• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 194
  • 8
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 197
  • 197
  • 105
  • 86
  • 72
  • 43
  • 42
  • 41
  • 30
  • 29
  • 26
  • 24
  • 21
  • 21
  • 19
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Apoio social na experiência do familiar cuidador de pessoas com doença crônica

Marques, Ana Karina Monte Cunha 27 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:16:42Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-27 / The present descriptive qualitative research aimed at knowing the experience of those who take care of chronic patients in the family and at examining the implications of the perceived social support, relating it to the physical and emotional health of the family caregiver. The survey was developed at the homes of eighteen (18) families of caregivers of chronic patients, residents in Cidade 2000, a community located in Fortaleza, Brazil. Data collection was performed during the first half of 2007, using a form containing variables of interest to the study, and a semi-structured interview. Quantitative data were organized in the spreadsheet program Excel 2003 and exported into the SPSS 3.0 for Windows statistics program for statistical evaluation. The interviews were analyzed on the basis of the Collective Subject Discourse (CSD) technique and the following answers were obtained: "Caring is not easy", "Caring is a difficult experience," "Caring is a rewarding learning experience", "I never go out! I am mostly alone , "I keep searching for things that will help me ","I am the one doing everything, nobody helps," "I feel that I am not alone (help from outside) , Family that helps", "Our family is united, the majority supports me , "My friends are my neighbors, with whom I get along well ,"I feel protected by God , "All I know I learned at the hospital by watching people and having them teach me . The results show that all caregivers interviewed were female and the mean age was 50 years. Most were married with no formal job, average level of schooling and predominantly catholic. Family members reported no participation in any other social group. The people who were most dependent on care were mothers with a mean age of 80 years, and the highest referred morbidity among these people were consequential on cerebral vascular accident (CVA). Most of the caregivers reported some type health problem. The main complaints were: shoulder pain, thrombocytopenia by dengue, pain in the elbow, hypertension, rheumatism, back pain, diabetes, high cholesterol, asthma, depression, knee arthrosis, acute stress and kidney problems. The range of hours of dedication and day care for the patient was between 12 and 24 hours. The length of time the caregiver had been caring for the family member ranged from 5 months to 40 years. For assistance in caring directly with the patient, family caregivers (FC) have made clear that the burden of hard work was performed almost always so lonely. The support received was unsatisfactory when considered the complexity of daily problems to be solved. The overload was characterized by the fact that the caregiver is permanently facing challenging situations and, almost always, away from social relations, due to the peculiar characteristics of the situation and the time dedicated to taking care of the patient. In addition, the caregivers had to face major conflicting situations while having to harmonize their concerns with the diseased relative and the dissatisfaction with the surrounding people presenting no effective support. / Trata-se de uma pesquisa qualitativa-descritiva, com objetivo de conhecer a experiência de quem cuida de doentes crônicos no contexto familiar e analisar as implicações do apoio social percebido, relacionando com a saúde física e emocional do familiar cuidador. O local de desenvolvimento foram os lares de dezoito (18) componentes familiares cuidadores de doentes crônicos, residentes no Bairro Cidade 2000 , localizado em Fortaleza-CE. A coleta de dados foi realizada durante o primeiro semestre do ano de 2007, utilizando-se um formulário, contendo variáveis de interesse para o estudo, e entrevista semiestruturada. Os dados quantitativos foram organizados em planilhas eletrônicas do Programa Excel, depois inseridos no programa de computação SPSS, Windows, versão 3.0. Os indicadores resultantes da aplicação da entrevista foram organizados por meio da técnica do Discurso do Sujeito Coletivo (DSC), tendo-se obtido as seguintes perguntas com suas respectivas respostas que ensejam os discursos: Cuidar não é fácil , Cuidar é uma experiência difícil , Cuidar é uma experiência gratificante de aprendizado , Não saio quase! Vivo muito sozinha , Eu vou em busca de coisas que me ajudam , Quem faz tudo sou eu, ninguém ajuda , Eu sinto que não estou sozinha (ajuda de fora) , Família que ajuda , Nossa família é unida, a maior parte me apóia , Meus amigos são meus visinhos, que eu me dou bem , Eu me sinto protegida por Deus , Tudo o que eu sei aprendi no hospital vendo e pessoas me ensinando . Como resultado, destaque-se que todos os cuidadores abordados eram do sexo feminino, com idade média de 50 anos. A de maioria casadas, sem exercer atividade formal remunerada, possuía nível médio de escolaridade. A religião predominante foi a católica. Os membros familiares referiram não participar de nenhum outro grupo social. As pessoas mais citadas dependentes de cuidados foram as mães, com idade média de 80 anos, e as morbidades mais referidas, comprometendo estas pessoas, eram conseqüentes de acidente vascular cerebral (AVC). Grande parte das cuidadoras relatou algum tipo de comprometimento em sua saúde. As principais queixas foram: plaquetopenia por dengue, dores no cotovelo, hipertensão, reumatismo, dores na coluna, diabetes, colesterol alto, asma, depressão, , dores nas costas e nos ombros, artrose no joelho, estresse agudo e problema renal. Evidenciou-se intervalo de horas de dedicação/dia para cuidar do doente situado entre 12 e 24 horas. A duração mínima do tempo em que o cuidado vinha acontecendo era de cinco meses, e a máxima de 40 anos. Em relação aos apoios no cuidado direto com o doente, os membros familiares cuidadores (FC) deixaram claro que a carga maior de atividade era realizada quase sempre de forma solitária. Referidos apoios tidos como insatisfatórios, quando considerada a complexidade dos problemas diários a solucionar. A sobrecarga ficou caracterizada pelo fato de o cuidador se ver permanentemente diante de situações de enfrentamento e, quase sempre, afastado do convívio social pela característica e o tempo dedicado ao cuidado. Além disto, o cuidador era alvo de situações de grandes conflitos, tendo que conciliar preocupações com o componente familiar doente e as insatisfações dos que estão em volta, sem que signifiquem apoio concreto.
2

Associação da escolaridade com a prevalência de doenças crônicas e a limitação das atividades diárias causada por doenças crônicas

Lima, Rodrigo de Novaes January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2017-01-24T03:16:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 343619.pdf: 1182421 bytes, checksum: 5719e647fc815c699a4f02eb210e5436 (MD5) Previous issue date: 2016 / As condições socioeconômicas são importantes determinantes da saúde das populações. Em países de média renda como o Brasil, onde se observa aumento da prevalência e mortalidade por doenças crônicas, e particularmente em contextos de desigualdades sociais como aqueles apresentados em território nacional, o estudo do papel das mesmas como condicionantes do adoecimento por condições crônicas é de grande relevância. O objetivo do estudo foi testar a associação entre escolaridade e ocorrência de doenças crônicas e de limitações diárias causadas pelas doenças crônicas. Foram analisados os dados oriundos da Pesquisa Nacional de Saúde realizada em 2013. Trata-se de amostra populacional com coleta de dados domiciliares junto a 62.986 mil pessoas de idade adulta. O tamanho amostral foi aquele que permitiu a inferência de estimativas para a população das capitais, estados e do país. A prevalência de doenças foi estimado pelo autorrelato de diagnóstico realizado por um profissional de saúde para as seguintes doenças: hipertensão arterial sistêmica, diabetes melito, doenças do coração (incluídos infarto, angina e insuficiência cardíaca), acidente vascular cerebral, asma, doença pulmonar obstrutivas crônica (bronquite e enfizema) e câncer. Já a ocorrência de limitações diárias por doenças crônicas foi mensurada pelo autorrelato de dificuldade ao trabalhar, estudar e realizar afazeres domésticos, entre outras atividades. A resposta foi dicotomizada em "pouca limitação" e "muita limitação". A ocorrência dos desfechos segundo a escolaridade foi descrita em proporções e respectivos intervalos de confiança. Modelos brutos e ajustados de regressão logística foram testados, utilizando-se como variáveis de ajuste sexo, idade, estado civil, realização de consultas médicas nos últimos doze meses e internação hospitalar no último ano.Resultados: A menor escolaridade apresentou associação com maiores chances de ocorrência de hipertensão arterial, diabetes mellitus e acidente vascular cerebral (OR 1,50, IC95% 1,30-1,73; OR 1,68, IC65% 1,33-2,12 e; OR 2,76, IC95% 1,90-4,00, respectivamente) e doenças do coração. Pessoas com menor escolaridade também apresentaram maior limitação das atividades diárias em todas as doenças estudadas. Como conclusão, o estudo verificou que não apenas a prevalência de doenças crônicas é maior entre aqueles com menor escolaridade, mas também há clara associação negativa da pior escolaridade com as presença de limitações das atividades diárias que as doenças causam.<br> / Abstract : Social inequalities are important determinants of population health. In middle-income countries like Brazil, where it is observed increasing prevalence and mortality from chronic diseases, and particularly in social inequalities contexts such as those presented in the country, studying the role of this health determinant on the illness from chronic diseases is of great importance. The objective will be to test the association between education and the occurrence of chronic diseases and daily limitations caused by chronic diseases. It will be analyzed the data from the National Health Survey conducted in 2013. This is population sample collection of household data from the 62,986. The sample was defined by random method, and randomly chosen an adult aged 18 or more per household. The sample size was one that allowed to inference, from the sample, estimates for the population of cities, states and country.The prevalence of disease was estimated by the self-reported diagnosis performed by a health professional for the following diseases: hypertension, diabetes mellitus, heart disease (infarction, angina and heart failure), stroke, asthma, chronic pulmonary obstructive disease (bronchitis and emphysema) and cancer. The incidence of daily limitations resulting from chronic diseases was measured by the self-reported of difficulty of working, studying and performing household activities. The response was dichotomized into "little restraint" and "a lot of limitations." The occurrence of outcomes according to schooling will be described in ratios and confidence intervals. Crude and adjusted logistic regression models will be tested, using the following adjustment variables: sex, age, marital status, medical consultations in the last twelve months and hospitalization in the past year medical consultations in the last twelve months and hospitalization in the last year. Results: The lower education was associated with higher chances of hypertension, diabetes mellitus and stroke (OR 1.50, 95% CI 1.30 to 1.73; OR 1.68, 1.33 to 2 % IC65, 12 and; OR 2.76 ,95%CI 1.90 to 4.00, respectively) and heart deseases. People with less education also had more limitation on daily activities in all diseases studied. In conclusion, the study found that not only the prevalence of chronic diseases is higher among those with less education, but there are also a clear negative association between socioeconomic status and limitations of daily activities caused by the studied diseases.
3

Participação da proteína Beta-2 integrina no curso da infecção experimental induzida pelo Paracoccidioides brasiliensis

Reis, Janayna Nunes dos January 2009 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, 2009. / Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2010-03-24T18:02:11Z No. of bitstreams: 1 2009_JanaynaNunesReis.pdf: 1420472 bytes, checksum: 7304e910ea878ca163555f1fe65a4206 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-05-06T19:31:03Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_JanaynaNunesReis.pdf: 1420472 bytes, checksum: 7304e910ea878ca163555f1fe65a4206 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-05-06T19:31:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_JanaynaNunesReis.pdf: 1420472 bytes, checksum: 7304e910ea878ca163555f1fe65a4206 (MD5) Previous issue date: 2009 / Paracoccidioides brasiliensis é um fungo intracelular facultativo causador da Paracoccidioidomicose (PCM), doença crônica e granulomatosa, frequente na América Latina. O principal mecanismo de defesa do hospedeiro contra a PCM é a imunidade celular mediada principalmente por macrófagos ativados por IFN-γ. A interação inicial entre macrófago-fungo é mediada pelas interações entre proteínas de superfície, tais como as moléculas de adesão β2 integrinas. Os mecanismos pelos quais as integrinas interferem no curso da PCM são desconhecidos até o momento. Assim, o objetivo deste trabalho foi investigar a participação da β2 integrina na evolução da PCM. Para isso, foram utilizados camundongos C57BL/6 selvagens (WT) e geneticamente deficientes para a produção dessa proteína (β2-/-), ambos infectados com 1x106 células do isolado virulento P. brasiliensis (Pb18) por via endovenosa. Após 15, 30 e 60 dias de infecção os animais foram sacrificados e a análise histológica e histocitométrica de tecidos do fígado e pulmão foi realizada. A carga fúngica, os níveis de NO3, a concentração de anticorpos no soro e de citocinas em sobrenadante de culturas também foram determinados. Os resultados encontrados mostraram que nos camundongos β2-/- a carga fúngica foi menor quando comparada aos animais WT. No 15° dia após a infecção, tecidos do fígado de ambos os grupos de animais analisados apresentaram lesões granulomatosas bem caracterizadas; além disso, nesse mesmo período, o tamanho da área granulomatosa de tecido pulmonar foi significantemente maior nos camundongos β2-/- do que nos WT. No 60° dia após infecção, camundongos β2-/-apresentaram lesões granulomatosas mais compactas, bem formadas no tecido pulmonar, caracterizada por pouco espaço alveolar e presença de muito fungo nas lesões. Os níveis de NO3 detectados nos períodos de 15 e 60 dias após infecção foram significativamente menores em camundongos β2-/-. Os níveis de anticorpos IgG1 foram significativamente maiores em animais β2-/-. A produção de IL-12 e IL-10 foi semelhante em ambos os grupos, mas o estímulo específico com antígenos protéicos da parede celular de Pb18 induziu um leve aumento da produção apenas de IL-10. A capacidade de proliferação celular avaliada em linfócitos do baço estimulados com extrato protéico da parede celular do fungo foi mais significativa em animais β2-/-, quando comparados aos animais WT. Finalmente, foi observado que macrófagos de ambos os grupos de animais estudados, infectados in vitro com P. brasiliensis aumentaram o número de leveduras internalizadas após o tempo de 24 horas de co-cultivo. Nossos dados sugerem que as β2 integrinas participam do processo de internalização de leveduras de P. brasiliensis, contribuindo para a permanência do fungo no interior dos macrófagos e conseqüente sobrevivência do fungo. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Paracoccidioides brasiliensis is a facultative intracellular fungus that causes paracoccidioidomycosis (PCM), a chronic and granulomatous disease, frequently diagnosed in Latin America. As in other systemic mycoses, the host's principal defense mechanism against PCM is the cellular immunity mediated mainly by IFN-gamma activation of macrophages. Macrophages appear to play a fundamental role in this infection acting as the first line of defense for organism. The first interaction between macrophages-fungi is very important in this mycosis progression and this interaction is mediated by surface proteins, like β2 integrin. The role of β2 integrin in the curse of PCM is still unclear, then in the present study the importance of β2 integrin to progression of the disease was investigated. We used β2 - deficient (β2-/-) and wildtype (WT) C57BL/6 mice both endovenous infected with 1x106 the virulent P. brasiliensis strain (Pb18). After 15, 30 and 60 days post infection the mice were killed and we evaluated the disease progression by histology and histocytometry of liver and lung sections and also the fungal burden. Besides we analyzed the NO3 levels, antibodies in the serum and the production of cytokines. Our data showed that in the β2-/- mice there was less fungal burden when compared with the WT mice. After 15 days of infection, liver sections from both mouse groups presented granulomatous lesions well characterized with organized cells. Conversely, 60 days post infection we observed less alveolar space and many fungi inside the lesions in lung tissue from β2-/- mice. The size of granulomas from lung sections was significantly higher in β2-/- mice than in the WT only 15 days after infection, and this result was inverted in the 60º day post infection. Analysis of the NO3 levels from WT mice showed incresead after 8 weeks post infection; moreover IgG1a and IgG2 levels were higher in β2-/-mice. IL-12 and IL-10 production was similar in both groups, but the specific stimulus with the fungi antigens increased the IL-10 production. The spleen cell proliferation stimulated by protein extract from fungus (Pb 1:500) was more significative in β2-/- mice, while WT mice presented less efficient linfoproliferative response. We also observed that macrophages infected with P. brasiliensis in vitro from the two mouse strains had increased in internalized yeasts after 24h of co-culture. Our data suggest that β2 integrins that are probably involved with the fungi internalization contribute with the survival of the fungi inside macrophages and this phagocytosis may serve as a protected environment for the P. brasiliensis.
4

Caracterização física, química, fisiológica e avaliação do efeito anti-hiperglicemiante de abóboras Cucurbita ficifolia Bouché em pacientes pré-diabéticos e diabéticos mellitus tipo 2 / Physical, chemical, and physiological assessment of the anti-hyperglycemic effect of pumpkins Cucurbita ficifolia Bouché in pre-diabetic and diabetic mellitus type 2.

Muniz, Lidiane Batista 31 March 2014 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós Graduação em Nutrição Humana, 2014. / Submitted by Marianna Gomes (mariannasouza@bce.unb.br) on 2016-12-07T18:59:19Z No. of bitstreams: 1 2014_LidianeBatistaMuniz.pdf: 1495877 bytes, checksum: e7672c6dd1055e3eae8bb3e6975ee18e (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-01-27T20:06:01Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_LidianeBatistaMuniz.pdf: 1495877 bytes, checksum: e7672c6dd1055e3eae8bb3e6975ee18e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-01-27T20:06:01Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_LidianeBatistaMuniz.pdf: 1495877 bytes, checksum: e7672c6dd1055e3eae8bb3e6975ee18e (MD5) / O diabetes mellitus (DM) constitui um grave problema de saúde pública, e mais de 90% dos casos diagnosticados são do tipo 2. O DM é considerado um distúrbio metabólico crônico e degenerativo caracterizado por hiperglicemia crônica, resultante de defeitos na secreção ou ação da insulina ou ambas. As sulfonilureias e as biganidas, anti-hiperglicemiantes orais mais utilizados no tratamento do DM2, apresentam efeitos eficazes, no entanto possuem efeitos colaterais. A busca por plantas fontes de compostos bioativos, que apresentem atividade hipoglicemiante pode ser uma alternativa adjuvante ao tratamento para os pacientes. Dentre as plantas que possuem atividade hipoglicemiante destacam-se as da família das cucurbitáceas, precisamente a abóbora Cucurbita ficifolia Bouché. Diante do exposto, o objetivo geral desse estudo é proceder a caracterização física, química, fisiológica e avaliação do efeito anti-hiperglicemiante da Cucurbita ficifolia Bouché em pacientes pré-diabéticos e diabéticos mellitus tipo 2. O material vegetal foi colhido em três safras e em estádios de maturação diferentes para ser analisado quanto aos teores de compostos com potencial hipoglicemiante. Além disso, realizou-se estudo piloto, ensaio clínico randomizado, duplo-cego, placebo-controlado no Ambulatório do Serviço Médico da Embrapa Hortaliças em Brasília-DF com amostra constituída por 32 voluntários. Foi desenvolvido produto tecnológico (fitoterapia) que foi administrado aos pacientes. Os voluntários foram alocados em dois grupos fitoterápico da abóbora (900 mg/dia) e placebo e, classificados em saudáveis, pré-diabéticos e diabéticos tipo 2. Realizou-se acompanhamento durante um mês, sendo consultas semanais para anamnese e duas avaliações bioquímicas. Os resultados foram analisados pelo software SPSS versão 13.0, com os testes t de Student, qui-quadrado e análise de variância (p < 0,05). Observou-se que as safras 2 (maio a agosto de 2011) e 3 (julho a outubro de 2012) obtiveram frutos com melhores características de qualidade, atributos esses que a indústria e consumidor priorizam. Por outro lado, a safra 1 (fevereiro a maio de 2011) e 3 (julho a outubro de 2012), obtiveram frutos com melhor valor nutricional quanto a composição centesimal. Frutos da safra 1 (fevereiro a maio de 2011) foram os que apresentaram maior quantidade de compostos hipoglicemiantes. Em relação ao estádio de maturação, a colheita dos frutos da abóbora pode ser realizada aos 40 dias após a antese. Nesse estádio de maturação os frutos apresentaram boa resistência mecânica ao manuseio pós-colheita, manutenção da qualidade físico-química e maior concentração das sulfonilureias no fruto. Os resultados obtidos no presente estudo sugerem que o fitoterápico da abóbora Cucurbita ficifolia Bouché é potencialmente capaz de exercer benefícios nos parâmetros bioquímicos de pacientes pré-diabéticos como colesterol total e triglicerídeos. Porém devido à escassez de estudos na literatura, ensaios clínicos randomizados adicionais aos realizados neste estudo são necessários para determinar a posologia e as condições clínicas que poderiam beneficiar pacientes diabéticos tipo 2. / Diabetes mellitus (DM) is a serious public health problem, and more than 90% of diagnosed cases are type 2. DM is considered a chronic and degenerative metabolic disorder characterized by chronic hyperglycemia resulting from defects in insulin secretion or action or both. Sulphonylureas and biguanidas are oral hypoglycemics drugs most used in the treatment of T2DM, are effective effects, however have side effects and high cost. The search for plant sources of bioactive compounds, which have hypoglycemic activity may be an alternative for patients. Among the plants that possess hypoglycemic activity stand out from those of the Cucurbitaceae family, precisely Cucurbita ficifolia Bouché. Given the above, the main objective of this study is to carry out in vitro characterization and in vivo evaluation of the hypoglycemic effect of Cucurbita ficifolia Bouché in pre-diabetic and type 2 diabetic patients. The plant material was collected in three seasons and in different stages of maturation to be analyzed for concentrations of compounds with hypoglycaemic potential. In addition, we performed a, randomized, double-blind, pilot study the Ambulatory Medical Officer of Embrapa Vegetables in Brasilia with sample consisted of 32 volunteers. At Technological product (herbal medicine) was developed, and it that was administered to patients. The volunteers pre-diabetics and type 2 diabetics were divided into two groups herbal pumpkin (900 mg/day) and placebo. Held up, with weekly visits to anamnesis and two biochemical evaluations. The results were analyzed by SPSS software version 13.0, with the Student t test, chi-square test and analysis of variance (p < 0.05). It was observed that yields 2 (May-August 2011) and 3 (July-October 2012) obtained with better fruit quality characteristics, attributes such that industry and consumers prioritize. Moreover, the harvest 1 (February-May 2011) and 3 (July-October 2012), had fruit with better nutritional value as the proximate composition. Fruits of the harvest 1 (February-May 2011) were those with the highest amount of hypoglycemic compounds. Regarding the maturity, the fruit harvest pumpkin can be performed at 40 days after anthesis. At this stage of fruit ripening showed good mechanical resistance for post-harvest handling, maintenance of the physical and chemical quality and higher concentration of sulphonylureas in the fruit. he results obtained in this study suggest that Cucurbita ficifolia B. is potentially able to exert benefits on blood pressure and biochemical parameters in pre-diabetic patients as fasting glucose, total cholesterol, LDL-cholesterol and triglycerides. But due to the lack of studies in the literature, this study made the additional randomized trials are needed to determine the dosage and the clinical conditions that could benefit type 2 diabetic patients.
5

Comorbidades não oportunistas e multimorbidade em pessoas que vivem com HIV/AIDS - prevalência e fatores associados

Lima, Lorena Falcão 24 January 2018 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:18:24Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2018-01-24 / In the last decade, HIV / AIDS-related morbidity and mortality worldwide has been associated with increased access to antiretroviral therapy, resulting in an increase in the life expectancy of people living with HIV / AIDS. In developed countries, a significant reduction in morbidity and mortality related to opportunistic infections has been observed, contrasting with the increase in morbidity and mortality associated with non-opportunistic chronic diseases (NCD), which tend to affect this population in a more frequent and precocious manner. In Brazil, the same tendency seems to exist, although there are few studies that allow us to characterize this phenomenon. Our study aimed to determine the prevalence and factors associated with non-opportunistic and multimorbital comorbidities in people living with HIV / AIDS in clinical follow-up at secondary referral service in the Northeast region of Brazil. This is an observational, prospective, cross-sectional, and quantitative study conducted at a specialized infectology service in Fortaleza-Ceará from June 2016 to March 2017. HIV service users and at least 18 years of age were invited the participation. They were interviewed and then anthropometric measurements were performed. Clinical and laboratory information were supplemented with service records. A total of 201 participants with a median age of 38 years (IIQ 29-44) were included, 87.1% were male, 74.1% were single and 72.1% were male. Regarding the habits, non-smokers (58.7%), alcoholics (66.6%) and sedentary individuals (55.2%) predominated. Median time to diagnosis of HIV infection was 4 years (IIQ 1.5-5.6). Concerning the prescription of ART in the recruitment, patients experienced in ART were predominant (84.6%). The time of use of ART among the experienced was 2.0 (IIQ 1.0 - 3.9). A total of 94.7% of participants reported adherence to ART in the past week. The median initial viral load was 14,540 (IIQ 3,241 - 47,432) and the median of the last viral load was 10,333 (1,597 - 32,788). The participants had an initial mean CD4 + TL quantification of 429 / mm3 (IIQ 269-636), nadir, zenith and last respectively 342 / mm3 (IIQ 218-530,8), 759 cells / mm3 (IIQ 519, 8-1030) and 652 cells / mm 3 (IIQ 437-877). Of the 133 participants who were on therapy for more than 6 months, 87.2% had viral suppression at the last laboratory examination. The presence of comorbidities was detected in 90.6% participants and 52.2% presented multimorbity (¿ 2 DCNO). The most common comorbidities were dyslipidemia (88.9%), liver diseases (54.7%), neurological diseases (12.9%) and diabetes mellitus (12.4%). Factors associated with comorbidities were age 50 years or older, sedentary lifestyle, nadir CD4 + LT and current lower and longer time of antiretroviral therapy. No predictors of cardiovascular disease, diabetes, renal and hepatic changes were identified. Longitudinal follow-up of this population is important, the definition of clinical or laboratory markers to identify individuals at greater risk, as well as clinical trials evaluating the possible benefit of adjuvant therapies. Keywords: HIV; AIDS; Chronic diseases. / Na última década tem sido observada em todo o mundo a da morbimortalidade relacionada ao HIV/aids, sendo esta associada à ampliação do acesso à terapia antirretroviral, resultando no aumento da expectativa de vida das pessoas vivendo com HIV/aids. Nos países desenvolvidos tem sido observada redução importante da morbimortalidade relacionada às infecções oportunistas, contrastando com o aumento da morbimortalidade associada às doenças crônicas não oportunistas (DCNO), que costumam acometer essa população de forma mais frequente e precoce. No Brasil parece existir a mesma tendência, embora existam poucos estudos que nos permitam caracterizar este fenômeno. Nosso estudo objetivou determinar a prevalência e fatores associados às comorbidades não oportunistas e multimorbidade em pessoas que vivem com HIV/aids em seguimento clínico em serviço de referência secundário na região Nordeste do Brasil. Trata-se de estudo observacional, prospectivo, transversal e quantitativo, realizado em serviço especializado de infectologia em Fortaleza-Ceará, no período de junho 2016 a março de 2017. Os usuários do serviço com infecção pelo HIV e idade mínima de 18 anos foram convidados à participação. Os mesmos foram entrevistados e em seguida foram realizadas medidas antropométricas. Informações clínicas e laboratoriais foram complementadas com os registros do serviço. Foram incluídos 201 participantes com mediana idade de 38 anos (IIQ 29-44), sendo 87,1% do sexo masculino, 74,1% solteiros e 72,1% homossexuais masculinos. Em relação aos hábitos, predominaram indivíduos não-tabagistas (58,7%), etilistas (66,6%) e sedentários (55,2%). A mediana do tempo de diagnóstico de infecção pelo HIV era de 4 anos (IIQ 1,5-5,6). Quanto à prescrição de TARV no recrutamento, predominou os pacientes experimentados em TARV (84,6%). O tempo de uso da TARV entre os experimentados foi de 2,0 (IIQ 1,0 ¿ 3,9). Um total de 94,7% dos participantes referiu adesão à TARV na última semana. A mediana da carga viral inicial foi de 14.540 (IIQ 3.241 ¿ 47.432) e a mediana do último valor da carga viral foi de10.333 (1.597 ¿ 32.788). Os participantes apresentavam mediana inicial de quantificação de LT CD4+ de 429/mm3 (IIQ 269-636), sendo os valores nadir, zênite e último respectivamente 342/mm3 (IIQ 218-530,8), 759 céls/mm3 (IIQ 519,8 ¿ 1.030) e 652 céls/mm3 (IIQ 437-877). Dos 133 participantes que se encontravam em uso de terapia por mais de 6 meses, 87,2% estavam com supressão viral no último exame laboratorial. A presença de comorbidades foi detectada em 90,6% participantes e 52,2% apresentavam multimorbidade (¿ 2 DCNO). As comorbidades mais frequentes foram dislipidemia (88,9%), doenças hepáticas (54,7%), doenças neurológicas (12,9%) e diabetes mellitus (12,4%). Os fatores associados às comorbidades foram a idade de 50 anos ou mais, sedentarismo, LT CD4+ nadir e atual mais baixos e maior tempo de terapia antirretroviral. Não foram identificados fatores preditores de doenças cardiovasculares, diabetes, alterações renais e hepáticas. É importante o acompanhamento longitudinal dessa população, a definição de marcadores clínicos ou laboratoriais para identificar os indivíduos com maior risco, além de ensaios clínicos avaliando possível benefício de terapias adjuvantes. Palavras-chave: HIV; Comorbidade; Multimorbidade; Envelhecimento.
6

Impacto da utilização de agrotóxicos sobre a saúde dos idosos em Cachoeira do Sul/RS: um estudo transversal

Silva, Eveline Fronza Da 06 June 2008 (has links)
Submitted by Ana Paula Lisboa Monteiro (monteiro@univates.br) on 2009-01-14T12:49:32Z No. of bitstreams: 1 EvelineSilva.pdf: 507164 bytes, checksum: 084039c6ab67f695c8bec8c2b171c2e2 (MD5) / Made available in DSpace on 2009-01-14T12:49:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 EvelineSilva.pdf: 507164 bytes, checksum: 084039c6ab67f695c8bec8c2b171c2e2 (MD5) / Este estudo teve como objetivo principal estabelecer o perfil da saúde da população idosa de Cachoeira do Sul/RS sujeita a exposição direta ou indireta a agrotóxicos. Para tanto, utilizou-se um delineamento transversal. Os dados foram coletados na zona urbana e rural, com indivíduos de ambos os sexos e acima de 60 anos, por meio de questionário semiestruturado. A amostra foi composta principalmente por mulheres (56,33%), com idade média de 73 ± 8 anos e os homens com 71 ± 7 anos. Do total da amostra, 57,2% residiam na zona urbana. A exposição a agrotóxicos teve associação positiva com o gênero masculino (p<0,05) e com baixa escolaridade, 45,6% dos indivíduos expostos tem menos de 4 anos de estudo. Observaram-se correlação positiva entre exposição a agrotóxicos e esquecimento, constipação, dores nas pernas, doença de Parkinson e diabetes mellitus. Considerando este bloco de resultados é importante estimular a promoção de medidas de proteção à saúde do trabalhador rural exposto aos agrotóxicos. Quando se estabeleceu o perfil da saúde da população idosa, considerando somente a idade, ou seja, não considerar a exposição a agrotóxicos, observou-se que doenças crônicas do SNC, como depressão, insônia e doença de Alzheimer e doenças cardiovasculares, hipertensão e diabetes mellitus apresentaram associação positiva com o aumento da idade. Ao analisarmos as doenças do sistema cardiovascular e o consumo de tabaco ou álcool, evidenciou-se associação significativa do consumo de tabaco com hipertensão. Entre os entrevistados 19,2% relataram serem usuários de álcool, sendo em sua maioria homens. A idade mostrou associação positiva com uso de álcool na análise multivariada. Ao se avaliar a prevalência de doenças do sistema cardiovascular, percebeu-se que 62,5% dos indivíduos entre 60 e 65 anos apresentam alguma patologia versus 61,1% com mais de 65 anos, não foi observada associação significativa entre doenças cardiovascular e consumo de álcool. Os resultados obtidos corroboram com estudos anteriores e demonstram que é fundamental incentivar o abandono do consumo de tabaco e álcool entre os idosos, bem como, desenvolver programas de saúde pública que auxiliem na promoção de saúde desses indivíduos, salientando a necessidade de considerar a possível exposição dessa população a agrotóxicos.
7

Fatores de risco para doenças crônicas em escolares obesos /

Balthazar, Emilia Alonso. January 2008 (has links)
Orientador: Maria Rita Marques de Oliveira / Banca: Denise Giácomo da Motta / Banca: José Silvio Govone / Resumo: O presente estudo teve como objetivo avaliar os fatores de risco para doenças crônicas em crianças em idade escolar com obesidade, comparando-as com as eutróficas. A amostra populacional foi de 42 crianças com obesidade e 42 crianças com peso adequado para a estatura e idade. Para este comparativo, foram realizadas as coletas de dados antropométricos (peso, altura, circunferências do braço (CB), cintura (CC) e quadril, impedanciometria e prega cutânea tricipital (PCT)), as aferições da pressão arterial (PA) e as dosagens bioquímicas (glicose, triglicérides (TG), colesterol total (CT) e suas frações). Foram preenchidos questionários com informações sobre a família do escolar, dados relacionados à escolaridade dos pais, presença de obesidade nos pais e parentes, bem como renda per capita familiar. Por meio de dois recordatórios de 24 horas de alimentação não consecutivos, foi possível obter informações sobre o hábito alimentar das crianças e avaliar a adequação da ingestão quanto à composição em macro e micronutrientes, além da diversidade dos alimentos. O nível de atividade física foi obtido por meio de relatos das atividades físicas praticadas pelo escolar ao longo das 24 horas durante um dia de semana e um do fim de semana. Em relação aos grupos obesidade e controle, não foi encontrada uma grande diferença nos fatores de risco para doenças crônicas, porém, a análise bioquímica revelou um grande percentual de escolares com alterações nas concentrações lipídico - lipoprotéica, glicêmica, independente de estado nutricional e sexo. Entretanto, apenas em relação ao TG (triglicérides), foi vista uma maior alteração no grupo obesidade, em comparação ao grupo controle (p =0,032 ² = 6,88). De acordo com os dados de PA, entre os grupos controle e obesidade, foi verificado que não houve diferença estatística no número de escolares... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: The goal of the present study is to evaluate the risk factors for chronic diseases in school-aged children, with obesity, in comparison to eutrophic ones. The population sample was formed by 42 children with obesity and 42 children with adequate weight for their age and height. For the accomplishment of this comparison, antropometric data (weight, height, arm circumference (AC), waist circumference (WC), Tricipital fold (TF)) blood pressure (BP) measurement and biochemical analyses were collected (lipid and its fractions and glucose). Questionnaires were filled out with information regarding the scholar's family, data related to the parents' educational level, obesity presence in the parents and relatives, and family's per capita income. Through two non-consecutive 24-hour recalls of food intake, it was possible to obtain information on the children's food habits and to evaluate the adequacy of food ingestion as for the composition in macro and micronutrients, as well as the food diversity. The Level of physical activity was obtained through reports of the physical activities practiced by the scholar along 24 hours, considering the weekdays and also the weekend. In this study a great difference in the risk factors for chronic diseases it was not seen between the obesity and control group, However the biochemical analyses revealed a great percentage of school-aged children with alterations in the lipidlipoproteic and glicemic concentrations, regardless the nutritional status and gender. However, just taking TG into account, a larger alteration was seen in the obesity group, in comparison to the control group (p =0,032 ² = 6,88). According to the BP's data, it was verified that, between the control and obesity groups, there was no statistical difference in the number of scholars with alterations in BP, even though scholars from the obesity grou... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
8

Atividade física, comportamento sedentário, síndrome metabólica e mortalidade : estudo longitudinal com pacientes do Sistema Único de Saúde /

Lemes, Ítalo Ribeiro. January 2019 (has links)
Orientador: Henrique Luiz Monteiro / Resumo: O tema central desta tese é a associação e relação entre atividade física (AF) e comportamento sedentário com doenças crônicas não transmissíveis (DCNT), como a síndrome metabólica (SM), e mortalidade por todas as causas. Devido a sua elevada prevalência mundial, a SM é considerada problema de saúde pública. A prática de AF tem impacto positivo sobre as DCNT e mortalidade precoce. O conjunto de evidências acerca da associação entre AF e comportamento sedentário com desfechos em saúde é robusto. Entretanto, a maior parte desses estudos são oriundos de países de alta renda. Considerando que a maior parte da população brasileira é atendida exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), esta tese é pioneira em apresentar estudos abordando a associação desses dois comportamentos com DCNT e mortalidade por todas as causas em adultos pacientes do SUS. Para isso, seis estudos originais foram desenvolvidos: i) O primeiro estudo abordou a associação entre comportamento sedentário e diabetes mellitus tipo 2; ii) O segundo, investigou se há associação entre comportamento sedentário e presença de SM; iii) O terceiro,verificou se há associação entre AF e presença de SM, e se a presença da SM afeta a trajetória de AF ao longo do tempo; iv) O estudo quatro abordou a associação entre alterações nos níveis de AF em diferentes domínios e presença de SM após oito anos de acompanhamento; v) o estudo cinco verificou se há relação entre comportamento sedentário e mortalidade por todas as causas ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: This thesis investigates the association of physical activity (PA) and sedentary behavior with non-communicable diseases, such as metabolic syndrome (MetS), and all-cause mortality. MetS is a major public health problem due to its high prevalence worlwide. Physical activity has positive effects on MetS risk factors and mortality. There is strong evidence regarding the association of PA, sedentary behavior and health outcomes, however, most of the data comes from high-income countries. Considering the high proportion of the Brazilian population attended exclusively by the National Health System (SUS), this thesis aims to investigate the association of PA and sedentary behavior with non-communicable diseases and all-cause mortality in this specific population. Six original studies were developed to investigate these associations: i) The first study addresses the association of sedentary behavior and type 2 diabetes mellitus; ii) The second study investigates the association between sedentary behavior and MetS; iii) The third study addresses the association of PA and MetS, and whether the presence of MetS affect the PA trend over time; iv) The fourth study investigates the association between changes in PA levels in different domains and presence of MetS after eight years of follow-up; v) The fifth study investigates the association between sedentary behavior and all-cause mortality in hypertensive patients after six years of follow-up; vi) The sixth study addresses the associat... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
9

Cobertura vacinal de imunobiológicos especiais em pessoas portadoras de doenças crônicas internadas em hospital universitário

Gomes, Daniele de Oliveira January 2017 (has links)
Orientador: Marli Teresinha Cassamassimo Duarte / Resumo: Introdução: O envelhecimento da população brasileira, dentre outros fatores, tem sido responsável pela crescente prevalência de doenças crônicas, implicando em significante aumento da demanda aos serviços de saúde. Este grupo populacional apresenta risco elevado de infecção e/ou de complicações por doenças infecciosas imunopreveníveis. Para prevenção desses agravos, em casos específicos, são indicados imunobiológicos especiais, distribuídos nos Centros de Referência de Imunobiológicos Especiais (CRIE), os quais têm objetivo de facilitar o acesso de usuários a esses produtos. Tendo-se em vista esta política que visa à equidade e a escassez de estudos nacionais que analisam a cobertura de imunobiológicos especiais em pessoas portadoras de doenças crônicas, propôs-se a presente investigação. Objetivo: Analisar a cobertura vacinal de imunobiológicos especiais em pacientes com doenças crônicas com indicação, internados em Hospital Universitário e propor uma ferramenta de sinalização no sistema de informação hospitalar – SOUL da necessidade do uso dos mesmos. Métodos: Estudo transversal, descritivo e analítico, desenvolvido no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP (HCFMB). A amostra de conveniência abrangeu 150 pacientes portadores de doenças crônicas com indicação para receberem imunobiológicos especiais, internados em enfermaria de clínica médica. As variáveis independentes incluíram aspectos sociodemográficos, clínicos, relativos ao acesso à vacinação ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
10

Perfil epidemiológico dos indígenas referenciados para Casa de Saúde Indígena do Distrito Federal

An, Lívia Umebara Lopes 11 August 2017 (has links)
Mestrado (dissertação)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Saúde Coletiva, 2017. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-11-08T18:37:36Z No. of bitstreams: 1 2017_LíviaUmebaraLopesAn.pdf: 3081025 bytes, checksum: 51008651ff7b49456e8c98b85ff24bb3 (MD5) / Rejected by Ruthléa Nascimento (ruthleanascimento@bce.unb.br), reason: on 2017-11-08T18:40:12Z (GMT) / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2017-11-08T18:43:39Z No. of bitstreams: 1 2017_LíviaUmebaraLopesAn.pdf: 3081025 bytes, checksum: 51008651ff7b49456e8c98b85ff24bb3 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-11-20T22:21:11Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_LíviaUmebaraLopesAn.pdf: 3081025 bytes, checksum: 51008651ff7b49456e8c98b85ff24bb3 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-20T22:21:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_LíviaUmebaraLopesAn.pdf: 3081025 bytes, checksum: 51008651ff7b49456e8c98b85ff24bb3 (MD5) Previous issue date: 2017-11-20 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior ( CAPES ). / Esta dissertação visa caracterizar o perfil epidemiológico dos pacientes indígenas referenciados à CASAI-DF, bem como identificar outras morbidades, dados sóciodemográficos e resolução dos problemas que geraram os encaminhamentos. Método: Constitui um estudo epidemiológico transversal, de base institucional, retrospectivo acerca do perfil epidemiológico dos indígenas encaminhados à CASAI/DF através da adaptação de dois instrumentos de coleta de dados um proposto por Dantas (2010) e outro adivindo do prontuário do Ambulatório de Saúde Indígena do Hospital Universitário de Brasília (ASI-HUB). A população de estudo foi composta por 109 prontuários de indígenas com idade superior a 18 anos e a análise foi realizada através do programa SPSS Statistics 20. Resultados e discussão: Entre os pacientes encaminhados para a CASAI-DF, 33 (30,0%) apresentaram patologias associadas a quatro principais tipos de doenças crônicas não transmissíveis, sendo maioria do sexo feminino (p = 0,600), do Distrito Sanitário Especial Indígena (DSEI) Xingu (p = 0,919), que não retornaram ao tratamento em Brasília (p = 0,087) e vieram por motivo de consulta ambulatorial (p = 0,868), não apresentando diferença estatisticamente significativa nessas variáveis. Considerações: Os achados dessa pesquisa demonstram que as doenças crônicas não transmissíveis (DCNT) são encontradas entre as demais patologias nos povos indígenas encaminhados para tratamento de saúde em Brasília. Apesar de não poder extrapolar esse resultado para os DSEIs e não ser representativo do perfil dos indígenas do Brasil, justificam atendimento voltado para essa área, prestação de um cuidado integral, multidisciplinas e que inclua a cultura indígena valorizando os dois saberes e políticas de saúde que visem à prevenção, promoção e tratamento e reabilitação dos povos indígenas, em todos os pontos de atenção do Subsistema de Atenção à Saúde Indígena (SASI) objetivando a defesa da vida. / This dissertation aims to characterize the epidemiological profile of the indigenous patients referenced in CASAI-DF, as well as to identify other morbidities, sociodemographic data and resolution of the problems that generated referrals. METHODS: An institutional, retrospective cross-sectional epidemiological study was carried out on the epidemiological profile of the indigenous patients referred to CASAI / DF through the adaptation of two data collection instruments and proposals by Dantas (2010) and another person who divined the health report Of the University Hospital of Brasília (ASI-HUB). The study population consisted of 109 records of natives aged over 18 years and analysis performed through the SPSS Statistics program 20. Results and discussion: Among the patients referred to the CASAI-DF, 33 (30.0%) presented associated pathologies The four main types of chronic noncommunicable diseases, the majority of which were females (p = 0.600), from the Xingu Special Indigenous Sanitary District (DSEI), who did not return to treatment in Brasilia (p = 0.087) and came because of outpatient visits (p = 0.868), with no statistically significant difference in these variables. Considerations: The findings of this research demonstrate that as chronic noncommunicable diseases (NCDs) are found among other pathologies in indigenous peoples referred to the health treatment in Brasilia. Although it is not possible to extrapolate this result to the DSEIs and not to be representative of the profile of the indigenous people of Brazil, they justify the attention given to this area, providing comprehensive care, multidisciplines and including an indigenous culture valuing the two knowledge and health policies that Aimed at the prevention, promotion and treatment and rehabilitation of indigenous peoples, in all points of attention of the Subsystem of Attention to Indigenous Health (SASI) aiming a defense of life.

Page generated in 0.0403 seconds