• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 190
  • 4
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 198
  • 60
  • 53
  • 41
  • 35
  • 31
  • 25
  • 24
  • 22
  • 22
  • 19
  • 18
  • 16
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

O padrão de concorrência atual do setor supermercadista da cidade de Ponta Grossa (PR)

Lages, Alexandre Roberto January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Economia. / Made available in DSpace on 2012-10-19T20:40:59Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-09T05:10:14Z : No. of bitstreams: 1 187228.pdf: 33419600 bytes, checksum: 8b0f0ea69294d7004149acedd18f0f60 (MD5) / Esta pesquisa buscou definir o atual padrão de concorrência do setor supermercadista na cidade de Ponta Grossa (PR) diante de uma estrutura de crescente concentração. Através de pesquisa de campo foi possível identificar as estratégias de sucesso adotadas pelos super e hipermercados líderes e comprovar que seu padrão de concorrência se assemelha aos do país e do mundo. Esta semelhança em parte é explicada pela contestação do mercado devido à recente entrada de novos supermercados pertencentes a redes maiores. As estratégias genéricas mais importantes à disposição deste setor são: a diferenciação e a busca de menor custo. A estratégia genérica de enfoque não é utilizada na competição local. Outras estratégias como cooperação e diversificação também fazem parte do atual padrão de concorrência e são mais utilizadas pelos supermercados que atuam em rede. A rapidez com que os novos supermercados tornaram-se líderes no mercado local fortalece a crença de que poderá haver novas alterações no seu padrão de concorrência no futuro. Desta maneira, para ser competitiva no segmento supermercadista de Ponta Grossa, a empresa deve ser capaz de acompanhar essas mudanças e adotar estratégias de competição que se assemelhem às das líderes do segmento.
32

Proposta de modelo para implantação de ações gerenciais que aumentem o desempenho de exportação de pequenas e médias empresas

Roratto, Renato Paulo January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T16:34:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 194909.pdf: 1058431 bytes, checksum: e243e85aa34feaf070d6e0bf05793b0c (MD5) / Este estudo tem como propósito apresentar e validar um modelo para diagnóstico da situação competitiva de pequenas e médias empresas. A idéia provém da compreensãosobre a influência de fatores sistêmicos no desempenho empresarial e também de fatores situados no âmbito interno à empresa. Dessa forma, o modelo proposto no trabalho permite identificar fatores originários do ambiente externo e interno que contribuem para facilitar ou inibir o desempenho exportador da empresa. Permite ainda avaliar o impacto destes fatores nos principais resultados que a empresa espera além de reconhecer os pontos fracos que requerem definição de medidas de ações estratégicas para correção. O modelo proposto se mostrou eficiente para a avaliação da propensão da empresa em considerar a adoção ou não de estratégias associativistas do tipo formação de consórcios de exportação. A aplicação foi realizada em uma empresa fabricante e exportadora de produtos derivados de madeira, localizada no sul de Santa Catarina onde os resultados foram um maior reconhecimento e compreensão sistemática dos efeitos da influência do ambiente externo e interno no desempenho da empresa, apontando melhorias que propiciarão maior competitividade para a referida empresa. O modelo proposto possibilita dotar a alta gerência de uma ferramenta para aprimorar a capacidade de avaliar o ambiente competitivo interno e externo de pequenas e médias empresas e criar comportamentos adequados que lhes permitam atingir seus objetivos.
33

Gestão do conhecimento

Nogueira, Valmir Cesar January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-21T04:50:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 237778.pdf: 450064 bytes, checksum: bcf9a9feb866bb71100249529b056580 (MD5) / Esta dissertação visa estudar as perdas que ocorrem quando um profissional de TI sai da empresa sem que seu conhecimento esteja disponível em seus colegas de trabalho. Para atingir esse objetivo, inicialmente foi feita uma revisão dos principais conceitos em Gestão do Conhecimento. Em seguida, foram mostrados e analisados os resultados de uma pesquisa conduzida com profissionais de TI. Constata-se que as respostas dadas revelaram, de uma certa maneira, que os profissionais estão ao mesmo tempo aturdidos e confusos sobre as causas e conseqüências do problema. Por fim, as restrições da pesquisa e novas oportunidades de estudo são mostradas. The present work intends to study the losses which occur when an IT professional leaves a company without transferring his knowledge for his colleagues. In order to reach this aim, initially the main concepts about Knowledge Management are revised. After that, the results of a survey conducted with IT professionals are presented and analyzed. It is important to notice that the answers revealed, in a certain sense, that the professionals are dazed and confused about the causes and solutions for the problem. Finally, the constraints of the survey and new directions of research are shown.
34

Estratégias competitivas

Freitas, Ana Maria Zen de January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T06:06:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 225507.pdf: 1087074 bytes, checksum: fbe8a3bdb45ea84c641aea99f15ca192 (MD5) / A fim de manter a otimização dos seus lucros e principalmente a sobrevivência no mercado, as organizações tentam obter vantagem competitiva, aprimorando seus métodos organizacionais. As empresas contemporâneas estão precisando se adaptar às pressões externas e internas geradas pela globalização. Novas premissas, adequadas a novos fatores, estão sendo exigidas para alcançar a competitividade, sendo o desafio atual da indústria brasileira. Identificar os fatores que determinam a competitividade de uma indústria e as estratégias é um dos objetivos básicos dos administradores industriais. O presente trabalho discutiu a competitividade, estratégia, análise estrutural de indústria e cadeia de valor, avaliando as ações competitivas como catalisador de competitividade. A discussão partiu da compreensão dos conceitos de competitividade e vantagens competitivas, buscando mostrar a dinâmica do mercado. O grande papel das empresas brasileiras nessa era global é a busca de políticas por meio da adoção de novas tecnologias, minimização de custos, qualificação da mão-de-obra, complementados com desenvolvimento de marketing, inovação de produtos e parcerias com fornecedores, dentre outros, para se efetivar a transformação necessária às empresas no atual ambiente de negócios. O estudo tem por objetivo identificar as ações estratégias adotadas em 14 indústrias de confecções, partindo da coleta de dados sobre os fornecedores até o perfil dos clientes. Para demonstrar a evidência das estratégias competitivas, foram utilizadas as estratégias genéricas de Porter
35

Rerregulação e liberdade de concorrência na sociedade informacional

Batista, Alexandre Rodrigues January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-21T08:04:08Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / A pesquisa passa em revista o processo evolutivo das relações técnico-produtivas, de suas origens à atualidade, tendo em vista a sua intersecção com as formas de regulação político-jurídica, com foco sobre o papel contemporâneo de intervenção do Estado nas relações econômicas e sociais, ou seja, de regulação geral da sociedade. Para tanto, descreve as recentes transformações de cunho econômico-produtivo-tecnológico constituintes do paradigma sociotécnico informacional, potencializador da chamada sociedade informacional, com as mudanças provocadas sobre o modo de gestão organizacional e os novos desafios estabelecidos aos Estados-nação. Tendo em vista que aos Estados-nação cabe responderem aos desafios hodiernos, sob pena de se tornarem inoperantes, o trabalho destaca os novos percalços da ordenação sócio-econômico-produtiva, mormente a necessidade de adoção de um novo paradigma jurídico-político para a regulação das atividades econômico-produtivas, da iniciativa privada e pública, passando pelas vias contratual e da regulação concorrencial, bem como os reflexos dessas mudanças em termos de políticas industriais e concorrenciais. Confrontando os múltiplos aspectos da matéria, a investigação privilegia, sob o enfoque da rerregulação, a pertinência de um novo modelo interpretativo-aplicativo dos princípios constitucionais econômico-concorrenciais conformadores da liberdade de concorrência no Brasil, e seus reflexos orientadores do direito concorrencial brasileiro no novo ambiente competitivo que se constrói, na recém-formada sociedade informacional. This study analyses the process of evolution of techno-productive relations, from its origins to nowadays, taking into account their interaction with the ways of political-legal regulation. It is focused on the contemporary interventionist role of state in social and economic relations, it means, the general regulation of society. For this purpose, it describes the recent economic-productive and technological changes that constitute the social-technical informational paradigm, which reinforces the so-called informational society, and are resulting from changes in organizational management and new challenges imposed to state. Considering that governments are responsible for facing contemporaneous challenges, otherwise they might become non operational, this study highlights the new obstacles to the social-economic-productive order, especially the necessity of adopting a new legal-political paradigm to rule economic-productive activities of private and public sectors. It also emphasizes the regulation of contracts and competition and the reflection of these changes on competition and industrial policies. By means of the comparison between the multiple aspects of the subject, this study pays special attention to the suitability of a new pattern to interpret and apply the constitutional principles of economy and competition that configure the free competition in Brazil, under the point of view of a reregulation. It also evaluates how this new pattern influences the Brazilian competition legislation in the new competitive environment that has been built in the newborn informational society.
36

Os meios de combate aos cartéis internacionais hard-core

Domingues, Juliana Oliveira January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Jurídicas. Programa de Pós-Graduação em Direito. / Made available in DSpace on 2013-07-15T23:25:00Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / A presente dissertação trata dos meios de combate aos cartéis internacionais denominados hard-core. Para tanto, aborda-se a evolução do direito da concorrência no combate às condutas, especificamente no tratamento dos cartéis. O problema enfrentado é a criação de instrumentos que facilitam e que de fato permitam aos países desenvolvidos e em desenvolvimento colher as provas fundamentais para a verificação da prática do cartel. Este seria o primeiro passo para a implantação dos procedimentos adequados para combater essa infração à ordem econômica. Como este tipo de prática vem crescendo em todo o mundo, algumas organizações internacionais e fóruns de discussão passaram a se dedicar ao estudo dos melhores meios de combate-las. Neste sentido, o Brasil tenta adotar alguns instrumentos já utilizados em outras jurisdições com o objetivo de implementar a sua política antitruste no combate aos cartéis, tais como acordos de cooperação e programas de leniência. Entretanto, a convergência ou harmonização das leis de concorrência é indispensável para efetuar a relação de cooperação entre os países, e a leniência, que é um instrumento fundamental para a coleta de provas de cartel, ainda enfrenta problemas de ordem cultural nos países, o que dificulta a sua aplicação. Portanto, apesar de atualmente existirem instrumentos que permitem uma maior afetividade que permitem uma maior efetividade no combate aos cartéis hard-core, ainda existem muitos desafios a serem ultrapassados.
37

Análise econômica e jurídica da adoção de acordos de exclusividade entre fabricantes e revendedores

Hoertel, Marcelo Callegari January 2004 (has links)
Este trabalho trata de cláusulas de exclusividade em contratos de distribuição estabelecidos entre fabricantes e revendedores e de sua interpretação perante as leis de defesa da concorrência. O conhecimento dos objetivos e da evolução nas interpretações das legislações antitruste nos Estados Unidos, Europa e Brasil, possibilitou o entendimento e a comparação dos principais métodos de análise da legalidade dos acordos de exclusividade. Por outro lado, o estudo da teoria econômica e a análise de casos práticos sobre o respectivo assunto permitiram a sistematização dos potenciais efeitos anti e pró-competitivos decorrentes da adoção deste tipo de prática restritiva e dos fatores que atuam reduzindo ou intensificandoos. Enquanto na Europa a sistemática de análise de condutas anticompetitivas, em acordos de fornecimento e distribuição, baseia-se em uma série de abordagens per se, seguida do cálculo da quota de mercado, nos Estados Unidos e no Brasil as correspondentes sistemáticas concentram-se na constatação do poder de mercado e na subseqüente utilização da “regra da razão” visando a ponderação entre as restrições e as eficiências geradas à concorrência. As cláusulas de exclusividade, ao possibilitarem a proteção aos investimentos do fabricante e promoverem o estímulo aos esforços de venda dos distribuidores, atuam incentivando a prestação de serviços especiais em conjunto à comercialização de produtos físicos, o que pode determinar a promoção da competição inter e intramarcas.
38

Analise da estrutura e da concorrencia da industria catarinense de laticinios

Oliveira, Joel Vieira de January 1994 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico / Made available in DSpace on 2012-10-16T07:45:49Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T19:01:41Z : No. of bitstreams: 1 96200.pdf: 4096655 bytes, checksum: 3ae901c417f629682dc01ff2d14b11a1 (MD5) / O presente estudo tem como propósito verificar o comportamento da indústria catarinense de laticínios nas décadas de 70 e 80, sob a ótica da competitividade, tendo em vista as mudanças em relação a demanda provocada pela urbanização da população. A fundamentação teórica para a verificação do comportamento da indústria, está baseada na análise da estrutura industrial representada pelas cinco forças competitivas básicas (Porter 1980), que estabelecem as regras da concorrência de uma indústria e determina por conseqüência as estratégias competitivas adotadas. Além de verificar o comportamento da indústria sob a ótica da competitividade, procurou-se particularisar a análise identificando-se as empresas com estratégias competitivas semelhantes, e que constitui-se nos grupos estratégicos. Busca-se ainda, do ponto de vista econômico verificar no referido período como foi a participação de cada componente da estrutura industrial na captação do valor dos produtos criados pela indústria, para o consumidor. Pretende-se com estes enfoques, contribuir para a identificação pelas empresas dos pontos fracos e dos pontos fortes da indústria, bem como as ameaças e oportunidades para este componente do complexo agroindustrial catarinense.
39

Proposição de um modelo de analise da competitividade organizacional com base no valor : aplicação no setor de ceramica para revestimento

Muller, Gisela Regina January 1996 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico / Made available in DSpace on 2012-10-16T23:30:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T21:02:53Z : No. of bitstreams: 1 106460.pdf: 4305045 bytes, checksum: 2d700c23fdf43d4ee4df3640b83f1e5d (MD5) / A partir da revisão das principais abordagens existentes sobre o conceito de competitividade e de alguns dos principais modelos de análise da competitividade, é proposto um modelo de análise da competitividade organizacional com base no conceito de valor. Quando a questão central colocada é como analisar a competitividade empresarial, é necessário uma abordagem refinada, que permita captar as nuances dos fatores internos a abordagem contextual, optou-se por uma visão holística, que viabilizasse a análise tanto de características peculiares da organização, como do meio ambiente dinâmico no qual está inserida. Pressupõe-se que a competitividade é determinada pelo valor que ela gera para o cliente. O modelo proposto foi aplicado para análise da organização Alfa do setor de cerâmica de revestimento de Santa Catarina, com intuito de exemplificação.
40

A reestruturação do setor de telecomunicações no Brasil

Andrade, Rosiene Rosália January 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-17T13:24:59Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2013-07-16T17:49:00Z : No. of bitstreams: 1 174132.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / O objetivo deste trabalho é fazer uma análise da regulação das telecomunicações no Brasil após a reestruturação do setor. A regulação é analisada pela ótica da Teoria do Agente-Principal, em que a ANATEL assume o papel de principal e as operadoras telefônicas assumem o papel de agentes. A regulação é entendida como um conjunto de normas e regras que tem a finalidade de controlar e estimular a atividade econômica do setor, e se justifica na medida em que existem falhas de mercado. Foram levadas em consideração as falhas de mercados provenientes de poder de mercado e problemas tecnológicos oriundos de assimetrias de informações. O segmento analisado foi o de telefonia, tanto fixa quanto móvel. Além disso, pretende-se apresentar o setor de telecomunicações face às tecnologias usadas atualmente, e mostrar a importância das experiências internacionais de regulação para o modelo utilizado no Brasil. Conclui-se que a ANATEL, no exercício de sua função como órgão regulador, tem encontrado dificuldades em arbitrar os casos que ferem a legislação do setor, principalmente em relação ao poder de mercado e das práticas anticompetitivas decorrentes do uso de assimetria de informações. O dinamismo do setor impôs à agência novos desafios, como agilidade em julgar os casos e uma maior velocidade na definição de políticas para as diferentes tecnologias e necessidades do mercado. De acordo com o enfoque do Agente-Principal, a falta de rigor no momento de arbitrar sobre questões de conflito entre os prestadores de serviços pode, além de colocar à prova o modelo de concorrência das telecomunicações, aumentar o risco de captura do principal ao legitimar fatos já consumados.

Page generated in 0.1481 seconds