• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7
  • Tagged with
  • 7
  • 7
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Os tipos de personalidade de Holland e sua relação com os fatores de personalidade de Cattell

Paramo Hernandez, Maria Ligia 04 1900 (has links)
Submitted by Estagiário SPT BMHS (spt@fgv.br) on 2012-05-09T13:23:48Z No. of bitstreams: 1 000018273.pdf: 21597839 bytes, checksum: 6fd1d2efcbae06669aebcc5158561487 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-05-09T13:24:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000018273.pdf: 21597839 bytes, checksum: 6fd1d2efcbae06669aebcc5158561487 (MD5) Previous issue date: 1976 / The occupational psychology contributes to the scientific development of the society through its conception of man as a integral being. This investigation tries to find the relation between Holland's theory and Cattell's elements of the personality. Holland suggest six kinds of personality, realistic, intelectual, social, enterprising, conventional and artistic and their interaction with the environment. In consequence, we find significant result between the types of personality described by Holland and Cattell's traits or factors. / A psicologia das ocupações contribui para o desenvolvimento científico da sociedade através de seis conceitos sobre o homem corno um ser integral. Esta investigação tenta verificar a relação entre a teoria de Holland e os elementos da personalidade apontados por Cattell. Holland sugere seus tipos de personalidade: o realista, o intelectual, o social, o empregador, o convencional e o artístico e a interrelação desses tipos de personalidade com o ambiente. Consequentemente, encontramos resultados significantes entre os tipos de personalidade descritos por Holland e os traços e fatores de Cattell.
2

Comportamento e inovação organizacional

Marochi, Maria Leni Gapski January 2003 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-20T14:52:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 203336.pdf: 3293424 bytes, checksum: 31704a3f4183fe5c9505e0ac8e57043e (MD5) / O presente trabalho, em caráter exploratório, pretende identificar através da tipologia de Jung, o perfil das pessoas que conduziram o processo inovativo de uma empresa de Curitiba. Trata-se de uma preocupação atual, visto o contexto de mudanças a que as organizações estão expostas, gerando a necessidade constante da busca de inovações, como modo de ajustar-se às novas tendências. Buscando analisar o problema de forma sistêmica, procurou-se entender a dinâmica das organizações, bem como sua interface com a inovação e a ética organizacional. Para a pesquisa propriamente dita, além da aplicação dos protocolos da tipologia de Jung, fez-se o levantamento das representações sociais do grupo pesquisado, sobre as características pessoais necessárias as pessoas que conduzem processos inovativos, visando uma possível correlação entre as características dos perfis tipológicos identificados com as representações sociais. Paralelamente a este processo, foi feito um levantamento histórico do processo desencadeado na empresa, bem como do estilo de gestão presente na mesma, a fim de identificar as pessoas que participaram mais ativamente do processo, seja por sua atuação (os líderes), seja pelas conseqüências diretas no trabalho (os liderados). Com relação às representações sociais, na fase de entrevistas foram identificadas vinte características, que submetidas a duas avaliações do grupo, resultaram numa classificação, conforme importância no processo inovativo. Quanto aos perfis baseados na tipologia de Jung, percebeu-se ao final, três características básicas: parece, de uma maneira amplamente resumida, que há àqueles profissionais que lideram as inovações, àqueles que negociam com as pessoas para que elas aconteçam e àqueles que fazem com que realmente elas aconteçam, tornando o processo integrado, em termos de equipe de trabalho. Um ponto positivo no trabalho foi ir percebendo a interelação entre aspectos observados na fundamentação teórica com a prática organizacional. Outro ponto positivo foi perceber a assertividade da tipologia utilizada, na medida dos comentários efetuados na devolução dos resultados. Uma limitação foi o pequeno grupo de "inovadores" que restou ao final. Deste aspecto, originam-se as sugestões para futuras pesquisas, qual seja, ampliar o universo de pesquisa para outras empresas, do ramo gráfico ou não, visando aprofundar os dados obtidos. Da mesma forma, ampliar a pesquisa sobre o impacto da inovação tecnológica sobre o ambiente de trabalho nas indústrias gráficas.
3

O perfil psicológico e o estilo de negociação dos negociadores de energia elétrica no Brasil

Teixeira, Alessandra January 2011 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. Programa de Pós-graduação em Engenharia e Gestão do Conhecimento / Made available in DSpace on 2012-10-26T01:13:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 299885.pdf: 2489803 bytes, checksum: ec19b8adbf8e63e955cba5a72910b696 (MD5) / Para que se possa ter um bom desempenho nas negociações, torna-se cada vez mais necessário conhecer com maior profundidade o comportamento de um negociador, saber como este toma suas decisões e principalmente como reage sobre fortes tensões. Analisar de que modo o perfil psicológico de um negociador influencia em seu estilo de negociação pode contribuir para a evolução do tema negociação no ambiente científico, uma vez que grande parte das contribuições vem do ambiente corporativo. Com base nesse contexto, o presente trabalho, em caráter descritivo e exploratório, pretende identificar através da tipologia de Keirsey-Bates, baseado nos estudo de Jung, e do estudo de estilo de negociação de Hirata, os perfis dos negociadores de energia elétrica no Brasil. Para isso, além de uma revisão teórica dos autores com relevantes contribuições sobre o tema, realizou-se uma pesquisa de campo com o objetivo de classificar os negociadores quanto ao perfil psicológico e ao estilo de negociação. Também buscou-se detectar a existência de uma correlação entre o estilo de negociação e o perfil psicológico dos negociadores de energia. A escolha do setor elétrico, mais especificamente das empresas comercializadoras de energia associadas à ABRACEEL - Associação Brasileira de Comercialização de Energia Elétrica, para realização da pesquisa de campo, se deu por entender que a negociação de um produto tão específico e peculiar, como energia, requer de seus negociadores alta performance, tornando o grupo de pesquisa um ótimo referencial comportamental. Os dados foram coletados através de dois questionários semiestruturados, aplicados aos negociadores, visando à identificação e ao mapeamento das características comportamentais dos entrevistados. Os instrumentos da pesquisa foram enviados a 90 negociadores de 45 empresas comercializadoras, situadas nos mais diferentes estados do Brasil. Os resultados dos dados da pesquisa foram analisados com dois enfoques, o primeiro buscando a identificação do estilo e perfil do entrevistado; o segundo realizando o levantamento das características identificadas em cada questionário, para averiguar a existência de paridade entre elas. Tais análises contribuíram para a compreensão de que o modo o perfil psicológico de um negociador influencia em seu estilo de negociação. A pesquisa confirma a existência de um perfil preponderante entre os negociadores de energia e a correlação entre os sistemas classificatórios.
4

Estudo da correlação entre motivação, estilo de aprendizagem e os tipos psicológicos Junguiano / Study of correlation between motivation, learning style and psychological types jungian

Toledo, Evelyn Jeniffer de Lima 04 September 2015 (has links)
Submitted by Bruna Rodrigues (bruna92rodrigues@yahoo.com.br) on 2016-09-15T18:25:43Z No. of bitstreams: 1 TeseEJLT.pdf: 3469863 bytes, checksum: 1758443019199c0c233e669458d21ae5 (MD5) / Approved for entry into archive by Marina Freitas (marinapf@ufscar.br) on 2016-09-16T19:54:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseEJLT.pdf: 3469863 bytes, checksum: 1758443019199c0c233e669458d21ae5 (MD5) / Approved for entry into archive by Marina Freitas (marinapf@ufscar.br) on 2016-09-16T19:54:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TeseEJLT.pdf: 3469863 bytes, checksum: 1758443019199c0c233e669458d21ae5 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-16T19:54:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseEJLT.pdf: 3469863 bytes, checksum: 1758443019199c0c233e669458d21ae5 (MD5) Previous issue date: 2015-09-04 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) / The motivation, learning style and the student's personality are constructs that have been studied in the field of educational psychology and is considered extremely important in teaching and learning processes. However, there is little research on this subject especially in quantitative terms. It is this gap that this research is inserted in order to answer the following research questions "There is a correlation between motivation, learning style and personality? and if so, how is it?" To answer this question we used 6 questionnaires: EMA, MSLQ-A, Psychological Types, LSI, ILS, MSLQ-B. Only the LSI proved inappropriate because of its low internal consistency. As results were found correlations ranging from weak to strong depending on the constructs in question, being more intense when constructs aimed at measuring different perspectives of the same factor, which shows a good consistency between the questionnaires. In addition, correlations were found between intrinsic motivational factors and academic performance and between "anxiety" and motivational extrinsic factors. Anxiety was also correlated with the learning style called "training" and therefore it is suggested that teachers do not encourage such style mainly students with anxiety problems. Furthermore, positive correlations were found between intrinsic and extrinsic factors indicating the presence of a not exclude the other, they can coexist. Intrinsic motivation was correlated with the psychological type via the perception factor, being positive and moderate to "intuition" and is also correlated to the learning style through the construct "critical thinking", indicating that it is favored intuitive individuals. "Critical thinking" also correlated favorably directly or indirectly, in the format of "metacognitive self-regulation", "time and study environment" and "regulation effort". Moreover, the positive correlation between these factors indicates that the development of a strategy for development is siding other. Therefore, it is concluded that there are correlations between the constructs and they suggest how to nourish or discourage certain styles. / A motivação, o estilo de aprendizagem e a personalidade do aluno são constructos que vem sendo estudados no campo da psicologia educacional, sendo considerados de extrema relevância nos processos de ensino e aprendizagem. Porém, pouco se pesquisa sobre a correlação entre tais fatores, principalmente em nível quantitativo. É nesta lacuna que esta pesquisa se insere, visando responder as seguintes questões de pesquisa "Existe correlação entre a motivação, estilo de aprendizagem e personalidade ? E se existe, como se estabelece? Para responder tais indagação foram utilizados 6 questionários: EMA, MSLQ-A, Tipos Psicológicos, LSI, ILS, MSLQ-B. Apenas o LSI se mostrou inapropriado devido à sua baixa consistência interna. Como resultados foram encontradas correlações que variam de fracas a fortes, dependendo dos constructos em questão, sendo mais intensas quando os constructos visam mensurar diferentes perspectivas do mesmo fator, o que evidencia uma boa consistência entre os questionários. Ademais, foram encontradas correlações entre fatores motivacionais intrínsecos e desempenho acadêmico e entre "ansiedade" e fatores motivacionais extrínsecos. A "ansiedade" também foi correlacionada com o estilo de aprendizagem denominado "treino" e portanto, sugerese que os professores não incentivem tal estilo principalmente em estudantes com problemas ansiolíticos. Além disso, foram constatadas correlações positivas entre fatores intrínsecos e extrínsecos indicando que a presença de um não exclui o outro, pois eles podem coexistir. A motivação intrínseca foi correlacionada com o tipo psicológico através do fator percepção, sendo positiva e moderada para a "intuição" e esta também se correlacionou ao estilo de aprendizagem através do constructo "pensamento crítico", indicando que este é favorecido em indivíduos "intuitivos". O "pensamento crítico" também se correlacionou favoravelmente de forma direta ou indireta, com a "elaboração", "auto-regulação metacognitiva", "tempo e ambiente de estudo" e "regulação de esforço". Além disso, a correlação positiva entre esses fatores evidencia que o desenvolvimento de uma estratégia compactua com o desenvolvimento de outras. Portanto, conclui-se que existem correlações entre os constructos e que eles apontam como nutrir ou desencorajar determinados estilos.
5

Relações entre o tipo psicológico e a aprendizagem de uma língua estrangeira

Belonsi, Lileni Marileili Drugovich 05 June 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T20:25:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2469.pdf: 904521 bytes, checksum: 084bb2b93af9e91b217c61cff69d4424 (MD5) Previous issue date: 2009-06-05 / There are several factors which interfere in foreign language learning. Among them, there are the learning styles, which comprise the cognitive and affective domains. The intrinsic side of the affective domain, which is the personality, should be considered as an important factor on the building of a foreign language teaching/learning theory, because it gives priority to human behavior concerning the way people learn. Although Personality Traits or Psychological Types may be regarded as circumstantial, that is, without reliability or strength, they may be indicators of personal needs during a certain moment. The purpose of this study was to investigate whether the learner s Psychological Type is reflected on the way he processes information, on his motivation and on the way he develops strategies which help him to deal with the most different learning situations. Knowing the different Psychological Types (such as extroverted, perceptive, judger, intuitive) as well as their characteristics, may be quite important for the teacher, because, through this knowledge, he will be able to better identify the difficulties of a determined learner or a group of learners and provide them with means to reduce them; in relation to the learner, one will have conditions to search more autonomy when learning a foreign language, because one will know how to satisfy his preferences and how to deal with his learning difficulties. By having as theoretical base the studies developed by the psychiatrist Carl Jung in the 1920s, which were further revised and improved by Myers and Briggs (1987; 1995; 1997) and having as reference the studies developed by Ehrman (1996), we pointed out some personality differences which are relevant to the learning process. We analyzed and interpreted the data, which were collected from the answers given at the MBTI (Myers Briggs Type Indicator). The MBTI is an inventory developed by Myers and Briggs, which indicates the Psychological Type, classified into four bipolar or dichotomic dimensions according to the learner s preferences. Such data showed the traits of each Type, the relationship between the orientations and the abilities of each learner and the factors which contribute or not to the success in a foreign language (English) learning context. / Existem vários fatores que interferem na aprendizagem de uma Língua Estrangeira (LE), dentre eles estão os estilos de aprendizagem, que abrangem o domínio cognitivo e o afetivo. O lado intrínseco do domínio afetivo, que é a personalidade, deve ser considerado um fator importante para a construção de uma teoria de ensino/aprendizagem de línguas, pois prioriza o comportamento humano no que concerne ao modo de aprender. Embora os traços de personalidade ou Tipos Psicológicos possam ser vistos como circunstanciais, ou seja, sem durabilidade ou confiabilidade, eles podem ser indicadores das necessidades pessoais dos aprendizes em determinado momento. O objetivo desta pesquisa foi investigar se o Tipo Psicológico do aprendiz está refletido na maneira pela qual ele processa informações, na sua motivação e no modo de desenvolver estratégias que o auxiliem a lidar com as mais diferentes situações de aprendizagem. Conhecer os diferentes Tipos Psicológicos (tais como extrovertido, perceptivo, julgador, intuitivo) bem como suas características, pode ser de grande importância para o professor porque, por meio desse conhecimento, será capaz de identificar melhor as dificuldades de determinado aprendiz ou grupo de aprendizes e lhes fornecer meios de atenuá-las; quanto ao aprendiz, ele terá condições de buscar maior autonomia ao aprender uma LE, pois saberá como satisfazer suas preferências e como lidar com suas dificuldades de aprendizagem. Tendo como embasamento teórico os estudos realizados pelo psiquiatra Carl Jung, na década de 20, que foram posteriormente revisados e aperfeiçoados por Myers e Briggs (1987; 1995; 1997) e tomando como referência as pesquisas desenvolvidas por Ehrman (1996), foram apontadas diferenças de personalidade bastante relevantes para a aprendizagem. Os dados analisados e interpretados foram coletados a partir das respostas do MBTI (Myers Briggs Type Indicator), um inventário criado por Myers e Briggs, que indica o Tipo Psicológico, classificado em quatro dimensões bipolares ou dicotômicas de acordo com as preferências do aprendiz. Tais dados revelaram as peculiaridades de cada Tipo, a relação entre as orientações e as habilidades de cada aprendiz e os fatores que contribuem ou não para o sucesso na aprendizagem de uma LE (inglês) em um contexto formal.
6

A teoria junguiana dos tipos psicológicos / The junguian theory of psychological types; on the possibility of its use in child clinic

Baptista, Marcia Loureiro 26 May 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:39:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertacao Marcia Baptista.pdf: 284158 bytes, checksum: d96d3ce5b650000348cc060b3a0f671d (MD5) Previous issue date: 2006-05-26 / This study seeks to explore the use of Carl Gustav Jung s theory of psychological types as an important diagnostical tool, providing guidelines to child treatment as well as to the orientation of the child s family and the professionals envolved. Researches already conducted into the adult world have come to corroborate the relevance of the use of both the four functions and the two attitudes described by Jung s theory for a better understanding of people s lives and conducts. This work aims at evaluating the importance of Jung s four functions and two attitudes in the process of forming and structuring the conscience throughout the first childhood, using Junguian typology as a means to understand the psychological dynamics of the child in general. The results of our research reveal that these psychological attitudes and functions play a fundamental role in the development of the child s ego and that Junguian typology is a system that allows for the understanding of the clinic data related to the early years of human life as well as for an accurate psychodiagnosis of the child patient; moreover, it may work as a tool for the understanding of family dynamics, propitiating communication and respect towards each member s individuality / Este estudo visa explorar o uso da teoria dos tipos psicológicos desenvolvida por Carl Gustav Jung dentro da prática clínica infantil como instrumento diagnóstico, fornecendo dados norteadores para intervenção no trabalho com crianças e também na orientação à família e profissionais envolvidos. As pesquisas realizadas pelos analistas no universo adulto confirmam a importância da utilização das quatro funções e das duas atitudes no repertório de condutas dos indivíduos. Este trabalho teve como objetivo avaliar a importância das quatro funções e das duas atitudes no processo de formação e estruturação da consciência durante a primeira infância e utilizar o referencial teórico da teoria tipológica junguiana como instrumento de compreensão da dinâmica psicológica de uma criança. Os resultados revelaram que as atitudes e funções psicológicas desempenham papel fundamental no desenvolvimento do ego na infância e que a tipologia junguiana é um sistema que permite a compreensão do material clínico de um psicodiagnóstico nos primeiros anos de vida, bem como um instrumento norteador para compreensão da dinâmica familiar podendo facilitar a comunicação e o respeito à individualidade de cada membro da família
7

Conflitos conjugais: uma leitura a partir da psicologia analítica, tomando como base os tipos psicológicos / Conjugal conflicts: an analytical psychological understanding, based on psychological types

Gimael, Elizabeth do Rocio Dipp Azevedo 17 October 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:39:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Elizabeth do Rocio Dipp Azevedo Gimael.pdf: 954951 bytes, checksum: f143c457e2650583506a168960dd30ac (MD5) Previous issue date: 2008-10-17 / This research aimed to identify the conflicts experienced by couples that have been characterized with the Extrovert Feeling . Our study was based on the assumption that no marriage can exist without conflicts, and that conflicts occur not only between couples with the opposite typology but also between those with the same typology. Conflicts do not only occur only when casals have the opposite typological functions, but also when they have the same dominant functions. From our review of the literature we only identified one study that focused on the two issues. We identified several studies that considered conjugal conflicts, but very few that related these conflicts to psychological types. Considering that our study examined conjugal conflicts, the typology of couples and the possible relationship between the conflicts and their typology, an iniitial depth interview was considered to be an adequate procedure to approach this question, given that we did not intend to undertake a therapeutic process. We adopted a qualitative approach to this research, which consisted of two moments. During the first moment we identified the typology of the couples and during the second moment, three couples were selected and interviewed in order to investigate the conjugal conflicts they identified, and to relate these conflicts to their typology. The instrument used for this research was QUATI (Questionnaire to Evaluate Typology), which enabled us to select three couples from the twenty four couples who participated during the first stage of the research. Considering the difficult task of reconciling typology and conjugal conflicts, after evaluating the results and the data obtained and performing an intuitive, symbolic, conceptual analysis, we concluded that some conflicts reported by the couples could be related to their typology, but we understand that other studies need be undertaken in order to obtain more conclusive evidence / Esta pesquisa procurou identificar os conflitos em casais que possuem a tipologia Sentimento Extrovertido. Nosso estudo baseou-se na premissa de que não existe um casamento sem conflitos, e que os mesmos ocorrem tanto em casais com tipologias opostas como também nos que possuem a mesma tipologia. Conflitos não se instalam apenas quando os casais têm funções tipológicas opostas, mas também quando apresentam a mesma função dominante. Na revisão de literatura encontramos apenas um estudo que focasse os dois assuntos. Identificamos vários estudos a respeito de conflitos conjugais e poucos relacionados a tipos psicológicos. Considerando que o nosso estudo examinou os conflitos conjugais, a tipologia dos casais e a possível relação entre os conflitos e suas tipologias, a entrevista de profundidade foi considerada um procedimento adequado para abordar essa questão, visto que, a nossa intenção não era realizar um processo terapêutico. O método escolhido para o desenvolvimento da pesquisa foi o qualitativo. Esta constou de dois momentos, no primeiro momento os casais foram selecionados pela tipologia e no segundo, foram realizadas entrevistas com os três casais selecionados, a fim de identificar os conflitos conjugais trazidos por eles, assim como, relacioná-los a tipologia. Esta pesquisa utilizou como instrumento o QUATI (Questionário de Avaliação Tipológica), o qual permitiu selecionar três casais dos vinte e quatro que participaram da primeira fase da pesquisa. Considerando a difícil tarefa de conciliar tipologia e conflito conjugal, após a avaliação dos resultados, discussão dos dados e de uma análise intuitiva, simbólica e conceitual. Concluímos que alguns dos conflitos apresentados pelos casais podem estar ligados a tipologia dos mesmos, mas deixamos uma porta aberta para que novos estudos sejam realizados, com o propósito de aumentar as possibilidades de pesquisa referentes ao tema

Page generated in 0.0763 seconds