• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 86
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 89
  • 89
  • 55
  • 48
  • 33
  • 17
  • 15
  • 13
  • 12
  • 11
  • 10
  • 10
  • 8
  • 8
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Instrumentação sem fio para avaliação em tempo real de parâmetros objetivos de fadiga muscular / Wireless instrumentation for real time assessment of objectives parameters of muscle fatigue

Abrantes, Luiz Paulo Rosa 22 November 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Elétrica, 2016. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-05-16T21:21:45Z No. of bitstreams: 1 2017_LuizPauloRosaAbrantes.pdf: 7246613 bytes, checksum: 116baef06e861bf64bf5954d718decab (MD5) / Rejected by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br), reason: Boa noite, Por favor, adicione o campo orientador, o campo de título alternativo, e arrume as datas no campo de referência. Atenciosamente on 2017-05-17T22:30:19Z (GMT) / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-05-18T16:20:50Z No. of bitstreams: 1 2017_LuizPauloRosaAbrantes.pdf: 7246613 bytes, checksum: 116baef06e861bf64bf5954d718decab (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-05-26T18:48:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_LuizPauloRosaAbrantes.pdf: 7246613 bytes, checksum: 116baef06e861bf64bf5954d718decab (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-26T18:48:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_LuizPauloRosaAbrantes.pdf: 7246613 bytes, checksum: 116baef06e861bf64bf5954d718decab (MD5) Previous issue date: 2017-05-26 / Esta dissertação apresenta a concepção de uma instrumentação sem fio para aquisição e apresentação de sinais em tempo real, com ênfase no sinal de eletromiografia. A ferramenta computacional é capaz de apresentar os diversos indicadores objetivos de fadiga também em tempo real, sendo este o diferencial deste trabalho. Dois dos indicadores de fadiga utilizados, RMS e MDF, são bem conhecidos da literatura, o primeiro é de origem temporal, e o segundo de origem frequencial. O terceiro indicador apresentado é proveniente da transformada Wavelet, e é denominado SWW. A ferramenta apresenta também indicadores acumulativos derivados destes três indicadores. Essas versões acumulativas apresentaram bons resultados quanto à minimização das perturbações inerentes à aquisição do sinal de eletromiografia. Foram desenvolvidos: uma estação remota, que utiliza a tecnologia bluetooth para a transmissão sem fio dos sinais, e um programa computacional (plataforma LabVIEW) responsável pela reconstrução dos sinais e apresentação dos indicadores de fadiga. Foi utilizado um protocolo de contração isométrica para a avaliação dos resultados da ferramenta quanto a indicação da fadiga. Houve similaridade na indicação da fadiga através dos indicadores MDF e RMS, com outros resultados obtidos em trabalhos acerca do assunto. Os resultados preliminares, quanto a aquisição e apresentação em tempo real dos sinais eletromiografia, são satisfatórios mediante aos objetivos inicias propostos. A ferramenta vem sendo apresentada à profissionais e pesquisadores no assunto e nota-se, boas avaliações da instrumentação. / This dissertation presents the conception of a wireless instrumentation for acquisition and presentation of signal in real time, with emphasis in electromyography signal. The computational tool is able to present several fatigue indexes at real time, being the differetial of this work. Two fatigue index presented in this work, RMS and MDF, are wellknown indexes, the first is derived from time domain and the former is derived from frequency domain. The third presented index is from Wavelet transform, this is called SWW. The software also presents accumulated version derived from these three fatigue indexes. These accumulated version presented good results in minimizing the inherent disturbances in the acquisition of the electromyography signal. Were developed: a remote station, that uses bluetooth technology for the wireless transmission of signals, and a software (developed in LabVIEW) responsible for signals reconstruction and presentation of fatigue indexes. An isometric contraction protocol was used to evaluate the tool results regarding the fatigue indication. There was similarity in fatigue indication through MDF and RMS indexes, with results obtained in other studies of the area. Preliminary results, as the acquisition and presentation in real time of electromyography signals, are satisfatory against the proposed initial objectives. The tool has been presented to professional and researchers it the subject and it is noted a good evaluations of the instrumentation.
12

Fadiga em pacientes da Coorte Brasília de artrite reumatoide (AR) : estudo da prevalência e comparação entre diferentes instrumentos de avaliação

Diniz, Leonardo Rios January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Ciências Médicas, 2016. / Submitted by Aline Mequita (alinealmeida@bce.unb.br) on 2016-06-24T17:08:40Z No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoRiosDiniz.pdf: 1293874 bytes, checksum: 554aad2b639e3406f67320ea880d3c88 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-06-29T22:16:26Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoRiosDiniz.pdf: 1293874 bytes, checksum: 554aad2b639e3406f67320ea880d3c88 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-29T22:16:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoRiosDiniz.pdf: 1293874 bytes, checksum: 554aad2b639e3406f67320ea880d3c88 (MD5) / A fadiga na AR é considerada como um sintoma extraarticular multidimensional comum e incapacitante, relatado entre 40 e 80% dos pacientes e historicamente pouca atenção tinha sido dada ao sintoma devido provavelmente à falta de consenso na definição do que é fadiga, e à falta de um agente etiológico específico. Além disso, existe a dificuldade para a caracterização e diferenciação das expressões utilizadas pelos indivíduos para descrever a fadiga e os demais sintomas, especialmente em países com grande extensão territorial e que apresentam grande diversidade cultural em sua população. Objetivos: 1) Avaliar a prevalência da fadiga nos pacientes da Coorte Brasília de AR; 2) Determinar a associação entre a ocorrência de fadiga e variáveis epidemiológicas e clínicas da doença, com o uso dos seguintes instrumentos: a) Dimensão de Vitalidade do questionário SF-36 (Medical Outcomes Study Short Form 36); b) Perfil dos estados de humor – POMS (Profile of Mood States) dimensão de fadiga; c) Escala de avaliação multidimensional da fadiga – MAF (Multidimensional Assessment of Fatigue Scale); d) Escala de severidade da fadiga – FSS (Fatigue Severitiy Scale); e) Questionário Bristol multidimensional de fadiga na artrite reumatoide BRAF-MDQ (Bristol Rheumatoid Arthritis Fatigue Multidimensional Questionnaire); f) Escala numérica do questionário Bristol multidimensional de fadiga na artrite reumatoide BRAF-NRS (Bristol Rheumatoid Arthritis Fatigue Numerical Rating Scales for Severity, Effect and Coping); g) Escala Visual Análoga de fadiga (EVAfad); h) Questionário de avaliação funcional da terapia de doenças crônicas – fadiga FACIT-F (Functional Assessment of Chronic Illness Therapy Fatigue Scale); 3) Comparar o desempenho dos diferentes instrumentos de avaliação de acordo com o grau de fadiga nessa população; 4) Medir o grau de similaridade entre os instrumentos de avaliação da fadiga. Pacientes e Métodos: Foram coletados dados socioeconômicos demográficos e clínicos de uma amostra de conveniência de 80 pacientes acompanhados regularmente na coorte Brasília de AR do Hospital Universitário de Brasília. Avaliouse a fadiga com os instrumentos supracitados e aplicou-se a regressão linear múltipla para determinar a associação da fadiga com as variáveis coletadas (nível de significância de 5%). Então, foram divididos em 3 grupos de acordo com o grau de ix fadiga avaliado pela Escava Visual Análoga de Fadiga (EVAfad): Grupo 1 – EVAfad de 0 a 2; Grupo 2 – EVAfad de 2,1 a 5; e, Grupo 3 – EVAfad de 5,1 a 10. A seguir, foi executada nova regressão linear múltipla, para se avaliar o desempenho de cada instrumento de acordo com grau de fadiga observado em cada grupo. Resultados: A idade média foi de 49 anos, com predomínio em mulheres (87,5%) pardas (56,3%). O tempo médio de doença foi de 5 anos e os pacientes apresentavam, na média, baixo nível de atividade da doença (DAS28 = 2,79) e com pouca ou nenhuma incapacidade (HAQ = 0,92). A prevalência da fadiga (EVAfad >2) foi de 71,25%, com correlação constante com a incapacidade e idade em quase todos os instrumentos utilizados. Conclusão: A fadiga é um sintoma prevalente na coorte Brasília de AR, acometendo ao menos 71,25% dessa população. Os instrumentos utilizados apresentaram bom desempenho na avaliação da fadiga, exceto FSS e BRAF-NRS que explicaram menos de 30% da fadiga. O questionário FACIT-F apresentou boa sensibilidade na avaliação geral e dos grupos de fadiga. Os instrumentos SF36 vitalidade, POMS fadiga e FSS têm maior sensibilidade em indivíduos com níveis baixos de fadiga; o instrumento MAF-GFI tem maior sensibilidade nos indivíduos com fadiga de leve a moderada; e o FACIT-F no grupo de fadiga severa. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Fatigue in Rheumatoid Arthritis is considered a common, disabling multidimensional extraarticular symptom, reported between 40 and 80% of the patients, and historically little attention has been paid to it probably due to the lack of a consensus on the definition of fatigue and/ or the lack of a defined etiology. In addition, the individuals have difficulty to characterize and differentiate the expressions to describe fatigue, especially in country with large territorial extension and with great cultural diversity. Objectives: 1) Assess the prevalence of fatigue among the patients of the Brasília cohort of RA; 2) Determine the association between fatigue and the clinical and epidemiological variables of the disease, by using the questionnaires: Medical Outcomes Study Short Form 36 vitality scale (SF36); b) Profile of Mood States (POMS) fatigue scale; c) Multidimensional Assessment of Fatigue Scale (MAF); d) Fatigue Severity Scale (FSS); e) Bristol Rheumatoid Arthritis Fatigue Multidimensional Questionnaire (BRAF-MDQ); f) Bristol Rheumatoid Arthritis Fatigue Numerical Rating Scales for Severity, Effect and Coping (BRAF-NRS); g) Visual Analog Scale of fatigue (VAS fatigue); h) Functional Assessment of Chronic Illness Therapy Fatigue Scale (FACIT-F); 3) Compare the results of the different instruments according to the fatigue degree; 4) Assess the similarity of the instruments in assessing fatigue. Patients and Methods: Socioeconomic, demographic and clinical data were collected from a convenience sample of 80 patients regularly followed at the Brasília cohort of RA of the University Hospital of Brasília. Fatigue as assessed with the aforementioned instruments and a multiple linear regression was conducted to determine the association between fatigue and the variables (5% level of significance). The sample was separated in three groups, according to the level of fatigue assessed by the VAS fatigue: Group 1 – VAS fatigue score 0 - 2; Group 2 – VAS fatigue score 2.1 - 5; and, Group 3 – VAS fatigue score 5.1 - 10. Then, a multiple linear regression was conducted to assess the performance of each instrument, observing the severity of fatigue. Results: Mean age was 49 years with prevalence of women (87.5%) and brown skinned (56.3%). The mean time of disease was 5 years and the patients a low level of disease activity (DAS28 = 2.79) and none or little disability level (HAQ = 0.92). The xi prevalence of fatigue (VAS fatigue >2) was of 71.25%, with correlation with disability and age (negative correlation) in almost all questionnaires. Conclusion: Fatigue is a prevalent symptom in the Brasília cohort of RA, affecting at least 71.25% of this population. The instruments used to assess fatigue presented good performance, except for the FSS and BRAF-NRS that explained less than 30% of the fatigue. The FACIT-F questionnaire presented good sensibility when assessing the groups separately. The SF36 vitality, POMS fatigue and FSS presented greater sensibility when assessing individuals with low level of fatigue; the MAF-GFI performed better when assessing individual with moderate fatigue; and the FACIT-F performed better when assessing the severe fatigue group.
13

Parâmetros discriminadores de estacionariedade fisiológica em sinais de eletromiografia de superfície aplicados no estudo da fadiga / Discriminatory parameters for physiological stationarity in surface electromyography applied in fatigue analysis

Rocha Júnior, Valdinar de Araújo 22 November 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Elétrica, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2017-02-23T16:15:43Z No. of bitstreams: 1 2016_ValdinardeAraújoRochaJúnior.pdf: 4581584 bytes, checksum: e9f5e7a03217d7a664a1063c3e8ee236 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-03-13T20:05:38Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_ValdinardeAraújoRochaJúnior.pdf: 4581584 bytes, checksum: e9f5e7a03217d7a664a1063c3e8ee236 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-13T20:05:38Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_ValdinardeAraújoRochaJúnior.pdf: 4581584 bytes, checksum: e9f5e7a03217d7a664a1063c3e8ee236 (MD5) / A presente investigação tem como objeto de estudo o processamento do sinal eletromiográfico utilizado na análise da fadiga muscular. As técnicas de processamento de sinais tradicionalmente aplicadas à eletromiografia de superfície (EMG-S) produzem índices de fadiga com grande variação espacial (os índices sofrem grandes distorções por conta de mudanças na posição dos eletrodos de captação). Os índices de fadiga obtidos com técnicas clássicas também exibem grande variação temporal (eles não apresentam o mesmo resultado quando o procedimento experimental é repetido duas ou mais vezes). Com a finalidade de superar essas limitações, três novos parâmetros eletromiográficos que destacam as faixas de frequência mais reprodutíveis do sinal foram desenvolvidos: o escalar ponderado de Fourier (scale weighted Fourier – SWF); o escalar ponderado wavelet (scale weighted wavelet – SWW) e a razão wavelet entre a energia das escalas de baixa frequência e a energia total dos coeficientes (wavelet index of ratio of energies at scales of low frequency and wavelets energy – WIRELT). Além da criação de novos parâmetros, uma nova metodologia de análise de sinal também foi concebida para reduzir os problemas de variação espacial e temporal dos índices. Tal metodologia baseia-se em modelo estocástico markoviano que indica a não estacionariedade introduzida no sinal eletromiográfico pela fadiga utilizando processo de acumulação de parâmetros. A avaliação do modelo proposto foi feita em conjunto de sinais reais captados no bíceps braquial de homens e mulheres durante contração isométrica fatigante. Os sinais foram registrados com arranjo linear de eletrodos e o modelo estocástico foi aplicado tanto aos novos parâmetros desenvolvidos quanto aos parâmetros clássicos descritos na literatura (RMS, ZCR, MDF e WIRELT). As avaliações realizadas mostraram que os novos parâmetros são capazes de ressaltar as faixas de frequência mais reprodutíveis do sinal de EMG-S. Verificou-se também que o modelo estocástico indica a fadiga muscular independente do parâmetro eletromiográfico ao qual ele é aplicado. Com a utilização do novo modelo, alguns parâmetros tornam-se mais ou menos sensíveis à fadiga, dependendo da intensidade da contração isométrica. Em relação à variação espacial e temporal, os índices de fadiga obtidos com o novo processamento mostraram-se mais reprodutíveis que os índices calculados com métodos tradicionais. A nova metodologia também permitiu diferenciar a taxa de fadiga de homens e mulheres e sinalizar a fadiga mais acentuada em indivíduos que realizaram teste com maior intensidade de contração. Os resultados do presente estudo indicam que o processamento proposto constitui ferramenta de análise eletromiográfica da fadiga que minimiza os problemas identificados nas abordagens clássicas de tratamento do sinal de EMG-S. / The study object of the present investigation is the signal processing of electromyography signal used in muscular fatigue analysis. The traditional signal process techniques applied in surface electromyography produce fatigue indexes with high spatial variance (the indexes are distorted with electrode positioning changes). The fatigue indexes coming from classic techniques also show high temporal variance (they do no present the same result when experimental procedure is repeated twice or more times). Aiming to overcome these limitations, three new electromyographic parameters that highlight the most reliably signal frequency bands were developed: the scale weighted Fourier (SWF); the scale weighted wavelet (SWW) and the wavelet index of ratio of energies at scales of low frequency and wavelets energy (WIRELT). Besides the development of new parameters, a new methodology for signal analysis was conceived to minimize problems with spatial and temporal indexes variations. This methodology is based on a markovian stochastic model that indicates the non-stationarity inserted in electromyographic signal by the fatigue using a cumulative parameters process. The evaluation of the proposed model was performed in a set of real signals obtained in biceps brachii of men and women during isometric fatiguing contractions. The signals were acquired by a linear electrode array and the stochastic model was applied in the new and in the classic electromyographic parameters described in literature (RMS, ZCR, MDF e WIRELT). The evaluation performed showed that the new parameters are able to highlight the most reliable signal frequency bands of the EMG-S. It was found that stochastic model indicates the muscular fatigue regardless of the parameter in which it is applied. With the use of the new model, some parameters became more or less sensitive to fatigue depending on isometric contraction intensity. In relation to spatial and temporal variation, the fatigue indexes established with new signal processing have revealed to be more reliable than the ones obtained with traditional methods. The new signal processing also allowed to distinguish the fatigue rates in men and women, and indicated steeper fatigue rate in tests with more intense contractions. The results of the present study showed that the signal processing proposed is an electromyographic tool that minimizes the problems identified in classical approaches for EMG-S signal treatment.
14

Efeitos da administração intracerebroventricular de carnosina sobre parâmetros de estresse oxidativo em cérebro de ratos

Maravai, Soliany Grassi January 2014 (has links)
Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós Graduação em Ciências da Saúde, da Universidade do Extremo Sul Catarinense – UNESC, para obtenção do título de Mestre em Ciências da Saúde. / A carnosina (β-alanina-L-histidina) é um dipeptídeo encontrado em abundância na musculatura esquelética, no músculo cardíaco e no sistema nervoso central. É um composto utilizado como terapia adjuvante para o tratamento de doenças neurodegenerativas associadas ou não ao envelhecimento, devido ao seu conhecido efeito protetor contra oxidantes gerados na fisiopatologia dessas doenças. Entretanto, até o momento, nenhum estudo avaliou o efeito da administração isolada de carnosina sobre parâmetros de estresse oxidativo em cérebro de ratos. Com o intuito de elucidar os efeitos antioxidantes da carnosina, este estudo investigou os efeitos da administração aguda intracerebroventricular (ICV) de carnosina sobre parâmetros de estresse oxidativo em córtex cerebral, cerebelo, hipocampo e estriado de ratos machos com 60 dias de vida. Para tanto, os animais foram submetidos a uma cirurgia estereotáxica com implantação de cânula no ventrículo lateral direito. Três dias após a cirurgia, os animais receberam uma administração única ICV de carnosina (6,4 μmol) através da cânula guia. Os animais do grupo controle receberam 6,4 μmol de NaCl em solução aquosa. Uma hora após a administração, os animais foram eutanasiados por decapitação com guilhotina e as estruturas cerebrais a serem estudadas foram limpas e dissecadas para posteriores análises bioquímicas. Para avaliação da oxidação lipídica e proteica, foram determinados os níveis de substâncias reativas ao ácido tiobarbitúrico (TBA-RS) e o conteúdo de sulfidrilas, respectivamente. Também foram avaliadas as atividades das enzimas antioxidantes catalase (CAT) e superóxido dismutase (SOD) nas mesmas estruturas cerebrais. Observou-se que os níveis de TBA-RS não foram alterados em nenhuma das estruturas cerebrais avaliadas nos animais que receberam carnosina em comparação ao grupo controle. Por outro lado, o conteúdo de grupos sulfidrila encontrou-se aumentado em cerebelo e hipocampo de ratos submetidos à administração de carnosina, sugerindo uma maior proteção conferida aos compostos tiólicos presentes nas células. Em relação às defesas antioxidantes, pôde-se observar um aumento da atividade da CAT em córtex cerebral dos animais que receberam administração ICV de carnosina. Tais resultados corroboram estudos anteriores que demonstram efeitos antioxidantes para a carnosina. Entretanto, a administração ICV deste dipeptídeo ocasionou uma inibição da atividade da SOD em estriado, o que pode ser um efeito tóxico da carnosina. Tomados em conjunto, os resultados do presente estudo demonstram efeitos ambíguos da carnosina sobre parâmetros de estresse oxidativo. Este trabalho corrobora o efeito antioxidante descrito, mas apresenta uma evidência de um possível efeito tóxico exercido pela carnosina. Estudos complementares são necessários para avaliar a segurança do uso terapêutico desta molécula.
15

Análise eletromiográfica da fadiga muscular na fibromialgia durante atividade funcional / Electromyography fatigue analyses in fibromyalgia patients during a functional activity

Sauer, Juliana Ferreira 23 November 2010 (has links)
Introdução: Pacientes fibromiálgicos freqüentemente referem fadiga e estudos apontam esse sintoma como o segundo mais intenso, podendo limitar as atividades de vida diária, aumentar o estresse a até mesmo a dor. Não há um consenso se as queixas de fadiga correspondem a padrões alterados nos mecanismos de fadiga muscular, já que predominam as avaliações com questionários e escalas. O objetivo deste estudo foi avaliar a fadiga muscular em fibromiálgicos por meio da eletromiografia de superfície durante o teste de sentar e levantar. Métodos: Participaram do estudo 49 sujeitos divididos em dois grupos: Grupo Fibromiálgico (n=34) e Grupo Controle (n=15). Os padrões de fadiga muscular foram avaliados pela análise da freqüência mediana (MDF) do sinal eletromiográfico do terço distal do músculo vasto lateral durante o teste de sentar e levantar. A dor pela Escala Visual Analógica (EVA), os sintomas da fibromialgia pelo Questionário do Impacto da Fibromialgia (QIF) e o desempenho no teste de sentar e levantar pelo tempo total utilizado e número de repetições. Todos os participantes foram instruídos a realizar o teste numa velocidade confortável até a exaustão. A coleta da eletromiografia foi feita em três momentos, simultaneamente ao uso da escala de Borg para avaliação do nível de esforço percebido: início (T1), após um minuto (T2) e na exaustão (T3). Resultados: O grupo fibromiálgico apresentou MDF reduzida em T3 (p=0,04) e relato de esforço percebido mais intenso que o grupo controle em T2 (p=0,00). Foi observada correlação moderada entre MDF em T3 com as variáveis: intensidade da dor (-0,40; p=0,00) e tempo total em segundos (0,43; p=0,00). Conclusão: o grupo fibromiálgico apresentou sinais de fadiga precocemente com diminuição da freqüência mediana e percepção de esforço mais intenso comparado ao grupo controle. / Introduction: Fibromyalgia patients usually report fatigue and this symptom is the second more intense, limiting daily life activities, increasing stress and pain. There is no sense if fatigue complains are related to muscle fatigue altered patterns, since most studies performed questionnaires and scales to quantify this symptom. The aim of this study was to evaluate muscle fatigue patterns by surface electromyography during the sit to stand test. Methods: Participated 49 subjects in two groups: Fibromyalgia Group (n=34) and Control Group (n=15). Electromyography muscle fatigue patterns were evaluated by median frequency analyses (MDF) of the distal third of the vastus lateralis muscle during sit to stand test, pain by Visual Analog Scale (VAS), fibromyalgia symptoms by Fibromyalgia Impact Questionnaire (FIQ) and the test performance by total time spent in test and by number of movements. All subjects performed the sit to stand test in a comfortable velocity until exhaustion. Electromyography recording was performed in tree moments, simultaneously at Borg scale perceived effort evaluation: initial time (T1), after one minute (T2) and at exhaustion (T3). Results: Fibromyalgia group present MDF decrease at T3 (p=0,04) and more intense perceived effort at T2 (p=0,00). There was a moderate correlation for MDF in T3 with pain intensity (-0,40; p=0,00) and total time in sit to stand test in seconds (0,43; p=0,00). Conclusion: Fibromyalgia patients showed early muscle fatigue signs with MDF decrease and more intense perceived effort.
16

Processador digital para detecção do esgotamento muscular em eletromiogramas de superfície / not available

Ferreira, Fábio Alves 17 September 2003 (has links)
Este trabalho visa desenvolver instrumentação de apoio para tratamentos de reabilitação de lesados medulares. Trata de propor um sistema de controle, seus componentes e operações para monitorar o avanço do esgotamento muscular, com o intuito de evitar a fatigamento total da estrutura muscular principalmente se sob efeitos de Estimulação Elétrica Neuro-Muscular (EENM). Foi desenvolvida pesquisa inicial sobre a atividade elétrica de grupos musculares clinicamente normais em contração voluntária e de grupos musculares paralisados sob efeito de eletro-estimulação. Em ambos casos, eletromiogramas de superfície (EMG) foram processados para verificar a manifestação mioelétrica da fadiga. Índices de contração muscular foram selecionados para utilização no sistema de controle da EENM. Serão apresentados os cálculos e rotinas computacionais utilizadas no projeto e simulação do Bloco de processamento digital (BPD), dedicado a monitorar os sinais do sistema de controle da EENM para avaliar o progresso do esgotamento muscular sobre os sinais de EMG, e quantificar o decréscimo da energia muscular em função do tempo em que a estrutura estiver sendo exercitada, contribuindo para monitorar a performance física tanto de indivíduos normais quanto de lesados medulares. / This work aims to develop support instrumentation to be used on Rehabilitation Treatments of medullar injured individuals. It proposes a control system, its components and operations to monitor muscular exhaustion, with the objective to avoid the total muscle structure fatigue mainly under effects of Neural-Muscular Electrical Stimulation (EENM). It was carried out an initial research into the electric activity of clinically normal muscle groups under voluntary contraction and of paralyzed muscles groups under electrical stimulation effects. In both cases, the surface electromyogram signals (EMG) have been processed to verify the myoelectric manifestation of fatigue. Muscular Contraction Indexes were selected to be used in the EENM Control System. It will be presented the calculus and computational routines used in the design and simulation of the Digital Processing Block (BPD), dedicated to monitor the signals of the EENM Control System to evaluate the progress of the muscular exhaustion in EMG signals, and quantify the muscular energy decrease as a function of the time when the structure is exercised, contributing to monitor the physical performance of normal and medullar injured individuals.
17

Definição de parâmetros para o estudo da fadiga muscular em exercícios dinâmicos utilizando a metodologia acumulativa-normalizada por meio de eletromiografia

Silva, Hédipo José Ribeiro e 17 August 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Tecnologia, Departamento de Engenharia Elétrica, 2018. / Esta dissertação compreende o estudo da fadiga muscular, e aborda a determinação de parâmetros que possibilitem a avaliação objetiva da fadiga muscular em esforços físicos dinâmicos utilizando EMG-S (eletromiografia de superfície). O trabalho tem enfase na busca que parâmetros que permitam a repetibilidade da avaliação em diferentes voluntários e diferentes tipos de esforços físicos. Além de índices indicadores de fadiga já consolidados na literatura, usar-se-á um indicador demostrado pelo grupo de pesquisa da Universidade de Brasília, que mostrou bastante eficácia e sensibilidade quanto à evolução da fadiga muscular. Tanto para este parâmetro quanto para os outros abordou-se, além da verificação direta dos indicadores uma análise com indicadores acumulativos. As avaliações realizadas mostraram que, ajustando os parâmetros de processamento de sinais flexivelmente de acordo com cada sinal, tanto os novos quanto os parâmetros clássicos se mostram tão promissores na análise de exercícios dinâmicos como já observado na análise de exercícios isostáticos. Os modelos determinantes de indicadores de fadiga através de EMG-S mostraram um grau de reprodutibilidade alvissareiro em relação a diferentes pessoas, diferente exercício e diferentes músculos de estudo. / This work comprises the study of muscle fatigue and addresses the determination of parameters that allow the objective evaluation of muscle fatigue in dynamic physical efforts using EMG-S(surface electromyography). The work focuses on the search for parameters that allow the repeatability of the evaluation in different volunteers and different types of physical efforts. In addition to indexes of fatigue already consolidated in the literature, an indicator will be used, demonstrated by the research group of the University of Brasília, which showed a great deal of efficacy and sensitivity regarding the evolution of muscular fatigue. For both this parameter and the others, it was approached, besides the direct verification of the indicators, an analysis with cumulative indicators. The evaluations showed that by adjusting the signal processing parameters flexibly according to each signal, both the new and the classical parameters are shown as promising in the analysis of dynamic exercises as already observed in the analysis of isotactic exercises. The determinant models of fatigue indicators through EMG-S showed a degree of reproducibility in relation to different people, different exercise and different study muscles.
18

Limiar eletromiográfico da fadiga muscular em homens com peso normal e com sobrepeso

Cláudia Barbosa Maurício da Fonseca, Antonietta January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T17:35:59Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4453_1.pdf: 6019274 bytes, checksum: 09c06ea15b6ba7875be9f6068bca2c2f (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 / O objetivo deste trabalho foi verificar se existe diferença nos padrões dos sinais eletromiográficos durante a fadiga muscular em contração isométrica voluntária durante o teste de preensão manual, em indivíduos com peso normal e com sobrepeso. Foram estudados 42 voluntários do sexo masculino, com idade entre 18 e 30 anos, saudáveis, não fumantes e não atletas, distribuídos em três grupos de acordo com o índice de massa corporal (IMC): controle (n=16, IMC entre 18,5 e 24,99 Kg/m2), sobrepeso grau 1 SP1 (n=14, IMC entre 25 e 29,99 Kg/m2) e sobrepeso grau 2 SP2 (n=12, IMC entre 30 e 39,99 Kg/m2). Após a determinação da força de contração voluntária máxima (CVM), os indivíduos foram submetidos a teste de preensão manual com cargas de 30% e 50% da CVM e registro simultâneo da atividade eletromiográfica dos músculos flexores dos dedos. A partir dos valores de freqüência e amplitude do sinal (RMS), foram obtidos gráficos com a variação destes parâmetros em função do tempo. Os resultados encontrados foram utilizados para análise estatística através do programa Sigma Stat 32, com a aplicação do teste de Análise de Variância, considerando p< 0,05 o limite de significância. O valor RMS máximo e o tempo total foram maiores nos indivíduos do grupo controle para contrações com 30% da CVM. O tempo limiar foi menor nos grupos de sobrepeso para 50% da CVM. A determinação do limiar eletromiográfico da fadiga muscular pode ser melhor evidenciada com 50% da CVM sendo clara a visualização do decréscimo da freqüência média e concomitante elevação no valor da RMS. Estes resultados estão de acordo com os encontrados na literatura com relação aos baixos valores obtidos por indivíduos obesos em testes de esforço físico, sugerindo a tendência de maior hipertrofia de fibras oxidativas nos indivíduos com peso normal
19

Associação entre a composição corporal, fadiga e sonolência excessiva diurna em indivíduos com doença de Parkinson

Coelho, Candice Alvarenga 03 December 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Strictu-Sensu em Educação Física, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-06-10T13:47:35Z No. of bitstreams: 1 2015_CandiceAlvarengaCoelho.pdf: 954836 bytes, checksum: 6e37fc19bb2f9efcb295819707e6576b (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-12-20T11:54:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_CandiceAlvarengaCoelho.pdf: 954836 bytes, checksum: 6e37fc19bb2f9efcb295819707e6576b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-12-20T11:54:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_CandiceAlvarengaCoelho.pdf: 954836 bytes, checksum: 6e37fc19bb2f9efcb295819707e6576b (MD5) / A doença de Parkinson (DP) é um processo neurodegenerativo conhecido por suas características clássicas: tremor, rigidez, bradicinesia e instabilidade postural. Entretanto, apesar da DP ser classicamente descrita como desordem do movimento, sintomas não motores (SNM) também fazem parte da doença, a exemplo da fadiga e da sonolência excessiva diurna (SED). As evidências dos SNM comprometendo também a execução das atividades da vida diária são inegáveis, porém é o declínio motor que é priorizado nas avaliações médicas. O prejuízo motor se traduz em redução da massa e força muscular, velocidade e equilíbrio, em especial naqueles com a forma rígida (FR) que possui sintomas axiais e têm predomínio de bradicinesia. A forma tremulante (FT) teria curso evolutivo mais benigno em relação à função motora e menor incidência de declínio cognitivo na fase avançada. As modificações da composição corporal, incluindo redução da massa muscular com substituição por tecido gorduroso fazem parte do processo natural do envelhecimento, porém são mais frequentes nos portadores da DP. Além disso, SNM como fadiga e SED comprometem significativamente a realização de exercícios, fato que contribui para progressão da sarcopenia. Objetivo: Analisar a associação entre composição corporal, fadiga e SED em pacientes acometidos pela DP. Métodos: Fizeram parte do estudo 48 portadores de DP que foram submetidos à avaliação neurológica e classificados como sendo 26 FR e 22 FT nos estágios entre 1 e 3 de HY. Todos foram avaliados através das escalas de Severidade da Fadiga e de Sonolência de Epworth, sendo que esta última escala foi também mensurada por familiares de 23 acometidos. A composição corporal foi medida através da densitometria por emissão de raios X de dupla energia (DXA). Resultados: 31 indivíduos apresentaram fadiga (64,5%), destes 21 possuíam a FR. A SED acometeu 21 (43,75%) dos 48 participantes, sendo 13 com a FR. Os dois SNM juntos foram detectados em 17 sujeitos (35,4%), 13 FR e 4 FT. Os indivíduos com a FR apresentaram maior percentual de gordura e fadiga, além de maior Índice de Massa Corporal (IMC). Os familiares observaram maior sonolência que a identificada pelos participantes, sendo esta percepção estatisticamente significativa. Conclusão: verificou-se uma relação significante entre a forma rígida da DP com maiores níveis de fadiga e percentual de gordura corporal e maior IMC. Além disso verificou-se que a percepção de SED foi maior naqueles com rigidez predominante. Foi observada uma divergência significante entre a percepção da sonolência apresentada pelos portadores da doença e a observação objetiva de seus familiares. / Parkinson's disease (PD) is a neurodegenerative process known for its classical features: tremor, rigidity, bradykinesia and postural instability. However, despite the fact that PD is classically described as a disorder of movement, non-motor symptoms (NMS) are also part of the disease, such as fatigue and excessive daytime sleepiness (EDS). Evidence of NMS also compromising the performance of daily life activities are undeniable, but the decline of motor functions is always prioritized in routine medical evaluations. The motor impairment translates into reduction of mass, muscular strength, speed and balance, particularly in those individuals with prevalence of rigid form symptoms (RF) which also have axial symptoms and a predominance of bradykinesia. The tremor-dominant form (TF) would evolve in a more benign way on the motor aspect and show less cognitive decay in the advanced phase. The changes in body composition, including the reduction of muscle mass with replacement by fat tissue are part of the natural aging process, however they are more significant in those afflicted by PD. In addition, NMS as fatigue and sleepiness significantly compromise the performance of exercises, a fact that contributes to sarcopenia. Objective: To analize the association of body composition, fatigue and EDS in patients suffering from PD. Methods: Participants were 48 patients with PD, 26 RF and 22 TF, in stages beetween 1 to 3 of HY scale. All of them were evaluated by the Epworth scales of severity of fatigue and sleepiness and this last one was also applied to relatives of 23 patients to check their perception of the patient's sleepiness. Body composition was measured by densitometry by issuing dual-energy x-ray absorptiometry (DXA). Results: 31 subjects had fatigue (64.5%) and 21 of them had the RF. The EDS occurred in 21 (43.75%) of the 48 participants, 13 with the RF. Both NMS were simultaneously detected in 17 subjects (35.4%), 13 RF and 4 TF. Individuals with RF had a higher percentage of fat and fatigue as well as increased body mass index (BMI). The relatives reported more drowsiness perception than the patients, a statistically significant amount. Conclusion: a significant correlation between the rigid form of PD with higher levels of fatigue and percentage of body fat and BMI was verified. Furthermore it was found that the perception of EDS was higher in those subjects with predominant rigidity. A significant divergence between the perception of sleepiness presented by the carriers of the disease and the objective observation of their companions was observed.
20

Relação entre percepção de fadiga e fadiga muscular em pacientes com artrite reumatóide

Espírito Santo, Rafaela Cavalheiro do January 2014 (has links)
Introdução: Fadiga é uma manifestação clínica importante na artrite reumatoide (AR). Atualmente, a avaliação de fadiga em AR é realizada através de questionários subjetivos, incluindo aspectos emocionais e sociais. No entanto, sabe-se que a fadiga pode estar acentuada no plano periférico e esta abordagem é pouco estudada nestes pacientes. Objetivo: Avaliar a relação entre a percepção de fadiga e fadiga muscular em pacientes com artrite reumatoide. Métodos: Trinta e oito pacientes do sexo feminino com AR foram incluídos. Os pacientes foram estratificados por DAS-28 e por três grupos etários (grupo I: 32-48 anos; grupo II: 49-54 anos de idade, e grupo III: 55-65 anos de idade). A fadiga muscular [avaliado por mudanças na magnitude (root mean square-RMS) e freqüência (média de freqüência-MDF) de ativação muscular durante os 60s do teste de força de quadríceps] e percepção de fadiga (FACIT-F) foram avaliadas. Além disso, dados demográficos [duração idade e doença, calculado pelo tempo decorrido a partir de diagnóstico], hemoglobina (g/ dL), DAS-28, HAQ, qualidade de vida (SF-36) e International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, versão longa) foram medidos. A significância foi assumida quando p≤0.05. Resultados: Nenhuma associação foi observada quando os pacientes foram estratificados por DAS-28 e quando os pacientes foram estratificados por idade no grupo III. Moderada correlações estatisticamente significativas entre MDF e FACIT-F e FACIT-TOI (r = 0,6; p = 0,03 e r = 0,5; 0,04, respectivamente) foram encontrados no grupo I. No grupo II foram encontradas moderadas correlações estatisticamente significativas entre FACIT-TOTAL e RMS e MDF (r = 0,6; p = 0,01 e r = -0,5; p = 0,04, respectivamente). Conclusão: Moderada relação entre fadiga muscular e percepção de fadiga sugere que ambas as estratégias de avaliação podem ser complementares e têm um efeito benéfico sobre comorbidades AR. / Introduction: Fatigue is a major clinical manifestation in rheumatoid arthritis (RA). Actually, the assessment of fatigue in RA is realized through to subjective questionnaires, including emotional and socials aspects. However, known to that fatigue may be sharp in peripheral plane and this approach is little studied in these patients. Objective: To assess the relationship between perception of fatigue and muscle fatigue in patients with RA. Methods: Thirty eight female patients with RA were included. Patients were stratified by DAS-28 and by three age groups (group I: 32-48 years old; group II: 49-54 years old; group III: 55-65 years old). Muscle fatigue [assessed by changes in magnitude (i.e. root mean square-RMS) and frequency (i.e. median frequency-MDF) of muscle activation during a 60-s quadriceps strength test] and perception of fatigue (FACIT-F) were assessed. In addition, demographic data [age and disease duration, calculated by elapsed time from diagnostic], hemoglobin (Hb-g/dL), DAS-28, HAQ, quality of life (SF-36) and International Physical Activity Questionnaire (IPAQ, long version) were measured. Significance was assumed when p≤0.05. Results: No association was observed when patients were stratified by DAS-28 and when patients were stratified by age in group III. Moderate statistically significant correlations between MDF and FACIT-F e FACIT-TOI (r=0.6;p=0.03 and r=0.5;0.04, respectively) were found in group I. In group II moderate statistically significant correlations were found between FACIT-TOTAL and RMS and MDF (r=0.6;p=0.01 and r=-0.5;p=0.04, respectively). Conclusion: Moderate relationship between muscle fatigue and perception of fatigue suggests that both evaluation strategies can be complementary and have a beneficial effect on RA comorbidities.

Page generated in 0.0699 seconds