• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 71
  • Tagged with
  • 71
  • 71
  • 55
  • 54
  • 18
  • 16
  • 12
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 10
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Fragilidade ambiental na bacia hidrográfica do Alto Parnaíba

MELO, Nivaneide Alves de January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:04:21Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo6787_1.pdf: 9177113 bytes, checksum: a1bdaaaf2b817e7fa3451376fe186b70 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2007 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Esta pesquisa desenvolveu estudos integrados sobre a bacia hidrográfica do Alto Parnaíba, no Piauí, considerando a atuação das atividades humanas sobre o ambiente natural, a fim de determinar o grau de alteração desse ambiente, a partir da presença antrópica neste local, além de propor ações para restabelecimento de uma situação de equilíbrio ambiental. Pois, quando os eventos sobre a paisagem são de origem antrópica e de orientação econômica, os impactos poderão causar danos irreparáveis, pois nem sempre o ambiente tem a capacidade de suporte e/ou elasticidade efetiva para recuperar o dano causado por uma ação inadvertida e persistente. O objetivo principal é compreender como o relevo e a hidrografia da bacia favorece a erosão dos solos e diminui a qualidade ambiental da mesma. O procedimento metodológico foi baseado em Ross (1994) e Brandão (2005) utilizando-se os conceitos de fragilidade ambiental e índice de degradação ambiental. A partir da caracterização do quadro natural e sócio-econômico da bacia hidrográfica foi montado um sistema de informações geográficas, onde houve o cruzamento dos diversos temas abordados na análise. Chegando-se a conclusão que a bacia hidrográfica apresenta grandes áreas com alta fragilidade, pois os processos erosivos atuantes estão intensos, e áreas com fragilidade baixa que deverão ser preservadas da ação antrópica
2

Estudo da dinâmica da fragilidade ambiental na bacia hidrográfica do rio Gravataí, RS

Silva, Rafael Cruz da January 2016 (has links)
Submitted by Puentes Torres Antônio (antoniopuentes@hotmail.com) on 2016-09-16T15:19:56Z No. of bitstreams: 1 Tese_BACIA RIO GRAVATAÍ_Rafael Cruz da Silva_UFBA_Revisão Final.pdf: 22879214 bytes, checksum: a21fd40ba9168388376c6b59bbb8bca5 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Reis (vanessa.jamile@ufba.br) on 2016-09-16T15:38:50Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Tese_BACIA RIO GRAVATAÍ_Rafael Cruz da Silva_UFBA_Revisão Final.pdf: 22879214 bytes, checksum: a21fd40ba9168388376c6b59bbb8bca5 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-16T15:38:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Tese_BACIA RIO GRAVATAÍ_Rafael Cruz da Silva_UFBA_Revisão Final.pdf: 22879214 bytes, checksum: a21fd40ba9168388376c6b59bbb8bca5 (MD5) / Este trabalho visa abordar a dinâmica ambiental, sob a perspectiva da análise integrada da paisagem. Portanto, buscou-se analisar a dinâmica dos processos morfodinâmicos na Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí (RS) no contexto dos modelos de fragilidade ambiental. Os pressupostos da análise integrativa do meio ambiente consideram que a paisagem possui um estado de equilíbrio dinâmico, no qual a degradação é consequência intrínseca da ruptura desse equilíbrio natural. Para tanto, foram considerados como referência os modelos de fragilidade ambiental de Ross (1994) e de vulnerabilidade ambiental de Crepani et al. (1996) como suporte metodológico à síntese cartográfica. Neste contexto, se destaca a necessidade de adaptações das variáveis às condições regionais referentes aos ambientes subtropicais úmidos. Como pressuposto à análise dinâmica da fragilidade ambiental tornou-se indispensável à reestruturação do modelo matemático, a fim de considerar as variáveis na escala mensal. O procedimento operacional consistiu em comparar o modelo potencial do meio físico-ambiental à variabilidade mensal dos elementos fitoclimáticos (densidade da cobertura vegetal e da erosividade), no intuito de analisar a dinâmica da fragilidade ambiental. A partir da etapa de geoprocessamento se obteve as cartas de fragilidade ambiental que foram delimitadas conforme as classes de fragilidade das unidades ecodinâmicas: muito forte, forte, média, fraca e muito fraca. Os resultados obtidos com a modelagem matemática apontaram um potencial de erosão dos solos mais proeminente entre o período estacional do inverno. Além disso, a partir dos dados quantitativos obtidos na etapa de geoprocessamento foram classificadas cinco categorias de fragilidade ambiental na Bacia Hidrográfica do Rio Gravataí, sendo que 4,4% da área foi identificada na classe muito fraca; 11,1% a classe fraca; 64,4% a classe moderada; 19,8% a classe forte; e apenas 0,07 a classe muito forte. As unidades de fragilidade ambiental mais instáveis estão relacionadas ao compartimento da Planície Costeira Interna, que está associada às unidades geomorfológicas da Planície Lagunar e da Planície Litorânea Interna, respectivamente, o Sistema de Paisagem da Planície do Banhado Grande e da Coxilha das Lombas. / Abstract A STUDY OF THE DYNAMICS OF ENVIRONMENTAL FRAGILITY IN THE GRAVATAÍ RIVER BASIN, RS. This paper aims to approach the environmental dynamics from the perspective of integrated landscape analysis. To do so, an analysis of the dynamics of the morphodynamic processes in the Gravataí river basin (RS) was done within the context of environmental fragility models. The premises of the integrative analysis of the environment consider that the landscape is in an estate of dynamic equilibrium, in which degradation is an intrinsic consequence of the rupture of this natural equilibrium. The environmental fragility models of Ross (1994) and the environmental vulnerability models of Crepani et al. (1996) were used as methodological support to the cartographic synthesis. This context highlights the need of adaptations of the variables to the regional conditions regarding humid subtropical environments. As the premise, the dynamic analysis of environmental fragility became indispensable to the restructuring of the mathematical model in order to consider variables on a monthly scale. The operating procedure consisted of comparing the physical-environmental potential model to the monthly variability of phytoclimatic elements (density of the vegetal cover and erosivity), in order to analyze the dynamics of environmental fragility. In the geoprocessing stage the environmental fragility cards were attained and delimited according to the fragility types of ecodynamic units: very strong, strong, average, weak and very weak. The results attained from mathematical modeling pointed to a more prominent potential erosion of the soils during winter. Furthermore, five categories of environmental fragility in the Gravataí river basin were classified according to the quantitative data obtained in the geoprocessing stage, wherein 4,4% of the area was classified as very weak; 11,1% as weak; 64,4% as average; 19,8% as strong; and only 0,07% as very strong. The most unstable environmental fragility units are related to the compartment of the Inner Coastal Plain, which is related to the geomorphological units of the Lagoon Plain and the Inner Coastal Plain, respectively, the Plain Landscape System of Banhado Grande and of Coxilha das Lombas.
3

Fragilidade ambiental e apropriação do relevo no município de Mirante do Paranapanema – SP : análise comparativa da estrutura fundiária, uso da terra e processos erosivos /

Pimenta, João Paulo de Oliveira January 2019 (has links)
Orientador: Paulo Cesar Rocha / Resumo: O presente trabalho tem por objetivo discutir o processo de apropriação do relevo e como esta dinâmica se articula com a estrutura fundiária do município de Mirante do Paranapanema – SP com base na análise dos processos erosivos ocorridos em seu território. O histórico de ocupação da região do Pontal do Paranapanema é marcado pela derrubada das matas originais, genocídio de povos indígenas e “grilagem” de terras desde o final do século XX. Desde as primeiras plantações de café até o advento do monocultivo da cana-de-açúcar, no final da década de 1990, este território é palco de conflitos pela posse da terra, materializando-se em um dos territórios com o maior número de assentamentos rurais do país. Por meio de mapeamentos com base no conceito de “Fragilidade Ambiental”, da estrutura fundiária e das erosões mapeadas, correlacionamos as informações com o objetivo de entender quais as características físicas das terras ocupadas pelas diferentes categorias fundiárias e como cada uma delas enfrenta problemas associados a processos erosivos. As discussões nos apresentaram um cenário de destinação das terras mais “privilegiadas”, do ponto de vista das características físicas para, produtores donos de “Grandes propriedades”, reservando às “Pequenas propriedades” e “Assentamentos rurais” as áreas com maior propensão ao desenvolvimento de processos erosivos. / Abstract: The present work aims to discuss the process of appropriation of the relief and how this dynamics is articulated with the land structure of the municipality of Mirante do Paranapanema - SP based on the analysis of erosive processes that occurred in its territory. The history of occupation of the Pontal do Paranapanema region is marked by the clearing of the original forests, genocide of indigenous peoples and land grabbing since the late twentieth century. From the first coffee plantations to the advent of sugarcane monoculture in the late 1990s, this territory is the scene of land tenure conflicts, materializing in one of the territories with the largest number of rural settlements from the country. Through mapping based on the concept of “Environmental Fragility”, land structure and mapped erosions, we correlate the information in order to understand the physical characteristics of the land occupied by the different land categories and how each one faces problems associated with erosive processes. The discussions presented us a scenario for the allocation of the most “privileged” lands, from the point of view of physical characteristics, for producers who own “Large properties”, reserving to the “Small properties” and “Rural Settlements” the areas most prone to development of erosive processes. / Mestre
4

Geomorfologia, geodiversidade e análise da fragilidade ambiental das paisagens do parque estadual Serra Ricardo Franco, MT-Brasil / Geomorphology, geodiversity and analyses of environmental fragility of the landscapes of the State Park Serra Ricardo Franco, MT Brazil

Ferreira, Ana Rosa 17 December 2014 (has links)
Mato Grosso encontra-se em acelerado processo de desenvolvimento do agronegócio, expandindo cada vez mais suas fronteiras agrícolas. Por outro lado, amplia a criação de áreas de conservação ambiental sendo elas estaduais ou municipais. A concepção de proteção da flora, fauna e de recursos hídricos, manejo de recursos naturais, desenvolvimento de pesquisas científicas, manutenção do equilíbrio climático e ecológico e preservação de recursos genéticos, representa um importante instrumento para a sobrevivência de muitas espécies, inclusive a humana e contribuem para a criação dessas Unidades de Conservação. A região do Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, localizado no município de Vila Vela da Santíssima Trindade, mesmo abrigando grande riqueza da biodiversidade, não possui nenhuma infra-estrutura de gestão do parque que vise o combate a exploração da terra, invasão por grileiros e posseiros, desmatamentos e queimadas. Diante do exposto, essa pesquisa tem como objetivo principal avaliar e analisar a situação atual e importância da geodiversidade (geomorfologia, solos, geologia, clima), da biodiversidade (a cobertura vegetal), por meio principalmente do componente geomorfológicos, para o estudo e determinação da fragilidade da paisagem como subsídio ao planejamento ambiental do referido parque. Dessa forma, a partir dessa avaliação e análise, propor ações de recuperação e restauração dos recursos hídricos, edáficos, e dos ecossistemas degradados. No desenvolvimento desta pesquisa, aplicou-se uma metodologia de estudo que englobou os estudos de geodiversidade, compartimentação geomorfológica, dissecação e declividade do relevo, pedologia, uso do solo e cobertura vegetal e precipitação pluviométrica como subsídios para a produção da carta de fragilidade potencial da região. As cartas com dados geomorfológicos, geológicos e pedológicos foram confeccionados a partir da base de dados de cartas disponíveis pelo IBGE/DSG, CPRM e pela SEPLAN/MT, na escala de 1:1.000.000; 1:500.000, 1::250.000; 1:100.000 e 1:50.000, atualizadas com dados de imagens LANDAST 5 TM de 1993 a 1955 e 2005 a 2011, sendo as Folhas SD -20 Z B e SD 20 Z D/SE 20 X B, Mapa 001 MIR 369 e 385/401 as que demonstram o território do Parque Estadual Serra Ricardo Franco. Os resultados obtidos demonstram um relativo equilíbrio ambiental, que ocorre em função dos fatores naturais e pela forma de uso do solo do interior do Parque. Entretanto, os problemas fundiários do entorno do Parque se não forem legalizados, poderão ocasionar sérios problemas ambientais na região. Nesse sentido, torna-se necessário algumas ações de planejamento e gestão ambiental e territorial no intuito de preservar as áreas ainda conservadas. A hierarquização da área conforme as classes de fragilidade potencial, associadas às análises realizadas na presente pesquisa, constituem-se em ferramenta para orientar na definição de planos de recuperação, planejamento e zoneamento territorial e ambiental do Parque Estadual Serra Ricardo Franco, inserido em uma região de grande importância geoecológica, econômica e social do Estado de Mato Grosso. Diante do exposto fica explícito que a escolha da área do Parque Estadual Serra Ricardo Franco se deve aos seus aspectos naturais, destacando a compartimentação do relevo e da zona de ecótono entre o bioma Amazônico, o Cerrado e o Pantanal do Guaporé. / Mato Grosso is experiencing rapid growth in agribusiness, expanding the state\'s agricultural frontiers even farther. On the other hand, state and municipal environmental preservation areas are also expanding. The concept of preserving the flora, fauna and water resources, management natural resources, developing scientific research, maintenance of climatic and ecological balance and preservation of genetic resources represents an important tool for the survival of many species, including humankind, and contributes to the creation of these Conservation Units. The region of Serra de Ricardo Franco State Park, located in the municipality of Vila Vela da Santíssima Trindade, despite its rich biodiversity, presents no infrastructure aimed at fighting land exploitation, invasion by encroachers and squatters, deforestations and bush fires. In view of the above considerations, this research seeks to evaluate and analyze the current status and importance of biodiversity (geomorphology, soils, geology and climate), biodiversity (vegetal cover), mainly through the geomorphological components in order to study and determine the fragility of the landscape so as to support the environmental planning of the said park. Thus, from this evaluation and analysis, we propose actions to recover and restore water and edaphic resources of the degraded ecosystems. In the development of this research, we applied the methodology comprising studies on geodiversity, geomorphological compartimentation, relief dissection and declivity, pedology, soil use and vegetal cover and rainfall as subsidies for the production of the potential fragility letter of the region. The letters with geomorphological, geological and pedological data were prepared based on the letters database made available by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE/DSG), the Geological Survey of Brazil (CPRM) and the Secretariat for Regional Planning and Development of the State of Mato Grosso (SEPLAN/MT), in scales of 1:1.000,000; 1:500,000, 1:250,000; 1:100,000 e 1:50,000, updated with LANDAST 5image data TM from 1993 to 1955 and 2005 to 2011, with pages SD -20 Z B and SD 20 Z D/SE 20 X B, Map 001 MIR 369 and 385/401 displaying the territory of Serra de Ricardo Franco State Park. The results obtained suggest relative environmental balance as a result of natural factors and the form of soil use in the interior of the park. However, land title problems surrounding the Park have not been legalized and may cause serious environmental problems in the region. Therefore, some environmental and territorial planning and management actions are needed to protect the areas currently preserved. Ranking the area according with potential fragility classes, in addition to the analyses carried out in this research, may help define recovery, planning and territorial and environmental zoning plans of Serra de Ricardo Franco State Park, a region of great geo-ecological, economic and social significance for the State of Mato Grosso. Based on the above considerations, we have made explicit that the choice of the area of Serra de Ricardo Franco State Park is due to its natural features, mainly relief compartimentation and the ecotone zone between the Amazon biome, the Cerrado and Pantanal do Guaporé.
5

Identificação de fragilidade ambiental nas estradas Agrovila e Emade Tefé (AM)

Mesquita, Massilene, 92981578688 30 May 2017 (has links)
Submitted by Ingrid Lima (ingrdslima@hotmail.com) on 2017-11-10T13:41:49Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) DISSERTAÇÃO MASSILENE Essa.pdf: 8027436 bytes, checksum: 6b0c1974567a49261f113520efc30fb3 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-11-10T18:08:45Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) DISSERTAÇÃO MASSILENE Essa.pdf: 8027436 bytes, checksum: 6b0c1974567a49261f113520efc30fb3 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-11-10T18:12:11Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) DISSERTAÇÃO MASSILENE Essa.pdf: 8027436 bytes, checksum: 6b0c1974567a49261f113520efc30fb3 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-10T18:12:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) DISSERTAÇÃO MASSILENE Essa.pdf: 8027436 bytes, checksum: 6b0c1974567a49261f113520efc30fb3 (MD5) Previous issue date: 2017-05-30 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The processes of formation of environmental fragility captained by roads have proved to be a strong structuring and conditioning factor for activities (social, environmental and economic, among others) in the municipality, as well as for the study of impacts and environmental planning based on land use. The main objective of this work is to analyze the environmental fragility and the use and occupation of the soil in the Agrovila and Emade roads in Tefé (AM). The Agrovila and Emade roads, in Tefé (AM), present the problem of environmental fragility as a constituent element of the relationship between society and nature, this causes various uses of nature as a resource, such uses produce their respective impacts. The approach in this work is from the Geosystems and Socio-spatial Formation as a theory and as basic methods to identify the fragility in these roads from its aspects (natural, social, economic and environmental). The work was also developed based on the relationship between society and nature, as well as with the use of maps, highlighting the dynamising relationship between socio-spatial formation, geosystem, landscape and environmental fragility. The use and occupation of the soil on the roads were identified in classes of use as vegetation, agriculture, pasture, exposed soil and dwellings, being that in the Agrovila road the most intense use was of the fluvial courses for bathhouses occurring the case of the same fluvial course being Used for more than one spa. Several activities have been identified on the roads, such as the intense real estate business that has been intensifying. The environmental fragility of these environments was identified from the Ross methodology (1994), for the fragility of natural environments from the establishment of the society in its specific modalities of use in these environments, we used variables of relief dissection, soil type, use And soil occupation / vegetation cover and rainfall. It was identified two classes of fragility being medium and strong in the two roads and the strong class in the road Agrovila occurs in the initial stretch until approximately the entrance of access to another road studied here. In this area there are villas, pastures, plantations, among other activities and this same area is close to the airport area and also the city dump, as well as one of the river basin that contains use of river courses for seaside resorts. On the Emade road this class was identified in the final section of the road, intense voiceless area and with proximity to the river Solimões. The middle fragility class on the Agrovila road was identified after the dump area and the entrance of the other road to the final stretch of road. In Emade this class was identified from the initial stretch of the road to the vicinity of the final stretch. The use of environmental fragility becomes a fundamental element for the identification, analysis and planning of areas that receive impacts and require protection actions. / Os processos de formação de fragilidade ambiental capitaneados por estradas têm-se mostrado um forte estruturante e condicionante para atividades (sociais, ambientais e econômicas, entre outras) no município, assim como para o estudo de impactos e planejamento ambiental com base no uso do solo. O objetivo principal desse trabalho é analisar a fragilidade ambiental e o uso e ocupação do solo nas estradas Agrovila e Emade em Tefé (AM). As estradas Agrovila e Emade em Tefé (AM) apresentam a problemática da fragilidade ambiental como elemento constituinte da relação entre sociedade e natureza, isto ocasiona diversos usos da natureza enquanto recurso, tais usos produzem seus respectivos impactos. A abordagem neste trabalho é a partir do Geossistemas e da Formação sócio-espacial como teoria e como métodos básicos para identificar a fragilidade nessas estradas a partir de seus aspectos (naturais, sociais, econômicos e ambientais). O trabalho também foi desenvolvido com base na relação sociedade e natureza, assim como com a utilização de mapas, evidenciando a relação dinamizadora entre a formação sócio-espacial, os geossistema, a paisagem e a fragilidade ambiental. O uso e ocupação do solo nas estradas foram identificados em classes de uso como vegetação, mata secundária, área de queimada recente, pastagem, solo exposto e área construída, sendo que por meio da realidade empiricamente observada em ambas as estradas identificou-se que na estrada Agrovila o uso mais intenso foi o dos cursos fluviais para balneários, ocorrendo o caso de um mesmo curso fluvial ser utilizado para mais de um balneário. Diversas atividades foram identificadas nas estradas como, por exemplo, o intenso negócio imobiliário que vem se tornando recorrente. A fragilidade ambiental desses ambientes foi identificada a partir da metodologia de Ross (1994); para fragilidade de ambientes naturais a partir da instauração da sociedade em suas especificidades de modalidades de uso nesses ambientes, utilizou-se variáveis de dissecação do relevo, tipo de solo, uso e ocupação do solo/cobertura vegetal e pluviosidade. Foram identificadas duas classes de fragilidade, sendo média e forte nas duas estradas, porém, a classe forte na estrada Agrovila ocorre no trecho inicial até aproximadamente a entrada de acesso a outra estrada aqui estudada. Nesta área há moradias, pastagens, plantações, entre outras atividades e esta mesma área fica próxima a área aeroportuária e, também, do lixão da cidade, assim como de uma bacia hidrográfica que contém uso de cursos fluviais para balneários. Na estrada Emade essa classe foi identificada no trecho final da estrada, área de voçorocamento intenso e com proximidade do rio Solimões. A classe de fragilidade média na estrada Agrovila foi identificada depois da área de lixão e da entrada da outra estrada até o trecho final da estrada. Na Emade esta classe foi identificada desde o trecho inicial da estrada até as proximidades do trecho final. O uso da fragilidade ambiental torna-se um elemento fundamental para identificação, análise e planejamento de áreas que recebem impactos e necessitam de ações de proteção.
6

Geomorfologia, geodiversidade e análise da fragilidade ambiental das paisagens do parque estadual Serra Ricardo Franco, MT-Brasil / Geomorphology, geodiversity and analyses of environmental fragility of the landscapes of the State Park Serra Ricardo Franco, MT Brazil

Ana Rosa Ferreira 17 December 2014 (has links)
Mato Grosso encontra-se em acelerado processo de desenvolvimento do agronegócio, expandindo cada vez mais suas fronteiras agrícolas. Por outro lado, amplia a criação de áreas de conservação ambiental sendo elas estaduais ou municipais. A concepção de proteção da flora, fauna e de recursos hídricos, manejo de recursos naturais, desenvolvimento de pesquisas científicas, manutenção do equilíbrio climático e ecológico e preservação de recursos genéticos, representa um importante instrumento para a sobrevivência de muitas espécies, inclusive a humana e contribuem para a criação dessas Unidades de Conservação. A região do Parque Estadual da Serra de Ricardo Franco, localizado no município de Vila Vela da Santíssima Trindade, mesmo abrigando grande riqueza da biodiversidade, não possui nenhuma infra-estrutura de gestão do parque que vise o combate a exploração da terra, invasão por grileiros e posseiros, desmatamentos e queimadas. Diante do exposto, essa pesquisa tem como objetivo principal avaliar e analisar a situação atual e importância da geodiversidade (geomorfologia, solos, geologia, clima), da biodiversidade (a cobertura vegetal), por meio principalmente do componente geomorfológicos, para o estudo e determinação da fragilidade da paisagem como subsídio ao planejamento ambiental do referido parque. Dessa forma, a partir dessa avaliação e análise, propor ações de recuperação e restauração dos recursos hídricos, edáficos, e dos ecossistemas degradados. No desenvolvimento desta pesquisa, aplicou-se uma metodologia de estudo que englobou os estudos de geodiversidade, compartimentação geomorfológica, dissecação e declividade do relevo, pedologia, uso do solo e cobertura vegetal e precipitação pluviométrica como subsídios para a produção da carta de fragilidade potencial da região. As cartas com dados geomorfológicos, geológicos e pedológicos foram confeccionados a partir da base de dados de cartas disponíveis pelo IBGE/DSG, CPRM e pela SEPLAN/MT, na escala de 1:1.000.000; 1:500.000, 1::250.000; 1:100.000 e 1:50.000, atualizadas com dados de imagens LANDAST 5 TM de 1993 a 1955 e 2005 a 2011, sendo as Folhas SD -20 Z B e SD 20 Z D/SE 20 X B, Mapa 001 MIR 369 e 385/401 as que demonstram o território do Parque Estadual Serra Ricardo Franco. Os resultados obtidos demonstram um relativo equilíbrio ambiental, que ocorre em função dos fatores naturais e pela forma de uso do solo do interior do Parque. Entretanto, os problemas fundiários do entorno do Parque se não forem legalizados, poderão ocasionar sérios problemas ambientais na região. Nesse sentido, torna-se necessário algumas ações de planejamento e gestão ambiental e territorial no intuito de preservar as áreas ainda conservadas. A hierarquização da área conforme as classes de fragilidade potencial, associadas às análises realizadas na presente pesquisa, constituem-se em ferramenta para orientar na definição de planos de recuperação, planejamento e zoneamento territorial e ambiental do Parque Estadual Serra Ricardo Franco, inserido em uma região de grande importância geoecológica, econômica e social do Estado de Mato Grosso. Diante do exposto fica explícito que a escolha da área do Parque Estadual Serra Ricardo Franco se deve aos seus aspectos naturais, destacando a compartimentação do relevo e da zona de ecótono entre o bioma Amazônico, o Cerrado e o Pantanal do Guaporé. / Mato Grosso is experiencing rapid growth in agribusiness, expanding the state\'s agricultural frontiers even farther. On the other hand, state and municipal environmental preservation areas are also expanding. The concept of preserving the flora, fauna and water resources, management natural resources, developing scientific research, maintenance of climatic and ecological balance and preservation of genetic resources represents an important tool for the survival of many species, including humankind, and contributes to the creation of these Conservation Units. The region of Serra de Ricardo Franco State Park, located in the municipality of Vila Vela da Santíssima Trindade, despite its rich biodiversity, presents no infrastructure aimed at fighting land exploitation, invasion by encroachers and squatters, deforestations and bush fires. In view of the above considerations, this research seeks to evaluate and analyze the current status and importance of biodiversity (geomorphology, soils, geology and climate), biodiversity (vegetal cover), mainly through the geomorphological components in order to study and determine the fragility of the landscape so as to support the environmental planning of the said park. Thus, from this evaluation and analysis, we propose actions to recover and restore water and edaphic resources of the degraded ecosystems. In the development of this research, we applied the methodology comprising studies on geodiversity, geomorphological compartimentation, relief dissection and declivity, pedology, soil use and vegetal cover and rainfall as subsidies for the production of the potential fragility letter of the region. The letters with geomorphological, geological and pedological data were prepared based on the letters database made available by the Brazilian Institute of Geography and Statistics (IBGE/DSG), the Geological Survey of Brazil (CPRM) and the Secretariat for Regional Planning and Development of the State of Mato Grosso (SEPLAN/MT), in scales of 1:1.000,000; 1:500,000, 1:250,000; 1:100,000 e 1:50,000, updated with LANDAST 5image data TM from 1993 to 1955 and 2005 to 2011, with pages SD -20 Z B and SD 20 Z D/SE 20 X B, Map 001 MIR 369 and 385/401 displaying the territory of Serra de Ricardo Franco State Park. The results obtained suggest relative environmental balance as a result of natural factors and the form of soil use in the interior of the park. However, land title problems surrounding the Park have not been legalized and may cause serious environmental problems in the region. Therefore, some environmental and territorial planning and management actions are needed to protect the areas currently preserved. Ranking the area according with potential fragility classes, in addition to the analyses carried out in this research, may help define recovery, planning and territorial and environmental zoning plans of Serra de Ricardo Franco State Park, a region of great geo-ecological, economic and social significance for the State of Mato Grosso. Based on the above considerations, we have made explicit that the choice of the area of Serra de Ricardo Franco State Park is due to its natural features, mainly relief compartimentation and the ecotone zone between the Amazon biome, the Cerrado and Pantanal do Guaporé.
7

Análise da fragilidade ambiental relevo-solo com aplicação de três modelos alternativos nas altas aacias do Rio Jaguari-Mirim, Ribeirão do Quartel e Ribeirão da Prata. / Environmental fragility analysis using three methodological models at the high basins of rivers Jaguari-Mirim, do Quartel and da Prata.

Spörl, Christiane 14 August 2001 (has links)
Este trabalho apresenta uma comparação de três modelos metodológicos aplicados aos estudos da Fragilidade Ambiental. A aplicação destes modelos resultou na confecção de três mapeamentos diferenciados de Fragilidade, os quais foram analisados e comparados entre si. Dos três modelos metodológicos aplicados, dois foram propostos por ROSS (1994), um com apoio nos Índices de Dissecação do Relevo, e o outro nas Classes de Declividade. O terceiro modelo foi proposto por CREPANI et ali (1996) baseado nas Unidades Territoriais Básicas - UTB's. Os três modelos de análise da Fragilidade ambiental propostos partem do mesmo princípio: as Unidades Ecodinâmicas preconizadas por TRICART (1977) para delimitar áreas no contexto dos diagnósticos ambientais. As áreas são caracterizadas por diversos atributos: rochas, relevo, solo, cobertura vegetal/ uso da terra e pluviosidade. No entanto, estes modelos apresentam diferenças na operacionalização dos métodos, e também, nas variáveis analisadas. Destas divergências resultam três mapeamentos diferenciados. Apesar dos diferentes resultados apresentados pelos três modelos de análise da Fragilidade, seus objetivos são os mesmos, servir como subsídio ao planejamento estratégico ambiental. Os mapeamentos das Fragilidades Ambientais identificam e analisam os ambientes em função de seus diferentes níveis de fragilidade. Através destes documentos torna-se possível apontar as áreas onde os graus de fragilidade são mais baixos favorecendo, então, determinados tipos de inserção; e áreas mais frágeis onde são necessárias ações tecnicamente mais adequadas a essas condições. / This work presents a comparison between three methodological models which were applied to Environmental Fragility studies. The application of these models resulted in three different Environmental Fragility maps, which were analyzed e compared with each other. Of the three methodological methods used, two were proposed by ROSS (1994), one of them based on the Relief’s Dissection Index and the other on the Slope Classes. The third model was proposed by the INPE (1996), based on the Basic Territorial Units – BTU's. The three models come from the same principle: The Ecodynamics Units, defended by TRICART (1977) to classify areas regard to its environmental diagnosis. The areas characterized by several information: rocks, topography, soil, vegetation/ use of the soil and pluviosity. However, these models present differences in the operationalization of the methods, and also in the variables analyzed. These divergences results three different mappings. Although the different results presented by the three models, its purposes are the same: to gather information to the Environmental Strategic Planning. The environmental Fragility mappings identify and analyze the areas according to its different fragility levels. Through these documents it´s possible to point out the lowest fragility rated areas, favoring then certain types of insertion; and the most fragile areas, where more adequate technical actions are required.
8

Relevo, processos geoecológicos e sócio/reprodutores e a fragilidade ambiental da bacia do ribeirão Piracicamirim/SP / Relief, geoecological processes, social-reproducing processes and environmental fragility in the Piracicamirim Basin/SP

Leme, Sueli Mançanares 25 September 2007 (has links)
O estudo teve por objetivo mostrar que as formas de relevo observadas na Bacia do Piracicamirim/SP traduzem a dependência genética de todo o conjunto de estruturas que se articulam no geossistema paisagístico dessa unidade geográfica, tendo por isso, grande importância como indicadoras da dinâmica precedente e da situação atual do mesmo, razão pela qual, o seu estudo foi tomado como fundamental não só para explicar a evolução dos processos geoecológicos da área mas, também, como norteador e, portanto, subsídio para o (re) planejamento futuro da referida bacia. A escolha da bacia em questão se justifica por sua meso-escala, o que a coloca, metodologicamente como adequada, para estudos de tendências, padrões de comportamento e de processos. A elaboração da carta morfodinâmica como método da pesquisa decorreu da intenção de avaliar a participação relativa do relevo na dinâmica dos processos, bem como da meta de identificar os graus de fragilidade ambiental. O estudo comprovou que a dinâmica das formas de relevo e as propriedades adquiridas em sua gênese determinaram a evolução dos processos geoecológicos e sócio-reprodutores observados na área; reforçou a adequação da perspectiva sistêmica e da sua materialização em uma carta síntese para estudos geomorfológicos com a pretensão técnica de subsidiar planejamento territorial; comprovou os riscos decorrentes da adoção, para o estudo de realidades complexas, de procedimentos exclusivamente analíticos; disponibilizou elementos de crítica em relação a procedimentos empíricos e computacionais de cartografação geomorfológica; identificou a relação relevo/solo/uso da terra como a que principalmente está a responder pela fragilidade ambiental na bacia; disponibilizou o ferramental que poderá subsidiar as necessárias ações públicas de (re) planejamento urbano/rural e de educação ambiental da área. / This study had the objective of showing that the shapes of the relief seen in the Piracicamirim Basin/SP translate the genetic dependence of all set of structures that articulate themselves in the geosystem of the landscape of this geographic unit, having thus great importance as indicators of the precedent dynamic and of its actual situation, this been the reason why its study was taken as fundamental not only to explain the evolution of the area geoecological processes but also as a north, and therefore a subside to the future (re)planning of the referred basin. The choice of this particular basin justifies itself for its meso-scale, which places itself methodologically as adequate to the studies of tendencies, processes and behavioral standards. The elaboration of the morphodynamic chart as methodology of research resulted from the intention of evaluating the relative participation of the relief in the dynamic of the processes as well as of the goal of identifying the levels of environmental fragility.The study proved that the dynamic of the shapes of relief and the acquired properties in their genesis determined the evolution of the geoecological and social- reproducing processes seen in the area ; reinforced the adequation of the systematic perspective and its materialization in a chart synthesis to geomorphological studies with the technical intension of subsidizing territorial planning; reassured the resultant risks of the adoption, to the study of complex realities, of exclusively analytical approaches; made critic elements in relation to empiric and computational approaches of geomorphologic cartographing available; identified the relation relief/soil/use of the land like the principal one to answer to environmental fragility of the basin; made the tool that can subsidize the necessary public actions of rural/urban (re)planning and of environmental education of the area.
9

Fragilidade ambiental e vulnerabilidade social para análise integrada do espaço geográfico: bacia hidrográfica no Jardim Ângela (São Paulo-SP) / Environmental fragility and social vulnerability for integrated analysis of geographic space: watershed in Jardim Angêla (São Paulo-SP)

Gayoso, Rogério Caron 24 September 2014 (has links)
O presente trabalho é um estudo de Geomorfologia aplicada com o objetivo de analisar, de forma integrada, um ambiente urbanizado, em uma sub-bacia do manancial da Guarapiranga, na cidade de São Paulo. O enfoque é o diagnóstico da Fragilidade Ambiental e sua correlação com o Índice Paulista de Vulnerabilidade Social (IPVS Fundação SEADE). Para isso, foi elaborado um mapeamento geomorfológico, em escala de detalhe - como suporte para o entendimento da dinâmica dos processos morfológicos - e o mapa de uso e cobertura da superfície da Terra, que expressa as concretudes das ações antrópicas e a conjuntura de flora presente na área, para obtenção de informações sobre a proteção da superfície contra intemperismos. Em seguida foi feita uma intersecção entre estes dois mapas e foi elaborado o mapa de Fragilidade Ambiental. Em um segundo momento, foi feito um mapa com a espacialização SEADE do Índice Paulista de Vulnerabilidade Social, para representar os dados socioeconômicos especializados conforme setores censitários. Por fim, foi elaborada uma correlação entre os mapas de Vulnerabilidade Social e Fragilidade Ambiental. Com isso, foi possível demonstrar que as áreas de vulnerabilidades mais altas foram assentadas em terrenos de fragilidade forte e muito forte e que as áreas precisam de cuidados específicos para a devida ocupação. / The present work is a study of Applied Geomorphology, with the aim of analyze, in an integrated manner, an urban environment in a sub-basin of the water reservoir of Guarapiranga, in the city of São Paulo, Brazil. The focus is the diagnosis of Environmental Fragility and its correlation with Paulista Social Vulnerability Index (IPVS Foundation SEADE). For this, a geomorphological mapping was developed in detail scale - as support for understanding the dynamics of morphological processes - and the land cover mapping, which expresses the materiality of human activities and the vegetation distribution in the landscape, this mapping provides informations about how much the cover protects the ground surface against climate effects. Then was made an intersection between these two maps and the map of Environmental Fragility was prepared. In a second step, a map showing the spatial distribution of the Paulista Social Vulnerability Index (SEADE), was made to represent the specialized socioeconomic data. Finally, a correlation was drawn between the maps of Social Vulnerability and Environmental Fragility. Thus, it was possible to demonstrate that the areas of highest vulnerability were settled in the strong and very strong and fragile land areas that need special care to occupation.
10

Zoneamento ambiental da área da unidade de conservação Tiúba em Palmas-TO para embasar a sua implantação como parque linear

Santos, Marina Gontijo dos 02 October 2015 (has links)
No decorrer do desenvolvimento dos estudos realizados para a criação do Plano Diretor Participativo de Palmas em 2007, houve a constatação da depreciação e ocupação irregular das áreas verdes e das matas ciliares. Sendo assim o poder público transformou as áreas verdes que margeiam os cursos d’água em Unidades de Conservação (UC). No entanto, não se pode afirmar que as áreas, da forma como se encontram, estão atingindo os objetivos de conservação dos recursos naturais esperados para uma UC, pois o que se observa é a ocupação irregular das áreas verdes, a população utilizando algumas dessas áreas para disposição inadequada de resíduos sólidos e durante o período de estiagem são atingidas por queimadas. O presente estudo foi concebido com o intuito de elaborar o zoneamento ambiental da área proposta da UC Tiúba na cidade de Palmas, levando em consideração a cobertura e uso do solo, as fragilidades ambientais e a avaliação dos impactos ambientais da área, para embasar a tomada de decisão no processo de implantação da citada UC, criada pela Lei Complementar n.º 155 de 28 de dezembro de 2007. A referida Lei estabeleceu que esta UC deveria ser enquadrada em até dois anos a partir de sua aprovação, contudo esse enquadramento ainda não ocorreu. A UC Tiúba está localizada nas margens do córrego Tiúba, seus afluentes e em parte da margem do lago da UHE Luís Eduardo Magalhães. Com este estudo, propõe-se que seja criada a categoria de parque linear para a Unidade de Conservação Tiúba. O parque linear possui características diferentes de um parque urbano convencional por estar associado a recursos hídricos. No caso de Palmas, como cidade planejada, essa intenção de implantar parque linear faz parte da origem do projeto e do desenho da cidade; falta apenas a implantação dos instrumentos legais efetivos para a sua definição e demarcação oficial. O zoneamento ambiental é um dos principais instrumentos de gestão de uma UC, pois a área é delimitada em zonas homogêneas que fornecem orientações que organizam o uso dos recursos naturais e o uso e ocupação do solo nas unidades delimitadas. Devido a isso, a área foi dividida em quatro zonas: Zona de Proteção das Margens dos Recursos Hídricos (ZPMRH), Zona de Proteção Especial (ZPE), Zona de Ocupação Controlada (ZOC) e Zona de Recuperação (ZR). Sendo que duas zonas tem o objetivo de proteger as margens dos recursos hídricos e as áreas com vegetação nativa, uma zona temporária para garantir a recuperação das áreas que se encontram degradadas e a outra zona para promover o desenvolvimento de forma sustentável por meio da ocupação controlada da área. Todos os impactos ambientais negativos identificados na área em estudo são reversíveis, mas para isso é necessário adotar medidas mitigadoras. O primeiro passo consiste em regularizar a implantação da UC Tiúba por meio de um decreto, definir e delimitar o seu polígono, e fazer o plano de manejo levando em consideração o zoneamento ambiental proposto neste estudo. / During the development of studies for the creation of the Participatory Master Plan of Palmas in 2007, there was a finding of depreciation and illegal occupation of green areas and riparian forests. Therefore the government turned the green areas bordering waterways in Units of Conservation (UC). However, it cannot be said that the areas, as they are currently, are reaching the natural resource conservation objectives expected for a UC, since what is seen is the illegal occupation of green areas, the population is using some of these areas for inadequate disposal of solid waste and during the dry season they are hit by fires. This study was designed in order to prepare the environmental zoning of the proposed area of the UC Tiúba in Palmas, taking into account the coverage and land use, environmental fragilities and the environmental impact assessment of the area, to support the decision in the implementation process of this UC, created by Complementary Law No. 155 of December 28, 2007. This law established that this UC should be framed within two years from its approval, yet this framework has not occurred. The UC Tiúba is located in the Tiúba stream margins and its tributaries and in part of the UHE Luís Eduardo Magalhães lakeshore. This study proposes the creation of linear park category for Tiúba Conservation Unit. The linear park has different characteristics from a conventional urban park because it is associated with waterways. In the case of Palmas, as a planned city, this intention to implement a linear park is part of the origin of the project and the city's design; It lacks only the implementation of effective legal instruments to establish its official definition and demarcation. The environmental zoning is one of the major management tools of a UC, because the area is bordered in homogeneous zones which provide guidance that organizes the use of natural resources and the land use and occupation in defined units. Thus, the area was divided into four areas: Zone of Water Resources Margins Protection (ZWRMP), Zone of Special Protection (ZSP), Zone of Controlled Occupation (ZCO) and Zone of Recovery (ZR). Two zones aim to protect the margins of water resources and areas with native vegetation, a temporary zone to ensure the recovery of areas that are degraded and the other zone to promote the development in a sustainable manner through the controlled occupation of the area. All negative environmental impacts identified in the studied area are reversible, but it is necessary to adopt mitigation measures. The first step is to regularize the implementation of UC Tiúba through a decree, define and delimit its polygon, and making the management plan taking into account the environmental zoning proposed in this study.

Page generated in 0.101 seconds