• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 317
  • 16
  • 16
  • 16
  • 15
  • 9
  • 5
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 321
  • 88
  • 77
  • 75
  • 67
  • 60
  • 50
  • 49
  • 47
  • 40
  • 38
  • 34
  • 33
  • 33
  • 32
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudo citotaxonomico de especies do genero Lychnophora Mart. (Asteraceae: Vernonieae) em Minas Gerais

Mansanares, Mariana Esteves 14 September 2000 (has links)
Orientador: Eliana Regina Forni-Martins / Dissertação (mestrado) - Universidade Esatdual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-26T19:47:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mansanares_MarianaEsteves_M.pdf: 13614610 bytes, checksum: d67dea85f38e0c083cce1e941751e6df (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: Ogênero Lychnophora Mart. é composto por cerca de 68 espécies endêmicas aos campos rupestres dos estados de Minas Gerais, Bahia e Goiás. As condições ecológicas destes ambientes possivelmente propiciaram uma especiação intensa, podendo ser um dos fatores destes endemismos. Em Minas Gerais encontra-se a maior diversidade de espécies de Lychnophora, sendo este estado considerado o maior centro de dispersão do gênero. Objetivando contribuir para o estudo biossistemático do gênero, foi realizado o estudo cromossômico de 18 espécies de Lychnophora pertencentes a três seções, coletadas na Serra do Cipó, Carrancas e na região de Diamantina, MG. Para análise meiótica, os botões florais foram fixados em solução Camoy, estocados em etanol 70% e as preparações citológicas foram obtidas mediante o esmagamento de anteras em carmim acético 1,2%. Para análise mitótica, utilizou-se raízes de cipselas recémgerminadas, tratadas com solução de 8-hidroxiquinoleína e fixadas em solução Camoy. As lâminas foram preparadas através da técnica de Giemsa. Foram encontrados três números cromossômicos, n=17, 18 e 19, que nem sempre coincidiram com as citações prévias. Em L. staavioides, foi detectada uma população poliplóide (n=34). Também foram analisadas a taxa de normalidade das tétrades e de viabilidade dos grãos-de-pólen. Estas taxas foram normais na maioria das espécies analisadas, à exceção de L. rupestris, que apresentou baixa taxa de normalidade de tétrades e de viabilidade dos grãos-de-pólen e de L. staavioides (população poliplóide), na qual foi observada uma baixa normalidade de tétrades. Esses diferentes números cromossômicos distribuem-se pelas espécies das 3 seções, ou seja, não são caracteres distintivos em nível infragenérico. Por outro lado, são caracteres importantíssimos na diferenciação de algumas espécies, cujos limites são questionados por parte de distintos taxonomistas. Os resultados obtidos confirmam, em sua maioria, a proposição taxonômica apresentada por Semir, em 1991 / Abstract: Genus Lychnophora Mart. has about 68 endemic species in campos rupestres in the states of Minas Gerais, Bahia and Goiás. Ecological conditions of this environment has possibly provided intense speciation, and these conditions could be one of the factors for this endemism. The biggest diversity is found in Minas Gerais, and this state is also considered the biggest centre of this genus disperseI. To contribute to the biosystematic study of the genus, a chromosomic study of 18 species of Lychnophora belonging to 3 sections was made; they were collected at Serra do Cipó, Carrancas and Diamantina regions, in the state of Minas Gerais. For meiotic analysis, floral buds were fixed in Carnoy's solution, stocked in 70% ethanol and cytologic preparation were obtained through anthers squashing in 1.2% carmine solution. For mitotic analysis cypselas root tips were used, treated in 8-hydroxyquinoline and fixed in Camoy's solution. The slides were prepared through Giemsa technique. Three chomosome numbers, n=17, 18 and 19, were found but they were not always coincident with previous reports. In L. staavioides a polyploid population (n=34) was detected. Normality range of tetrads and pollen grains feasibility were also analysed. These ranges were normal in most analysed species with the exception of L. rupestris that presented a low normality range of tetrads. These different chromosomic numbers are distributed through the 3 sections species; in other words, they are not distinctive characters in infragenic leveI. On the other hand, they are very important to differentiate some species whose limits are questioned by taxonomists. Results confirm, most of ali, the taxonomic proposition presented by Semir, in 1991 / Mestrado / Mestre em Biologia Vegetal
2

Morfologia dos cromossomos nucleolares em fase de paquiteno no genero coffea L.

Maglio, Cecilia Alzira Ferreira Pinto 15 July 2018 (has links)
Orientador: Neusa Diniz da Cruz / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-15T10:59:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Maglio_CeciliaAlziraFerreiraPinto_M.pdf: 6700728 bytes, checksum: 8f241b8ee10bba2638b55454fb02e456 (MD5) Previous issue date: 1983 / Resumo: Através da análise morfológica dos cromossomos nucleolares na fase meiótica de paquíteno, em dez espécies do gênero Coffea L. introduzidas no Brasil, tentou-se inicialmente: 1) verificar se a morfologia destes cromossomos diferiam entre as espécies e se eram constantes nas diversas células analisadas; 2) obter algumas informações que subsidiassem esclarecimentos acerca da especialização nesse gênero, com ênfase na origem da única espécie tetraplóide, C. arábica. Dos resultados obtidos da análise do número de cromossomos obtidos da análise do padrão cromomérico, da medida do comprimento total e da proporção de braços desses cromossomos nucleolares foi possível concluir o seguinte: O número de dois cromossomos nucleolares observados para o complemento das plantas C. racemosa e C. salvatrix não corresponde a condição diplóide das mesmas. O número de dois cromossomos nucleares observados para o complemento da planta representante da espécie tetraplóide C. arabica corresponde de certa forma a sua condição poliplóide. A falta de correspondência entre o número de cromossomos nucleolares e o numero de nucléolos nas plantas das espécies C arabica , C. salvatrix, C. racemosa e C. astenophylla sugere a ocorrência de fusão entre nucléolos, provavelmente numa fase anterior à fase de paquíteno. O número constante de dois cromossomos nucleolares comuns às plantas de C. racemosa e C. salvatrix, aliado a distribuição geográfica e algumas outras características comuns entre essas duas espécies, talvez possa indicar maior proximidade filogenética entre elas, o que concorda com a classificação atual de ambas na subsecção Mozambicoffea / Abstract: Na attempt has been made to shed some light on the problems of speciation in the genus Cofe, with particular emphasis on the only tetraploid species C. arabica, by means of comparative morphological analyses of he nucleolar chromosomes at pachytene stage of meiosis in 10 species of the genus introduced in Brazil. From analyses of the number of nucleoli, number of necleolar chromosomes, chromomeric patterns, and total length and am rations of these nucleolar chromosomes, it was possible to make the following conclusions: The number of nucleolar chromosomes observed for C. racemosa and C. salvatrix, does not correlate with the diploid condition of these species. The number of nucleolar chromosomes observed in the retraploid species, C. arabica does correspond to its polyploid condition. The lack correspondence between the number of nucleolar chromosomes and the number of nucleoli in the species C. racemosa, C.salvatrix, C. arabica and C. estenophylla may be due to fusion between nucleoli probably in some phase before pachytene stage. The presence of the same number of nucleolar chromosomes in C. racemosa and C. salvatrix correlates with existing data on showed morphological characters and with isolated geographical distribuition, and supports the sepaation of these two species in subsection Mozambicoffea / Mestrado / Mestre em Ciências Biológicas
3

Caracterização de cromossomos marcadores pela análise cromossômica por microarray

Faria, Rosana Silva 26 January 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Ciências da Saúde, 2015. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-04-10T16:32:01Z No. of bitstreams: 1 2015_RosanaSilvaFaria.pdf: 1986184 bytes, checksum: 241118376c7859d1c3525aadfc4247a4 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2015-04-17T18:54:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_RosanaSilvaFaria.pdf: 1986184 bytes, checksum: 241118376c7859d1c3525aadfc4247a4 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-17T18:54:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_RosanaSilvaFaria.pdf: 1986184 bytes, checksum: 241118376c7859d1c3525aadfc4247a4 (MD5) / Os cromossomos marcadores são definidos como cromossomos estruturalmente anormais, extranuméricos e formados por reordenamentos complexos. Os fenótipos associados a um cromossomo marcador são muito variados, sendo os mais comuns deficiência intelectual, malformações e infertilidade. A variabilidade fenotípica pode ser explicada por diversos fatores, como diferentes graus de mosaicismo, conteúdo gênico da região adicional, cromossomo de origem e possibilidade de dissomia uniparental. O surgimento de novas técnicas para a investigação dos pontos de quebra tem permitido identificar os mecanismos envolvidos na formação dos rearranjos e correlacionar os rearranjos cromossômicos com as manifestações clínicas, sendo úteis para o diagnóstico, provendo informações relevantes para o prognóstico e contribuindo para a identificação de regiões candidatas. O objetivo deste estudo foi caracterizar cromossomos marcadores quanto à sua origem e conteúdo gênico por meio da análise cromossômica por microarray. Foram analisados nove pacientes que apresentaram cromossomos marcadores identificados pelo cariótipo com bandamento G e depois analisados por microarray. Em sete pacientes a análise por microarray permitiu a identificação do rearranjo: inv dup 15 (2 casos), tetrassomia 18p (2 casos), trissomia 9p, trissomia 21q, microduplicação 22q e perda de heterozigose na região pericentromérica do cromossomo 9. Dois pacientes não apresentaram alterações na análise cromossômica por microarray e, portanto o cromossomo marcador deve ser constituído apenas de heterocromatina. A análise por microarray permitiu a identificação do marcador em 78% dos casos além de ter permitido visualizar o rearranjo detalhadamente, revelando detalhes de sua complexidade que não seriam identificados por outras metodologias. / Marker chromosomes are defined as being structurally abnormal, extranumerical and formed by complex rearrangements. There are several phenotypes associated with a marker chromosome. The most common ones are: intellectual disability, malformations, and human infertility. The phenotypic variability may be explained through several factors such as different degrees of mosaicism, gene content of the additional region, chromosomal origin and possibility of uniparental disomy. The development of new techniques for the investigation of breakpoint regions has enabled the identification of mechanisms involved in the formation of rearrangements, and correlation of chromosomal rearrangements to clinical manifestations, hence coming in handy for diagnosis, supplying relevant data for prognosis, and contributing to identifying candidate regions. This study aimed at characterizing the origin and gene content of marker chromosomes through chromosomal analysis with the use of microarray. A total of nine patients were analysed, all presenting marker chromosomes based on G-banding analysis, and latter microarray analysis. To seven, the microarray analyses allowed determination of the rearrangement: inv dup 15 (2 cases), tetrasomy 18p (2 cases), trisomy 9p, trisomy 21q, microduplication 22p and loss of heterozygosity in the pericentromeric region of chromosome 9. Two patients did not present alterations in chromosomal analysis by microarray, which meant that the marker chromosome probably originated from heterochromatin. Chromosome microarray analysis allowed the identification of the rearrangement in 78% of the cases allowing a detailed visualization of the rearrangement and revealing details of its complexity that would not be identified by other methods.
4

Analise citogenetica e do DNA mitocondrial de populações de Hyla semiguttata (Anura, Hylidae) e especies relacionadas

Ananias, Fernando 27 September 2002 (has links)
Orientador : Shirlei Maria Recco-Pimentel / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-08-02T18:19:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Ananias_Fernando_D.pdf: 7266661 bytes, checksum: 102b4d0172a597cc90b36e156c83a1e3 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Populações polimórficas de Hyla semiguttata e espécies relacionadas, pertencentes ao grupo de Hyla pulchella, foram analisadas citogeneticamente e através das seqüências de segmentos do gene citocromo b e da região controle do DNA mitocondrial. Todas as populações do táxon H semiguttata apresentam polimorfismo no padrão de coloração, tamanho corpóreo e diferenças na vocalização de anúncio. A análise cito genética mostrou cariótipos com 2n = 24 cromossomos com morfologia muito conservada em todas as espécies e o mesmo padrão de banda C. A região organizadora do nuc1éolo (NOR) foi detectada no braço longo do par 10 em H marginata e no braço curto do par 1 nas populações de H semiguttata de São Francisco de Paula e Cambará do Sul, RS e de Piraquara, PR, H marginata e Hyla sp. (aff semiguttata) de Misiones, Argentina. Este foi o único caráter que as diferenciaram do ponto de vista citogenético, contrariando a sugestão de alguns autores de sinonimização de H semiguttata e H joaquini à H marginata. A análise filo genética baseada em 361 pb do gene citocromo b e 744 pb da região controle mostraram que a população de H semiguttata de São Francisco de Paula é muito próxima de H joaquini, contrariando a hipótese filo genética baseada em caracteres morfológicos e biológicos, que indicam uma proximidade maior com a população de Cambará do Sul. As populações de H semiguttata de Palmeira e Piraquara são muito próximas entre si e distantes das demais. Apesar de H marginata apresentar diferenças morfológicas e biológicas em relação às espécies Hyla sp. (aff polytaenia), H bishoffi e H guentheri, geneticamente parece ser muito próxima. A presença de Hyla sp. (aff polytaenia) (grupo de H polytaenia) neste mesmo c1ado indica que o grupo de H pulchella pode ser parafilético. Hibridação natural entre H bischoffi e Hyla sp. n. sugere que eventos cladogênicos possam estar ocorrendo entre estes taxa em simpatria e que o padrão de canto semelhante facilitou este processo. Como já sugerido por outros autores, muitos eventos cladogênicos estariam relacionados com a especiação de hilídeos neotropicais o que dificulta um estudo envolvendo populações polimórficas, principalmente quando o polimorfismo está relacionado com o padrão de coloração / Abstract: Polymorphic populations of Hyla semiguttata and related species in the Hyla pulchella group were analyzed cytogenetically and by comparing the sequences of the cytochrome b gene and the control region of mitochondrial DNA. All H semiguttata populations showed polymorphism in color pattern, body size and acoustics. The cytogenetic analysis showed a karyotype with 2n = 24 chromosomes and a very conserved chromosomal morphology in all of the species. H semiguttata from São Francisco de Paula and Cambará do Sul, RS and Piraquara, PR, H marginata, and Hyla sp. (aff. semiguttata) from Misiones, Argentina had the same C-banding pattern. The nucleolar organizer region (NOR) located in the long arm of pair 10 in H marginata and in the short arm of pair 1 in the other specie the on1y character that differentiated these species cytogenetically. These results do not support the suggestion of some authors for the synonymization of H semiguttata and H joaquini with H marginata. The phylogenetic analysis based on 361 bp of the cytochromo b gene and 744 bp of the control region of mitochonsdrial DNA showed that the H semiguttata population at São Francisco de Paula was very close to H joaquini, in contrast to the phylogenetic conclusions based on morphological and biological characters, which indicated a greater proximity with the population at Cambará do Sul. The populations of H semiguttata at Palmeira and Piraquara were very close to each other and distant form the other populations. Although H marginata differs morphologically and biologically from Hyla aff. polytaenia, H bishoffi and H guentheri, our analysis showed them to be very closely related. The presence of Hyla sp. (aff. polytaenia) (H polytaenia group) in this clado indicates that the H pulchella group may be paraphyletic. Natural hybridization between H bischoffi and Hyla sp. n. demonstrates that cladogenic events may occurr between sympatric taxa and that the similar vocalization patterns of the two species facilitates this process. As already suggested by other many cladogenic events have been involved in the speciation of neotropical hylids, which makes it difficult a study polymorphic populations, especially when the polymorphism is related to the pattern of coloration / Doutorado / Biologia Celular / Doutor em Biologia Celular e Estrutural
5

Sistemática filogenética e evolução cromossômica em espécies amazônicas de Aspredinidae (Ostariophysi, Siluriformes)

Santos, Milena Ferreira dos 28 September 2017 (has links)
Submitted by Inácio de Oliveira Lima Neto (inacio.neto@inpa.gov.br) on 2017-12-28T15:54:56Z No. of bitstreams: 2 Tese Ferreira, M. 2017 - Final.pdf: 15770188 bytes, checksum: 50cad911301ae444677931cfde0d59b2 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-12-28T15:54:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Tese Ferreira, M. 2017 - Final.pdf: 15770188 bytes, checksum: 50cad911301ae444677931cfde0d59b2 (MD5) license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Previous issue date: 2017-09-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES / The Aspredinidae family, order Siluriformes, is a group of Neotropical fishes, popularly known as “banjo catfishes” or “rabeca”. It is strictly distributed in South America, and within the Amazon River basin, there are endemic species groups. In the present study, cytogenetic and molecular analysis were performed with species of this family, aiming at understanding the evolutionary processes involved in the diversification of these small catfishes, in order to infer their taxonomic status. Some inedited chromosomal characterizations were presented, of the species Amaralia hypsiura, Bunocephalus cf. aloikae, B. amaurus, B. coracoideus, B. aff coracoideus, B. verrucosus and Platystacus cotylephorus. The chromosomal data, with the 5S rDNA mapping and the constitutive heterochromatin distribution, revealed a new sex chromosomes system of the X 1 X 1 X 2 X 2 /X 1 Y 1 X 2 Y 2 type in a B. coracoideus population. The karyotype characterization of P. cotylephorus revealed a second event of XX/XO sex system for Siluriformes. The analysis of a phylogram with four Bunocephalus coracoideus populations, based on one mitogenome region, revealed some clades with genetic diversity, suggesting the existence of well supported Evolutionary Significant Units, building a species complex, under allopatric and sympatric speciation processes. Yet, the chromosomal data allowed noticing a trend on the reduction of the diploid number during the chromosomal evolution of the family, in relation to the ancestral karyotype of the Siluriformes, although keeping a karyotype with most of the chromosomes being two-armed ones. Later on, by means of chromosomal rearrangements of the type pericentric inversions and fission, the diploid number of some species increased and the karyotype morphology changed to single-armed chromosomes, a synapomorphy for the family. The karyotype diversity, both on the diploid number and the chromosome morphology in Aspredinidae, it very similar to the ones found in families from the Asiatic clade Sisoroidea (Amblycipitidae, Akysidae, Sisoridae and Erethistidae), suggesting that these families went under the different selective pressures for the karyotype building or a common natural history. Thus, it corroborates the propositions of Aspredinidae and Sisoroidea as sister-groups, suggested by Ferraris (1989), de Pinna (1998), Britto (2002), Diogo et al. (2004) and Cardoso (2000). / A família Aspredinidae, ordem Siluriformes, é composta por um grupo de peixes neotropicais, popularmente conhecidos como bagres banjo ou rabeca. Possui distribuição restrita à América do Sul, tendo na bacia amazônica, importantes grupos de espécies endêmicas. No presente trabalho, foram realizadas análises citogenéticas e moleculares em espécies desta família, com objetivo de compreender os processos evolutivos envolvidos na diversificação destes pequenos bagres, a fim de inferir no status taxonômico. Foram disponibilizadas caracterizações cromossômicas inéditas de Amaralia hypsiura, Bunocephalus cf. aloikae, B. amaurus, B. coracoideus, B. aff coracoideus, B. verrucosus e Platystacus cotylephorus. Os dados cromossômicos, com mapeamento de DNAr 5S e distribuição da heterocromatina constitutiva revelaram um sistema de cromossomos sexuais inédito do tipo X 1 X 1 X 2 X 2 /X 1 Y 1 X 2 Y 2 em uma população de B. coracoideus. E caracterização cariotípica de P. cotylephorus revelou um segundo caso em Siluriformes de sistema sexual XX/XO. A análise de um filograma com quatro populações de Bunocephalus coracoideus, com base em uma região do mitogenoma, revelou clados com diversidade genética, que corroboraram os dados de distribuição geográfica e variação cariotípica, sugerindo a existência de Unidades Evolutivas Significativas bem suportadas, formando um complexo de espécies, em processo de especiação alopátrica e simpátrica. Ainda, os dados cromossômicos permitiram a percepção de uma tendência à redução do número diploide na evolução cromossômica da família em relação ao cariótipo ancestral dos Siluriformes, conservando um cariótipo com maioria de cromossomos de dois braços. E, posteriormente, por rearranjos cromossômicos do tipo inversões pericêntricas e fissões, o número diploide de algumas espécies teria aumentado e a morfologia cariotípica se modificado para cromossomos de um braço, sendo este uma sinapomorfia na família. A diversidade cariotípica, tanto no número diploide como na morfologia dos cromossomos em Aspredinidae é muito parecida às encontradas nas famílias do clado asiático Sisoroidea (Amblycipitidae, Akysidae, Sisoridae e Erethistidae), sugerindo que essas famílias sofreram as diferentes pressões seletivas para formação dos cariótipos ou uma história natural em comum. Assim, corroborando com a proposta de Aspredinidae e Sisoroidea serem grupos-irmãos, sugerida por Ferraris (1989), de Pinna (1998), Britto (2002), Diogo et al. (2004) e Cardoso (2010).
6

Desenvolvimento de uma linhagem congênica para um locus no cromossomo 4 do rato com efeito sobre a emocionalidade

Pereira, Elayne 25 October 2012 (has links)
Tese(doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2010 / Made available in DSpace on 2012-10-25T08:38:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 276905.pdf: 3456327 bytes, checksum: 49a7176bc65eb2b5be2041d6eeb09f45 (MD5) / Um intercruzamento entre as linhagens isogênicas de ratos Lewis (LEW) e espontaneamente hipertensos (SHR) possibilitou a identificação de um QTL (Quantitative Trait Locus) chamado Ofil1 (no cromossomo 4) com influência na locomoção central do campo aberto (CA), um índice experimental de ansiedade (RAMOS et al., 1999). O objetivo deste trabalho foi a construção de uma linhagem congênica para o locus Ofil1 utilizando a linhagem LEW como doadora e a linhagem SHR como receptora, para confirmar a localização desse QTL e investigar sua expressão em um arcabouço genético SHR e sua influência sobre fenótipos associados com a ansiedade. A cada geração (N3 a N10), animais heterozigotos e homozigotos SHR para Ofil1 foram avaliados no teste do CA e da caixa branca e preta (CBP). Além dessa estratégia, três linhagens semicongênicas para o Ofil1 também foram produzidas, sendo duas a partir da geração N3 (homozigotos LEW e homozigotos SHR - grupos controle), avaliadas em diferentes testes de ansiedade, de depressão e de consumo de álcool, e uma terceira, proveniente da geração N6 (homozigotos LEW), comparada com linhagens puras LEW e SHR, grupos controle, e submetidas somente a testes de ansiedade. Animais homozigotos LEW também foram produzidos a partir da geração N10. Os resultados dos animais heterozigotos (N3 a N10) mostraram uma tendência desses animais a exibirem menores índices de emocionalidade em comparação aos homozigotos SHR, na maioria das gerações. Entretanto, diferenças significativas relacionadas ao fator genótipo, na medida de locomoção central, somente foram observadas na geração N6, e foram marginalmente significativas nas gerações N3 e N10, sendo que os animais heterozigotos exibiram menores índices de emocionalidade do que os animais homozigotos SHR, como esperado. Apesar do efeito de Ofil1 não ter apresentado resultados estatisticamente significantes em todas as dez gerações, efeitos significativos foram encontrados a partir de uma análise simultânea com os animais de todas as gerações (N3 a N10), análise esta que também revelou menores índices de emocionalidade dos animais heterozigotos em comparação aos animais homozigotos SHR. Os resultados dos animais semicongênicos das gerações N3 e N6 mostraram que Ofil1 influencia medidas comportamentais de ansiedade e exibe um efeito pleiotrópico em medidas de diferentes testes. Nos animais homozigotos LEW da geração N3, fatores ambientais como o período do teste e a intensidade de iluminação interagiram com o locus Ofil1 e promoveram modificações no efeito do genótipo sobre as medidas do CA, sendo estas dependentes do sexo e do período em que o teste foi realizado. Os animais homozigotos LEW da geração N10 também exibiram menores índices de emocionalidade do que os SHR puros em relação ao tempo gasto no centro do CA, medida esta também considerada um índice de emocionalidade.
7

Análises cromossômicas e filogenéticas em algumas espécies de roedores da região sul do Brasil

Sbalqueiro, Ives José January 1989 (has links)
Resumo não disponível
8

O cromossomo 4 contém regiões genômicas que influenciam a memória e a emocionalidade em fêmeas

Anselmi, Mayara January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2016 / Made available in DSpace on 2016-09-20T04:34:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 340471.pdf: 1525676 bytes, checksum: fdab17fada36dbcc6026269139ba37b1 (MD5) Previous issue date: 2016 / As linhagens isogênicas de ratos Lewis (LEW) e Spontaneously Hypertensive Rats (SHR) têm sido consideradas ferramentas poderosas para os estudos genéticos envolvendo ansiedade/emocionalidade. Entretanto, permanecem dúvidas se as diferenças encontradas entre as linhagens seriam somente relacionadas à ansiedade/emocionalidade ou também poderiam ser devido às diferenças na memória/aprendizado. Assim, com o objetivo de buscar regiões genômicas no cromossomo 4 das fêmeas, que estejam envolvidas no controle da ansiedade/emocionalidade e memória/aprendizado, bem como melhor compreender a relação entre os testes comportamentais, que envolvam estes componentes, realizou-se: a) uma análise de QTL (loci para caraterísticas quantitativas) para identificar essas regiões genômicas e uma análise de fator utilizando variáveis dos testes comportamentais (Labirinto em cruz elevado modificado, Campo aberto, Reconhecimento de objeto, Alternação espontânea e Medo condicionado contextual) relacionados à ansiedade/emocionalidade e memória/aprendizado; b) utilizou-se a linhagem SHR.LEW.Anxrr16 (Anxiety related response QTL 16) (SLA16) e SHR para confirmar os QTL previamente encontrados na presente análise de QTL e; c) analisou-se a expressão do gene Snca (que codifica a proteína Alfa-sinucleína) nas fêmeas das linhagens SLA16 e SHR. Os resultados revelaram: a) três QTL que influenciam medidas relacionadas à emocionalidade, memória e locomoção; quatro fatores com relações entre as variáveis de ansiedade/emocionalidade e memória. Além disso, b) foram encontradas diferenças comportamentais contrastantes entre as linhagens SLA16 e SHR nos testes utilizados para avaliar ansiedade/emocionalidade. Porém, em testes envolvendo memória/aprendizado apenas quando os mesmos envolviam componentes emocionais foram observadas diferenças significativas. Por fim, c) a expressão do gene Snca no hipocampo e estriado das fêmeas da linhagem SHR é maior que nas da linhagem SLA16. Então, neste trabalho foram mapeados novos QTL, influenciando ansiedade/emocionalidade e memória aprendizado, que foram confirmados nas linhagens SLA16 e SHR e possivelmente o gene Snca seja um bom candidato para as diferenças comportamentais entre elas. <br> / Abstract : The inbred rat strains Lewis (LEW) and Spontaneously Hypertensive Rats (SHR) have been considered powerful tools for genetic studies involving anxiety/emotionality. However, some doubts remain if the behavioral analysis differences between strains would only be related to anxiety/emotionality or could also be due to differences in memory/learning. Thus, we searched genomic regions on chromosome 4 were analysed, of the females, which are involved in anxiety/emotionality and memory/learning related behaviors. We also try better understanding the relationship between behavioral tests involving these components. Then we: a) performed a QTL (quantitative trait loci) analysis to identify genomic regions and a factor analysis using some behavioral variables from anxiety/emotionality and memory/learning behavioral tests; b) we used a congenic strain, named SHR.LEW.Anxrr16 (Anxiety related response QTL 16) (SLA16), to confirm the QTL effects previously found in the present study and; c) we analyzed the Snca gene expression in SLA16 and SHR females strains. The results revealed a) three QTL influencing data related to emotionality, memory and locomotion; 4 factors between behaviors related to anxiety/emotionality and learning/memory. Moreover, we found b) contrasting behavioral differences between SLA16 and SHR strains in anxiety/emotionality behavioral tests. However, significant differences were observed in tests involving memory/learning only when they involved emotional components. Finally, Snca expression in the hippocampus and striatum of SHR females was higher than SLA16. In summary, in this study we have mapped new QTL for anxiety/emotionality and memory/learning related behaviors, they were using SLA16 and SHR rats and possibly the Snca gene is a potential candidate gene to behavioral differences between these inbred strains.
9

Evolução cromossômica na Ordem Xenarthra

Pereira Júnior, Hélio Rubens Jacintho [UNESP] 01 March 2007 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-03-01Bitstream added on 2014-06-13T21:03:47Z : No. of bitstreams: 1 pereirajunior_hrj_dr_botib.pdf: 1684166 bytes, checksum: 2f23cdb28a2397afd8b1cdb49d47d88e (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A Ordem Xenarthra é uma ordem de mamíferos placentários composta por três formas viventes: tamanduás, tatus e preguiças arborícolas. É originária da América Sul e tem como distribuição geográfica o centro sul da América do Norte até o extremo sul da América do Sul. A Ordem possui trinta espécies viventes divididas em quatro famílias: Dasypodidae formada pelos tatus, com vinte e uma espécies, Myrmecophagidae (tamanduás) com quatro espécies, Bradypodidae (preguiças de três dedos) com quatro espécies e Megalonychidae (preguiças de dois dedos) com duas espécies. As espécies Priodontes maximus (tatu-canastra), Tolypeutes tricinctus (tatu-bola da caatinga), Bradypus torquatus (preguiça de coleira) e Myrmecophaga tridactyla (tamanduá-bandeira) estão classificadas como vulneráveis pela IUCN (International Union of Conservation), sendo a preguiça de coleira e o tatubola da caatinga endêmicos do Brasil. A maioria dos xenartros possui uma constituição cariotípica que varia de 48 até 65 cromossomos, exceto a espécie Tolypeutes matacus com 2n=38 cromossomos. Das trinta espécies conhecidas atualmente, apenas dezenove tiveram seu cariótipo descrito ou relatado. Os xenartros apresentam uma ampla gama de eventos cromossômicos, como fusão / fissão entre as espécies do gênero Cabassous, Choloepus e Bradypus e na família Myrmecophagidae, eventos de rearranjos cromossômico no gênero Dasypus e a combinação de ambos no gênero Chaetophractus. A presente tese está dividida em quatro capítulos: 1 revisão bibliográfica sobre os dados cromossômicos na Ordem Xenarthra; 2 descrição do cariótipo da espécie Cabassous unicinctus; 3 descrição uma nova espécie do gênero Tamandua; 4 análise da evolução cromossômica da Ordem Xenarthra, utilizando abordagem filogenética. / Not available.
10

Análises cromossômicas e filogenéticas em algumas espécies de roedores da região sul do Brasil

Sbalqueiro, Ives José January 1989 (has links)
Resumo não disponível

Page generated in 0.0599 seconds