6c8069 (MD5) / O objetivo deste trabalho é efetuar uma análise da competitividade sistêmica de uma agência do Banco do Brasil. Nessa perspectiva realizou-se um estudo exploratório, com abordagem qualitativa, por meio de um estudo de caso na Agência Hugo Lange do Banco do Brasil, em Curitiba/PR. Inicia com uma revisão bibliográfica sobre a teoria geral dos sistemas e as organizações, a organização e o ambiente organizacional, a adaptação organizacional estratégica, a análise da competitividade e a metodologia de referência para manutenção da competitividade. Também caracteriza o Sistema Financeiro Nacional, com ênfase no Banco do Brasil, objeto de análise da dissertação. Na seqüência, com base nos dados coletados em documentos do Banco do Brasil e da agência Hugo Lange, bem como de entrevistas semi-estruturadas, foi possível conhecer o processo de elaboração do planejamento estratégico bem como a observância dos fatores empresariais, estruturais e sistêmicos em nível estratégico e operacional. Os resultados da pesquisa mostram que há preocupação em disseminar e homogeneizar conhecimentos, além de buscar o empenho de todos no que se refere à estratégia corporativa e ao atingimento dos objetivos. O plano estratégico é elaborado de forma centralizada pelas diretorias e é repassado às demais unidades. Nas agências não existe um modelo ou uma metodologia para elaborar o plano operacional, mas há um comprometimento de todos os funcionários na busca do atingimento dos resultados, contando, para isso, com recursos que a unidade tem à disposição para buscar a competitividade.
16

Um modelo de ecoturismo competitivo como contribuição para o desenvolvimento local

Rodrigues, Oyama Daroszewski January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-21T05:26:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 227034.pdf: 956324 bytes, checksum: b6077482b2ab0d587ec9233ac1517f74 (MD5) / As exigências advindas da Sociedade da Informação e da competitividade impõem novos procedimentos para o setor de turismo, assim, esta dissertação apresenta estudos preliminares de uma pesquisa-ação realizada no município de Paraúna/GO, apontando um modelo de ecoturismo competitivo como contribuição para o desenvolvimento local, na perspectiva de dotar a gestão municipal do acesso às novas tecnologias de gerenciamento, bem como do entendimento da própria tecnologia, tanto como produto quanto como processo. Para que o turismo apresente padrões mais estáveis de desenvolvimento, é necessário assumir procedimentos que direcionem para a busca da sustentabilidade. Portanto, até onde crescer, como manter procedimentos de estabilidade, que padrões adotar? Estas são questões que, antes do empirismo que representam, suscitam aspectos teóricos fundamentais para o efetivo enfrentamento dos problemas relacionados à sustentabilidade do turismo. Assim sendo, a abordagem utilizada nesta pesquisa, identifica duas grandes limitações, uma de ordem conceitual que ainda não se define oficialmente, de maneira clara, o que se entende por desenvolvimento, sustentabilidade e ecoturismo. A outra limitação é de ordem operacional referente a aplicação do modelo o qual, na terceira fase - Estrutura, os resultados preliminares não serão suficientes para realizar-se uma validação do modelo teórico quanto do método proposto de desenvolvimento competitivo local, além disso a proposta aqui definida tratar-se-á da viabilidade do projeto.
17

Estudo sobre a relação institucional e capacitação tecnológica da rede de fornecedores da indústria cerâmica de revestimento da região sul de santa catarina

Brum, Adriana Kirchof de January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia. / Made available in DSpace on 2013-07-15T23:30:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 222264.pdf: 1372165 bytes, checksum: 898f598d3a81fcd3e3cf723fb486b420 (MD5)
18

Inteligência competitiva e cooperativismo de crédito

Oliveira, Margarete das Graças Spada de January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-22T06:02:41Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / A inteligência competitiva como forma de agregar competitividade na cooperativa de crédito visa suprir a necessidade interna dos gestores e colaboradores, que são o alicerce para o bom andamento dos negócios e gerenciamento das transações e também das necessidades do público externo. Partindo desse pressuposto, a pesquisa objetivou: 1)- avaliar os vários tipos de sistemas de informação e mostrar como uma cooperativa de crédito pode ter um diferencial no desenvolvimento de uma região, e 2)- subsidiar estratégias empresarias frente a um novo desafio de livre admissão de associados. Para tanto foi utilizado um caso de uma central de cooperativas de crédito que, pela necessidade de novos negócios, demanda muitos ajustes no sistema de tecnologia, especialização dos colaboradores e a padronização das transações do sistema, a área de tecnologia, sediada em Porto Alegre, demandou a mudança do sistema para uma estrutura de atualização em tempo real para cada cooperativa e futuramente para todo o sistema. Os dados avaliados foram analisados por meio da mudança do sistema de informação ocorridos a partir de 2002 na Cooperativa de Crédito Rural de Maringá - SICREDI Maringá, sendo esta uma das 27 cooperativas do estado do Paraná que compõe o Sistema SICREDI. A pesquisa permite concluir que, a partir do desenvolvimento de uma plataforma única para a cooperativa, os negócios são melhores encaminhados e trabalhados pelos gestores, os colaboradores são mais especializados, gerando com isso uma maior satisfação entre os associados.
19

As estrategias de crescimento das empresas lideres e o padrão de concorrencia das industrias avicola e suinicola brasileiras

Carvalho Junior, Luiz Carlos de January 1997 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico / Made available in DSpace on 2012-10-17T00:31:10Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T21:42:34Z : No. of bitstreams: 1 108856.pdf: 6161041 bytes, checksum: 7b3854eddde7b1299e229e220c58572c (MD5) / Este estudo teve como objetivo analisar as estratégias das principais empresas da indústria brasileira de carnes avícola e suinícola e sua relação com a estrutura das indústrias e seu padrão de concorrência. Inicialmente, procedeu-se à análise da estrutura das indústrias e sua evolução. Em seguida, foram levantadas as estratégias adotadas por cinco das maiores firmas das indústrias no decorrer das últimas três décadas e, por último, foi levantado o número de grupos de empresas que adotam estratégias semelhantes. A pesquisa permitiu-nos constatar que as cinco empresas estudadas em profundidade, mediante a formulação e implementação de estratégias competitivas, procuraram se posicionar melhor perante a estrutura das indústrias de carne avícola e suinícola, e que elas tiveram grande importância na conformação e evolução daquelas estruturas. As estratégias adotadas por aquelas empresas foram a diferenciação de produto, a busca de vantagem de custo, a diversificação de atividades, a estratégia de filière, a cooperação com outras companhias, a internacionalização de suas atividades e a aquisição de unidades produtivas. Foi constatada a presença de cinco grupos estratégicos, sendo as firmas do primeiro grupo indicam o padrão de concorrência das indústrias enfocadas.
20

A indústria de cerâmica vermelha competitividade e desenvolvimento

Grande, Italo Sérgio January 2001 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia / Made available in DSpace on 2012-10-18T08:18:30Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T22:36:42Z : No. of bitstreams: 1 182081.pdf: 2090748 bytes, checksum: 0fefa3a7354c1e7f8884a3331a1c2671 (MD5)

Page generated in 0.0922 seconds