• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 75
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 77
  • 58
  • 29
  • 23
  • 17
  • 16
  • 14
  • 13
  • 13
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A didatica e a formação de professores de Historia : em busca da explicitação das relações poder-saber na organização do trabalho pedagogico

Beltrão, Ierece Rego January 1992 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias da Educação / Made available in DSpace on 2012-10-16T23:04:15Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T17:26:55Z : No. of bitstreams: 1 88814.pdf: 7301982 bytes, checksum: 7435753a950283ab6147fc7b99b874a5 (MD5) / A presente pesquisa objetiva explicitar as relações de poder/saber que se concretizam no âmbito da pedagogia e da escola, a partir da análise teórico-crítica da organização de um trabalho pedagógico que se pretendeu não-autoritário, trabalho este desenvolvido com um grupo de estudantes do curso de formação de professores de história (licenciatura plena) de uma fundação educacional catarinense, em torno da disciplina didática. No estudo dos vínculos entre poder e saber referidos à pedagogia e à escola, a didática vai se revelando como a passagem para um discurso prescritivo, com pretensão de cientificidade da tecnologia, de poder disciplinar e seus mecanismos de objetificação e subjetivação. É esboçada uma proposta/desafio, tanto ao longo quanto ao final do trabalho: pensar de outra forma, com outra lógica, a questão da escola, da pedagogia e da educação.
2

A construção cooperativa de noções fundamentais à química

Samrsla, Vander Edier Ebling January 2007 (has links)
A investigação sobre as concepções alternativas dos estudantes para os conhecimentos científicos é uma das principais ênfases das pesquisas realizadas no âmbito da didática das ciências. Neste contexto de pesquisa, em relação aos conceitos da química, diversos autores têm abordado esse assunto nos últimos anos. Estas pesquisas indicam que os estudantes começam a estudar química trazendo algumas concepções a respeito da natureza particulada da matéria, e continuam a utilizá-las em conjunto com algumas concepções científicas, para explicar os fenômenos relacionados a este tema. Esta dissertação apresenta um estudo de caso sobre a elaboração conceitual, em realidade escolar, de noções sobre a natureza particulada da matéria. Os resultados vêm da análise qualitativa de seqüências de atividades realizadas por um grupo prototípico de quatro alunas, envolvendo a participação do professor, que foram gravadas em vídeo e transcritas na forma de protocolos. O material para análise foi obtido durante a aplicação de uma proposta curricular que utiliza a mineralogia e os estudos dos minerais, como articuladores e desencadeadores dos estudos previstos para o primeiro ano do ensino médio.Esta proposta pedagógica foi aplicada em quatro turmas do Colégio Estadual Paula Soares de Porto Alegre. O primeiro artigo desta dissertação intitulado “Da mineralogia à química: uma proposta curricular para o primeiro ano do ensino médio” descreve esta proposta pedagógica. Os estudos sobre a natureza particulada da matéria, que é o foco da nossa análise, foram realizados em cinco atividades orientadas segundo proposições didáticas construtivistas e interacionistas, ambas inspiradas na epistemologia genética: Dissolução e diluição do permanganato de potássio em água; expansão do ar mediante aquecimento; Evaporação e condensação do éter em sistema fechado; Sublimação e ressublimação do iodo; e Mistura de água e álcool. A análise do material produzido nestas atividades resultou em quatro temas de investigação. No primeiro se investiga a atribuição da idéia de partículas ao explicar os fenômenos. O segundo investiga como ocorre a elaboração conceitual da noção de vazio no modelo particulado de matéria. O terceiro investiga a noção da conservação da matéria. O quarto estuda o papel do professor na construção cooperativa destas noções. Em função dos resultados desta pesquisa é possível afirmar que houve evolução dos estudantes em relação à compreensão dos fundamentos da organização da matéria a nívelsubmicroscópico. Há melhora na proposição de modelos mais complexos para a explicação dos fenômenos estudados em sala de aula. Eles conseguem compreender a constituição da matéria por partículas, que estas determinam suas características identificadas por sua composição química e as propriedades físico-químicas. Embora os estudantes tenham mostrado sua compreensão dos fenômenos estudados em sala de aula é importante salientar que eles conservam alguma dificuldade de mobilizar o conhecimento construído para novas situações de aprendizagem. O papel mediador do professor na construção de conceitos pelo aluno se constitui elemento fundamental para a aprendizagem dos estudantes num contexto específico, a escola, onde se produz conhecimento individual e coletivamente, por ações propositivas do professor. É importante ressaltar a valorização do tempo que o professor dispensa para seu planejamento das atividades de sala de aula, ressaltando a gradualidade no desenvolvimento dos conteúdos pela utilização de estratégias metodológicas que consideram os estudantes sujeitos ativos no processo de sua aprendizagem, permitindo sua compreensão dos fenômenos em estudo. Se evidencia nos longos diálogos em sala de aula a proposta do professor de auxiliar os alunos a compreenderem o que estavam estudando.
3

A construção cooperativa de noções fundamentais à química

Samrsla, Vander Edier Ebling January 2007 (has links)
A investigação sobre as concepções alternativas dos estudantes para os conhecimentos científicos é uma das principais ênfases das pesquisas realizadas no âmbito da didática das ciências. Neste contexto de pesquisa, em relação aos conceitos da química, diversos autores têm abordado esse assunto nos últimos anos. Estas pesquisas indicam que os estudantes começam a estudar química trazendo algumas concepções a respeito da natureza particulada da matéria, e continuam a utilizá-las em conjunto com algumas concepções científicas, para explicar os fenômenos relacionados a este tema. Esta dissertação apresenta um estudo de caso sobre a elaboração conceitual, em realidade escolar, de noções sobre a natureza particulada da matéria. Os resultados vêm da análise qualitativa de seqüências de atividades realizadas por um grupo prototípico de quatro alunas, envolvendo a participação do professor, que foram gravadas em vídeo e transcritas na forma de protocolos. O material para análise foi obtido durante a aplicação de uma proposta curricular que utiliza a mineralogia e os estudos dos minerais, como articuladores e desencadeadores dos estudos previstos para o primeiro ano do ensino médio.Esta proposta pedagógica foi aplicada em quatro turmas do Colégio Estadual Paula Soares de Porto Alegre. O primeiro artigo desta dissertação intitulado “Da mineralogia à química: uma proposta curricular para o primeiro ano do ensino médio” descreve esta proposta pedagógica. Os estudos sobre a natureza particulada da matéria, que é o foco da nossa análise, foram realizados em cinco atividades orientadas segundo proposições didáticas construtivistas e interacionistas, ambas inspiradas na epistemologia genética: Dissolução e diluição do permanganato de potássio em água; expansão do ar mediante aquecimento; Evaporação e condensação do éter em sistema fechado; Sublimação e ressublimação do iodo; e Mistura de água e álcool. A análise do material produzido nestas atividades resultou em quatro temas de investigação. No primeiro se investiga a atribuição da idéia de partículas ao explicar os fenômenos. O segundo investiga como ocorre a elaboração conceitual da noção de vazio no modelo particulado de matéria. O terceiro investiga a noção da conservação da matéria. O quarto estuda o papel do professor na construção cooperativa destas noções. Em função dos resultados desta pesquisa é possível afirmar que houve evolução dos estudantes em relação à compreensão dos fundamentos da organização da matéria a nívelsubmicroscópico. Há melhora na proposição de modelos mais complexos para a explicação dos fenômenos estudados em sala de aula. Eles conseguem compreender a constituição da matéria por partículas, que estas determinam suas características identificadas por sua composição química e as propriedades físico-químicas. Embora os estudantes tenham mostrado sua compreensão dos fenômenos estudados em sala de aula é importante salientar que eles conservam alguma dificuldade de mobilizar o conhecimento construído para novas situações de aprendizagem. O papel mediador do professor na construção de conceitos pelo aluno se constitui elemento fundamental para a aprendizagem dos estudantes num contexto específico, a escola, onde se produz conhecimento individual e coletivamente, por ações propositivas do professor. É importante ressaltar a valorização do tempo que o professor dispensa para seu planejamento das atividades de sala de aula, ressaltando a gradualidade no desenvolvimento dos conteúdos pela utilização de estratégias metodológicas que consideram os estudantes sujeitos ativos no processo de sua aprendizagem, permitindo sua compreensão dos fenômenos em estudo. Se evidencia nos longos diálogos em sala de aula a proposta do professor de auxiliar os alunos a compreenderem o que estavam estudando.
4

A construção cooperativa de noções fundamentais à química

Samrsla, Vander Edier Ebling January 2007 (has links)
A investigação sobre as concepções alternativas dos estudantes para os conhecimentos científicos é uma das principais ênfases das pesquisas realizadas no âmbito da didática das ciências. Neste contexto de pesquisa, em relação aos conceitos da química, diversos autores têm abordado esse assunto nos últimos anos. Estas pesquisas indicam que os estudantes começam a estudar química trazendo algumas concepções a respeito da natureza particulada da matéria, e continuam a utilizá-las em conjunto com algumas concepções científicas, para explicar os fenômenos relacionados a este tema. Esta dissertação apresenta um estudo de caso sobre a elaboração conceitual, em realidade escolar, de noções sobre a natureza particulada da matéria. Os resultados vêm da análise qualitativa de seqüências de atividades realizadas por um grupo prototípico de quatro alunas, envolvendo a participação do professor, que foram gravadas em vídeo e transcritas na forma de protocolos. O material para análise foi obtido durante a aplicação de uma proposta curricular que utiliza a mineralogia e os estudos dos minerais, como articuladores e desencadeadores dos estudos previstos para o primeiro ano do ensino médio.Esta proposta pedagógica foi aplicada em quatro turmas do Colégio Estadual Paula Soares de Porto Alegre. O primeiro artigo desta dissertação intitulado “Da mineralogia à química: uma proposta curricular para o primeiro ano do ensino médio” descreve esta proposta pedagógica. Os estudos sobre a natureza particulada da matéria, que é o foco da nossa análise, foram realizados em cinco atividades orientadas segundo proposições didáticas construtivistas e interacionistas, ambas inspiradas na epistemologia genética: Dissolução e diluição do permanganato de potássio em água; expansão do ar mediante aquecimento; Evaporação e condensação do éter em sistema fechado; Sublimação e ressublimação do iodo; e Mistura de água e álcool. A análise do material produzido nestas atividades resultou em quatro temas de investigação. No primeiro se investiga a atribuição da idéia de partículas ao explicar os fenômenos. O segundo investiga como ocorre a elaboração conceitual da noção de vazio no modelo particulado de matéria. O terceiro investiga a noção da conservação da matéria. O quarto estuda o papel do professor na construção cooperativa destas noções. Em função dos resultados desta pesquisa é possível afirmar que houve evolução dos estudantes em relação à compreensão dos fundamentos da organização da matéria a nívelsubmicroscópico. Há melhora na proposição de modelos mais complexos para a explicação dos fenômenos estudados em sala de aula. Eles conseguem compreender a constituição da matéria por partículas, que estas determinam suas características identificadas por sua composição química e as propriedades físico-químicas. Embora os estudantes tenham mostrado sua compreensão dos fenômenos estudados em sala de aula é importante salientar que eles conservam alguma dificuldade de mobilizar o conhecimento construído para novas situações de aprendizagem. O papel mediador do professor na construção de conceitos pelo aluno se constitui elemento fundamental para a aprendizagem dos estudantes num contexto específico, a escola, onde se produz conhecimento individual e coletivamente, por ações propositivas do professor. É importante ressaltar a valorização do tempo que o professor dispensa para seu planejamento das atividades de sala de aula, ressaltando a gradualidade no desenvolvimento dos conteúdos pela utilização de estratégias metodológicas que consideram os estudantes sujeitos ativos no processo de sua aprendizagem, permitindo sua compreensão dos fenômenos em estudo. Se evidencia nos longos diálogos em sala de aula a proposta do professor de auxiliar os alunos a compreenderem o que estavam estudando.
5

A didática como disciplina escolar : estudo a partir dos manuais de didática geral

Hegeto, Léia de Cássia Fernandes January 2014 (has links)
Orientadora: Profª Drª Tânia F. Braga Garcia / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação. Defesa: Curitiba, 27/03/2014 / Inclui referências / Resumo: Analisa elementos que configuram a Didática Geral como disciplina escolar, tomando como referência empírica os manuais publicados no Brasil a partir de 1980, entendidos como elementos visíveis do código disciplinar (CUESTA FERNANDEZ, 1998). A Didática, nesse período, teve sua trajetória marcada por discussões em torno do seu objeto enquanto campo de conhecimento e acerca de suas características como disciplina escolar. Opondo-se à perspectiva tecnicista da década anterior, o movimento de rediscussão ou reconstrução da Didática apontou transformações necessárias para atender às novas concepções de ensino, bem como às novas configurações sociais brasileiras após a redemocratização, que teve início em 1984. A questão central que orientou a pesquisa está relacionada à possibilidade de verificar se e como as discussões no campo de conhecimento se expressaram e se expressam nos Manuais de Didática Geral, cuja finalidade principal é orientar os professores para a ação didática ou, em outras palavras, ensinar a ensinar. A pesquisa, de natureza qualitativa e apoiada nos pressupostos teóricos do estruturismo, reconhecendo a dialética entre estrutura e ação, foi desenvolvida em duas etapas: na primeira, foram localizados e identificados dezoito manuais de Didática Geral publicados no período; na segunda, foram selecionados nove destes manuais, três de cada década (1980, 1990, 2000). Para a análise, foram definidas categorias relacionadas ao conceito de Didática apresentado pelos autores, aos temas (clássicos e novos) que compõem o corpo de conhecimento da disciplina e às atividades didáticas propostas para o ensino da disciplina. Como resultado aponta-se que, tomando-se os manuais como elemento visível do código disciplinar, pode-se afirmar que as transformações ocorridas na Didática, enquanto campo científico, resultaram em uma focalização mais clara do objeto da disciplina em torno do ensino e dos elementos da ação docente, ressignificando suas finalidades no âmbito escolar. Defende-se a tese de que o código disciplinar da Didática expresso nos manuais, neste momento da trajetória da disciplina, evidencia uma reaproximação dos conteúdos e finalidades com o espaço da sala de aula e com os procedimentos de ensino, valorizando estratégias e técnicas sem desconhecer suas outras dimensões. Palavras-chave: Didática Geral. Código disciplinar. Manuais de Didática. Formação de professores. / Abstract: Examines elements that make up Didactics as a school discipline, taking as empirical reference the Didactics manuals published in Brazil from 1980, defined as visible elements of the disciplinary code (CUESTA FERNANDEZ, 1998). The Didactics in this period had its trajectory marked by discussions around its object as a field of knowledge and about its features as school discipline. Opposing the technicist perspective of the previous decade, the movement of renewed discussion or reconstruction of Didactic pointed necessary transformations to meet the new teaching concepts, as well as new Brazilian social settings after the return to democracy, after 1984. The central question that guided the research is related to the possibility to check if and how the discussions in the field of knowledge were expressed and express the General Didactics Manuals, whose main purpose is to guide teachers to the teaching action or, in other words, teach to teach. The research of a qualitative nature and supported on theoretical assumptions of structurism, recognizing the dialectics between structure and action, was developed in two stages: first, eighteen manuals General Didactics published in the period were located and identified; second, we selected nine of those manuals, three from each decade (1980, 1990, 2000). For the analysis categories were defined related to the concept of Didactics presented by the authors, the themes (classic and new) that make up the discipline’s body of knowledge, and educational activities proposed for teaching the discipline. The results show that, taking the manuals as visible elements of the disciplinary code, it can be said that the Didactics discipline has been transformed in the last decades. The changes in Didactics, as a scientific field, resulted in a clearer focus on the object of discipline around the education and the elements of teaching action, giving new meaning to the purposes of discipline. The thesis that the disciplinary code of Didactics expressed in the manuals is defended, at this point of the discipline’s trajectory, shows a reconnection of the contents and purposes with classroom space and the teaching procedures, enhancing strategies and techniques without ignoring its other dimensions. Keywords: General Didactics. Disciplinary Code. Didactics Manuals. Teacher training.
6

Semanas educacionais

Bombassaro, Ticiane January 2006 (has links)
Dissertação(mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação. Programa de Pós-Graduação em Educação / Made available in DSpace on 2012-10-22T22:50:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 226539.pdf: 657249 bytes, checksum: de3058a58eb52e3dfba9a25454eaf2df (MD5) / Este estudo, intitulado "Semanas Educacionais: a arquitetura do poder sob a celebração da didática", dedicou-se a análise do evento como parte importante da construção de uma específica de cultura pedagógica, derivada do movimento pela Escola Nova no Brasil. Realizadas durante os anos de 1936 e 1945 em Santa Catarina, as "Semanas" inseriam-se num conjunto de debates sobre a modernização nacional. A década de 1930 inaugurou um período de centralização do poder, que resultou em medidas de controle sobre os mais diversos espaços sociais. Dentre eles, a educação recebeu destaque, pois constituía um importante campo de construção do ideal de homem novo, demandado pela conjuntura urbano-industrial que se criava. Os olhares lançaram-se na direção das possibilidades que o movimento pela Escola Nova oferecia, e projetos diversos foram apresentados como capazes de incorporar os modernos métodos de ensino a escola. Renovadores ou tradicionais, comum oposição que se estabeleceu na época, dedicaram-se a construir um sistema educacional que atendesse aos requisitos dessa modernidade capitalista. Emerge, então, uma categoria de intelectuais, a maior parte ligada a cargos públicos, cuja função essencial era a reforma do sistema de ensino, de acordo com os novos pressupostos. Passa a se difundir uma cultura pedagógica baseada em princípios científicos e efetivada na formação de professores. Aos intelectuais catarinenses, urgia a adequação do estado as novas fórmulas educacionais, e, embora o tivessem feito com reformas na formação inicial, um evento que pudesse propiciar uma atualização aos docentes, que, há muito, haviam egressado, sinalizou como uma alternativa interessante. As "Semanas Educacionais" foram criadas, a fim de "uniformizar os processos de ensino", contribuindo para que se dissipassem no estado as novas formulações pedagógicas, em geral, provenientes do movimento pela Escola Nova no Brasil. This study, intitled "Educational Weeks: the architecture of the power under the celebration of the didactics "dedicated analysis the event as important part of the construction of a specific pedagogical culture, derived from the movement for the "New School" in Brazil. Carried through during the years of 1936 and 1945, the "Weeks" were inserted in the national modernization. The decade of 1930 inaugurated a period of centralization of the power, that resulted in measures of control on the most diverse social spaces. Amongst them, the education received prominence, therefore was an important field of construction of the ideal of new man, demanded for the conjuncture urban-industrial who if created. The looks had been launched in the direction of the possibilities that the movement for the "New School" offered, and diverse projects had been presented as capable to incorporate the modern methods of education the school. "Pioneer" or "traditional", common opposition that if proliferated at the time, had been dedicated to construct an educational system to it that took care of to the requirements of this capitalist modernity. It emerges, then, a category of intellectuals, most on a public offices, whose essential function was the reform of the education system in accordance with the news estimated. It passes if to spread out an established in scientific principles and accomplished pedagogical culture in the formation of professors. To the intellectuals from Santa Catarina state, the adequacy of the state to new educational formulas urged, and even so they had made it with reforms in the Curso Normal [Normal School], an event that could propitiate an update to the professors that had left from it signaled as an interesting alternative. The "Educational Weeks" had been created in order "to became equal the education processes", contributing so that they were wasted in the state, the new pedagogical formularizations, in general, proceeding from the Brazilian's New School movement.
7

Por uma didática comunicativa para a educação física escolar

Boscatto, Juliano Daniel January 2008 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Desportos. Programa de Pós-Gradução em Educação Física. / Made available in DSpace on 2012-10-24T00:51:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 258706.pdf: 620753 bytes, checksum: c7a463952c6ff6f3cf482ddeef620605 (MD5) / Ao se refletir sobre a Educação Física, na condição de campo de investigação científica que, dá suporte teórico e metodológico para as intervenções profissionais, em diferentes contextos, estudos demonstram que, historicamente, as intervenções científicas e didático-pedagógicas da Educação Física são fundamentadas predominantemente, no paradigma empírico-analítico. Nesse âmbito, os elementos da cultura de movimento detêm-se no padrão da racionalidade instrumental, que reduz os sujeitos a meros executores mecanicistas e reificados. Partindo de princípios pedagógicos que centram atenção no sujeito que #se-movimenta#, buscase um posicionamento didático-pedagógico, em que os elementos da cultura de movimento sejam tematizados de forma mais ampla. O objetivo desta dissertação é investigar, por meio de uma pesquisa teórica, os princípios teórico-metodológicos que se apresentam na literatura compilada do âmbito da filosofia e da educação/Educação Física, para a perspectiva de uma didática comunicativa para a Educação Física Escolar. Esta pesquisa está metodologicamente fundamentada nos pilares de uma pesquisa teórica, apresentando subsídios que fundamentem uma didática comunicativa para a Educação Física. Identificaram-se as estruturas que fazem parte do processo emancipatório: a razão constituída dialogicamente, através da linguagem intersubjetiva, que desencadeia na reflexão crítica do mundo do sistema. Para a didática comunicativa, o conceito processual de emancipação humana deve estar presente nos pressupostos que norteiam as ações educativas da educação formal, compreendendo algumas peculiaridades: a elaboração do Projeto Político Pedagógico, a relação entre os componentes curriculares, o trato com o conhecimento e as implementações didático-metodológicas. Em práticas da Educação Física, podem ser proporcionadas situações didático-metodológicas com base na Interação Social, a fim de contribuir com a formação de identidade pessoais não submissas aos ditames do sistema sócio-econômico excludente e, concomitante a isso, à formação de competências sociais. Conclui-se percebendo a necessidade de tratar dessas questões vinculadas à prática educativa a partir do #chão# da
8

Iniciação ao ensino do projeto arquitetônico : paradigmas e reducionismos

Maciel, Angela Becker January 2009 (has links)
Esta tese discute pressupostos teóricos subjacentes a procedimentos didáticos usualmente tidos como adequados às práticas pedagógicas adotadas nas disciplinas de iniciação ao projeto nas escolas de arquitetura. Por extensão, examina a própria noção de iniciação ao fazer arquitetônico como parte de contextos paradigmáticos que permanecem implícitos para professores e alunos, evidenciando com freqüência descontinuidades e contradições desvinculadas do conhecimento projetual. Essa situação introduz na relação de ensino-aprendizagem um descompasso entre objetivos didáticos e referenciais teóricos, colocando em segundo plano a compreensão que o aluno vai construindo do que seja a atividade projetual. A investigação dos quadros paradigmáticos que se mesclam na iniciação ao projeto se apóia na leitura de livros-texto que comumente consubstanciam as atividades efetuadas nessas disciplinas introdutórias, identificados pela recorrência com que comparecem nas relações bibliográficas dos programas de ensino. A análise crítica do conteúdo desses manuais fornece as evidências que permitem discutir, no plano hermenêutico, a maior ou menor adequação do que comumente se entende por iniciação à prática do projeto arquitetônico, num esforço de clarificação que constitui o próprio contexto de justificação da tese. / This present theses discusses theoretical presuppositions underlying didactic procedures usually regarded as adequate to the pedagogical practice adopted in project initiation courses in architecture schools. By extension, it examines the very notion of initiation to architectural practice as part of the paradigmatic contexts that remain implicit to teachers and students often evidencing discontinuities and contradictions disconnected from the projectual knowledge. This situation brings about a mismatch between didactic objectives and theoretical referential in the teaching-learning relation and leaves aside the comprehension the student is construing as projectual activity. The research of the paradigmatic framework interweaving in the project initiation lies on text-books that commonly consubstantiate the activities performed in these introductory courses. The critical content analysis of these manuals provides evidence points that allow the discussion, on the hermeneutical level, of the greater or smaller adequacy of what is usually understood by initiation to architectural project. This effort of clarification constitutes the very justification context of the dissertation.
9

Movimento didático na educação a distância

Souza, Alba Regina Battisti de January 2005 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2013-07-16T02:11:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 212699.pdf: 1251002 bytes, checksum: e7e51d1526d5297ff821f1438fbd42b8 (MD5) / O movimento didático em EaD, analisado nesta tese, toma como objeto o fazer dos(as) professores(as) e sua ressignificação na mediação on line. A problemática do fazer do(a) professor(a) levantada considera a organização e o desenvolvimento de suas atividades com os alunos, com os quais não tem um contato frente a frente, deparando-se com uma série de indagações e receios, levando-o(a) a repensar seu papel e suas competências. Através de um movimento, característico da ação docente, desenvolve habilidades e estratégias para lidar com essa nova situação de modo diferenciado da modalidade presencial. Esse movimento é denominado, nessa tese, de Movimento Didático em EaD - MDEaD. A indagação central da pesquisa é: como os(as) professores(as) mobilizam e constroem os saberes relativos à docência para atuar na EaD? O objetivo geral que norteia toda a pesquisa é analisar o movimento didático em EaD, considerando produção teórica na área e identificando saberes construídos e mobilizados pelos professores, dado o contexto no qual atuam. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, de caráter descritivo e interpretativo, no qual desenvolve-se uma revisão teórica, contingenciada por observações empíricas, análise de documentos, aplicação de questionários, realização de entrevistas semi-estruturadas, participação em reuniões e formações continuadas, entre outros. Para a interpretação dos dados, utiliza-se a análise de conteúdo numa perspectiva crítica e qualitativa. Os sujeitos participantes da pesquisa são os(as) professores(as) que atuam na modalidade a distância em uma Instituição de Ensino Superior, que desenvolve projetos e parcerias na EaD desde 1996 e, nos últimos anos, tem inserido disciplinas a distância, considerando a Portaria nº 2.253 de 18/10/2001. O plano teórico da pesquisa busca aportes na contextualização histórica da Didática e da Educação a Distância até os dias atuais; nas teorias contemporâneas sobre a constituição dos saberes docentes e nos discursos veiculados nas produções teóricas das áreas da Didática e EaD. O plano prático refere-se ao movimento didático realizado pelos participantes da pesquisa, considerando o contexto de atuação e buscando apreender, em suas manifestações e enunciados, procedimentos e estratégias mobilizadas e construídas. Os resultados da pesquisa apontam para várias constatações e necessidades. Dentre elas, destaca-se a importância de se reconhecerem os saberes docentes advindos da prática, como elementar para o processo de formação inicial e continuada, buscando, assim, uma junção dialética entre as produções teóricas de caráter científico e a ação docente, tendo os(as) professores(as) como protagonistas do processo.
10

Movimento didático na educação a distância

Souza, Alba Regina Battisti de January 2005 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2013-07-15T23:49:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 221775.pdf: 1251002 bytes, checksum: e7e51d1526d5297ff821f1438fbd42b8 (MD5) / O movimento didático em EaD, analisado nesta tese, toma como objeto o fazer dos(as) professores(as) e sua ressignificação na mediação on line. A problemática do fazer do(a) professor(a) levantada considera a organização e o desenvolvimento de suas atividades com os alunos, com os quais não tem um contato frente a frente, deparando-se com uma série de indagações e receios, levando-o(a) a repensar seu papel e suas competências. Através de um movimento, característico da ação docente, desenvolve habilidades e estratégias para lidar com essa nova situação de modo diferenciado da modalidade presencial. Esse movimento é denominado, nessa tese, de Movimento Didático em EaD - MDEaD. A indagação central da pesquisa é: como os(as) professores(as) mobilizam e constroem os saberes relativos à docência para atuar na EaD? O objetivo geral que norteia toda a pesquisa é analisar o movimento didático em EaD, considerando produção teórica na área e identificando saberes construídos e mobilizados pelos professores, dado o contexto no qual atuam. Trata-se de um estudo com abordagem qualitativa, de caráter descritivo e interpretativo, no qual desenvolve-se uma revisão teórica, contingenciada por observações empíricas, análise de documentos, aplicação de questionários, realização de entrevistas semi-estruturadas, participação em reuniões e formações continuadas, entre outros. Para a interpretação dos dados, utiliza-se a análise de conteúdo numa perspectiva crítica e qualitativa. Os sujeitos participantes da pesquisa são os(as) professores(as) que atuam na modalidade a distância em uma Instituição de Ensino Superior, que desenvolve projetos e parcerias na EaD desde 1996 e, nos últimos anos, tem inserido disciplinas a distância, considerando a Portaria nº 2.253 de 18/10/2001. O plano teórico da pesquisa busca aportes na contextualização histórica da Didática e da Educação a Distância até os dias atuais; nas teorias contemporâneas sobre a constituição dos saberes docentes e nos discursos veiculados nas produções teóricas das áreas da Didática e EaD. O plano prático refere-se ao movimento didático realizado pelos participantes da pesquisa, considerando o contexto de atuação e buscando apreender, em suas manifestações e enunciados, procedimentos e estratégias mobilizadas e construídas. Os resultados da pesquisa apontam para várias constatações e necessidades. Dentre elas, destaca-se a importância de se reconhecerem os saberes docentes advindos da prática, como elementar para o processo de formação inicial e continuada, buscando, assim, uma junção dialética entre as produções teóricas de caráter científico e a ação docente, tendo os(as) professores(as) como protagonistas do processo.

Page generated in 0.0739 seconds