• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 13
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 9
  • 8
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O emprego da teleologia na interpretação da biologia funcional e evolutiva: um estudo a respeito de concepções e da evolução conceitual de alunos de licenciatura em Ciências Biológicas / The use of teleology in the interpretation of functional and evolutionary biology: a study of conceptions and conceptual evolution of undergraduate students in biological sciences

Ceschim, Beatriz [UNESP] 13 February 2017 (has links)
Submitted by Beatriz Ceschim null (beatriz_ceschim@hotmail.com) on 2017-05-12T14:23:15Z No. of bitstreams: 1 Beatriz_Ceschim.pdf: 1601950 bytes, checksum: effd11046c4a4bede1c07661c0a72971 (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-05-12T14:39:45Z (GMT) No. of bitstreams: 1 ceschim_b_me_bauru.pdf: 1601950 bytes, checksum: effd11046c4a4bede1c07661c0a72971 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-12T14:39:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ceschim_b_me_bauru.pdf: 1601950 bytes, checksum: effd11046c4a4bede1c07661c0a72971 (MD5) Previous issue date: 2017-02-13 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A aprendizagem de evolução biológica é permeada por dificuldades referentes aos conceitos evolutivas que são frequentemente entendidos de forma equivocada, sendo que tais dificuldades são comumente tratadas por pesquisas que apontam concepções alternativas como obstáculos para o entendimento da teoria evolutiva. O pensamento teleológico é uma das dificuldades, cuja importância no ensino de evolução biológica será explorada nesse trabalho por meio de um estudo teórico e de uma investigação empírica, que possibilitaram explorar tanto as possibilidades de emprego da teleologia na interpretação da biologia quanto os empregos equivocados no discurso de estudantes da graduação de Ciências Biológicas. A obtenção de dados foi viabilizada pela gravação de áudios e aplicação de questionário escrito durante os encontros do Grupo de Pesquisa em Epistemologia da Biologia, cujos participantes eram graduandos de licenciatura em Ciências Biológicas. A análise dos dados foi realizada por meio da metodologia de análise de conteúdo e as concepções dos alunos foram classificadas cronologicamente em zonas de um perfil conceitual. As discussões convergem para a aceitação da teleologia no entendimento das causas próximas da biologia e para a rejeição nas causas últimas (evolução). A análise dos dados permitiu a identificação da presença de concepções teleológicas nas formulações dos graduandos e a análise da evolução conceitual (durante os encontros do grupo de discussão) aponta para uma tendência de redução do uso de interpretações teleológicas e para um aumento de formulações balizadas na seleção natural. Ressaltamos a necessidade de fomentar espaços formativos nos quais os graduandos possam expressar as próprias concepções evolutivas para permitir a problematização e recontextualização de empregos inadequados da teleologia para a interpretação da biologia. / The learning of biological evolution is permeated by difficulties concerning evolutionary concepts which are often misunderstood, and such difficulties are commonly covered by research which points to alternative conceptions as obstacles to the understanding of evolutionary theory. The teleological thought is one of the difficulties, whose importance on the teaching of biological evolution will be explored in this paperwork through a theoretical study and an empirical investigation, which made it possible to explore both the possibilities of teleology in the interpretation of biology and the mistaken use in the Speech of undergraduate students of Biological Sciences. The data collection was made possible by the recording of audios and the application of a written questionnaire during the meetings of the Research Group on Epistemology of Biology, whose participants were undergraduate students in Biological Sciences. Data analysis was performed using content analysis methodology and students' conceptions were chronologically classified in zones of a conceptual profile. The discussions converge towards the acceptance of teleology on the understanding of the proximate causes of biology and for rejection in ultimate causes (evolution). Data analysis allowed the identification of the presence of teleological conceptions in the formulations of the undergraduate students and the analysis of the conceptual evolution (during the meetings of the discussion group) points to a tendency of reduction of the use of teleological interpretations and to a formulation increase based on natural selection. We emphasize the need of promoting formative spaces in which the undergraduate can express their own evolutionary conceptions to allow the problematization and recontextualization of inadequate use of teleology for the interpretation of biology.
2

A evolução biológica no curriculo do estado de São Paulo: uma análise dos cadernos de apoio / Biological evolution in the curriculum of the state of São Paulo: an analysis of the supporting notebooks

Patti, Mariella [UNESP] 08 March 2017 (has links)
Submitted by MARIELLA PATTI null (mariellapatti@gmail.com) on 2017-05-09T03:14:45Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO MESTRADO - MARIELLA PATTI - A EVOLUÇÃO BIOLÓGICA NO CURRÍCULO DO ESTADO DE SÃO%0APAULO: UMA ANÁLISE DOS CADERNOS DE APOIO.pdf: 1803959 bytes, checksum: 703915da24db1807c399107adeb19b1d (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-05-10T18:18:12Z (GMT) No. of bitstreams: 1 patti_m_me_bauru.pdf: 1803959 bytes, checksum: 703915da24db1807c399107adeb19b1d (MD5) / Made available in DSpace on 2017-05-10T18:18:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 patti_m_me_bauru.pdf: 1803959 bytes, checksum: 703915da24db1807c399107adeb19b1d (MD5) Previous issue date: 2017-03-08 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Atualmente, o entendimento da Evolução Biológica como conceito mais importante e unificador de todos os campos da Biologia é unânime entre a comunidade científica, uma vez que todas as questões relativas às Ciências Biológicas só podem ser respondidas de maneira plena através da consideração dos aspectos evolutivos. A apreensão dos elementos e processos que integram o conceito da Evolução Biológica é considerada de fundamental importância não apenas em um âmbito educacional, mas também para o desenvolvimento intelectual e social do indivíduo. Assim sendo, esta dissertação se propôs a investigar a maneira com que o conceito da Evolução Biológica vem sendo oferecido à população do Estado de São Paulo no contexto da educação pública de nível médio, não apenas de modo a verificar sua exatidão em relação ao conhecimento científico atual, mas também considerando as aproximações e distanciamentos através dos quais seus conhecimentos são transpostos. Para tanto, foi realizada uma investigação de caráter qualitativo e documental acerca do conteúdo evolutivo encontrado no material didático oferecido à Rede Pública de Ensino do Estado de São Paulo. Os resultados encontrados evidenciam que além da precisão científica dos conhecimentos oferecidos ao nível da educação formal, é fundamental a presença de um olhar meticuloso sobre a forma com que os conceitos são apresentados, em busca não apenas de uma articulação eficiente entre os conceitos relativos à processos e mecanismos evolutivos, mas também de uma ampla contextualização histórica relativa ao desenvolvimento do pensamento científico. / Currently, the understanding of Biological Evolution as the most important and unifying concept in all fields of Biology is unanimous among the scientific community, since all questions related to Biological Sciences can only be fully answered through consideration of evolutionary aspects. The apprehension of the elements and processes that integrate the concept of the Biological Evolution is considered of fundamental importance not only in an educational scope, but also for the intellectual and social development of the individual. Thus, this dissertation proposed to investigate the way in which the concept of Biological Evolution has been offered to the population of the State of São Paulo in the context of public secondary education, not only in order to verify its accuracy in relation to the current scientific knowledge, but also considering the rigor and laxity through which their knowledge is transposed. For that, a qualitative and documentary research was carried out on the evolutionary content found in the didactic material offered to the Public Education Network of the State of São Paulo. The results show that in addition to the scientific accuracy of the knowledge offered at the formal education level, it is fundamental to have a meticulous look at the way in which the concepts are presented, seeking not only an efficient articulation between the concepts related to evolutionary processes and mechanisms, but also a broad historical context related to the development of scientific thought.
3

Um olhar sobre a dinâmica discursiva em sala de aula de biologia do ensino médio no contexto do ensino da evolução biológica

Pereira, Helenadja Mota Rios January 2009 (has links)
Submitted by Edileide Reis (leyde-landy@hotmail.com) on 2014-09-08T13:23:35Z No. of bitstreams: 1 Helenadja Mota Rios Pereira.pdf: 3025896 bytes, checksum: 07b51dda381965ae274b38a610406929 (MD5) / Approved for entry into archive by Fatima Cleômenis Botelho Maria (botelho@ufba.br) on 2014-09-08T16:44:59Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Helenadja Mota Rios Pereira.pdf: 3025896 bytes, checksum: 07b51dda381965ae274b38a610406929 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-09-08T16:44:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Helenadja Mota Rios Pereira.pdf: 3025896 bytes, checksum: 07b51dda381965ae274b38a610406929 (MD5) / O presente trabalho trata da abordagem comunicativa usada por professores em salas de aula de ciências e sua relação com a construção dos significados por parte dos estudantes. O estudo está centrado em uma seqüência de ensino de evolução biológica, realizada em uma sala de aula do Ensino Médio de uma escola pública do Estado da Bahia. Nesse contexto, buscamos investigar a dinâmica discursiva ocorrida na sala de aula através de uma análise utilizando a ferramenta analítica desenvolvida por Mortimer e Scott (2002), que possibilitou caracterizar as formas como o professor interage com os estudantes nos seguintes aspectos: intenções do professor, conteúdo do discurso, abordagem comunicativa, padrões de interação e intervenções do professor. As análises apresentadas mostram a relevância da ferramenta teórico-metodológica desenvolvida por Mortimer e Scott (2002), para um entendimento do papel da linguagem na construção do conhecimento científico. Nas interações discursivas analisadas, foi possível perceber o desempenho do professor no espaço interacional da classe. Os cinco aspectos da ferramenta, quando utilizados no planejamento das aulas de Ciências, podem gerar no professor um novo olhar sobre a sua prática pedagógica, uma tomada de consciência de que não basta apenas transmitir as informações científicas da temática em estudo para assegurar a aprendizagem. Faz-se necessário, antes, criar um espaço interativo no qual diferentes visões de mundo acerca dos conteúdos que estão em pauta possam ser discutidas e, eventualmente, problematizadas, de modo a promover a elaboração conceitual pelos estudantes e a ampliação de seus modos de pensar e falar sobre os fenômenos em questão.
4

Análise de argumentos sobre adaptações / Análise de argumentos sobre adaptações

Renato Chaves Azevedo 11 October 2013 (has links)
Este trabalho investiga o ensino de evolução a partir do referencial teórico da alfabetização científica e da argumentação e tem como objetivo caracterizar argumentos escritos produzidos por alunos em problemas relacionados à evolução biológica. Uma sequência didática com o tema \"adaptações\", que continha atividades voltadas para a elaboração de argumentos, foi produzida e aplicada em um curso pré-vestibular popular. A partir de textos com exemplos de adaptações de alguns seres vivos, os alunos deviam escolher entre dois modelos teóricos - teleológico ou darwinista - que explicavam como surgiram essas adaptações. Eles também deveriam apontar por que o modelo não escolhido não seria adequado. As respostas escritas dos alunos foram analisadas em termos conceituais, estruturais e de qualidade dos argumentos. Constatou-se que a grande maioria dos alunos escolheu o modelo teleológico para explicar as adaptações dos seres vivos. Os estudantes tiveram maior facilidade para construir argumentos que justificassem a opção por um modelo do que para apontar as limitações do outro. Conclui-se que, além das dificuldades já conhecidas de compreensão da teoria darwinista, existe uma falta de entendimento sobre como a Ciência opera quando há mais de um modelo para explicar um fenômeno e sobre como evidências não experimentais podem endossar as teorias científicas. Além disso, os resultados sugerem que o exemplo utilizado pode influenciar na compreensão do aluno sobre o processo de seleção natural e que o mesmo aluno pode apresentar mais de um perfil conceitual sobre evolução durante a mesma aula. / This essay investigates the teaching of evolution from the theoretical framework of scientific literacy and argumentation and aims to characterize written arguments produced by students when the subject is biological evolution. A teaching sequence about \"adaptations\", which contained activities aiming the preparation of arguments, was produced and applied in a community pre-university course. From texts with examples of adaptations of some living beings, students had to choose between two theoretical models - teleological or Darwinian - explaining how those adaptations arose. They should also point out why the model they did not would not be appropriate. The students\' written responses were analyzed in conceptual and structural terms, along with the quality of the arguments. It was found that the vast majority of students chose the teleological model to explain the adaptations. Students were easier to construct arguments to justify the choice of a model than to indicate the limitations of the other. We conclude that, besides the already known difficulties of understanding of Darwinian theory, there is a lack of understanding about how science operates when there is more than one model to explain a phenomenon and how non-experimental evidence can endorse scientific theories. Furthermore, the results suggest that the example used can influence the student\'s understanding of natural selection and that the same student may present more than one conceptual profile about evolution during the same class.
5

Análise de argumentos sobre adaptações / Análise de argumentos sobre adaptações

Azevedo, Renato Chaves 11 October 2013 (has links)
Este trabalho investiga o ensino de evolução a partir do referencial teórico da alfabetização científica e da argumentação e tem como objetivo caracterizar argumentos escritos produzidos por alunos em problemas relacionados à evolução biológica. Uma sequência didática com o tema \"adaptações\", que continha atividades voltadas para a elaboração de argumentos, foi produzida e aplicada em um curso pré-vestibular popular. A partir de textos com exemplos de adaptações de alguns seres vivos, os alunos deviam escolher entre dois modelos teóricos - teleológico ou darwinista - que explicavam como surgiram essas adaptações. Eles também deveriam apontar por que o modelo não escolhido não seria adequado. As respostas escritas dos alunos foram analisadas em termos conceituais, estruturais e de qualidade dos argumentos. Constatou-se que a grande maioria dos alunos escolheu o modelo teleológico para explicar as adaptações dos seres vivos. Os estudantes tiveram maior facilidade para construir argumentos que justificassem a opção por um modelo do que para apontar as limitações do outro. Conclui-se que, além das dificuldades já conhecidas de compreensão da teoria darwinista, existe uma falta de entendimento sobre como a Ciência opera quando há mais de um modelo para explicar um fenômeno e sobre como evidências não experimentais podem endossar as teorias científicas. Além disso, os resultados sugerem que o exemplo utilizado pode influenciar na compreensão do aluno sobre o processo de seleção natural e que o mesmo aluno pode apresentar mais de um perfil conceitual sobre evolução durante a mesma aula. / This essay investigates the teaching of evolution from the theoretical framework of scientific literacy and argumentation and aims to characterize written arguments produced by students when the subject is biological evolution. A teaching sequence about \"adaptations\", which contained activities aiming the preparation of arguments, was produced and applied in a community pre-university course. From texts with examples of adaptations of some living beings, students had to choose between two theoretical models - teleological or Darwinian - explaining how those adaptations arose. They should also point out why the model they did not would not be appropriate. The students\' written responses were analyzed in conceptual and structural terms, along with the quality of the arguments. It was found that the vast majority of students chose the teleological model to explain the adaptations. Students were easier to construct arguments to justify the choice of a model than to indicate the limitations of the other. We conclude that, besides the already known difficulties of understanding of Darwinian theory, there is a lack of understanding about how science operates when there is more than one model to explain a phenomenon and how non-experimental evidence can endorse scientific theories. Furthermore, the results suggest that the example used can influence the student\'s understanding of natural selection and that the same student may present more than one conceptual profile about evolution during the same class.
6

Trazendo a macroevolução para a sala de aula: Ensinando biologia evolutiva de forma pluralista e integrada

Costa, Vanderson de Souza 19 April 2017 (has links)
Submitted by Vanderson Costa (vanderson.costa90@gmail.com) on 2017-06-19T17:02:39Z No. of bitstreams: 1 Dissertação Final - Vanderson Costa.pdf: 2482909 bytes, checksum: f72360a5ef33b11d720463ede6a1c1e8 (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Reis (vanessa.jamile@ufba.br) on 2017-06-29T11:29:48Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação Final - Vanderson Costa.pdf: 2482909 bytes, checksum: f72360a5ef33b11d720463ede6a1c1e8 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-29T11:29:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação Final - Vanderson Costa.pdf: 2482909 bytes, checksum: f72360a5ef33b11d720463ede6a1c1e8 (MD5) / Fapesb / A teoria darwinista da evolução é um dos principais eixos integradores do conhecimento biológico atual. No entanto, mesmo com toda a importância a ela atribuída, ensinar evolução ainda apresenta desafios que têm dificultado seu ensino e sua compreensão. No contexto do ensino médio brasileiro, nota-se que a forma como os conteúdos de evolução vem sendo tradicionalmente abordada tem limitado a compreensão da evolução como um eixo integrador. É importante reconhecer que a integração do conhecimento biológico por meio da evolução passa por considerar a sua escala macroevolutiva e seu pluralismo de processos e de padrões. Contudo, o foco em seleção natural, mutação, gradualismo e microevolução, comum ao ensino de evolução, tem negligenciado importantes processos e padrões evolutivos e a macroevolução. Emerge, então, o desafio de ensinar evolução de forma a dar conta da conexão entre múltiplos processos e padrões evolutivos, de modo a permitir uma compreensão de modo pluralista e integrada. Orientada pelos marcos teóricos-metodológicos da pesquisa de design educacional, foi desenvolvida, em colaboração com um professor de biologia do ensino médio, uma investigação sobre as características de uma sequência didática para o ensino e a compreensão de evolução de modo pluralista e integrado. Esta investigação será relatada ao longo de dois artigos: (a) o primeiro artigo tratando da fase de estudo preliminar, a partir da qual foi desenvolvida a proposta de cinco princípios de design para o planejamento de uma abordagem de ensino de evolução que utilize narrativas de eventos macroevolutivos e considere a pluralidade de processos e de padrões, e (b) o segundo tratando da investigação do primeiro protótipo elaborado a partir implementação destes princípios em um contexto real de sala de aula. / The darwinian theory of evolution is one of the main integrating axis of current biological knowledge. However, even with all the importance attributed to it, teaching evolution still presents challenges that have hindered their teaching and understanding. In the context of brazilian high school, it is noted that the way how the content of evolution lessons has been traditionally treated has limited the understanding of evolution as an integrating axis. It is important to recognize that the integration of the biological knowledge through evolution takes account its macroevolutionary scale and its pluralism of processes and patterns. However, the focus on natural selection, mutation, gradualism, and microevolution, common to evolution teaching, has neglected important evolutionary processes and patterns and the macroevolution. Then, emerges the challenge of teaching evolution in order to account for the connection between diverse evolutionary processes and patterns, to allow a pluralistic and integrated understanding. Guided by the theoretical-methodological frameworks of educational design research, I developed, in collaboration with a high school biology teacher, an investigation into the characteristics of a didactic sequence for teaching and understanding of evolution in a pluralistic and integrated way. This research will be reported over two articles: (a) The first article dealing with the preliminary study phase, from which the proposal of five design principles was developed for the planning of an evolutionary teaching approach that uses narratives of macroevolutionary events and considers the plurality of processes and patterns, and (b) The second dealing with the investigation of the first prototype elaborated from implementation of these principles in a real classroom context.
7

Ensino de evolução e história do darwinismo / Teaching of evolution and history of darwinism

Nelio Marco Vincenzo Bizzo 11 December 1991 (has links)
Este estudo tem por objetívo trazer contribuições para os cursos de Biologia da escola secundária, focalizando o ensino de Evolução. As concepções dos estudantes foram estudadas e comparadas com alguns detalhes fundamentais do desenvolvimento das teorias originais de Charles Darwin, bem como com escritos de quatro estudiosos de sua obra, que se mostraram relevantes para os conteúdos escolares. Parte do trabalho de Emanuel Radl (1873-1942), John C. Greene, Robext Maxwell Young e Ernst Mayr foi apresentado criticamente. Alguns deles entendem que o darwinismo seja uma visão de mundo, outros o pensam como um grupo de teorias biológicas particulares. A presença do Homem no Orígin of Species foi discutida após pesquisas realizadas com os manusritos originais de Charles Darwin, particularmente com o capítulo 6 do \"Longo Manuscrito\". Foram apresentadas evidências que algumas razões inesperadas podem ter impedido que uma seção sobre o Homem fosse escrita no Orígin of Species. Foram apresentados livros escritos por Julian Huxley e Kettleweil, nos anos 60, e Richard Dawkins, mais recentemente, na tentativa de mostrar algumas fontes de influência sobre o entendimento que o grande público tem das teorias evolutivas. Onze estudantes de nível secundário foram entrevistados e 192 estudantes responderam a um questionário, de maneira a explicitar suas concepções após o ensino desse tópico. O livro didático utilizado nos seus cursos foi analisado, com o objetivo de verificar se suas concepções erróneas poderiam ter sido confirmadas quando estudavam esse tópico. As recomendações de 19 Secretarias de Educação foram também analisadas. Os resultados mostram pequeno entendimento das teorias biológicas. O significado da Evolução parece ser muito mais amplo do que seria de se esperar do ponto de vista do entendimento do darwinismo enquanto conjunto de teorias biológicas particulares. Evolução é entendida como estando ligada primordialmente ao Homem. Os alunos tendem a entender Evolução como progresso, crescimento, multiplicação e melhoramento. Evolução Biológica e Cultural parecem estar intimamente ligadas a uin mesmo amplo significado. Adaptação é vista como um processo individual, que ocorre durante o transcorrer da vida do organismo. Este estudo mostrou que existem algumas razões específicas para esses resultados, uma vez que o conhecimento aparece distorcido nas escolas. Uma versão simplista do desenvolvimento das teorias biológicas é apresentada aos estudantes, sem levar em consideração suas próprias concepções a esse respeito. Versões que não são mais aceitas no campo académico continuam a ser veiculadas por livros didáíicos, revistas de ampla circulação e livros destinados ao grande público. Foram apresentadas algumas evidências de que existem razões ideológicas para essas distorções, especialmente das relações entre os trabalhos de Darwin e Mendel Novas estratégias de ensino se mostram necessárias, bem como uma nova versão do desenvolvimento do darwinismo deveria ser oferecido aos alunos. Nesse sentido, as obras de August Weismann e Herman Muller deveriam ser consideradas na reconstrução do desenvolvimento das teorias biológicas entre 1837 e 1937. / This study aims at further improving quality to general high school Biology courses, focusing on the teaching of Evolution. Students\' conceptions were studied and compared with some critical details of the development of Charles Darwin\'s original theories, as well as with the writings of four Darwin Scholars, which are relevant to school contents. Part of the work of Emanuel Radl (1873-1942), John C. Greene, Robert Maxwell Young and Ernst Mayr was presented critically. Some of them regard darwinism as a world view others as a group of particular biological theories The presence of Man in Origin of Species was discussed, as the result of some pieces of research done with Charles Darwin\'s original papers, particularly with chapter 6 of the \"Long Manuscript\". Evidences were presented showing thaí some unpredictable reasons may have prevented the writing of a section on Man in Orígin of Species. Books written by Julian Huxley and Kettlewell, in mid 60Js, and by Richard Dawkins, more recently, were presented, trying to show some sources of influences on the public understanding of this topic. Eleven High School pupils were interviewed and 192 were tested, in order to show their conceptions after they had been taught the topic. The Biology textbook used in their courses was analyzed, in order to know whether their misconceptions could have been confirmed when studying the topic. The directions set by 19 Brazilian Educational Authorities were analyzed too. Results show a very poor understanding of the biological theories. The meaning QÍ Evolution seems to be far broader than what was expected, as far as darwinism, as a group of particular biological theories, is concerned. Evolution is seen as primarily related to Man. Pupils tend to understand Evolution as progress, growth, multiplication, and improvement. Biological and Cultural Evolution seem to be tied up with the same broad meaning. Adaptation is seen as an individual process, that occurs just during organisms life span. This study showed that there are some specific reasons for these results, as knowledge is distorted at schools. A very simplistic version of the development of the biological theories is presented to pupils, disregarding their own conceptions. Versions that are no longer accepted in academic grounds have been presented by textbooks, popular magazines and books aimed at the general public. Some evidence is given that there are ideological reasons for these distortions, particularly the relations between Darwin\'s and Mendels works. New teaching strategies are needed, as well as a new version of the development of darwinism should be offered to pupils. In this regard, August Weismann\'s and Herman Muller\'s work should be considered to reconstruct the development of biological theories between 1837 and 1937.
8

Evolução biológica e religião: atitudes de jovens estudantes brasileiros / Biological evolution and religion: attitudes of young Brazilian students

Helenadja Santos Mota 12 December 2013 (has links)
Considerando as dificuldades relatadas na compreensão da teoria Evolutiva Biológica no ensino de Ciências, o presente estudo tem como objetivo mapear a atitude de aceitação/rejeição da teoria da Evolução Biológica de estudantes brasileiros do Ensino Médio e identificar possíveis influências das crenças pessoais religiosas destes na aceitação de tópicos da Evolução Biológica. A pesquisa foi realizada no âmbito do projeto cooperativo internacional The Relevance of Science Education (Rose) A Relevância do Ensino de Ciências, implementado no Brasil, por meio de uma amostra de representatividade nacional. O estudo foi desenhado por uma amostragem estratificada pelos 26 estados e o Distrito Federal, com alocação proporcional, tendo como universo a amostra do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), no Brasil, no ano de 2009. A pesquisa, de natureza quantitativa, encontra-se no campo da avaliação educacional, e utilizou como instrumento de coleta de dados as Questões Nacionais do questionário Rose-Brasil, por meio de 23 itens cujas respostas são expressas em uma escala de Likert, de 4 pontos. Ao todo, 2.365 estudantes participaram da pesquisa, oriundos de 84 escolas localizadas em todos os estados brasileiros. Os resultados encontrados revelam que o alto índice de atitude positiva dos estudantes em relação à religiosidade ativa demonstra que a religião é valorizada pelos jovens pesquisados, que afirmaram serem pessoas religiosas e de fé, e terem compreensão e crença nas doutrinas religiosas. A religiosidade expressa dos jovens estudantes brasileiros participantes da pesquisa não os impede de acreditar na evolução biológica. Essa aceitação, principalmente por uma parcela de jovens cristãos evangélicos, foi um resultado surpreendente, já que muitos dos problemas detectados no ensino da evolução biológica se referem à influência das crenças religiosas na aceitação das ideias evolucionistas, especialmente do segmento evangélico, que tende a uma postura mais fundamentalista. Diante do grande número de jovens evangélicos participantes deste estudo e do aumento no número de evangélicos na população brasileira, poder-se-ia esperar maior rejeição desses estudantes em relação à teoria evolutiva biológica. A aceitação da evolução biológica por parte dos estudantes sem que, para tanto, tenham de abrir mão de suas crenças religiosas, indica uma visão de mundo que é compatível com a ciência. Esses resultados sugerem que, futuramente, podemos ter uma população mais flexível às interpretações das doutrinas religiosas e mais sensíveis às questões científicas. / Considering the reported difficulties in understanding the Biological Evolution Theory in the science education. Present study aims to map the attitude of acceptance / rejection of the theory of Biological Evolution of Brazilian students of High School and the possible influences of personal religious beliefs in the acceptance of these topics Biological Evolution. The research was conducted in the ambit of the international cooperative project The Relevance of Science Education (Rose) - The Relevance of Science Education, implemented in Brazil, through a nationally representative sample. The study sample was drawn through a stratified sampling by 26 states and the Federal District with proportional allocation, having as sampling universe the sample of the Programme for International Student Assessment (PISA) in Brazil in 2009. The research quantitative, lies within the field of educational assessment and used as a tool for data collection Questions National questionnaire Rose- Brazil by means of 23 items whose answers are expressed in a Likert scale of 4 points. In all, 2365 students participated in the survey, coming from 84 schools located in all Brazilian states. Results found reveal that the high rate of positive attitude of students in relation to active religiousness proves that religion is valued by young people researched affirmed that are religious people and faith, and have understanding and belief in religious doctrines. Expressed religiosity of young Brazilian students participating in the research does not prevent them to believe in biological evolution. This acceptance, especially for a share of young evangelical Christians, was a surprising result, since many of the problems detected in the teaching of biological evolution refer to influence of religious beliefs on the acceptance of evolutionist ideas, especially the evangelical segment, which tends to a fundamentalist posture. Before the large number of young evangelicals participating in this study and the increase in the number of evangelicals in the Brazilian population, it might be expected greater rejection of these students in relation to biological evolutionary theory. The acceptance of biological evolution by students without the have to relinquish their religious beliefs, indicates a worldview that is compatible with science. These results suggest that in the future we can have more flexible population ace interpretations of religious doctrines and most sensitive scientific issues.
9

Ensino de evolução e história do darwinismo / Teaching of evolution and history of darwinism

Bizzo, Nelio Marco Vincenzo 11 December 1991 (has links)
Este estudo tem por objetívo trazer contribuições para os cursos de Biologia da escola secundária, focalizando o ensino de Evolução. As concepções dos estudantes foram estudadas e comparadas com alguns detalhes fundamentais do desenvolvimento das teorias originais de Charles Darwin, bem como com escritos de quatro estudiosos de sua obra, que se mostraram relevantes para os conteúdos escolares. Parte do trabalho de Emanuel Radl (1873-1942), John C. Greene, Robext Maxwell Young e Ernst Mayr foi apresentado criticamente. Alguns deles entendem que o darwinismo seja uma visão de mundo, outros o pensam como um grupo de teorias biológicas particulares. A presença do Homem no Orígin of Species foi discutida após pesquisas realizadas com os manusritos originais de Charles Darwin, particularmente com o capítulo 6 do \"Longo Manuscrito\". Foram apresentadas evidências que algumas razões inesperadas podem ter impedido que uma seção sobre o Homem fosse escrita no Orígin of Species. Foram apresentados livros escritos por Julian Huxley e Kettleweil, nos anos 60, e Richard Dawkins, mais recentemente, na tentativa de mostrar algumas fontes de influência sobre o entendimento que o grande público tem das teorias evolutivas. Onze estudantes de nível secundário foram entrevistados e 192 estudantes responderam a um questionário, de maneira a explicitar suas concepções após o ensino desse tópico. O livro didático utilizado nos seus cursos foi analisado, com o objetivo de verificar se suas concepções erróneas poderiam ter sido confirmadas quando estudavam esse tópico. As recomendações de 19 Secretarias de Educação foram também analisadas. Os resultados mostram pequeno entendimento das teorias biológicas. O significado da Evolução parece ser muito mais amplo do que seria de se esperar do ponto de vista do entendimento do darwinismo enquanto conjunto de teorias biológicas particulares. Evolução é entendida como estando ligada primordialmente ao Homem. Os alunos tendem a entender Evolução como progresso, crescimento, multiplicação e melhoramento. Evolução Biológica e Cultural parecem estar intimamente ligadas a uin mesmo amplo significado. Adaptação é vista como um processo individual, que ocorre durante o transcorrer da vida do organismo. Este estudo mostrou que existem algumas razões específicas para esses resultados, uma vez que o conhecimento aparece distorcido nas escolas. Uma versão simplista do desenvolvimento das teorias biológicas é apresentada aos estudantes, sem levar em consideração suas próprias concepções a esse respeito. Versões que não são mais aceitas no campo académico continuam a ser veiculadas por livros didáíicos, revistas de ampla circulação e livros destinados ao grande público. Foram apresentadas algumas evidências de que existem razões ideológicas para essas distorções, especialmente das relações entre os trabalhos de Darwin e Mendel Novas estratégias de ensino se mostram necessárias, bem como uma nova versão do desenvolvimento do darwinismo deveria ser oferecido aos alunos. Nesse sentido, as obras de August Weismann e Herman Muller deveriam ser consideradas na reconstrução do desenvolvimento das teorias biológicas entre 1837 e 1937. / This study aims at further improving quality to general high school Biology courses, focusing on the teaching of Evolution. Students\' conceptions were studied and compared with some critical details of the development of Charles Darwin\'s original theories, as well as with the writings of four Darwin Scholars, which are relevant to school contents. Part of the work of Emanuel Radl (1873-1942), John C. Greene, Robert Maxwell Young and Ernst Mayr was presented critically. Some of them regard darwinism as a world view others as a group of particular biological theories The presence of Man in Origin of Species was discussed, as the result of some pieces of research done with Charles Darwin\'s original papers, particularly with chapter 6 of the \"Long Manuscript\". Evidences were presented showing thaí some unpredictable reasons may have prevented the writing of a section on Man in Orígin of Species. Books written by Julian Huxley and Kettlewell, in mid 60Js, and by Richard Dawkins, more recently, were presented, trying to show some sources of influences on the public understanding of this topic. Eleven High School pupils were interviewed and 192 were tested, in order to show their conceptions after they had been taught the topic. The Biology textbook used in their courses was analyzed, in order to know whether their misconceptions could have been confirmed when studying the topic. The directions set by 19 Brazilian Educational Authorities were analyzed too. Results show a very poor understanding of the biological theories. The meaning QÍ Evolution seems to be far broader than what was expected, as far as darwinism, as a group of particular biological theories, is concerned. Evolution is seen as primarily related to Man. Pupils tend to understand Evolution as progress, growth, multiplication, and improvement. Biological and Cultural Evolution seem to be tied up with the same broad meaning. Adaptation is seen as an individual process, that occurs just during organisms life span. This study showed that there are some specific reasons for these results, as knowledge is distorted at schools. A very simplistic version of the development of the biological theories is presented to pupils, disregarding their own conceptions. Versions that are no longer accepted in academic grounds have been presented by textbooks, popular magazines and books aimed at the general public. Some evidence is given that there are ideological reasons for these distortions, particularly the relations between Darwin\'s and Mendels works. New teaching strategies are needed, as well as a new version of the development of darwinism should be offered to pupils. In this regard, August Weismann\'s and Herman Muller\'s work should be considered to reconstruct the development of biological theories between 1837 and 1937.
10

A apropriação dos princípios fundamentais da teoria da evolução e os alcances abstrativos na concepção de mundo / The appropriation of the theory of evolution's fundamental principles and the development of the worldview / The appropriation of the theory of evolution's fundamental principles and the development of the worldview

Rosa, Júlia Mazinini [UNESP] 31 August 2018 (has links)
Submitted by Julia Mazinini Rosa (jrmazinini@gmail.com) on 2018-09-25T02:41:53Z No. of bitstreams: 1 Tese completa Júlia Rosa.pdf: 1894478 bytes, checksum: 2104d0fc5f9ccb5254a883be113b564d (MD5) / Rejected by Priscila Carreira B Vicentini null (priscila@fclar.unesp.br), reason: Bom dia Julia, Solicitamos que realize correções na submissão seguindo as orientações abaixo: 1) A sequência correta deve ser: capa (obrigatório), folha de rosto (obrigatório), ficha catalográfica (obrigatório), errata (opcional), folha de aprovação (obrigatório), dedicatória (opcional), agradecimentos (opcional), epígrafe (opcional), resumo na língua vernácula (obrigatório), resumo em língua estrangeira (obrigatório), lista de ilustrações (opcional), lista de tabelas (opcional), lista de abreviaturas e siglas (opcional), lista de símbolos (opcional), sumário (obrigatório) 2) Tendo recebido BOLSA CAPES e de acordo com: PORTARIA Nº 206, DE 4 DE SETEMBRO DE 2018 - Dispõe sobre obrigatoriedade de citação da CAPES (Diário Oficial da União: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=05/09/2018&jornal=515&pagina=22), NOS AGRADECIMENTOS DEVERÁ COLOCAR A FRASE: O presente trabalho foi realizado com apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Brasil (CAPES) - Código de Financiamento 001 Para maiores esclarecimentos, acesse as normas da biblioteca: http://fclar.unesp.br/#!/biblioteca/normas-da-abnt/normalizacao/ ou procure as bibliotecárias da Seção de Referência, Camila (camila.serrador@unesp.br) ou Elaine (elaine.batista@unesp.br) - (16) 3334 6222 Agradecemos a compreensão. on 2018-09-25T12:14:53Z (GMT) / Submitted by Julia Mazinini Rosa (jrmazinini@gmail.com) on 2018-10-05T00:35:41Z No. of bitstreams: 1 Tese completa para repositório.pdf: 1905085 bytes, checksum: 66b7cdcec75a180c32ba8ca805178b1d (MD5) / Rejected by Aline Aparecida Matias null (alinematias@fclar.unesp.br), reason: Solicitamos que realize uma nova submissão seguindo as orientações abaixo: 1) Ficha catalográfica: a entrada do nome no cabeçalho da ficha está incorreto. A forma certa é: Rosa, Julia Mazinini 2) Folha de Aprovação: falta a data da defesa. 3) Numeração das páginas: as páginas pré-textuais devem ser contadas, com exceção da capa e ficha catalográfica, mas a numeração deverá aparecer somente a partir da primeira página textual. No seu caso é a Introdução, que na verdade é a página 11. Baseado nestas informações renumere as páginas. 4) Sumário: após a renumeração do trabalho será preciso refazer o sumário, para que ele represente fielmente a paginação do trabalho. Agradecemos a compreensão. on 2018-10-05T21:18:49Z (GMT) / Submitted by Julia Mazinini Rosa (jrmazinini@gmail.com) on 2018-10-07T14:58:42Z No. of bitstreams: 1 Tese completa para repositório CORRIGIDA 07 OUT.pdf: 1994984 bytes, checksum: 0645d3b9fcae1c9547ee8ec13f96267e (MD5) / Approved for entry into archive by Aline Aparecida Matias null (alinematias@fclar.unesp.br) on 2018-10-08T13:53:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 rosa_jm_dr_arafcl.pdf: 1994984 bytes, checksum: 0645d3b9fcae1c9547ee8ec13f96267e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-08T13:53:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 rosa_jm_dr_arafcl.pdf: 1994984 bytes, checksum: 0645d3b9fcae1c9547ee8ec13f96267e (MD5) Previous issue date: 2018-08-31 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A Pedagogia Histórico-Crítica estabelece algumas premissas que se colocam como ponto de partida para o estudo aqui apresentado, entre elas: a relação entre o trabalho educativo e a formação/transformação na concepção de mundo de alunos e professores é uma das preocupações centrais desta teoria pedagógica; o papel do conhecimento sistematizado se efetiva de maneira mais consistente quanto mais o ensino se aproxime de uma concepção materialista, histórica e dialética de mundo; ensinar conteúdos escolares é ensinar concepções de mundo veiculadas por eles. Desta forma, o presente trabalho, situado nas interfaces entre a Pedagogia Histórico-Crítica, a Psicologia Histórico-Cultural e a Filosofia da Biologia, pretende explicitar a relação entre a educação escolar e a formação da concepção de mundo, particularizada na mediação de conteúdos de ensino a partir da teoria evolucionista. Tomando como unidade de análise o trabalho pedagógico, buscou-se examinar os principais elementos da teoria da evolução como contribuições para a formação, por meio da educação escolar, de uma concepção objetiva de natureza; bem como elucidar as relações entre a construção de uma concepção objetiva de natureza e a elaboração de uma concepção científico-filosófica de mundo, tendo em vista apontar o potencial desenvolvente do ensino de Biologia para a edificação da mesma. O primeiro capítulo destinou-se a esclarecer as origens da concepção de mundo e a unidade de análise do objeto desta pesquisa (ambos fundados na atividade de trabalho). No segundo capítulo foram analisadas três dimensões distintas da concepção de mundo (filosófico-científica, psicológica e pedagógica) e estabelecidas as relações entre elas. O terceiro capítulo expôs um percurso pela história do método científico e da própria Biologia, com a finalidade de evidenciar as relações entre o pensamento biológico que institui a concepção de natureza e a formação da concepção de mundo; bem como caracterizar a concepção de natureza, teleológica e essencialista, predominante até o século XIX e já superada. Isto permitiu considerar que o ensino de Biologia fundamentado em concepções essencialistas, teleológicas e metafísicas de natureza não se identifica com o ensino do pensamento científico mais desenvolvido. O quarto e último capítulo destinou-se a explicar por que a concepção evolucionista de mundo é considerada revolucionária e analisar os fundamentos materialistas, históricos e dialéticos de alguns dos principais sistemas conceituais do pensamento evolutivo atual como conteúdos escolares. Foram analisados os conceitos de: organismo, população biológica, espécie, ancestralidade/descendência com modificações, seleção natural, adaptação, teleonomia. O percurso adotado nos possibilitou defender a tese de que o ensino e a apropriação de princípios fundamentais da teoria da evolução podem contribuir para a construção das bases da concepção materialista, histórica e dialética de natureza e de mundo. / The Critical-Historical Pedagogy establishes some premises that stand as a starting point for the study presented here, among them: the relation between education and the formation / transformation of the worldview of students and teachers is one of the central concerns of that pedagogical theory; the role of scientific knowledge is more consistently effective the more teaching approaches a materialist, historical, and dialectical worldview; teaching school content is to teach worldviews conveyed by them. The present study is based on Critical-Historical Pedagogy, Cultural-Historical Psychology and the Philosophy of Biology and aims to clarify the relation between school education and the formation of the worldview, through the mediation of the school content "evolution". We take as unit of analysis the pedagogical work and sought to examine the main elements of the theory of evolution as contributions to the formation, through school education, of an objective conception of nature; as well as to elucidate the relations between the construction of an objective conception of nature and the elaboration of a scientific-philosophical worldview, in order to point out the developmental potential of Biology teaching for its construction. The first chapter was intended to clarify the origins of the worldview and the unit of analysis of this research (both based on the human work). In the second chapter three different dimensions of the worldview (philosophical-scientific, psychological and pedagogical) were analyzed and the relations between them were established. The third chapter presented a history of the scientific method and Biology itself, with the purpose of highlighting the relations between the biological thought that institutes the conception of nature and the formation of the worldview; as well as to characterize the teleological and essentialist conception of nature that had been predominant until the nineteenth century and is, today, already surpassed. This allowed us to consider that the teaching of Biology based on essentialist, teleological and metaphysical conceptions of nature is not identified with the teaching of the most developed scientific thinking to date (which contradicts principles of Critical-Historical Pedagogy). The fourth and final chapter was intended to explain why the evolutionary worldview is considered revolutionary and to analyze the materialistic, historical, and dialectical foundations of some of the major conceptual systems of current evolutionary thinking as school contents. Among them, organism, biological population, species, ancestry / descent with modifications, natural selection, adaptation, teleonomy. The course adopted allowed us to defend the thesis that the teaching and appropriation of evolution‟s fundamental principles can contribute to build the bases of the materialist, historical and dialectical conception of nature and worldview

Page generated in 0.1157 seconds