• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 285
  • 3
  • 2
  • Tagged with
  • 290
  • 290
  • 117
  • 76
  • 43
  • 41
  • 35
  • 33
  • 32
  • 32
  • 30
  • 29
  • 25
  • 24
  • 23
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Identificação de sequencias como iniciadores ("primers") especificos para a caracterização em cultura dos sorotipos A e B de Cryptococcus neoformans pela reação em cadeia da polimerase (PCR)

Aoki, Francisco Hideo, 1954- 2000 (has links)
Orientador: Marcelo de Carvalho Ramos Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2018-07-26T14:19:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Aoki_FranciscoHideo_D.pdf: 3906599 bytes, checksum: 6e221a82a1ec683a22642639f401776d (MD5) Previous issue date: 2000 Resumo: A Criptococose, doença cosmopolita, causada pelo Cryptococcus neoformans, é conhecida há cerca de um século. A imunossupressão que decorre, tanto de tratamentos com esteróides e outros tipos de drogas, quanto de doenças degenerativas e infecciosas, facilita a multiplicação e o desenvolvimento desse agente tornando a doença importante, particularmente, nesses casos. o aparecimento da Síndrome da Imunodeficiência Adquirida (AIOS) ao final da década de 70 fez proliferar a criptococose, já que um dos efeitos daquela síndrome é '0 comprometimento acentuado das defesas dos pacientes. Neste trabalho foram estudadas trinta e três cepas de Cryptococcus neoforrnans isoladas de vinte e quatro pacientes atendidos no Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Esses isolamentos foram obtidos de líquor, sangue e biópsia de pele. As trinta e três cepas de Cryptococcus neoformans foram inicialmente sorotipadas, utilizando-se o "kit" comercial "Cryptocheck" (Iatron, Japan). Vinte e quatro dessas cepas, provenientes de dezenove pacientes portadores de Aids foram caracterizadas como do sorotipo A. Das nove cepas recuperadas de pacientes sem Aids, sete revelaram-se como sendo do sorotipo A e duas do sorotipo B. Cepas de C. n eoformans sorotipos A e B foram testadas pelo método da Reação em Cadeia da Polimerase (PC R) com iniciadores comerciais aleatórios denominados R 1, R2 e R3 para determinação do seu perfil genômico (RAPD). A partir desse perfil, foi selecionada uma banda de 695 pares de bases (pb) presente apenas no perfis do sorotipo A e uma de 448 pb do sorotipo B. Esses "amplicons" foram sequenciados e, a seguir, desenvolvidos dois pares de iniciadores a serem testados para caracterização dos sorotipos A e B. Esses dois pares de iniciadores foram testados nas 33 amostras de C. neoformans previamente determinadas como sorotipos A ou B pela técnica de aglutinação. No caso do sorotipo A, de todas as amostras de referência testadas, bem como as isoladas de casos clínicos foi amplificada a sequência típica desse sorotipo (banda de 695 pb). Do mesmo modo, no sorotipo B a banda de 448 pb pode ser amplificada. A amplificação dessas seqüências especificas, utilizando os iniciadores estudados para amb'es os sorotipos foi sensível e específica, quando comparados com o teste de aglutinação. Para o estudo da Concentração Inibitória Mínima (CIM) as 33 cepas de C. neoformans foram testadas contra a Anfotericina B, o Itraconazol, o Fluconazol, a 5 - Fluorocitosina e a Anfotericina B comercial (Fungison@), de acordo com as normas do "National Commitee for Clinical and Laboratorial Standards" (NCCLS). As Concentrações Inibitórias Mínimas das várias drogas estudadas empregando-se o meio de RPM I 1640 para trinta e três cepas de C. neoformans foram: Anfotericina B: 0,25 a 2 J.lg/ml, Fungison: 0,03- 2J.lg/ml, FCZ: 0,5-32J.lg/ml; Itraconazol: 0,06-2 e 5-Fluorocitosina: 1-16 J.lg/ml. Os resultados deste estudo trouxeram uma nova abordagem para a caracterização dos sorotipos A e B de C. neoformans com base na técnica da Reação em Cadeia de Polimerase (PCR), para o conhecimento dos padrões de sensibilidade de cepas colhidas entre nós aos principais agentes antifúngicos e, ainda, para a preocupante presença de cepas dose dependentes ao Fluconazol em pacientes com e sem infecção pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) Abstract: 1. The cryptococcosis, a cosmopolitan disease, caused by Cryptococcus neoformans , a fungus, has been known about one century. The immunossupression that occurs by the consequence with steroids treatments and other kinds of drugs, degeneratives and infectious diseases, facilitates the proliferation and the development of these infectious agents, that permit to this disease be transformed itself in an important disease, particularly, on these cases. 2. The appearance of AIOS at the 70's end has facilitated the proliferation of cryptococcosis, since one of the effects of this syndrome is the great immunocompromise of the patients immunological defenses. 3. In this work 33 strains of Cryptococcus neoformans were isolated from 24 patients treated at the Hospital of Clinics from The State University of Campinas - State of São Paulo, Brazil. The isolation of these strains were obtained from skin, blood and specially from Central Nervous System Fluid(CNSF). 4. The 33 strains of Cryptococcus neoformans were, innitially, submitted to an identification by serotyping technique using the comercial kit named Cryptocheck(latron, Japan). Twenty four strains, from nineteen AIOS patients, were characterized like serotype A. Considering the rest of the samples, nine were from patients without AIDS, and from these nine, seven were characterized as serotype A and 2 as serotype B. 5. C. neoformans strains serotype A and B were tested by PCR method with ramdomized commercial primers denominated R 1, R2 and R3 to the determination of the genomic profile (RAPO). Using that profile, a exclusive 695 bp band were ~elected from the serotype A strains and other with 448 bp, beeing exclusive toe in the serotype B strains. These amplicons were sequenced and, after that, there was a developing of two primer pairs to be tested to the characterization of serotype A and B. 6. These two primer pairs were tested in the 33 strains of C. neoformans, previously determined like serotype A and B by the aglutination test. In the serotype A case, from ali reference strains tested, as well strains isolated from clinical cases, there was amplification of typical sequence of this serotype(695 bp band). Similarly, in the serotype B strains, a 448 bp band were amplified. The amplification of these specific sequencies, using primers studied for both serotypes was specific and sensitive, compared with the aglutination test. 7. For minimal inhibitory concentraion(MIC) study, 33 strains of C. neofonnans were tested with amphotericin B, Itraconazole, Fluconazole, 5- Fluorcytosin and commercial Amphotericin B(Fungison@), according the "National Comittee for Clinical and Laboratorial Standards"(NCCLS) proceedings. . 8. The MIC of the various studied drugs, using RPMI 1640 medium for 33 strains of C. neoformans were: Amphotericin B: 0,25 to 2 J,1g/ml; Fungison@: 0,03 to 2 J.1g/ml; Fluconazole:O,5 to 32 J.1g/ml; Itracon~zole: 0,06 to 2 J.1g/ml; 5 - Fluorcytosin: 1 to 16 J.1g/ml. 9. The results of this study showed a new approach to the characterization of C. neoformans serotype A and B based in the Protein Chain Reaction(PCR) technic, to the knowledge of C. neoformans strains sensibility collected from patients against antifungal agents and to the worried presence of strains SDD(Sensibility Dose Dependent) to the Fluconazol in patients with and without HIV infection Doutorado Clinica Medica Doutor em Clínica Médica
2

Estudo da estrutura cristalina e propriedades de dissolução de fases sólidas de efavirenz e saquinavir, visando a biorrelevância e seu impacto no tratamento do HIV/AIDS

Fandaruff, Cinira 2016 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Farmácia, Florianópolis, 2016. Made available in DSpace on 2016-12-20T03:17:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 342640.pdf: 5126138 bytes, checksum: 538e0e6cc1942ce4106463c044bb44ba (MD5) Previous issue date: 2016 As propriedades do estado sólido dos insumos farmacêuticos ativos (IFAs) devem ser compreendidas porque estão diretamente relacionadas ao desempenho dos fármacos. Fármacos pouco solúveis apresentam limitações na biodisponibilidade devido à baixa solubilidade e velocidade de dissolução. Segundo a Organização Mundial da Saúde aproximadamente 40% dos medicamentos administrados por via oral pertencem às Classes II e IV (baixa solubilidade; alta e baixa permeabilidade, respectivamente) do Sistema de Classificação Biofarmacêutica, e, portanto, podem apresentar problemas de biodisponibilidade. O efavirenz (EFV) e o mesilato de saquinavir (SQVM) pertencem a estas classes, são utilizados no tratamento de primeira linha de pacientes portadores do HIV, são fornecidos pelo SUS e por isso são fármacos de interesse da indústria nacional. Neste contexto, o presente trabalho teve por objetivo avaliar a estrutura cristalina, as características do estado sólido e as propriedades de dissolução de fases sólidas de EFV e saquinavir (SQV) visando a biorrelevância e o impacto destes fármacos no tratamento do HIV/ AIDS. Para o EFV, uma forma polimórfica (polimorfo II) dezesseis vezes mais solúvel e termodinamicamente mais estável que a utilizada pela indústria, foi obtida. A caracterização de IFAs de EFV, associada aos resultados do teste de bioequivalência, possibilitou a correlação dos resultados obtidos pelo perfil de dissolução e eficiência de dissolução (DE), com a medida de tamanho de domínio cristalino. Tamanhos de domínio cristalino inferiores a 100 nm forneceram os melhores valores de DE. É provável que exista um tamanho de domínio cristalino ?crítico?, associado a determinado tamanho de partícula, que assegure a bioequivalência dos IFAs. O SQVM cristaliza no sistema monoclínico e grupo espacial P21. O estudo do perfil de dissolução, associado à turbidimetria, e à avalição estrutural do cocristal de SQMV e lauril sulfato de sódio (LSS) obtido, comprovaram ser este surfactante, inapropriado para a avaliação das propriedades de dissolução do fármaco devido à recristalização do SQVM neste meio. Através da avaliação estrutural do cocristal, e com o objetivo de explorar as possibilidades de troca de ânion para o SQVM, três novas formas de SQV foram obtidas com a aplicação da Engenharia de Cristais. Todas foram classificadas como isomorfas do SQVM. A forma de cloridrato, com 38% de fármaco dissolvido em 90 minutos, poderia ser utilizada como alternativa ao mesilato (43%).
Abstract : The solid state property of Active Pharmaceutical Ingredients (APIs) should be understood because they are directly related to the performance of drugs. Poorly soluble drugs present limitations in bioavailability due to lower solubility and dissolution rate. According to World Health Organization nearly 40% of orally administrated drugs belong to Class II (poorly soluble, high permeable) and Class IV (poorly soluble, poorly permeable) in the Biopharmaceutical Classification System and, therefore, they may present problems of bioavailability. Efavirenz (EFV) and saquinavir mesylate (SQVM) are drugs which belong to Class II and IV respectively. They are used in the first-line treatment of HIV patients, they are provided by the Public Health System (SUS-Brazil) and thus, they are interesting drugs to national companies. For so, the aim of this work was to evaluate the crystalline structure, the solid state characteristics and the dissolution properties of EFV and SQVM solid phases targeting the biorelevance and the impact of these drugs in the HIV/ AIDS treatment. A polymorphic form of EFV (polymorph II), sixteen times more soluble and thermodynamically more stable than polymorph I (used by industry to formulate), was obtained. The characterization of EFV APIs, correlated with the results from bioequivalence test, allowed the correlation between data from dissolution tests and dissolution efficiency (DE) with the crystalline domain size measures. Crystalline domain size below 100 nm provided the best values of DE. Probably there is a critical crystalline domain size associated with particular particle size, which ensure the bioequivalence of APIs. Concerning the SQVM, it crystallized in the monoclinic system and space group P21. The dissolution profile study, associated with both, turbidimetry and structural analysis of the cocrystal of SQVM and sodium lauryl sulphate (SLS) obtained, confirmed that this surfactant is unsuitable for the evaluation of dissolution properties of this drug. The SQVM recrystallized in that medium. Based on the structural analysis of cocrystal and aiming to explore the possibility of anion-exchange for SQVM, three new forms of SQV were obtained by applying the Crystal Engineering. All the three forms were classified as being isomorphous of SQVM. The hydrochloride form which presented 38% of drug dissolved in 90 minutes could be used as an alternative to mesylate (43%).
3

Epidemiologia da sindrome da emunodeficiencia adquirida em prostitutas

Andrade Neto, Jose Luiz de, 1958- 1993 (has links)
Orientador: Acir Rachid Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Medicina Interna Resumo: Este trabalho é o resultado do estudo da prevalência do vírus tipo 1 da imunodeficiência humana (HIV-1) com identificação dos prováveis fatores de risco e co-prevalência do HIV-1 com o antígeno de superfície do vírus da hepatite B (HBsAg) realizado em prostitutas na cidade portuária de Paranaguá, no Estado do Paraná, Brasil, no ano de 1 992. A obtenção dos dados foi possível através de questionário, havendo coleta de sangue para análise da presença dos anticorpos contra o HIV-1 e também da presença do antígeno de superfície do vírus da hepatite B. A freqüência da soropositividade para o HIV-1 foi de 4,5% e do HBsAg foi de 3,0%. A presença do HBsAg está estatisticamente relacionada com a postividade do HIV-1. O fato de não usar preservativo por não ver importância e o contato com parceiros bissexuais se mostraram como fatores de risco estatisticamente significativos para a infecção pelo HIV-1 Abstract: This work is the result of a study about the prevalence of the type 1 virus of human immunodeficiency (HIV-1) along with the identification of the probable risk factors and co-prevalence of the HIV-1 with the surface antigen of hepatitis B virus (HBsAg), which took place in the city of Paranagua, which is a harbour, in the State of Parana, in Brazil, with prostitutes in the year of 1992. The collecting of the data was done through questionaires and blood samples to identify the presence of antibody of the HIV-1 and also the presence of the of hepatitis B surface antigen. The soropositivity frequency of the HIV-1 was 4,5% and the HBsAg was 3.0%. The presence of HBsAg is statistically related to the HIV-1 presence. The none use of condoms for not finding it necessary and also the sexual intercorse of bisexual partners are the major statistically proven risk factors for the HIV-1 infection.
4

Experienciando o cuidar do cliente portador da sindrome da imunodeficiencia adquirida, com base no sistema conceitual de Rogers

Silva, Alcione Leite da 1990 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina. Centro de Ciencias da Saude Made available in DSpace on 2012-10-16T02:58:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-08T16:42:13Z : No. of bitstreams: 1 85307.pdf: 8259654 bytes, checksum: fedc18f512b836b7b63eb31a21c961e6 (MD5) Neste trabalho descrevo e analiso a experiência de cuidar do cliente com AIDS, tendo como referencial a "Ciência dos seres humanos unitários" de Martha E. Rogers. A partir deste referencial elaborei um marco conceitual, englobando os conceitos e princípios de Rogers, com fins a direcionar as ações de enfermagem. Considerando os três fatos de diferentes ordens que compuseram o trabalho em questão, referentes ao sistema conceitual de Rogers, as tecnologias de assistência de enfermagem (técnicas tradicionais, técnicas de comunicação terapêuticas e algumas terapias alternativas) e a Síndrome da Imunodeficiência Adquirida, busquei construir uma metodologia que pudesse sintetizá-los de modo que este trabalho tivesse uma coerência interna e que esta se expressasse na operacionalização do próprio processo do cuidar. Esta metodologia teve como pontos de destaque o processo de enfermagem, as contribuições de dois métodos de pesquisa, tais como, o método fenomenológico e o da observação participante, bem como do processo da intuição. O processo de enfermagem foi subsidiado pelos princípios da homeodinâmica de Rogers e constou de quatro etapas, coleta de dados, diagnóstico, implementação e avaliação. Deste modo, a metodologia em questão resultou de uma mescla destes referenciais, o que lhe configurou uma característica própria e singular.
5

Avaliação da informação oral e escrita no conhecimento dos portadores de HIV/aids sobre medicamentos anti-retrovirais

Almeida, Regina Flávia de Castro 17 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2018-05-25T23:16:13Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-17 The introduction of combination anti-retroviral therapy and the beginning of the program for free HIV treatment including free access to antiretroviral drugs had a significant impact in the reduction of HIV-related mortality and morbidity. However, the long-term use of antiretroviral drugs is still a great challenge and a substantial number of patients interrupt or abandon treatment. High adherence to the drug regimens is essential to achieve viral suppression, but it requires more from the patient than just taking the medicine as prescribed. It also means following doctors recommendations and making the necessary changes recommended in lifestyle. Access to information is seen as one of the factors that influence the patient's adherence to treatment. For the patient, as important as the desire and the motivation is the access to accurate and detailed good quality information, given in a way that makes it possible to understand and to recall it, favorably promoting their involvement in decisions related to their treatment. The objective of the present work was to find out what information HIV/AIDS patients have on antiretroviral drugs and where this information comes, to assess the need for more information and to measure the impact of oral and written information. The study was developed in a reference hospital for infectious diseases and was held in two stages. Results of the first stage show the following among the 195 respondents: 55.4% don t know what the action of the drug used in the body; 35.9% is unaware of the need to take antiretroviral drugs for life, and only 14.4% knows how to act properly in case of missing a dose. In the second stage three groups of 47 people were formed. The first group received a brochure with information on one specific antiretroviral drug and they were asked to read it; the second group received detailed oral information on the same drug and to the third group no additional information or brochures were given. The answers to the questionnaire show that the participants in the group that received oral information had highest percentage of correct answers for most questions. The results show that HIV/AIDS patients do not possess enough information about antiretroviral drugs and it also shows that oral information can be assimilated more easily to strengthen this need. A introdução da terapia anti-retroviral (TARV) e o início do programa de acesso gratuito ao medicamento influíram significativamente na redução da mortalidade e morbidade relacionada com o HIV. Entretanto, o uso contínuo de medicação anti-retroviral ainda é um grande desafio e um número substancial de pacientes interrompe o tratamento. Aderir ou cumprir adequadamente o tratamento é fundamental para alcançar a supressão viral, mas requer mais do que apenas utilizar o medicamento como prescrito; implica em seguir as recomendações clínicas, realizar os procedimentos diagnósticos e de monitoramento recomendados e adotar as mudanças aconselhadas no estilo de vida. Acesso à informação é visto como um dos fatores que influenciam a adesão do paciente ao tratamento. Para o paciente, tão importante quanto ter força de vontade e motivação é ter acesso a informações precisas, detalhadas e de qualidade, que lhes sejam repassadas de uma maneira que possibilitem a compreensão e retenção das mesmas, facilitando seu envolvimento nas decisões relacionadas ao seu tratamento. O presente trabalho teve por objetivo conhecer que informações os portadores de HIV/aids têm sobre medicamentos anti-retrovirais e de onde elas provêm, avaliar a necessidade de mais informações e a influência da informação transmitida de forma oral e escrita. O estudo foi desenvolvido em um hospital de referência para doenças infecciosas e realizou-se em duas etapas. Os resultados da primeira etapa mostram que entre os 195 entrevistados, 55,4% não sabem qual a ação do medicamento utilizado no organismo; 35,9% desconhecem a necessidade de tomar medicamentos antiretrovirais por toda a vida e apenas 14,4% demonstram saber como agir corretamente caso percam uma dose. Na segunda etapa foram formados três grupos de 47 pessoas. Ao primeiro grupo foi entregue um folheto sobre o medicamento em uso e solicitada sua leitura; ao segundo grupo foram dadas explicações orais detalhadas sobre o mesmo medicamento e ao terceiro grupo não foi dada informação adicional alguma. As respostas ao questionário respondido pelos membros dos três grupos mostram que os participantes do grupo que recebeu informações orais obtiveram maior índice de acerto para a maioria das perguntas. A partir da análise dos resultados desse estudo, pode-se constatar o pouco conhecimento que os portadores de HIV/aids têm sobre medicamentos anti-retrovirais, ao mesmo tempo em que se verificou maior facilidade de assimilação da informação quando esta é transmitida de forma oral.
6

Fatores genéticos e terapia anti-HIV-1: resistência a antirretrovirais, efeitos adversos, resposta imunológica e estratégias vacinais

COELHO, Antonio Victor Campos 10 March 2017 (has links)
Submitted by Pedro Barros (pedro.silvabarros@ufpe.br) on 2018-06-21T19:15:33Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) TESE Antonio Victor Campos Coelho.pdf: 4460241 bytes, checksum: 7f4eae91de0754c21780d6ca3252c97b (MD5) Made available in DSpace on 2018-06-21T19:15:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 811 bytes, checksum: e39d27027a6cc9cb039ad269a5db8e34 (MD5) TESE Antonio Victor Campos Coelho.pdf: 4460241 bytes, checksum: 7f4eae91de0754c21780d6ca3252c97b (MD5) Previous issue date: 2017-03-10 CAPES CNPQ FACEPE A infecção pelo HIV-1 ainda é um importante desafio de saúde-pública. Para contribuir na luta contra o vírus, foram abordados vários aspectos da história natural do HIV-1 por meio de análises genéticas com diferentes desenhos de estudo: (1) uma revisão sistemática com meta-análises e modelagem por séries temporais da prevalência de resistência primária aos antirretrovirais na América Latina e Caribe, que revelou que ainda aparenta estar baixa, mas devido à qualidade da evidência, os resultados podem estar subestimados em alguns casos; (2) um polimorfismo no gene ITPA foi associado à ocorrência de efeitos adversos sistêmicos decorrentes do uso de zidovudina, através de um estudo de caso-controle (p=0,03); (3) um polimorfismo no gene CNOT1 foi associado com resposta desfavorável a uma vacina terapêutica antiHIV-1 baseada em células dendríticas (p=0,0031) testada em um ensaio clínico de fase I com indivíduos brasileiros não-tratados com antirretrovirais, (4) uma revisão sistemática com meta-análise de protocolos de vacinas anti-HIV-1 terapêuticas baseadas em células dendríticas, que revelou onde esses protocolos podem melhorar e (5) um estudo de associação genética acerca da falha imunológica da terapia antiHIV-1 explorando polimorfismos em genes envolvidos em vias de farmacodinâmica de antirretrovirais e na homeostasia do sistema imune não encontrou associações significativas, suscitando novos estudos. Assim, a genética é uma ferramenta importante no acompanhamento de pacientes HIV-1 positivos, podendo guiar a otimização dos tratamentos disponíveis o desenvolvimento de novas vacinas terapêuticas. The HIV-1 infection still is an important public health challenge. To contribute in the fight against the virus, we approached several aspects of HIV-1 infection natural history through genetic analyses, with different study designs: (1) A systematic review with meta-analysis and time series modeling of the prevalence of primary antiretroviral drug resistance in Latin America and the Caribbean, which revealed that it seems to be low, but it may be underestimated; due to the available evidence quality, (2) a polymorphism at ITPA gene was associated with AZT-related systemic adverse effects through a case-control study (p=0.03), (3) a polymorphism at CNOT1 gene was associated with poor response to a dendritic cell-based therapeutic vaccine (p=0.0031) resulting from a phase I clinical trial on untreated Brazilian patients, (4) a systematic review with metaanalysis of experimental anti-HIV-1 therapeutic vaccines protocols, which appointed improvements and (5) a genetic association study between polymorphisms in genes involved in antiretroviral drugs pharmacodynamic pathways and immune system homeostasis and antiretroviral therapy immunologic failure did not find significant associations during multivariate analysis, suggesting the need of further studies. Therefore, genetic analysis is a strong ally to be used in the follow-up of HIV-1 patients, having the potential to guide treatment optimization, as well to help the development of new therapeutic vaccines.
7

Estudo bacteriologico retrospectivo das infecções micobacterianas em pacientes portadores da sindrome de imunodeficiencia adquirida (aids)

Bensi, Eliane Picoli Alves 2002 (has links)
Orientador: Marcelo de Carvalho Ramos Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2018-08-03T05:55:46Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bensi_ElianePicoliAlves_M.pdf: 2299876 bytes, checksum: e1ab5f641e6fc1e9b4c65f3932a9a024 (MD5) Previous issue date: 2002 Resumo: As principais espécies de Micobactérias isoladas de 51 pacientes portadores da síndrome de imunodeficiência adquirida (aids), admitidos ao Hospital de Clínicas da UNICAMP no ano de 1996, foram estudadas retrospectivamente, de acordo com o sítio do seu isolamento e seu papel patogênico. Desses isolamentos, 28 (54,9%) dos casos foram de M tuberculosis e 23 (45,1%) do complexo M avium. No caso da tuberculose, os materiais clínicos em que as culturas deram positivas foram, como esperado, escarro e líquor, na sua maioria, enquanto o M avium foi recuperado com maior freqüência do sangue, o que atesta o caráter disseminado da doença. Os resultados mostram que a infecção pelo M avium em pacientes com aids é freqüente e relacionada estritamente com o grau da imunodeticiência (quantidade de células CD4 ). No grupo estudado a freqüência de isolamento de M avium foi semelhante à do M tuberculosis, contradizendo a opinião de que o primeiro tem importância reduzida em países de elevada prevalência de tuberculose. Cepas isoladas de M tuberculosis nos anos de 1996, 1997 ,1998 provenientes de 50 pacientes, também portadores de aids foram' submetidas à pesquisa de sensibilidade à Isoniazida e Rifampicina. Dessas, 41 (82%) foram sensíveis a ambos os quimioterápicos testados, 5 (10%) foram resistentes à lsoniazida e sensíveis à Rifampicina, 2 (4%) foram sensíveis à Isoniazida e resistentes à Rifampicina e 2 (4%) resistentes a ambos, Rifampicina e Isoniazida Abstract: The main species of mycobacteria isolated in 51 patients with adquired immune deficiency syndrome (aids) admited to the Clinical Hospital of UNICAMP in 1996, were studied retrospectively by recording the isolation site and sings of pathogenesis. Of these isolates, 28 (54,9%) were M tuberculosis and 23 (45,1%) M avium complexo Strains of M tuberculosis isolated in 1996,1997,1998 , originating from 50 patients who had aids were tested for susceptibility to Isoniazid and Rifampicin. Of these, 41 (82%) were susceptible to both drugs tested, 5 (10%) were resistent to Isoniazid and susceptible to Rifampicin, 2(4%) were susceptible to Isoniazid ande resistent to Rifampicin, and 2(4%) were resistent to both Rifampicin and Isoniazid Mestrado Ciencias Basicas Mestre em Clinica Medica
8

Tuberculose em pacientes adultos infectados pelo virus da imunodeficiencia humana atendidos no Hospital das Clinicas da Universidade Estadual de Campinas

Sinkoc, Veronica Maria 2002 (has links)
Orientador: Helenice Bosco de Oliveira Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2018-08-03T14:44:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Sinkoc_VeronicaMaria_M.pdf: 2765446 bytes, checksum: 1e087ff6d8e23a0f150c621123e6b8ca (MD5) Previous issue date: 2002 Resumo: Existe consenso de que a pandemia do Vírus da Imunodeficiência Humana (HIV) desencadeou um aumento na incidência da tuberculose. Por outro lado, a tuberculose diminui a sobrevida de pessoas com HIV. Este estudo teve por objetivo descrever aspectos epidemiológicos, a apresentação clínica, diagnóstico e evolução de pacientes com co-infecção tuberculose-HIV . Foi realizado estudo descritivo de pacientes adultos com tuberculose, notificados em 1998, pelo Núcleo de Vigilância Epidemiológica do Hospital de Clínicas da Universidade Estadual de Campinas, que apresentavam sorologia positiva para o HIV. Foram incluídos pacientes com 13 anos de idade ou mais. Noventa e oito pacientes foram estudados. A relação masculino/feminino foi de 2,6/1, sendo que as mulheres eram mais jovens e com menos escolaridade que os homens. Houve referência de drogadição por 54,8% dos pacientes e etilismo por 57,3%. A exposição anterior a doentes de tuberculose aconteceu em 43,9%. O diagnóstico de infecção pelo HIV foi simultâneo ao de tuberculose em 31,6% e a tuberculose foi a doença definidora de AIDS em 46,9% dos pacientes. O diagnóstico de infecção pelo HIV simultâneo à tuberculose esteve relacionado à hospitalização, enquanto o uso de drogas esteve relacionado ao diagnóstico prévio de infecção pelo HIV. A média e mediana de contagem de linfócitos T CD4 foram respectivamente 187 e 111 cel/mm3 no momento do diagnóstico da tuberculose. A apresentação clínica pulmonar isolada aconteceu em 39,8%, a extrapulmonar em 30,6% e associação de ambas em 29,6%. O diagnóstico de tuberculose foi realizado com base na presença de bacilo álcool-ácido resistente ou M. tuberculosis em 65,3% e exames que sugeriam tuberculose em 34,7% dos pacientes estudados. A internação por ocasião do diagnóstico de tuberculose aconteceu em 53,1%. A evolução dos casos foi de cura em 35,7%, abandono 21,4%, óbito 32,7% e transferência, 10,2%. Ao comparar cura e óbito, a hospitalização possibilitou 7,3 vezes mais chance de óbito. Estes dados mostram a gravidade da tuberculose em pacientes com HIV. Estratégias para realizar diagnóstico precoce do HIV devem ser implementadas na população, favorecendo a aplicação de profilaxia para tuberculose e o controle da imunossupressão através de terapia anti-retroviral Abstract: There is a consensus that the Human Immunodeficiency Virus (HIV) pandemia elevated the incidence of tuberculosis. On the other hand, tuberculosis reduces the survival rate of individuals with HIV. The objective of this study was to describe epidemiological aspects as well as the clinical, diagnostic and evolutional presentation of patients co-infected with HIV-tuberculosis. A descriptive study was conducted on adult tuberculous patients who presented seropositive HIV. These patients were reported in 1998 by the Epidemiological Surveillance Group, Clinical Hospital, State University of Campinas (UNICAMP). The study sample consisted of 98 patients whose ages were 13 years and above. The male/female ratio was 2.6:1. The women were younger than the men and had lower educational levels. Drug addiction was reported by 54.8% of the patients and 57.3% reported alcoholism. Previous exposure to tuberculosis had occurred in 43.9% of the patients. HIV and tuberculosis were diagnosed simultaneously in 31.6% and tuberculosis was the defining AIDS disease in 46.9% of the patients. The simultaneous diagnosis of HIV and tuberculosis was related to hospitalization while the use of drug was related to a previous diagnosis of HIV infection. The mean and median T CD4 lymphocytic counts at diagnosis of tuberculosis were 187 and 111 cells/mm3, respectively. The isolated pulmonary clinical presentation occurred in 39.8%, extrapulmonary in 30.6% and an association of both in 29.6%. Tuberculosis was diagnosed in 65.3% based on the presence of the Acid-Fast Bacilli (AFB) or the M. tuberculosis and by examinations that indicated 34.7%. After a diagnosis of tuberculosis, hospitalization occurred in 53.1%. The percentage of cases that evolved with a cure was 35.7%, 21.4% abandoned, 32.7% died and 10.2% were transferred. When cure was compared with death rate, it revealed that hospitalizations increased by 7.3 fold the chances of death. These data demonstrate the severity of tuberculosis in HIV patients. Strategies for early HIV diagnosis should be implemented so that tuberculosis can be prophylactically treated and immunossupression controlled with the antiretroviral therapy Mestrado Saude Coletiva Mestre em Saude Coletiva
9

Avaliação clinica e da medula ossea em crianças com alterações no hemograma decorrentes da infecção pelo HIV

Meira, Denilson Guimarães 2003 (has links)
Orientadores: Maria Marluce dos Santos Vilela, Irene Lorand-Metze Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2018-08-03T15:47:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Meira_DenilsonGuimaraes_M.pdf: 2162239 bytes, checksum: 61b897a51139a0db914d0d9f0c90e1c7 (MD5) Previous issue date: 2003 Resumo: Anemia, neutropenia, linfopenia, plaquetopenia e pancitopenia são freqüentes no curso da infecção pelo vírus da imunodeficiência humana (HIV). A etiologia é multifatorial: uso de drogas mielossupressoras, invasão da medula por infecções oportunistas ou neoplasias, carências nutricionais, destruição periférica e interferência direta do HIV na hematopoiese. O vírus HIV não infecta os progenitores na medula óssea. Sua ação se dá pela infecção de células auxiliares do estroma, o que acarreta desregulação da produção de citocinas e fatores de crescimento de colônias, e alterações no microambiente. O exame da medula pode auxiliar no esclarecimento etiológico das citopenias. Muitos trabalhos descrevem as alterações de medula óssea em pacientes adultos infectados pelo HIV, porém apenas 3 descrevem as alterações em crianças. Nossos objetivos foram descrever as alterações no mielograma de um grupo de crianças infectadas pelo HIV com citopenias periféricas, e verificar a contribuição desse estudo no esclarecimento das etiologias das citopenias. Reavaliar as indicações da coleta de aspirado de medula em crianças com Aids e citopenias. Comparar carga viral e subpopulações linfocitárias no sangue e na medula óssea, em pacientes com ou sem terapia antiretroviral. Foram incluídas 8 crianças com Aids e citopenias e avaliados os aspectos clínicos, mielograma, carga viral e subpopulações linfocitárias na medula, hemograma, carga viral e subpopulações linfocitárias no sangue. Todas as crianças foram caracterizadas como progressoras rápidas da infecção pelo HIV. Foram divididas em 2 grupos, em uso (Grupo 2) ou não (Grupo 1) de antiretrovirais. Grupo 1: três pacientes tiveram diagnóstico de anemia de doença crônica, 1 invasão da medula por MAC e 1 neutropenia secundária à infecção pelo HIV. Grupo 2: um paciente teve diagnóstico de neutropenia secundária à infecção pelo HIV, 1 púrpura trombocitopênica imune e 1 mielotoxicidade por pirimetamina. Não houve diferença entre carga viral no sangue e na medula em todos os pacientes. Foram encontradas correlações diretas entre: linfócitos periféricos e CD19 na medula; carga viral e CD3 total; carga viral e relação CD4/CD8; relação CD4/CD8 na medula e relação granulócitos/eritrócitos na medula (rel G/E). A carga viral no sangue e na medula e a rel G/E foram mais elevadas no Grupo 1.Os dados encontrados são semelhantes aos descritos na literatura em crianças infectadas pelo HIV. O estudo da medula óssea foi útil para o esclarecimento etiológico das citopenias em todos os pacientes, principalmente quando se suspeitou de infecção oportunista e no diagnóstico diferencial de plaquetopenia. Houve correlação entre alterações nos linfócitos da medula óssea e as alterações hematológicas no sangue periférico Abstract: Anaemia, neutropenia, lymphopenia, thrombocytopenia and pancytopenia are common in HIV infection. The causes are many: drugs, neoplasm infiltrating bone marrow, infection, bad nutrition, increased destruction and direct action of HIV within bone marrow. There is evidence to indicate that the hematopoietic stem cell (CD34+) is resistent to the infection by HIV. The multiple cells that comprise the microenvironment of the marrow (stroma) are infectable by HIV, resulting in decreased production of various hematopoietic growth factors and abnormalities of marrow stroma. Examination of bone marrow may help the diagnosis of the cytopenias. Several studies describe the abnormalities in adult HIV-infected patients, but only 3 describe these abnormalities in children.The aim of this study was to describe the abnormalities in bone marrow aspirates in a group of HIV-infected children with cytopenias, and verify the diagnostic utility of bone marrows sampling in this group. Review the indications of collecting bone marrow aspirates in HIV-infected children with cytopenias. Compare viral load and lymphocyte subsets in blood and in the marrow, in patiens under or not antiretroviral therapy. There were included 8 HIV ¿infected children with cytopenias and studied clinical aspects, bone marrow aspirates, viral load and lymphocyte subsets in the bone marrow; complete blood count, viral load and lymphocyte subsets in blood. The children were divided in 2 groups, with and without antiretroviral therapy. Group 1 (without antiretroviral therapy): 3 patients had the diagnosis of chronic disease anaemia, 1 bone marrow infiltration by MAC, and 1 neutropenia because of direct action of HIV infection. Group 2 (under retroviral therapy): 1 patient had the diagnosis of neutropenia because of direct action of HIV infection, 1 immune thrombocytopenic purpura, and 1 pancytopenia because of adverse effects of pyrimethamine. There were no differences between viral load in blood and marrow. There were some direct correlations between: blood lymphocytes and CD19 in the marrow; viral load and CD3; viral load and CD4/CD8 ratio; CD4/CD8 ratio in the marrow and G/E ratio. The viral load and G/E ratio were more elevated in group 1.The results were similar to that found in the literature for HIV-infected children. The study of marrow aspirates was useful for etiologic diagnostic of cytopenias in all patients, especially when there were suspected oportunist infections and in the differential diagnosis of thrombocytopenia. There were correlations between alterations in lymphocyte subsets in the marrow and hematologic abnormalities Mestrado Pediatria Mestre em Saude da Criança e do Adolescente
10

Micobacteriose parotidea na AIDS em fase avançada : analise histologica, imunohistoquimica e caracterização por LCR e PCR de especies de Mycobacterium

Rangel, Ana Lúcia Carrinho Ayroza 2004 (has links)
Orientador : Pablo Agustin Vargas Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba Made available in DSpace on 2018-08-03T19:45:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Rangel_AnaLuciaCarrinhoAyroza_D.pdf: 1133967 bytes, checksum: 46dc54a52ec7beba5652909ef30444e9 (MD5) Previous issue date: 2004 Doutorado

Page generated in 0.0841 seconds