• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 47
  • 1
  • Tagged with
  • 48
  • 31
  • 24
  • 15
  • 15
  • 11
  • 11
  • 11
  • 10
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Estudos epidemiológicos em área de leishmaniose tegumentar no município de Bela Vista, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil / Epidemiological studies in area of Tegumentary Leishmaniasis in the municipality of Bela Vista, state of Mato Grosso do Sul

Dorval, Maria Elizabeth Moraes Cavalheiros January 2006 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, 2006. / Submitted by Thaíza da Silva Santos (thaiza28@hotmail.com) on 2009-09-25T19:44:43Z No. of bitstreams: 1 2006_Maria Elizabeth M C Dorval.pdf: 5823254 bytes, checksum: d0288003f2151f98537c46e000f4a4c1 (MD5) / Approved for entry into archive by Tania Milca Carvalho Malheiros(tania@bce.unb.br) on 2009-09-28T13:15:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2006_Maria Elizabeth M C Dorval.pdf: 5823254 bytes, checksum: d0288003f2151f98537c46e000f4a4c1 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-09-28T13:15:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2006_Maria Elizabeth M C Dorval.pdf: 5823254 bytes, checksum: d0288003f2151f98537c46e000f4a4c1 (MD5) Previous issue date: 2006 / Os estudos epidemiológicos realizados permitiram o isolamento e a identificação de Leishmania (Leishmania) amazonensis em pacientes procedentes do município de Bela Vista, Mato Grosso do Sul, ampliando-se, portanto, o conhecimento da distribuição geográfica desta espécie de parasito. As capturas de flebotomineos foram realizadas no período de fevereiro de 2004 a janeiro de 2006, na mata, utilizando-se armadilhas automáticas luminosas (AAL), de Shannon e de Disney, e em abrigo de animais domésticos, com AAL. Com o emprego dos três tipos de armadilhas capturou-se 1.999 espécimes pertencentes a três subtribos, oito gêneros e 19 espécies de Phlebotominae. Brumptomyiina: Brumptomyia avellari, Br. brumpti e Brumptomyia sp; Lutzomyiina: Evandromyia aldafalcaoae, Ev. bourrouli, Ev. cortelezzii, Ev. evandroi, Ev. lenti, Ev. teratodes, Ev. termitophila, Lutzomyia longipalpis, Pintomyia christenseni e Sciopemyia sordellii; Psychodopygina: Bichromomyia flaviscutellata, Nyssomyia whitmani, Psathyromyia aragaoi, Ps. campograndensis, Ps. punctigeniculata e Ps. shannoni. Do total de espécimes capturados, 22,7% foram nas armadilhas de Shannon (33,9% das fêmeas de Ps. punctigeniculata; 7,7% de Bi. flaviscutellata e 4,4% de Lu. longipalpis), 17,7% nas AALs (na mata, 70,6% dos espécimes de Brumptomyia e em abrigos de animais domésticos, 80,2% de Lu. longipalpis) e 59,6% nas armadilhas de Disney (57,6% de Ev. bourrouli e 41,4% de Bi. flaviscutellata, sendo 81,7% das fêmeas, desta espécie). Pela primeira vez, se registra a presença de Ev. evandroi no Estado. Bi. flaviscutellata esteve distribuída em todos os ambientes de mata amostrados, com freqüência mais regular nos meses secos, porém, mostrou pico em março. Não foi observada a infecção natural por Le .(Le.) amazonensis em Bi. flaviscutellata, porém, seu pico de captura coincidente com o período da infecção natural em hamsters (Mesocricetus auratus) sentinelas, permitem supor a existência de um ciclo enzoótico na área, com a infecção acidental e periódica do homem que adentra a área, uma vez que fêmeas deste flebotomíneo compareceram, embora com freqüência baixa, em armadilhas de Shannon, sugerindo a sua antropofilia. Além da presença de vetores de Le. (Le.) amazonensis e Le. (Le.) chagasi, constatou-se ainda a presença de Ny. whitmani, reconhecido vetor de Le. braziliensis, no entanto, em baixa freqüência. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The epidemiological studies undertaken permitted the isolation and identification of Leishmania (Leishmania) amazonensis in patients from the municipality of Bela Vista, Mato Grosso do Sul State, Brazil, thus expanding our knowledge of this parasite’s distribution. The captures of phlebotomines were undertaken from February 2004 to January 2006, using automatic light traps (ALTs), Shannon traps and Disney traps in forested environments and ALTs in domestic animal shelters. With the three types of traps, a total of 1,999 specimens belonging to three subtribes, eight genera and 19 species of Phlebotominae were captured: Brumptomyiina: Brumptomyia avellari, Br. brumpti and Brumptomyia sp; Lutzomyiina: Evandromyia aldafalcaoae, Ev. bourrouli, Ev. cortelezzii, Ev. evandroi, Ev. lenti, Ev. teratodes, Ev. termitophila, Lutzomyia longipalpis, Pintomyia christenseni and Sciopemyia sordellii; Psychodopygina: Bichromomyia flaviscutellata, Nyssomyia whitmani, Psathyromyia aragaoi, Ps. campograndensis, Ps. punctigeniculata and Ps. shannoni. Of this total, 22.7% were captured on the Shannon traps (33,9% of the females being of Ps. punctigeniculata; 7.7% of Bi. flaviscutellata and 4.4% of Lu. longipalpis); 17.7% in the ALTs (in the forest 70.6% of the specimens captured belonged to Brumptomyia and in the domestic animal shelters, 80.2% belonged to Lu. longipalpis) and 59.6% in the Disney traps (57.6% of Ev. bourrouli and 41.4% of Bi. faviscutellata; 81.7% of the females being of this species). The occurrence of Ev. evandroi in the State is here registered for the first time. Bi. Flaviscutellata occurred in all the forested environments sampled, with more regular frequencies during the dry period of the year, though showing a peak in March. No natural infection by Le. amazonensis was observed in Bi. flaviscutellata, however its peak of capture coincident with the period of natural infection in hamsters (Mesocricetus auratus) used as bait in Disney traps, suggests the existence of an enzootic cycle in the area, with periodic and accidental infection of people who enter it, since females of this sandfly were captured (although in low frequency) on the Shannon traps, indicating their anthropophily. Besides the presence of the vectors of Le. amazonensis and Le. chagasi, Ny. whitmani, a known vector of Le. braziliensis, was found, albeit in very low frequency.
2

Ocorrência e infecção natural de flebotomíneos e pequenos mamíferos por Leishmania em matas de galeria do Distrito Federal

Nascimento, Aline Machado Rapello do 03 August 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2017. / Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Capítulo 5. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-12-07T17:47:39Z No. of bitstreams: 1 2017_AlineMachadoRapellodoNascimento_PARCIAL.pdf: 3540132 bytes, checksum: 95b353b0a1a8566776e09d59fb639f73 (MD5) / Rejected by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br), reason: Boa tarde, O corte do arquivo está incorreto. Atenciosamente on 2018-02-08T20:46:24Z (GMT) / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2018-02-21T19:29:56Z No. of bitstreams: 1 2017_AlineMachadoRapellodoNascimento_PARCIAL.pdf: 2432611 bytes, checksum: e46911a877d6666ecb27b881da5577da (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-02-28T20:49:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_AlineMachadoRapellodoNascimento_PARCIAL.pdf: 2432611 bytes, checksum: e46911a877d6666ecb27b881da5577da (MD5) / Made available in DSpace on 2018-02-28T20:49:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_AlineMachadoRapellodoNascimento_PARCIAL.pdf: 2432611 bytes, checksum: e46911a877d6666ecb27b881da5577da (MD5) Previous issue date: 2018-02-28 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). / O conhecimento relacionado à transmissão enzoótica de espécies de Leishmania no Distrito Federal ainda é escasso e a participação de flebotomíneos e mamíferos silvestres no ciclo de transmissão desses protozoários é objeto do presente estudo. As áreas estudadas foram as matas de galeria da Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília, Reserva Biológica da Contagem, Parque Nacional de Brasília e Jardim Botânico de Brasília em maio e setembro de 2014. O Capítulo 1 traz a atualização da lista de espécies de flebotomíneos no DF. Com esforço de captura de 1.280 armadilhas HP e 16 armadilhas do tipo Shannon, foram capturados 1.209 flebotomíneos pertencentes a 16 espécies. Bichromomyia flaviscutellata (n=668) foi a espécie mais capturada. Psathyromyia pradobarrientosi, Brumptomyia guimaraesi, Br. brumpti, Micropygomyia ferreirana e Evandromyia bourrouli foram registradas pela primeira vez no DF, ampliando a distribuição geográfica das mesmas e elevando para 35 o número de espécies registradas nessa unidade da federação. O Capítulo 2 analisou a infecção natural dos flebotomíneos capturados por Leishmania. DNA foi extraído de 569 fêmeas agrupadas em 87 “pools”. A integridade das amostras foi conferida por uma PCR designada à amplificação do gene cacophony da região IVS6. A detecção dos tripanossomatídeos foi feita pela amplificação das regiões SSU rRNA e ITS-1. Nenhuma amostra mostrou-se positiva para Leishmania spp., entretanto, os resultados do presente estudo não implicam na inexistência de vetores infectados nestas matas de galeria. O Capítulo 3 analisou a ocorrência e infecção em pequenos mamíferos (Rodentia e Didelphimorphia) por Leishmania spp. nas mesmas áreas dos flebotomíneos e nos mesmos períodos. Amostras de tecido (fragmentos de orelhas) foram obtidas dos mamíferos capturados e utilizadas para a detecção molecular dos parasitos a partir de Nested PCR SSU rRNA e PCR com alvo na região ITS em 153 amostras. Com um total de 5.120 armadilhas-noite, 172 pequenos mamíferos foram capturados, pertencentes à três espécies de marsupiais (Didelphis albiventris, Gracilinanus agilis e Monodephis americana) e seis espécies de roedores (Rhipidomys macrurus, Oecomys bicolor, Calomys expulsus, Hyleaemys megacephalus, Nectomys rattus e Necromys lasiurus). Vinte amostras (13,07%) foram positivas, considerando ambos os marcadores moleculares, quatro somente para SSU e quatro somente para ITS. As espécies infectadas por Leishmania spp. foram Rhipidomys macrurus, Gracilinanus agilis e Didelphis albiventris. Estas espécies devem participar da transmissão enzoótica de Leishmania na REBIO, FAL e JBB sendo este o primeiro relato de mamíferos silvestres infectados por este parasito nestas duas últimas áreas. Ao considerar todos os resultados obtidos conclui-se que as matas de galeria do DF abrigam hospedeiros e espécies incriminadas vetoras de Leishmania e teriam um papel importante na manutenção da transmissão enzoótica desses tripanossomatídeos. / Knowledge about the enzootic transmission of Leishmania in the FD is still scarce and the participation of wild mammals and sandflies in the leishmaniasis transmission cycle is the subject of this study. All samples were captured in gallery forests of four areas, Água Limpa Farm, Biological Reserve of Contagem, Brasilia’s National Park and Botanic Garden of Brasília, on May and September, 2014. Chapter 1 provides the updated list of sand fly species in the Federal District. The entire capture effort entailed 1.280 HP light traps and 16 Shannon traps, 16 species were identified. Bichromomyia flaviscutellata (n=668) was the most captured species. Psathyromyia pradobarrientosi, Brumptomyia guimaraesi, Br. brumpti, Micropygomyia ferreirana and Evandromyia bourrouli were registered for the first time in the Federal District, elevating to 35 the number of reported species at this federation unit. Chapter 2 follows up the study of Chapter 1 by detecting natural Leishmania infection in those captured sandflies. DNA was extracted from 569 females grouped into 87 pools. Fragments that corresponded to cacophony gene were amplified in all of the samples, demonstrating the quality of the extracted DNA. Trypanosomatids detection was performed by amplifying the SSU rRNA and ITS-1 regions. All samples tested negative for Leishmania spp. Therefore negative results in the present study do not implicate in the inexistence of infected vectors in these gallery forests and surroundings. Chapter 3 addresses occurrence and natural infection data of small mammals (Rodentia and Didelphimorphia) captured in the same areas of sandflies and during the same periods. Tissue samples (ear tips) were obtained from captured mammals and used to molecular parasite detection from Nested PCR SSU rRNA and PCR targeting the region ITS in 153 samples. The entire capture effort entailed 5.120 night-traps and 172 small mammals from three marsupials species (Didelphis albiventris, Gracilinanus agilis and Monodephis americana) and six rodents species (Rhipidomys macrurus, Oecomys bicolor, Calomys expulsus, Hyleaemys megacephalus, Nectomys rattus and Necromys lasiurus) were captured. Twenty samples (13,07%) were positive, considering both molecular markers, four samples only for SSU and four sampes only for ITS. Leishmania spp. infected species were: Rhipidomys macrurus, Gracilinanus agilis and Didelphis albiventris. These species might participate in the enzootic transmition of Leishmania at REBIO, FAL and JBB. This is the first report of Leishmania infected wild mammals in the last two cited areas. Considering all results obtained it is concluded that gallery forests of FD host hosts and species from possible Leishmania vectors and they might have an important role in the maintenance of enzootic transmission of these trypanosomatids.
3

Ocorrência e infecção natural de Flebotomíneos (Diptera : Phlebotominae) em matas de galeria e unidades domiciliares no município de Palmas, Tocantins, Brasil

Machado, Tâmara Dias Oliveira 04 August 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2017. / Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo restrito: Subcapítulos 5.3 e 6.3. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2018-04-12T19:00:07Z No. of bitstreams: 1 2017_TamaraOliveiraMachado_PARCIAL.pdf: 7203052 bytes, checksum: 6786c9c953d5af025014b7721f8ac98d (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-04-20T21:31:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_TamaraOliveiraMachado_PARCIAL.pdf: 7203052 bytes, checksum: 6786c9c953d5af025014b7721f8ac98d (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-20T21:31:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_TamaraOliveiraMachado_PARCIAL.pdf: 7203052 bytes, checksum: 6786c9c953d5af025014b7721f8ac98d (MD5) Previous issue date: 2018-04-20 / Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS). / O conhecimento das espécies de flebotomíneos e de seus níveis de infecção natural por Leishmania é necessário para a identificação do risco de ocorrência das leishmanioses. Considerando o pouco conhecimento da fauna flebotomínica em Palmas, Tocantins, e a inexistência de dados de ocorrência de espécies de Leishmania em flebotomíneos nesse município, o presente trabalho objetivou: investigar a fauna flebotomínica em fragmentos de matas de galeria e em unidades domiciliares (UDs) bem como a infecção natural por tripanosomatídeos nas fêmeas de flebotomíneos capturados em dois períodos distintos, seco e chuvoso. Quatro fragmentos de matas de galeria e quatro áreas domiciliares adjacentes foram amostradas utilizando armadilhas luminosas HP e Shannon. Após a identificação, 752 fêmeas foram agrupadas em 154 pools para a extração do DNA. A qualidade do DNA foi verificada por PCR do gene cacophany da região IVS6 de flebotomíneos. A detecção de tripanossomatídeos nas fêmeas de flebotomíneos foi realizada a partir da amplificação da região SSU rDNA e as amostras positivas foram submetidas a PCR ITS-1. A identificação das espécies de tripanossomatídeos foi realizada por sequenciamento. A caracterização ambiental das 40 casas amostradas foi realizada a partir de questionários. Variáveis estruturais do intra, do peridomicílio e da circunvizinhança foram obtidas. Foram capturados 949 (28 spp.) e 578 (22 spp.) espécimes em julho e novembro, respectivamente. Nyssomyia whitmani foi a mais abundante (n = 743). Em julho, a maioria dos espécimes foram capturados nas matas de galeria (n = 762, 80%) e em novembro, a maioria dos espécimes foi encontrada nas UDs (n = 551, 95%) com predominância de Ny. whitmani. Lu. longipalpis foi a mais frequente em áreas domiciliares e Bi. flaviscutellata em matas de galeria. A PCR SSU rDNA identificou L. amazonensis, L. infantum e Crithidia fasciculata em Ny. whitmani. A PCR SSU rDNA identificou Leishmania amazonensis, L. infantum e Crithidia fasciculata em Ny. whitmani; L. amazonensis em Lu. longipalpis; Trypanosoma sp. e L. amazonensis em Pintomyia christenseni; L. amazonensis em Psathyromyia hermanlenti e Evandromyia walkeri. Determinadas UDs de Palmas (no centro de Palmas e no distrito de Taquaruçu) apresentaram características que permitem a manutenção da população de flebotomíneos no peridomicílio, tais como a presença de árvores frutíferas, matéria orgânica e animais, como cães e galinhas. As matas de galeria são importantes para manter os flebotomíneos vetores de Leishmania em Palmas e as UDs são receptivas à manutenção da população de flebotomíneos no peridomicílio. Dessa forma, recomenda-se uma vigilância mais ativa principalmente nas UDs próximas a matas de galeria. / Knowledge on phlebotomine species and levels of natural infection by Leishmania are necessary to identify potential areas of risk of leishmaniasis. Given the limited knowledge on phlebotomine fauna in the city of Palmas, State of Tocantins, Brazil and the lack of data on the occurrence of Leishmania species in phlebotomines in this municipality, this study aimed to: to investigate the phlebotomine fauna in fragments of gallery forests and in household units (HUs) as well as the natural infection by trypanosomatids in females of sandflies captured in two different periods, dry and rainy. Four fragments of gallery forests and four adjacent HUs were sampled using HP light traps and Shannon traps. After their identification, 752 females were grouped into 154 pools for DNA extraction. The quality of the DNA was determined by PCR of the cacophany gene of the IVS6 region in Phlebotominae. Trypanosomatids were detected in Phlebotominae females through the amplification of the SSU rDNA region, and the positive samples were tested using ITS1-PCR. Trypanosomatids species were identified using sequencing. The environmental status of the 40 houses sampled was characterized using questionnaires. Structural variables within the HUs, around the HUs, and in the surrounding neighborhood were obtained. A total of 949 specimens (28 spp.) and 578 specimens (22 spp.) were captured in July and November, respectively. Nyssomyia whitmani was the most frequent species (n=743). In July, the majority of specimens were captured in the gallery forests (n=762; 80%), while in November, most of the specimens were found in the HUs (n=551; 95%). The specimens found were predominantly Ny. whitmani. Lutzomyia longipalpis was most frequent in domestic areas (84/86), while Bichromomyia flaviscutellata in gallery forests. The SSU rDNA PCR identified Leishmania amazonensis, L. infantum and Crithidia fasciculata in Ny. whitmani, as well as L. amazonensis in Lu. longipalpis; Trypanosoma sp. and L. amazonensis in Pintomyia christenseni; and L. amazonensis in Psathyromyia hermanlenti and Evandromyia walkeri. Certain HUs in Palmas (some in downtown Palmas and others in the Taquaruçu district) exhibited characteristics that allow the maintaining of Phlebotominae population in the peridomestic environment, such as the presence of fruit trees, organic matter, and animals such as dogs and chickens. The gallery forests are important to maintain the phlebotomine vectors of Leishmania in the city and the HUs are receptive to maintain Phlebotomine populations in peridomestic environments. Therefore, more active surveillance is recommended, particularly in the HUs close to gallery forests.
4

MODELAGEM DE NICHO ECOLÓGICO DAS ESPÉCIES DE PHLEBOTOMINAE E SUA RELAÇÃO COM A DISTRIBUIÇÃO DA LEISHMANIOSE TEGUMENTAR AMERICANA EM REGIÃO ENDÊMICA DO SUDESTE DO BRASIL

MENEGUZZI, V. C. 29 November 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T21:35:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_10599_tese final Viviane C Meneguzzi.pdf: 4126925 bytes, checksum: 31edab3c7e9415285d9c953233fc1132 (MD5) Previous issue date: 2016-11-29 / Leishmaniose Tegumentar Americana (LTA) é causada por um protozoário do gênero Leishmania e é transmitida por insetos flebotomíneos. O estado do Espírito Santo (ES), área endêmica na região Sudeste do Brasil, tem apresentado elevada prevalência nas últimas décadas, possibilitando a expansão da doença para áreas indenes. Ferramentas computacionais, tais como modelagem de nicho ecológico (ENM), são úteis para predizer o risco potencial de doenças. Neste estudo, ENM foi aplicada para analisar a distribuição potencial das espécies de flebotomíneos e sua relação com a transmissão da LTA no ES, visando a compreender a origem primitiva e a expansão desta doença. Os flebotomíneos foram coletados em 466 localidades rurais entre 1997 e 2013 nas três horas após o crepúsculo, usando uma combinação de captura ativa e passiva. Os insetos foram identificados em nível de espécie e as localidades georreferenciadas. Todos os prontuários dos casos autóctones de LTA atendidos no Hospital Universitário Cassiano Antônio de Moraes (HUCAM) entre 1978 e 2013 foram avaliados. Vinte e uma variáveis ambientais foram selecionadas a partir da base de dados do Worldclim. Maxent foi usado para construir modelos de distribuição potencial para Nyssomyia intermedia, Nyssomyia whitmani, Migonemyia migonei, Evandromyia lenti, Pressatia choti e casos de LTA. ENMTools foi utilizado para sobrepor os modelos das espécies e dos casos da doença. Os testes de Kruskal-Wallis e do qui-quadrado foram realizados, adotando nível de significância de 5%. Aproximadamente 250.000 espécimes foram capturados pertencentes a 43 espécies. Foram registrados 1.472 casos autóctones de LTA, sendo que 10,8% deles apresentaram lesões de mucosa. A área sob a curva (AUC) foi considerada aceitável para todos os modelos. A declividade foi considerada relevante para todas as espécies identificadas e para os casos da doença. O teste de sobreposição identificou Nyssomyia intermedia como principal vetor de LTA na área de estudo. Há evidências da existência de um ciclo silvestre primitivo de LTA em áreas de Mata Atlântica no Sudeste do Brasil. É possível que Leishmania (Viannia) braziliensis tenha sido transferido da região Amazônica para áreas de Mata Atlântica, há milhares de anos, por corredores florestais que ligavam os dois biomas. Observou-se diferença entre os prováveis locais de infecção dos pacientes, indicando que houve expansão da doença para o leste do ES, causada possivelmente pela intensificação do fluxo migratório destinado a região metropolitana do ES. As ferramentas de modelagem permitiram uma análise confiável da associação entre variáveis geoclimáticas, distribuição geográfica das espécies vetoras e ocorrência de LTA no ES. Além disso, possibilitaram melhor compreensão dos fatores relacionados à expansão geográfica em áreas de colonização antiga da região Sudeste do Brasil.
5

Ocorrência de flebotomíneos (diptera : psychdidae) em matas de galeria no Distrito Federal, Brasil

Ferreira, Jonatas Barbosa Cavalcante 04 March 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-Graduação em Medicina Tropical, 2015. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-05-07T17:26:45Z No. of bitstreams: 1 2015_JonatasBarbosaCavalcanteFerreira.pdf: 3527643 bytes, checksum: 157e765d94d7b90acc06ff5debdfb3f9 (MD5) / Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2015-05-14T12:17:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_JonatasBarbosaCavalcanteFerreira.pdf: 3527643 bytes, checksum: 157e765d94d7b90acc06ff5debdfb3f9 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-05-14T12:17:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_JonatasBarbosaCavalcanteFerreira.pdf: 3527643 bytes, checksum: 157e765d94d7b90acc06ff5debdfb3f9 (MD5) / O objetivo deste estudo foi analisar a ocorrência de flebotomíneos em matas de galeria do Distrito Federal (DF), em diferentes estações climáticas, estratos verticais e condições de preservação das matas. As capturas foram realizadas em três áreas na Fazenda Água Limpa da Universidade de Brasília. Em cada área foi analisada a ocorrência de flebotomíneos em 20 pontos visitados em dois meses, novembro de 2012 (estação chuvosa) e maio de 2013 (estação seca). Armadilhas luminosas HP foram instaladas a 1,5 m e a 10 m de altura do solo, operando entre 17:00 e 07:00 h, por três dias consecutivos. Foram instaladas 359 armadilhas noite na estação chuvosa e 291 na seca. Nenhum flebotomíneo foi capturado na estação chuvosa. Na estação seca foram capturados 250 exemplares. As espécies identificadas foram Psathyromyia runoides (Fairchild & Hertig) (79,9%), Pintomyia monticola (Costa Lima) (9,7%), Micropygomyia quinquefer (Dyar) (3,7%), Psathyromyia shannoni (Dyar) (3%), Bichromomyia flaviscutellata (Mangabeira) (0,7%), Brumptomyia sp. (0,7%), Pintomyia kuscheli (Le Pont, Martinez, Torrez-Espejo & Dujardin) (0,7%), Psathyromyia lutziana (Costa Lima) (0.7%) e Sciopemyia sordellii (Shannon & Del Ponte) (0,7%). Os resultados indicam que em matas de galeria do DF há uma maior ocorrência de flebotomíneos na estação seca, no nível do solo e em áreas preservadas. Registra-se pela primeira vez Pa. runoides, Pi. kuscheli e Mi.quinquefer no DF. / We analyzed the occurrence of phlebotomine sand flies in the gallery forests of the Federal District (FD), in different seasons, forest strata and conservation status. The samples were collected in three areas in the Água Limpa Farm, University of Brasília. In each area the occurrence data were analyzed in 20 collection sites visited on two months, November 2012 (rainy season) and May 2013 (dry season). HP light traps were installed at 1.5 m and 10 m above the ground operating from 17:00 to 7:00 h, during three consecutive days. We set 359 trap-nights during the rainy season and 291 during the dry season. None sand fly was caught during the rainy season. In the dry season 250 sand flies were captured. The identified species were Psathyromyia runoides (Fairchild & Hertig) (79.9%), Pintomyia monticola (Costa Lima) (9.7%), Micropygomyia quinquefer (Dyar) (3.7%), Psathyromyia shannoni (Dyar) (3%), Bichromomyia flaviscutellata (Mangabeira) (0.7%), Brumptomyia sp. (0.7%), Pintomyia kuscheli (Le Pont, Martinez, Torrez-Espejo & Dujardin) (0.7%), Psathyromyia lutziana (Costa Lima) (0.7%), and Sciopemyia sordellii (Shannon & Del Ponte) (0.7%). The results indicated that in the gallery forests of the FD there is a higher occurrence of sand flies in the dry season, at ground level and in preserved areas. Pa. runoides, Pi. kuscheli and Mi. quinquefer were recorded for the first time in the FD.
6

FAUNA FLEBOTOMÍNEA DE FRAGMENTOS DE MATA E PERIDOMICÍLIOS NA ÁREA URBANA DE NOVA ANDRADINA-MS E INFECÇÃO NATURAL POR Leishmania / FAULTY FLEBOTOMÍNEA OF WEED FRAGMENTS AND PERIDOMICÍLIOS IN THE URBAN AREA OF NEW ANDRADINA-MS AND NATURAL INFECTION BY Leishmania

Leite, Jhoy Alves 13 March 2015 (has links)
Submitted by Cibele Nogueira (cibelenogueira@ufgd.edu.br) on 2017-01-26T13:59:09Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) JHOYLEITE.pdf: 1672229 bytes, checksum: a842a3c0cc7cf9a97045d5acc3717c43 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-26T13:59:09Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) JHOYLEITE.pdf: 1672229 bytes, checksum: a842a3c0cc7cf9a97045d5acc3717c43 (MD5) Previous issue date: 2015-03-13 / The sand flies are widely distributed throughout the world. This insect group is of great interest in public health because their females are involved in the transmission of Leishmania, agents of cutaneous and visceral leishmaniasis. Forest fragments favor the maintenance of the life cycle of both, vector and agent, in nature. In Nova Andradina municipality, Mato Grosso do Sul state, Brazil, some cases of cutaneous leishmaniasis (CL) have been notified. So the goal of this study was to identify the sand fly fauna and investigate the presence of species naturally infected by Leishmania of urban forest fragments and peridomiciles close to them in Nova Andradina. The insects were captured from November 2013 to January 2015, using CDC light traps distributed in three urban forest fragments. Parasitological examination was performed to investigate flagellates in sand fly guts and Polymerase Chain Reaction - Restriction Fragment Length Polymorphism (PCR-RFLP) for identification of Leishmania spp. A total of 302 sand flies were captured (101 males and 201 females) of six genus and 11 species: Brumptomyia brumpti, Evandromyia cortelezzii, Evandromyia lenti, Evandromyia teratodes, Evandromyia termitophila, Nyssomyia neivai, Psathyromyia aragaoi, Psathyromyia bigeniculata, Psathyromyia campograndensis, Pintomyia christenseni and Sciopemyia sordellii. Only Ny. neivai is recognized as vector of cutaneous leishmanaisis agents in Southeast and South Brazilian regions, Paraguay and Argentina. Thus it may be linked to cases in Nova Andradina-MS. Br. brumpti was the most abundant and present in peridomiciles along with Ev. lenti, Ev. termitophila, Ny. neivai and Pi. christenseni. Although specimens were collected in nearly every month, their highest frequencies occurred during rainy periods, mainly for Br. brumpti, Sc. sordellii, Pi. christenseni and Ev. lenti. Of the 106 females dissected and placed in 55 pools, the presence Leishmania (Leishmania) amazonensis DNA was detected by PCR-RFLP in three species: Ev. lenti, Ev. teratodes and Sc. sordellii, as well as of Leishmania spp. in two females of Pi. christenseni and one of Sc. sordellii, resulting in a minimum infection rate of 5.66% for each taxon of Leishmania. / Os flebotomíneos, com ampla distribuição mundial, constituem um grupo de insetos de grande importância na saúde pública, cujas fêmeas estão envolvidas na transmissão de Leishmania, agentes das leishmanioses tegumentar e visceral. Esses insetos são encontrados com frequência em fragmentos de matas, onde habitats naturais favorecem a manutenção do ciclo de vida desses vetores na natureza. No município de Nova Andradina, Estado de Mato Grosso do Sul, Brasil tem sido notificados vários casos de leishmaniose tegumentar. O objetivo deste estudo foi conhecer a fauna flebotomínea de fragmentos de mata e peridomicílios em área urbana e investigar a presença de espécies infectadas naturalmente por Leishmania. Os insetos foram coletados de novembro de 2013 a janeiro de 2015; utilizando-se armadilhas luminosas, tipo CDC distribuídas em três fragmentos de matas e peridomicílios adjacentes a estes, em área urbana de Nova Andradina. Foi realizado exame parasitológico para pesquisa de flagelados e análise molecular para identificação da espécie de Leishmania. Foram coletados 302 espécimes de flebotomíneos; 101 machos e 201 fêmeas. A fauna flebotomínea constituiu-se de seis gêneros e 11 espécies: Brumptomyia brumpti, Evandromyia cortelezzii, Evandromyia lenti, Evandromyia teratodes, Evandromyia termitophila, Nyssomyia neivai, Psathyromyia aragaoi, Psathyromyia bigeniculata, Psathyromyia campograndensis, Pintomyia christenseni e Sciopemyia sordellii. Dentre as espécies assinaladas, Ny. neivai é a única com importância na transmissão de agentes da leishmaniose tegumentar no Sudeste e Sul no Brasil, Paraguai e Argentina, e pode estar associada aos casos ocorridos em Nova Andradina-MS. Br. brumpti foi a espécie mais abundante e presente nos peridomicílios juntamente com Ev. lenti, Ev. termitophila, Ny. neivai e Pi. christenseni. Os espécimes foram coletados em quase todos os meses e verificou-se o aumento na abundância de indivíduos em períodos chuvosos e maior riqueza das espécies Br. brumpti, Sc. sordellii, Pi. christenseni e Ev. lenti em períodos com alta precipitação pluviométrica. Das 106 fêmeas dissecadas e acondicionadas em 55 pools, detectou-se a presença de DNA de Leishmania (Leishmania) amazonensis pela PCR seguida da análise de polimorfismo de comprimento de fragmentos de restrição, em um pool de cada uma das espécies: Ev. lenti, Ev. teratodes e Sc. sordellii, assim como de DNA de Leishmania spp., em dois pools de Pi. christenseni e um de Sc. sordellii; resultando, portanto, em uma taxa de infecção mínima de 5,66% para cada uma das leishmânias.
7

Detecção de Bunyavírus em flebotomíneos coletados em duas áreas do estado do Amazonas, Brasil

Sousa, Katianne Barbosa Alves de, 92-98161-4831 29 August 2014 (has links)
Submitted by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-07-27T19:37:52Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Katianne B.A.Sousa.pdf: 1701891 bytes, checksum: 5aeafe40b9a9abf7a64c229073d28651 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-07-27T19:47:51Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Katianne B.A.Sousa.pdf: 1701891 bytes, checksum: 5aeafe40b9a9abf7a64c229073d28651 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-07-27T19:48:05Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Katianne B.A.Sousa.pdf: 1701891 bytes, checksum: 5aeafe40b9a9abf7a64c229073d28651 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-27T19:48:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Katianne B.A.Sousa.pdf: 1701891 bytes, checksum: 5aeafe40b9a9abf7a64c229073d28651 (MD5) Previous issue date: 2014-08-29 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The arbovirus are virus group with a complex life cycle, once vertebrate hosts as well as arthropod vectors are involved. The Phlebovirus are arboviruses of the Bunyaviridae family transmitted mainly by Lutzomyia insects in the new world and Phlebotomus in the old world. These insects are important vectors of tropical diseases, such as leishamaniasis, causing outbreaks of febrile syndromes worldwide. A large fauna of phlebotomus is observed in the Amazon region and a few studies aimed to detect virus at those vectors. The present study aimed to the detection of arboviruses in phlebotomus collected in the Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus and at the Ramal Nova Esperança, Manacapuru, Amazonas. The phlebotomus were collected using adapted CDC light traps, including parallel collections with manual aspirators. Speciemens were grouped in pools by sex and trap, and subsequently macerated. The macerated samples were inoculated into VERO cells, following by indirect immunofluorescence. The positives samples by flow cytometry were submitted to molecular assays, in order to amplify segments S and L of the Bunyavirus. Among the collected pools, 17 out of 243 were positive by flow cytometry, those samples presented displacement of positive cells within a range 1.19 – 71.6%. Also, molecular methods were applied for detection of Bunyavirus, following capillary and next generation sequencing. However, no virus was identified with this techniques. The samples are stored for futures studies, in order elucidate questions related to the presence of medical important arbovirus infecting phlebotomus at the Brazilian Western Amazon. / Arbovírus são um grupo de vírus que apresenta um ciclo biológico bastante complexo, que envolve hospedeiros vertebrados suscetíveis e um ou mais vetor artrópode. Os Phlebovirus são arbovírus da família Bunyaviridae transmitidos por insetos do gênero Lutzomyia no novo mundo e Phlebotomus no velho mundo. Estes insetos são importantes vetores de doenças tropicais, como a leishmaniose e vem causando surtos de síndromes febris pelo mundo. Mesmo com uma vasta fauna de flebotomíneos na região Amazônica poucos estudos tiveram como objetivo principal detectar vírus nestes vetores. Em função do descrito anteriormente o presente trabalho teve como objetivo a detecção de Bunyavirus em flebotomíneos coletados na Reserva Florestal Adolpho Ducke, Manaus e no Ramal Nova Esperança, Manacapuru, Amazonas. Os flebotomíneos foram coletados em armadilhas de luz do tipo CDC adaptadas, além de coletas paralelas com aspiradores manuais. Os espécimes foram agrupados em pools, por sexo e armadilha, sendo posteriormente macerados. O material macerado foi inoculado em culturas de células VERO, seguido por técnicas de imunofluorescência indireta para família Bunyaviridae. As amostras positivas pela citometria de fluxo foram submetidas a ensaios moleculares, na tentativa de amplificação dos segmentos S e L de Bunyavirus. Dos 243 pools coletados foi identificada a presença de vírus da família Bunyaviridae em 17 pools através dos resultados obtidos pela citometria de fluxo, com base no deslocamento de células positivas que variaram entre 1,19 - 71,6%. Nesse projeto foi utilizado pela primeira vez um protocolo para Citometria de fluxo para Bunyavirus. Foram aplicadas também metodologias moleculares para detecção de Bunyavirus, seguidos de sequenciamento capilar e de Nova Geração. Entretanto, não foi possível a identificação viral por técnicas moleculares. As amostras estão armazenadas para experimentos futuros, na tentativa de elucidar questões como: a circulação de arbovírus de importância médica em flebotomíneos na Amazônia Ocidental Brasileira.
8

Caracterização da suscetibilidade de phlebotominae (diptera : psychodidae) ao inseticida alfacipermetrina / Caracterization of susceptibility of phlebotominae (diptera : psychodidae) to the alpfacypermetrin insecticide

Rocha, Douglas de Almeida 18 February 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Programa de Pós-graduação em Medicina Tropical, 2016. / Introdução: As leishmanioses representam um conjunto de doenças infecciosas, sendo transmitidas principalmente pela picada de flebotomíneos fêmeas infectadas. Uma das medidas de controle dessas enfermidades trata-se do controle de vetores por meio de inseticidas químicos. Apesar das contínuas e intensivas campanhas de controle contra os flebotomíneos poucos estudos têm sido realizados para detectar mudanças na suscetibilidade de populações desses insetos. Objetivo: Caracterizar o perfil de suscetibilidade de populações naturais de flebotomíneos ao piretróide alfacipermetrina. Método: Flebotomíneos de seis municípios brasileiros e espécimes de laboratório classificados como “Linhagem Referência de Suscetibilidade” (LRS) foram avaliados pelo método de garrafas do Centro de Controle e Prevenção de Doenças para diferentes dosagens (3 ug/ml, 5 ug/ml, 7 ug/ml e 9 ug/ml) do inseticida alfacipermetrina. Acetona foi utilizada como controle. Resultados: Ao todo 2.198 flebotomíneos foram utilizados nos bioensaios. A espécie Lutzomyia longipalpis foi a mais capturada em todos os municípios. A dose ideal para diagnóstico nas alterações de suscetibilidade ao inseticida alfacipermetrina foi de 2,38 ug/ml. As curvas de sobrevivência de Kaplan-Meier apontaram que as populações de flebotomíneos de Montes Claros e Paracatu possuem maior tolerância a inseticidas, seguida da população de Pirenópolis, Unaí, Januária e Belo Horizonte. O tempo diagnóstico variou conforme as concentrações do inseticida sendo de 40 minutos para a dosagem de 9 ug/ml, 50 minutos para a dosagem de 7 ug/ml, 60 minutos para a dosagem de 5 ug/ml e 70 minutos para a dosagem de 3 ug/ml. Conclusões: As populações de flebotomíneos oriundas dos municípios de Unaí, Paracatu, Belo Horizonte, Pirenópolis, Montes Claros e Januária, assim como a LRS apresentaram alterações nos perfis de suscetibilidade ao piretróide alfacipermetrina. / Introdution: Leishmaniases are a group of infectious diseases primarily transmitted by infected females of phlebotomine sand flies. Chemical insecticides are one of the control measures of these diseases used against vectors. Despite of the continuous and intensive control campaigns few studies have been carried out to detect changes in the susceptibility of sand flies by insecticides. Objective: Characterize the susceptibility profile of populations of sand flies to alphacypermetrin pyrethroid. Methods: Sand flies caught in six Brazilian municipalities and specimens of laboratory classified as Susceptibility Reference Lineage (SRL) were evaluated using CDC bottles trough different concentrations of alphacypermetrin (3 ug/ml, 5 ug/ml, 7 ug/ml and 9 ug/ml). Acetone P.A was used as control. Results: A total of 2,198 sand fly specimens were used in bioassays and Lutzomyia longipalpis was the species most caught in all municipalities. The ideal dose for diagnosing the susceptibility changes to alfacipermetrina insecticide was 2.38 ug / ml. Kaplan-Meier survival curves showed that sand flies of Montes Claros and Paracatu municipalities had major tolerance by alphacypermetrin, then specimens of Pirenópolis, Unai Januária, and Belo Horizonte. Diagnosis time varied according to the insecticides concentrations: 40 minutes for 9 ug/ml, 50 min. for 7 ug/ml, 60 min. for 5 ug/ml and 70 min. for 3 ug / ml. Conclusions: Sand fly populations of the municipalities of Unaí, Paracatu, Belo Horizonte, Pirenópolis, Montes Claros and Januária, as well as the SRL specimens showed changes in susceptibility profiles, indicating tolerance a alphacypermetrin.
9

Epidemiologia da Leishmaniose Visceral Canina e Distribuição do Vetor no Município de Araçatuba, São Paulo, Brasil. /

Inácio, Graziella Borges Alves January 2019 (has links)
Orientador: Katia Denise Saraiva Bresciani / Resumo: A Leishmaniose Visceral (LV) apresenta uma ampla distribuição geográfica em todos os continentes, representando um sério problema de Saúde Pública. Os flebotomíneos (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae) são importantes insetos vetores de microrganismos patogênicos como Leishmania spp., Bartonella spp. e arbovírus (Vesiculovirus, Phlebovirus, Orbivirus), porém, estes insetos apresentam grande importância para a transmissão das leishmanioses em várias regiões do mundo, incluindo as Américas do Sul e Central. No Brasil, há duas espécies, até o momento, relacionadas com a transmissão da Leishmania infantum: a Lutzomyia longipalpis e a Lutzomyia cruzi. Infecções por Leishmania spp. são potencialmente zoonóticas e acometem homens e diversas espécies de animais silvestres e domésticos. Os cães são importantes hospedeiros, fontes de infecções e potenciais reservatórios, não só pelo estreito relacionamento ou convívio com os seres humanos, mas também por sua incapacidade imunológica em responder à doença com sucesso. O Ministério da Saúde no Brasil, preconiza para o diagnóstico da Leishmaniose Visceral Canina (LVC), o teste imunocromatográfico, como exame de triagem e o ensaio imunoenzimático, como confirmatório. Também recomenda o diagnóstico precoce e tratamento adequado dos casos humanos, o controle dos vetores, a eutanásia dos cães e atividades de educação em saúde nas áreas endêmicas para esta doença. Por tanto, foram instituídas ações de prevenção e controle da LV canina, na áre... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Visceral leishmaniasis (VL) has a wide geographical distribution on all continents, representing a serious Public Health problem. Sand flies (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae) are important insect vectors of pathogenic microorganisms such as Leishmania spp., Bartonella spp. and arboviruses (Vesiculovirus, Phlebovirus, Orbivirus), however, these insects are of great importance for leishmaniasis transmission in various regions of the world, including South and Central America. In Brazil, there are two species related to the transmission of Leishmania infantum: Lutzomyia longipalpis and Lutzomyia cruzi. Leishmania spp. infections are potentially zoonotic and affect men and various species of wild and domestic animals. Dogs are important hosts, sources of infections and potential reservoirs, not only for their close relationship or contact with humans, but also for their immunological inability to successfully respond to the disease. The Health Ministry of Brazil recommends for the diagnosis of canine visceral leishmaniasis (CVL), the immunochromatographic test as a screening test and the enzyme immunoassay as confirmatory. It also recommends early diagnosis and appropriate treatment of human cases, vector control, dog euthanasia and health education activities in endemic areas for this disease. Therefore, prevention and control actions of canine VL were instituted in the urban area of municipality of Araçatuba, São Paulo, Brazil. / Doutor
10

Identificação de Leishmania spp. e fontes alimentares em flebotomíneos (Diptera: Psychodidae) capturados no município de Rio Verde de Mato Grosso - MS, Brasil

Ferreira, Tauana de Sousa 19 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Pós-graduação em Medicina Tropical, 2018. / Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Resumos e referências. / Submitted by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-08-29T22:54:41Z No. of bitstreams: 1 2017_TauanadeSousaFerreira_PARCIAL.pdf: 449927 bytes, checksum: cd297c34634ae1eab63ab5c265c54633 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-09-05T20:11:57Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_TauanadeSousaFerreira_PARCIAL.pdf: 449927 bytes, checksum: cd297c34634ae1eab63ab5c265c54633 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-09-05T20:11:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_TauanadeSousaFerreira_PARCIAL.pdf: 449927 bytes, checksum: cd297c34634ae1eab63ab5c265c54633 (MD5) Previous issue date: 2018-08-30 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES). / O Estado do Mato Grosso do Sul é endêmico para as leishmanioses, onde Leishmania infantum tem sido detectado em humanos, cães, gatos e flebotomíneos. O monitoramento da ocorrência de flebotomíneos sinantrópicos é fundamental para avaliação das atividades de vigilância e controle das leishmanioses. Nosso objetivo foi verificar a taxa de infecção natural por Leishmania e identificar as fontes alimentares em flebotomíneos capturados em áreas de transmissão de leishmaniose do município de Rio Verde do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Brasil nos anos de 2014 e 2016. Seis bairros do município foram selecionados devido a presença de casos de Leishmaniose Visceral e/ou Tegumentar. Em uma casa de cada bairro foram instaladas duas armadilhas do tipo CDC no peridomicílio. A identificação de Leishmania nas amostras foi realizada por kDNA-qPCR e por sequenciamento com alvo ITS. A detecção da fonte alimentar das fêmeas ingurgitadas foi realizada por meio de qPCR-cytb após análise High Resolution Melting (HRM-cyt b-qPCR). O esforço amostral total foi de 420 armadilhas CDC, das quais 380 foram positivas para flebotomíneos (sucesso de captura = 90,5%) com a captura de 24.989 flebotomíneos. Foram identificados 3.088 flebotomíneos distribuídos em 12 espécies. Lutzomyia longipalpis foi mais abundante em todos os pontos de coleta (n= 2.775), seguido de Nyssomyia whitmani (n=297). Foram analisadas 1261 fêmeas, agrupadas em 159 pools, dos quais 99 foram positivos na kDNA-qPCR de Leishmania, 92 de Lu. longipalpis (Taxa de infecção mínima – TIM = 8%) e 7 de Ny. whitmani (TIM = 7%). A maioria dos pools positivos de Lu. longipalpis foi detectada no ano de 2016 nos meses chuvosos. O sequenciamento revelou L. infantum nas amostras de Lu. longipalpis. DNA de galinha foi detectado em 57 flebotomíneos (98,3%) e apenas em uma fêmea foi detectado DNA humano (1,7%), a qual estava negativa para Leishmania na kDNA-qPCR. A taxa de infecção natural das fêmeas com DNA de galinha no conteúdo estomacal foi de 64,9% (37/57). Conclui-se que o risco de transmissão de L. infantum para humanos permanece na área estudada com alta frequência de flebotomíneos infectados no ambiente peridomiciliar. / Human leishmaniases are endemic in the state of Mato Grosso do Sul (MS), Brazil, where Leishmania infantum has been detected in humans, dogs, cats, and phlebotomine sandfly vectors. Monitoring synanthropic vector populations is a critical component of leishmaniasis control-surveillance systems. Here, we used a suite of molecular approaches to assess Leishmania infection frequency and identify blood-meal sources in a large sample of sandflies collected in 2014 and 2016 in anthropic environments of a Leishmania-transmission area in MS (Rio Verde do Mato Grosso municipality). We sampled vectors in one peri-domestic site within each of six neighborhoods with recent records of human visceral and/or tegumentary leishmaniasis. We used kDNA-qPCR plus rDNA ITS sequencing to detect and identify Leishmania in pooled female sandflies. Individual blood-fed females (n = 58) were used for blood-meal analyses using qPCR plus High-Resolution Melting (HRM) of the mtDNA cytb gene. Overall, 90,5% of 420 CDC trap-nights yielded vectors, for a total of 24,989 sandflies. We identified 3088 sandflies in 12 species, including 2775 Lutzomyia longipalpis (the most abundant species at all sampling points) and 297 Nyssomyia whitmani. We tested 1261 female sandflies in 159 pools, of which 92 Lu. longipalpis (minimum infection rate [MIR] 8%) and 7 Ny. whitmani pools (MIR 7%) were Leishmania kDNA-qPCR-positive. Most positive Lu. longipalpis were collected in the 2016 rainy season. Sequencing confirmed L. infantum in Lu. longipalpis samples. HRM identified chicken DNA in 57 sandflies (98.3%), 37 of which were Leishmania DNA-positive; human blood was found in just one (Leishmania-negative) female (1.7%). Our data show ongoing risk of L. infantum transmission to humans in the study area, where Leishmania-infected sandfly vectors are common (and heavily rely on chicken blood) in the peri-domestic environment.

Page generated in 0.0675 seconds