• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 1030
  • 30
  • 17
  • 17
  • 16
  • 15
  • 10
  • 8
  • 7
  • 6
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • Tagged with
  • 1102
  • 1102
  • 490
  • 377
  • 310
  • 295
  • 251
  • 222
  • 220
  • 205
  • 198
  • 195
  • 195
  • 168
  • 143
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

A percepção da responsabilidade social interna e sua influência no comprometimento organizacional: estudo de caso em uma empresa de energia eólica

Vale, Juliana Cidrack Freire do January 2012 (has links)
VALE, Juliana Cidrack Freire do. A percepção da responsabilidade social interna e sua influência no comprometimento organizacional: estudo de caso em uma empresa de energia eólica. 2012. 143 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Acadêmico em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2012. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-01T14:04:07Z No. of bitstreams: 1 Dissertação de Juliana Cidrack Freire do Vale.pdf: 930655 bytes, checksum: 7a62dc1e6c50a047d04fc7029a78c82d (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros(dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-02T12:24:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação de Juliana Cidrack Freire do Vale.pdf: 930655 bytes, checksum: 7a62dc1e6c50a047d04fc7029a78c82d (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-02T12:24:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação de Juliana Cidrack Freire do Vale.pdf: 930655 bytes, checksum: 7a62dc1e6c50a047d04fc7029a78c82d (MD5) Previous issue date: 2012 / The theme of corporate social responsibility (CSR) is increasingly relevant in the contemporary context, where companies are pressured to give an account of their activities to a wide range of stakeholders. Generally, CSR is studied as a way of measuring the reflections that the company has in society, for example, his image to market. However, it is made so as not to be attributed to the subject the appropriate relevance to the workforce, inclusive about their engagement. The present study aims to investigate the relationships between the perception of corporate social responsibility practices and internal organizational commitment. As a parameter for the internal practices of social responsibility, we adopted the indicators proposed by the Ethos Institute for Business and Social Responsibility, related to the subject internal public which consists of sub-themes: dialogue and participation, respect for the individual and decent work (ETHOS Institute, 2012). Whit regard to the issue of corporate social responsibility, the work relies on Melo Neto and Froes (1999, 2001), Furtado and Pena (2006) and Tenorio (2006). On the subject of organizational commitment, we considered the affective, normative and instrumental dimensions, as proposed by Meyer, Allen and Smith (1993). Regarding this issue, we used as references Bastos (1993), Borges- Andrade (2002), Tomei (1994) and Milk (2008). This work is classified, methodologically, as an exploratory and descriptive study, qualitative and quantitative in nature. It is also of character bibliographic, documental and field, conducted through a case study in a company's wind energy sector of Ceará. The instruments of collect used were documents, interviews semi-structured and closed questionnaire. The data analysis techniques employed were: categorization and content analysis, in the qualitative phase, and, for the quantitative phase, it was used descriptive statistics to measure the perception of Internal Social Responsability (ISR) and the dimensions of organizational commitment, as well as a correlation test to measure the existence of significant correlation between the two issues, using, for this purpose, the Statistical Package for Social Sciences (SPSS). The results show that the company studied is in a stage of basic shares Internal Social Responsibility. That is, the company is located just in reactive level as the legal requirements. It was also the predominance of the affective dimension of organizational commitment. This result is very positive, considering that demonstrates that employees feel pride and desire to remain with the company as well as identify and are involved in the organization. Finally, it was found that Social responsibility practices internal in relation to Decent Work, positively influence the generation of commitment instrumental in the company researched. That is, the actions regarding the remuneration policy, benefits and career, health care, safety and working conditions, commitment to professional development and employability; behavior in layoffs, and preparing for retirement can make employees perceive that in other companies would not find better job in terms of what is defined as decent work. / O tema da responsabilidade social empresarial (RSE) é crescentemente relevante no contexto contemporâneo em que as empresas são pressionadas a prestar conta de suas atividades a uma ampla gama de stakeholders. Genericamente, a RSE é estudada no que concerne a seus reflexos para a empresa, como, por exemplo, sua imagem para o mercado, sem que seja, contudo, atribuída ao tema a devida relevância para o público interno, inclusive quanto ao seu engajamento. O presente trabalho tem como objetivo investigar as relações entre a percepção das práticas de responsabilidade social empresarial interna e o comprometimento organizacional. Como parâmetro para as práticas de responsabilidade social internas, foram adotados os indicadores propostos pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, referentes ao tema público interno, que é composto pelos subtemas: diálogo e participação, respeito ao indivíduo e trabalho decente (INSTITUTO ETHOS, 2012). No que se refere ao tema da responsabilidade social empresarial, o trabalho apoia-se, ainda, em Melo Neto e Froes (1999; 2001), Furtado e Pena (2006) e Tenório (2006). Em relação ao tema do comprometimento organizacional, foram consideradas as dimensões afetiva, normativa e instrumental, propostas por Meyer, Allen e Smith (1993). No tocante a esse tema, utilizaramse ainda, como referências Bastos (1993), Borges-Andrade (2002), Tomei (1994) e Leite (2008). Este trabalho classifica-se, metodologicamente, como um estudo exploratório e descritivo, de natureza quali-quantitativa. É, também, uma pesquisa bibliográfica, documental e de campo, realizada por meio de um estudo de caso, em uma empresa do setor de energia eólica do Ceará. Os instrumentos de coleta utilizados foram documentos, entrevista semiestruturada e questionário fechado. As técnicas de análise de dados empregadas foram a da categorização e da análise de conteúdo, na fase qualitativa, e, para a fase quantitativa, fezse uso da estatística descritiva para a aferição da percepção das práticas de RSI e das dimensões do comprometimento organizacional, bem como, um teste de correlação, para aferir a existência de correlação significativa entre os dois temas, utilizando, para tanto, o programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Os resultados apontam que a empresa pesquisada encontra-se em um estágio básico de ações de Responsabilidade Social Interna. Ou seja, a empresa encontra-se apenas em nível reativo quanto às exigências legais. Verificou-se ainda, a predominância da dimensão afetiva do comprometimento organizacional. Esse resultado é bastante positivo, tendo em vista que demonstra que os funcionários sentem orgulho e desejo de continuar na empresa, bem como se identificam e estão envolvidos na organização. Por fim, verificou-se que práticas de Responsabilidade Social Interna, no que se refere ao Trabalho Decente, influenciam positivamente na geração do comprometimento instrumental na empresa pesquisada. Isto é, as ações no tocante à política de remuneração; benefícios e carreira; cuidados com saúde, segurança e condições de trabalho; compromisso com o desenvolvimento profissional e a empregabilidade; comportamento nas demissões; e, preparação para a aposentadoria podem fazer os funcionários perceberem que em outras empresas não encontrariam emprego melhor, em termos do que se define como trabalho decente.
42

Reputação corporativa sob a ótica da sustentabilidade e desempenho superior persistente de empresas de capital aberto

Cardoso, Vanessa Ingrid da Costa January 2013 (has links)
CARDOSO, Vanessa Ingrid da Costa. Reputação corporativa sob a ótica da sustentabilidade e desempenho superior persistente de empresas de capital aberto. 2013. 191 f. Dissertação (mestrado) – Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Acadêmico em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2013. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-01T16:48:05Z No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vanessa Ingrid da Costa Cardoso.pdf: 2415313 bytes, checksum: 8c10138bbef24fbca3bea097ffdbbd27 (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros(dioneidebarros@gmail.com) on 2016-02-02T12:25:17Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vanessa Ingrid da Costa Cardoso.pdf: 2415313 bytes, checksum: 8c10138bbef24fbca3bea097ffdbbd27 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-02-02T12:25:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação de Vanessa Ingrid da Costa Cardoso.pdf: 2415313 bytes, checksum: 8c10138bbef24fbca3bea097ffdbbd27 (MD5) Previous issue date: 2013 / The intensification of relations between the global markets presents a relevant reflection on organizations, so as to remain in the market, they need to further preserve and improve their image in front of their stakeholders. In this sense, the concept of reputation emerges, being often discussed in the context of organizations and moreover can be understood as the set of organizational attributes developed over time, which influences the way stakeholders perceive companies within the market. In this study, corporate reputation is examined from the perspective of sustainability and of its influence in the companies’ superior and persistent performance under the theory of signaling’s foundation. Empirical evidence reveals that socially responsible actions taken by companies provide them a favorable reputation, as they issue positive signals to the market, offering greater attractiveness to stakeholders since they perceive higher reliability and lower risks (Fombrun, Shanley 1990; Fombrun; RINDOVA, 1996; Fombrun, Van Riel 1997, SCHULTZ, Nielsen; BOEGE, 2002; GARDBERG; Fombrun, 2002; ROBERTS & Dowling, 2002; CAIXETA et al. 2011). By attracting and establishing their relationships with various stakeholders, the achievement of either sustainable competitive advantage or the superior persistent performance is assured in the market companies (Barney, 1991; TIERGARTEN; ALVES, 2008; HAIL JUNIOR; ALCALDE; COSTA, 2009). The scope of these previous studies on the topic did not allow analysis of the longevity of the benefits gained by neither good corporate reputation nor in differentiated market contexts. Within this context, this study aims at investigating the relationship between corporate reputation and superior persistent performance of public companies that publish sustainability reports, according to Global Reporting Initiative (GRI)’s listing. It is a descriptive and explanatory research of quantitative nature, using bibliographic and documentary procedures with the application of statistical tools Correspondence Analysis, Average Testing and Panel Analysis. The study’s justification is to seek to contribute on expanding the discussion on corporate reputation in the perspective of sustainability. Moreover, it presents a differentiated analysis for dealing with the issue relating to the superior persistent performance and checking whether corporate reputation relates to the achievement and maintenance of a competitive advantage for a long period of time. Anacor points out that companies with higher levels of reputation are included in the group of companies with higher performance. Moreover, the conducted average testing shows that companies with superior persistent performance regard a statistically different reputation from their counterparts without superior persistent performance, being that the former presented an average index of corporate reputation greater than the latter. The preliminarily performed panel data analysis indicated no association between corporate reputation and superior persistent performance, disproving the research hypothesis. However, by transforming the variables into factors and using them in the panel data analysis, a performance dependency relationship was identified regarding size (represented by its size) and credibility (represented by its debt and reputation) factors. Therefore, it is concluded that, for the sample considered in this research, reputation alone is not able to influence business performance, but taking debt into account; the credibility factor (grouping the reputation and debt factors) may provide further explanations about performance. Thus, according theory of signaling, the reputation represents signals to the market and it is able to influence the behavior of stakeholders, impacting their performance. / A intensificação das relações entre os mercados globalizados tem reflexo relevante nas organizações, de forma que, para permanecerem no mercado, elas necessitam preservar e aprimorar sua imagem perante seus stakeholders. Nesse sentido, emerge o conceito de reputação, frequentemente discutido no contexto das organizações, e que pode ser entendido como o conjunto de atributos organizacionais desenvolvidos ao longo do tempo, que influencia na forma pela qual os stakeholders percebem as empresas no mercado. No presente estudo, a reputação corporativa é analisada na perspectiva da sustentabilidade e de sua influência no desempenho superior e persistente das empresas, sob a fundamentação da teoria da sinalização. Evidências empíricas revelam que as ações socialmente responsáveis por parte das empresas lhes conferem reputação favorável, na medida em que emitem sinais positivos ao mercado, propiciando maior atratividade aos stakeholders, uma vez que estes percebem maior confiança e menor risco (FOMBRUN; SHANLEY, 1990; FOMBRUN; RINDOVA, 1996; FOMBRUN; VAN RIEL, 1997; SCHULTZ; NIELSEN; BOEGE, 2002; GARDBERG; FOMBRUN, 2002; ROBERTS; DOWLING, 2002; CAIXETA et al. 2011). Ao atrair e firmar suas relações com os vários stakeholders, garante-se a conquista da vantagem competitiva sustentável, ou do desempenho superior e persistente, das empresas no mercado (BARNEY, 1991; TIERGARTEN; ALVES, 2008; SARAIVA JUNIOR; ALCALDE; COSTA, 2009). A abrangência de estudos anteriores sobre o tema não permitiram análise da longevidade dos benefícios conquistados pela boa reputação corporativa e nem em contextos mercadológicos diferenciados. Nesse contexto, o presente estudo tem o objetivo de investigar a relação entre a reputação corporativa e o desempenho superior e persistente das companhias de capital aberto que publicam relatórios de sustentabilidade, segundo a listagem do Global Reporting Initiative (GRI). Para tanto, trata-se de uma pesquisa descritiva e explicativa, de natureza quantitativa, utilizando-se os procedimentos bibliográfico e documental, com a aplicação das ferramentas estatísticas Análise de Correspondência (Anacor), Teste de Média, Análise fatorial e Análise em painel, no período de 2008 a 2011. O estudo se justifica na medida em que busca contribuir para ampliação da discussão sobre a reputação corporativa na perspectiva da sustentabilidade. Além disso, apresenta uma análise diferenciada, por tratar do tema relacionando-o com o desempenho superior e persistente, verificando se a reputação corporativa se relaciona com a conquista e preservação da vantagem competitiva sustentável. A Anacor aponta que as empresas com mais elevados níveis de reputação figuram no grupo de empresas com maior desempenho. Além disso, o teste de média realizado demonstra que as empresas com desempenho superior e persistente possuem reputação estatisticamente diferente das empresas sem desempenho superior e persistente, sendo que aquelas apresentaram média de índice de reputação corporativa maior do que estas. A análise de dados em painel preliminarmente realizada indicou que não há associação entre a reputação corporativa e o desempenho superior e persistente, refutando a hipótese da pesquisa. Porém, ao transformar as variáveis em fatores e utilizar estes na análise de dados em painel, identificou-se relação de dependência do desempenho para com os fatores porte (representado pelo tamanho) e credibilidade (representado pelo endividamento e reputação). Logo, concluise que, para a amostra considerada, a reputação sozinha não é capaz de influenciar o desempenho empresarial, mas levando em conta o endividamento, o fator credibilidade (constituído pelos fatores endividamento e reputação) pode ser explicativo do desempenho. Assim, conforme a Teoria da Sinalização, a reputação representa sinais emitidos ao mercado capaz de influenciar o comportamento dos stakeholders, impactando seu desempenho.
43

A institucionalização das práticas de responsabilidade social: estudo de caso na Companhia de Água e Esgoto do Ceará

Lima, Teresa Cristina Aguiar January 2008 (has links)
LIMA, Teresa Cristina Aguiar. A institucionalização das práticas de responsabilidade social: estudo de caso na Companhia de Água e Esgoto do Ceará. 2008. 167 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração e Controladoria, Fortaleza-CE, 2008. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-04-07T13:51:08Z No. of bitstreams: 1 2008_dis_tcalima.pdf: 2022769 bytes, checksum: 1bcd0ea4e6a889be55d490a1f01e3a07 (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-04-13T15:10:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_dis_tcalima.pdf: 2022769 bytes, checksum: 1bcd0ea4e6a889be55d490a1f01e3a07 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-13T15:10:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_dis_tcalima.pdf: 2022769 bytes, checksum: 1bcd0ea4e6a889be55d490a1f01e3a07 (MD5) Previous issue date: 2008 / The purpose of this study is to investigate the process of institutionalizing the practice of Social Responsibility in the Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE) with the parameter under Institutional Approach to the vision of Tolbert and Zucker (1998) shows that the process is made up of three phases: habitualization, objectivation and sedimentation. For each of the stages were listed specific factors representative. The research is methodologically structured as a kind of search qualitative, quantitative, for the processing of the data; exploratory-descriptive, about the purposes, and bibliographic and as field research, as the means and has been realize by case study. It was applied questionnaire, structured by closed questions, with answers both within the Likert scale, as in the prospect of gradation of importance. The proposed instrument, which can be used in other studies since adapted, considered the issues advocated by the Ethos Institute of Business and Social Responsibility, compatible for analysis in question, and outside collaborators applied to direct the company's blended in Fortaleza, capital of the state of Ceara. The results were analyzed and presented graphically by the Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). The research enabled the lifting of the factors for each phase of the proposed model for analysis. Thus, it became possible to monitor the internal adjustments, and the perceived externally, related to institutionalize the practice of Social Responsibility. The results show the recognition of the company's performance in the social field, and his experience within the three stages of the process. / O propósito deste trabalho é investigar o processo de institucionalização das práticas de Responsabilidade Social na Companhia de Água e Esgoto do Ceará (CAGECE), tendo por parâmetro a Abordagem Institucional, sob a visão de Tolbert e Zucker (1998), que apresenta o processo sendo composto de três fases: “habitualização”, objetivação e sedimentação. Para cada uma das fases, foram elencados fatores representativos específicos. A investigação está metodologicamente estruturada como uma pesquisa de natureza qualiquantitativa, quanto ao tratamento dos dados; exploratóriodescritiva, quanto aos fins; e bibliográfica e de campo, quanto aos meios, tendo sido realizada via estudo de caso. Foi aplicado questionário, estruturado com perguntas fechadas, com respostas tanto dentro da escala de Likert como em uma perspectiva de gradação de importância. O instrumento proposto, passível de ser utilizado em outros estudos, desde que adaptado, considerou os temas defendidos pelo Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social, compatíveis para a análise em questão, e fora aplicado aos colaboradores diretos da empresa lotados em Fortaleza, capital do Estado do Ceará. Os resultados foram analisados e apresentados graficamente pelo programa Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). A pesquisa possibilitou o levantamento dos fatores relativos a cada uma das fases do modelo proposto para análise. Destarte, tornou-se possível acompanhar os ajustes internos, e os perceptíveis externamente, relacionados à institucionalização da prática de Responsabilidade Social. Os resultados demonstram o reconhecimento da atuação da empresa no âmbito social e sua vivência dentro das três fases do processo.
44

Análise de investimentos sociais junto às comunidades: da filantropia à transformação social

Silva, Verbena Maria Medeiros da January 2009 (has links)
SILVA, Verbena Maria Medeiros da. Análise de investimentos sociais junto às comunidades: da filantropia à transformação social. 2009. 116 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária e Contabilidade, Mestrado Profissional em Administração, Fortaleza-CE, 2009. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-04-19T17:47:06Z No. of bitstreams: 1 2009_dis_vmmsilva.pdf: 683446 bytes, checksum: 1f6dd5fbdc470802fd6c866f836adce8 (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-04-25T13:59:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_dis_vmmsilva.pdf: 683446 bytes, checksum: 1f6dd5fbdc470802fd6c866f836adce8 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-25T13:59:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_dis_vmmsilva.pdf: 683446 bytes, checksum: 1f6dd5fbdc470802fd6c866f836adce8 (MD5) Previous issue date: 2009 / The investments in corporative social responsibility (CSR) are increasing in business environment since such practices can lead organizations to be recognized as sustainable. This new trend in the market contributes to make the investment on social projects for the poor become an analytical focus of CSR management in Brazil. This study investigates whether the inclusion of social investments extends the CSR stages according to the Mirvis and Googins model (2006). They number five entrepreneurial stages: Elementary – restricted to law enforcement; Engaged – beginning to use more responsible actions; Innovative – taking on its commitment with corporative citizenship; Responsible – aligning CSR to its businesses, and Transformer – actually performing sustainable social changes. This research was carried out from May to July 2009 in five companies in Fortaleza, Ceará according to the following criteria: companies that make over R$ 60,000, known by their brand, credibility and investments on CSR in the State of Ceará. The methodology used was a field research with analytical and descriptive methods as well as observation. The results showed Viação Urbana in the elementary phase; Unimed Fortaleza in the engaged phase; Pão de Açucar Group in the innovative phase; Coelce – Responsible and Petrobras/Lubnor – Transformer. The results indicate that businesses will need to develop some organizational maturity to commit themselves in social investments, as the best strategy a company should adopt is that of financial and culturally sustainable. The work finds it is possible to insert and expand investments in social work with CSR in each of the dimensions of Mirvis and Googins (2006). This insertion helps to better diagnose and manage social investments in CSR activities which have increased in this segment. / Investimentos em responsabilidade social corporativa (RSC) crescem nos ambientes empresariais, visto que práticas em cidadania corporativa podem levar as organizações a serem reconhecidas como sustentáveis. Essa nova tendência observada no mercado contribui para que investimentos de recursos destinados a projetos sociais junto às comunidades carentes venham a ser foco analítico da gestão em RSC no Brasil. Diante desta realidade, este trabalho investiga se a inserção de investimentos sociais amplia adequadamente a capacidade de descrições dos estágios do modelo de Mirvis e Googins (2006). Estágios empresariais caracterizados em elementar, restringindo-se ao cumprimento da lei; engajado, começando adotar ações mais responsáveis; inovador, assumindo o seu compromisso de cidadania corporativa; responsável alinhando a RSC em seus negócios, e transformador, produzindo mudanças sociais sustentáveis. Objetivando análise dos resultados, foram pesquisadas, no período de maio a julho de 2009, cinco organizações na cidade de Fortaleza, mediante os critérios da pesquisa estabelecida: empresas com índice de faturamento acima de R$ 60 milhões, reconhecidas no mercado pela sua marca, credibilidade e investimentos em RSC no estado do Ceará. Como metodologia, elaborou-se pesquisa de campo, utilizando-se os métodos observacional, descritivo e analítico. Finalmente, nesta pesquisa foram evidenciados os estágios de investimentos sociais em RSC das empresas analisadas na seguinte sequência: Viação Urbana - estágio elementar; Unimed Fortaleza - estágio engajado; Grupo Pão de Açúcar – estágio inovador; Coelce – estágio responsável; Petrobras/Lubnor – estágio transformador. Os resultados sinalizam que há necessidade de as empresas desenvolverem maturidade organizacional ao assumirem compromissos em investimentos sociais, pois a melhor estratégia de RSC, que uma organização deve adotar, é aquela suportável financeira e culturalmente. Assim, o trabalho conclui ser possível inserir e ampliar os investimentos sociais nos estágios de RSC em cada uma das dimensões de Mirvis e Googins (2006). Esta inserção contribui para melhor diagnosticar e administrar investimentos sociais em RSC que possuem maior atuação neste segmento.
45

Responsabilidade social na comunicação empresarial

Lanzarini, Jociane January 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração / Made available in DSpace on 2013-07-16T00:22:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 221554.pdf: 938200 bytes, checksum: 238571e0f087d252e8e963d2c89fc98a (MD5) / Este estudo tem como objetivo analisar como a empresa Amanco emprega suas ações de responsabilidade social na sua comunicação. Como objetivos específicos, foram definidos: conhecer o processo de responsabilidade social da Amanco; constatar o entendimento dos executivos da área de marketing e da área de responsabilidade social sobre a prática da responsabilidade social; levantar as ações de responsabilidade social empregadas nas políticas de comunicação empresarial; identificar os resultados percebidos com a prática da responsabilidade social na comunicação empresarial. Nos procedimentos metodológicos, a pesquisa se caracteriza como sendo um estudo de caso único, do tipo descritivo e exploratório, cujo enfoque é qualitativo, onde foi utilizado como instrumento de coleta de dados a entrevista semi-estruturada e a análise de conteúdo dos documentos fornecidos pela empresa. Em relação aos resultados da pesquisa, a empresa Amanco utiliza suas ações de responsabilidade social na sua comunicação sempre levando em consideração a filosofia da empresa. Conheceu-se o processo de responsabilidade social que a empresa adota para poder perceber como é elaborado, planejado e executado. A responsabilidade social é entendida pelas executivas da empresa como uma atividade abrangente, por englobar diversos públicos relacionados, e que é reflexo de uma administração totalmente voltada para produzir resultados econômicos, sociais e ambientais. As ações de responsabilidade social utilizadas nas políticas de comunicação, e nas demais atividades da Amanco, são provenientes dos princípios empresariais: ética, ecoeficiência e responsabilidade social. Deste modo, os resultados percebidos com a prática da responsabilidade social na comunicação empresarial são diversos, são medidos através do Sistema Integrado de Gestão Amanco e refletidos pelos prêmios recebidos.
46

A utilização dos indicadores de responsabilidade social corporativa e sua relação com os stakeholders

Mueller, Adriana January 2003 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T04:32:49Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / A presente dissertação tem como grande tema de estudo a responsabilidade social corporativa, e mais especificamente a utilização dos indicadores desta prática como forma de avaliar as ações sociais desenvolvidas por empresas socialmente responsáveis. Inicialmente, faz-se a introdução ao assunto, discorrendo sobre o problema a ser investigado e os objetivos a serem alcançados. E, ao longo do documento apresenta-se uma consistente base teórica, descrevendo particularidades a respeito das organizações privadas, da responsabilidade social corporativa e dos indicadores de responsabilidade social. Em relação à pesquisa empírica, esta foi realizada numa empresa localizada no município de Joinville e objetivou identificar e descrever os indicadores de responsabilidade social adotados pela empresa para avaliar sua ação social em relação aos seus stakeholders. A metodologia utilizada identifica o estudo de caso e a abordagem qualitativa. Como fonte de coleta de dados fez-se uso da pesquisa documental e bibliográfica, além do questionário, da entrevista semi-estruturada e da observação. Os resultados da pesquisa permitiram verificar o conjunto de ações, políticas e valores da empresa, o reconhecimento da importância de se praticar ações de responsabilidade social a todos os seus stakeholders, bem como, a necessidade de torná-las públicas e de continuar investindo e aprimorando tais ações. Ao final da dissertação, apresenta-se breviamente algumas conclusões sobre o trabalho realizado e recomendações a futuros estudos e pesquisas.
47

Empreendedorismo e responsabilidade social

Melo, Maíra Ribeiro January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção / Made available in DSpace on 2012-10-21T17:52:17Z (GMT). No. of bitstreams: 0 / A Dissertação "Empreendedorismo e Responsabilidade Social: Um Estudo de Caso" tem como objetivo identificar ações de Responsabilidade Social e Empreendedorismo no Presídio Masculino de Florianópolis, concretizadas por meio de pesquisa realizada no Instituto da Terra, empresa que funciona dentro do Presídio, em que se busca mostrar a importância do trabalho profissional e qualificado para a reeducação dos detentos desse estabelecimento, com o apoio da Empreendedora em seu contato diário com os reeducandos, com o que se procura devolver-lhes a cidadania e a esperança de uma vida melhor após o cumprimento da pena, ao mesmo tempo mostrando que é possível a sua reintegração na sociedade. Objetiva ainda, incentivar outros Empreendedores a exercerem sua responsabilidade social (externa) dentro do sistema carcerário.
48

Responsabilidade social

Karkotli, Gilson Rihan January 2004 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-21T22:24:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 204954.pdf: 537897 bytes, checksum: 005771fa71012751b04081d7a0c89c37 (MD5) / O presente trabalho vem discutir o exercício da responsabilidade social como estratégia empreendedora nas organizações, chamando a atenção dos empreendedores para a importância, bem como para os benefícios e vantagens, que poderão obter com a prática e implementação de uma gestão da responsabilidade social em suas empresas. O trabalho procurou inicialmente pesquisar os aspectos conceituais e evolutivos da responsabilidade social perpassando por vários posicionamentos que marcam a evolução histórica das preocupações com o tema e seu tratamento no âmbito social e empresarial. Na seqüência apresenta-se os principais indicadores da responsabilidade social,com ênfase para o indicador de sustentabilidade social, que busca auferir o retorno do investimento. Em decorrência foi construído um quadro teórico para identificar as interfaces entre estratégia empreendedora e responsabilidade social nas organizações no qual foi comprovado teoricamente que a responsabilidade social é uma estratégia empreendedora. Foi realizada uma pesquisa empírica onde se buscou identificar se a responsabilidade social é uma estratégia empreendedora por meio do método estudo de multicasos. A partir dos resultados obtidos defende-se a tese de que toda empresa responsável social é empreendedora na sua essência, confirmando desta forma os pressupostos do estudo realizado, no qual pretendeu-se evidenciar que a responsabilidade social é uma estratégia empreendedora. Destaca-se o fato de que, a responsabilidade social não é filosofia, técnica, modismo, gestão e ideologia, mas sim uma estratégia empreendedora que transforma uma organização tornando-a competitiva, dinâmica, transparente, humana, ética e por meio destes a sua imagem de marca se solidifica. Trazendo como conseqüência, retorno financeiro em lucratividade assim como no mercado de capitais, aliado ao fato do lucro social contribuir para melhoria na qualidade de vida de todos seus stakeholders.
49

Assistência e responsabilidade social

Petrelli, Cristina Melim January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração. / Made available in DSpace on 2012-10-22T06:16:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 211452.pdf: 608415 bytes, checksum: e93d284d9603707027183e956febe06c (MD5) / Nem sempre a sociedade em geral percebe a amplitude da ação educadora das Instituições de Ensino Superior e, assim não a reconhecem como uma instituição promotora da transformação social. O objetivo deste trabalho é demonstrar que as Instituições de Ensino Superior realizam sua função social contribuindo efetivamente para o desenvolvimento da sociedade em todos seus aspectos. Diante deste contexto foram entrevistados funcionários de seis instituições de ensino superior, vinculadas a Acafe, com a intenção de conhecer os principais programas e ações sociais, suas semelhanças e experiências e forma de divulgação. Portanto, o trabalho procura demonstrar que a missão das Instituições de Ensino Superior vai além de suas funções básicas de Ensino, Pesquisa e Extensão, ou seja, a missão institucional de uma IES inclui a Responsabilidade Social.
50

A influência da prática de ações sociais na imagem da empresa

Simões, Flaviana Coelho January 2002 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-19T23:12:50Z (GMT). No. of bitstreams: 1 192891.pdf: 533006 bytes, checksum: 9616495b48db1fe94492a1e3adc85714 (MD5) / Este trabalho tem como objetivo, analisar a influência da prática de ações sociais na imagem da empresa, vista pela ótica dos clientes internos. Para desenvolvimento da presente pesquisa foi realizada a busca de informações em bibliografias, bem como aplicado um questionário estruturado numa amostra cuja característica foi ser funcionário da empresa Telemig Celular. A presente pesquisa buscou identificar a opinião dos funcionários acerca da efetividade das ações sociais desempenhadas pela empresa, onde constatou-se de um modo geral, que a maior parte dos funcionários conhece superficialmente as ações sociais desempenhadas pela empresa, além de não participarem efetivamente deste tipo de prática.

Page generated in 0.1233 seconds