• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 11
  • 11
  • 8
  • 8
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Falling for lions

Paschoal, Lívia Maria Pinto January 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Letras/Inglês e Literatura Correspondente, Florianópolis, 2013 / Made available in DSpace on 2013-07-16T04:31:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 316542.pdf: 634699 bytes, checksum: 970c53f4277d027fecc2cf3937593e12 (MD5) / A Literatura Gótica é responsável por dar vida à criaturas que têm assombrado o sonho das pessoas e alimentado a imaginação de muitos por mais de um século. Entretanto, nenhuma dessas criaturas tivera a chance de estar no centro das atenções como o vampiro contemporâneo. Na primeira década do século XXI, Edward Cullen, o vampiro adolescente criado pela americana Stephenie Meyer em Crepúsculo (2005), capturou o coração de uma legião de jovens leitores ao redor do planeta. O personagem de Crepúsculo é responsável por fazer com que vampiros e, consequentemente a ficção gótica, receber atenção renovada por parte do público leitor, permitindo a proliferação de livros com temáticas vampirescas, especialmente aqueles que são direcionados aos jovens adultos. Edward também exemplifica uma nova personificação de vampiro que guarda pouca semelhança com Drácula, do romance homônimo de Bram Stoker, publicado em 1897. A análise das mudanças físicas e de personalidade que colocam Drácula e Edward em lados opostos da mesma moeda constitui o foco principal da presente investigação, que também se compromete a explorar as mudanças já sinalizadas em Louis e Lestat, do best-seller Entrevista com o Vampiro, de Anne Rice, em 1976. Além disso, esta pesquisa defende que Edward é um herói apesar de sua natureza vil. Nesta mudança de paradigma está, possivelmente, a explicação para a popularidade de Edward Cullen e o personagem vampiresco contemporâneo. Parece que os vampiros vieram para ficar. E não apenas sob a luz do luar<br> / Abstract : Gothic Literature is responsible for producing creatures that have haunted people's dreams and have fostered the imagination of many for more than a century. However, none of such creatures have ever been in the spotlight as the contemporary vampire. In the first decade of the twenty-first century, Edward Cullen, the teenager vampire from American author Stephenie Meyer's literary phenomenon Twilight (2005), has captured the hearts of a generation of young readers from all over the planet. The Twilight character is responsible for making vampires, and therefore Gothic fiction receive renewed attention from the readership, allowing a proliferation of vampire-related novels, especially those that are aimed at young adults. Edward also epitomizes a new depiction of the vampire character that bears little resemblance to Dracula, from Bram Stoker's eponymous novel, published in 1897. The analysis of the physical aspects and personality traits that place Dracula and Edward on different sides of the same coin are the core of the present investigation, which is also committed to explore the changes already signalized in the Ricean vampires Louis and Lestat, from the 1976 best-seller Interview with the Vampire. In addition, this research claims that Edward is a hero despite his villainous nature. In such change of paradigm lies, arguably, the explanation for the popularity of Edward Cullen and the contemporary vampire character, signalizing that the bloodsuckers are here to stay. And not just under moonlight
2

Entre lobos e lobisomens : feminismo, pornografia e gótico nos contos de Angela Carter /

Orlandi, Aline Cristina Sola. January 2016 (has links)
Orientador: Aparecido Donizete Rossi / Banca: Fernanda Aquino Sylvestre / Banca: Alcides Cardoso dos Santos / Resumo: A presente dissertação de mestrado pretende elucidar à luz de teorias feministas e do gênero gótico algumas técnicas de escrita utilizadas por Angela Carter na reescrita do conto de fadas "Chapeuzinho Vermelho", como forma de subversão de discursos patriarcais e desconstrução de todo um imaginário ocidental de subjugo e vitimização da mulher. Carter revisita os contos de fadas mais populares, na coletânea The Bloody Chamber and other stories, subvertendo padrões estruturais desses contos e também a posição da mulher como vítima passiva recorrente em alguns contos de fadas e na literatura gótica. Através dos contos "The Werewolf" e "The Company of Wolves" presentes na referida coletânea, pretende-se explorar como Carter faz uso de elementos do gótico para construir uma atmosfera de terror, que representa os perigos que a heroína terá que enfrentar para chegar ao final da trajetória e conquistar um prazer total (Jouissance), que ocorrerá através de sua independência econômica, social, sexual e imaginária. E como Carter propõe uma pornografia aliada à mulher, que a empodere e a ajude a descobrir sua identidade, para, assim, retomar seu lugar de igualdade com o homem na sociedade. Além disso, pretende-se elucidar, também, como a autora subverte o Gênero Gótico e os Contos de fadas, bem como a própria Pornografia e os discursos anti-pornografia do movimento feminista. / Abstract: This master's thesis aims to elucidate through feminist theories and the Gothic genre some writing techniques used by Angela Carter in the rewriting of the fairy tale "Little Red Riding Hood" as a form of subversion of patriarchal discourses and deconstruction of an entire western imaginary subjugation and victimization of woman. Carter revisits the most popular fairy tales in the collection The Bloody Chamber and other stories, subverting structural patterns of these stories and also woman's position as recurring passive victim in some fairy tales and gothic literature. Through the tales "The Werewolf" and "The Company of Wolves", present in said collection, is intended to explore how Carter makes use of Gothic elements to build an atmosphere of terror, representing the dangers that the heroine will have to face to reach the end of the path and win a total pleasure (Jouissance), through its economic, social, sexual and imaginary independence. And how Carter proposes an ally pornography to woman, that empowers and helps her discover her identity, to thus repossess her place of equality with man in society. In addition, we intend to clarify, also, as the author subverts the Gender Gothic and Fairy tale, and the very Pornography and anti-pornography feminist movement speeches. / Mestre
3

As metamorfoses da escrita gótica em Wuthering Heigths (O Morro dos Ventos Uivantes) /

Alegrette, Alessandro Yuri. January 2016 (has links)
Orientador: Karin Volobuef / Banca: Aparecido Donizete Rossi / Banca: Renata Phillipov / Banca: Alexander Meirelles da Silva / Banca: Fernanda Aquino Sylvestre / Resumo: O corpus deste trabalho de pesquisa é O Morro dos Ventos Uivantes, único romance da autora inglesa Emily Brontë que desde de sua primeira publicação em 1847 tem gerado reações contraditórias que oscilam entre o fascínio e o estranhamento entre os leitores. Buscamos analisar alguns aspectos peculiares dessa obra, enfatizando-se dentre eles seu modo de narração, que combina aspectos assustadores do romance gótico com elementos da estética realista do século XIX. Também são objetos de estudo desta pesquisa o que chamamos de "espacialidade gótica", que se evidencia nas descrições do cenário principal - Wuthering Heights, a antiga e sinistra casa que também dá o título ao romance -, e os temas e motivos do gênero gótico que foram revistos por Emily Brontë, tais como o duplo, o qual é amplamente explorado em textos com inspiração gótica, a exemplo de Manfred, poema dramático de Byron. Por fim, realizamos a análise das características do casal de protagonistas do romance, Catherine e Heathcliff, visando apontar um diálogo intertextual do livro de Brontë com obras do gênero gótico ou inseridas na tradição literária inglesa, tais como Paraíso perdido, de John Milton. / Abstract: The corpus of this research is Wuthering Heights, the only novel written by the English writer Emily Brontë that since its first publication in 1847 has generated contradictory reactions that oscillate between fascination and repulsion among readers. We analyse some peculiar aspects of this work, emphasizing among them, its mode of narration that combines frightening aspects of Gothic novel with elements of realistic aesthetics of the nineteenth century. They are also objects of this study, which we call "Gothic spatiality" that stands out in the description of its main scenario - Wuthering Heights, the old and sinister house that provides the title of the novel -, and the themes and motifs of the Gothic genre that were reviewed by Emily Brontë, such as the double, which is widely exploited in texts with Gothic inspiration, such as Manfred, dramatic poem of Byron. Finally we analyse the couple of protagonists in the novel, Catherine and Heathcliff, seeking to appoint an intertextual dialogue between Brontë's book with works of Gothic genre or inserted in the English literary tradition, such as Paradise Lost, by John Milton. / Doutor
4

A síncrese infantil e o texto de horror

Vieira, Pedro Silas Romão January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2016-09-20T04:56:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 339817.pdf: 1393192 bytes, checksum: 3027ac81d723145b5da2883eb48e9a50 (MD5) Previous issue date: 2016 / O conto O Chamado de Cthulhu ? de Howard Phillips Lovecraft ? é uma obra marcante em virtude de certos momentos onde o discurso do narrador adquire um caráter intrincado. A partir dessa constatação, foi possível traçar a hipótese que relaciona essa característica com o discurso incipiente das crianças. As teses de Maurice Merleau-Ponty ? em que ele se ocupa em refletir acerca da gênese dos discursos infantis ? permitem estabelecer um paralelo entre o tipo de discurso utilizado pelo narrador ? do referido conto ? e o discurso infantil marcado pela síncrese: termo estabelecido por Henri Wallon para descrever o caráter inicial da percepção e do pensamento infantil. Merleau-Ponty, apropria-se desse termo dando a ele um estatuto ontológico, dilucidando o caráter primordial da percepção. Aqui as coisas são percebidas de modo não-sintético e não-analítico, em uma totalidade de caráter ambíguo, inconcluso e provisório; refletindo-se nas formas incipientes de expressão. A partir da comparação merleau-pontyana entre a síncrese e o conceito intencionalidade operativa ? Fungierende Intentionalität ?, conforme Edmund Husserl, é possível entender a primeira como um aspecto das gestualidades de expressão autêntica. Tais constatações permitem traçar uma via de inteligibilidade envolvendo os pressupostos literários instituídos por H. P. Lovecraft em O Horror Sobrenatural em Literatura, relacionando aquilo que ele descreve como atmosfera com a proposições de Hans Ulrich Gumbrecht acerca da noção de Stimmung. Entendendo nessa última exatamente a possibilidade de traspor ao domínio dos significantes isso que é vivenciado na percepção dos gestos de expressão autêntica. Esses pressupostos, permitem a compreensão dos referidos trechos obscuros na narração do conto O Chamado de Cthulhu enquanto discursos sincréticos justificados pela percepção pessimista de seu narrador.<br> / Abstract : The tale The Call of Cthulhu, by Howard Phillips Lovecraft, is an outstanding work because of certain moments where the storyteller?s speech acquires an intricate touch. Beginning from this observation, it was possible to trace the hypothesis that relates this characteristic with the incipient speech of children. The theses of Maurice Merleau-Ponty, where he reflects about the genesis of childish speeches, allows to establish a parallel between the type of discourse used by the storyteller - of that tale - and the childish speech marked by synchresis: term established by Henri Wallon to describe the initial character of the perception and childish thoughts. Merleau-Ponty, appropriates himself with this term and give it an ontological status, clarifying the primordial character of perception. Here things are known on a non-synthetic and non-analytical way and in an ambiguous character, inconclusive and temporary; reflecting itself in the incipient forms of expression. From Merleau-Ponty?s comparison between synchresis and operative intentionality concept ? Fungierende Intentionalität ? in accordance with Edmund Husserl, it is possible to understand the first one as an aspect of authentic expression of gestures. These findings help to draft a way of intelligibility involving literary assumptions instituted by H. P. Lovecraft in The Supernatural Horror in Literature, relating what he describes as an atmosphere with the propositions of Hans Ulrich Gumbrecht about the idea of Stimmung. In the last one it?s possible to understand the possibility of transposing the significant?s domain to the things that are experienced in the perception of authentic expression of gestures. These prior conjectures allow the understanding of the obscure passages in the tale story The Call of Cthulhu as syncretic speeches justified by the croaker perception of it?s storyteller.
5

Subversive blood ties

Mousinho, George Alexandre Ayres de Menezes January 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Letras/Inglês e Literatura Correspondente, Florianópolis, 2013 / Made available in DSpace on 2013-07-16T21:16:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 316413.pdf: 3118322 bytes, checksum: 8dc028ee0e2a57f76f712d62530548e0 (MD5) / Esta dissertação consiste em investigar a construção do tema da decadência Gótica em Drácula de Bram Stoker e duas adaptações fílmicas do romance - Nosferatu, de Friedrich Wilhelm Murnau, e Drácula de Bram Stoker, de Francis Ford Coppola - tendo como centro da análise como três personagens - Drácula, Jonathan Harker e Mina Harker - se relacionam com tal tema. A decadência Gótica é um padrão literário do contexto fin-de-siècle da sociedade vitoriana inspirada pela crise social que acontecia na Inglaterra no fim do século XIX (Punter e Byron 39-40). Autores como Bram Stoker escreveram histórias que refletiam medos morais e sociais da sociedade vitoriana, retratando imagens de monstros que representavam a transgressão de fronteiras morais e sexuais estabelecidas pelas tradições vitorianas (Botting 88). Tendo tal discussão em mente, este estudo busca conectar a retratação de tal tema do romance às adaptações, também utilizando uma análise fílmica para identificar técnicas que destacam a representação do tema relacionado aos três personagens, finalmente ligando tal tema a crises e confusões sociais que aconteciam nos contextos de ambos os filmes.<br> / Abstract : The present dissertation consists of an investigation of the construction of the Gothic theme of decadence in Bram Stoker's Dracula and two film adaptations of the novel - Friedrich Wilhelm Murnau's Nosferatu and Francis Ford Coppola's Bram Stoker's Dracula - having as the centre of analysis how three characters - Dracula, Jonathan Harker and Mina Harker - relate to that theme. The Gothic decadence is a literary motif from the fin-de-siècle context of the Victorian Era inspired by the social crisis that took place in England in the late nineteenth century (Punter and Byron 39-40). Authors like Bram Stoker wrote stories that reflected moral and social fears of the Victorian society, depicting images of monsters that represented the crossing of moral and sexual boundaries established by the Victorian traditions (Botting 88). Bearing that discussion in mind, this study aims at connecting the portrayal of such a theme from novel to the two adaptations, also making use of a filmic analysis to identify techniques that highlight the depiction of the theme related to the three characters, ultimately linking such a thematic depiction to crises and social commotions that were taking place in both films' social contexts.
6

Frankenstein : uma releitura do mito de criação /

Alegrette, Alessandro Yuri. January 2010 (has links)
Orientador: Maria Clara Bonetti Paro / Banca: Karin Volobuef / Banca: José Garcez Ghirardi / Resumo: A dissertação de mestrado, "Frankenstein: uma releitura do mito de criação", tem como principal objetivo demonstrar como a escritora inglesa Mary Wollstonecraft Shelley, por meio de seu romance Frankenstein, ou o moderno Prometeu (1818), conseguiu criar um novo mito, isto é, o mito de Frankenstein, contribuiu para a renovação do romance gótico e para a criação de uma nova modalidade literária - a ficção científica. No primeiro capítulo foi realizado um estudo sobre as origens, características e principais obras do romance gótico. No segundo capítulo é abordada a relação entre mito e literatura e são analisados quais mitos aparecem no enredo do romance de Mary Shelley, enfatizando-se a importância do relato mítico de Prometeu. No terceiro capítulo é estudada a construção do discurso narrativo mítico de Frankenstein e é demonstrada a intertextualidade dessa obra com outros textos, tais como poemas, romances e estudos filosóficos e científicos. No quarto e último capítulo é demonstrado a releitura do mito de criação feita por Mary Shelley, a conseqüente criação do mito de Frankenstein, e as diversas interpretações e releituras que o romance recebeu, terminando com Blade Runner (O caçador de andróides, 1982), filme do cineasta inglês Ridley Scott que, ao promover a atualização do mito de Frankenstein, deu uma contribuição significativa para sua permanência em nossa cultura / Abstract: The main aim of this Master's Thesis, "Frankenstein: a rewriting of the myth of creation, is demonstrate how the English writer Mary Shelley in her novel Frankenstein, or The Modern Prometheus (1818), created a new kind of myth, renewed the gothic novel and gave origin to a new literary genre - science fiction. The first chapter discusses - the origins, characteristics and main works of the Gothic literature. The second chapter explores the relationships between myth and literature, and analyses which myths are present in the plot of Mary Shelley's novel, stressing the importance of the Promethean's story. The third chapter is concerned with the construction of mythic narrative discourse and with the novel's intertextuality with different kind texts, such as poems, another novels and philosophical and scientific studies. The fourth and last chapter concentrates on Mary Shelley's rewriting of the myth of creation, on the different ways her novel was interpreted and read, and it finishes with study of the film by the English director Ridley Scott, Blade Runner (1982), that offered a major contribution to update and foster the permanence of the Frankenstein's myth in our culture / Mestre
7

Representações da família na narrativa gótica contemporânea / Family representations in contemporary gothic fiction

Camila de Mello Santos 26 November 2010 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A tese se insere nos estudos sobre o gótico literário. Seu objetivo principal é mostrar o lar como lugar crucial para o desenvolvimento das temáticas caras ao gênero, destacando o corpo feminino como pivô. Na primeira parte, foram analisados estudos teóricos sobre o romance inglês, apontando para uma possível mudança na maneira como o gótico vem sendo tratado. Na segunda parte, obras ficcionais importantes para a discussão do lar e do corpo feminino dentro da tradição gótica foram analisadas, promovendo a articulação de tais obras com as diretrizes teóricas pertinentes. Finalmente, a terceira e última parte terá os romances Ciranda de Pedra, Daughters of the House e Lady Oracle como foco, a fim de apontar o modo como a narrativa gótica contemporânea assimilou as questões tratadas anteriormente / The present work is a study about the literary Gothic. Its main objective is to show the house as a crucial place for the development of themes related to the Gothic, highlighting the female body as a central figure. In the first part, theoretical studies related to the English novel are analyzed and a possible shift in the way the Gothic is dealt with is described. In the second part, relevant fictional works for the discussion of the house and of the female body in the Gothic tradition are analyzed in dialogue with pertinent theoretical ideas. Finally, the third and last part brings forth the novels Ciranda de Pedra, Daughters of the House and Lady Oracle in order to show how contemporary Gothic fiction deals with the issues previously discussed
8

Frankenstein: uma releitura do mito de criação

Alegrette, Alessandro Yuri [UNESP] 02 March 2010 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:25:23Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2010-03-02Bitstream added on 2014-06-13T20:13:43Z : No. of bitstreams: 1 alegrette_ay_me_arafcl.pdf: 573460 bytes, checksum: 4e564e7284dc1d936b52f3ee5ff8275f (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / A dissertação de mestrado, “Frankenstein: uma releitura do mito de criação”, tem como principal objetivo demonstrar como a escritora inglesa Mary Wollstonecraft Shelley, por meio de seu romance Frankenstein, ou o moderno Prometeu (1818), conseguiu criar um novo mito, isto é, o mito de Frankenstein, contribuiu para a renovação do romance gótico e para a criação de uma nova modalidade literária - a ficção científica. No primeiro capítulo foi realizado um estudo sobre as origens, características e principais obras do romance gótico. No segundo capítulo é abordada a relação entre mito e literatura e são analisados quais mitos aparecem no enredo do romance de Mary Shelley, enfatizando-se a importância do relato mítico de Prometeu. No terceiro capítulo é estudada a construção do discurso narrativo mítico de Frankenstein e é demonstrada a intertextualidade dessa obra com outros textos, tais como poemas, romances e estudos filosóficos e científicos. No quarto e último capítulo é demonstrado a releitura do mito de criação feita por Mary Shelley, a conseqüente criação do mito de Frankenstein, e as diversas interpretações e releituras que o romance recebeu, terminando com Blade Runner (O caçador de andróides, 1982), filme do cineasta inglês Ridley Scott que, ao promover a atualização do mito de Frankenstein, deu uma contribuição significativa para sua permanência em nossa cultura / The main aim of this Master’s Thesis, “Frankenstein: a rewriting of the myth of creation, is demonstrate how the English writer Mary Shelley in her novel Frankenstein, or The Modern Prometheus (1818), created a new kind of myth, renewed the gothic novel and gave origin to a new literary genre - science fiction. The first chapter discusses – the origins, characteristics and main works of the Gothic literature. The second chapter explores the relationships between myth and literature, and analyses which myths are present in the plot of Mary Shelley’s novel, stressing the importance of the Promethean’s story. The third chapter is concerned with the construction of mythic narrative discourse and with the novel’s intertextuality with different kind texts, such as poems, another novels and philosophical and scientific studies. The fourth and last chapter concentrates on Mary Shelley’s rewriting of the myth of creation, on the different ways her novel was interpreted and read, and it finishes with study of the film by the English director Ridley Scott, Blade Runner (1982), that offered a major contribution to update and foster the permanence of the Frankenstein’s myth in our culture
9

Representações da família na narrativa gótica contemporânea / Family representations in contemporary gothic fiction

Camila de Mello Santos 26 November 2010 (has links)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / A tese se insere nos estudos sobre o gótico literário. Seu objetivo principal é mostrar o lar como lugar crucial para o desenvolvimento das temáticas caras ao gênero, destacando o corpo feminino como pivô. Na primeira parte, foram analisados estudos teóricos sobre o romance inglês, apontando para uma possível mudança na maneira como o gótico vem sendo tratado. Na segunda parte, obras ficcionais importantes para a discussão do lar e do corpo feminino dentro da tradição gótica foram analisadas, promovendo a articulação de tais obras com as diretrizes teóricas pertinentes. Finalmente, a terceira e última parte terá os romances Ciranda de Pedra, Daughters of the House e Lady Oracle como foco, a fim de apontar o modo como a narrativa gótica contemporânea assimilou as questões tratadas anteriormente / The present work is a study about the literary Gothic. Its main objective is to show the house as a crucial place for the development of themes related to the Gothic, highlighting the female body as a central figure. In the first part, theoretical studies related to the English novel are analyzed and a possible shift in the way the Gothic is dealt with is described. In the second part, relevant fictional works for the discussion of the house and of the female body in the Gothic tradition are analyzed in dialogue with pertinent theoretical ideas. Finally, the third and last part brings forth the novels Ciranda de Pedra, Daughters of the House and Lady Oracle in order to show how contemporary Gothic fiction deals with the issues previously discussed
10

A walk with Catherine and Jane : the exposure of gothic conventions in Emily Brontë’s Wuthering Heights and Charlotte Brontë’s Jane Eyre

Moura, Caroline Navarrina de January 2017 (has links)
O objetivo desta dissertação é apresentar uma leitura de O Morro dos Ventos Uivantes (1847), de Emily Brontë, e de Jane Eyre (1847), de Charlotte Brontë, com foco nas convenções góticas contidas nas duas obras e observando as maneiras como tais convenções interferem nos movimentos das duas protagonistas, Catherine e Jane, cada uma lutando para se adaptar ao seu espaço e, ao mesmo tempo, para realizar seus anseios. Apesar de as duas obras serem estruturalmente diferentes uma da outra, ambas compartilham uma atmosfera gótica intensa, bem como uma consequente densidade psicológica que influencia a disposição mental das duas protagonistas. A leitura dos dois romances foi conduzida com a finalidade de explorar as relações encontradas entre os aspectos estruturais, sociais e psicológicos envolvidos, ressaltando os elementos góticos que representam os desafios que Catherine e Jane são forçadas a enfrentar. A obra The Coherence of Gothic Conventions (1986), da crítica literária Eve Kosofsky Sedgwick, é utilizada para identificar e contextualizar a capacidade que as imagens góticas têm de traduzir o peso imposto pelas convenções sociais sobre o processo natural de crescimento das duas protagonistas. Considerando que esse peso é consideravelmente ampliado pelas práticas sociais ligadas a questões de gênero, foi explorado o conceito de Gótico Feminino, como apresentado pela Professora Carol Margaret Davison. Especial atenção é reservada para as imagens relacionadas com espaço – o espaço psicológico necessário para o crescimento emocional das protagonistas; e o espaço físico, que determina onde e como elas devem se movimentar. Aqui o suporte teórico é oferecido pelas poéticas dos elementos primitivos, de Gaston Bachelard, para análise do corpo de imagens apresentadas nos dois romances. A conclusão comenta as soluções encontradas por Catherine Earnshaw e Jane Eyre para abrir caminho e superar os obstáculos que se lhes apresentam; e também ressalta o quanto as convenções góticas conseguem revelar sobre a estrutura social que elas representam. / This thesis consists of a reading of Emily Brontë‘s Wuthering Heights (1847) and Charlotte Brontë‘s, Jane Eyre (1847), focusing on the body of Gothic conventions they hold, and the ways in which such conventions interfere with the movements of the two female protagonists, Catherine and Jane, each struggling to fit into their space, while trying to accomplish their desires. Although the two works are structurally different in several ways, they share an intense Gothic atmosphere and its consequent psychological density, which influences the mental frame of the two protagonists. In order to explore the relations among the structural, social and psychological aspects involved, a reading of the novels has been conducted, focusing on the presence of Gothic elements that stand for the challenges Catherine and Jane are bound to face. Literary critic Eve Kosofsky Sedgwick‘s work The Coherence of Gothic Conventions (1986) is used to identify and contextualise the capacity of Gothic imagery to reveal the weight of social conventions upon the natural process of growth of the two protagonists. Inasmuch as the pressure becomes intensified by the rules of gender settlements, the concept of Female Gothic is explored, as presented by Professor Carol Margaret Davison. Particular attention is paid to the imagery related to space – psychological space for the protagonists to grow emotionally, and physical space, as determinant of where and how they must move. Here the theoretical support is offered by Gaston Bachelard‘s poetics of the primitive elements, unveiling the body of images presented in the two novels. The conclusion indicates the solutions found by Catherine Earnshaw and by Jane Eyre to find their way and overcome the obstacles they meet; with comments on how revealing Gothic imagery is of the social conventions it represents.

Page generated in 0.12 seconds