• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 431
  • 4
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 450
  • 450
  • 189
  • 162
  • 149
  • 143
  • 80
  • 63
  • 58
  • 48
  • 47
  • 47
  • 46
  • 45
  • 43
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A história dos Chiquitanos : (re) configurações sociais e territoriais

Souza, Alda Lúcia Monteiro de 11 November 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Sociais, Departamento de Antropologia, Programa de Pós-graduação em Antropologia Social, 2009. Submitted by Washington da Silva Chagas (washington@bce.unb.br) on 2011-04-04T22:50:50Z No. of bitstreams: 1 2009_AldaLuciaMonteiroSouza.pdf: 1733385 bytes, checksum: 6d8d9de99c965abab2ff32e66b683f4f (MD5) Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2011-04-05T16:34:28Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_AldaLuciaMonteiroSouza.pdf: 1733385 bytes, checksum: 6d8d9de99c965abab2ff32e66b683f4f (MD5) Made available in DSpace on 2011-04-05T16:34:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_AldaLuciaMonteiroSouza.pdf: 1733385 bytes, checksum: 6d8d9de99c965abab2ff32e66b683f4f (MD5) Apresento uma reflexão sobre a história dos Chiquitanos, uma sociedade indígena localizada na fronteira mato-grossense com a Bolívia, desqualificados regionalmente como índios sem terra ou bugres. Por meio de uma pesquisa bibliográfica traço a trajetória histórica desse grupo, suas configurações sociais e territoriais, com o objetivo de perceber os motivos dos deslocamentos desse grupo. A pesquisa, em primeiro lugar, teria que ser capaz de reconstituir a história dessa sociedade para depois explicar esses deslocamentos e trocas historicamente localizadas. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT In this dissertation I present a reflection on the history of the Chiquitanos, an Indigenous society inhabiting the frontier between Bolívia and the Brazilian state of Mato Grosso, stigmatised locally as ‘landless Indians’ or ‘bugres’. I endeavour to describe the historical trajectory of this people, their social and territorial configurations throughout time, with the aim to understand the reasons of their geographical occupation – and their displacements by Europeans - along history. The first goal of my research is to explain these occupation and displacements, as well as exchanges between them and other Indigenous peoples (as well as Europeans) against an historical setting.
2

Trajetória e mudanças de rumo da integração física na América do Sul : política, história e o século XXI

Paloschi, Jonas 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)–Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2011. Submitted by Shayane Marques Zica (marquacizh@uol.com.br) on 2011-09-06T20:50:11Z No. of bitstreams: 1 2011_JonasPaloschi.pdf: 1479875 bytes, checksum: 19c638363f676f4f6a906f7e3663e047 (MD5) Approved for entry into archive by Repositorio Gerência(repositorio@bce.unb.br) on 2011-10-27T20:23:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_JonasPaloschi.pdf: 1479875 bytes, checksum: 19c638363f676f4f6a906f7e3663e047 (MD5) Made available in DSpace on 2011-10-27T20:23:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_JonasPaloschi.pdf: 1479875 bytes, checksum: 19c638363f676f4f6a906f7e3663e047 (MD5) A dissertação trata do significado da integração física na América do Sul, com base no estudo do histórico e do sentido político do regionalismo fortalecido no século XXI. Busca-se entender, em especial, o significado da integração física no período 2000-2010, pilar de integração que teve na Iniciativa para Integração da Infraestrutura Sul-Americana (IIRSA) seu principal mecanismo multilateral. Além de se analisar sua influência e impacto sobre o avanço do processo geral de integração regional, defende-se que a inflexão política vivida na maioria dos países da região em meados da década trouxe mudanças para o seu significado. São utilizadas ferramentas teóricas interdisciplinares, com vistas a aferir uma compreensão abrangente do fenômeno da integração física. _______________________________________________________________________________ ABSTRACT The following dissertation is about the meaning of physical integration in South America, based on the study of history and of the political sense of the strengthened regionalism in the 21st century. It aims to understand, in special, the meaning of physical integration in the 2000-2010 period, an integration axis that had in the Initiative for the Integration of Regional Infrastructure in South America (IIRSA) its main multilateral mechanism. Besides analyzing its influence and impact over the progress of the general process of regional integration, the work defends that the political turn carried through most countries in the region along the decade brought changes to its meaning. Theoretical tools of different areas are used throughout the text aiming at a wide-ranging apprehension of the phenomenon of physical integration. _______________________________________________________________________________ RESUMEN La disertación trata del significado de la integración física en Sudamérica, con base en el estudio histórico y en el sentido político del regionalismo fortalecido en el siglo XXI. Se busca entender, en especial, el significado de la integración física en el período 2000-2010, pilar de la integración que tuvo en la Iniciativa para la Integración de la Infraestructura Regional Suramericana (IIRSA) su principal mecanismo multilateral. Además de analizar su influencia e impacto sobre el avance del proceso general de integración regional, se defiende que la inflexión política vivida en la mayoría de los países de la región en mediados de la década ha traído alteraciones para su significado. Son utilizadas herramientas teóricas interdisciplinarias, con vistas a obtener una compresión amplia del fenómeno de la integración física.
3

O horizonte regional do Brasil e a construção da América do Sul (1990-2005)

Couto, Leandro Freitas 2006 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Relações Internacionais, 2006. Submitted by Érika Rayanne Carvalho (carvalho.erika@ymail.com) on 2009-10-05T00:48:11Z No. of bitstreams: 1 Leandro Freitas Couto.pdf: 1455899 bytes, checksum: 1233a9d554174a0de6f584b363696690 (MD5) Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2010-06-01T19:34:32Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Leandro Freitas Couto.pdf: 1455899 bytes, checksum: 1233a9d554174a0de6f584b363696690 (MD5) Made available in DSpace on 2010-06-01T19:34:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Leandro Freitas Couto.pdf: 1455899 bytes, checksum: 1233a9d554174a0de6f584b363696690 (MD5) Previous issue date: 2006 Esse trabalho procura demonstrar que o horizonte regional do Brasil evoluiu ao longo de sua história, tendo recentemente se circunscrito à América do Sul. O Brasil já foi americano, latino-americano e agora tenta cunhar a “sul-americanidade” na sua identidade internacional. Destaca-se que essa opção pela América do Sul, bastante presente nos discursos oficiais, é respaldada por uma séria de ações que operacionalizam a retórica diplomática e vão além da esfera econômico-comercial. A pesquisa aponta, entretanto, que a América do Sul ainda é uma região em construção, que não tem significado concreto além da sua abrangência geofísica, e iniciativas como a do Brasil contribuem fortemente para esse processo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT This dissertation seeks to show that Brazil’s regional horizon have evoluted towards its history. Brazil was American, then Latin American, and nowadays tries to stamp the “south-americanity” into its international identity. Emphasizes that this option for South America, frequently presents in official speeches, is complemented with several actions that lend a practical face to the diplomatic rhetorical and surpass the economic-commercial sphere. Therefore, the research points that South America is still a region in process of construction, and has not yet a concrete meaning beyond its geo-physical amplitude. So, Estates’ initiatives, as Brazilian’s, contribute a lot to this process.
4

Padrões de diversidade (riqueza, filogenética e funcional) de quelônios continentais da América do Sul, seus processos geradores e suas consequências para a conservação

Rodrigues, Guth Berger Falcon 27 February 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Ecologia, 2014. Submitted by Vinícius Cordeiro Galhardo (viniciuscg123@gmail.com) on 2014-05-15T17:06:09Z No. of bitstreams: 1 2014_GuthBergerFalconRodrigues.pdf: 1881062 bytes, checksum: fcb145bcb0bcc9606308e705e00603e5 (MD5) Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2014-05-20T15:59:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_GuthBergerFalconRodrigues.pdf: 1881062 bytes, checksum: fcb145bcb0bcc9606308e705e00603e5 (MD5) Made available in DSpace on 2014-05-20T15:59:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_GuthBergerFalconRodrigues.pdf: 1881062 bytes, checksum: fcb145bcb0bcc9606308e705e00603e5 (MD5) Compreender os padrões e os determinantes da distribuição da biodiversidade é uma questão central em ecologia, que deixou de ser somente teórica para se tornar subsídio para tomadores de decisão, em especial pela necessidade de medidas urgentes para conter a crise da biodiversidade de forma planejada e sistemática. O presente estudo investiga padrões de diversidade de quelônios continentais da América do Sul, bem com suas singularidades e determinantes. Foram compilados da literatura registros de ocorrência e informações biológicas (filogenia e traços funcionais) de 46 espécies, para identificar padrões de riqueza, diversidade filogenética e diversidade funcional. Essas três métricas tiveram sua estruturação espacial definida por mapeamento de autovetores espaciais, para retirar o viés da autocorrelação espacial. Foram empregadas regressões lineares para investigar as relações entre as métricas; regressões múltiplas de cada métrica com preditores ambientais para testar hipóteses de processos contemporâneos que determinam a diversidade; e regressões parciais para definir a contribuição espacial, ambiental e residual dos modelos. As três métricas seguiram o gradiente latitudinal de diversidade e foram fortemente correlacionadas entre si. A análise dos preditores ambientais corroborou as hipóteses dinâmica água-energia e disponibilidade de energia como determinante das três métricas de diversidade. Preditores de importância secundária corroboraram as hipóteses de estresse e estabilidade ambiental como responsáveis pela distinção dos três componentes da diversidade. Singularidades observadas pela espacialização dos resíduos das regressões lineares indicaram locais onde as métricas diferem do esperado, sugerindo prioridades secundárias para a conservação. Os preditores ambientais e espaciais explicaram grande parte dos padrões de diversidade, mas indícios da influência de aspectos históricos devem ser considerados para a compreensão da diversidade de uma linhagem antiga e com baixas taxas evolutivas. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT Understanding the biodiversity distribution patterns and process is a central issue in ecology, that is no longer merely theoretical to be a source for decision makers, especially because the necessity of urgent measures to contain the biodiversity conservation crisis in a systematic and plain way. This present study investigates patterns of diversity of continental South American turtles, as well as their singularities and determinants. Occurrence records and biological information (phylogenies and functional traits) were compiled from literature of 46 species of turtles to find patterns of richness, phylogenetic diversity and functional diversity. These three diversity metrics were spatially structured by spatial eigenvector mapping which allowed removing the spatial autocorrelation bias, the linear regression between metrics and of the multiple regressions of each metric explained by environment predictors that represent the hypothesis of the determinants contemporary process of the diversity; and partial regressions to define environmental, spatial and residuals contribution of the models. The three metrics followed the latitudinal gradient and were strongly correlated. The environment predictors corroborate the hypothesis water-energy dynamic and availability-of-energy as determinants of South American turtles diversity. The predictors of secondary representativity indicate that the hypothesis of the environmental stress and stability are the reason of distinction among the three metrics of diversity. These singularities have been observed with spatialization of the residuals of the linear regression, indicating where the metrics differ of the richness expected for the continent, and suggest secondary priorities for turtles conservation, the most threatened vertebrates group in the world on the continent over the strong anthropic impact. The environmental and spatial predictors explained the most part of diversity patterns. Anyhow evidences of the influence of historical aspects should be considered for understanding the biodiversity patterns of an ancient lineage with low evolutionary rates.
5

Comércio e integração do Brasil na América do Sul: uma avaliação de alternativas às limitações logísticas na região amazônica Comercio e integración de Brasil en Suramérica: una evaluación de alternativas a las limitaciones logísticas en la región Amazónica

Antonio Martins Cortada 11 April 2007 (has links)
Este trabalho aborda o intercâmbio comercial do Brasil na América do Sul por meio dos seus aspectos de qualidade, intensidade e das modalidades de transportes utilizadas. Emprega uma metodologia de avaliação da competitividade do comércio, valendo-se dos conceitos de valor agregado, dinâmica e intensidade tecnológica dos produtos comercializados. Com os resultados desta aplicação, observa o caráter da participação do Brasil no intercâmbio comercial do subcontinente. Em seguida, a dissertação avalia alternativas logísticas para a superação das limitações de transporte internacional de cargas na região amazônica, como forma de incrementar a competitividade, o comércio e a integração regionais. Este trabajo aborda las características del intercambio comercial de Brasil en la América del Sur, por medio de sus aspectos de calidad, intensidad y de las modalidades de transporte utilizadas. Aplica una metodología de evaluación de competitividad del comercio; valiendo-se de los conceptos de valor agregado, dinámica y intensidad de los productos comercializados. Como resultados de esta aplicación, observa el carácter de la participación de Brasil en el intercambio comercial del subcontinente. En seguida la disertación evalúa alternativas logísticas para la superación de las limitaciones de transporte internacional de cargas en la región Amazónica, como forma de promover la competitividad, el comercio y la integración regionales.
6

Biogeografia das aves das savanas sul americanas

Ribeiro, Vivian 14 February 2014 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Biológicas, Programa de Pós-graduação em Ecologia, 2014. Submitted by Jaqueline Ferreira de Souza (jaquefs.braz@gmail.com) on 2014-12-08T13:15:50Z No. of bitstreams: 1 2014_VivianRibeiro.pdf: 3202911 bytes, checksum: 43a13b887e7de132eef876de30b4b0b9 (MD5) Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2014-12-11T14:57:31Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_VivianRibeiro.pdf: 3202911 bytes, checksum: 43a13b887e7de132eef876de30b4b0b9 (MD5) Made available in DSpace on 2014-12-11T14:57:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_VivianRibeiro.pdf: 3202911 bytes, checksum: 43a13b887e7de132eef876de30b4b0b9 (MD5) Com o objetivo de entender a distribuição das espécies no planeta e considerando a clara observação de que a biodiversidade não está distribuída de forma uniforme, a Biogeografia constitui uma das mais abrangentes e multidisciplinares áreas da Biologia (Nelson & Platnick, 1981). A disciplina integra três diferentes eixos essenciais para a compreensão da dinâmica das espécies: o tempo, o espaço e a forma, aspectos que tornam possível a investigação dos padrões de distribuição dos organismos (Humphries, 2000). A Biogeografia se estabeleceu como ciência com o intuito de se testar hipóteses de padrões e processos, sendo os mesmos capazes de explicar como as espécies estão distribuídas no globo (Silva & Garda, 2010). No entanto, principalmente no que diz respeito à busca por processos, estabeleceu-se uma dicotomia, proposta inicialmente em 1820 pelo biogeógrafo Augustin P. De Candolle, onde os processos formadores de padrões biogeográficos seriam históricos ou ecológicos. Candolle, então, nomeou a Biogeografia Histórica e a Ecológica (Nelson, 1978). No entanto, é importante considerar que essa dicotomia tem proporcionado pequenos avanços na elucidação de processos, sendo então cada vez mais interessante considerar uma abordagem que integre processos de menores e maiores escalas temporais e espaciais (Crisci et al., 2006). A importância dos estudos biogeográficos vai desde a compreensão de padrões de distribuição, acusados geralmente a partir da simpatria entre espécies de distribuição restrita, até a identificação de áreas prioritárias para a conservação da biodiversidade (Silva et al., 2004). A ocorrência de áreas simpátricas entre duas ou mais espécies de distribuição restrita foi nomeada como área de endemismo (Morrone, 1994; Hausdorf, 2002). Assim, a identificação de áreas de endemismo representa um passo essencial tanto para estabelecer a relação entre as áreas quanto para gerar cenários propícios para estudos filogeográficos. Tais áreas são frequentemente referidas como as unidades operacionais básicas das pesquisas biogeográficas (Escalante et al., 2009; DaSilva, 2011). Dentre as principais aplicações da identificação das áreas de endemismo, destaca-se a indicação de áreas prioritárias para a conservação, pois estas incluem um número considerável de espécies endêmicas e apresentam informações sobre a história e dinâmica ecológica das regiões onde se localizam (Silva et al., 2004; Echternacht et al., 2011). No entanto, permanecem escassos os trabalhos que buscam a identificação de tais áreas no Neotrópico, principalmente no que diz respeito às formações de vegetação aberta, como o Cerrado (Nogueira et al., 2011). Recentemente, técnicas auxiliares permitiram que a Biogeografia avançasse na busca do entendimento dos padrões de distribuição das espécies. Entre essas técnicas está a modelagem da distribuição de espécies (sensu Stockwell & Noble [1992], Peterson [2001]) e a análise em múltiplas escalas espaciais e temporais. A utilização desses procedimentos na Biogeografia permitiu um avanço na identificação das áreas de endemismo (Escalante et al., 2007) e possibilitou a projeção passada e futura da distribuição dos organismos (Peterson et al., 2002; Araújo 2006; Marini et al., 2009). Alguns estudos sugerem a existência de corredores que conectaram, em algum período, as biotas de diferentes regiões da América do Sul, bem como áreas que serviram e poderão continuar a servir como refúgios da biodiversidade (Werneck et al., 2012). Tais estudos são exemplos de abordagens capazes de integrar biogeografia ecológica e histórica, segundo a proposta de Crisci et al. (2006). Os estudos que investigam os padrões de distribuição das aves endêmicas do Cerrado bem como as conexões entre as savanas sul americanas pouco avançaram desde o proposto por Silva (1995; 1997), mesmo com a melhoria nos métodos, a disponibilidade de programas analíticos e o grande volume de dados de distribuição das espécies. Dessa maneira, há uma oportunidade para novas buscas de padrões comparáveis por meio de um maior aprofundamento metodológico (DaSilva, 2011). Nesse sentido, esta dissertação teve como objetivo investigar a biogeografia das aves do Cerrado, estudando a estruturação dos padrões de distribuição do grupo e identificando as áreas de endemismo; bem como investigando as conexões entre as savanas sul americanas a fim de subsidiar cenários de conservação para o grupo no Cerrado. Essa dissertação foi então divida em dois capítulos, sendo que o capítulo 1 (Identificação das áreas de endemismo com base na distribuição das aves endêmicas do Cerrado) trata da investigação da estruturação das áreas de endemismo por meio da análise da distribuição das espécies de aves endêmicas do Cerrado. Para tal, foram utilizadas diferentes metodologias, escalas e técnicas, com o objetivo de apontar com base nos padrões encontrados, áreas prioritárias para a conservação na região; O capítulo 2 (Conexões biogeográficas do quaternário entre as savanas sul americanas) investigou possíveis paleocorredores climáticos que eventualmente conectaram as savanas sul americanas durante as flutuações climáticas do quaternário.
7

O genero Cissus L. emend descoigns (Vitaceae) na America do Sul

Lombardi, Julio Antonio 1994 (has links)
Orientador: Graziela Maciel Barroso Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia Made available in DSpace on 2018-07-19T13:07:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Lombardi_JulioAntonio_D.pdf: 20663009 bytes, checksum: 75690ca4e6fce1357ccc16682506e4e8 (MD5) Previous issue date: 1994 Resumo: Cissus é o maior gênero de Vitaceae no mundo com cerca de 350 espécies, e na América do Sul o único ocorrente naturalmente com exceção de uma espécie de Vitis. Cinqüenta e três espécies foram reconhecidas para a América do Sul, vinte destas novas para a ciência e para as quais novos nomes são sugeridos, além de uma nova subespécie. Para as restantes trinta e três espécies novos sinônimos, combinações e alterações de status são sugeridos. Uma chave dicotômica é fornecida para a determinação das espécies. Para cada uma das 53 espécies apresentam-se neste trabalho: descrição morfológica, mapa de distribuição geográfica, dados fenológicos e ecológicos e nomes vulgares. Também são citados os espécimens examinados e esclarecido o status dos nomes publicados para estas espécies, propondo-se a sinonimização de vários destes. São apresentados dados gerais sobre morfologia, quimiotaxonomia citologia, filogenia e evolução, ecologia e usos, assim como uma breve introdução histórica. Dados novos sobre a morfologia de tricomas, frutos e sementes são dados, discutindo-se a sua importância na taxonomia do gênero Abstract: Cissus is the biggest genus of Vitaceae in the world, and in South America is the only wich occurs naturally, with the exception of a species of the genus Vitis. Fifty three species of Cissus were recognized in South America, twenty of them new for science and threfore new names were proposed, besides a new subspecies. For the remainder thirty three species new synonyms, combinations and status change were proposed. Also a dichotomous key is provided for the species. For each of the fifty three species it was presented on this work: morphological description, geographic distribution phenological and ecological notes and vernacular names. AIso it was cited the specimens examined, and clarified for present status of alI names published for the south american species, and the synonymization for many of these names were proposed. General data about morphology, chemotaxonomy, citology, phylogeny and evolution, ecology, uses and a short historical introduction were presented. New data on the morphology of tricomes, seed and fruit are given, and its importance in genus taxonomy is discussed. Doutorado Doutor em Ciências Biológicas
8

Fonologia e gramatica do Aguaruna (Jivaro)

Corbera Mori, Angel Humberto, 1950- 1994 (has links)
Orientador: Lucy Seki Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem Made available in DSpace on 2018-07-19T19:00:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CorberaMori_AngelHumberto_D.pdf: 6899175 bytes, checksum: 3aec2d7262bcb6e3f826b5af09a8e9cd (MD5) Previous issue date: 1994 Resumo: A tese apresenta uma descrição da fonologia e gramática da língua Aguaruna (família lingüística Jívaro), falada por 45 mil pessoas que habitam a região norte de Amazônia Peruana. O trabalho vem estruturado em seis capítulos, a bibliografia e um apêndice contendo um vocabulário básico e mapa das aldeias aguarunas. O capítulo 1, introdutório, é dedicado a informações gerais sobre a nação e a língua Aguaruna, incluindo discussão sobre as possíveis origens dos etnônimos Jívaro e Aguaruna, e sobre a classificação do Jívaro no contexto das classificações lingüísticas de autores como Brinton (1891), Greenberg (1960, 1987), Mason (1950), Payne (1981) e Kaufman (1991). Esse capítulo inclui ainda: 1) descrição da situação sócio-econômica e da localização mais específica dos falantes, 2) apresentação da metodologia de trabalho de campo e os objetivos da tese. O capítulo 2 trata da fonologia da língua: os fonemas (vogais e consoantes), estrutura da sílaba, características do acento e principais processos fonológicos como: alongamento, desvozeamento, queda e nasalização de vogais, queda e desnasalização de consoantes. Discute-se também a relação entre a consoante nasal velar /f)/ e a fricativa glotal nasalizada [h]. No capítulo 3 são apresentadas as características tipológicas da língua Aguaruna, principalmente a ordem de constituintes, e são definidos alguns conceitos gramaticais como Frase, Oração, Sintagma, Palavra, Tema e Raiz, todos eles em relação à língua. O capítulo 4 trata dos processos de flexão e derivação e as características morfológicas e sintáticas relacionadas com as categorias Nome, Adjetivo, Advérbio, Pronome e Partículas. Os verbos, seus processos de flexão e derivação e suas categorias, são tratados no capítulo 5. O último capítulo apresenta os tipos de frases e os processos de subordinação sintática Abstract: Not informed. Doutorado Doutor em Ciências
9

A cooperação multilateral entre os países amazônicos: atuação da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA)

Silva, Rodolfo Ilário da [UNESP] 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:23:37Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012Bitstream added on 2014-06-13T18:50:55Z : No. of bitstreams: 1 silva_ri_me_mar.pdf: 1046247 bytes, checksum: a57612813808773d970f7863f97afa05 (MD5) Este trabalho realiza uma análise do processo de cooperação entre os países da região amazônica a partir de três âmbitos: o teórico-contextual, o político e o institucional. Dadas as características naturais da Amazônia, de dimensão transnacional, estudaremos a cooperação de forma associada à temática ecológica e sua influência na política mundial e regional. Primeiramente investigamos as motivações, objetivos e dificuldades dos atores internacionais que buscam a cooperação para se engajar na resolução de temas ambientais. A partir deste embasamento teórico abordamos o contexto de ascensão da temática ambiental nas relações internacionais e, principalmente, como os países amazônicos se posicionaram neste cenário, onde se destacam as conferências ambientais da ONU e os fóruns internacionais sobre florestas. Após tratar deste panorama internacional, entramos na análise específica da dinâmica política regional amazônica, com enfoque nas negociações diplomáticas que deram início ao processo de cooperação, em 1978, e nos desdobramentos posteriores. A partir de 2002 tem início uma nova fase do processo de cooperação, com a criação da Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA). Deste momento em diante, realizamos uma avaliação político-institucional desta organização, na qual averiguamos os níveis de engajamento dos Estados e a eficiência institucional na promoção da cooperação em vista dos objetivos regionais comuns Este estudio realiza una análisis de la cooperación multilateral entre los países de la región amazónica a partir de tres niveles: lo teórico-contextual, lo político y lo institucional. Primeramente, estudiamos la motivaciones, objetivos y dificultades de los atores internacionales que buscan la cooperación para se dedicar a la resolución de temas ambientales. A partir de esto embasamiento teórico abordamos el contexto de ascensión de la temática ambiental en las relaciones internacionales y, principalmente, como los países amazónicos se posicionaron en este escenario, donde se destacan las conferencias ambientales de la ONU y los foros internacionales sobre bosques. Adelante analizamos específicamente la dinámica política regional amazónica, con enfoque a partir de 2002, cuando tiene inicio una nueva fase de lo proceso de cooperación, con la creación de la Organización del Tratado de Cooperación Amazónica (OTCA). Realizamos una evaluación político-institucional de esta organización, donde averiguamos los niveles de encajamiento de los Estados y la eficiencia institucional en la promoción de la cooperación en vista de los objetivos regionales comunes This work makes an analysis of the multilateral cooperation between the countries of the Amazon region with focuses on three degrees: the theoretic and contextual; the politic; and the institutional. First we have studied the motivations, the goals and the difficulties of the international actors that resolve to engage on the resolution of environmental themes. After develop this theoretic perspective, we review the context of emergence of the environmental debates on the international relations. We focus on how the amazonic countries take positions on this scenario, in which the most important events are the ONU environmental conferences and the international forest forums. Finished this international overview, we start the specific analysis of the Amazonian regional political dynamic, with aim on the diplomatic negotiations after 2002, when it has been created the Amazon Cooperation Treaty Organization (ACTO). Finally we make an politic-institutional analysis of this organization, evaluating this efficiency on promoting the cooperation between its members to achieve the regional common interests
10

Dispersão de ondas superficiais na plataforma sul-americana Not available.

Remy David Antezana Paniagua 20 November 1984 (has links)
Com o propósito de determinar a estrutura e características da crosta e manto superior na Plataforma Sul-Americana foi estudada a dispersão das ondas superficiais com períodos entre 10 e 50s. Selecionaram-se 13 sismos, com epicentros distribuídos no continente de tal forma que permita uma boa cobertura da Plataforma Sul-Americana. Os sismogramas de período longo utilizados são das estações sismográficas de Brasília, Rio de Janeiro, Natal e La Paz (Bolívia). As ondas superficiais dos sismos selecionados foram analisadas mediante a técnica de Filtragem Múltipla; o resultado é uma matriz de amplitudes em função da velocidade de grupo e do período. As curvas de dispersão teóricas foram determinadas usando-se o método matricial de Thomson-Haskell. A comparação entre os valores de dispersão teóricas e observados permitiu obter um modelo crustal representativo da região dos escudos do Brasil Central e Atlântico. A espessura da crosta, segundo esse modelo, é de 40km. As variações das velocidades de grupo das ondas Rayleigh para períodos inferiores a 20s, observados na marioria dos sismos estudados, parecem estar associados à presença da cadeia andina ou de bacias sedimentares, na trajetória das ondas superficiais. Comparando-se a curva de dispersão das ondas Rauleigh representativa da região dos escudos do Brasil Central e Atlântico, com suas similares de outras regiões de escudo, encontrou-se uma boa semelhança com a estrutura crustal da região afroasiática. Surface wave dispersion analysis for periods between 10 and 50sec have been accomplished to study the crust and upper mantle structure. Thirteen South-American events with paths crossing the South American plataform were selected. Long period seismograms from Brasilia, Rio de Janeiro, Natal and La Paz (Bolivia) seismographic stations have been used. Multiple Filter Tecnique were used to analyze surface wave dispersion; this method gives amplitudes as a function of group velocity and period. Theoretical dispersion curves were obtained by using the Thomson-Haskell Matrix Method. A crustal model for the Central Brazil and Atlantic shields were obtained by comparing theoretical and observational dispersion curves. This model indicates a crust thickness of 40km. Group velocity variations of Rayleigh waves, for periods under 20sec, were observed in almost all cases; these variations seems to be associated to the presence of Andean Chain or sedimentary basin, along the path of surface waves. The comparison of the mean dispersion curve for Central Brazil and Atlantic shields with dispersion curves for other cratonic regions, showed a similarity with Afro-Asiatic crustal structure.

Page generated in 0.0857 seconds