• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 3
  • Tagged with
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Da relação pai-filha à profissional mulher Um estudo qualitativo com mulheres adultas jovens, numa abordagem junguiana

Garcia, Ana Carolina Falcone 06 October 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:39:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PCL - Ana Carolina Falcone Garcia.pdf: 600319 bytes, checksum: b6a9fdaa17beff569fbf07be20547c48 (MD5) Previous issue date: 2006-10-06 / This paper aimed at showing the relationship father-daughter in attempt to understand the way this relationship affects the development of a woman in her career. In this sense, we looked forward both to some characteristics of this relationship and the attitude of a young adult woman in her professional work. The analysis also permitted the discussion about these characteristics whether they were attached to the image of the father or to the parental complex, thus, affecting or not the behavior of a woman in her professional environment. In addition, we also examined a partial integration of the animus in this crucial moment of the life of a woman. The qualitatative method was employed in this search and semi-structured interviews were conducted with six young adult women. The participants´ mean age was between 28 and 35 years of age. The results indicate that the relationship father-daughter is significant for the women both in terms of development of affection as well as in terms of guidance to her career. Anyway, we realized that the majority of women are still attached to one or other parental complex, so, while the influence of the father is important at the moment of choosing a career, conversely, the representation of the mother works as an anti-model . We also realized that the dimension of the animus of action influences most of our interviewees. In this way, the animus has been partially integrated in the life of a woman, playing an important role in this particularly period of her life / Esta pesquisa procurou compreender o relacionamento pai-filha, e suas conseqüências no desenvolvimento da mulher no trabalho profissional. Buscou-se desenvolver de que forma determinadas características dessa relação refletem-se no posicionamento profissional das mulheres adultas jovens, bem como, se elas estão presas à imagem do pai ou do complexo paterno no desenvolvimento de seu papel profissional. Também procuramos investigar se ocorre a emergência de aspectos do animus nesse momento da vida da mulher. Para o desenvolvimento desse estudo, partimos do princípio de que o pai exerce uma função importante na vida da filha e contribui, assim, para a discriminação dos aspectos Masculinos da mulher em relação à figura paterna. Sendo assim, o objetivo foi verificar como determinadas características da relação pai-filha se refletiram no posicionamento profissional de mulheres adultas jovens, utilizando para isso o referencial da Psicologia Analítica. O método escolhido foi qualititativo, tendo como população de estudo seis mulheres jovens adultas, entre 28 e 35 anos de idade. O procedimento adotado foi o da entrevista semidirigida, com roteiro previamente construído. Os resultados encontrados apontam para o vínculo muito forte com o pai e também com a mãe, destacando que a maioria das mulheres entrevistadas encontra-se ainda vinculada a algum complexo parental. Nesta pesquisa, a mãe parece ter servido como antimodelo , para a maioria dessas mulheres, na construção de seus papéis profissionais. Percebemos, também, que a dimensão do animus da ação já se encontra parcialmente integrada na maioria das mulheres estudadas, na primeira metade da vida
2

Considerações sobre a devastação mãe-filha: elementos para uma clínica da adolescência feminina / Considerations about the mother-daughter devastation: elements to a female adolescence clinical pratice

Brunner, Isadora Lins Porto Dantas 25 April 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:39:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Isadora Lins Porto Dantas Brunner.pdf: 422863 bytes, checksum: 855112cc6a1317e5edf4ccb4e789859b (MD5) Previous issue date: 2008-04-25 / This work deals with the question of the mother-daughter devastation. It intends to go deeper into what comes to be devastation, understood, at first, as the failure of the daughter in acceding to femininity owing to lived obstacles in the relation with her mother. From seeing girls in adolescence, it appeared the idea to investigate such question in a more attentive way. Thus, this research uses a work of the contemporaneous cinema in order to take advantage of the resources of this condenser of livings art. With the purpose of articulating the problematic of devastation to what Freud called civilization and Lacan, discourses , that is, to an economy of the accepted or prescript jouissances of the social bond, this investigation considers aspects related to both the capitalism of production in Freud s time and specially, the late capitalism or current capitalism of consume. It also elaborates questions related to adolescence which, due to its turbulence, is presented as a privileged moment to the devastation occurrence. In conclusion, it develops the idea which, in each woman s trajectory to her own constitution as unique, to identify herself and, at the same time, to get separated from her mother, not finding a signifier that says The Woman, the devastation is presented as a contingence that can become real or not happens. However, when it takes place, it implies a suffering to the subject to whom the clinic can t stay indifferent / Este trabalho trata da questão da devastação mãe-filha. Pocura-se aprofundar o que vem a ser a devastação, entendida, em princípio, como o malogro da filha em aceder à feminilidade devido a obstáculos vividos na relação com a mãe. Foi a partir de atendimentos com meninas na adolescência que surgiu a idéia de investigar tal questão de forma mais atenta. Assim sendo, esta pesquisa vale-se de uma obra do cinema contemporâneo a fim de aproveitar os recursos dessa arte condensadora de vivências. Com o propósito de articular a problemática da devastação com o que Freud chamou de civilização , e Lacan, de discursos , ou seja, a uma economia dos gozos aceitos ou prescritos do laço social, esta investigação considera aspectos relativos tanto ao contexto do capitalismo de produção da época de Freud como, especialmente, ao capitalismo tardio ou capitalismo de consumo da atualidade. Elaboram-se também, questões relacionadas à adolescência que, pela sua turbulência, apresenta-se como um momento privilegiado para a ocorrência da devastação. Como conclusão, desenvolvese a idéia de que, na trajetória de cada mulher constituir-se como única, ao identificar-se e, ao mesmo tempo, ao separar-se de sua mãe, não encontrando um significante que diga A Mulher, a devastação apresenta-se como uma contingência que pode tornar-se real ou não acontecer. Porém, quando se efetiva implica um sofrimento tal para o sujeito ao qual a clínica não pode ficar indiferente
3

De mãe em filha: a transmissão da feminilidade / From mother to daughter: transmission of feminineness

Ribeiro, Marina Ferreira da Rosa 06 November 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-28T20:40:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Marina Ferreira da Rosa Ribeiro.pdf: 792731 bytes, checksum: 7c1c54299532a5b866af277b04f1a74d (MD5) Previous issue date: 2009-11-06 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / The main aim of this study was to find grounds and support from the psychoanalytical literature for the existence of specific psychological vicissitudes along the path from baby to girl to woman. The concepts put forward by certain psychoanalysts regarding this very intricate relationship and their effects on the continual challenge of becoming a woman and on the transmission of feminineness were investigated and analyzed. Freud s observations on the inexorable suppression that covers up the primordial relationship between mothers and their daughters were the starting point. Expressions for the nuances of the vestiges of this archaic relationship with mothers were sought; for daughters, their mothers are both the primary and the secondary objects of identification. Mothers eroticize their baby girls, leaving sensual traces for future adult enjoyment of female sexuality. In this relationship of like that engenders like, there is a potential risk of narcissistic entrapment and symbiotic illusion. Hostility between mothers and daughters was taken to be a search for psychological differentiation, which is always present to a greater or lesser extent. The passion between mother and daughter was shown firstly through the myth of Demeter and Persephone. The tragedy of Electra was dealt with as the other face of passion: hate. The conceptual framework surrounding feminineness in psychoanalysis was investigated and linked in, and the origin and development of the following concepts was explained: primary female identification (Paulo de Carvalho Ribeiro), primary homosexuality (Jacqueline Godfrind), primary female position or phase of feminineness (Melanie Klein) and primary maternalism and primary femaleness (Florence Guignard). The film Autumn Sonata by Ingmar Bergman was analyzed, focusing on the unsustainable nostalgia of meeting the mother, which was always dreamed of and never achieved. Continuing the reflections on the film, the male viewpoint and its indissociable dialectic connection with the female viewpoint is demonstrated. This coming together between female and male viewpoints brings to the fore the concept of psychological bisexuality. The different objective rules of mothers and fathers were also discussed. Two clinical constructions were presented: Zoe and Liz. Finally, the preciousness and tanatic , or the strength and vulnerability of the transmission of the feminineness from mothers to daughters were investigated / O objetivo principal desta pesquisa é fundamentar e sustentar, pela literatura psicanalítica, a existência de vicissitudes psíquicas específicas na trajetória bebê-menina- mulher. Investigo e analiso as concepções levantadas por alguns psicanalistas sobre tão intrincada relação, e seus efeitos no contínuo desafio de tornar-se mulher, assim como na transmissão da feminilidade. Parto das observações de Freud sobre o recalque inexorável que encobre os primórdios da relação de uma mãe com sua filha. Busco explicitar as nuances dos vestígios dessa relação arcaica com a mãe, que é, para a menina, tanto o objeto de identificação primário quanto o secundário. É a mãe quem erotiza seu bebê menina, deixando marcas sensuais para o futuro desfrutar adulto da sexualidade feminina. Há nessa relação do mesmo que engendra o mesmo, um risco pontecializado para a cilada narcísica e a ilusão simbiótica. A hostilidade entre mãe e filha é compreendida como uma busca de diferenciação psíquica, sempre presente, em maior ou menor intensidade. Apresento a paixão entre mãe e filha, primeiramente no mito de Deméter e Perséfone; abordo a tragédia de Electra como a outra face da paixão o ódio. Investigo e articulo a trama conceitual que cerca a concepção da feminilidade em psicanálise, e faço uma explanação da origem e desenvolvimento dos seguintes conceitos: identificação feminina primária (Paulo de Carvalho Ribeiro) homossexualidade primária (Jacqueline Godfrind), posição feminina primária ou fase da feminilidade (Melanie Klein) e, o materno primário e o feminino primário (Florence Guignard). Analiso o filme Sonata de Outono de Ingmar Bergman, sob o enfoque da insustentável nostalgia do encontro com a mãe, sempre sonhado e jamais alcançado. Na continuidade da reflexão a respeito do filme, coloco em evidência o olhar masculino e sua indissociável e dialética articulação com o olhar feminino. Essa aproximação entre o feminino e o masculino traz à tona o conceito de bissexualidade psíquica. O estatuto diverso da mãe e do pai como objeto também é discutido. Apresento duas construções clínicas: Zoe e Liz. Enfim, investigo o precioso e o tanático ou a força e a vulnerabilidade da transmissão da feminilidade de mãe em filha

Page generated in 0.0692 seconds