• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 8
  • Tagged with
  • 8
  • 8
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Efeitos do envelhecimento e do treinamento de força sobre a morfologia e vias de sinalização de atrofia e hipertrofia nos músculos gastrocnêmio e sóleo em ratos

Ribeiro, Manoel Benício Teixeira 31 August 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2015. / Submitted by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2015-10-29T20:20:54Z No. of bitstreams: 1 2015_ManoelBenícioTeixeiraRibeiro.pdf: 1342563 bytes, checksum: efa5030c27beb1fe4075152120dac2f1 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2015-12-20T15:32:23Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_ManoelBenícioTeixeiraRibeiro.pdf: 1342563 bytes, checksum: efa5030c27beb1fe4075152120dac2f1 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-20T15:32:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_ManoelBenícioTeixeiraRibeiro.pdf: 1342563 bytes, checksum: efa5030c27beb1fe4075152120dac2f1 (MD5) / Introdução: A sarcopenia é associada ao declínio progressivo de massa muscular, força e qualidade de contração, como resultado da diminuição da síntese e aumento da degradação de mioproteínas durante o envelhecimento biológico. O Treinamento de Força (TF) é indicado para minimizar os efeitos deletérios inerentes ao envelhecimento, como a sarcopenia, promovendo mudanças intracelulares que levam a hipertrofia, aumento de força e função muscular. O conhecimento das alterações moleculares após o TF em um modelo de envelhecimento é pouco estudado. Objetivo: Avaliar os efeitos do TF, sobre a expressão de mRNA e fatores relacionados com a atrofia e hipertrofia e na AST das fibras musculares dos músculos gastrocnêmio e sóleo em ratos idosos. Metodologia: Vinte e quatro Rattus Norvegicus foram divididos em 4 grupos: jovem sedentário (J), jovem treinado (JT), senil sedentário (S) e senil treinado (ST). Durante 12 semanas os ratos foram treinados no protocolo de TF de subida de escada vertical com pesos anexados à cauda. As sessões de treinamento consistiram em quatro subidas na escada com 65, 85, 95 e 100% da capacidade máxima de carregamento do rato, conforme determinado na sessão anterior. Após 48 horas, os músculos gastrocnêmio e sóleo foram extraídos e divididos para análise de PCR em Tempo Real e AST. Resultados: O envelhecimento aumentou as citocinas inflamatórias como TNFα em ambos os músculos, porém sem modificação do TWEAK no gastrocnêmio. Os atrogenes e miostatina também aumentaram (p<0,05). O eixo IGF-1/mTOR/p70S6K-1 foi reduzido no musculo gastrocnêmio (p < 0,05). Para o sóleo não houve diferença. No músculo gastrocnêmio o Fn14 aumentou (p<0,05) e no sóleo houve redução (p<0,05). MyoD aumentou no gastrocnêmio (p<0,05) e no sóleo não apresentou diferença. Para as citocinas TNFα e TWEAK houve aumento no músculo gastrocnêmio (p<0,05) e no sóleo não houve diferença modulados pelo TF. O eixo IGF-1/mTOR/p70S6K e o MyoD no gastrocnêmio e sóleo aumentou (p<0,05). Nós observamos redução na AST para ambos os músculos no envelhecimento (p<0,05), porém no TF houve um aumento da AST (p<0,05). Conclusão: O TF minimizou a redução da AST por meio do aumento dos níveis de mRNA relacionados a fatores de síntese proteica, redução de atrogenes e citocinas nos músculos gastrocnêmio e sóleo em ratos idosos. As alterações no tamanho das fibras musculares, a modulação das vias de síntese e degradação nos músculos estudados, demonstraram a importância do TF como estratégia para reduzir os efeitos deletérios inerentes ao envelhecimento biológico. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Background: Sarcopenia is associated with a progressive decline in muscle mass, strength and quality of contraction as a result of decreased synthesis and increased myoprotein degradation during biological aging. Strength training (ST) has been indicated to minimize the deleterious effects inherent to aging, such as sarcopenia, promoting intracellular changes that lead to hypertrophy, increasing strength and function. Knowledge of molecular changes after ST in an aging model has been little studied. Purpose: This study aimed to evaluate the effects of ST in mRNA levels of factors related to atrophy and hypertrophy and cross sectional area (CSA) of the muscle fibers in the gastrocnemius and soleus muscles in aged rats. Methods: Twenty-four Wistar rats divided into 4 groups: young sedentary (YS), young trained (YT), old sedentary (OS) and old trained (OT). For 12 weeks, the mice were trained using a ST protocol consisting of a vertical ladder climb with weights attached to the tail. Training sessions consisted of four climbs on the ladder with 65, 85, 95 and 100% of the maximum rat loading capacity as determined in the previous session. After 48 hours, the gastrocnemius and soleus muscles were extracted and separated for Real-Time PCR analysis and CSA measurement. Results: Aging increased inflammatory cytokines such as TNFα in both muscles, but without modifying TWEAK in the gastrocnemius. Atrogenes and Myostatin also increased (p <0.05). The IGF-1 / mTOR / p70S6K-1 axis was reduced in the gastrocnemius muscle (p <0.05). However, for the soleus no difference was observed. In the gastrocnemius muscle Fn14 increased (p <0.05) and the soleus was reduced (p <0.05). MyoD increased in the gastrocnemius (p <0.05) yet the soleus presented no difference. For the TNFα and TWEAK cytokines there was an increase in the gastrocnemius muscle (p <0.05), yet in the soleus no difference was observed after ST. The IGF-1 / mTOR / p70S6K-1 axis and MyoD increased in the gastrocnemius and soleus (p <0.05). We observed a reduction in CSA for both muscles in aging (p <0.05), however, there was an increase in CSA after ST (p <0.05). Conclusion: ST minimized the reduction of AST through increased mRNA levels related to protein synthesis factors, and reduced cytokines and atrogenes in the gastrocnemius and soleus muscle in aged rats. Changes in the size of muscle fibers, synthesis modulation and degradation pathways in the muscles studied demonstrated the importance of ST as a strategy to reduce the deleterious effects inherent to biological aging.
2

Influência do uso da Kinesiotaping nas respostas funcionais e eletrofisiológicas em homens fisicamente ativos / Influence of the Kinesiotaping use in the electrophysiological and functional responses in physically active men

Magalhães, Igor Eduardo Jesus 10 July 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2015. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2016-01-11T15:20:25Z No. of bitstreams: 1 2015_IgorEduardoJesusMagalhaes.pdf: 1798713 bytes, checksum: a29b9cad6b2b666ae001e17f4b10ad0a (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-01-25T16:19:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_IgorEduardoJesusMagalhaes.pdf: 1798713 bytes, checksum: a29b9cad6b2b666ae001e17f4b10ad0a (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-25T16:19:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_IgorEduardoJesusMagalhaes.pdf: 1798713 bytes, checksum: a29b9cad6b2b666ae001e17f4b10ad0a (MD5) / Objetivos. O objetivo do estudo foi investigar as respostas funcionais e eletrofisiológicas do músculo sóleo de indivíduos fisicamente ativos, influenciados pelo uso da Kinesiotaping (KT). Métodos. Vinte e nove voluntários participaram deste estudo. Todos os voluntários realizaram as 3 condições: Linha de Base (LB) - sem aplicação da KT; ATIVKT - aplicação da KT em ativação; INIBKT - aplicação da KT em inibição. As condições foram aleatorizadas para os indivíduos. O desenho experimental consistia na realização de 3 séries de contração isométrica voluntária máxima (CIVM), com 5s de duração.Após a avaliação da força,foi evocado o reflexo H, que consistia na estimulação do músculo sóleo através do nervo tibial. Foram utilizados 32 disparos de corrente, intervalados por um período de 2 a 4 segundos. Ao final do estudo, por meio de cálculo em rotinas do Matlab, foram extraídos os valores de torque dos intervalos da TDF (0-30, 0-50, 0-100 e 0-200), dos parâmetros relativos ao reflexo H (Hmax, H-limiar, inclinação da curva, corrente no limiar, a 50% e a 100% do Hmax) e os valores preditos relacionados à superposição das curvas condicionadas (ATIVKT e INIBKT) sobre a curva controle (H@Limiar, H@50% e H@100%).Os valores pertinentes a amplitude do reflexo foram normalizados pela amplitude do Mmax. Os valores de corrente foram normalizados pelo 50% da corrente para se evocar o Mmax. Para a comparação da TDF, após os testes de Shapiro-Wilk, foi utilizado o teste de Friedman, com comparações de Wilcoxon em pares, para detectar diferenças entre os grupos. Para os dados relativos aos parâmetros do reflexo H, foi utilizado o ANOVA para medidas repetidas, com o teste de Bonferroni para detectar diferenças entre os grupos. A significância foi de 5% (p<0,05).Resultados.De acordo com o IPAQ, o nível de atividade física dos participantes foi classificado da seguinte forma: nível baixo (n=4), nível moderado (n=9) e nível alto (n=16). Nove voluntários foram excluídos da análise dos valores de corrente e das amplitudes pós, por não apresentarem uma medida estável da onda M ou por apresentarem erros após os cálculos realizados pelo Matlab. Não foram encontradas diferenças significantes para nenhum dos parâmetros extraídos da curva de recrutamento do reflexo H, entre as diferentes condições (P>0,05). Contudo, foi encontrada uma diferença significante no H@Limiar da condição ATIVKT quando a mesma foi comparada com a condição LB (P=0,025).Foram encontrados grandes tamanhos dos efeitos nas comparações entre a condição ATIVKT vs LB (ES=5,43) e condição INIBKT vs LB (ES=3,57). Com relação a TDF,quando as condições foram comparadas entre si, em cada intervalo de tempo, não foram encontradas diferenças significantes para a TDF em nenhuma das comparações (P>0,05). Conclusão.Os achados do presente estudo demonstraram que após a aplicação da KT no protocolo de ativação, foi possível verificar um aumento da amplitude do reflexo H para o mesmo valor de corrente necessários para evocar o reflexo H limiar na condição sem a fita. Isto pode indicar um aumento da excitabilidade dos motoneurônios verificados por uma diminuição do limiar de disparo destas fibras. Parece que uma estimulação das fibras aferentes cutâneas podem ter induzido uma diminuição do limiar dos motoneurônios por meio de uma estimulação da KT por um período de 48h. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Objectives. The aim of the study was to investigate the functional and electrophysiological responses of the soleus muscle in physically active men, influenced by the use of Kinesiotaping (KT). Methods. Twenty nine volunteers participated in this study, all submitted to the application of KT in three different conditions: Baseline (BL) - without the KT; ACTIKT - with the KT in activation; INHIKT - with the KT in inhibition. The conditions were randomized for all participants. The experimental design consisted in the performance of 3 sets of maximal isometric voluntary contraction, with 5 s duration. After the strength evaluation, the H reflex was evoked, consisting in the stimulation of soleus muscle through tibial nerve. Thirty-two electric discharges were used, with 2-4 seconds interval between then. The torque values in the intervals of the rate of torque development (RTD) (0-30, 0-50, 0-100 and 0-200), the parameters of the H reflex (Hmax, H-Threshold, slope, current at threshold, current at 50% and current at Hmax) and the predicted values related to the superposition of the conditioning and control curves (H@Threshold, H@50% and H@max) were calculated in a Matlab subroutine. The values related to the reflex amplitude were normalized by the Mmax amplitude.The current values were normalized by 50% of the current to evoke the Mmax. After the Shapiro-Wilks test, the Friedman test was used, with the post-hoc test of Wilcoxon, to detect differences between groups for the RTD. The ANOVA of repeated measures was used with the post-hoc of Bonferroni to detect differences between groups for the H-reflex parameters. The significance level was set at 5% (P>0,05). Results. According the IPAQ, the physical activity level of the participants was classified as: low level (n=4), moderate level (n=9) and high level (n=16). Nine volunteers were excluded of the current values and C-T curves comparisons analysis because they did not present a stable measure of the M wave or by calculations errors detected in the Matlab analysis. No significant differences were found for the parameters extracted from the recruitment curve of the H-reflex between conditions (P>0,05). However, a significant difference was found at H@Threshold in the ACTIKT compared with the BL condition (P=0,025). A large effect size was found in comparisons between the ACTIKT vs BL (ES=5,43) and the INHIKT vs BL(ES=3,57). With respect to RTD, no significant difference was found between conditions and intervals (p>0,05). Conclusion. The findings of the present study demonstrated an increase of the H-reflex amplitude for the same current value needed to evoke the H-Threshold, when the activation protocol was compared to the condition without the tape. This may indicate an increase in the motoneuron excitability verified by a decrease in the threshold of these fibers. It seems like a stimulation of the skin afferents may have induced a decrease in the threshold of the motoneurons by the KT usage over 48h.
3

Os efeitos da Kinesio Taping aplicada com diferentes tensões e sentidos : um ensaio clínico controlado, randomizado e cego

Lemos, Thiago Vilela 21 September 2015 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologia em Saúde, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-01-18T15:55:54Z No. of bitstreams: 1 2015_ThiagoVilelaLemos.pdf: 7295267 bytes, checksum: 4a9540da1e72feda4137b1c19ce1de45 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-02-25T13:51:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_ThiagoVilelaLemos.pdf: 7295267 bytes, checksum: 4a9540da1e72feda4137b1c19ce1de45 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-25T13:51:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_ThiagoVilelaLemos.pdf: 7295267 bytes, checksum: 4a9540da1e72feda4137b1c19ce1de45 (MD5) / Objetivos: O objetivo deste estudo é avaliar o comportamento da temperatura, da atividade eletromiográfica (EMG), da força muscular, da amplitude de movimento (ADM) e da atividade eletroencefalográfica (EEG), após a aplicação da Kinesio Taping (KT) no músculo reto femoral, com diferentes tensões e direções. Metodologia: Trata-se de um ensaio clínico randomizado e cego, com uma amostra de 32 sujeitos jovens saudáveis, divididos em dois grupos (n=16). No grupo A, a KT foi aplicada sobre a região do músculo reto femoral do membro dominante, no sentido de origem para inserção muscular (facilitação) e, no grupo B, da inserção para origem (inibição). O membro não dominante foi usado como controle, sem a KT. No primeiro dia a KT foi aplicada com 0% de tensão, no segundo dia com 10 a 15% de tensão e no terceiro dia com a tensão total de 75 a 100%. As avaliações foram realizadas antes, imediatamente após a aplicação da KT, e 24 horas com a presença da bandagem. Antes de cada aplicação, a musculatura foi submetida a uma vibração mecânica sobre o tendão patelar, a fim de provocar uma situação basal de desequilíbrio neuromuscular em todos os grupos. Resultados: Quando comparada a temperatura intra grupos, não houve diferença significativa entre o membro experimental, submetido às aplicações de KT, e o membro não dominante, o controle. No entanto, a temperatura do grupo A, com 24hs na tensão à 75%, obteve diferença significativa, com redução da temperatura, tanto no membro experimental (p=0,004) como no membro controle (p=0,005), entre os grupos. Quando avaliado a EMG o membro experimental do grupo A apresentou resultados significativos nos momentos pré e pós KT (p=0,003) e pós e 24hs (p=0,009) sem tensão; também pré e 24hs (p=0,009), pós e 24hs (p=0,002) a 10% de tensão; e pré e 24hs (p=0,006) a 75% de tensão. O grupo B também apresentou resultados significativos com 0% (p=0,002) e com 10% de tensão (p=0,02). Quando avaliada a força e a ADM entre os grupos não houver resultados significativos. Na EEG ocorreram alterações principalmente nas ondas Alfa e Beta no grupo A, porém os resultados não foram significativos provavelmente em decorrência da grande perda amostral. Conclusão: Conclui-se, a partir da metodologia proposta nesse estudo, que a Kinesio Taping aplicada sobre o músculo reto femoral não induz a alterações na temperatura local, na força muscular e na amplitude de movimento articular. Os valores absolutos da atividade eletroencefalográfica (EEG) sugerem alterações em áreas motoras, no entanto, sem relevância estatística. Na atividade eletromiográfica (EMG) ocorreram alterações significativas, porém, sem relação direta com a direção de aplicação. As maiores alterações desse sinal ocorreram nas aplicações de baixas tensões da KTT, sendo, 10% e nenhuma tensão. / Objectives: The aim of this study is to evaluate the temperature, the electromyographic (EMG) activity, the muscle strength, the range of motion (ROM), and electroencephalographic (EEG) after the Kinesio Taping (KT) application on the Rectus Femoral with different tensions and directions. Methods: This is a controled, randomized, blind clinical trial with a sample of 32 healthy young subjects, divided into two groups (n=16). Group A, the KT was applied on the dominant limb from the muscle origin to its insertion (facilitation), and Group B, from the insertion to its origin (inhibition). The nondominant limb was used as the control of this study without the KT. On the first day KT was applied with 0% of tension, on the second day with 10 to 15%, and on the third day with the total tension of 75 to 100%. The evaluations were performed before, immediately after the KT application, and 24 hours with the tape. Before each application, the muscle was subjected to a mechanical vibration of its tendon (patellar) in order to cause a neuromuscular imbalance. Results: The results from this study when evaluated the strength and ROM between the groups didn’t show any significant results. Significant results were presented in these outcomes when was compared the differentes moments on the experimental limb, but almost the same happenned with the control limb. When the EMG was evaluated, the experimental limb of the group A showed significant results on pre and post KT (p=0,003), and post with 24 hours (p=0,009) without tension; also on pre and 24h (p=0,009), and post with 24h (p=0,002) at 10% tension; pre with 24h (p=0,006) at 75% tension. The group B also showed significant results with 0% (p=0,002), and with 10% of tension (p=0,02). However, the temperature of the group A, in 24 hours at 75% tension had a significant difference, obtained a reduction in the temperature, both it happenned on the experimental limb (p=0,004) and also on the control limb (p=0,005) between the groups. The EEG had several changes most on the Alpha and Beta waves on group A, but due to a large sample loss due to corrupted data, the results were not statistically significant. Conclusion: There are no changes in the local temperature, muscle strength and range of motion, so changes have occurred in electroencephalographic activity (EEG), but without statistical significance. Electromyographic (EMG) activity had some statistically significant changes, but not directly related to the direction of application, and the major changes occurred on the applications with low KTT tension like 10%.
4

Efeitos da suplementação com arginina na vasodilatação, produção de óxido nítrico e desempenho muscular no exercício resistido em jovens saudáveis

Borges, Cezimar Correia January 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, 2009. / Submitted by Allan Wanick Motta (allan_wanick@hotmail.com) on 2010-03-08T20:11:31Z No. of bitstreams: 1 2009_CezimarCorreiaBorges.pdf: 3625932 bytes, checksum: fc4ee10c900750ddff22e0dc2ca8ece2 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-03-10T01:58:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_CezimarCorreiaBorges.pdf: 3625932 bytes, checksum: fc4ee10c900750ddff22e0dc2ca8ece2 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-03-10T01:58:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_CezimarCorreiaBorges.pdf: 3625932 bytes, checksum: fc4ee10c900750ddff22e0dc2ca8ece2 (MD5) Previous issue date: 2009 / Os suplementos nutricionais à base de arginina (Arg) têm sido muito utilizados por praticantes de exercícios com pesos, na expectativa de que ocorram melhorias no desempenho muscular devido ao possível incremento na produção de óxido nítrico (NO) e de fluxo sanguíneo aos músculos exercitados. Entretanto os estudos sobre o papel desta suplementação apresentam resultados controversos na literatura. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos da suplementação com Arg na vasodilatação, produção de NO, e desempenho muscular no exercício resistido (ER), em indivíduos jovens praticantes de musculação. Foram avaliados 16 homens saudáveis experientes no ER, com idade entre 18 e 29 anos, submetidos aleatoriamente a 4 dias de suplementação (3,2 a 9,6 g/dia) com Arg ou placebo (Pla) de forma duplo cego cruzado (cross over design), com intervalo de 2 semanas entre as fases. A ANOVA não revelou diferenças significativas (p ≤ 0,05) entre Arg e Pla quando comparadas as médias dos parâmetros vasculares medidos por ecoDoppler em 4 dos 5 períodos observados: repouso, pós-oclusão, pós-exercício rosca bíceps (1, 5 e 10 min). Não houve efeito da Arg na endurance muscular verificada pelo número de repetições máximas conseguidas em 3 séries do exercício rosca direta, ou pelos níveis de lactato sanguíneo dosados. O mesmo ocorreu para a produção de NO, estimado pelos valores sanguíneos de nitrito (NO2). Estes resultados mostram que um curto período de suplementação com Arg não resultou em modificações vasculares, melhora no desempenho muscular durante ER, ou maior produção de NO, em homens jovens saudáveis. Embora sejam necessários estudos em longo prazo para melhor elucidação destes mecanismos, nossos achados sugerem ausência de efeitos ergogênicos da suplementação com Arg nesse tipo de população. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT / Nutritional supplements based on the amino acid arginine (Arg) have been most used by practitioners of weight lifting, under the claim that improvements will occur in muscle performance due to possible increased on nitric oxide (NO) and increase in blood flow to exercised muscles. However studies on the role of supplementation have controversial results in literature. The aim this work was to evaluate the effects of supplementation with Arg in vasodilation, NO production, and muscle performance in resistance exercise (RE) in young treined in weight lifting. Was evaluated 16 men aged 18 - 29 years, randomly assign to 4 days of supplementation (3,2 – 9,6 g / day) of Arg or placebo (Pla) in a double blind crossover design, with washout of 2 weeks between phases. The ANOVA show no significant differences (p ≤ 0.05) between Arg and Pla compared the mean vascular parameters measured by EcoDoppler in 4 of the 5 observed periods: rest, after occlusion, post-exercise biceps curl (1, 5 and 10 min ). No effect of Arg found in muscle endurance from maximum number of repetitions achieved in 3 sets of exercise, or on blood lactate levels determined. The same occurred for NO production, evaluated from nitrite sorum (NO2). These results show that a short period of supplementation with Arg does not result in vascular changes, improvement in muscle performance during ER, or increased production of NO in healthy young men. Although long-term studies needed to better elucidate these mechanisms, our findings suggest no ergogenic effects of supplementation with Arg in this population.
5

Efeito da suplementação de β-hidroxi-β-metilbutirato ácido livre (hmb-fa) na recuperação do dano muscular induzido pelo exercício em homens fisicamente ativos

Correia, Ana Luiza Matias 08 August 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação em Educação Física, 2017. / Submitted by Priscilla Sousa (priscillasousa@bce.unb.br) on 2017-10-16T14:07:41Z No. of bitstreams: 1 2017_AnaLuizaMatiasCorreia.pdf: 1139947 bytes, checksum: 732b2e9f0d52e3918861a0e3957fdc64 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-10-25T15:54:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_AnaLuizaMatiasCorreia.pdf: 1139947 bytes, checksum: 732b2e9f0d52e3918861a0e3957fdc64 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-10-25T15:54:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_AnaLuizaMatiasCorreia.pdf: 1139947 bytes, checksum: 732b2e9f0d52e3918861a0e3957fdc64 (MD5) Previous issue date: 2017-10-25 / O dano muscular induzido pelo exercício promove a redução da amplitude de movimento articular, da produção de força muscular e da velocidade de execução do movimento, afetando negativamente o desempenho físico. Estratégias de recuperação do dano muscular induzido pelo exercício, como a intervenção dietética, têm por objetivo reduzir os efeitos e sintomas do próprio dano, restaurar a capacidade de produção de trabalho e função muscular mais rapidamente e/ou reduzir a magnitude do dano inicial. Objetivo: Investigar o efeito da suplementação de HMB-FA na recuperação do dano muscular induzido pelo exercício em homens fisicamente ativos. Materiais e Métodos: O estudo, realizado em um desenho randomizado duplo-cego, foi composto por quatro visitas. Vinte indivíduos com idade entre 18 e 30 anos, do sexo masculino, praticantes de atividade física regular há pelo menos doze meses, foram divididos em dois grupos: suplementação (GS) e controle (GC). Os indivíduos foram submetidos, em repouso, à avaliação dos marcadores indiretos de dano muscular: pico de torque isométrico, capacidade de trabalho, espessura muscular, salto vertical com contramovimento e dor muscular tardia. Após a primeira avaliação, os voluntários ingeriram uma única dose de 3g de placebo (GC) ou HMB-FA (GS), e permaneceram em repouso, durante 60 minutos. Em seguida, os indivíduos foram submetidos a um protocolo de indução de dano muscular, composto por sete séries de 20 saltos. Imediatamente após, 24, 48 e 72 horas após a realização do protocolo de dano muscular, foram avaliados novamente os marcadores indiretos de dano muscular. A normalidade dos dados foi verificada pelo teste de Shapiro-Wilk. As características da amostra e a experiência em treinamento foram comparados pelo teste T independente. Os marcadores indiretos de dano muscular nos dois grupos e nos quatro momentos foram analisados por uma análise de variância mista de dois fatores (Grupo x Momento), com post hoc Least Significant Difference (LSD). O nível de significância adotado foi de p ≤ 0,05. Resultados: Não houve diferenças entre os grupos nas características antropométricas, na experiência de treinos e no consumo alimentar (p > 0,05). Não houve interação significativa para grupos e momentos na força isométrica (p = 0,950), na espessura muscular (p = 0,953) e na dor muscular tardia (p = 0,127). Entretanto, houve interação significativa na capacidade de trabalho (p = 0,021). O GP apresentou uma redução significativa da capacidade de trabalho imediatamente após, 24h, 48h e 72h, em relação ao pré (p < 0,05). Já o GS apresentou redução apenas imediatamente após (p = 0,003). Vinte e quatro horas após o protocolo, o GS já não apresentou diferenças em relação ao pré (p > 0,05). Não houve interação significativa na altura do salto vertical (p > 0,05). Entretanto, o GS recuperou o desempenho na altura do salto vertical mais rapidamente que o GP (p < 0,05). Conclusão: A suplementação de uma única dose de HMB-FA antes do exercício excêntrico intenso acelera a recuperação da capacidade de trabalho e tende a contribuir para a recuperação do desempenho muscular, mesmo não exercendo influência na força isométrica, no edema muscular e na dor muscular tardia. / Exercise induced muscle damage induces decrements in range of motion, maximal strength and motion velocity that impair physical performance. So, strategies to recover exercise induced muscle damage, such as dietetic intervention, aim to reduce the effects and symptoms of muscle damage, to repair work capacity and muscle function briefly, and/or to reduce the magnitude of damage. Purpose: To investigate the effect of HMB-FA supplementation on exercise-induced muscle damage in physically active men. Methods: This study was designed as a randomized, placebo-controlled and double-blinded trial. Twenty physically active men, aged between 18 and 30 years, attended to the laboratory four times and were divided in two groups: supplementation (GS) and placebo (GP). The individuals were submitted in rest to evaluations of indirect markers of muscle damage: peak torque, total work, muscle thickness, countermovement vertical jump and muscle soreness. Following the first evaluation, the volunteers ingested a single 3g doses of placebo (GP) or HMB-FA (GS), and rested by 60 minutes. After supplementation intake and rest, all volunteers were submitted to an inducing muscle damage protocol composed by seven sets of 20 drop jumps. Immediately after, 24h, 48h, and 72h after drop jump protocol, the indirect markers of muscle damage were measured. Data normality were verified by Shapiro-Wilk test. Sample characteristics, training experience, and dietary consumption were compared by independent T test. Muscle damage indirect markers in both groups and all moments were assessed by a two factors mixed-model variance analyses (Group x Moment), with post hoc Least Significant Difference (LSD). Significance level was adopted as p ≤ 0.05. Results: There were no significant differences between groups for sample characteristics, training experience and dietary consumption (p > 0.05). There were no significant interactions for group x moment in peak torque (p = 0,950), muscle thickness (p = 0,953), and muscle soreness (p = 0,127). However, there was a significant interaction in total work (p = 0,021). GP showed a significant reduction in total work immediately after, 24h, 48h and 72h, compared to pre (p < 0.05), while GS showed a significant reduction in total work only immediately after drop jumps protocol (p = 0,003). Twenty-four to seventy-two hours after protocol, GS showed no difference in total work compared to pre (p > 0.05). There was no significant interaction in vertical jump high (p > 0.05). However, GS recovered jump performance quicker than GP (p < 0,05). Conclusion: A single 3g dose supplementation of HMB-FA before an intense eccentric exercise accelerate work capacity recovery and tends to contribute to jump performance recovery, despite not having any influence in isometric muscle strength, muscle swelling and muscle soreness.
6

Desempenho muscular isocinético e nível de fadiga de indivíduos com Linfoma de Hodgkin em diferentes intervalos de recuperação

Valeriano, Ritielli de Oliveira 13 July 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2015-12-04T16:10:17Z No. of bitstreams: 1 2015_RitiellideOliveiraValeriano.pdf: 2212452 bytes, checksum: fb6891a09260bd4ba140bbc2059b751f (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2015-12-15T19:16:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_RitiellideOliveiraValeriano.pdf: 2212452 bytes, checksum: fb6891a09260bd4ba140bbc2059b751f (MD5) / Made available in DSpace on 2015-12-15T19:16:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_RitiellideOliveiraValeriano.pdf: 2212452 bytes, checksum: fb6891a09260bd4ba140bbc2059b751f (MD5) / Estudos apontam o treinamento resistido (TR) como uma alternativa importante na diminuição dos efeitos deletérios decorrentes do tratamento oncológico, como a perda de massa muscular e a fadiga. No entanto, o manejo das diversas variáveis de um programa de TR para indivíduos com neoplasias malignas, como, por exemplo, o intervalo de recuperação (IR) ideal entre as séries para maximizar a resposta ao treinamento, ainda não está claro. Objetivo: Avaliar os efeitos agudos de diferentes IR no desempenho muscular e nível de fadiga de sobreviventes de linfoma de Hodgkin. Materiais e métodos: Nove sobreviventes de linfoma de Hodgkin (GL), 34,7 ± 10,8 anos, que haviam concluído o tratamento há, pelo menos, seis meses, sendo quatro homens e cinco mulheres, participaram da investigação. Um grupo de indivíduos aparentemente saudáveis (34,5 ± 12,0 anos), pareados por idade e sexo foi recrutado e designado como grupo controle (GC). Todos os indivíduos realizaram três séries de 10 repetições isocinéticas de extensão unilateral de joelho a 60°/s, em três dias distintos, com três diferentes IR entre séries (1, 2 e 3 min), de forma aleatória e balanceada. Resultados: Uma ANOVA de dois fatores com medidas repetidas demonstrou um efeito significante do IR (p=0,02), das séries (p=0,001) e da interação IR x séries (p<0,001), sobre a variável pico de torque (PT), na extensão unilateral de joelho. O GL apresentou apenas nos IR de 1 e 2 min, um declínio significante do PT da 3a séries em relação a 1ª e à 2ª. No GC foi observado um declínio significante do PT entre todas as séries do IR de 1 min e nos IR de 2 e 3 min, o declínio foi significante apenas da 3ª para a 2ª série. Não houve diferença significante no nível de fadiga, na comparação entre grupos. Conclusão: Sugere-se que os sobreviventes de linfoma de Hodgkin necessitem de IR de pelo menos três minutos, visando uma adequada recuperação entre séries permitindo assim uma redução mínima nos valores de PT e TT, durante 3 séries de 10 repetições isocinéticas de extensão unilateral de joelho a 60°/s. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Studies indicate that resistance training (RT) as an alternative significant reduction of the deleterious effects of cancer treatment, such as loss of muscle mass and fatigue. However, the management of several variables of a RT program for individuals with malignancies, for example, the optimal rest interval (RI) between sets to maximize a training response, is still unclear. Objective: To evaluate the acute effects of different RI in muscle performance and fatigue level of Hodgkin’s lymphoma survivors. Methods: Nine Hodgkin’s lymphoma survivors (GL), who had completed treatment for at least six months (34,7 ± 10,8 years), 4 men and five women participated in the study. A group of apparently healthy individuals (34,5 ± 12,0 years), matched for age and sex, were recruited and designated as control group (CG). All subjects performed three sets of 10 repetitions of isokinetic unilateral knee extension at 60 ° .s-1, on three different days, with three different RI between sets (1, 2 and 3 min). Results: A two-way ANOVA with repeated measures showed a significant differences between RI (p = 0.02), sets (p = 0.001) and a significant interaction effect for RI x sets (p <0.001), for the variable PT in the unilateral knee extension. The GL presented only in RI 1 and 2 min, a significant decline of PT of 3rd series compared to 1st and 2nd series. In the control group it was observed a significant decline in PT of all RI series of 1 min. In RI 2 and 3 min, the decline was significant only of the 3rd for the 2nd series. There was no significant difference in the level of fatigue, the comparison between groups. Conclusion: The results suggest that Hodgkin's lymphoma survivors require at least three minutes RI between exercise sets, in order to adequately recover between exercise sets, thus allowing for minimal decline in PT and TT values for 3 sets of 10 isokinetic repetitions of the unilateral knee extension 60°/s.
7

Análise de parâmetros eletromiográficos durante exercício realizado com resistência elástica sob controle objetivo ou subjetivo / Analysis of the electromyography parameters during exercise performed with elastic resistance and objective or subjective load control

Teles, Fernanda Sampaio 10 July 2015 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Educação Física, Programa de Pós-Graduação Stricto Sensu em Educação Física, 2015. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-01-08T15:18:53Z No. of bitstreams: 1 2015_FernandaSampaioTeles.pdf: 9037955 bytes, checksum: 9d1e101dfded53ff648691559a10e243 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-01-08T15:40:42Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2015_FernandaSampaioTeles.pdf: 9037955 bytes, checksum: 9d1e101dfded53ff648691559a10e243 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-08T15:40:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2015_FernandaSampaioTeles.pdf: 9037955 bytes, checksum: 9d1e101dfded53ff648691559a10e243 (MD5) / O objetivo do presente estudo foi analisar o comportamento de parâmetros eletromiográficos durante o exercício de flexão de cotovelo realizado com resistência elástica sob controle objetivo ou subjetivo de carga. O sinal eletromiográfico de superfície foi registrado, por um eletrodo bipolar, no músculo bíceps braquial de 31 indivíduos do sexo masculino (29,03 ± 5,99 anos, 81,81 ± 8,65 kg, 179,09 ± 5,05 cm) praticantes de treinamento resistido. Os sujeitos realizaram duas contrações voluntárias isométricas máximas (CVIM) com o cotovelo a 90 graus e alocados, de forma contrabalanceada, ou no grupo com biofeedback (GBIO) ou no grupo com controle subjetivo de carga (GTRD). Todos os sujeitos realizaram três tarefas com diferentes resistências (polia e elástico). As tarefas consistiam em doze repetições unilaterais de flexão do cotovelo a 30% da CVIM. Essa intensidade foi utilizada durante o exercício na polia, com resistência elástica ao iniciar o movimento e com resistência elástica ao atingir a metade do movimento. As variáveis eletromiográficas foram comparadas através de ANOVAs fatoriais de delineamento misto. Para o RMS, houve interação entre os grupos e efeitos principais entre as tarefas. Não houve diferenças significativas entre as tarefas do GBIO. Foram encontradas diferenças significativas nas tarefas que utilizaram resistência elástica comparadas com a polia no GTRD. Para FPMd, não houve interação nem efeitos principais. O procedimento de Bland e Altman (1983) confirmou uma excelente concordância entre todas as tarefas para FPMd. A ativação muscular foi significativamente modificada quando o exercício foi realizado sem controle objetivo de carga durante flexão de cotovelo com resistência elástica. ______________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The purpose of this study was to analyze the electromyography parameters during elbow flexions performed with elastic resistance and objective or subjective load control. Surface electromyography of the biceps brachii was registered with a bipolar electrode of thirty one resistance trained males (29,03 ± 5,99 yr, 81,81 ± 8,65 kg, 179,09 ± 5,05 cm). They performed 2 maximal isometric (MVC) unilateral elbow flexions at 90° of flexion and they were assigned, in counterbalanced order, to a group with biofeedback (GBIO) or a group with subjective control of load (GTRD). All volunteers performed three tasks with different types of resistance (pulley and elastic). Tasks consisted in twelve unilateral elbow flexions with 30% of MVC. This same load was used during exercises performed with pulley, at the beginning of the movement with elastic resistance and reaching it in the middle of the movement with elastic resistance. Electromyography parameters were compared using mixed-design ANOVAs. For RMS, there was interaction for groups and main effect for tasks. There were no significant differences between tasks in GBIO. There were significant differences between tasks performed with elastic resistance compared to pulley in GTRD. For MDF, there were no interaction or main effects. The Bland-Altman procedure confirmed an excellent concordance between all tasks for MDF. Muscular activation was significantly modified when exercise was performed without objective load control during elbow flexion with elastic resistance.
8

Avaliação dos efeitos do laser de baixa potência e do ultrassom terapêutico no desempenho muscular : um ensaio clínico randomizado controlado

Craveiro, Wesley Albuquerque 25 September 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós Graduação Stricto-Sensu em Ciências e Tecnologias em Saúde, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2015-01-26T15:59:54Z No. of bitstreams: 1 2014_WesleyAlbuquerqueCraveiro_Parcial.pdf: 180105 bytes, checksum: 21cf59df64320a1b37e46c0d888ba3fe (MD5) / Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2015-01-30T15:25:05Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_WesleyAlbuquerqueCraveiro_Parcial.pdf: 180105 bytes, checksum: 21cf59df64320a1b37e46c0d888ba3fe (MD5) / Made available in DSpace on 2015-01-30T15:25:05Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_WesleyAlbuquerqueCraveiro_Parcial.pdf: 180105 bytes, checksum: 21cf59df64320a1b37e46c0d888ba3fe (MD5) / Introdução: A procura incessante em melhorar o desempenho no esporte de alta performance leva o atleta a expor seu corpo a situações extremas, culminando com a perda do rendimento muscular. Nesse sentido, são necessárias estratégias tanto para aprimorar o desempenho esportivo em um curto período assim como acelerar a recuperação após um treino ou no decorrer da própria competição. [12,14,15]; O Laser de Baixa Potência (LBP) e o Ultrassom Terapêutico são recursos que vem ganhando destaque no cenário esportivo, cujos efeitos parecem contribuir para esse propósito. Objetivo: Analisar a influência do laser terapêutico e do ultrassom no desempenho do musculo tibial anterior após uma série de 25 repetições de exercícios isocinéticos concêntricos. Método: 36 participantes, gênero feminino, sem histórico prévio de lesões nos últimos seis meses, que se consideravam inativas ou sedentárias, média de idade 19,82±1,33 anos, massa corporal média de 56±7,97Kg média de altura 162 ±5,18cm, o Índice de Massa Corporal (IMC) média 21,23±2,76, randomicamente divididas em cinco grupos: um grupo controle (GC), grupo laser placebo (GLP), grupo laser ativo (GLA), grupo ultrassom placebo (GUP) e grupo ultrassom ativo (GUA). Todos os grupos realizaram duas baterias de avaliações, separadas por um período de 24 horas, que consistiu em exame físico, testes de força e questionários de aptidão física. O GC foi apenas acompanhado durante o período, enquanto os grupos ativos (GLA e GUA) receberam a aplicação dos recursos sobre a região dos músculos tibiais anteriores dos membros direitos e os grupos placebos (GLP e GUP) seguiram o mesmo protocolo porém, com os equipamentos desligados. Resultados: Após 24 horas todas as voluntárias foram capazes de repetir o mesmo teste. Em relação aos grupos em que foram utilizados os recursos terapêuticos (laser e ultrassom), não foi observada diferença significativa (p>0,05) em todas as comparações. Conclusão: O laser de baixa potência e o ultrassom, nas condições metodológicas deste experimento, não foram capazes de influenciar o desempenho do musculo tibial anterior. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Backgroud: The constant search for improved performance in high performance sport takes the athlete to expose your body to extreme situations, culminating in the loss of muscle performance. Accordingly, strategies are needed both to improve sports performance in a short period as well as speed recovery after a workout or during the competition itself. [10,14,08]; The Low Power Laser (LBP) and the Therapeutic Ultrasound are resources that have been emphasized in the sports arena, whose effects appear to contribute to this purpose. Objective: To analyze the influence of therapeutic laser and ultrasound in the performance of the tibialis anterior muscle after a series of 25 repetitions of concentric isokinetic exercises. Method: 36 participants, females without previous history of injury in the last six months, which is considered inactive or sedentary, mean age 19.82 ± 1.33 years, mean body mass of 56 ± 7,97Kg average height 162 ± 5,18cm, the average Body Mass Index (BMI) 21.23 ± 2.76, randomly divided into five groups: a control group (CG), placebo laser group (LPG), active laser group (GLA), group placebo ultrasound (GUP) and active ultrasound group (GUA). All groups performed two batteries of assessments, separated by a 24-hour period, which consisted of physical examination, strength tests and questionnaires on physical fitness. The GC was only matched during the period, while the active groups (GLA and GUA) were applied the resources on the region of the anterior tibial muscles of the right members and the placebo groups (LPG and GUP) followed the same protocol but with equipment turned off. Results: After 30 repetitions of concentric isokinetic exercises in ankle dorsiflexion, the anterior tibial muscle showed traces of muscle fatigue, the continued exercise realization that time is not possible. After 24 hours all subjects were able to repeat the same test. In the groups in which the therapeutic resources (laser and ultrasound) were used, no significant difference (p> 0.05) in all comparisons. Conclusion: The low-power laser and ultrasound, the methodological conditions of this experiment were not able to influence the performance of the tibialis anterior muscle

Page generated in 0.0755 seconds