• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 231
  • 4
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 239
  • 114
  • 53
  • 30
  • 30
  • 30
  • 30
  • 29
  • 29
  • 25
  • 24
  • 24
  • 24
  • 22
  • 21
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
31

Diferentes frações inspiradas de oxigênio, associadas ou não ao óxido nitroso, em suínos anestesiados com propofol e mantidos em ventilação espontânea /

Silva, Paloma do Espírito Santo. January 2017 (has links)
Orientador: Newton Nunes / Banca: Paula Ferreira da Costa / Banca: Roberto Thiesen / Banca: Luis Gustavo Gosuen Gonçalves Dias / Banca: Paulo Aléscio Canola / Resumo: A anestesia intravenosa com propofol é amplamente utilizada em Medicina Veterinária, entretanto, apesar de ser um bom hipnótico e apresentar indução e recuperação rápidas, esse fármaco não possui efeito analgésico. A fim de proporcionar aos suínos, espécie largamente utilizada na experimentação animal, uma anestesia multimodal, foi proposto nesse estudo a avaliação da associação de propofol ao óxido nitroso (N2O), o qual produz analgesia. Além disso, buscou-se definir as concentrações mais adequadas de oxigênio e N2O a serem fornecidas durante a anestesia. Para tal, foram utilizados 48 leitões em fase de creche, pré-medicados com azaperone, induzidos à anestesia com propofol e mantidos em infusão contínua deste agente sob ventilação espontânea. Os animais foram distribuídos em 6 grupos, que receberam as concentrações de 10, 30 e 50% de N2O (GN10, GN30 e GN50) ou ar comprimido (GA10, GA30 e GA50), associadas às frações inspiradas de oxigênio (FiO2) de 0,9, 0,7 e 0,5, respectivamente. Foi estudada a hemogasometria arterial e venosa mista, além da dinâmica cardiovascular, dinâmica respiratória e parâmetros intracranianos. A coleta de dados teve início 40 minutos após a indução anestésica e repetidas a cada 15 minutos, durante 60 minutos. Para a análise estatística dos resultados foi feita a análise de variância de duas vias para comparação entre grupos e de uma via para comparação de momentos, ambas seguidas pelo teste de Bonferroni. A dinâmica cardiovascular não apresentou dife... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Intravenous anesthesia with propofol is common practice in Veterinary Medicine. However, despite being a good hypnotic and provides fast anesthetic induction and recovery, has no analgesic effect. In order to provide pigs with a multimodal anesthetic protocol, it was proposed to evaluate the association of propofol with nitrous oxide (N2O), due to its analgesic properties. Moreover, the aim of this study was to define the most appropriate concentrations of oxygen and N2O to be provided during anesthesia. To that purposes, a total of 48 pigs in nursery phase were used. They were premedicated with azaperone and anesthetized with propofol, which was also used during anesthesia maintenance. The animals were assigned into 6 groups, as follows concentrations of 10, 30 and 50% N2O (GN10, GN30 and GN50) or compressed air (GA10, GA30 and GA50) associated with fraction of inspired oxygen (FiO2) of 0.9, 0.7 and 0.5, respectively. It was studied the arterial and mixed venous blood gas analysis, as well as cardiovascular dynamics, respiratory dynamics and intracranial parameters. Data collection began 40 minutes after the induction and it was repeated every 15 minutes for 60 minutes. The statistical analysis of results was performed by two-way analysis of variance for comparison between groups and one-way for times comparison, both followed by the Bonferroni test. Cardiovascular dynamics showed no difference between groups for heart rate (HR), systolic arterial pressure (SAP), diastolic a... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
32

Caracterização da hemodinâmica uterina de éguas durante o ciclo estral

Canesin, Heloísa de Siqueira [UNESP] 10 April 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:14Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-04-10Bitstream added on 2014-06-13T18:58:49Z : No. of bitstreams: 1 000753346.pdf: 2831684 bytes, checksum: bbde898a2b47ef35ca4a44b595c5f7ea (MD5) / O útero, por ser o local de desenvolvimento do concepto, necessita de um exame criterioso, principalmente na avaliação e seleção de receptoras de embrião. A ultrassonografia Doppler permite uma avaliação não invasiva e em tempo real da hemodinâmica uterina. Em éguas, assim como em outras espécies, o útero sofre alterações fisiológicas ao longo do ciclo estral, reguladas pelos hormônios esteroidais, estrógeno (E2) e progesterona (P4), e por complexas interações entre fatores de crescimento locais secretados pelo útero. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a hemodinâmica uterina de éguas não gestantes, ao longo do ciclo estral, por meio da avaliação ultrassonográfica Doppler de vasos de pequeno calibre, presentes no endométrio, miométrio e mesométrio e correlacioná-la às concentrações plasmáticas dos hormônios esteroidais. Para tanto, 12 éguas não gestantes foram acompanhadas diariamente, durante o intervalo interovulatório, para avaliação do edema e da perfusão vascular uterina. Amostras de sangue foram coletadas diariamente para análise de E2 e P4, por radioimunoensaio. A hemodinâmica uterina apresentou um padrão ondular durante o ciclo estral, com uma diminuição da irrigação no dia da ovulação e no final do diestro, e um aumento no início do diestro e no estro. As concentrações plasmáticas de P4 e de E2 apresentaram correlação negativa e positiva, respectivamente, com a perfusão vascular uterina apenas durante o estro. É muito provável que os hormônios esteroidais estejam envolvidos na regulação da perfusão vascular uterina durante o ciclo estral. No entanto, há diversos fatores mediadores envolvidos neste processo, como a expressão de seus receptores e interações hormonais, que ainda precisam ser explorados / The uterus as the site of the conceptus development needs judicious examination, mainly for evaluation and selection of recipient mares. The Doppler ultrasound enables noninvasive evaluation in real-time of uterine hemodynamics. In mares, and also in other species, the uterus suffers physiological alterations during the estrous cycle, regulated by estrogen (E2) and progesterone (P4) hormones, and by complex interactions among local growth factors secreted by the uterus. The aim of this study was to characterize uterine hemodynamics of nonpregnant mares during the estrous cycle using Doppler ultrasonographic analysis in small vessels of the endometrium, myometrium and mesometrium, and correlate it to plasma concentrations of steroid hormones. For that purpose, 12 nonpregnant mares were daily followed, during interovulatory interval for evaluation of uterine edema and vascular perfusion. Blood samples were daily collected for analysis of plasma concentrations of steroid hormones using the radioimmunoassay technique. The uterine hemodynamics presented a wave shaped profile throughout the estrous cycle, with a decrease in the day of ovulation and last diestrous, and an increase in early diestrous and estrous. Negative and positive correlation between P4 and E2 plasma concentrations and uterine vascular perfusion, respectively, was found only during the estrous. The steroid hormones are probably involved in the uterine vascular perfusion regulation during the estrous cycle. However, there are also many mediated factors associated, such as expression of hormone receptors and hormonal interactions which still need to be investigated
33

Caracterização da hemodinâmica uterina de éguas durante o ciclo estral /

Canesin, Heloísa de Siqueira. January 2013 (has links)
Orientador: Cezinande de Meira / Coorientador: José Nicolau Prospero Puoli Filho / Banca: João Carlos Pinheiro Ferreira / Banca: Luciano Andrade Silva / Resumo: O útero, por ser o local de desenvolvimento do concepto, necessita de um exame criterioso, principalmente na avaliação e seleção de receptoras de embrião. A ultrassonografia Doppler permite uma avaliação não invasiva e em tempo real da hemodinâmica uterina. Em éguas, assim como em outras espécies, o útero sofre alterações fisiológicas ao longo do ciclo estral, reguladas pelos hormônios esteroidais, estrógeno (E2) e progesterona (P4), e por complexas interações entre fatores de crescimento locais secretados pelo útero. O objetivo do presente estudo foi caracterizar a hemodinâmica uterina de éguas não gestantes, ao longo do ciclo estral, por meio da avaliação ultrassonográfica Doppler de vasos de pequeno calibre, presentes no endométrio, miométrio e mesométrio e correlacioná-la às concentrações plasmáticas dos hormônios esteroidais. Para tanto, 12 éguas não gestantes foram acompanhadas diariamente, durante o intervalo interovulatório, para avaliação do edema e da perfusão vascular uterina. Amostras de sangue foram coletadas diariamente para análise de E2 e P4, por radioimunoensaio. A hemodinâmica uterina apresentou um padrão ondular durante o ciclo estral, com uma diminuição da irrigação no dia da ovulação e no final do diestro, e um aumento no início do diestro e no estro. As concentrações plasmáticas de P4 e de E2 apresentaram correlação negativa e positiva, respectivamente, com a perfusão vascular uterina apenas durante o estro. É muito provável que os hormônios esteroidais estejam envolvidos na regulação da perfusão vascular uterina durante o ciclo estral. No entanto, há diversos fatores mediadores envolvidos neste processo, como a expressão de seus receptores e interações hormonais, que ainda precisam ser explorados / Abstract: The uterus as the site of the conceptus development needs judicious examination, mainly for evaluation and selection of recipient mares. The Doppler ultrasound enables noninvasive evaluation in real-time of uterine hemodynamics. In mares, and also in other species, the uterus suffers physiological alterations during the estrous cycle, regulated by estrogen (E2) and progesterone (P4) hormones, and by complex interactions among local growth factors secreted by the uterus. The aim of this study was to characterize uterine hemodynamics of nonpregnant mares during the estrous cycle using Doppler ultrasonographic analysis in small vessels of the endometrium, myometrium and mesometrium, and correlate it to plasma concentrations of steroid hormones. For that purpose, 12 nonpregnant mares were daily followed, during interovulatory interval for evaluation of uterine edema and vascular perfusion. Blood samples were daily collected for analysis of plasma concentrations of steroid hormones using the radioimmunoassay technique. The uterine hemodynamics presented a wave shaped profile throughout the estrous cycle, with a decrease in the day of ovulation and last diestrous, and an increase in early diestrous and estrous. Negative and positive correlation between P4 and E2 plasma concentrations and uterine vascular perfusion, respectively, was found only during the estrous. The steroid hormones are probably involved in the uterine vascular perfusion regulation during the estrous cycle. However, there are also many mediated factors associated, such as expression of hormone receptors and hormonal interactions which still need to be investigated / Mestre
34

Avaliação da função cardíaca em cães com anemia normovolência aguda experimental

Champion, Tatiana [UNESP] 12 February 2008 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:46Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2008-02-12Bitstream added on 2014-06-13T20:30:44Z : No. of bitstreams: 1 champion_t_me_jabo.pdf: 323780 bytes, checksum: 4f868294469f7f64bb21654ab1f98b7f (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A anemia, condição clínica comum, está relacionada com disfunção cardiovascular, risco de insuficiência cardíaca congestiva, infarto do miocárdio e conseqüente aumento da mortalidade em seres humanos. São descritas alterações hemodinâmicas devido à ativação dos mecanismos compensatórios durante a anemia, na tentativa de minimizar ou evitar danos causados pela diminuição do aporte tecidual de oxigênio. Para o estudo de modelos experimentais de anemia em cães, têm-se utilizado a hemodiluição normovolêmica aguda. Assim, com este trabalho, objetivou-se analisar a possível influência da anemia sobre a função cardiovascular de cães. Para tanto, utilizaram-se dez cães adultos jovens, sem raça definida, com anemia normovolêmica aguda induzida experimentalmente. Este procedimento consistiu na retirada de 20% do volume sangüíneo circulante e reposição da volemia com solução colóide e cristalóide, até atingir hematócrito igual ou abaixo de 18%. Após a indução da anemia, avaliaram-se parâmetros cardiovasculares, como a troponina sérica, eletrocardiográficos, de pressão arterial e ecodopplercardiográficos. Também foram calculadas algumas variávies hemodinâmicas e hemogasométricas. Os cães anêmicos apresentaram diminuição da pressão arterial sistêmica, alteração do ritmo eletrocardiográfico de arritmia sinusal para ritmo sinusal, alterações ecocardiográficas indicando hiperfunção sistólica, porém sem indícios de disfunção diastólica, ausência de lesões na ultra-estrutura miocárdica, confirmada pelos níveis de troponina I, ausência de distúrbios acidobásicos e alterações hemodinâmicas significativas como aumento do índice cardíaco, do volume sistólico e diminuição do índice de resistência vascular periférica. / In humans, anemia is related to cardiovascular dysfunction, risk of congestive heart failure, and myocardial infarction, with subsequent increases in mortality. In the anemic state, activation of compensatory mechanisms results in hemodynamic changes. These changes minimize or avoid damages caused by reduced delivery of oxygen to body tissues. Studies of the effects of acute normovolemic anemia have often used the dog as a model. Thus, to better understand the canine response to anemia, further evaluation of the cardiovascular function of anemic dogs is necessary. This research aimed at evaluating the potential influence of anemia on dogs cardiovascular function. For such, acute normovolemic anemia was induced in ten adult mongrel dogs. To induce anemia, approximately 20% of the circulating blood volume was removed and replaced with equal volumes of a colloid and crystalloid solution. Under these conditions, the hematocrit was reduced to less than 18%. The serum troponin, blood pressure, electrocardiogram, and echodopplercardiogram evaluations were performed after the induction of anemia. There also were evaluated acid base and hemodynamic variables. The anemic dogs presented reduction of the arterial blood pressure and change of the cardiac rhythm from sinusal arrhythmia to sinusal rhythm, on the echocardiography, the dogs showed systolic hyperfunction, however without diastolic dysfunction, absence of myocardic ultra structure injury, confirmed by troponin I levels, absence of acid-base disturbs and significant hemodynamic modifications, like increases of cardiac indices, systolic volume and decrease of peripheral vascular resistance indices.
35

Efeitos da infusão contínua de lidocaína em bezerros anestesiados pelo isofluorano / Marcelo Augusto de Araújo. -

Araújo, Marcelo Augusto de. January 2011 (has links)
Orientador: Paulo Sergio Patto dos Santos / Banca: Valéria Nobre Leal de Souza Oliva / Banca: Carlos Augusto Araújo Valadão / Resumo: Foram analisados os efeitos cardiorrespiratórios e as variações do índice biespectral após a administração da infusão contínua de lidocaína em bezerros anestesiados com isofluorano sob ventilação controlada. Oito bezerros receberam infusão contínua de lidocaína (GL) ou salina 0,9% (GC). Após MPA com xilazina 0,05 mg/kg/IV e indução anestésica com quetamina 2mg/kg associada com midazolam o,1mg/kg, com os bezerros em decúbito lateral procedeu-se a intubação e administrou-se isofluorano 1,3%. Subsequentemente institui-se a VPPI com PPI de 15 cmH2O e fR de 6mpm. Decorridos 40 minutos sob anestesia com isofluorano com ventilação mecânica, aplicou-se lidocaína 2mg/kg e iniciou-se infusão contínua na taxa de 100 µg/kg/minuto (GL). Anotaram-se as variações da FC, PA, fR, SpO2, BIS e TR antes da MPA (MB) e 15 minutos após a MBA (MX) antes da administração da lidocaína (M0) e em intervalos de 20 minutos após o início da infusão dos fármacos (M20, M40, M60 e M80). As demais variáveis foram mensuradas a partir de M0. Após o final da infusão e desconexão, foram avaliados o período de tempo para a adoção de decúbito esternal e posição quadrupedal. Também foi mensurada a concentração sérica da lidocaína. A infusão continua de lidocaína não alterou as variáveis ventilométricas, hemogasométricas, índice biespectral e recuperação, porém diminuiu FC e IC. Conclui-se que apesar de ter causado redução da atividade cardíaca, a infusão contínua de lidocaína pode ser empregada como técnica anestésica em bezerros / Abstract: Cardiorespiratory effects and bispectral index were analised after continuous rate infusion of lidocaine in calves isoflurane-anesthetized under controlled ventilation. Eight calves received continuous rate infusion of lidocaine (LG) or saline 0.9% (CG). After premedication with xylazine 0.05 mg kg -1 IV and induction of anesthesia with ketamine 2 mg kg -1 associated with the midazolam, 1 mg kg -1 , with the calves in lateral recumbence preceded the intubation and was administered isoflurane 1.3%. IPPV was instituted with PIP of 15 cmH2O and RR of 6 beats min -1 . After 40 minutes with isoflurane anesthesia and mechanical ventilation was applied lidocaine 2 mg kg -1 and continuous rate infusion was started at a rate of 100 mg kg -1 min -1 (LG). Were recorded variations in HR, AP, fR, SPO2, BIS and RT before administration of premedication (MB) and 15 minutes after administration (MX) before administering lidocaine (M0) and every twenty minutes after the start of the infusion of drugs (M20, M40 M60 and M80).The other variables were measured from M0. After the end of infusion and disconnection, were evaluated the time to adopt sternal recumbency and standing position. Also measured the serum concentration of lidocaine. Continuous rate infusion of lidocaine did not change the ventilometry, blood gas, bispectral index and recovery, but decreased HR and CI. We conclude that although there was a reduction in cardiac activity, the continuous infusion of lidocaine may be used as anesthesia in calves / Mestre
36

Peptídeo natriurético tipo B e avaliação clínica no diagnóstico do perfil hemodinâmico na síndrome de insuficiência cardíaca aguda descompensada : comparação com o ecocardiograma com Doppler tissular

Almeida Júnior, Gustavo Luiz Gouvêa de January 2011 (has links)
Resumo não disponível
37

Comparação entre sinais e sintomas clínicos e variáveis hemodinâmicas obtidas por ecocardiografia em pacientes com insuficiência cardiáca crônica

Silva Neto, Luís Beck da January 2000 (has links)
Resumo não disponível.
38

Variações hemodinâmicas e respiratórias na anestesia intravenosa com emulsão lipídica de sevoflurano em cães

Queiroga, Luciana Branquinho January 2010 (has links)
A administração intravenosa de anestésicos halogenados pode ser considerada uma via alternativa à via inalatória usual, uma vez que as formulações emulsificadas têm se mostrado seguras e capazes de promover adequados planos anestésicos. Foi objetivo deste estudo experimental a avaliação das variações hemodinâmicas e respiratórias decorrentes da administração intravenosa de sevoflurano em emulsão lipídica em cães, bem como a determinação da taxa de infusão intravenosa necessária para a obtenção de plano cirúrgico anestésico. Para tanto, foram utilizados seis cães submetidos a dois tratamentos, SEVOV (submetido à anestesia geral inalatória com sevoflurano) e SEVOE (submetido à anestesia geral intravenosa com sevoflurano injetável). Foram demonstradas médias significativamente menores da concentração expirada de sevoflurano no grupo SEVOE, no qual a taxa de infusão de 0,3ml.Kg-1.h-1 demonstrouse eficaz na manutenção do plano anestésico. Entretanto, foi instaurado um quadro de acidemia no mesmo grupo a partir dos 30 minutos de anestesia (M1); além de valores médios de concentração arterial de bicarbonato, conteúdo de dióxido de carbono e pH inferiores aos esperados para a espécie estudada. Não foram demonstradas diferenças significativas entre os grupos SEVOV e SEVOE no que se refere às variações hemodinâmicas.
39

Variações hemodinâmicas e respiratórias na anestesia intravenosa com emulsão lipídica de sevoflurano em cães

Queiroga, Luciana Branquinho January 2010 (has links)
A administração intravenosa de anestésicos halogenados pode ser considerada uma via alternativa à via inalatória usual, uma vez que as formulações emulsificadas têm se mostrado seguras e capazes de promover adequados planos anestésicos. Foi objetivo deste estudo experimental a avaliação das variações hemodinâmicas e respiratórias decorrentes da administração intravenosa de sevoflurano em emulsão lipídica em cães, bem como a determinação da taxa de infusão intravenosa necessária para a obtenção de plano cirúrgico anestésico. Para tanto, foram utilizados seis cães submetidos a dois tratamentos, SEVOV (submetido à anestesia geral inalatória com sevoflurano) e SEVOE (submetido à anestesia geral intravenosa com sevoflurano injetável). Foram demonstradas médias significativamente menores da concentração expirada de sevoflurano no grupo SEVOE, no qual a taxa de infusão de 0,3ml.Kg-1.h-1 demonstrouse eficaz na manutenção do plano anestésico. Entretanto, foi instaurado um quadro de acidemia no mesmo grupo a partir dos 30 minutos de anestesia (M1); além de valores médios de concentração arterial de bicarbonato, conteúdo de dióxido de carbono e pH inferiores aos esperados para a espécie estudada. Não foram demonstradas diferenças significativas entre os grupos SEVOV e SEVOE no que se refere às variações hemodinâmicas.
40

Comparação entre sinais e sintomas clínicos e variáveis hemodinâmicas obtidas por ecocardiografia em pacientes com insuficiência cardiáca crônica

Silva Neto, Luís Beck da January 2000 (has links)
Resumo não disponível.

Page generated in 0.0558 seconds