• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 24
  • Tagged with
  • 24
  • 24
  • 6
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A construção da imagem em O Espelho in Primeira estórias de João Guimarães Rosa e em Las meninas de Pablo Picasso

Mori, Fabiana Miano. 2007 (has links)
Orientador: Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan Resumo: O trabalho intitulado A construção da imagem em O Espelho in Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa e em Las Meninas de Pablo Picasso foi desenvolvido com o objetivo de analisar semioticamente as obras O Espelho, conto presente na coletânea Primeiras Estórias de João Guimarães Rosa, e Las Meninas, tela de Pablo Picasso, cujo ponto de partida foi a obra de mesmo nome do artista barroco Diego Velázquez, e, diante dessa análise, teoricamente embasada, pontuar uma possível intersecção entre ambos os textos, já que pertencem claramente ao campo da interdiscursividade. Verificou-se que a linguagem plástica, usada por Pablo Picasso, pintor do século XX, distancia-se dos elementos plásticos barrocos seiscentistas, havendo, em ambos os textos, uma oposição clara aos princípios clássicos. O Ator-pintor, presente nas telas cubista e barroca, simboliza a própria Arte que, apesar do transcorrer do tempo físico, é atemporal. Com relação ao conto, o jogo incessante de palavras, rimas internas, entre outros elementos, pontua o barroquismo frásico rosiano e, além de demarcar o ponto central da coletânea de Primeiras Estórias, questiona a forma e a existência da imagem em suas diversas maneiras de entendê-la. Sendo o "espelho-tempo-imagem" o principal ponto de intersecção entre textoverbal e texto-visual nesta análise, é ele que desencadeia o despir das formas no conto rosiano e as anamorfoses no retrato de Picasso, que é o Outro em relação à obra velazquiana, questão proposta e trabalhada ao longo deste estudo. O elemento "espelho-tempo-imagem", que propõe a discussão sobre diferentes relações, entre as quais o enunciado Arte e a enunciação pressuposta (enunciador e leitor/espectador) gera um caminho de duplo sentido, mobilizando, por sua vez, esta dissertação. Abstract: This paper entitled The construction of the image in João Guimarães Rosa's O Espelho in Primeiras Estórias and in Pablo Picasso's Las Meninas was developed with the purpose of semiotically analyzing the works O Espelho, a short story present in João Guimarães Rosa's Primeiras Estórias and Pablo Picasso's painting Las Meninas, whose starting point was the baroque artist Diego Velázquez's painting that has the same name, and from this analysis, theoretically based, to point out a possible intersection between both texts, since they clearly belong to the field of interdiscursiveness. It was verified that the plastic language used by Pablo Picasso, a twentieth century painter, distances itself from the sixteenth century baroque plastic elements, and there is in both texts a clear opposition to the classical principles. The author-painter, present in the cubist and baroque paintings, symbolizes Art itself which, in spite of the elapse of physical time, is atemporal. In relation to the short story, the incessant game of words, internal rhymes and other elements punctuates Guimarães Rosa's phrasal baroqueness and, besides demarcating the central point of the collection Primeiras Estórias, questions the form and existence of the image in the diverse ways it can be understood. Since the "mirror-time-image" is the main point of intersection between the verbal text and the visual text in this analysis, it is what initiates the undressing of the forms in Guimarães Rosa's short story and the anamorphoses in Picasso's painting, which is the Other in relation to Velasquez's work - a point that is proposed and worked throughout this study. The element "mirror-time-image", which proposes the discussion regarding different relations, among them the enunciate Art and the presupposed enunciation (enunciator and reader/spectator), generates a path of double sense which, in its turn, mobilizes this dissertation. Mestre
2

Traços impressionistas nos contos de Menalton Braff

Beleboni, Rafaela Cardoso. 2007 (has links)
Orientador: Luiz Gonzaga Marchezan Banca: Arnaldo Cortina Banca: Tânia Pellegrini Resumo: Nossa pesquisa de Mestrado procura apontar a permanência de traços impressionistas nos contos do livro premiado pelo Jabuti, em 2000, À sombra do cipreste (1999), de Menalton Braff. Para mostrar a construção dessas marcas na produção literária de Braff, recorremos a conceitos da teoria semiótica, sobretudo àqueles relacionados ao modo de presença da enunciação. A partir disso, pudemos depreender determinados elementos impressionistas presentes, sobretudo, nos contos "À sombra do cipreste", "No dorso do granito", "O banquete" e "Adágio Apassionato". Dessa forma, há, na obra, do ponto de vista temático, a percepção do tempo e os ritos da memória, a relação do homem com o seu passado e o seu resgate numa situação do presente. Do ponto de vista formal, vários traços aparecem pontilhados. Sendo assim, há descrições sensoriais que dão cor, formato, som, gosto e cheiro às tensões, às dúvidas, às crises interiores das personagens que, na sua maioria, são sujeitos à flor da pele. Dentre as figuras sensoriais, a visão é predominante, figurativizada ponto-a-ponto pelos efeitos cromáticos, pelo circuito construído pelos olhares do narrador ou das personagens, pelo jogo de luz e sombra, a macro-figura impressionista recorrente na obra. A imagem criada torna-se, por meio do uso recorrente de figuras de linguagem, sugestiva. Em vários casos, há o efeito de borrão pontilhado, que indefine o objeto descrito para depois defini-lo.No entanto, esta pesquisa não se limita a desenvolver essa discussão. Procuramos, ainda, investigar, nos enunciados dos contos, as projeções da enunciação, evidenciadas nas entrevistas realizadas com o autor. Nesse sentido, procuramos contemplar quatro instâncias: a nossa leitura crítica de contos literários; a leitura do artista sobre a própria produção artística; o confronto entre essas duas leituras; o olhar do ficcionista... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: Our Master research tries to indicate the permanence of impressionist traces in the tales obtained from the book A sombra do cipreste (1999) by Menalton Braff, awarded by Jabuti in 2000. We have used the concepts of semiotics theory to show these marks in Braff's work, especially those related to the way of enunciation presence. From these concepts we were able to infer some impressionist's elements present, especially in the tales, "A sombra do cipreste", "No dorso do granito", "O banquete" e "Adágio Apassionato". From that, there is in the masterpiece a thematic point of view, the perception of time and rite of memory and the relation between the man with his past and its rescue to the present. From a formal point of view, many dotted traces show up. So there are many sensorial descriptions that give, color, shape, sound, taste and smell to the tensions, doubts, the characters inner crises, which are extremely evident subjects. Among the sensorial figures the predominant view symbolized point to point by the chromatics effects, the view connection built among the narrator and the characters, and by the light and shadow game, the impressionist appealing macro-figure in the masterpiece. The created image becomes significant through the use of language figures. In many cases there is the effect called dotted stain, which turns the described object indefinable to determine it later. However, this research was not limited in developing this discussion. We also tried to investigate the projection of the enunciation in the tale proposition that became evident in interviews done with the author. In those circumstances, we tried to observe four instances: our critical reading of literary tales, the authors point of view about his own work, the confrontation between these two readings and the fictionist's view facing the critics to his work. The results obtained point to agreements... (Complete abstract click electronic access below) Mestre
3

Shakespeare na Itália

Camilotti, Camila Paula 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Estudos da Tradução, Florianópolis, 2014. O objetivo desta pesquisa reside em analisar o processo criativo e artístico do diretor italiano Giorgio Strehler na produção e direção de duas peças shakespearianas: Rei Lear e A Tempestade. As montagens teatrais, intituladas pelo diretor como Re Lear e La Tempesta, foram encenadas, respectivamente, em 1972 e 1978, no Piccolo Teatro de Milão, na Itália, e foram muito importantes para a sociedade italiana da época. Dessa forma, no estudo das produções italianas, busca-se explorar, com base nos conceitos de Tradução Intersemiótica, as passagens mais relevantes e/ou mais reveladoras para o contexto sóciopolítico italiano da época e que influenciaram, de alguma forma, a tradição shakespeariana na dramaturgia italiana. As análises mostraram que Strehler buscou, tanto em Re Lear, quanto em La Tempesta, evidenciar a metateatralidade existente nas respectivas peças shakespearianas e, com isso, gerar uma reflexão acerca do teatro e sua função social, política, histórica e civil em determinada sociedade, tempo e espaço.
Abstract : This research aims at analysing the creative and artistic process of the Italian diretor Giorgio Strehler in the production and direction of two Shakespearian playtexts: King Lear and The tempest. The Italian productions -- entitled Re Lear and La Tempesta -- were staged, respectively, in 1972 and in 1978, at Piccolo Teatro di Milano, Italy, and were important to the Italian society of the time. Thus, in the analysis of the productions, I attempted to explore, based on concepts of Intersemiotic Translation, the most revealing and/or relevant passages to the Italian socio-political context of the time that influenced, in a way or another, the Shakespearian tradition in Italian dramaturgy. The analyses have shown that Strehler attempted to highlight -- in both productions -- the metatheatricality that exists in these Shakespearian playtexts and, from this perspective, encourage a reflection upon theater and its social, political, historical, and civic functions in a certain society, time, and space.
4

Figuratividade na poesia bucólica de Virgílio

Ferreira, Thalita Morato [UNESP] 8 May 2013 (has links)
A poesia de gênero bucólico iniciou-se na Grécia com os idílios do siracusano Teócrito. Em Roma, coube a Virgílio, poeta do Período Clássico na Literatura Latina, as primeiras composições destinadas à descrição do ambiente rústico-pastoril. Assim, entre 42 e 39 a.c, aproximadamente, Virgílio compôs um conjunto de dez poemas que a tradição dos Estudos Clássicos conhece sob o título de Bucólicas. Estes textos, como se sabe, chegaram até nós por meio de ininterruptas cópias; sendo os manuscritos mais antigos que possuímos em papiro na corrente de difusão da Cultura Clássica. Além disso, sabe-se que a poesia de gênero bucólico estendeu sua influência a outros poetas, sendo resgatada no Renascimento e, principalmente, no Neoclassicismo, o que deixa entrever que a vitalidade da poesia bucólica é patente pelo modo como os principais temas e enredos pastoris inspiraram e ainda inspiram os poetas e demais artistas. O presente trabalho tem a preocupação de investigar, em cinco poemas bucólicos de Virgílio, o arranjo particular da linguagem poética, levando em conta a construção expressiva dos textos, a sua figuratividade. Pretende-se, assim, por meio da Semiótica Literária, buscar a compreensão a respeito do que poderia se chamar a vocação imagética de um texto literário. No que concerne aos poemas de Virgílio, serão comentados alguns dos relevos expressivos dos poemas pares, que são considerados, pelos críticos e comentadores da obra do poeta latino, como monodias. Além disso, o trabalho contará com a apresentação das traduções de estudo dos poemas, sempre acompanhadas das necessárias referências culturais. O trabalho é um estudo introdutório sobre o bucolismo, a pastoral de Virgílio e o conceito semiótico de figuratividade, que se funda na ideia de uma representação mimética baseada no “parecer-ser” da expressão... The poetry of bucolic genre began in Greece with the Idylls of Theocritus. In Rome, Virgil, the poet of the Classical Period in the Latin Literature, was the first one to describe the rustic-pastoral scenes in his works. Thus, approximately between 42 and 39 BC, Virgil wrote a set of ten poems which is known by the tradition of Classical Studies as Bucólicas. We came into contact with these texts through uninterrupted copies, whose most ancient manuscripts were made of papyrus in the diffusion of the Classical Culture. Besides, it is known that the bucolic poetry exerted influence on many other poets, and it was evoked later on in the Renascence and mainly during the Neoclassicism, which allows us to conclude that the vitality of bucolic poetry is clear since the main themes provided inspiration and still do for poets and other artists. This paper aims to investigate, in five bucolic poems of Virgil, the particular arrangement of poetic language, taking into consideration the expressive construction of the texts and its figurativity. It is intended, therefore, through Literary Semiotics, to gain insight into what we may call vocational imagery of a literary text. Concerning the poems of Virgil, we will analyze the most expressive themes of the even poems, which are considered by the critics and scholars as monodies. Moreover, this paper will also present translations of the studies of the poems accompanied by the necessary cultural references. This dissertation is also an introductory study on bucolic themes, Virgil‟s pastoral and semiotic concept of figurativity, which is based on “seem- to-be” of expression, aiming at the construction of an effect of meaning “reality” in restoring and categorizing the perception of the world
5

Figuratividade na poesia bucólica de Virgílio

Ferreira, Thalita Morato. 2013 (has links)
Orientador: Márcio Thamos Banca: Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan Banca: Raimundo Nonato Barbosa de Carvalho Resumo: A poesia de gênero bucólico iniciou-se na Grécia com os idílios do siracusano Teócrito. Em Roma, coube a Virgílio, poeta do Período Clássico na Literatura Latina, as primeiras composições destinadas à descrição do ambiente rústico-pastoril. Assim, entre 42 e 39 a.c, aproximadamente, Virgílio compôs um conjunto de dez poemas que a tradição dos Estudos Clássicos conhece sob o título de Bucólicas. Estes textos, como se sabe, chegaram até nós por meio de ininterruptas cópias; sendo os manuscritos mais antigos que possuímos em papiro na corrente de difusão da Cultura Clássica. Além disso, sabe-se que a poesia de gênero bucólico estendeu sua influência a outros poetas, sendo resgatada no Renascimento e, principalmente, no Neoclassicismo, o que deixa entrever que a vitalidade da poesia bucólica é patente pelo modo como os principais temas e enredos pastoris inspiraram e ainda inspiram os poetas e demais artistas. O presente trabalho tem a preocupação de investigar, em cinco poemas bucólicos de Virgílio, o arranjo particular da linguagem poética, levando em conta a construção expressiva dos textos, a sua figuratividade. Pretende-se, assim, por meio da Semiótica Literária, buscar a compreensão a respeito do que poderia se chamar a vocação imagética de um texto literário. No que concerne aos poemas de Virgílio, serão comentados alguns dos relevos expressivos dos poemas pares, que são considerados, pelos críticos e comentadores da obra do poeta latino, como monodias. Além disso, o trabalho contará com a apresentação das traduções de estudo dos poemas, sempre acompanhadas das necessárias referências culturais. O trabalho é um estudo introdutório sobre o bucolismo, a pastoral de Virgílio e o conceito semiótico de figuratividade, que se funda na ideia de uma representação mimética baseada no "parecer-ser" da expressão... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: The poetry of bucolic genre began in Greece with the Idylls of Theocritus. In Rome, Virgil, the poet of the Classical Period in the Latin Literature, was the first one to describe the rustic-pastoral scenes in his works. Thus, approximately between 42 and 39 BC, Virgil wrote a set of ten poems which is known by the tradition of Classical Studies as Bucólicas. We came into contact with these texts through uninterrupted copies, whose most ancient manuscripts were made of papyrus in the diffusion of the Classical Culture. Besides, it is known that the bucolic poetry exerted influence on many other poets, and it was evoked later on in the Renascence and mainly during the Neoclassicism, which allows us to conclude that the vitality of bucolic poetry is clear since the main themes provided inspiration and still do for poets and other artists. This paper aims to investigate, in five bucolic poems of Virgil, the particular arrangement of poetic language, taking into consideration the expressive construction of the texts and its figurativity. It is intended, therefore, through Literary Semiotics, to gain insight into what we may call vocational imagery of a literary text. Concerning the poems of Virgil, we will analyze the most expressive themes of the even poems, which are considered by the critics and scholars as monodies. Moreover, this paper will also present translations of the studies of the poems accompanied by the necessary cultural references. This dissertation is also an introductory study on bucolic themes, Virgil‟s pastoral and semiotic concept of figurativity, which is based on "seem- to-be" of expression, aiming at the construction of an effect of meaning "reality" in restoring and categorizing the perception of the world Mestre
6

A poesia de José Saramago : análise de Os poemas Possíveis, Provavelmente Alegria e O ano de 1993

Sgarbi, Elielson Antonio. 2013 (has links)
Orientador: Sandra Aparecida Ferreira Banca: Márcia Valéria Zamboni Gobbi Banca: Márcio Roberto Pereira Resumo: A dissertação analisará construções imagéticas e estilísticas do escritor português José Saramago nas obras Os Poemas Possíveis (1966), Provavelmente Alegria (1970) e O Ano de 1993(1975), procurando estabelecer as diferenças e semelhanças entre as três obras mencionadas, tendo como foco o percurso figurativo e temático dos poemas, por meio da atenção ao rigor da construção, à tipologia dos versos e seus padrões rítmicos, aos campos semânticos e efeitos estilísticos. A dissertação também procurou estabelecer as relações entre lirismo e descrição; contenção irônica e fixação pelo problema limiar da arte e da poesia apresentadas pelo eu-lírico; uso de recursos retórico-poéticos; relação com arquétipos e mitos da memória coletiva; recortes epigramáticos; atributos simbólicos de conceitos chave (por exemplo: mar, terra, pedra, silêncio, palavra); construção da paisagem e seus componentes recorrentes (luz, sombra, água, terra, árvores, corpo), com vistas a compor o rol de motivos característicos à obra em análise. A análise, portanto, procurou realizar uma leitura que apreendeu as figuras de linguagem, a criação de imagens oníricas e a presença de conteúdos temáticos que atualizam assuntos de um repertório universal, com vistas a compor uma síntese das formas, imagens e temas recorrentes responsáveis pela configuração da linha poética do autor nas três obras consideradas, apontando nelas linhas convergentes e variantes Abstract: The dissertation analyzed the imagery and stylistic construction of José Saramago in Os Poemas Possíveis, Provavelmente Alegria and O Ano de 1993, aiming to establish differences and similarities between the three poetic works of José Saramago apart from focusing on the figurative and thematic itinerary of the poems through the attention given to rigor of construction, typology of the verses and its rhythmical patterns, semantic field and stylistic effects. The present dissertation sought to draw a parallel between lirism and description, ironic contention, fixation by the problem of threshold of art and poetry suggested by self-lyric; use of rhetorical-poetic resources; relationships with archetypes and myths of collective memory, epigrams; symbolic attributes to key concepts (sea, earth, rock, silence, word) the construction of landscape and its components (light, shadow, water, earth, trees, body), with the objective of showing the range of motives typical of the works mentioned. Therefore, the dissertation also analyzed the language, the creation of oniric images and the presence of thematic contents which may refer to subjects of a universal repertoire, aiming to compose a synthesis of forms, images and recurrent themes responsible for the poetic trait of Saramago in his three poetic works, pointing out convergent and variant characteristics Mestre
7

Isotopias em Genocíndio de Emmanuel Marinho

Saturnino, Alzira Facco. 2005 (has links)
Orientador: Silvio de Santana Júnior Banca: Jeane Mari de Sant'Ana Spera Banca: Loredana Límoli Resumo: Objetiva este estudo, por meio dos fundamentos da teoria semiótica greimasiana, apresentar uma leitura narrativo-discursiva do poema "Genocíndio", obra de Emmanuel Marinho, que explicita, a nosso ver, uma falta que se instaura entre as sociedades não-indígena e indígena, bem como explicitar, cientificamente, leituras que mostram a degradação da etnia indígena e sua cultura em detrimento da evolução da sociedade e cultura moderna. Tem por objeto um estudo interno e estrutural do discurso manifestado, pela utilização do percurso gerativo de sentido, preconizado por Greimas, a fim de chegarmos ao discurso em sua manifestação, mesmo que de maneira leve, mas argumentativa. Apresenta também, como complementação de leitura, um breve histórico sócio-cultural sobre a etnia indígena que habita no Estado de Mato Grosso do Sul. Abstract: The aim of this study, by using the semioptics theory of Algidas Julien Greimas, is to present a narrative-discursive reading of the poem "Genocíndio", written by Emmanuel Marinho, that shows, in our opinion, a debt between the non-Indian and Indian societies, as well as to show, scientifically, readings that show the degradation of Indian civilization and its culture together with the evolution of the society and modern culture. This study has as an object an internal and structural study of manifested speech, by using the approach that generates sense, taught by Greimas, with the objective of getting to the speech in its manifest, even if it is in a light manner, but argumentative one. This study also shows, as a complement for the reading, a brief social-cultural historic about the Indian civilization that lives in the state of Mato Grosso do Sul. Mestre
8

Semiótica do discurso trágico em Hilda Hilst

Souza, Sérgio Barbosa. 2009 (has links)
Orientador: Edna Maria Fernandes dos Santos Nascimento Banca: Arnaldo Cortina Banca: Maria Célia de Moraes Leonel Banca: Maria Adélia Ferreira Mauro Banca: Luiz Antonio Ferreira Resumo: A obra literária de Hilda Hilst é diversa, compreendendo poesia, teatro e narrativa. Neste trabalho, porém, concentra-se a atenção na prosa da escritora paulista, com o objetivo de capturar-se o trágico por meio da práxis enunciativa do discurso. Para apreender-se essa práxis, parte-se do pressuposto de que Hilda Hilst simula um delírio, cuja predicação da instância da enunciação é delegada a um ator paranoico, num discurso situado entre lucidez e demência. A análise da significação discursiva, própria da semiótica do discurso, volta-se para a potencialidade do sistema subjacente do trágico e revela uma trajetória marcada pela tentativa de apreensão de todos os discursos existentes. Essa trajetória constitui uma escritura que, por ser delirante, apresenta-se caleidoscópica, labiríntica e em espiral, instaurando no discurso um caos aparente. No final dessa investigação, o trágico no discurso traduz a própria existência humana, no sentido de atribuir a ela um vazio que não se pode preencher. Abstract: Hilda Hilst's literary work is varied, comprehending poetry, drama and narrative. This piece of work, however, focuses on the narrative of the Paulistana writer, with the intent to capture the tragic reality which passes through the enunciation praxis of discourse. In order to aprehend that praxis, we presupose Hilda Hilst simulates a delirium state, whose predication of the instance of enunciation is delegated to a paranoic actor inside a discourse which lays between lucidity and insanity. The analysis of the discoursive signification, common in the field of the semiotics of discourse, turns to the potentiality of the subjacent system of the tragic, and reveals a path underlined by the attempt of aprehending all the existing discourses. That path constitutes a particular writing which, by being delirious, shows up in a kaleidoscopic-labyrinthic-spiral style, creating in the discourse itself an apparent chaos. In the end of this investigation, the tragic in the discourse translates the human existence itself, in the sense of attributing to it an emptiness that may not be filled in. Doutor
9

Do árido, a estética : a representação temática e formal da seca em Galileia

Andrade, Ana Carolina Negrão Berlini de. 2016 (has links)
Orientador: Maria de Lourdes Ortiz Gandini Baldan Co-orientador: Roberto Francavilla Banca: Juliana Santini Banca: Rejane Cristina Rocha Banca: Sérgio Vicente Mota Banca: Leonardo Francisco Soares Resumo: Este texto tem como objetivo estudar as representações da aridez, leimotiv recorrente na produção artística brasileira, no romance contemporâneo Galileia (2009), de Ronaldo Correia de Brito, no qual percebemos que a aridez exerce papel fundamental, na medida em que não é apenas tema, mas elemento estrutural que reitera - e amplia - a aridez temática. Desse modo, a aridez, metafórica, estrutural ou literal é reelaborada pelo romance em questão, no qual as figuras relacionadas à seca e ao cenário do sertão retratam relações humanas, e não um local geográfico. Portanto, nosso objetivo é especificar o modo como o código linguístico trabalha com os conceitos de seca e de aridez, tanto do ponto de vista temático quanto do estrutural, analisando a utilização dos procedimentos técnicos e estilísticos próprios na definição de uma poética da aridez, e não sobre a aridez, diferença ressaltada por Ismail Xavier em texto sobre a Estética da fome (XAVIER, 2007, p.13). Para colocar em prática nossos objetivos, faremos uma abordagem do estereótipo de sertão difundido culturalmente e elaboraremos uma descrição geral das concepções de sertão presente no romance, de acordo com os personagens de modo a abordar o modo de apreensão do espaço sertanejo pelo narrador-protagonista Adonias, para quem o sertão equivale à violência e à barbárie. Posteriormente, abordaremos justamente os exemplos de violência humana presentes na obra que justificam a visão disfórica de Adonias e originam uma Imagem poé... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: This work aims to study the barrenness representation, recurrent leimotiv in Brazilian artistic productions, in Ronaldo Correia de Brito's contemporary novel Galileia (2009), in which the dryness has a fundamental role as it is not only a theme, but also a structural element that reaffirms - and amplifies - the thematic barrenness. Thus, the novel reworks the dryness, metaphoric, structural or literal, because the images related to the drought and to the Brazilian outback scenery portrays human relations and not just a geographical place. Therefore, the objective of this dissertation is to specify how the linguistic code works with the drought and barrenness concepts, both on the thematic and on the structural perspectives, analyzing the technical and stylistic procedures usage in the definition of a dryne... (Complete abstract click electronic access below) Doutor
10

Traços impressionistas nos contos de Menalton Braff

Beleboni, Rafaela Cardoso [UNESP] 6 June 2007 (has links)
Nossa pesquisa de Mestrado procura apontar a permanência de traços impressionistas nos contos do livro premiado pelo Jabuti, em 2000, À sombra do cipreste (1999), de Menalton Braff. Para mostrar a construção dessas marcas na produção literária de Braff, recorremos a conceitos da teoria semiótica, sobretudo àqueles relacionados ao modo de presença da enunciação. A partir disso, pudemos depreender determinados elementos impressionistas presentes, sobretudo, nos contos À sombra do cipreste, No dorso do granito, O banquete e Adágio Apassionato. Dessa forma, há, na obra, do ponto de vista temático, a percepção do tempo e os ritos da memória, a relação do homem com o seu passado e o seu resgate numa situação do presente. Do ponto de vista formal, vários traços aparecem pontilhados. Sendo assim, há descrições sensoriais que dão cor, formato, som, gosto e cheiro às tensões, às dúvidas, às crises interiores das personagens que, na sua maioria, são sujeitos à flor da pele. Dentre as figuras sensoriais, a visão é predominante, figurativizada ponto-a-ponto pelos efeitos cromáticos, pelo circuito construído pelos olhares do narrador ou das personagens, pelo jogo de luz e sombra, a macro-figura impressionista recorrente na obra. A imagem criada torna-se, por meio do uso recorrente de figuras de linguagem, sugestiva. Em vários casos, há o efeito de borrão pontilhado, que indefine o objeto descrito para depois defini-lo.No entanto, esta pesquisa não se limita a desenvolver essa discussão. Procuramos, ainda, investigar, nos enunciados dos contos, as projeções da enunciação, evidenciadas nas entrevistas realizadas com o autor. Nesse sentido, procuramos contemplar quatro instâncias: a nossa leitura crítica de contos literários; a leitura do artista sobre a própria produção artística; o confronto entre essas duas leituras; o olhar do ficcionista... Our Master research tries to indicate the permanence of impressionist traces in the tales obtained from the book A sombra do cipreste (1999) by Menalton Braff, awarded by Jabuti in 2000. We have used the concepts of semiotics theory to show these marks in Braff's work, especially those related to the way of enunciation presence. From these concepts we were able to infer some impressionist's elements present, especially in the tales, A sombra do cipreste, No dorso do granito, O banquete e Adágio Apassionato. From that, there is in the masterpiece a thematic point of view, the perception of time and rite of memory and the relation between the man with his past and its rescue to the present. From a formal point of view, many dotted traces show up. So there are many sensorial descriptions that give, color, shape, sound, taste and smell to the tensions, doubts, the characters inner crises, which are extremely evident subjects. Among the sensorial figures the predominant view symbolized point to point by the chromatics effects, the view connection built among the narrator and the characters, and by the light and shadow game, the impressionist appealing macro-figure in the masterpiece. The created image becomes significant through the use of language figures. In many cases there is the effect called dotted stain, which turns the described object indefinable to determine it later. However, this research was not limited in developing this discussion. We also tried to investigate the projection of the enunciation in the tale proposition that became evident in interviews done with the author. In those circumstances, we tried to observe four instances: our critical reading of literary tales, the authors point of view about his own work, the confrontation between these two readings and the fictionist's view facing the critics to his work. The results obtained point to agreements... (Complete abstract click electronic access below)

Page generated in 0.1986 seconds