• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 2730
  • 32
  • 13
  • 6
  • 2
  • Tagged with
  • 2819
  • 2819
  • 1012
  • 972
  • 425
  • 364
  • 346
  • 333
  • 306
  • 304
  • 253
  • 252
  • 244
  • 230
  • 225
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

Política(s) de línguas em eventos internacionais sobre língua portuguesa

Capitanio, Alâna 2014 (has links)
Submitted by Jeferson Rodrigues de Lima (jeferson.lima@uffs.edu.br) on 2017-07-18T16:43:29Z No. of bitstreams: 1 CAPITANIO.pdf: 1949569 bytes, checksum: 3d7487780f84d9009fe9d5214e961eed (MD5) Approved for entry into archive by Diego dos Santos Borba (dborba@uffs.edu.br) on 2017-07-19T18:32:39Z (GMT) No. of bitstreams: 1 CAPITANIO.pdf: 1949569 bytes, checksum: 3d7487780f84d9009fe9d5214e961eed (MD5) Made available in DSpace on 2017-07-19T18:32:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CAPITANIO.pdf: 1949569 bytes, checksum: 3d7487780f84d9009fe9d5214e961eed (MD5) Previous issue date: 2014 Nesta pesquisa, buscamos compreender o funcionamento discursivo de eventos internacionais sobre Língua Portuguesa, organizados e promovidos pelo Instituto Internacional da Língua Portuguesa (IILP), a partir das textualizações disponíveis nas páginas eletrônicas destes eventos. Inscrevemo-nos na perspectiva teórico-metodológica da Análise de Discurso (AD), desenvolvida, sobretudo, a partir dos trabalhos de Michel Pêcheux e Eni Orlandi, articulada à História das Ideias Linguísticas (HIL). As perguntas norteadoras do trabalho foram: (i) que política(s) de línguas constitui sentidos sobre língua portuguesa nos eventos internacionais? (ii) que filiações de sentidos conformam a relação entre a unidade e a diversidade da língua portuguesa nos eventos analisados? Para desenvolver nosso gesto de interpretação, construímos um arquivo, com as textualizações recortadas das páginas eletrônicas de sete eventos internacionais, realizados entre os anos de 2010 (data do primeiro evento) e 2013. Concluímos que os eventos são conformados por sentidos constituídos pelo funcionamento dos imaginários da mundialização/globalização e da lusofonia. Os sentidos produzidos por estes imaginários constituem uma política de unidade, homogeneidade, universalidade da língua e dos Estados da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP). A língua portuguesa é significada como una, igual em todos os países da CPLP, tendo como referência a língua do colonizador, silenciando os sentidos da descolonização linguística. Esses imaginários, porém, não se inscrevem sem equívocos, contradições, resistências produzidas pela diversidade linguística, pelo funcionamento do político que desestabiliza os sentidos de unidade. In this research, we aimed to comprehend the discursive functioning of international events of Portuguese Language, organized and promoted by International Institute of Portuguese Language, from the textualization available in the events' web site. We analyzed according to theoretical-methodological perspective of Discourse Analysis based on the work of Michel Pêcheux and Eni Orlandi, articulated to Linguistic History of Ideas. The questions that guided this work were: (i) what is the linguistic politics that constitute senses about Portuguese language? (ii) what sense affiliations do the events conform the relation between unit and diversity of Portuguese in the events analyzed? In order do developed our interpretation gesture, we constructed an archive with the textualization of the cutouts from seven scientific events' web site held between 2010 (date of the first event) and 2013. We concluded that the events are conformed by senses constituted by the function of globalization and the Lusofonia imaginaries. Senses produced by these imaginaries constitute a politic of unit, homogeneity, university of language and of the States of Community of Countries of Portuguese Language (CPLP). Portuguese language is meant as united, equal in all countries of CPLP, having as reference the colonizer language, silencing the linguistic decolonization senses. These imaginaries, however, do not constitute without equivocal, contradictions, resistance produced by linguistic diversity, by the politic function that destabilize the unit senses.
12

A construção da imagem em O Espelho in Primeira estórias de João Guimarães Rosa e em Las meninas de Pablo Picasso

Mori, Fabiana Miano. 2007 (has links)
Orientador: Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan Resumo: O trabalho intitulado A construção da imagem em O Espelho in Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa e em Las Meninas de Pablo Picasso foi desenvolvido com o objetivo de analisar semioticamente as obras O Espelho, conto presente na coletânea Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa, e Las Meninas, tela de Pablo Picasso, cujo ponto de partida foi a obra de mesmo nome do artista barroco Diego Velázquez, e, diante dessa análise, teoricamente embasada, pontuar uma possível intersecção entre ambos os textos, já que pertencem claramente ao campo da interdiscursividade. Verificou-se que a linguagem plástica, usada por Pablo Picasso, pintor do século XX, distancia-se dos elementos plásticos barrocos seiscentistas, havendo, em ambos os textos, uma oposição clara aos princípios clássicos. O Ator-pintor, presente nas telas cubista e barroca, simboliza a própria Arte que, apesar do transcorrer do tempo físico, é atemporal. Com relação ao conto, o jogo incessante de palavras, rimas internas, entre outros elementos, pontua o barroquismo frásico rosiano e, além de demarcar o ponto central da coletânea de Primeiras Estórias, questiona a forma e a existência da imagem em suas diversas maneiras de entendê-la. Sendo o "espelho-tempo-imagem" o principal ponto de intersecção entre textoverbal e texto-visual nesta análise, é ele que desencadeia o despir das formas no conto rosiano e as anamorfoses no retrato de Picasso, que é o Outro em relação à obra velazquiana, questão proposta e trabalhada ao longo deste estudo. O elemento "espelho-tempo-imagem", que propõe a discussão sobre diferentes relações, entre as quais o enunciado Arte e a enunciação pressuposta (enunciador e leitor/espectador) gera um caminho de duplo sentido, mobilizando, por sua vez, esta dissertação. Abstract: This paper entitled The construction of the image in João Guimarães Rosa's O Espelho in Primeiras Estórias and in Pablo Picasso's Las Meninas was developed with the purpose of semiotically analyzing the works O Espelho, a short story present in João Guimarães Rosa's Primeiras Estórias and Pablo Picasso's painting Las Meninas, whose starting point was the baroque artist Diego Velázquez's painting that has the same name, and from this analysis, theoretically based, to point out a possible intersection between both texts, since they clearly belong to the field of interdiscursiveness. It was verified that the plastic language used by Pablo Picasso, a twentieth century painter, distances itself from the sixteenth century baroque plastic elements, and there is in both texts a clear opposition to the classical principles. The author-painter, present in the cubist and baroque paintings, symbolizes Art itself which, in spite of the elapse of physical time, is atemporal. In relation to the short story, the incessant game of words, internal rhymes and other elements punctuates Guimarães Rosa's phrasal baroqueness and, besides demarcating the central point of the collection Primeiras Estórias, questions the form and existence of the image in the diverse ways it can be understood. Since the "mirror-time-image" is the main point of intersection between the verbal text and the visual text in this analysis, it is what initiates the undressing of the forms in Guimarães Rosa's short story and the anamorphoses in Picasso's painting, which is the Other in relation to Velasquez's work - a point that is proposed and worked throughout this study. The element "mirror-time-image", which proposes the discussion regarding different relations, among them the enunciate Art and the presupposed enunciation (enunciator and reader/spectator), generates a path of double sense which, in its turn, mobilizes this dissertation. Mestre
13

O efeito da voz do narrador nos contos "Carried away" e "Monsieur les deux chapeaux", da escritora canadense Alice Munro

Minaki, Simone Mayumi. 2007 (has links)
Orientador: Maria das Graças Gomes Villa da Silva Banca: Laura Patrícia Zuntini de Izarra Banca: Luiz Gonzaga Marchezan Resumo: Esta pesquisa tem como objetivo principal analisar, sob o ponto de vista da voz narrativa, dois contos: "Monsieur Les Deux Chapeaux" e "Carried Away", presentes, respectivamente, nas coletâneas The Progress of Love (1986) e Open Secrets (1994), da escritora canadense Alice Munro, contista cuja obra tem como pano de fundo a vida rural e semi-rural de Ontário. Neste trabalho, busca-se mostrar, tomando como ponto de partida os conceitos teóricos de Genette [19--], as implicações e os efeitos da voz dos narradores dos contos em questão, caracterizados pelo uso de recursos em comum, como narração heterodiegética, tempo nãocronológico, memória e retrospecções. A atenção desta pesquisa é voltada também à presença de outras vozes, que fazem contraponto com a voz da instância narrativa. Essas vozes, possibilitando a criação de um universo "polifônico", fazem-se presentes não apenas pelas personagens que se manifestam, mas também por intertextualidades e interdiscursividades, promotoras de efeitos diferenciados e geradoras de incertezas quanto ao sentido do relato. Além dos contos mencionados, é preciso lembrar que outras narrativas de The Progress of Love e Open Secrets foram incluídas neste estudo, a fim de que se pudesse demonstrar as estratégias mais comuns e peculiares adotadas por Munro na construção de suas histórias. Abstract: The aim of this work is to analyze, according to the point of view of the narrator's voice, two short stories - "Monsieur les Deux Chapeaux" and "Carried Away", each one included, respectively, in the collections The Progress of Love (1986) and Open Secrets (1994). Both short stories were written by Alice Munro, a Canadian author whose works present as scenery the country and semi-country life of Ontario, her homeland. In this paper, the objective is to show, taking into consideration Genette's theory about narration, the effects of the narrators' voice of both compositions, which are marked by the use of resources in common, as heterodiegetic narration, memory and retrospection. Besides the narrator's voice, this work also calls attention to other voices which constitute "Monsieur les Deux Chapeaux" and "Carried Away". Those voices, responsible for creating a "polyphonic universe", are represented not only by the characters' voices, but also by intertextualities and interdiscoursivities, resources which provoke a series of effects, generating uncertainties in the meaning of the narration. Beyond "Monsieur les Deux Chapeaux" and "Carried Away", its worth mentioning that this work also includes the study of other short stories of The Progress of Love and Open Secrets, in order to show the most relevant strategies used by Alice Munro in the construction of her narratives. Mestre
14

As aventuras do corpo : dos modos de subjetivação às memórias de si em revista impressa

Milanez, Nílton. 2006 (has links)
Orientador: Maria do Rosário Valencise Gregolin Banca: Cleudemar Alves Fernandes Banca: Marisa Martins Gama Khalil Banca: Pedro Navarro Banca: Vanice Maria Oliveira Sargentini Resumo: Esta tese investiga o corpo nos lugares que ele se dá a ver como exercício de poder, resistências e liberdades, tomados como acontecimento e memória, numa rede discursiva que faz emergir a nossa história do presente. Para tanto, a partir dos postulados de Michel Foucault, sob a ótica da Análise do Discurso, tratarei da exposição do corpo e seus prolongamentos na mídia, discutindo os jogos enunciativos que envolvem técnicas corporais, práticas médicas e sua legitimação por meio da materialidade lingüística e imagética, veiculados, especificamente, na revista Superinteressante. Nesse sentido, esse estudo questiona o pertencimento do corpo diante do Yoga como prática discursiva, as experimentações laboratoriais com animais e seu regime de verdade, o sujeito face à Aids entre doença e história. Portanto, as regularidades, lógicas e estratégias que a mídia traz à tona exprimem "regimes de práticas", programações de conduta e prescrições em relação aos efeitos de codificação dos sentidos e dos efeitos de verdade, isto é, a constituição da arte da existência como identidade do sujeito contemporâneo. Abstract: Cette thèse investigue le corps dans les endroits où il se donne à voir comme exercice de pouvoir, résistances et libertés, pris comme événements et mémoire liés à un réseau discursif que met en évidence notre histoire du présent. Donc, a partir des postulats de Michel Foucault, sous l’égide de l’Analyse du Discours, je traiterai de l’exposition du corps et ses prolongements sur les médias, en discutant les jeux énonciatifs que nous renvoient aux techniques corporelles, pratiques médicales et sa légitimation à travers la matérialité linguistique et imagétique, présentes, spécifiquement, sur le magazine Superinteressante. Dans ce sens, cette étude questionne l’appartenance du corps devant le Yoga comme pratique discursive, les expérimentations en laboratoire vers les animaux et ses régime de vérité, le sujet face au Sida entre maladie et histoire. Ainsi, les régularités logiques et les stratégies que les médias mettent en évidence expriment « régimes des pratiques », programmes de conduite et des prescriptions en rapport aux effets de codifications des sens et des effets de vérité, c’est-à-dire, la constitution de l’art de l’existence comme identité du sujet contemporain. Doutor
15

O papel da espacialidade em Quatrevingt-treize de Victor Hugo : um romance histórico à espreita dos espaços monárquicos e revolucionários

Ribeiro, Rosária Cristina Costa. 2007 (has links)
Orientador: Sidney Barbosa Banca: Daniela Mantarro Calippo Banca: Marisa Martins Gama-Kahlil Resumo: A Revolução Francesa redefiniu vários campos, até mesmo os semânticos, e contribuiu para a formação do mundo contemporâneo de maneira extremamente ampla. Em Quatrevingt-treize (1874) de Victor Hugo (1802-1885), temos, por meio de uma visão finissecular e romântica, a composição literária de espaços rebeldes e monárquicos. Tal composição faz completude ao intento de se re-escrever a História da Revolução Francesa, materializado nesse derradeiro romance hugoano. Trata-se de um romance histórico tradicional, segundo Georges Lukàcs (1936), representante de uma leitura pouco comum dos acontecimentos e que busca resgatar os valores e ideologias latentes não no momento da escritura, mas sim naquele que se tenta registrar por meio da mescla de personagens históricos e fictícios em meio a tempo e espaços realmente existentes. Em relação à totalidade da obra hugoana, mostra-se como o último romance produzido pelo autor, embora possua muitas características em comum com a obra Notre-Dame de Paris (1831). Durante a leitura da obra, somos assaltados pela surpresa de uma narração da resistência ao progresso revolucionário em 1793: 'a pequena guerra da Vendéia', um espaço eminentemente monarquista e feudal, oposto àquele da revolucionária Paris. Logo, Victor Hugo, ao colocar como tema de sua obra a Revolução Francesa, dialoga com o Romantismo, ora por meio da temática tipicamente nacionalista ora pelos aspectos constitutivos do texto (caracterização das personagens, abundante adjetivação, etc.). Ao darmos atenção ao período da escritura do livro, vemos, em 1871, o escritor francês que, ao retornar do exílio, encontra seu país em uma guerra civil causada pelo descontentamento contra o governo e a população revoltada contra a Revolução que prometera Liberdade, Igualdade e Fraternidade a todos, além de uma guerra externa contra a Prússia. (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: La Révolution Française, elle redéfinit plusiers champs allant, jusqu aux sémantiques, et elle a collaboré avec la constituition du monde moderne d'une façon importante. Dans Quatrevingt-treize (1874) de Victor Hugo (1802-1885), nous avons, par le moyen d'une vision de la fin de siècle et romantique, une composition littéraire marquée par les places révolutionnaires et royalistes. Cette composition s'insère dans l'intention de se réecrire l'Histoire de la Révolution Française, qui prend forme dans ce dernier roman de Victor Hugo. Il s'agit d'un roman historique traditionnel, selon Georges Lukàcs (1936), représentant d'une lecture peu commune des actions qui vraiment ont eu lieu et qui cherche à racheter les valeurs et pensées latentes, pas au moment de l'écriture, mais dans celui que l'on essaie d'enregistrer par le moyen du mélange entre personnes historiques et personnages fictifs, dans le temps et l' espace réels. Par rapport à la totalité de l'oeuvre littéraire de Hugo, Quatrevingt-treize se montre comme le dernier roman écrit par l'auteur. Cependent il a beaucoup de caractéristiques en commun avec Notre-Dame de Paris (1831). Pendent la lecture, on s'etónne d'un récit sur la résistence au progrès revolutionnaire en 1793, c'est-à-dire, 'la petite guerre de Vendée', un endroit surtout royaliste et féodal, opposé à celui de Paris révolutionnaire. Par conséquent, Victor Hugo, en prennant comme thème de son oeuvre la Révolution Française, entame un dialogue avec le Romantisme, tantôt par le moyen du thème nationaliste, tantôt pour les aspects du texte (montage des personnages, usage des adjectifs, etc.). Si l'on se penche sur le période de l'écriture du livre, on voit, en 1871, l'écrivain français que, en rentrant de l'exil, trouva son pays en guerre civile dûe au mécontentement contre le gouvernement...(Complete abstract click eletronic access below) Mestre
16

Vésper

Prado, Márcio Roberto do. 2007 (has links)
Resumo: O presente estudo configura-se segundo uma dupla articulação, cabendo a ele, portanto, dois momentos distintos. Em um dos casos, defende-se uma tese a respeito do gênio em quatro literaturas européias (inglesa, alemã, francesa e portuguesa), por meio de alguns autores paradigmáticos (John Milton, William Blake, Johann Wolfgang von Goethe, Thomas Mann, François Rabelais, Michel de Montaigne, René Descartes, Voltaire, Denis Diderot, Jean-Jacques Rousseau, Victor Hugo, Gérard de Nerval, Arthur Rimbaud, Luís de Camões e Fernando Pessoa), pensando a idéia de gênio a partir de um interpretante específico, a saber, a figura diabólica, em uma postura que permite entrever uma perspectiva de genialidade eminentemente agônica. No outro caso, partindo-se desta tese específica, estabelece-se uma reflexão a respeito dos limites do pensamento científico, em especial o literário, através de um movimento antitético que busca ampliar as possibilidades das teses a respeito da Literatura, dos atos intelectuais que nela se embasam, em suma, da própria Literatura. Abstract: Cette étude présente une double articulation, c'est-à-dire, deux moments distincts. Dans un premier moment, on soutient une thèse à propos du génie dans quatre littératures européennes (l'anglaise, l'allemande, la française et la portugaise) étudiées à partir de quelques auteurs paradigmatiques (John Milton, William Blake, Johann Wolfgang von Goethe, Thomas Mann, François Rabelais, Michel de Montaigne, René Descartes, Voltaire, Denis Diderot, Jean-Jacques Rousseau, Victor Hugo, Gérard de Nerval, Arthur Rimbaud, Luís de Camões e Fernando Pessoa). Dans cette thèse on travaille une idée de génie à partir d'un interprétant spécifique : la figure diabolique dont la nature montre une perspective de la génialité surtout agonique. Dans le deuxième moment, on part de cette thèse spécifique pour établir une réflexion sur les limites de la pensée scientifique (spécialement la pensée scientifique littéraire) avec un mouvement antithétique qui vise explorer les possibilités des thèses sur la Littérature et des actes intellectuels qui naissent de cette source. En somme, de la Littérature elle-même. Orientador: Karin Volobuef Coorientador: Adalberto Luís Vicente Banca: Sidney Barbosa Banca: José Pedro Antunes Banca: Tristan Guilhermo Torriani Banca: Leila de Aguiar Costa Doutor
17

O mito da novidade no texto publicitário para a mulher

Costa, Ivandilson 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T18:38:10Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo8449_1.pdf: 3017764 bytes, checksum: b9a13c07fa8467ee86c15b9c2080b695 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2005 A publicidade se caracteriza como sendo, antes de tudo, um discurso, uma linguagem, sustentando uma argumentação icônico-lingüística para persuadir consciente e inconscientemente o público-alvo e, para isso, lança mão de todo um conjunto de recursos estilísticos, relações semânticas e seleção lexical. O presente trabalho tem o objetivo de examinar o conjunto de mecanismos lingüísticos que se relacionam com a administração do mito da novidade em textos publicitários endereçados especialmente ao público feminino, quais sejam: o emprego de itens lexicais, como novo, chegar, renovar, exclusivo, revolucionário e o operador situativo agora; processos de formação de palavra (especialmente prefixação e composição); o uso de terminologia técnico-científica; a manutenção de formas fixas (provérbios, frases feitas, adágios, expressões cristalizadas). Para tanto, foram tomados textos publicitários impressos de público-alvo feminino, assim definido por caracteres como produto (moda, cosmética, alimentação), veículo (revistas femininas) e marcas morfossintáticas do gênero feminino. Trata-se de um trabalho de caráter interdisciplinar, pela natureza mesma de a publicidade interagir com áreas diversas do conhecimento Lingüística, Comunicação Social, Marketing, Sociologia , bem como pela construção de nosso arcabouço teórico, que não se baseou em uma teoria de base especificamente, mas se apoiou em correntes mais diversificadas da própria Lingüística pela depreensão que faz de pontos da Lexicologia, da Sociolingüística Interacional especialmente quanto à parte dedicada às representações de gênero , da Análise do Discurso Crítica quando da abordagem das relações de poder na/pela linguagem
18

O discurso de professores do ensino superior : estilos e identidades

Ferreira, Alinne Santana 23 November 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2011. Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-01-31T11:18:36Z No. of bitstreams: 1 2011_AlinneSantanaFerreira.pdf: 902623 bytes, checksum: 13e85a4963738319b38359d2ac99b930 (MD5) Approved for entry into archive by Patrícia Nunes da Silva(patricia@bce.unb.br) on 2012-02-02T18:51:07Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_AlinneSantanaFerreira.pdf: 902623 bytes, checksum: 13e85a4963738319b38359d2ac99b930 (MD5) Made available in DSpace on 2012-02-02T18:51:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_AlinneSantanaFerreira.pdf: 902623 bytes, checksum: 13e85a4963738319b38359d2ac99b930 (MD5) A presente dissertação objetiva investigar como professores constroem identidades em sala de aula por meio do estilo de fala adotado, bem como procura desvelar o discurso que os docentes possuem de si mesmos no que se refere às representações do que é ser professor do ensino superior. Possui pressupostos teóricos da Sociolinguística Interacional, da Análise de Discurso Crítica, da Psicologia Social e da Sociologia. Trata-se de pesquisa qualitativa, com orientações etnográficas, servindo-se também da Análise da Conversação Etnometodológica como metodologia auxiliar. Os dados foram gerados por meio da observação participante, do grupo focal com os professores colaboradores e das sessões individualizadas para visionamento dos dados com cada professor. Esses métodos contribuem para a adoção da perspectiva êmica neste trabalho, baseada na triangulação pesquisador, colaboradores e fundamentos teóricos. O corpus da dissertação é constituído por oito horas, quarenta e dois minutos e oito segundos, correspondentes a cinco aulas filmadas, mais dezoito minutos e cinquenta e quatro segundos de filmagem do grupo focal. Além disso, foi gravado áudio das sessões de visionamento, que representa um total de vinte e cinco minutos. Como resultados desta pesquisa, pode-se afirmar que: (i) o estilo de fala mais ou menos formal relaciona-se com as ações de projeção ou negociação de identidades em sala de aula, pois professores revelaram identidades assumindo posturas ora formais, ora informais, conforme o contexto situacional; (ii) o discurso do professor, por mais que seja de democracia, é hegemônico em sala de aula, pois é ele quem possui poder instituído por seu papel social; (iii) as representações sobre o que é ser professor correspondem às teorias educacionais mais democráticas, porém, com limites para que as aulas sejam organizadas e os alunos possam cumprir seus deveres acadêmicos; (iv) pistas linguísticas, tais como marcadores conversacionais e escolha lexical, bem como pistas não-linguísticas, constituídas por movimentos cinésicos e pela proxêmica, e pistas suprasseguimentais marcaram estilo mais ou menos formal dos professores colaboradores; (v) as negociações de identidade em sala de aula ocorreram de maneira simétrica, quando havia menos formalidade, e assimétrica, quando o estilo do professor era mais formal. As principais contribuições deste estudo estão relacionadas à reflexão dos professores de ensino superior a respeito das identidades projetadas e negociadas por eles, que foram identificadas e reveladas neste trabalho. A ideia de uma identidade fixa não constitui mais uma realidade no mundo pós-moderno, sendo que as identidades fluidas e líquidas, definidas por Giddens (2002) e Bauman (2005), aplicam-se ao contexto desta pesquisa, haja vista que os professores manifestaram em suas aulas e revelaram no grupo focal mais de uma identidade. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT This dissertation aims to investigate how professors construct identities in the classroom by the speech style adopted, as well as it intends to unveil the discourse that they have about themselves as regards to representation of being a professor in higher education. It has the theoretical principles of Interactional Sociolinguistics, critical Discourse Analysis, Social Psychology, and Sociology. It is a qualitative research, with ethnographic guidelines, which also uses the Ethnomethodological Conversation analysis as an auxiliary methodology. The data were raised through the observant participation, the focal group with professors- collaborators, and individualized session for viewing of data with each one. These methods contribute to the adoption of an emic perspective in this work, based on the triangulation researcher, collaborator, and theoretical fundaments. The corpus of this dissertation is comprised of eight hours, forty-two minutes and eight seconds, which corresponds to five filmed classes, and more eighteen minutes, fifty-four seconds of footage of the focal group. In addition, it was recorded twenty-five minutes of the sessions of viewing audio. The results of this research are: (i) the speaking style more or less formal relates to the actions of projection or negotiation of identities in the classroom, because the professors revealed identities as they assume postures sometimes formal, sometimes informal, according to the situational context; (ii) the professor‘s discourse, though it seems democratic, is hegemonic in the classroom because of the power established by their social role; (iii) the representations of what is to be a professor correspond to more democratic educational theories; however, within limits so the classes can be organized and so students can fulfill their academic duties; (iv) linguistic clues such as conversational markers and lexical choice, as-well-as non-linguistic clues which consist of kinesic movements and proxemics, and suprasegmental clues marked a more or less formal style of the professors-collaborators; (v) negotiations of identity in the classroom occurred in a symmetrical way, when there was less formality, and asymmetrically, when the professor had a more formal style. The main contributions of this study are related to the reflection of professors about the identities projected and negotiated by them, which were identified and developed in this work in association to a certain style. The idea of a fixed identity is no longer a reality in the postmodern world, and the liquid and fluid identity, defined by Giddens (2002) and Bauman (2005), apply to the context of this research, given that professors expressed and revealed more than one identity in both the classroom and in the focal group.
19

Discurso formal no tribunal do júri : estratégias argumentativo-interacionais

Gonçalves, Wanderson de Melo 12 December 2011 (has links)
Dissertação (Mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Letras, 2011. Submitted by Camila Miranda (camilamiranda@bce.unb.br) on 2012-03-16T19:04:02Z No. of bitstreams: 1 2011_Wanderson de Melo Gonçalves.pdf: 5240067 bytes, checksum: 1c3dfe7c5e042c5e1883cc321bac67c3 (MD5) Approved for entry into archive by Leila Fernandes (leilabiblio@yahoo.com.br) on 2012-03-19T13:21:02Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_Wanderson de Melo Gonçalves.pdf: 5240067 bytes, checksum: 1c3dfe7c5e042c5e1883cc321bac67c3 (MD5) Made available in DSpace on 2012-03-19T13:21:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_Wanderson de Melo Gonçalves.pdf: 5240067 bytes, checksum: 1c3dfe7c5e042c5e1883cc321bac67c3 (MD5) O Tribunal do Júri apresenta diversas peculiaridades, entre elas o uso de quaisquer aspectos legais que possam levar ao convencimento dos jurados. Intento, desse modo, investigar, em situação de formalidade, as estratégias argumentativointeracionais utilizadas pelo Promotor de Justiça e pelo Advogado de Defesa para apresentar e defender seus pontos de vista. Valho-me, para interpretar os dados deste trabalho, da Sociolinguística Interacional, da Análise do Discurso e da Pragmática. Sirvo-me, como recurso metodológico nesta pesquisa qualitativa, das orientações da Etnografia da Comunicação e da técnicas da Análise da Conversação. Analiso a argumentação do Promotor de Justiça e do Advogado de Defesa sob o enfoque da argumentação discursiva, englobando a tríade aristotélica ethos, pathos e logos. Como resultados de pesquisa, identifiquei cinco parâmetros que caracterizam a formalidade no Tribunal do Júri – elaboração do código, turnos conversacionais, cinésica, negociação de identidade e contexto situacional. Além disso, detectei seis estratégias argumentativo-interacionais utilizadas pelos atores sociais no contexto investigado. Três delas referem-se à tríade aristotélica. São elas: ethos: a negociação de identidades; pathos: o sentimento; logos: a legitimação. Partindo dessas noções, discuti outras três estratégias: facilitador/complicador na inquirição de testemunhas; os questionamentos informativos; e a inquirição acelerada. Espero que, com esta Dissertação, os interagentes possam melhor compreender suas interações, utilizando-se de forma satisfatória dos recursos de que dispõem. A pesquisa pode contribuir, ainda, para o entendimento de como se constitui a formalidade e como se dá a organização da argumentação do Promotor de Justiça e do Advogado de Defesa no Tribunal do Júri. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT The jury´s trial presents several peculiarities, including the use of any legal aspect that can lead to convincing the jurymen. So, I intend to investigate, in formality form the interrational argumentative strategies used by the Prosecutor and by the defense Lawyer to present and support their views. To interpret the data from this work, I relied on the Interrational Sociolinguistic, on the Analysis of the Speech and on the Pragmatic Theory. As a methodological source, I used in this qualitative research the perspective of the Ethnography of Communication and of the Conversation Analysis. I analyze the prosecutor´s and the defense lawyer´s argumentation focusing on the discursive reasoning, in wich it aboards the Aristotelian triad ethos, pathos and logos. In order to establish the parameters to characterize the formal speech. I identify six argumenative-interrational strategies used by the subjects of this research, three of them refer to the Aristotelian triad. They are: ethos the negotiation of identities; pathos the feeling and logos the legimitation. From these notions, I have discussed other three strategies: facilitator/complicator in the inquisition of witnesses; the informative questioning and the speeded inquisitions. From this essay, I expect a better comprehension on the interactions, utilizing the satisfactory form of the resources available.
20

A voz dos eventos sociais : uma construção pela atividade de textos e de discursos

Bento, André Lúcio 2 December 2011 (has links)
Tese (doutorado)-Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Linguística, 2011. Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2012-03-26T14:52:17Z No. of bitstreams: 1 2010_ClaudioJoseOliveiraSouza_Parcial.pdf: 391277 bytes, checksum: cd10f63fe321539df90cc7a62492c131 (MD5) Rejected by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br), reason: on 2012-03-26T15:29:27Z (GMT) Submitted by Tania Milca Carvalho Malheiros (tania@bce.unb.br) on 2012-03-26T16:36:51Z No. of bitstreams: 1 2011_AndréLúcioBento_Parcial.pdf: 186328 bytes, checksum: bfffd27141cfea8da75a045a37228f4f (MD5) Approved for entry into archive by Elzi Bittencourt(elzi@bce.unb.br) on 2012-03-29T15:04:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_AndréLúcioBento_Parcial.pdf: 186328 bytes, checksum: bfffd27141cfea8da75a045a37228f4f (MD5) Made available in DSpace on 2012-03-29T15:04:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_AndréLúcioBento_Parcial.pdf: 186328 bytes, checksum: bfffd27141cfea8da75a045a37228f4f (MD5) Com a convicção de que a linguagem humana gera sentidos em contextos sociais, de que ela é um sistema sociossemiótico que nos capacita a representar o mundo e a interagir por meio de textos e de que ela é um dos elementos da escala social que afeta e é afetado por fatores de ordem ideológica, simbólica, política, institucional, entre outros, esta tese tem o objetivo de interpretar como os textos, realizados em gêneros, organizam e constroem o momento discursivo dos eventos sociais. Outra convicção teórica que norteia este trabalho, de cunho qualitativo, é a de que o discurso compreende modos de representação, constitui as estruturas, as práticas e os eventos sociais, além de construir identidades e relações de poder, legitimando-as ou transformando-as. As conclusões desta tese apontam para o fato de que o momento discursivo dos eventos sociais pode ser cingido, para fins unicamente analíticos e didáticos, em uma dimensão mais retórica, a matriz genérica, e em uma dimensão mais ideológica, a matriz discursiva. A primeira corresponde à estruturação funcional predominante nos eventos, fazendo com que eles atuem na sociedade nos planos retóricos do argumentar, do narrar, no injungir, do expor/explicar, do predizer ou do dialogar. A segunda, a matriz discursiva, corresponde ao conjunto das configurações ideológicas e simbólicas que se constrói a cada evento que se realiza na sociedade. A junção indissociável dessas duas matrizes constitui a “voz” dos eventos sociais, uma construção que se dá pela ação que os textos, realizados em gêneros, possibilitam no nível dos eventos. Os principais aportes teóricos em que se baseia esta tese provêm da Análise de Discurso Crítica (FAIRCLOUGH, 2001, 2003 e 2006; CHOULIARAKI & FAIRCLOUGH, 1999), da Linguística Sistêmico-Funcional (HALLIDAY, 1994; HALLIDAY & MATTHIESSEN, 2004; Eggins, 2002 e 2010) e da Teoria da Multimodalidade (KRESS & van LEEUWEN, 2006; KRESS, 2010; JEWITT & KRESS, 2008). Para as considerações em torno da conceituação dos gêneros (textuais), seu papel na organização social e sua estrutura de composição, as contribuições residem nas proposições de Bakhtin (2010), Adam (2008), Bronckart (1999), Fairclough (2001 e 2003), Miller (1994), Jordan (1997), Marcuschi (2005 e 2008), Trimble (1985) e Swales (1990). ______________________________________________________________________________ ABSTRACT With the conviction that human language creates meanings in social contexts, that it is a sociosemiotic system which enables us to represent the world and interact via texts and that it is one of the elements of the social scale which affects and is affected by factors of ideological, symbolic, political and institutional order, among others, this thesis aims to interpret how texts, realized in different genres, organize and build the discursive moment of social events. Another theoretical conviction that guides this work, of qualitative character, is that that discourse includes modes of representation, constitutes the structures, practices and social events, and builds identities and power relations, legitimizing or transforming them. The conclusions of this thesis point to the fact that the discursive moment of social events can be encompassed, solely for analytical and educational purposes, by a more rhetorical dimension, the genre matrix, and by a more ideological dimension, the discursive matrix. The first corresponds to the functional structure predominant in events, causing them to act in society in the rhetorical planes of argumentation, narration, injunction, exposition/explanation, prediction or dialogue. The second, the discursive matrix, corresponds to the set of ideological and symbolic configurations which are constructed on each event that takes place in society. The indissoluble junction of these two matrixes constitutes the "voice" of social events, a construction which occurs by the action that texts, realized in different genres, make possible in terms of events. The main theoretical framework on which this thesis is based comes from the Critical Discourse Analysis (FAIRCLOUGH, 2001, 2003 and 2006; CHOULIARAKI & FAIRCLOUGH, 1999), the Systemic-Functional Linguistics (HALLIDAY, 1994, HALLIDAY & MATTHIESSEN, 2004; EGGINS , 2002 and 2010) and the Theory of Multimodality (KRESS & van LEEUWEN, 2006; KRESS, 2010, JEWITT & KRESS, 2008).For the considerations about the concept of (textual) genres, their role in social organization and the structure of their composition, contributions lie in the propositions of Bakhtin (2010), Adam (2008), Bronckart (1999), Fairclough (2001 and 2003 ), Miller (1994), Jordan (1997), Marcuschi (2005 and 2008), Trimble (1985) and Swales (1990).

Page generated in 0.0682 seconds