• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 11
  • Tagged with
  • 11
  • 11
  • 9
  • 9
  • 5
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Processo de diferenciação gonodal em Pseudoplatystoma fasciatum e tentativa de feminilização com 17β-estradiol

Valentin, Fernanda Nogueira [UNESP] 07 June 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-08-13T14:50:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-06-07Bitstream added on 2014-08-13T18:00:56Z : No. of bitstreams: 1 000750528.pdf: 388655 bytes, checksum: 5e25e9cb8343db7711c8612a05c569a2 (MD5) / O Pseudoplatystoma fasciatum é uma espécie nobre que apresenta carne sem espinhos, sabor delicado e textura firme. Nesta espécie, as fêmeas atingem maior tamanho e apresentam melhores taxas de crescimento que os machos. Assim, o objetivo desde trabalho foi descrever o processo de desenvolvimento e diferenciação gonadal do P. fasciatum e avaliar a possibilidade da feminilização com uso do hormônio 17β-estradiol. Para a descrição da diferenciação e desenvolvimento gonadal, os juvenis de P. fasciatum foram obtidos por meio de reprodução induzida de reprodutores mantidos em diversas estações de reprodução e pisciculturas de reprodução induzida (Centro de Aquicultura da UNESP “CAUNESP”, piscicultura Andrade e piscicultura Mar & Terra); já para o tratamento hormonal, os juvenis foram obtidos e mantidos na piscicultura Mar & Terra. As coletas para a diferenciação e desenvolvimento gonadal foram realizadas em tempos pré-estabelecidos, iniciando a partir de 39 dias pós-fertilização (dpf) e até completarem 240 dpf. Para o tratamento hormonal os juvenis com 39dpf receberam ração incorporada com 17β-estradiol e alimentados diariamente até a saciedade. Foi utilizado um grupo controle e três grupos tratados (50, 100, 150mg/Kg de ração comercial extrusada com 40% de proteína bruta). As coletas iniciaram com 39 dpf e depois periodicamente nos seguintes tempos 45, 57, 70, 100 dpf. Aos 39 dpf observaram-se pares de gônadas indiferenciadas como estruturas simples, localizadas dorsalmente ao intestino e ventralmente ao rim. Entre 39 e 45 dpf observamos pela primeira vez evidências histológicas no início de diferenciação em gônada feminina e gônada masculina. Com 60 a 70 dpf as diferenças externas e internas das gônadas femininas e masculinas permitiam a identificação morfológica de precursores de ovários e testículos, porém, tanto a gônada feminina quanto a masculina ... / Pseudoplatystoma fasciatum is an important species, with unspined meat, delicate flavor and firm texture. Females of this species reach larger sizes and have better growth rates than males. The objective of this study was to describe the gonad development and differentiation of P. fasciatum and evaluate the potential feminization effect of the 17β - estradiol hormone. For development and gonadal differentiation description, P. fasciatum juveniles were obtained through the hormonal induction of various breeders maintained in different reproductive stations and fish farms of inducted reproduction (Centro de Aquicultura Unesp “CAUNESP”, Andrade and Mar&Terra piscicultures); for the hormonal treatment juveniles were obtained and maintained in Mar&Terra pisciculture. Samples for development and gonadal differentiation were performed on pre-set points starting from 39 days post-fertilization (dpf) until complete 240 dpf. For the hormonal treatment juveniles (39 dpf) were fed daily to satiation with artificial food incorporated with 17β-estradiol. We used a control group and three treated groups (50, 100, 150mg/kg of commercial extruded feed containing 40% crude protein). Sampling started at 39 (dpf) and periodically at the following times 45, 57, 70 and 100 dpf. At 39 dpf gonads were undifferentiated observed as simple structures, located ventrally to intestine and dorsally to kidney. From 39 to 45 dpf we observed the first histological clues of female and male gonad differentiation. At 60-70 dpf the external and internal differences of male and female gonads enabled the morphological identification of ovaries and testes precursors, however, both the male and the female gonad consisted mainly of somatic cells and rare germ cells of the undifferentiated type, referred as oogonia for female gonads and spermatogonia for male gonads. From 100 to 113 dpf, gonads from both sexes increased in size ...
2

Processo de diferenciação gonodal em Pseudoplatystoma fasciatum e tentativa de feminilização com 17β-estradiol /

Valentin, Fernanda Nogueira. January 2013 (has links)
Orientadora: Laura Satiko Okada Nakaghi / Coorientador: Sergio Ricardo Batlouni / Banca: Gustavo Manoel Somoza / Banca: Heid Sueli Leme dos Santos / Banca: Rafael Henrique Nóbrega / Banca: Sergio Fonseca Zaiden / Resumo: O Pseudoplatystoma fasciatum é uma espécie nobre que apresenta carne sem espinhos, sabor delicado e textura firme. Nesta espécie, as fêmeas atingem maior tamanho e apresentam melhores taxas de crescimento que os machos. Assim, o objetivo desde trabalho foi descrever o processo de desenvolvimento e diferenciação gonadal do P. fasciatum e avaliar a possibilidade da feminilização com uso do hormônio 17β-estradiol. Para a descrição da diferenciação e desenvolvimento gonadal, os juvenis de P. fasciatum foram obtidos por meio de reprodução induzida de reprodutores mantidos em diversas estações de reprodução e pisciculturas de reprodução induzida (Centro de Aquicultura da UNESP "CAUNESP", piscicultura Andrade e piscicultura Mar & Terra); já para o tratamento hormonal, os juvenis foram obtidos e mantidos na piscicultura Mar & Terra. As coletas para a diferenciação e desenvolvimento gonadal foram realizadas em tempos pré-estabelecidos, iniciando a partir de 39 dias pós-fertilização (dpf) e até completarem 240 dpf. Para o tratamento hormonal os juvenis com 39dpf receberam ração incorporada com 17β-estradiol e alimentados diariamente até a saciedade. Foi utilizado um grupo controle e três grupos tratados (50, 100, 150mg/Kg de ração comercial extrusada com 40% de proteína bruta). As coletas iniciaram com 39 dpf e depois periodicamente nos seguintes tempos 45, 57, 70, 100 dpf. Aos 39 dpf observaram-se pares de gônadas indiferenciadas como estruturas simples, localizadas dorsalmente ao intestino e ventralmente ao rim. Entre 39 e 45 dpf observamos pela primeira vez evidências histológicas no início de diferenciação em gônada feminina e gônada masculina. Com 60 a 70 dpf as diferenças externas e internas das gônadas femininas e masculinas permitiam a identificação morfológica de precursores de ovários e testículos, porém, tanto a gônada feminina quanto a masculina ... / Abstract: Pseudoplatystoma fasciatum is an important species, with unspined meat, delicate flavor and firm texture. Females of this species reach larger sizes and have better growth rates than males. The objective of this study was to describe the gonad development and differentiation of P. fasciatum and evaluate the potential feminization effect of the 17β - estradiol hormone. For development and gonadal differentiation description, P. fasciatum juveniles were obtained through the hormonal induction of various breeders maintained in different reproductive stations and fish farms of inducted reproduction (Centro de Aquicultura Unesp "CAUNESP", Andrade and Mar&Terra piscicultures); for the hormonal treatment juveniles were obtained and maintained in Mar&Terra pisciculture. Samples for development and gonadal differentiation were performed on pre-set points starting from 39 days post-fertilization (dpf) until complete 240 dpf. For the hormonal treatment juveniles (39 dpf) were fed daily to satiation with artificial food incorporated with 17β-estradiol. We used a control group and three treated groups (50, 100, 150mg/kg of commercial extruded feed containing 40% crude protein). Sampling started at 39 (dpf) and periodically at the following times 45, 57, 70 and 100 dpf. At 39 dpf gonads were undifferentiated observed as simple structures, located ventrally to intestine and dorsally to kidney. From 39 to 45 dpf we observed the first histological clues of female and male gonad differentiation. At 60-70 dpf the external and internal differences of male and female gonads enabled the morphological identification of ovaries and testes precursors, however, both the male and the female gonad consisted mainly of somatic cells and rare germ cells of the undifferentiated type, referred as oogonia for female gonads and spermatogonia for male gonads. From 100 to 113 dpf, gonads from both sexes increased in size ... / Doutor
3

Efeito de diferentes indutores hormonais sobre o processo de maturação final e ovulação em Leporinus macrocephalus /

Pereira, Thiago Scremin Boscolo. January 2013 (has links)
Orientador: Sergio Ricardo Batlouni / Banca: Carlos Alberto Vicentini / Banca: Laura Satiko Okada Nakaghi / Banca: Luis David Solis Murgas / Banca: Maria Inês Borella / Resumo: O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes indutores hormonais na evolução do processo de maturação final e ovulação em Leporinus macrocephalus. Os animais (n = 42) foram submetidos à reprodução induzida através de injeções intramusculares dos seguintes hormônios: extrato bruto de hipófise de carpa (EBHC) aplicado em duas doses (0,5 e 5,0 mg kg-1 com intervalo de 12 h entre as aplicações); hormônio liberador de gonadotrofina na forma líquida (mGnRHa - L) aplicado em dose única (0,5 mg kg-1); hormônio liberador de gonadotrofina na forma sólida (mGnRHa - S) aplicado em dose única (0,5 mg kg-1) e gonadotrofina coriônica humana (hCG) aplicado em duas doses (5 e 10 UI g-1 com intervalo de 12 h entre as aplicações). A administração de EBHC promoveu altas taxas de fertilização (63,57%) e eclosão (59,07%), porém apenas 71,4% das fêmeas ovularam. Por outro lado, o mGnRHa - S promoveu elevado percentual de desova (100%), taxas de fertilização (93,75%) e eclosão (89,15%). O mGnRHa - L apesar de ter causado 100% de ovulação, proporcionou baixas taxas de fertilização (6,25%) e eclosão (0%). Já o animais induzidos com hCG não ovularam (0%). A indução a desova com mGnRHa - L e hCG causou uma rápida elevação na concentração plasmática dos esteroides gonadais (E2 e 17α - OHP) após a primeira dose. Por outro lado, nos tratamentos EBHC e mGnRH - S observamos um aumento progressivo e regular nos níveis dos esteroides. O EBHC, permaneceu com um percentual elevado de ovócitos maduros com quebra da vesícula germinativa (GVBD) remanescente nos ovários (22,01%) e que não atingiram a ovulação. Por outro lado, a frequência de folículos pós - ovulatórios (FPO) nos tratamentos mGnRHa - L (26,69%) e mGnRHa - S (52,89%) aumentou após uma única dose hormonal. Assim, concluímos que a primeira dose de EBHC é responsável pela maturação .... / Abstract: The aim of this study was to evaluate the effect of different hormonal inductors in the progress of final maturation and ovulation in Leporinus macrocephalus. The animal ( n = 42) were subjected to induced reproduction through intramuscular injections of following hormones: carp pituitary extract (CPE) injected in two doses (0,5 and 5,0 mg kg-1 with a 12 h interval between the doses); gonadotropin releasing hormone in liquid form (mGnRHa - L) injected with a single dose; gonadotropin releasing hormone in solid form (mGnRHa - S) injected with a single dose and human chorionic gonadotropin (hCG) injected in two doses (5 and 10 UI g-1 with a 12 h interval between the doses). The administration of CPE promoted high fertilization (63.57%) and hatching rate (59.07%), but only 71.4% of the females ovulated. On the other hand, mGnRHa - S promoted high spawning percentage (100%), fertilization (93.75%), and hatching (89.15%). The mGnRHa - L although it caused a 100% ovulation, resulted low fertilization (6.25%), and hatching rates (0%). The induced with hCG cannot cause the ovulation (0%). Induction spawning with mGnRHa - L and hCG caused a rapid increase in plasma concentrations of gonadal steroids (E2 and 17α - OHP) after the first dose. However, in animals induced with CPE and mGnRH - S observed a progressive increase and steady in steroid levels. The treatment CPE, despite have promoted high rates of fertilization and hatching, remained with a high percentage of mature oocytes with germinal vesicle breakdown (GVBD) remaining in the ovaries (22.01%) and who did not achieve ovulation. On the other hand, there was an increase in the frequency of follicles post - ovulatory (FPO) in the treatment mGnRHa - L (26.69%) and mGnRHa - S (52.89%) after administration of a single dose hormonal. Thus, we conclude that the first dose CPE is responsible for the final maturation and second dose by the ovulation ... / Doutor
4

Efeito de diferentes indutores hormonais sobre o processo de maturação final e ovulação em Leporinus macrocephalus

Pereira, Thiago Scremin Boscolo [UNESP] 12 July 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:30:29Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-07-12Bitstream added on 2014-06-13T18:40:41Z : No. of bitstreams: 1 000738084.pdf: 1485351 bytes, checksum: 44c3fe5b1a2d1c123e48af427ea7f8ce (MD5) / O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de diferentes indutores hormonais na evolução do processo de maturação final e ovulação em Leporinus macrocephalus. Os animais (n = 42) foram submetidos à reprodução induzida através de injeções intramusculares dos seguintes hormônios: extrato bruto de hipófise de carpa (EBHC) aplicado em duas doses (0,5 e 5,0 mg kg-1 com intervalo de 12 h entre as aplicações); hormônio liberador de gonadotrofina na forma líquida (mGnRHa – L) aplicado em dose única (0,5 mg kg-1); hormônio liberador de gonadotrofina na forma sólida (mGnRHa – S) aplicado em dose única (0,5 mg kg-1) e gonadotrofina coriônica humana (hCG) aplicado em duas doses (5 e 10 UI g-1 com intervalo de 12 h entre as aplicações). A administração de EBHC promoveu altas taxas de fertilização (63,57%) e eclosão (59,07%), porém apenas 71,4% das fêmeas ovularam. Por outro lado, o mGnRHa – S promoveu elevado percentual de desova (100%), taxas de fertilização (93,75%) e eclosão (89,15%). O mGnRHa – L apesar de ter causado 100% de ovulação, proporcionou baixas taxas de fertilização (6,25%) e eclosão (0%). Já o animais induzidos com hCG não ovularam (0%). A indução a desova com mGnRHa – L e hCG causou uma rápida elevação na concentração plasmática dos esteroides gonadais (E2 e 17α – OHP) após a primeira dose. Por outro lado, nos tratamentos EBHC e mGnRH – S observamos um aumento progressivo e regular nos níveis dos esteroides. O EBHC, permaneceu com um percentual elevado de ovócitos maduros com quebra da vesícula germinativa (GVBD) remanescente nos ovários (22,01%) e que não atingiram a ovulação. Por outro lado, a frequência de folículos pós – ovulatórios (FPO) nos tratamentos mGnRHa – L (26,69%) e mGnRHa – S (52,89%) aumentou após uma única dose hormonal. Assim, concluímos que a primeira dose de EBHC é responsável pela maturação.... / The aim of this study was to evaluate the effect of different hormonal inductors in the progress of final maturation and ovulation in Leporinus macrocephalus. The animal ( n = 42) were subjected to induced reproduction through intramuscular injections of following hormones: carp pituitary extract (CPE) injected in two doses (0,5 and 5,0 mg kg-1 with a 12 h interval between the doses); gonadotropin releasing hormone in liquid form (mGnRHa - L) injected with a single dose; gonadotropin releasing hormone in solid form (mGnRHa - S) injected with a single dose and human chorionic gonadotropin (hCG) injected in two doses (5 and 10 UI g-1 with a 12 h interval between the doses). The administration of CPE promoted high fertilization (63.57%) and hatching rate (59.07%), but only 71.4% of the females ovulated. On the other hand, mGnRHa - S promoted high spawning percentage (100%), fertilization (93.75%), and hatching (89.15%). The mGnRHa - L although it caused a 100% ovulation, resulted low fertilization (6.25%), and hatching rates (0%). The induced with hCG cannot cause the ovulation (0%). Induction spawning with mGnRHa - L and hCG caused a rapid increase in plasma concentrations of gonadal steroids (E2 and 17α - OHP) after the first dose. However, in animals induced with CPE and mGnRH - S observed a progressive increase and steady in steroid levels. The treatment CPE, despite have promoted high rates of fertilization and hatching, remained with a high percentage of mature oocytes with germinal vesicle breakdown (GVBD) remaining in the ovaries (22.01%) and who did not achieve ovulation. On the other hand, there was an increase in the frequency of follicles post - ovulatory (FPO) in the treatment mGnRHa - L (26.69%) and mGnRHa - S (52.89%) after administration of a single dose hormonal. Thus, we conclude that the first dose CPE is responsible for the final maturation and second dose by the ovulation ...
5

Ciclo ovariano e comunicação sexual em bugios ruivos (Alouatta clamitans Cabrera 1940) (Primates, Atelidae)

Silvestre, Thiago 20 December 2012 (has links)
Resumo: Os hormônios sexuais são metabolizados e excretados nas fezes, o que permite acessar com confiabilidade a atividade ovariana através de seus metabólitos. Em primatas, a atividade sexual pode ser influenciada por alterações nos níveis destes hormônios e por fatores sócio-ambientais. Este estudo investigou em fêmeas cativas de Alouatta clamitans: (1) a descrição do ciclo ovariano por meio dos perfis de concentrações progestinas fecais, (2) a influência do ciclo ovariano no comportamento sócio-sexual e noutras atividades motoras e (3) se a atividade sexual influencia outros comportamentos. Para descrição do ciclo ovariano foram coletadas amostras fecais de oito fêmeas adultas de A. clamitans. As coletas ocorreram ao amanhecer, cinco dias por semana, durante 20 semanas (entre fevereiro e junho de 2011). As amostras foram secas, pulverizadas, extraídas e em seguida foram dosadas as progestinas (enzimoimunoensaio). Para o estudo da comunicação sexual, seis fêmeas (duas sozinhas em seus recintos e quatro em duas díades) e sete machos de recintos vizinhos (todos adultos, sozinhos), foram acompanhados durante quinze semanas (entre março e julho de 2011; 240 horas; 74 dias). Foram registradas interações sócio-sexuais e outras atividades motoras (todas as ocorrências). O comportamento sexual foi definido quanto à sua natureza (atrativo ou proceptivo) e quanto sua intensidade (atravidade não-intensa: ANI; atratividade intensa: AI; proceptividade não-intensa: PNI; proceptividade intensa: PI). De acordo com o perfil das progestinas fecais os ciclos ovarianos foram divididos em fases interluteal e luteal, e períodos periovulatórios (PPO) e não-periovulatórios (PNPO). Foram observados 35 ciclos que apresentaram duração média de 16 ± 0,52 dias (mínimo: 10; máximo: 22). A fase interluteal durou em média 4 ± 0,37 dias (mínimo: 1; máximo: 10) com concentração média de progestinas fecais de 467,98 ± 29,12 ng/g de fezes secas. Já a fase luteal durou 11 ± 0,50 dias (mínimo: 7; máximo: 17) com concentrações médias de 4283,27 ± 193,31 ng/g de fezes secas. A proceptividade dominou a atividade sexual e o comportamento sexual não se restringiu a nenhuma fase/período do ciclo ovariano, contudo o PPO se caracterizou por atividade sexual intensa (AI e PI), recepção de comportamentos afiliativos dos machos e masturbação feminina. Os machos morderam/lamberam o substrato e as fêmeas realizaram mais autocatação durante os dias de ANI e PNI respectivamente. Os períodos com presença de atividade sexual se associaram aos comportamentos de esfregação hiomandibular e emissão de comportamentos afiliativos não-sexuais para o sexo oposto em machos e fêmeas. O método não-invasivo de dosagem de progestinas fecais através do enzimoimunoensaio demonstrou ser eficaz para acessar o ciclo ovariano em fêmeas de Alouatta clamitans. Durante o período de maior fertilidade houve aumento na intensidade da atividade sexual, e a masturbação esteve ligada à libido sexual. As fêmeas foram atrativas em todas as fases de seu ciclo ovariano e alertaram comportamentalmente os machos em relação ao seu estado reprodutivo, contudo a atratividade só é intensificada em associação ao aumento da proceptividade, que por sua por sua vez esteve associada ao estado reprodutivo das fêmeas. A atividade sexual esteve associada à maior interação social.
6

Maturação in vitro de oócitos caninos : influência da suplementação hormonal seriada sobre a ultraestrutura oocitária /

Motheo, Tathiana Ferguson. January 2013 (has links)
Orientador: Wilter Ricardo Russiano Vicente / Coorientador: Eliandra Antônia Pires Buttler / Coorientador: Maricy Apparício Ferreira / Banca: Ana Paula Coelho Ribeiro / Banca: Idércio Luiz Sinhorini / Banca: Aracélle Elisane Alves / Banca: Naiara Zoccal Saraiva / Resumo: Relativamente ao uso de técnicas de reprodução assistida em canídeos, a maturação e a fertilização in vitro (MIV) e (FIV), tem como principal objetivo a preservação do genoma dos canídeos ameaçados de extinção. Entretanto, os meios de cultivo empregados para maturação são adaptações de metodologias adotadas para outras espécies. Inúmeros estudos avaliaram a suplementação dos meios com gonadotrofinas, estrógeno, progesterona, antioxidantes, proteínas e entre outros, porém, nenhum deles releva a ação seriada de hormônios sobre a maturação de oócitos caninos. Deste modo, o objetivo do presente estudo foi o de avaliar os efeitos da suplementação seriada do meio de maturação com gonadotrofina coriônica humana (hCG) e progesterona (P4), em diferentes momentos do processo de MIV de oócitos caninos. Vinte e três cadelas, com idades entre 1 a 7 foram selecionadas por meio de citologia vaginal, dosagem de progesterona e agrupadas em dois grupos: Fase Folicular (n=12) e Fase Não FolicularDiestro (n=11). Os ovários foram obtidos durante o procedimento de ovariohisterectomia (OH) e somente complexos cumulus-oócito (COCs) grau 1 e diâmetro superior a 120 μm foram selecionados. A avaliação foi feita por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV) e transmissão (MET), antes e após o período de cultivo in vitro por 96h em 5 meios: I (hCG + P4 durante 96 h), II (hCG nas primeiras 48 h de MIV), III (hCG nas primeiras 48h e P4 após 48h), IV (P4 após 48h de MIV) e V (sem suplementação durante 96h de MIV). Os resultados revelaram que a morfologia, assim como a ultraestrutura oocitárias não são afetadas pela fase do ciclo estral. Entretanto, oócitos da fase folicular quando submetidos ao processo de MIV em meios suplementados com hormônios são mais sensíveis e responsivos a sua ação, quando comparados... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: On the use of assisted reproduction techniques in dogs, in vitro, maturation (IVM) and fertilization (IVF) has the main goal to preserve the genome of endangered canids. However, the culture media used for maturation are adapted from those used in other species. Numerous studies evaluated the supplementation with gonadotropins, estrogens, progesterone, antioxidants and proteins on the IVM media, however none of them assessed the effects of a bi-phasic human chorionic gonadotropin (hCG) and progesterone (P4) supplementation on in vitro maturation media of canine oocytes. Thus, the aim of the present study was to evaluate the effects of a bi-phasic system using human chorionic gonadotrophin (hCG) and progesterone (P4) on IVM media of canine oocytes. Twenty-three female dogs, including 12 from follicular phase (FF) and 11 from non-folicular phase (FN) aged 1-7 years underwent ovariohysterectomy (OH). After the procedure, the ovaries were sliced and cumulus-oocyte complexes (COCs) released. Only COCs grade 1, with diameter greater than 120 μm were selected. Scanning electron microscopy (SEM) and transmission (TEM) were carried out before and after 96h of in vitro maturation (IVM) in 5 different culture media: I (TCM-199 + hCG + P4 for 96 h), II (TCM -199 + hCG within 48h of IVM), III (TCM-199 + hCG in the first 48h and after 48h P4), IV (TCM-199 + P4 after 48h of IVM) and V (no hormone supplementation during 96h of IVM. The results revealed that the oocyte morphology and ultrastructure are not affected by the phase of the estrous cycle. However, follicular phase oocytes undergoing IVM are more sensitive and responsive to hormonal supplementation of the IVM media when compared to oocytes from the non-follicular phase. The association or the bi-phasic human chorionic gonadotropin (hCG) and... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
7

Taxa de concepção de vacas em lactação submetidas à iatf utilizando dispositivos intravaginais com 1,0 e 1,3 g de progesterona

Lopes, Marco Antonio Ruiz [UNESP] 19 January 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2016-09-27T13:40:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-01-19. Added 1 bitstream(s) on 2016-09-27T13:45:18Z : No. of bitstreams: 1 000870638.pdf: 975473 bytes, checksum: 098ce51567505d382abc919825c10877 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / We compared the conception rate of dairy cows (22.4 ± 5,58L) submitted to TAI, using intravaginal device with different doses of progesterone (P4). The cows were randomly implanted with a device of 1.0g (n = 43) or 1.3 g P4 (n = 48) was then given 2 mg of estradiol benzoate (EB, MI). In D3 blood was collected for analysis of P4 concentration. In D8 was removed and the implant was administered 0.15 mg of D-cloprostenol (IM). At D9, was injected 1 mg of EB (MI) and about 56 h after implant removal was performed TAI. Ambient temperature was collected in the 50 days prior to insemination. Pregnancy diagnosis was performed with ultrasound after 30 days of TAI. The pregnancy rate was 19.8%, eight cows with 1.0g and ten with 1.3 g of P4. There was no difference in pregnancy rates between P4 groups and the presence or absence of CL (2 test). The maximum ambient temperature in the 50 days before IATF was higher (ANOVA) in patients not pregnant with 1.3 g of P4 in relation to non-pregnant with 1.0g and pregnant with 1.0 or 1.3 g of P4. For each increase of 1°C in average ambient temperature of 50 days pre AI pregnancy rate decreases 42.1% (logistic regression analysis). It was concluded that further lactating cow (22L) over intravaginal P4 (1 or 1.3 g) did not change the design rate with artificial insemination protocol used under these environmental conditions
8

Maturação in vitro de oócitos caninos: influência da suplementação hormonal seriada sobre a ultraestrutura oocitária

Motheo, Tathiana Ferguson [UNESP] 11 January 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:11Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-01-11Bitstream added on 2014-06-13T19:05:28Z : No. of bitstreams: 1 motheo_tf_dr_jabo.pdf: 1420704 bytes, checksum: de5c6be1107a0e6fcda8a993e1569d8c (MD5) / Relativamente ao uso de técnicas de reprodução assistida em canídeos, a maturação e a fertilização in vitro (MIV) e (FIV), tem como principal objetivo a preservação do genoma dos canídeos ameaçados de extinção. Entretanto, os meios de cultivo empregados para maturação são adaptações de metodologias adotadas para outras espécies. Inúmeros estudos avaliaram a suplementação dos meios com gonadotrofinas, estrógeno, progesterona, antioxidantes, proteínas e entre outros, porém, nenhum deles releva a ação seriada de hormônios sobre a maturação de oócitos caninos. Deste modo, o objetivo do presente estudo foi o de avaliar os efeitos da suplementação seriada do meio de maturação com gonadotrofina coriônica humana (hCG) e progesterona (P4), em diferentes momentos do processo de MIV de oócitos caninos. Vinte e três cadelas, com idades entre 1 a 7 foram selecionadas por meio de citologia vaginal, dosagem de progesterona e agrupadas em dois grupos: Fase Folicular (n=12) e Fase Não FolicularDiestro (n=11). Os ovários foram obtidos durante o procedimento de ovariohisterectomia (OH) e somente complexos cumulus-oócito (COCs) grau 1 e diâmetro superior a 120 μm foram selecionados. A avaliação foi feita por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV) e transmissão (MET), antes e após o período de cultivo in vitro por 96h em 5 meios: I (hCG + P4 durante 96 h), II (hCG nas primeiras 48 h de MIV), III (hCG nas primeiras 48h e P4 após 48h), IV (P4 após 48h de MIV) e V (sem suplementação durante 96h de MIV). Os resultados revelaram que a morfologia, assim como a ultraestrutura oocitárias não são afetadas pela fase do ciclo estral. Entretanto, oócitos da fase folicular quando submetidos ao processo de MIV em meios suplementados com hormônios são mais sensíveis e responsivos a sua ação, quando comparados... / On the use of assisted reproduction techniques in dogs, in vitro, maturation (IVM) and fertilization (IVF) has the main goal to preserve the genome of endangered canids. However, the culture media used for maturation are adapted from those used in other species. Numerous studies evaluated the supplementation with gonadotropins, estrogens, progesterone, antioxidants and proteins on the IVM media, however none of them assessed the effects of a bi-phasic human chorionic gonadotropin (hCG) and progesterone (P4) supplementation on in vitro maturation media of canine oocytes. Thus, the aim of the present study was to evaluate the effects of a bi-phasic system using human chorionic gonadotrophin (hCG) and progesterone (P4) on IVM media of canine oocytes. Twenty-three female dogs, including 12 from follicular phase (FF) and 11 from non-folicular phase (FN) aged 1-7 years underwent ovariohysterectomy (OH). After the procedure, the ovaries were sliced and cumulus-oocyte complexes (COCs) released. Only COCs grade 1, with diameter greater than 120 μm were selected. Scanning electron microscopy (SEM) and transmission (TEM) were carried out before and after 96h of in vitro maturation (IVM) in 5 different culture media: I (TCM-199 + hCG + P4 for 96 h), II (TCM -199 + hCG within 48h of IVM), III (TCM-199 + hCG in the first 48h and after 48h P4), IV (TCM-199 + P4 after 48h of IVM) and V (no hormone supplementation during 96h of IVM. The results revealed that the oocyte morphology and ultrastructure are not affected by the phase of the estrous cycle. However, follicular phase oocytes undergoing IVM are more sensitive and responsive to hormonal supplementation of the IVM media when compared to oocytes from the non-follicular phase. The association or the bi-phasic human chorionic gonadotropin (hCG) and... (Complete abstract click electronic access below)
9

Esquistossomose mansoni experimental : importancia da desnutrição, avaliação da função tireoideana e efeito do albendazol

Neves, Elizabeth da Silveira January 1993 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Pernambuco, Departamento de Farmacia / Made available in DSpace on 2013-07-15T21:09:45Z (GMT). No. of bitstreams: 0
10

Avaliação da desregulação endócrina em peixes expostos a efluente de indústria de papel celulose

Zunino, Paulo Augusto Aragão January 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-graduação em Biotecnologia / Made available in DSpace on 2012-10-22T09:46:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 226610.pdf: 462308 bytes, checksum: 5476e8dfa72834a6f94350197620cb57 (MD5)

Page generated in 0.2296 seconds