• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 27
  • 2
  • Tagged with
  • 29
  • 10
  • 10
  • 10
  • 10
  • 9
  • 8
  • 8
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Cultivo do Gastrópode Pomacea amazonica (Reeve, 1856)

Pires Junior, Amilcar Nogueira 25 July 2017 (has links)
Submitted by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-02-01T14:30:33Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Amilcar N. Pires Junior.pdf: 1316226 bytes, checksum: b018883c75955fe95751758c74a6b45e (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-02-01T14:30:50Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Amilcar N. Pires Junior.pdf: 1316226 bytes, checksum: b018883c75955fe95751758c74a6b45e (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-02-01T14:31:05Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Amilcar N. Pires Junior.pdf: 1316226 bytes, checksum: b018883c75955fe95751758c74a6b45e (MD5) / Made available in DSpace on 2017-02-01T14:31:05Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Amilcar N. Pires Junior.pdf: 1316226 bytes, checksum: b018883c75955fe95751758c74a6b45e (MD5) Previous issue date: 2017-07-25 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The gastropods cultivation is present in several regions of the world. The Ampullariidae family has the largest freshwater snails serve as food, pets and generate income through economic activities. This study determined the growth, weight gain and survival of juvenile Pomacea amazonica (Reeve, 1856) with different diets, and feeding frequencies storage densities. Adults gastropods were collected between March and June 2015 in the town of Itacoatiara, AM, Brazil. After hatching, the juveniles were distributed into tanks containing 4 L of water and aeration system. In the experiment with different diets, the juveniles were fed four types: Fish food with 34% crude protein, fish meat Prochilodus brevis Steindachner, 1875, macrophyte Pistia stratiotes L. and grass Echinochloa polystachya (Kunth) Hitch with 10% of the weight of biomass per day provided. In the experiment food frequency, juveniles were fed with Fish food mentioned above to the equivalent of 10% of biomass/day, divided into one, two, three and four times throughout the day. For both experiments were made triplicate treatments and biometrics every 10 days gaging the size and weight of juveniles. In the density experiment triplicates were performed for each treatment and collected every 15 days. Juveniles were fed as the previous experiment and distributed in three densities: 1) 2.5 animals/L; 2) 5 animals/L and 10 animals/L. The diet that stood out was the basis of feed for fish being more efficient for all parameters for the culture of juvenile P. amazonica with significantly higher earnings to growth (F=945.0751; DF=3; P<0.0001), weight gain (H=101.1429; DF=3; P<0.0001), biomass gain (H=107.206; DF=3; P<0.0001), specific growth rate (F=954.7999; DF=3; P<0.0001), total weight gain (H=101.1429; DF=3; P<0.0001) and weight gain in percentage (H=101.1429; DF=3; P<0.0001) compared to other treatments after forty days of experiment. juvenile P. amazonica subjected the food frequencies significantly the length of the shell (F=267.6275; DF=3; P<0.0001). Gastropods fed three four times a day achieved significant gains for weight gain (H=98.3327; DF=3; P<0.0001), biomass gain (H=99.71289; DF=3. P<0.0001), specific growth rate (F=272.704; DF=3; P<0.0001), total weight gain (H=98.3327; DF=3; P<0.0001) and weight gain percentage (H=98.3327; DF=3; P<0.0001) when compared with those fed once or twice per day. The density that stood out was 2.5 animals/L being most effective for the growth parameters (F=219.9366; DF=2; P<0.0001), weight gain (H=67.6807; DF=2; P<0.0001), specific growth rate (F=179.8956; DF=2; P<0.0001), total weight gain (H=67.6807; DF=2; P<0.0001) and weight gain in percentage (H=67.6807; DF=2; P<0.0001) compared to other treatments after 225 days of the experiment. Thus for future crops species must use feed for fish food at least three times a day and animals densities of 2.5/L for higher gains in cultivation. / O cultivo de gastrópodes está presente em diversas regiões do mundo. A família Ampullariidae possui os maiores caramujos de água doce, servem como alimento, animais de estimação e geram rendas através de atividades econômicas. Este estudo determinou o crescimento, ganho de peso e sobrevivência de juvenis de Pomacea amazonica (Reeve, 1856) com diferentes dietas, frequências de alimentação e densidades de estocagem. Os gastrópodes adultos foram coletados entre os meses de março e junho de 2015, na cidade de Itacoatiara, AM, Brasil. Após a eclosão os juvenis foram distribuídos em tanques contendo 4 L de água e sistema de aeração. No experimento com diferentes dietas, os juvenis foram alimentados com quatro tipos: ração de peixe com 34% de proteína bruta, carne de peixes Prochilodus brevis Steindachner, 1875, macrófita Pistia stratiotes L. e grama Echinochloa polystachya (Kunth) Hitch, com 10% do peso da biomassa fornecidas por dia. No experimento de frequência alimentar, os juvenis foram alimentados com ração de peixe citada acima o equivalente a 10% de biomassa/dia, dividida em uma, duas, três e quatro vezes ao longo do dia. Para ambos experimentos foram feitas triplicatas dos tratamentos e biometrias a cada 10 dias aferindo tamanho e peso dos juvenis. No experimento de densidade foram feitas triplicatas para cada tratamento e biometrias a cada 15 dias. Os juvenis foram alimentados conforme o experimento anterior e distribuídos em três densidades: 1) 2,5 animais/L; 2) 5 animais/L e 10 animais/L. A dieta que se destacou foi a base de ração para peixe sendo mais eficiente para todos os parâmetros para a cultura dos juvenis P. amazonica com ganhos significativamente maiores para o crescimento (F=945,0751; GL=3; P<0,0001), ganho de peso (H=101,1429; GL=3; P<0,0001), ganho de biomassa (H=107,206; GL=3; P<0,0001), taxa de crescimento específico (F=954,7999; GL=3; P<0,0001), ganho de peso absoluto (H=101,1429; GL=3; P<0,0001) e ganho de peso em porcentagem (H=101,1429; GL=3; P<0,0001), quando comparado com outros tratamentos após quarenta dias de experimento. Os juvenis de P. amazonica submetidos as frequências alimentares diferiram significativamente quanto ao comprimento da concha (F=267,6275; GL=3; P<0,0001). Os gastrópodes alimentados três e quatro vezes por dia obtiveram ganhos significativos para ganho de peso (H=98,3327, GL=3; P<0,0001), ganho de biomassa (H=99,71289; GL=3; P<0,0001), taxa de crescimento específico (F=272,704; GL=3; P<0,0001), ganho de peso absoluto (H=98,3327; GL=3; P<0,0001) e ganho de peso em porcentagem (H=98,3327; GL=3; P<0,0001) quando comparados com os que foram alimentados uma e duas vezes por dia. A densidade que destacou foi a de 2,5 animais/L sendo mais eficaz para os parâmetros de crescimento (F= 219,9366; GL=2; P<0,0001), ganho de peso (H= 67,6807; GL=2; P<0,0001), taxa de crescimento específico (F= 179,8956; GL=2; P<0,0001), ganho de peso absoluto (H= 67,6807; GL=2; P<0,0001) e ganho de peso em porcentagem (H= 67,6807; GL=2; P<0,0001), quando comparado com os outros tratamentos após 225 dias de experimento. Assim para futuros cultivos da espécie deve-se usar ração para peixe, alimentados pelo menos três vezes por dia e densidades de 2,5 animais/L para obter maiores ganhos no cultivo.
2

Biometria da rádula e padrão dos fragmentos de restrição do DNA de espécies do gênero Phyllocaulis (mollusca : gatropoda : veronicellidae)

Mansur, Georgina Gonçalves January 2001 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000401361-Texto+Completo-0.pdf: 1361469 bytes, checksum: 329fa0580621e6b8b6156c8d6e01f764 (MD5) Previous issue date: 2001 / The genus Phyllocaulis Colosi, 1922 has being differenciated into five species based on anatomical and morphological analysis: P. variegatus (Semper, 1885), P. tuberculosus (Martens, 1868), P. boraceiensis Thomé 1976, P. soleiformis (Orbigny, 1835) and P. gayi (Fischer, 1872). Using classification emphasis is given to the form of the penis, spathe and the penal and pedal glands. However such criteria have been proved to be insufficient for identification of more complex groups, where the differentiating characteristics are not evident. There are five forms of Phyllocaulis soleiformis, A, B, C, D and E, representing populations from distinct geographical regions. In this investigation the entire genus was studied using scanning electron microscope (SEM) to examine the mandible, lateral and rachidian teeth and the radula. This examination together with the application of statistical analysis permitted the reclassification of form C of P. soleiformis as a new species. A complementary study based on the compilation of enzyme standards obtained from fragments of fourteen restriction enzymes which were applied in the regions ITS1 of 18S rDNA. The resulting gene distance tree showed form C of P. soleiformis to be a link between the two principal groups. Therefore, the application of these different methodologies led to the discrimination of the species P. variegatus, P. tuberculosus, P. boraceiensis, and P. gayi, forms A, B, D, and E and the differentiation of form C. As a result of these findings we propose that, P. soleiformis form C be renamed Phyllocaulis renschi Thomé, 1965. / O gênero Phyllocaulis Colosi, 1922 vem sendo diferenciado em cinco espécies, segundo análises morfológicas: P. variegatus, P. tuberculosus, P. boraceiensis, P. soleiformis e P. gayi. A ênfase é dada à forma do pênis, espata, glândula peniana e glândula pediosa. Esse critério vem se mostrando insuficiente para a resolução de grupos mais complexos, onde os caracteres diferenciais não são evidentes. Em P. soleiformis adotou-se formas A, B, C, D e E para populações que apresentam variabilidade morfológica e são oriundas de regiões geográficas distintas. Nesta investigação, abrangeu-se todas as espécies do gênero Phyllocaulis analisandose as ripas da mandíbula e os dentes laterais e raquidianos da rádula, a partir de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Esta análise juntamente com tratamentos estatísticos permitiu reclassificar a forma C de P. soleiformis como uma nova espécie. Em outra investigação determinou-se o mapa físico empregando 14 enzimas de restrição de P. variegatus, P. tuberculosus, P. boraceiensis, P. soleiformis e, para fins comparativos, Belocaulus angustipes e Sarasinula linguaeformis. Esse mapa foi obtido através dos fragmentos da região ITS1 do 18S rDNA. A árvore de distâncias gênicas apresenta a forma C de P. soleiformis como um elo de ligação entre os dois principais agrupamentos por possuir um grande número de caracteres comuns com todo os outros táxons. Isto demonstra que a forma C sofreu poucas alterações ao longo de seu processo evolutivo. As diferentes técnicas levaram à caracterização das espécies P. variegatus, P. tuberculosus, P. boraceiensis, P. soleiformis com a diferenciação da forma C. Os resultados permitem propor a revalidação do nome Phyllocaulis renschi para a forma C de P. soleiformis.
3

Revisão taxonômica e análise cladística de Omalonyx d'Origny, 1837 (Mollusca, Gastropoda, Succineidae)

Arruda, Janine Oliveira January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000432092-Texto+Completo-0.pdf: 4321589 bytes, checksum: 51aa9d7b8303d7b480f97239ba486b89 (MD5) Previous issue date: 2011 / The genus Omalonyx d’Orbigny, 1837 (from the Greek omal: flattened and onyx: nail, claw) is composed by hermaphrodite slugs which have, as their standard tegument coloring, two blackish longitudinal lines and dispersal spots over the body. The mantle covers the visceral mass and variable extensions of the shell. This genus is also characterized by an aulacopod foot. The shell is reduced, fragile, flattened and nail-shaped, having a whorl on its extremity. The shell aperture corresponds to around 90% of the shell’s height and the animal is unable shelter inside it. The genus’ specimens live in ecotone environments, on adjacent vegetations along floodlands, lakes and swamps. They are distributed throughout the Neotropical area, occurring in the West Indies and South America. Historically, Omalonyx taxonomic studies were based on the shell, radula, jaw and, more recently, on reproductive system characters. This thesis incorporated the greatest possible number of Omalonyx lots from widespread distribution areas, obtained through fleld collections and loans. Shell morphology, reproductive system anatomy and ovariotestis and hermaphrodite duct histology studies were conducted in order to identify characters for generic and specific diagnoses. Radulae and jaw relevance was discussed based on the genus’ bibliography and additional studies on those structures. After the taxonomic and systematic review, six species were considered valid; four new species were proposed as well as the creation of the subgenus Supertholus. The valid Omalonyx species are Omalonyx (Omalonyx) unguis (d’Orbigny, 1837), O. (O. ) matheronii (Potiez & Michaud, 1835), O. (S. ) convexus (Heynemann, 1868), O. (O. ) brasiliensis (Simroth, 1896), O. (O. ) geayi Tillier, 1980 e O. (O. )pattersonae Tillier, 1981, Omalonyx (O. ) elguru n. sp., Omalonyx (O. ) malabarbai n. sp., Omalonyx (O. ) carioca n. sp. and Omalonyx (S. ) saoborjensis n. sp. The cladistic analysis, based on the Parsimony Principle and on 26 morpho-anatomic characters, resulted in two most parsimonious cladograms with 69 steps, consistency index of 0. 76 and retention index of 0. 77. In both hypotheses, all phylogenetic relationships were completely resolved for the Omalonyx species. The phylogenetic relationship hypothesis for Omalonyx species is [[O. (C. ) convexus + Omalonyx (S. ) saoborjensis n. sp. ] [Omalonyx (O. ) elguru n. sp. [[O. (O. ) geayi + O. (O. ) pattersonae] [Omalonyx (C. ) malabarbai n. sp. [O. (O. ) matheronii [Omalonyx (C. ) carioca n. sp. [O. (O. ) unguis + O. (O. ) brasiliensis]]]]]]]. / O gênero Omalonyx d'Orbigny, 1837 (do grego omal: plano, achatado e onyx: unha, garra) compreende lesmas hermafroditas com um padrão de coloração do tegumento com duas linhas longitudinais escuras, manchas dispersas sobre o corpo, manto encobrindo a massa visceral e a concha em diferentes extensões e pé aulacópode. A concha é reduzida, frágil, achatada, unguiforme, possui aproximadamente uma volta, a abertura corresponde a aproximadamente 90% da altura da concha e não abriga o animal dentro dela. São animais que ocorrem em ambientes de ecótone, em vegetações adjacentes de planície de inundação de rios, em lagos e brejos. Têm distribuição restrita à região Neotropical, com ocorrência nas ilhas das pequenas Antilhas no mar do Caribe e na América do Sul. Historicamente, os estudos taxonômicos em Omalonyx foram baseados nas características da concha, dos dentes da rádula, na mandíbula e mais recentemente na anatomia do sistema reprodutório. Esta tese utilizou o maior número possível de lotes de Omalonyx de uma ampla área de distribuição do gênero, obtidas através de coletas e empréstimos de coleções científicas. A morfologia da concha, anatomia do sistema reprodutório e histologia do ovariotestis e dueto hermafrodita foram estudados objetivando identificar as estruturas que têm valor para a diagnose das espécies do gênero. A relevância dos dentes da rádula e mandíbula na diagnose específica são discutidas baseadas no estudo da bibliografia do grupo e em estudos relacionados. Após a revisão taxonômica e sistemática, foram consideradas válidas seis espécies previamente descritas e são propostas quatro espécies novas, bem como a criação do subgênero Supertholus. As espécies válidas do gênero são Omalonyx (Omalonyx) unguis (d'Orbigny, 1837), O. (O. ) matheronü (Potiez & Michaud, 1835), O. (S. ) convexus (Heynemann, 1868), O. (O. ) brasiliensis (Simroth, 1896), O. (O. ) geayi Tillier, 1980 e O. (O. ) pattersonae Tillier, 1981, Omalonyx (O. ) elguru n. sp., Omalonyx (O. ) malabarbai n. sp., Omalonyx (O. ) carioca n. sp. e Omalonyx (S. ) saoborjensis nsp. A análise cladística baseada no Princípio da Parcimônia e utilizando 26 caracteres morfo-anatômicos resultou em dois cladogramas igualmente parcimoniosos de 69 passos, índice de consistência 0,76 e índice de retenção 0,77. Em ambas as hipóteses, as relações filogenéticas das espécies de Omalonyx encontram-se totalmente resolvidas. As relações entre as espécies do gênero são [[O. (C. ) convexus + Omalonyx (S. ) saoborjensis n. sp. ] [Omalonyx (O. ) elguru n. sp. [[O. (O. ) geayi + O. (O. ) pattersonae] [Omalonyx (C. ) malabarbai n. sp. [O. (O. ) matheronü [Omalonyx (C. ) carioca n. sp. [O. (O. ) unguis + O. (O. ) brasiliensis]]]]]]].
4

Gastrópodes límnicos e helmintofauna associada da Microrregião da Baixada Maranhense, MA, com ênfase nos transmissores da esquistossomose

Cantanhede, Selma Patrícia Diniz January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-15T13:01:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 selma_cantanhede_ioc_dout_2015.pdf: 5584268 bytes, checksum: ec561fb39a607f98c3d048ff171a6204 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2015 / Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Oswaldo Cruz. Rio de Janeiro, RJ, Brasil / Neste trabalho são apresentados os resultados do levantamento qualitativo e quantitativo da malacolofauna límnica da microrregião da Baixada Maranhense, MA, considerada de baixa endemicidade para esquistossomose. Dados da helmintofauna associada aos moluscos são também fornecidos. O estudo qualitativo ocorreu no período de novembro de 2011 a julho de 2012 abrangendo os 21 municípios da Baixada Maranhense e mais dois municípios vizinhos, enquanto que o quantitativo foi realizado em quatro desses municípios (Palmeirândia, Pedro do Rosário, São Bento e São Vicente Férrer), entre julho de 2012 e julho de 2014. No estudo qualitativo foram coletados 9.129 moluscos (Ampullariidae, Ancylidae, Planorbidae, Physidae e Succineidae): Biomphalaria glabrata; B. schrammi; B. straminea; Drepanotrema anatinum; D.cimex; D. depressissimum; D. lucidum; Gundlachia radiata; G. ticaga; Hebetancylus moricandi ; Omalonyx matheroni; Physa marmorata; Plesiophysa guadeloupensis; Pomacea maculata e Pomacea diffusa. As espécies Gundlachia radiata, G. ticaga, H. moricandi, P. guadeloupensis, P. diffusa e O. matheroni foram registradas pela primeira vez para o estado do Maranhão. Quanto aos transmissores da esquistossomose, B. glabrata foi encontrada em cinco municípios (Bacurituba, Peri-Mirim, Pinheiro, São Bento e São Vicente Férrer), enquanto B. straminea em nove (Arari, Conceição do Lago Açu, Igarapé do Meio, Monção, Pedro do Rosário, Penalva, Pinheiro, São Bento e Vitória do Mearim), sendo que em Pinheiro e São Bento, essas espécies foram observadas em sintopia No estudo quantitativo foi verificada a ocorrência de 13 espécies das 15 citadas anteriormente (com exceção de D. cimex e O. matheroni), totalizando 9.052 exemplares de gastrópodes límnicos e 111 de Omalonyx sp.. A família Planorbidae e B. straminea apresentaram maior abundância em julho, 2012 onde foi registrada a maior abundância de espécies. A temperatura e a precipitação diária influenciaram positivamente a abundância de B. glabrata e o mesmo foi observado entre a precipitação diária e a abundância de B.schrammi no município de Pedro do Rosário. A maioria das espécies foi categorizada como frequente ou constante e o teste de Kruskal-Wallis demonstrou que não houve variação significativa quanto à distribuição da frequência de gastrópodes límnicos entre os municípios e entre os grupos analisados. Com relação as estações de amostragem, a análise de aninhamento mostrou a existência de subconjuntos de espécies sugerindo que um determinado grupo de espécies mais comuns está presente em todos os ambientes. A Análise de Escalonamento Multidimensional mostrou maior semelhança entre os municípios de São Bento e São Vicente Férrer e entre Palmeirândia e Pedro do Rosário Os quatro municípios investigados apresentaram baixa diversidade, visto a dominância de algumas espécies. Quanto à helmintofauna associada aos moluscos, no período de novembro de 2011 a julho de 2014, foram identificados dez tipos cercarianos, sendo que Echinostome cercaria foi o mais frequente. Cercárias de Schistosoma mansoni foram encontradas em exemplares de B. glabrata em São Bento (outubro de 2012) e São Vicente Férrer (julho de 2014). Pomacea maculata apresentou a maior variedade de tipos cercarianos e foi reportada, pioneiramente, como o primeiro hospedeiro intermediário dos trematódeos Stomylotrema gratiosus e Travtrema stenocotyle. Os resultados mostraram que a microrregião da Baixada Maranhense é epidemiologicamente importante quanto à transmissão da esquistossomose, devido a fatores ambientais e sócio-econômicos que continuam favorecendo a transmissão dessa parasitose, além da presença de dois hospedeiros intermediários de S. mansoni. Com este trabalho, pioneiro para o estado do Maranhão, espera-se contribuir para o conhecimento da biodiversidade deste importante ecossistema do nordeste do Brasil, além de nortear futuros estudos voltados à promoção da saúde da população desse estado / This paper deals with a qualitative and quantitative survey of freshwater gastropods performed in the Baixada Maranhense Microregion, MA, considered of low endemicity for schistosomiasis. Helminths data associated with molluscs are also provided. The qualitative study was conducted from November 2011 to July 2012 covering the 21 municipalities of Baixada Maranhense microregion and two neighboring municipalities, while the quantitative was carried out in four of these municipalities (Palmeirândia, Pedro do Rosário, São Bento and São Vicente Férrer) between July 2012 and July 2014. In the qualitative study they were collected 9.129 snails (Ampullariidae, Ancylidae, Planorbidae, Physidae and Succineidae): Biomphalaria glabrata; B. schrammi; B. straminea; Drepanotrema anatinum; D.cimex; D. depressissimum; D. lucidum; Gundlachia radiata; G. ticaga; Hebetancylus moricandi; Omalonyx matheroni; Physa marmorata; Plesiophysa guadeloupensis; Pomacea maculata and Pomacea diffusa. Six species were reported for the first time to the state of Maranhão: Gundlachia radiata, G. ticaga, H. moricandi, P. guadeloupensis, Pomacea diffusa and O. matheroni. As for the schistosomiasis transmitters B. glabrata was found in five municipalities (Bacurituba, Peri-Mirim, Pinheiro, São Bento and São Vicente Férrer), whereas B. straminea in nine (Arari, Conceição do Lago Açu, Igarapé do Meio, Monção, Pedro do Rosário, Penalva, Pinheiro, São Bento and Vitória do Mearim) These snail vectors were found in sintopy in Pinheiro and São Bento. In the quantitative study 13 species out of the 15 listed above were collected (excepting D. cimex and O. matheroni), totaling 9.052 specimens of freshwater gastropods and 111 Omalonyx sp.. The family Planorbidae and B. straminea had higher abundance in July 2012 where was recorded the highest abundance of species. The temperature and daily precipitation positively influenced the abundance of B. glabrata and the same was observed between daily precipitation and abundance of B.schrammi in Pedro do Rosário. Most species was categorized as frequent or constant and the test Kruskal-Wallis showed no significant variation in the distribution of frequency freshwater gastropods between municipalities and between the collecting sites groups. Regarding sampling stations, the nesting analysis showed the presence of subsets of species suggesting that a certain group of most common species is present in all environments.The Multidimensional Scaling Analysis showed greater similarity among the municipalities of São Bento and São Vicente Férrer and among Palmeirândia and Pedro do Rosário The four investigated municipalities showed low diversity, due to the dominance of some species. As for the associated helminths, from November 2011 to July 2014, ten cercarian types were identified and Echinostome cercaria was the most frequent. Cercariae of Schistosoma mansoni were found in samples of B. glabrata in São Bento (October, 2012) and São Vicente Férrer (July, 2014). Pomacea maculata showed the greatest variety of cercaria types and it was reported, for the first time, as the first intermediate host of the trematodes Stomylotrema gratiosus and Travtrema stenocotyle. The results showed that the Baixada Maranhense microregion is epidemiologically important for schistosomiasis transmission, due to environmental and socio-economic factors that continue to favor the transmission of this disease, in addition to the occurrence of two intermediate hosts S. mansoni. This work, pioneer in the state of Maranhão, is expected to contribute to the knowledge of the biodiversity of this important ecosystem of northeastern Brazil, and guide future studies aiming to promoting the health of the population of that state
5

Sistemática e ecologia de espécies de Omalonyx (Mollusca, Gastropoda, Succineidae) no estado do Rio Grande do Sul

Arruda, Janine Oliveira January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:12:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000388531-Texto+Completo-0.pdf: 2114154 bytes, checksum: 53e83820348b154411b81d52791f0e7b (MD5) Previous issue date: null / The revalidation of the species Omalonyx convexa (Martens, 1868), its distribution in the Rio Grande do Sul state, as well as its ecology are presented in this work. The specimens of O. convexa presented a variation of the tegument coloring which comprehended from milky white to dark gray, almost black, passing through orange, beige and gray. The shell presented itself covered by the mantle in different proportions, however, it was not completely covered on any of the specimens. The animals were found in lentic water environments and flooded terrains, on macrophytes of the species Eicchornia crassipes, Salvinia auriculata, Pistia stratiotis, in vegetations adjacent to swamp banks and under artificial objects such as canvases, cardboards and styrofoam. A neotype is proposed for the type-species of the genus O. unguis (d´Orbigny, 1835), once it does not present any designated nominotypical material. Regarding the pallial cavity of the family Succineidae, it is observed that the primary ureter initiates at the kidney, near the pericardium, and runs transversely until the rectum. The secondary ureter follows a short distance along the rectum, and then it borders the edge of the mantle passing by the pneumostome, and proceeds to the anterior region of the pallial cavity. Next, the secondary ureter folds with an 180o angle and becomes determined as the tertiary ureter, which follows on the direction of the pneumostome and opens in a position immediately anterior to the respiratory orifice, on its right side, by the excretory pore, which allows their classification among the Heterurethra. The value of the Omalonyx shell in the species diagnosis of the genus was examined. For this purpose, 218 shells from 13 different populations were measured, belonging to three species of Omalonyx. Two Canonical Discriminant Analysis were made: the first considered the population of each locality as a distinct group; for the second, the grouping was made by species. The population groups resulted as highly heterogeneous and only 54. 1% of the groups were correctly classified. The second analysis presented a correction percentage of 94%, with highly significant results, demonstrating that shell measurements can aid in the species determination of this genus. The characters of the reproductive system, the morphology of the tentacles and the position of the genital pore in the holotype of Omalonyx (Neohyalimax) brasiliensis (Simroth, 1896) and Omalonyx s. s. were investigated and discussed. The synonymization of Neohyalimax with Omalonyx is proposed, the former becoming a junior synonym. Omalonyx brasiliensis (Simroth, 1896) remains a valid species, based solely on the holotype. / Apresenta-se a revalidação da espécie Omalonyx convexa (Martens, 1868), sua distribuição no Estado do Rio Grande do Sul, bem como sua ecologia. Os espécimes de O. convexa apresentaram uma variação na coloração do tegumento de branco leitoso ao cinza escuro, próximo ao preto, passando pelo alaranjado, bege e acinzentado. A concha apresentou-se encoberta pelo manto em diferentes graus, porém, em nenhum dos espécimes, exibiu-se completamente ocultada. Os animais foram encontrados em ambientes de águas lênticas e em terrenos alagados, em macrófitas das espécies Eicchornia crassipes, Salvinia auriculata, Pistia stratiotis, em vegetações adjacentes a margens de banhados e sob substratos artificiais como lonas, papelões e isopores. Propõe-se, para a espécie-tipo do gênero O. unguis (d´Orbigny, 1835), um neótipo, uma vez que esta não apresenta material nominotípico designado. Em relação à cavidade palial da família Succineidae, observa-se o ureter primário iniciando-se no rim, próximo ao pericárdio, e correndo transversalmente até o reto. O ureter secundário percorre uma pequena distância junto ao reto. Em seguida, este margeia a borda do manto, passa pelo pneumostômio e segue adiante até a região anterior da cavidade palial. O ureter secundário, então, se dobra em um ângulo de 180o e passa a ser denominado ureter terciário. Este se encaminha na direção do pneumostômio e se abre imediatamente em posição anterior ao orifício respiratório, no lado direito deste, pelo poro excretor, o que permite classificá-los entre os Heterurethra. Examinou-se o valor da concha de Omalonyx na diagnose das espécies do gênero. Foram medidas 218 conchas, oriundas de 13 populações, e pertencentes a três espécies de Omalonyx. Duas Análises Canônicas Discriminantes foram realizadas: a primeira considerou a população de cada localidade como um grupo distinto; na segunda, o agrupamento foi realizado por espécie. O grupo de populações resultou bastante heterogêneo e apenas 54,1% dos grupos resultaram como classificados corretamente. A segunda análise apresentou um percentual de 94,0% de correção, com resultados bastante significativos, demonstrando que as medidas de conchas podem auxiliar na determinação das espécies deste gênero. Foram investigados e discutidos os caracteres do sistema reprodutório, a morfologia dos tentáculos e a posição do poro genital no holótipo de Omalonyx (Neohyalimax) brasiliensis (Simroth, 1896) e de Omalonyx s. s. Propõe-se a sinonimização de Neohyalimax com Omalonyx, tornando-se o primeiro, um sinônimo júnior. Omalonyx brasiliensis (Simroth, 1896) permanece uma espécie válida, com base unicamente no holótipo.
6

A tribo Marginellini Fleming, 1828 na costa brasileira (Mollusca, Gastropoda, Marginellidae) / The tribe Marginellini, Fleming 1828 in the Brazilian coast (Mollusca, Gastropoda, Marginellidae)

Souza Junior , Paulino José Soares de 19 February 1996 (has links)
Submitted by Alberto Vieira (martins_vieira@ibest.com.br) on 2018-06-15T17:40:19Z No. of bitstreams: 1 273264.pdf: 8682718 bytes, checksum: 82a0c5df30af4d67a7e1fb1ac64d2457 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-15T17:40:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 273264.pdf: 8682718 bytes, checksum: 82a0c5df30af4d67a7e1fb1ac64d2457 (MD5) Previous issue date: 1996-02-19 / CAPES / FUJB / A taxonomia da tribo Marginellini Fleming, 1828 é examinada a nível genérico e específico. O estudo foi baseado em material Recente e fóssil depositado em coleções públicas e particulares, estrangeiras e brasileiras. Verifica-se que a tribo, está representada na costa brasileira, por dois gêneros: Eratoidea Weinkauff, 1879 e Marginella Lamarck, 1799. As espécies de Eratoidea eram incluídas em Dentimargo Cossmann, 1899. E este por sua, vez foi muitas vezes, confundido com Stazzania Sacco, 1890. No entanto, verificou-se que: Dentimargo é um gênero fóssil que está restrito ao Eoceno da bacia de Paris, caracterizado pela presença de uma quinta plica columelar, pelo alto grau de bifurcação destas plicas apresentado por algumas espécies e Stazzania, também um gênero fóssil, está restrito ao Mioceno da Itália, caracterizado por uma ligeira bifurcação das plicas columelares mas sem a quinta plica presente em Dentimargo. Eratoidea é um gênero cujo registro fóssil pode ser traçado... / The generic and specific taxonomy of the tribe Marginellini Fleming, 1828 is examined. This study was based on fossil and Recent material deposited in Brazilian and foreign collections, public and private. The tribe is represented in the Brazilian coast by two genera: Eratoidea Weinkauff, 1879 and Marginella Lamarck, 1799. The species of Eratoidea were referred to Dentimargo Cossmann, 1899, that has been confused with Stazzania Sacco, 1890. Yet, it was verified that Dentimargo is a fossil genus restricted to the Parisian Eocene, characterized by the high degree of bifurcation on the columelar plicactions a the presence of a fifth columelar plication, while Stazzania, also a fossil genus, is restricted to the Italian Miocene and characterized by a slight bifurcation on the columelar plications and the absence of the fifth columelar plication. Eratoidea can be traced, through its fossil...
7

Fósseis em micritos quaternários da Serra da Bodoquena, Bonito-MS e sua aplicação em estudos paleoambientais / Fossils in quaternary micrites of Bodoquena Range, Bonito-MS and their application in paleoenvironmental studies

Giselle Utida 22 May 2009 (has links)
O município de Bonito e arredores em Mato Grosso do Sul apresentam atrações turísticas relacionadas a diversos tipos de depósitos carbonáticos quaternários, que formam cachoeiras, barragens naturais e tornam as águas de turbidez quase nula. A área está inserida no Parque Nacional da Serra da Bodoquena e na Reserva da Biosfera do Pantanal (UNESCO). As tufas calcárias são rochas porosas formadas pela precipitação do carbonato de cálcio em água doce e podem conter diversos tipos de fósseis. Apresentam-se sob a forma de cachoeiras, barragens e sedimentos lacustres que formam depósitos micríticos inconsolidados, descritos dentro da Formação Xaraiés. Os micritos são extensos e relativamente espessos em toda a região. Contudo, a maior parte das ocorrências está intemperizada, parcialmente erodida e distribuída em áreas limitadas. O presente estudo foca a caracterização paleontológica, granulométrica e geoquímica (elementos maiores, menores, traços e isótopos de carbono e oxigênio), através de levantamento de detalhe dos micritos da área da Mineração Calcário Xaraés, em Bonito (MS). As amostras foram obtidas por furo de trado, coleta de amostras superficiais e de bloco decimétrico orientado para estudo tafonômico, complementado com investigação de campo e amostragem de algumas áreas na Serra da Bodoquena, Pantanal e Corumbá. Os micritos da Mineração Calcário Xaraés, são depósitos lacustres e podem ser descritos em três eventos: 1: base afossilífera, oncólitos, argilominerais e dados isotópicos marcam um período de maior umidade; 2: ostracodes, algas caráceas e gastrópodes fósseis que colonizaram este estágio e a baixa variação dos dados isotópicos sugerem um período estável; 3: gastrópodes de água doce resistentes a ressecamento colonizaram esta etapa, em associação com os dados isotópicos sugerem processos alternados de evaporação e umidade. O topo da seção estudada é marcada por evaporação total da água do lago, morte em massa do gastrópode Biomphalaria e instalação do gastrópode Idiopyrgus. A ausência de estruturas sedimentares, orientação, seleção e fragmentação dos bioclastos e o empacotamento fraco a disperso e feições de alteração dos bioclastos por tempo de exposição na interface água-sedimento denotam condições estáticas do ambiente durante o processo final de deposição. Estas características também sugerem abastecimento do lago por águas subterrâneas, pois produzem menor taxa de alteração dos bioclastos e manutenção das condições químicas da água, como demonstrado pela homogeneidade dos dados geoquímicos. Outros depósitos estudados de micritos também apresentam resultados semelhantes. Há forte presença de indivíduos do gênero Biomphalaria e da Família Hydrobiidae nos depósitos. Dados de campo mostram os depósitos de tufas calcárias na região com extensão maior que as registradas, ocorrendo principalmente próximos aos leitos dos rios atuais, que os dissolvem nos períodos chuvosos. Os depósitos de tufas calcárias da Serra da Bodoquena, principalmente os micríticos, provavelmente foram formados nos últimos 10.000 anos, indicando período mais quente e seco que o atual. Os últimos 2.700 na região podem ser caracterizados por aumento da umidade, extinção dos depósitos micríticos e instalação dos depósitos de tufas de cachoeira e barragens. / Bonito town and surrounding areas in Mato Grosso do Sul state are tourist attractions related with many quaternary carbonate deposits which form waterfalls, dams and render almost zero turbidity waters. That area is part of the National Park of Bodoquena Range and Pantanal Biosphere Reserve (UNESCO). Calcareous tufa are porous rocks formed by calcium carbonate laid down in freshwaters containg a great variety of fossils. They were presented in form of waterfalls, dams and lacustrine sediments, forming unconsolidated micritic deposits, being part of the Xaraés Formation. Micritic deposits are extensive and thick in whole area. Most of the deposits are weathered, partly eroded and distributed in restricted areas. The present study focuses on paleontological, granulometric, and geochemical (major, minor and trace elements, carbon and oxygen isotopes) data. The micritic deposits of Calcário Xaraés Mine in Bonito (MS) are detailed studied. Samples were obtained by auger drilling, also in outcrops area and one orientated centimetric indeformed block for taphomic study. The research was complemented with field study and sampling in the Bodoquena Range, Pantanal and Corumbá. Calcário Xaraés Mine micrites are lacustrine deposits. We described through three events: 1: their base does not contain fossils, but bears oncoids, clayminerals. Isotope data point to a wetter period, 2: ostracods, charophytes and gastropods fossils colonized this episode and homogeneity of isotope data suggest a stable event, 3: freshwater gastropods endured scarce water conditions so colonized the area. The isotope data then was varied suggesting alternated periods of evaporation and humidity. Total water lake evaporation resulted in the mass death of the Biomphalaria gastropod and consequent with diffusion of Idiopyrgus gastropod. Absence of sedimentary structures, bioclastic orientation, selection and fragmentation, weak to dispersal packing bioclast and bioclastic alteration features, are indications of long durantion in the water-sediment interface. These features suggest environmental static conditions during the final deposition. These features also suggest groundwater supplies to the lake, leading to less bioclastic alteration, and maintaing chemical water conditions, such as homogeneity of geochemical data. Other studied micritic deposits show almost the same results. There is strong presence of gastropod Biomphalaria and Hydrobiidae Family on these deposits. Field data show calcareous tufa deposits with an extension larger than the studied area, occurring mainly next to the rivers, which dissolve micritic in the rainy period. Bodoquena Range calcareous tufa deposits, mainly micritic sediments, probably were formed in the last 10.000 years, indicating a hotter and drier period than nowadays. The last 2.700 years in this region can be characterized by humidity increase, micritic deposits extinctions and installation of waterfalls and dams tufa depositions.
8

Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo: biodiversidade e implicações ambientais. / Taphonomic presentations of current gastropods from the coast of Rio de Janeiro and São Paulo: biodiversity and environmental implications.

Pinto, Maria Clara da Silva 31 October 2017 (has links)
Submitted by Maria Clara da Silva Pinto null (mclara_sb@hotmail.com) on 2018-03-03T14:00:12Z No. of bitstreams: 3 Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo_biodiversidade e implicações ambientais..pdf: 5013362 bytes, checksum: 5d5df8e5ce5af9639d990602e43d57b4 (MD5) ficha catalográfica.pdf: 10100 bytes, checksum: 949a488d1c7e4d47fa66d9d50d74c33d (MD5) folhadeaprovação.pdf: 357664 bytes, checksum: 791242f1905789dd0f4af122ed46a4c1 (MD5) / Rejected by Disleide Silvia Valerio Gounella null (disleide@clp.unesp.br), reason: REJEITADO EM 05/03/2018 A Folha de Aprovação deverá aparecer no corpo do trabalho, ou seja, junto com o texto. Consultar a Instrução Normativa 01/2014 – CLP, artigo 50, Inciso II, que diz que a sobre a ficha catalográfica; Consultar a Instrução Normativa 01/2014 – CLP , Artigo 50, Inciso VIII, que diz sobre Referência bibliográfica; Favor fazer um arquivo só com o nome do título do trabalho. Está aparecendo desta forma para mim. Abrir arquivo Dissertação (4.781Mb) ficha catalográfica (9.863Kb) folha de aprovação (349.2Kb) Qualquer dúvida, entre em contato. abs. Disleide Silvia Valerio Gounella Bibliotecária CLP - São Vicente Fone: (13)3569-7154 Mailto: disleide@clp.unesp.br skype: disleidesilviavaleriogounella on 2018-03-05T16:29:35Z (GMT) / Submitted by Maria Clara da Silva Pinto null (mclara_sb@hotmail.com) on 2018-03-05T20:45:03Z No. of bitstreams: 1 Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo_biodiversidade e implicações ambientais..pdf: 5077914 bytes, checksum: 52adaf9dd757e15edbfd5a34ed87fcb9 (MD5) / Rejected by Disleide Silvia Valerio Gounella null (disleide@clp.unesp.br), reason: Bom dia. Estão faltando as palavars chaves em inglês. abs. Disleide on 2018-03-06T14:32:16Z (GMT) / Submitted by Maria Clara da Silva Pinto null (mclara_sb@hotmail.com) on 2018-03-06T15:33:24Z No. of bitstreams: 1 Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo_biodiversidade e implicações ambientais..pdf: 5077914 bytes, checksum: 52adaf9dd757e15edbfd5a34ed87fcb9 (MD5) / Rejected by Disleide Silvia Valerio Gounella null (disleide@clp.unesp.br), reason: Maria Claro, bom dia. Faltou o nome do co-orientador. abs. Disleide on 2018-03-07T13:48:35Z (GMT) / Submitted by Maria Clara da Silva Pinto null (mclara_sb@hotmail.com) on 2018-03-07T13:57:26Z No. of bitstreams: 1 Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo_biodiversidade e implicações ambientais..pdf: 5077914 bytes, checksum: 52adaf9dd757e15edbfd5a34ed87fcb9 (MD5) / Approved for entry into archive by Disleide Silvia Valerio Gounella null (disleide@clp.unesp.br) on 2018-03-08T18:42:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 pinto_mcs_me_svci.pdf: 5077914 bytes, checksum: 52adaf9dd757e15edbfd5a34ed87fcb9 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-08T18:42:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 pinto_mcs_me_svci.pdf: 5077914 bytes, checksum: 52adaf9dd757e15edbfd5a34ed87fcb9 (MD5) Previous issue date: 2017-10-31 / Estudos actuopaleontológicos sobre os danos que o ambiente e outros organismos causam nas conchas de gastrópodes, tanto fósseis como atuais no Brasil, são incipientes e há pouca produção na área. Este trabalho estudou as frequências de cinco assinaturas tafonômicas, tais como abrasão, fragmentação, bioerosão, incrustação e dissolução observadas em 895 bioclastos coletados em três localidades da costa litorânea brasileira: Macaé-RJ, com sua linha de costa aberta, desprotegida e adjacente à área de ressurgência de Cabo Frio-RJ; Ubatuba-SP, com linha de costa recortada, caracterizada por pouca energia; e Cananéia-SP no extremo sul paulista, com sua linha de costa aberta e influência estuarina. As coletas bióticas a abióticas, realizadas em parceria com o LabCam (Unesp/Bauru), aconteceram mensalmente, de junho de 2013 a julho de 2014, com a utilização de barco camaroeiro e rede de arrasto em profundidades de 5 a 15 metros. A Olivancillaria urceus e a Buccinanops gradatus se destacaram pela quantidade entre as 16 espécies identificadas nas três localidades. Demarcaram-se padrões de assinaturas tafonômicas em dois diferentes grupos (subambientes), relacionados principalmente com a estabilidade da concha/sedimento. Esta estabilidade mostrou relação com a profundidade, recorte da costa e distância geográfica de ilhas, área de ressurgência e correntes. Esta observação permitirá estabelecer termos comparativos para o estudo de concentrações fossilíferas, melhorando o entendimento de sua gênese e contribuindo, assim, para o aprimoramento da interpretação paleoecológica.
9

Assinaturas tafonômicas de gastrópodes atuais do litoral de Rio de Janeiro e São Paulo : biodiversidade e implicações ambientais. /

Pinto, Maria Clara da Silva January 2017 (has links)
Orientador: Renato Pirani Ghilard / Resumo: Estudos actuopaleontológicos sobre os danos que o ambiente e outros organismos causam nas conchas de gastrópodes, tanto fósseis como atuais no Brasil, são incipientes e há pouca produção na área. Este trabalho estudou as frequências de cinco assinaturas tafonômicas, tais como abrasão, fragmentação, bioerosão, incrustação e dissolução observadas em 895 bioclastos coletados em três localidades da costa litorânea brasileira: Macaé-RJ, com sua linha de costa aberta, desprotegida e adjacente à área de ressurgência de Cabo Frio-RJ; Ubatuba-SP, com linha de costa recortada, caracterizada por pouca energia; e Cananéia-SP no extremo sul paulista, com sua linha de costa aberta e influência estuarina. As coletas bióticas a abióticas, realizadas em parceria com o LabCam (Unesp/Bauru), aconteceram mensalmente, de junho de 2013 a julho de 2014, com a utilização de barco camaroeiro e rede de arrasto em profundidades de 5 a 15 metros. A Olivancillaria urceus e a Buccinanops gradatus se destacaram pela quantidade entre as 16 espécies identificadas nas três localidades. Demarcaram-se padrões de assinaturas tafonômicas em dois diferentes grupos (subambientes), relacionados principalmente com a estabilidade da concha/sedimento. Esta estabilidade mostrou relação com a profundidade, recorte da costa e distância geográfica de ilhas, área de ressurgência e correntes. Esta observação permitirá estabelecer termos comparativos para o estudo de concentrações fossilíferas, melhorando o entendimento de su... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
10

Gastrópodes e outros invertebrados bentônicos do sedimento litorâneo e associados a macrófitas aquáticas em açudes do semi-árido paraibano, nordeste do Brasil.

Abílio, Francisco José Pegado 08 August 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:29:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseFJPA.pdf: 2249256 bytes, checksum: 6d0228bb8fea969f592516b42980ce0f (MD5) Previous issue date: 2002-08-08 / Financiadora de Estudos e Projetos / The Northeastern region in Brazil is characterized by long dry seasons, and the dams are very important to the people living in this region. In this work two dams in the semiarid of Paraiba State were studied to evaluate the quality of the water for human consumption, through the analysis of the benthonic community in the sediment and associated to aquatic macrophytes. The two dams studied are under different influences, one of them called Bodocongó receive organic wastes discharges from the city of Campina Grande, and is characterized as a hypertrophic system due to the high organic content in its waters. The other dam, called Taperoá II, is subjected to drought after long dry seasons. During the time that the present study was conducted, the dam was subjected to intense drying process, remaining only small pools. As a consequence, the waters of these poolls exhibited high values for the salinity and for the electrical conductivity. Even under different influences, the two dams exhibited similar benthic communities, characterized by a poor diversity of taxonomic groups, with predominance of gastropods, especially Melanoides tuberculata (Thiaridae), representing 80% of the total community. Further studies in the laboratory showed that M. tuberculata possesses high resistance to long periods of desiccation, with the survivors possessing high reproductive capacity that could cause the predominance of this species. / Os açudes no Nordeste Brasileiro são sistemas importantes na vida do povo daquela região, sujeita a períodos longos de estiagem. Esta tese teve como objetivo estudar as condições de uso de dois açudes do semi-árido paraibano, através da análise da comunidade de macroinvertebrados bentônicos do sedimento e associada a macrófitas aquáticas. O açude Bodocongó recebe efluentes e despejos urbanos da Cidade de Campina Grande, sem tratamento prévio, o que acarreta uma elevação das cargas orgânicas colocando o sistema em condições hipereutróficas, comprovados pelos valores elevados de condutividade elétrica e nutrientes dissolvidos. E, o açude Taperoá II localizado numa região sob forte influencia da dessecação em decorrência de períodos longos de estiagem. Na seca, verificou-se que este açude secou, restando apenas duas poças, cujas águas atingiram valores elevados de salinidade e condutividade elétrica. Apesar de ambos os açudes estarem sujeitos a diferentes condições de estresses constatou-se que as comunidades de macroinvertebrados bentônicas do sedimento e da fitofauna foram representadas pelos mesmos grupos de organismos. Caracterizadas por uma baixa riqueza de unidades taxonômicas com dominância de gastrópodes, particularmente de Melanoides tuberculata (Thiaridae), a qual representou mais de 80% da comunidade nos diferentes substratos em ambos os açudes. Embora a população de M. tuberculata decresceu em número de indivíduos, até o quase desaparecimento em decorrência de elevadas precipitações pluviométricas verificou-se, em estudos complementares no laboratório, que esta espécie possui resistência elevada a períodos longos de dessecação e, os sobreviventes mantêm capacidade reprodutiva elevada, o que explicaria a dominância de M. tuberculata na região.

Page generated in 0.0368 seconds