• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 22
  • Tagged with
  • 22
  • 22
  • 17
  • 14
  • 10
  • 9
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O diagnóstico psicológico à luz da teoria histórico cultural: implicações para a educação escolar / The psychological diagnosis lighted for historical-cultural theory: implications for school education

Zago, Luis Henrique [UNESP] 22 July 2016 (has links)
Submitted by LUÍS HENRIQUE ZAGO null (luishenriquezago@hotmail.com) on 2017-01-22T16:57:49Z No. of bitstreams: 1 Luis Henrique Zago.pdf: 1680104 bytes, checksum: 0f28083e64f43f648e315a78dedc9b07 (MD5) / Approved for entry into archive by Juliano Benedito Ferreira (julianoferreira@reitoria.unesp.br) on 2017-01-25T17:09:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 zago_lh_me_prud.pdf: 1680104 bytes, checksum: 0f28083e64f43f648e315a78dedc9b07 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-25T17:09:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 zago_lh_me_prud.pdf: 1680104 bytes, checksum: 0f28083e64f43f648e315a78dedc9b07 (MD5) Previous issue date: 2016-07-22 / Esta investigação foi desenvolvida no interior da linha de pesquisa “processos formativos, infância e juventude” do programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Estadual Paulista (FCT/UNESP). Aborda a complexidade da construção de diagnósticos referentes a problemas escolares. Fundamenta-se na Teoria Histórico-Cultural. O foco da pesquisa é entender como os profissionais da psicologia constroem um diagnóstico sobre os problemas escolares relacionados à atenção e propor formas avaliativas que estejam em conformidade com os postulados da teoria histórico cultural. Assim, o objetivo foi iniciar um estudo que aponte caminhos para um trabalho clínico referente a problemas escolares que tenha embasamento na teoria histórico cultural. Para a pesquisa foi selecionada uma criança que foi encaminhada a clínica de psicologia com queixa de dificuldade de aprendizagem e comportamento. Os resultados da pesquisa indicam que muitas vezes idiossincrasias que destoem do significado social imposto são taxadas como patológicas, não se permitindo um desenvolvimento que tente harmonizar o sentido pessoal ou que considere o questionamento ao estabelecido. A nosso ver a avaliação passa a ser a busca de explicações capazes de desvelar as relações dinâmico-causais de comportamentos em processo de desenvolvimento. Nesta acepção o sistema psicológico, diversamente do que propalado pelos paradigmas mecanicistas e organicistas, deve ser considerado em sua dimensão simbolizadora, uma vez que os signos desempenham papel constitutivo no comportamento humano, ou seja, a atenção e as demais funções psicológicas superiores, no processo de ontogênese, estão atreladas a sentidos e significados socialmente estabelecidos. Isto inviabilizaria uma análise das ditas funções que considerasse apenas a dimensão biológica. Assim, nossa avaliação desloca-se de uma análise do indivíduo para um estudo das relações sociais e processos interpsíquicos. Para tanto buscamos empreender um avaliação da queixa apresentada pelos pais, a criança e a escola; uma análise da história do desenvolvimento da criança; buscamos avaliar quais são as necessidades da criança, quais meios usa para satisfazê-las e em quais condições ela se encontra inserida; por fim, investigamos quais as causas das atividades da criança. / This research was developed in the Education Post Graduate Program at State University of São Paulo(FCT-UNESP-Presidente Prudente). It addresses the complexity of building diagnostics for the school problems based on the Historical-Cultural Theory. The focus of the research is to understand how psychology professionals build a diagnosis about school problems related to attention and to discuss an evaluative way through the postulates of historical-cultural theory. The aim was to study possibilities to point paths for clinical work related to school issues based on historical cultural theory. The diagnosis in our view must be build during the whole therapeutic activity and during the process, the psychologist and the individual will be organizing and defining the best ways for the therapeutic activities related to the learning problems of the student. Psychological diagnoses are extremely complex and do not lend itself to evaluation with the same clarity and precision achieved by the objects studied by the natural sciences. We understand that the historical-cultural diagnosis should include the process of constitution of the phenomena and indicate the prognosis because in the positivist way is restricted to state how it organizes the present moment and it seems extremely limited. The focus of most diagnoses has been the pathology and we seek to build a diagnosis that rather than focusing on the disease must to understand the elements in an dialectic movement. For this study we selected a child who was referred as having learning and behavior problems at school and we tried to understand the individuals problems as social and historical construction to be able to reveal the dynamic-causal relations behaviors in the individual development process. In this sense problems of attention, memory, language and thoughts must be understood as part of the system of higher psychological functions and considered in its semiotic dimension, since the signs and meanings constitute human beings and that all the higher mental functions must be linked to ontogenesis process which are socially established. This would remove an analysis of these functions only consider the biological dimension and moves from an individual analysis to a study of social interactions and interpsychological processes. Therefore we seek to undertake an evaluation of the complaint by the parents, the child and the school to understand and analysis the history of child development to get what the child's needs, which means used to meet them and under what conditions it is inserted and, finally, to investigate what the causes of children's behavior in the movement of life.
2

Dinâmica do self educacional de adolescentes encaminhados para atendimento psicológico em virtude de queixas escolares

Moreira, Marina Lima Duarte 29 September 2017 (has links)
Submitted by Marina Moreira (ldm.marina@gmail.com) on 2018-03-07T00:05:46Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO MARINA 2018 pdf.pdf: 1109985 bytes, checksum: 044627fc82e1da71c0390ccb076d3cb6 (MD5) / Approved for entry into archive by Biblioteca Isaías Alves (reposiufbat@hotmail.com) on 2018-04-03T14:47:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO MARINA 2018 pdf.pdf: 1109985 bytes, checksum: 044627fc82e1da71c0390ccb076d3cb6 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-04-03T14:47:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO MARINA 2018 pdf.pdf: 1109985 bytes, checksum: 044627fc82e1da71c0390ccb076d3cb6 (MD5) / CAPES / O tema da queixa escolar tem recebido atenção da comunidade acadêmica e sido objeto de interesse de diversas áreas, tais como: psicologia, pedagogia, psiquiatria, neurologia e terapia ocupacional. Diferentes explicações para os problemas relacionados ao processo de escolarização de estudantes do ensino básico chegam aos serviços de atenção psicossocial e de saúde, exigindo melhor preparo teórico e técnico dos profissionais para dar suporte às diversas demandas. Na escuta dos adolescentes encaminhados, as vozes de agentes de referência ganharam particular destaque quanto às demandas de encaminhamento referentes às queixas escolares e repercussão na construção identitária dos estudantes durante a trajetória escolar. Diante deste cenário, surgiu o interesse em analisar como adolescentes encaminhados com queixa escolar para o Serviço de Psicologia expressam a participação das vozes dos agentes de referência na dinâmica do Self e, mais especificamente, do Self educacional. O estudo, portanto, apresenta a análise de dois casos a partir da realização de entrevistas narrativas expondo o tema da queixa escolar, partindo da teoria do Self Dialógico para uma discussão sobre dialogicidade, identificando também Posicionamentos do Eu (I-Positions) e explorando, à luz da Psicologia Cultural de Base Semiótica, o desenvolvimento do Sistema do Self Educacional dos jovens entrevistados. A pesquisa apresenta como resultados a expressão das vozes dos agentes de referência na trajetória acadêmica dos estudantes, apontando para a presença de signos reguladores semióticos presentes nos discursos desses agentes. Este trabalho indica a necessidade de estudos que explorem o tema da queixa escolar a partir dos diálogos estabelecidos no contexto educacional e construção identitária dos estudantes nos respectivos percursos acadêmicos. / The school-complaint theme has received the attention of the academic community and it has been the subject of interest in several areas, such as psycology, pedagogy, psychiatry, neurology and occupational therapy. Different explanations for the issues related to the students schooling process in primary schools reach the psychosocial and health care services, demanding a better theoretical and technical development for supporting to the various demands. Hearing the reffered adolescentes, the voices of the reference agentes got a peculiar emphasis when related to the refferal demands relatad to the school-complaint and its impacto on the identity construction of the students during their school trajectory. Facing this scenario, the interest in analyze how teenagers reffered with school-complaint to the psychological service express the role of the voices of the reference agentes in the dynamics of the self, and, in particular, of the educational self emerged. The research, therefore, present the analysis of two cases through the making of narrative interviews exposing the school-complaint theme, from the dialogic-self theory to a debate over the dialogiticy, identifying also the placement of the “I” (I-positions) and exploring, from the perspective of the semiotics based cultural psychology, the self education system development of the young students interviewed. The research presentes as results the expression of the voices of the reference agents on the academic trajectory of the students, indicating the presence of semiotcs regulating signs, that exist on the speech of those agents. This paper states the necessity of future research that explores school-complaint theme through the dialogue based on the educational context and the indentity construction of the students on their respective academic trajectory.
3

Inventariando a produção do \"aluno-problema\": a queixa escolar em questão. / Inventorying the production of the problem-student: the school complaint in question.

Bernardes, Marina Gomes de Paiva 28 August 2008 (has links)
Referenciado no pensamento de Michel Foucault, mais precisamente no domínio da arqueologia do saber, este trabalho tem como objetivo descrever os regimes de verdade que orientam a queixa escolar, dimensionando sua positividade, ou seja, o que ela tem produzido. A análise arqueológica implica na exclusão do par ciência/ideologia, já que focaliza os saberes como produzidos historicamente e não como verdades invariantes. A queixa escolar tornou-se uma prática cotidiana na escola contemporânea, apresentando-se como alternativa privilegiada para solucionar os problemas escolares. Os estudantes, que não se apresentam conforme as normas escolares, não raras vezes, são posicionados como alunos-problema, e então, encaminhados para diversos profissionais da área da saúde, tais como: psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos, neurologistas, psiquiatras etc. Na encruzilhada do encontro entre o campo da educação e da saúde, os alunos com dificuldades escolares se tornam não raro portadores individuais de deficiências, e ao chegar aos consultórios se transmutam rapidamente em casos clínicos. O delineamento dessa pesquisa alicerça-se na problematização da prática da queixa escolar, que ora se apresenta como natural e necessária caracterizada pela culpabilização dos alunos pelo fracasso escolar. Abordamos também as similaridades encontradas entre as queixas escolares e as petições feitas ao rei no antigo regime (1660-1760), reproduzidas no texto escrito por Foucault em 1977, A vida dos homens infames. Neste período da história francesa se constitui a prática para-judiciária da letrre-de-cachet, uma ordem especial do rei, em geral com a função de correção das virtualidades das pessoas. O aspecto curioso deste instrumento destacado por Foucault é a emergência de um contra-poder, que possibilitava ao homem comum, usando a arbitrariedade do rei, garantir e manter a ordem. Encontramos semelhança funcional entre as lettres-de-cachet, os pareceres psicológicos e médicos, e seus correlativos encaminhamentos. Apresenta-se como as queixas são feitas e sob que regimes de verdade está sendo realizada esta prática. Para tal, nos valemos das regras de formação da prática discursiva da queixa escolar, apontando seu caráter construído e arbitrário, pois na perspectiva foucaultiana essas relações não são entendidas como causais. Assim visando dar visibilidade aos pequenos poderes que vão se imiscuindo no cotidiano escolar contemporâneo, procedemos ao exame dos enunciados dos protagonistas escolares, familiares, e profissionais da área da saúde, envolvidos na prática da queixa escolar. Apontamos quem é o reclamante, o que se pede, quem é a autoridade para quem são encaminhadas as queixas, de quem se queixa, e como se queixa, destacando três vetores em ação na prática da queixa escolar: a supervalorização da avaliação diagnóstica; as virtualidades dos alunos como impedimentos para o trabalho escolar; a tendência para a formação de bioidentidades. O intercambiamento destas ações sustenta práticas que classificam, diferenciam, e normalizam, dividindo as crianças e jovens, entre aqueles que podem e não podem ser alunos. Observa-se assim, uma tendência a descrever os fenômenos psíquicos e sociais em uma linguagem médico-fisicalista. Distingue-se no âmbito da biopolítica, um caso especial, a biopolítica da saúde, que tem propiciado novos padrões de disciplina, possibilitando a emergência de formas de biossociabilidade, de caráter apolítico e individualista. / Referencing the thought of Michel Foucault, more precisely in the field of archaeology of knowledge, this work aims to describe the regimes of truth underlying the school complaint, dimensioning their positivity, namely what it has produced. The archaeological analysis implies the exclusion of the pair science/ideology, as it focuses on knowledge as historically produced and not as invariant truths. The school complaint has become a daily practice in the contemporary school, presenting itself as an alternative to problem-solving in school. Students who do not conform to school rules, often are positioned as problem-students and then dispatched to various health care professionals, such as: psychologists, neuro-psychologists, speech therapists, neurologists, psychiatrists etc. At the crossroads of the field of education and health, school pupils with difficulties often become carriers of individual shortcomings, and arriving at clinics, transform quickly into clinical cases. The design of this research is based on the problematization of the practice of school complaints, which now presents itself as natural and necessary, characterized by scapegoating of students for school failure. We also found similarities between the school complaints and the petitions to the king in former times (1660-1760) which is reproduced in the text written by Foucault in 1977, \"The Lives of Infamous Men. This work shows how complaints are made and under what schemes truth is being presented in this practice. To this end, we value rules of the training of discursive practice of the school complaint, pointing to its arbitrary character-building, because the foucaultian perspective these relations are not construed as causal. Thus, to profile the small powers that will be mixed in the contemporary daily school, we set out to examine the protagonists of school, family and health care professionals, involved in the practice of school complaint. We show the positions of the subject that is created with those listed, inventorying the main actions involved in the practice of school complaint: the overestimating the diagnostic evaluation, the potential of students as impediments to school work, the trend towards the formation of bio-identities. The actions of these exchanges maintain practices that rank, differentiate and normalize, dividing the children and young people among those who can and can not be students. Thus there is a tendency to describe the psychological and social phenomena in a medical language. It distinguishes itself within the bio-policy, a special case, the health bio-policy, which has provided new standards of discipline, allowing the emergence of forms of bio-sociability, individualistic and apolitical character.
4

Identificação de problemas de saúde mental associados à queixa escolar segundo o DAWBA / Identification of mental health problems associated with underachievement according to DAWBA

D\'Abreu, Lylla Cysne Frota 12 August 2008 (has links)
Queixa escolar é um dos principais motivos de encaminhamento de crianças à rede pública de saúde e às clínicas-escola de psicologia. Estudos prévios sugerem que, no segmento de crianças encaminhadas para atendimento com queixa escolar, a prevalência de problemas de saúde mental é maior que na população geral. O presente trabalho teve como objetivo a identificação e classificação das áreas de dificuldade associadas à queixa escolar, em categorias compatíveis com a CID-10 e com o DSM-IV-TRTM, além da descrição do perfil da clientela quanto a dados sócio-demográficos, nível intelectual, fonte de encaminhamento, profissional solicitante, outros acompanhamentos realizados na área de saúde e uso de medicação. Participaram 103 crianças, de seis a doze anos, inscritas em uma clínica-escola de psicologia vinculada ao SUS, com queixa de dificuldade de aprendizagem escolar. Foram feitas consultas aos prontuários e a aplicação junto ao responsável da versão brasileira adaptada da Avaliação do Desenvolvimento e Bem-estar, em inglês, Development and Well-Being Assesment (DAWBA), entrevista de diagnóstico de transtornos mentais na infância e na adolescência que aponta áreas de dificuldade compatíveis com o DSM-IV-TRTM e a CID-10. Os resultados mostraram taxas de escolaridade dos pais abaixo da média do município, 90% das crianças com história anterior de acompanhamentos na área de saúde e 29% fazendo uso de medicação psicotrópica. Também foi encontrada uma alta prevalência de dificuldades como transtorno hipercinético, transtorno desafiador de oposição, transtorno de conduta, ansiedade de separação, ansiedade generalizada e fobia específica. O trabalho oferece subsídios para a defesa de políticas públicas na área de saúde mental infantil e para o planejamento de tratamentos compatíveis com a demanda, contribuindo para a melhoria do atendimento à clientela e da formação de pessoal / Low performance at school is one of the main reasons for referral of children to the public health system and clinical schools of psychology. Previous studies suggest that the prevalence of mental health problems is higher in children with underachievement than in the general population. The aim of the present study was to identify and classify the areas of difficulty associated with underachievement according to the categories of ICD-10 and DSM-IV-TRTM, and to describe socio-demographic data, intellectual level, sources of referral, previous health treatments and the use of medication. One hundred and three children, aged six to twelve years, who were referred to a public university clinic of psychology due to school underachievement, participated in the study. Medical records were consulted and the validated and adapted Brazilian parent-version of the Development and Well-Being Assessment (DAWBA) was applied. DAWBA is an interview for the diagnosis of mental disorders in childhood and adolescence that points areas of difficulty according to DSM-IV-TRTM and ICD-10. The results showed that parents\' level of education was lower than the average of the municipality, 90% of the children had previous health treatment and 29% were using psychotropic medication. It was also found a high prevalence of hyperactivity and inattention, oppositional defiant disorder, conduct disorder, separation anxiety, generalized anxiety and specific phobia. The work shows a need for public policies in the area of child mental health and for treatments compatible with the demand, contributing to the improvement of the service and staff training
5

Inventariando a produção do \"aluno-problema\": a queixa escolar em questão. / Inventorying the production of the problem-student: the school complaint in question.

Marina Gomes de Paiva Bernardes 28 August 2008 (has links)
Referenciado no pensamento de Michel Foucault, mais precisamente no domínio da arqueologia do saber, este trabalho tem como objetivo descrever os regimes de verdade que orientam a queixa escolar, dimensionando sua positividade, ou seja, o que ela tem produzido. A análise arqueológica implica na exclusão do par ciência/ideologia, já que focaliza os saberes como produzidos historicamente e não como verdades invariantes. A queixa escolar tornou-se uma prática cotidiana na escola contemporânea, apresentando-se como alternativa privilegiada para solucionar os problemas escolares. Os estudantes, que não se apresentam conforme as normas escolares, não raras vezes, são posicionados como alunos-problema, e então, encaminhados para diversos profissionais da área da saúde, tais como: psicólogos, psicopedagogos, fonoaudiólogos, neurologistas, psiquiatras etc. Na encruzilhada do encontro entre o campo da educação e da saúde, os alunos com dificuldades escolares se tornam não raro portadores individuais de deficiências, e ao chegar aos consultórios se transmutam rapidamente em casos clínicos. O delineamento dessa pesquisa alicerça-se na problematização da prática da queixa escolar, que ora se apresenta como natural e necessária caracterizada pela culpabilização dos alunos pelo fracasso escolar. Abordamos também as similaridades encontradas entre as queixas escolares e as petições feitas ao rei no antigo regime (1660-1760), reproduzidas no texto escrito por Foucault em 1977, A vida dos homens infames. Neste período da história francesa se constitui a prática para-judiciária da letrre-de-cachet, uma ordem especial do rei, em geral com a função de correção das virtualidades das pessoas. O aspecto curioso deste instrumento destacado por Foucault é a emergência de um contra-poder, que possibilitava ao homem comum, usando a arbitrariedade do rei, garantir e manter a ordem. Encontramos semelhança funcional entre as lettres-de-cachet, os pareceres psicológicos e médicos, e seus correlativos encaminhamentos. Apresenta-se como as queixas são feitas e sob que regimes de verdade está sendo realizada esta prática. Para tal, nos valemos das regras de formação da prática discursiva da queixa escolar, apontando seu caráter construído e arbitrário, pois na perspectiva foucaultiana essas relações não são entendidas como causais. Assim visando dar visibilidade aos pequenos poderes que vão se imiscuindo no cotidiano escolar contemporâneo, procedemos ao exame dos enunciados dos protagonistas escolares, familiares, e profissionais da área da saúde, envolvidos na prática da queixa escolar. Apontamos quem é o reclamante, o que se pede, quem é a autoridade para quem são encaminhadas as queixas, de quem se queixa, e como se queixa, destacando três vetores em ação na prática da queixa escolar: a supervalorização da avaliação diagnóstica; as virtualidades dos alunos como impedimentos para o trabalho escolar; a tendência para a formação de bioidentidades. O intercambiamento destas ações sustenta práticas que classificam, diferenciam, e normalizam, dividindo as crianças e jovens, entre aqueles que podem e não podem ser alunos. Observa-se assim, uma tendência a descrever os fenômenos psíquicos e sociais em uma linguagem médico-fisicalista. Distingue-se no âmbito da biopolítica, um caso especial, a biopolítica da saúde, que tem propiciado novos padrões de disciplina, possibilitando a emergência de formas de biossociabilidade, de caráter apolítico e individualista. / Referencing the thought of Michel Foucault, more precisely in the field of archaeology of knowledge, this work aims to describe the regimes of truth underlying the school complaint, dimensioning their positivity, namely what it has produced. The archaeological analysis implies the exclusion of the pair science/ideology, as it focuses on knowledge as historically produced and not as invariant truths. The school complaint has become a daily practice in the contemporary school, presenting itself as an alternative to problem-solving in school. Students who do not conform to school rules, often are positioned as problem-students and then dispatched to various health care professionals, such as: psychologists, neuro-psychologists, speech therapists, neurologists, psychiatrists etc. At the crossroads of the field of education and health, school pupils with difficulties often become carriers of individual shortcomings, and arriving at clinics, transform quickly into clinical cases. The design of this research is based on the problematization of the practice of school complaints, which now presents itself as natural and necessary, characterized by scapegoating of students for school failure. We also found similarities between the school complaints and the petitions to the king in former times (1660-1760) which is reproduced in the text written by Foucault in 1977, \"The Lives of Infamous Men. This work shows how complaints are made and under what schemes truth is being presented in this practice. To this end, we value rules of the training of discursive practice of the school complaint, pointing to its arbitrary character-building, because the foucaultian perspective these relations are not construed as causal. Thus, to profile the small powers that will be mixed in the contemporary daily school, we set out to examine the protagonists of school, family and health care professionals, involved in the practice of school complaint. We show the positions of the subject that is created with those listed, inventorying the main actions involved in the practice of school complaint: the overestimating the diagnostic evaluation, the potential of students as impediments to school work, the trend towards the formation of bio-identities. The actions of these exchanges maintain practices that rank, differentiate and normalize, dividing the children and young people among those who can and can not be students. Thus there is a tendency to describe the psychological and social phenomena in a medical language. It distinguishes itself within the bio-policy, a special case, the health bio-policy, which has provided new standards of discipline, allowing the emergence of forms of bio-sociability, individualistic and apolitical character.
6

Identificação de problemas de saúde mental associados à queixa escolar segundo o DAWBA / Identification of mental health problems associated with underachievement according to DAWBA

Lylla Cysne Frota D\'Abreu 12 August 2008 (has links)
Queixa escolar é um dos principais motivos de encaminhamento de crianças à rede pública de saúde e às clínicas-escola de psicologia. Estudos prévios sugerem que, no segmento de crianças encaminhadas para atendimento com queixa escolar, a prevalência de problemas de saúde mental é maior que na população geral. O presente trabalho teve como objetivo a identificação e classificação das áreas de dificuldade associadas à queixa escolar, em categorias compatíveis com a CID-10 e com o DSM-IV-TRTM, além da descrição do perfil da clientela quanto a dados sócio-demográficos, nível intelectual, fonte de encaminhamento, profissional solicitante, outros acompanhamentos realizados na área de saúde e uso de medicação. Participaram 103 crianças, de seis a doze anos, inscritas em uma clínica-escola de psicologia vinculada ao SUS, com queixa de dificuldade de aprendizagem escolar. Foram feitas consultas aos prontuários e a aplicação junto ao responsável da versão brasileira adaptada da Avaliação do Desenvolvimento e Bem-estar, em inglês, Development and Well-Being Assesment (DAWBA), entrevista de diagnóstico de transtornos mentais na infância e na adolescência que aponta áreas de dificuldade compatíveis com o DSM-IV-TRTM e a CID-10. Os resultados mostraram taxas de escolaridade dos pais abaixo da média do município, 90% das crianças com história anterior de acompanhamentos na área de saúde e 29% fazendo uso de medicação psicotrópica. Também foi encontrada uma alta prevalência de dificuldades como transtorno hipercinético, transtorno desafiador de oposição, transtorno de conduta, ansiedade de separação, ansiedade generalizada e fobia específica. O trabalho oferece subsídios para a defesa de políticas públicas na área de saúde mental infantil e para o planejamento de tratamentos compatíveis com a demanda, contribuindo para a melhoria do atendimento à clientela e da formação de pessoal / Low performance at school is one of the main reasons for referral of children to the public health system and clinical schools of psychology. Previous studies suggest that the prevalence of mental health problems is higher in children with underachievement than in the general population. The aim of the present study was to identify and classify the areas of difficulty associated with underachievement according to the categories of ICD-10 and DSM-IV-TRTM, and to describe socio-demographic data, intellectual level, sources of referral, previous health treatments and the use of medication. One hundred and three children, aged six to twelve years, who were referred to a public university clinic of psychology due to school underachievement, participated in the study. Medical records were consulted and the validated and adapted Brazilian parent-version of the Development and Well-Being Assessment (DAWBA) was applied. DAWBA is an interview for the diagnosis of mental disorders in childhood and adolescence that points areas of difficulty according to DSM-IV-TRTM and ICD-10. The results showed that parents\' level of education was lower than the average of the municipality, 90% of the children had previous health treatment and 29% were using psychotropic medication. It was also found a high prevalence of hyperactivity and inattention, oppositional defiant disorder, conduct disorder, separation anxiety, generalized anxiety and specific phobia. The work shows a need for public policies in the area of child mental health and for treatments compatible with the demand, contributing to the improvement of the service and staff training
7

Da 'queixa' ao fracasso escolar: um estudo sobre a predominância do encaminhamento de meninos aos serviços de psicologia / From the complaint to the school failure: a study on the prevalence of boys foward psychology

Nascimento, Ana Paula Rodrigues do 30 September 2013 (has links)
Submitted by Erika Demachki (erikademachki@gmail.com) on 2014-09-25T16:54:09Z No. of bitstreams: 2 Ana Paula Rodrigues do Nascimento - 2013 - Dissertação.pdf: 830715 bytes, checksum: 0df08cae363b7bdffb9d1db7044a6dde (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Approved for entry into archive by Luciana Ferreira (lucgeral@gmail.com) on 2014-09-26T11:28:20Z (GMT) No. of bitstreams: 2 Ana Paula Rodrigues do Nascimento - 2013 - Dissertação.pdf: 830715 bytes, checksum: 0df08cae363b7bdffb9d1db7044a6dde (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-26T11:28:20Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Ana Paula Rodrigues do Nascimento - 2013 - Dissertação.pdf: 830715 bytes, checksum: 0df08cae363b7bdffb9d1db7044a6dde (MD5) license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) Previous issue date: 2013-09-30 / Based on a critical perspective in psychology and education, the aim of this study is to understand the aspects involved on the prevalence of sending boys with learning complaints for psychological care in school clinics of psychology and public health units. Knowing that school failure is a phenomenon socially developed, this discussion seeks to reflect on the mechanisms that produce learning complaints in boys and how these complaints, built in school, become on intrinsic issues, making the psychological support one of the ways of resolving for school problems. In order to investigate the aim study, bibliographical research was used as methodology, considering it essential to uncover the problem raised by this research. A seek in the thesis and dissertations from Capes, in the SciELO electronic library, virtual library in health (BVS) and electronic journals in psychology (PEPSIC) was adopted, using the following descriptors: “characterization of child clients in school clinics of psychology”, “characterization of child clients in public health services”, boys scholastic complaints”, “school failure of boys”, “relationship between gender and education”, “gender and school failure of boys”, “gender and school performance”, “prevalence of male children taken to school clinics of psychology or public health services”. Two groups of bibliographic sources were used: the first group is constituted by studies and researches in psychology which investigated the infant demand for psychological support in school clinics of psychology and public health services; the second group consists of studies and researches in the area of education that investigated the school failure of boys. From the description and analysis of the literature corpus, it was possible to seize some aspects that contribute to the prevalence of boys with school complaints, which allowed questioning conceptions that naturalize their development processes and situate the theme proposed in historical and cultural context of gender relations. / Com uma perspectiva crítica em psicologia e em educação, o objetivo deste estudo é conhecer os aspectos envolvidos na predominância do encaminhamento de meninos com queixas escolares para atendimento psicológico em clínicas-escola de psicologia e unidades de saúde pública. Baseando-se na compreensão de que o fracasso escolar é um fenômeno socialmente produzido, buscou-se refletir sobre os mecanismos que produzem as queixas escolares em meninos, e como essas queixas, construídas no espaço escolar, se convertem em questões intrínsecas, tornando o acompanhamento psicológico uma das vias de resolução para problemas escolares. Para a investigação do objeto de estudo, adotou-se como metodologia a pesquisa bibliográfica, por considerá-la essencial para desvelar o problema levantado. Procedeu-se, então, a uma busca no banco de teses e dissertações Capes, na biblioteca eletrônica SciELO, na biblioteca virtual em saúde (BVS) e nos periódicos eletrônicos em psicologia (PePSIC), utilizando os seguintes descritores: “caracterização de clientela infantil em clínicas-escola de psicologia”, “caracterização de clientela infantil em serviços de saúde pública”, “queixa escolar de meninos”, “fracasso escolar de meninos”, “relação entre gênero e educação”, “gênero e fracasso escolar de meninos”, “gênero e desempenho escolar”, “predomínio de crianças do sexo masculino encaminhadas para clínicas-escola de psicologia ou serviços de saúde pública”. Para o levantamento das informações, foram trabalhados dois grupos de fontes bibliográficas: o primeiro grupo é constituído por estudos e pesquisas na área da psicologia que investigaram a demanda infantil para acompanhamento psicológico em clínicas-escola de psicologia e serviços de saúde pública; o segundo grupo constitui-sede estudos e pesquisas da área da educação que investigaram o fracasso escolar de meninos. Com a descrição e análise do corpus documental foi possível apreender alguns aspectos que colaboram para a predominância de meninos com queixas escolares, o que permitiu o questionamento de concepções que naturalizam os processos de desenvolvimento desses meninos, bem como situar a temática proposta no contexto histórico-cultural das relações de gênero.
8

A queixa escolar na dinâmica do self educacional de adolescentes em acompanhamento psicológico

Silva, Alan Souza Pereira 26 August 2016 (has links)
Submitted by Alan Souza Pereira Silva (asouzap@yahoo.com.br) on 2016-09-12T14:28:23Z No. of bitstreams: 1 AlanDissertação_versao final(revisada).pdf: 1074335 bytes, checksum: e929af5b502234e2048f95875afd1ab5 (MD5) / Approved for entry into archive by Hozana Azevedo (hazevedo@ufba.br) on 2017-08-16T14:05:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 AlanDissertação_versao final(revisada).pdf: 1074335 bytes, checksum: e929af5b502234e2048f95875afd1ab5 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-16T14:05:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 AlanDissertação_versao final(revisada).pdf: 1074335 bytes, checksum: e929af5b502234e2048f95875afd1ab5 (MD5) / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / A queixa escolar constitui uma das principais demandas para atendimento psicológico de crianças e adolescentes nos serviços de saúde, nas clínicas-escolas e nos consultórios privados. Geralmente, essa queixa surge quando o estudante não atinge o desempenho esperado ou não atende às expectativas dos pais ou dos professores. Assim, parte-se do pressuposto de que a queixa escolar é uma narrativa polifônica, pois é construída por discursos ideológicos expressos nas vozes dos pais, dos professores e dos colegas, as quais transmitem valores, estados afetivos, sentidos e expectativas sobre o que o estudante é, poderia e deveria ser. Diante dessa queixa, existe uma pessoa que age no mundo, formula crenças, organiza-se psicologicamente, assume posições, negocia e toma decisões. É na e pela interação dialógica com essas vozes que o estudante desenvolve seu self, construindo um sentido de si, do outro e do mundo social e, mais especificamente, seu self educacional, que se refere a uma parte do self desenvolvida nas relações dialógicas vividas na idade escolar. Com base nisso, a presente pesquisa teve como objetivo compreender a construção de sentidos acerca da queixa escolar por adolescentes em atendimento psicológico, enfatizando dinâmica do self educacional. Tendo como base a Psicologia Cultural do desenvolvimento, que concebe a cultura como um conjunto de processos pertencente à relação da pessoa com o ambiente, realizou-se um estudo de caso múltiplo e idiográfico. Para a produção de dados, foram realizadas entrevistas narrativas com duas adolescentes, de 13 e 17 anos, que estavam em acompanhamento psicológico em virtude de queixa escolar. Uma das participantes foi encaminhada ao psicólogo por causa de dificuldade para ler e escrever, com diagnóstico de dislexia confirmado, e a outra apresentava dificuldade de concentração e atenção, com suspeita de Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade, que foi descartada. Organizou-se a história das participantes em períodos escolares e, à luz dos conceitos de signo, internalização ativa, mediação semiótica, posição do Eu e ruptura-transição, analisaram-se trechos de suas narrativas buscando compreender a dinâmica do self educacional na situação de queixa escolar. Os resultados indicam que a queixa escolar pode surgir como uma experiência destrutiva na vida dessas estudantes, desestabilizando seus selves educacionais e requisitando reposicionamentos e a construção de novos sentidos. Diante disso, cada participante recorre a distintos processos semióticos auto reguladores para resgatar a dinâmica estabilidade do self educacional. Nesses processos semióticos, as participantes recuperam posições inicialmente definidas na infância ou tendem a defender a posição atual para manter ou reestabelecer o senso de continuidade do self educacional. / Complaints regarding student performance are one of the main demands for psychological care of children and adolescents in health services, academic health centers and private practices. Generally, the complaints refer to poor student performance or failure to meet the expectations of parents or teachers. The complaints are thus a polyphonic narrative, which comprises different ideological discourses expressed by the voices of parents, teachers, and classmates, which transmit values, affective states, senses and expectations about what the student is, could and should be. When faced with this complaint, the person acts in the world, formulates beliefs, organizes herself psychologically, takes a stand, negotiates and makes decisions. It is in and through dialogical interacting with those voices that the students develop their selves, building a sense of the self, the other, the social world, and, more specifically, the educational self, which refers to a part of the self that develops within the dialogical relations experienced at school age. In light of this, this study investigated the construction of meanings about complaints regarding adolescents in psychological care due to poor performance at school, emphasizing the dynamics of the educational self. Based on the Cultural Psychology of development, which conceives culture as a set of processes belonging to the individual’s relationship with the environment, an idiographic study of multiple cases was conducted. Two adolescents aged 13 to 17 were interviewed who were in counseling because of complaints regarding their performance at school. One of the participants was referred to a psychologist because of difficulties with reading and writing, and had a diagnosis of dyslexia confirmed. The other participant had difficulties with concentration and attention, but the suspected diagnosis of Deficit Attention Hyperactivity Disorder was discarded. In order to analyze the data, the stories of the participants were organized in school periods, and, in light of concepts such as sign, active internalization, semiotic mediation, the I-position and disruption-transition, excerpts of their narratives were examined in order to understand the dynamics of the educational self within the complaints regarding student performance. The results indicate that such complaints can arise as a disruptive experience in the school life of these students, destabilizing their educational selves and requiring that they take new stands and make up new meanings. Thus, each participant uses different self-regulatory semiotic processes to rescue the dynamic stability of the educational self. In these semiotic processes, the participants resume positions from their childhood or defend the current position in order to maintain or re-establish a sense of continuity of their educational selves.
9

Diálogo intersetorial educação-saúde no atendimento público municipal à demanda de queixa escolar: um estudo de caso no município de São Paulo / Education-health intersectoral dialogue in the municipal public service meeting the demands of school complaints. A study case in São Paulo

Correia, Marcius Vinicius Gonçalves 13 June 2016 (has links)
A tese proposta tem por objeto de estudo a política intersetorial Educação-Saúde voltada para o atendimento a demandas escolares nos serviços de saúde pública. Tem por objetivos contribuir com subsídios para a ampliação do debate sobre o uso de recursos não medicalizantes no atendimento à demanda escolar no âmbito dos Serviços Públicos de Saúde; para a formulação de uma política pública intersetorial com corresponsabilidade social dos setores de educação e saúde em busca de qualidade e atendimento integral à saúde escolar e para a formulação de um proposta de otimização de recursos públicos de atendimento à queixa escolar, já existentes nos setores de saúde e de educação. Estabelecidos esses objetivos, foi desenvolvida uma experiência de intervenção com recursos intra e interinstitucionais do Sistema Único de Saúde, visando a explorar novas formas de atender ao grande número de encaminhamentos realizados por escolas. A proposta decorrente dessa experiência, denominada Projeto Terapêutico Singular Núcleo de Apoio à Saúde Educacional - NASE, encontra nicho no Programa Saúde na Escola. A pesquisa intervenção aqui descrita foi realizada durante o ano de 2014 em uma unidade de saúde da cidade de São Paulo, que estabeleceu parceria com uma escola municipal vizinha. Os dados primários foram obtidos por meio de fichas de alunos com queixa escolar encaminhados ao Serviço de Saúde, questionários aplicados a pais e/ou responsáveis, oficinas de vivência e assistência social e atendimentos clínicos. Foram constituídos dois grupos de crianças encaminhadas para atendimento médico pela coordenação da escola e por professores. Embora o número de crianças não tenha sido o mesmo nos dois grupos, foi possível observar uma similaridade relativa ao tipo de queixa escolar: entre crianças encaminhadas pela coordenação da escola (71 do Ciclo I), 36,6% apresentavam dificuldade de aprendizagem e, entre as encaminhadas por professoras (26, sendo 13 do Ciclo I e 13 do Ciclo II), 80,76% apresentavam dificuldades na escrita, leitura, e na compreensão e interpretação de textos. Apresentaram queixa de alterações de comportamento, 21,22% do grupo encaminhado pela coordenadora e 73,07% do encaminhado por professoras. Desse conjunto de crianças, três foram selecionadas para desenvolverem atividades do referido Projeto Terapêutico Singular. Junto a essas crianças foram coletados dados por meio de exame neurológico, de um questionário e de participação em oficinas de vivência e assistência social. Foram realizados três encontros em grupo. As oficinas, integradas por um neurologista, uma psicóloga e uma assistente social, propiciaram oportunidade de realização de atividades lúdicas de aprendizagem, favoreceram o conhecimento da vida afetiva e sócio histórica das crianças e suas famílias e possibilitaram uma visão crítica da demanda de atendimento à queixa escolar. Foi possível constatar a necessidade de redirecionamento dessa demanda, podendo ser o NASE uma ponte transitória e importante no diálogo intersetorial educação-saúde / The proposed thesis has as its object of study the Education-Health intersectoral policy directed to meet the educational complaints on public health services. It aims to contribute with subsidies to expand the debate over the use of non-medicalized resources in the care of school complaints within the Public Health Services; for the development of an inter-sectorial public policy with social responsibility of the education and health sectors in pursuit of quality and full care for school health and for the development of an optimization proposal for public funds to assist the school complaints, which already exist in the health and education sectors. Established this objectives, an intervention experience with intra and inter-institutional resources from the Public Health System was developed, in order to explore new ways of meeting the large number of referrals made by the schools. The proposal resulting from this experience, called Singular Therapeutic Project Support Center for Educational Health NASE, finds housing in the School Health Program. The intervention research described here was carried out during the year 2014 in a health facility in the city of São Paulo, which was partnered with a nearby municipal school. Primary data were obtained through records of students with school complaints referred to the Health Service, questionnaires given to parents and / or guardians, experience workshops and social care and clinical care. Two groups of children, referred for medical care by the school coordination and teachers, were formed. Although the number of children has not been the same in both groups, it was possible to observe a similarity related to the type of school complaints: among children referred by the school coordination (71 from Cycle I), 36% had learning disabilities and, among the ones referred by the teachers (26, 13 from Cycle I and 13 from Cycle II), 80,76% had difficulties in writing, reading, and comprehension and interpretation of texts. Behavioral changes were showed in 21, 22% of the group sent by the coordinator and 73,07% of the group referred by teachers. From this set of children, three were selected to develop activities from the aforementioned Singular Therapeutic Project. Among these children data were collected through neurological exams, a questionnaire and the participation in workshops of living and social care. Three group meetings were conducted. The workshops, staffed by a neurologist, a psychologist and a social worker, have enabled the opportunity to accomplish playful learning activities, favored the knowledge of the affective life and social history of the children and their families, and provided a critical view over the demand for assistance to school complaints. It was possible to observe the need to redirect this demands, may possibly be the NASE a transitory and important bridge in the education-health intersectoral dialogue
10

A promoção da saúde e a (des)construção da queixa escolar

Bergami, Nancy Benedita Berruezo 24 September 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:38:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Nancy Benedita Berruezo Bergami.pdf: 4101776 bytes, checksum: dfc42a12431ae7b49632c0a838c8a780 (MD5) Previous issue date: 2014-09-24 / By taking the new-paradigm of systems thinking as theoretical basis for understanding the construction of school complaint, we are using a way of perceiving the phenomena of human health that is compatible with the thought which guides the practices in health promotion. Thus, we intend to verify through the achievement of a Program for Health Promotion in School, developed with teachers and with parents and guardians, if there would have a change in the perceptions and expectations of the action for the approach of the school complaints. This study was qualified as a qualitative survey done with teachers, pedagogues, school director and with parents and guardians of pupils of a public school located in the interior of Parana state. The information analyzed stem from responses to the situational questionnaires applied before and after the completion of this program. The Program was built and themes relevant to the reality of the participants and also selected by them. In analyzing the responses, we found that, after participating in the Program, the following changes have occurred: teachers, pedagogues and the school director expanded their perception about the school problem; no longer blame the family coming to recognize the need for research before judging the situation; they identified the problem not only on the individual citizen but also the interactions that this one establishes; they eased the justification of their position overcome the problem; they emphasized the importance of implementing policies directed at peers, integrated and governmental actions, in addition to emphasizing the need to maintain a relationship of good quality with the student; they get themselves involved with the school problem, besides to the student and the family, moreover the family that was the responsible for the problem became the participant of the solution. Parents and guardians included the school among the possible causes of the problem; they were no more viewed as isolated from school nor impugned for lack of ability to maintain the limits for their kids; they perceived themselves able to envision an integrated action between family and school in the confrontation of the problems of children; they began to realize that they have resources to tackle the problem; they added affective measures of teachers to the students in the solution of the problem; they replaced the family responsibility by the recognizing the responsibility of the school about the matter / Ao tomarmos o pensamento sistêmico novo-paradigmático como referência teórica para o entendimento da construção da queixa escolar, estamos utilizando uma forma de compreender os fenômenos da saúde humana que é compatível com o pensamento que orienta as práticas em promoção de saúde. Assim, pretendemos verificar a partir da realização de um Programa de Promoção de Saúde na Escola, desenvolvido com professores e com pais e responsáveis, se haveria mudança nas percepções e expectativas de ação para abordagem das queixas escolares. Este estudo caracterizouse como uma pesquisa qualitativa realizada com professores, pedagogas, diretora e com pais e responsáveis de alunos de uma escola pública localizada no interior do Paraná. As informações analisadas advêm das respostas aos questionários situacionais aplicados antes e depois da realização do referido programa. O Programa foi construído e temas pertinentes à realidade dos participantes, inclusive por eles selecionados. Na análise das respostas, constatamos que, após a participação no Programa, ocorreram as seguintes mudanças: os professores, pedagogas e diretora ampliaram sua percepção sobre o problema escolar; deixaram de culpabilizar a família passando a reconhecer a necessidade de investigação antes de julgar a situação; identificaram o problema não somente no indivíduo, mas também nas interações que este estabelece; flexibilizaram a justificativa do seu posicionamento frente ao problema; enfatizaram a importância de implementar ações dirigidas aos pares, ações integradas e governamentais, além de ressaltar a necessidade de manter uma relação de boa qualidade com o aluno; perceberam-se implicados com o problema escolar, além do aluno e da família, aliás a família passou de responsável pelo problema para participante da solução. Os pais e responsáveis incluíram a escola entre as possíveis causas do problema; não se viram mais isolados da escola e nem recriminados por falta de habilidade em manter os limites para com os filhos; perceberam-se capazes de vislumbrar uma ação integrada entre a família e a escola no enfrentamento dos problemas dos filhos; passaram a perceber que têm recursos para enfrentar o problema; acrescentaram medidas afetivas dos professores para com os alunos na solução do problema; substituíram a responsabilidade da família pelo reconhecimento da responsabilidade da escola sobre o problema

Page generated in 0.0476 seconds