• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 30
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 38
  • 12
  • 10
  • 7
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Praça das Armas, Namur, Bélgica. Contribuição de um estudo paleoparasitológico / Square of the Weapons, Namur, Belgium. Contribution of a study paleoparasitology

Rocha, Gino Chaves da January 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 192.pdf: 8430192 bytes, checksum: 4c059834f96d7e75f95169104929c4f8 (MD5) Previous issue date: 2003 / As análises e interpretações sobre o encontro de helmintos parasitos no sítio da Praça das Armas, Namur, Bélgica, foram realizadas a partir das escavações de salvamento arqueológico ocorridas em 1996 e 1997. Sete períodos históricos de ocupação estão registrados: galo-romano, carolíngio, séculos XI, XII XIII, XIV XV A.D., Renascença até os Tempos Modernos. Foram analisadas 34 amostras de sedimentos arqueológicos, colhidas de estruturas como latrinas, fossas, poços e depósitos similares considerando as descrições arqueológicas e o contexto histórico. O material foi processado pela mesma técnica de reidratação e de sedimentação espontânea para coprólitos, além do ultrassom para a desagregação dos ovos e partículas de sedimento. Ovos de Ascaris lumbricoides, Ascaris sp., ascarídeos; Trichuris trichiura, Trichuris sp., Taenia sp.; Capillaria sp., Fasciola hepatica, Diphyllobothrium sp. e Oxyuris equi foram identificados. Os resultados bioestatísticos revelaram diferenças significativas entre o tamanho dos ovos de Trichuris sp. das amostras em relação à média de referência (Confalonieri, 1983). A maioria das amostras selecionadas não pertencia à população de T. trichiura. Ovos de Taenia sp. identificados de latrinas medievais, indicam o consumo de carne suína ou bovina contaminadas por cisticercos. A presença de ovos de Fasciola hepatica sugere o consumo de vegetais inquinados por metacercárias e ovos de Diphyllobothrium sp. o consumo de carne de peixe contaminada por esparganos. Ovos de Ascaris sp. e Trichuris sp. atestam a contaminação oral por excrementos de origem animal e/ou humana estando presentes em todos os contextos históricos estudados. A maioria das formas parasitárias apresentavam boas condições de preservação. Foi observado que ovos identificados como ascarídeos são Ascaris sp. que perderam o envoltório externo de proteína. O fato de outros ovos de helmintos não terem sido encontrados no sítio não indica, todavia, que outros parasitos não faziam parte do espectro parasitário local.
2

Osteoartrose temporomandibular em crânios de brasileiros e portugueses de coleções históricas / Temporomandibular osteoarthritis skulls of brazilian and portuguese collections of historical

Silva, Andersen Líryo da January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:03Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 318.pdf: 9698115 bytes, checksum: 493de4b2b2efb19f0dfc12f86f6ad57c (MD5) Previous issue date: 2008
3

Parasitismo em populações pré-colombianas: helmintos de animaisem coprólitos de origem humana do Parque Nacional Serra da Capivara, PI, Brasil / Parasitism in pre-Columbian populations: helminths of animals in human coprolites from the National Park Serra da Capivara, PI, Brazil

Sianto, Luciana January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:16Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 374.pdf: 8382115 bytes, checksum: 7b216e8d3c7d34a15be8a9f0a6b5cb05 (MD5) Previous issue date: 2009 / O parque Nacional Serra da Capivara possui os mais antigos registros de presença humana das Américas, com datações que superam 50.000 anos. Apresenta, em sua história de ocupação, grupos caçadores coletores e grupos agricultores. Por possuir sítios arqueológicos em áreas de diferentes fisionomias, oferece uma excelenteoportunidade para aprofundar o conhecimento da diversidade parasitária das espécies humana e da fauna silvestre em populações pré-históricas e suas modificações / adaptações ao longo do tempo. Coprólitos e sedimentos de até 30.000 anos, de origem humana e animal, retirados de escavações de 16 sítios arqueológicos foram reidratados e analisados em microscópio óptico. Das 204 amostras analisadas, 110 foram positivas e pelo menos 24 parasitos identificados. Foram identificadas 37amostras de origem humana, destas 19 (51,35 por cento) foram positivas para: Ancylostomidae, Ascaridae, Oxyuridae, Trematoda, Trichuris sp., Parapharyngodon sp., Hymenolepisnana, Eimeria sp. além de Nematoda não identificado e um possível Acanthor. Nasamostras de animais foram identificados parasitos capazes de causar zoonoses em humanos como Spirometra sp., Toxocara sp., Capillaria sp. e Acanthocephala. Os resultados obtidos fornecem oportunidade de se construir cenários a respeito das relações parasitárias existentes entre os diversos hospedeiros e a evolução destasrelações no tempo e no espaço.
4

Parasitismo por Echinostoma SP (Trematoda: Digenea: Echinostomatidae) em populações pré-colombianas: um estudo de caso / Parasitism by Echinostoma SP (Trematoda: Digenea: Echinostomatidae) in pre-Colombian populations: a study of case

Martins, Luciana de Fátima Sianto January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:16Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 716.pdf: 8713655 bytes, checksum: 5028b7239e2adb512cbc75555e0e904f (MD5) Previous issue date: 2004 / Os estudos de paleoparasitologia, somados a outros de diversas áreas, podem ajudar no conhecimento sobre origem e evolução de doenças e das relações evolutivas entre parasitos e hospedeiros. Graças a esses estudos sabemos que as zoonoses conhecidas hoje já eram freqüentes em tempos remotos. Neste trabalho foram analisados coprólitos retirados de um corpo naturalmente mumificado encontrado na Lapa do Boquete, Minas Gerais, Brasil, datado entre 600-1200 anos A.P. Encontraram-se ovos de duas espécies de helmintos. O primeiro foi identificado como Necator americanus ou Ancylostoma duodenale.Tal achado soma elementos ao debate sobre a distribuição de infecções por Ancylostomidae na América pré-colombiana. A segunda espécie de ovo foi identificada como Echinostoma sp. Este é provavelmente o primeiro registro de equinostomíase no Brasil. Falso parasitismo foi descartado pela quantificação dos ovos. Esta zoonose, endêmica na região asiática, é vinculada pelos hábitos alimentares. Assim, o encontro de Echinostoma sp. em habitante pré-colombiano no Brasil levanta dúvidas sobre sua presença não só em grupos humanos nativos atuais, que mantiveram maioria de seus hábitos alimentares, como em habitantes das grandes cidades que têm experimentado mudanças de hábitos alimentares e, portanto, adquirido novas infecções parasitárias.
5

Trabalho e convívio no paraíso insular: paleopatologia dos remanescentes ósseos de Ilhote do Leste, Rio de Janeiro / Working and living in paradise island: paleopathology of the skeletal remains of the Ilhote do Leste, Rio de Janeiro

Estanek, Angélica January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:12:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 1060.pdf: 3275388 bytes, checksum: 23c957f76568287a5599378dcc171a29 (MD5) Previous issue date: 2008 / Estudos realizados sob a perspectiva saúde-doença são uma das possibilidades de compreensão das condições de vida dos diferentes grupos humanos em conseqüência de suas escolhas quanto às estratégias de sobrevivência. Entre as disciplinas que trabalham nesta ótica, a Paleopatologia tenta contribuir para o conhecimento de populações pré-históricas através dos processos de saúde e doença, que podem refletir o estilo de vida do grupo em análises realizadas em seus remanescentes esqueletais. Entre as possibilidades de estudo, as osteoartroses e os traumatismos agudos são as lesões mais intimamente relacionadas às atividades cotidianas. Neste trabalho, foram estudados trinta indivíduos pertencentes ao sítio Ilhote do Leste, localizado na ilha Grande / Rio de Janeiro, que viveram há cerca de 3060 anos AP. Para análise das osteoartroses foi empregada uma nova metodologia que dividiu as facetas articulares em quadrantes de acordo com os movimentos realizados em cada articulação. Os principais resultados refletem a distribuição sexual de trabalho: entre os indivíduos femininos foram observadas lesões que remetem a atividades intensas e/ou freqüentes utilizando os membros superiores, como: a confecção de artefatos e o transporte de peso. Entre os indivíduos masculinos, podem ser enfocadas tarefas como cortar árvores, puxar redes e a exploração de seu território, quando necessário. Apenas traumatismos acidentais leves foram observados nesta coleção, mas não parecem guardar estreita relação com a atividades específicas. A nova metodologia utilizada possibilitou uma percepção refinada das regiões mais afetadas em cada conjunto articular, o que permitiu melhor inferência quanto aos movimentos e as possíveis atividades realizadas pelos segmentos sexuais.
6

Alimentação de grupos humanos pré-históricos do sítio arqueológico Furna do Estrago, Pernambuco, Brasil / Power of prehistoric human groups from the archaeological site of the Cavern Damage, Pernambuco, Brazil

Santos, Isabel Teixeira dos January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-03-04T13:41:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 266.pdf: 3290274 bytes, checksum: c187716b972114d45e047a7a0c2a236a (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2014 / Considerando-se o encontro de resíduos alimentares que possibilitem a reconstrução dos hábitos humanos pré-históricos, esta pesquisa foi conduzida em coprólitos provenientes do sítio arqueológico Furna do Estrago, localizado em Pernambuco Brasil, com material proveniente do período em que o sítio foi utilizado como cemitério com datações até 2.000 anos Antes do Presente (AP). O trabalho possibilitou identificar e conhecer os hábitos alimentares deste grupo pré-histórico através da identificação de restos alimentares encontrados na dieta. Os resultados encontrados revelaram um dieta rica em alimentos vegetais e o consumo de alimentos com propriedades medicinais, que, quando associados a estudos paleoparasitológicos anteriores,sugerem a possibilidade de uma paleofarmacopéia. Ainda, o encontro de tubérculos que sofreram algum tipo de cozimento indicam que se tratava de um grupo semi-sedentário com um início de horticultura. A diferença na alimentação entre homens e mulheres, bem como, a busca por alimentos encontrados em regiões distantes da localidade do sítio arqueológico também foram aqui apresentados. / Considering the gathering of food waste to enable the reconstruction of prehistoric humanhabits, this research was conducted in coprolites from the archaeological site of the Cavern Damage, located in Pernambuco - Brazil, with material from the period when the site was usedas with cemetery dating to 2000 years Before Present (BP).This study has helped to identify and meet the dietary habits of this prehistoric groupt hrough identification of food remains found in the diet. The results revealed a diet rich in plant foods and food consumption with medicinal properties, which, when associated with paleoparasitológicos previous studies suggest the possibility of a paleofarmacopéia. Still, themeeting of tubers who have suffered some type of cooking indicate that it was a semi-sedentary group with an onset of horticulture. The difference in power between men and women, as well asthe search for foods found in regions far from the location of the archaeological site were also presented here. (AU)^ien
7

Análise paleogenética da tuberculose e perfil paleoparasitológico de populações do período histórico do Rio de Janeiro

Jaeger, Lauren Hubert January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2016-03-10T13:18:19Z (GMT). No. of bitstreams: 2 lauren_jaeger_ioc_dout_2014.pdf: 7240058 bytes, checksum: d5d5989507fdf1e6cfa07d48d39c0c5c (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2016-02-23 / A cidade do Rio de Janeiro foi o principal centro comercial e capital do país durante o período colonial brasileiro. A chegada de centenas de milhares de colonizadores europeus e escravos africanos à cidade desencadeou um crescimento urbano e populacional desenfreado. O objetivo do trabalho é avaliar o cenário paleoepidemiológico da tuberculose na população do Rio de Janeiro entre os séculos XVII e XIX através da análise paleogenética do complexo Mycobacterium tuberculosis (MTC), bem como da análise do perfil paleoparasitológico e da ancestralidade humana. A infecção por bactérias do MTC foi identificada na população enterrada nos sítios arqueológicos analisados. A frequência de infecção observada foi de 53% e 25% em cemitérios europeu e africano, respectivamente. Os parasitos Trichuris trichiura, Ascaris sp., Taenia sp. e Enterobius vermicularis foram detectados através de técnicas paleoparasitológicas e paleoparasitológicas moleculares. O nematoide T. trichiura foi o mais comumente encontrado nos sítios arqueológicos estudados, demonstrando uma frequência de infecção de até 70%. Estes dois últimos representam o registro mais antigo dessas infecções no país. A ancestralidade humana revelou uma proeminente contribuição da população europeia na dispersão da tuberculose na cidade, e confirmou a presença da infecção em escravos africanos recém\2013chegados ao país. O cenário de infecção por tuberculose na cidade, assim como por parasitos intestinais, é discutido / The city of Rio de Janeiro was the main commercial center and capital of the country during the Brazilian colonial period . The arrival of hundreds of thousands of European settlers and African slaves to the city triggered unbridled population and urban growth . This study aims to evaluate the paleoepidemiol o gic scenario of tuberculosis in Rio de Janeiro population between the seventeenth and nineteenth centuries through paleogenetic analysis of Mycobacterium tuberculosis complex (MTC), as well as examining the paleoparasitologic profile and human ancestry . The TB infection was identified in the individuals buried in archaeological sites. The frequency of infection was observed in 53% and 25% in E uropean and African cemeteries, respectively. The parasite Trichuris trichiura , Ascaris sp., Taenia sp. and Enterobius vermicularis were detected by paleoparasitolgical and molecular techniques . The latter two represent the earliest record of these infecti ons in the country. The nematode T. trichiura was the most commonly found in archaeological sites studied, showing an infection rate of up to 70%. The human ancestry revealed a prominent contribution of the European population in the dispersion of tubercul osis in the city, and confirmed the presence of infection in African slaves. The scenario of TB infection in the city, as well as intestinal parasites, is discussed
8

Helmintos, protozoários e algumas idéias: novas perspectivas na paleoparasitologia / Helminths, protozoa and some ideias: new perspectives in the paleoparasitology

Gonçalves, Marcelo Luiz Carvalho January 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:23:52Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 149.pdf: 1933319 bytes, checksum: 55346000baa0ca4882aa3831ac205ece (MD5) Previous issue date: 2002 / A pesquisa de parasitos em vestígios humanos pode trazer informações sobre questões tais como a origem e antiguidade da relação parasito-hospedeiro, distribuição de parasitos através do tempo, hábitos e migrações humanas pré-históricas. Parasitos encontrados em sítios arqueológicos e paleontológicos constituem uma importante fonte de informação para estudos filogenéticos e de coevolução parasito-hospedeiro. A análise de ácidos nucleicos de tais parasitos abre novas perspectivas para estudos sobre evolução ao nível molecular. Nessa tese nós avaliamos a utilização de um teste imunológico (ELISA) para a detecção de giardia duodenalis em vestígios fecais humanos, provenientes de sítios arqueológicos. O kit utilizado, disponível comercialmente, utiliza anticorpos monoclonais para detectar a presença de antígeno específico de giardia (GSA 65) em fezes humanas. Foram analisadas 83 amostras, previamente examinadas através de microscopia óptica. O teste imunológico foi mais sensível que o exame microscópico, detectando 3 amostras positivas, sendo a mais antiga com 800 anos. Não houv reações cruzadas com outros helmintos. o emprego da técnica de ELISA em material arqueológico vai ampliar o quadro com a distribuiçào desta parasitose no passado.Apresentamos ainda uma revisão dos achados paleoparasitológicos de helmintos e protozoários intestinais disponíveis na literatura. Relatamos também novos achados de ancilostomídeos, Ascaris lumbricoides, Trichuris trichiura, Enterobius vermicularis, Trichostrongylus spp., Diphyllobothrium latum, Hymenolepis nana e acantocéfalos, decorrentes do exame parasitológico das amostras do acervo do laboratório de Paleoparasitologia da Escola Nacional de Saúde Pública, Fundação Oswaldo Cruz. De acordo com os resultados, pode-se afirmar que A. lumbricoides, originalmente um parasito humano, se adaptou ao porco após sua domiciliação.Discutimos também rotas alternativas para a introdução de geo-helmintos humanos nas Américas. Tais helmintos, encontrados no Novo Mndo já em épocas pré-colombianas, não podem ter sido introduzidos nas Américas por via terrestre pela Beríngia.
9

Diagnóstico paleoparasitológico molecular de Ascaris lumbricoides (Linnaeus, 1758) / Paleoparasitological molecular diagnosis of Ascaris lumbricoides (Linnaeus, 1758)

Souza, Daniela Leles de January 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:56Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 910.pdf: 4370041 bytes, checksum: e9c997ae4a10dd2ef138fe399a6f37b0 (MD5) Previous issue date: 2007 / O parasito humano Ascaris lumbricoides tem distribuição cosmopolita sendo o mais prevalente dos helmintos intestinais. Estudos paleoparasitológicos por microscopia ótica revelaram também que é um dos mais encontrados em material antigo. No entanto são raros os achados desse parasito na América do Sul pré-colombiana. O objetivo desse estudo foi eselecer uma metodologia de diagnóstico paleoparasitológico molecular de A. lumbricoides que possa ser aplicado diretamente a ADN antigo extraído de coprólitos provenientes de sítios arqueológicos. Inicialmente a metodologia foi padronizada em amostras fecais atuais positivas para A. lumbricoides e/ou outros helmintos e ovos isolados a fim de testar a sensibilidade e especificidade dos métodos diagnósticos. (...) As metodologias utilizadas mostram-se aptas em recuperar ADN do parasito a partir dos coprólitos experimentais. Os resultados do RFLP e sequenciamento nucleotídico mostraram que o processo de dessecação artificial não afetou as seqüências nucleotídicas. No trabalho com material arqueológico, as estratégias como PCR reconstrutiva e reamplificação foram essenciais para as amplificações. O diagnóstico paleoparasitológico molecular identificou o parasito em 5 amostras procedentes de sítios arqueológicos sul americanos datados do período pré-colombiano que o exame por microscopia ótica não havia diagnosticado. Todas as 16 seqüências nucleotídicas de cit b obtidas revelaram o nucleotídeo característico da espécie A. lumbricoides, sendo que a maioria das seqüências difere das modernas, afastando a possibilidade de contaminação. Os resultados do diagnóstico paleoparasitológico molecular mostraram uma mudança na paleodistribuição do parasito na América do sul, onde este se estende desde o nordeste de Brasil até o norte do Chile, sendo o achado mais antigo datado de 8800 AP. Pela primeira vez é feito diagnostico molecular de A. lumbricoides diretamente de coprólitos.
10

Caracterització i evolució d'una comunitat medieval catalana. Estudi bioantropològic de les inhumacions de les esglésies de Sant Pere

Jordana Comin, Xavier 01 March 2007 (has links)
La investigació desenvolupada en aquesta Tesi s'ha centrat en l'estudi bioantropològic d'una comunitat que fou enterrada dins d'un espai religiós rellevant, el Conjunt Monumental de les Esglésies de Sant Pere (Terrassa, província de Barcelona), durant un llarg període de temps comprès entre els segles IV al XIII. Aquest conjunt romànic és hereu d'un gran conjunt episcopal del segle VI que fou la seu del documentat històricament bisbat d'Ègara del període visigot. Les fonts històriques han documentat que a partir de les incursions musulmanes del segle VIII el conjunt perd la funcionalitat episcopal, i el topònim d'Ègara desapareix a favor de l'actual Terrassa, suggerint un hipotètic abandonament a nivell monumental i poblacional del conjunt.Tenint en consideració aquests fets històrics, l'estudi dels enterraments de la necròpolis permetrà establir l'evolució de la comunitat que es relacionà amb les Esglésies de Sant Pere, des dels orígens del conjunt episcopal, fins al posterior conjunt parroquial i l'origen de la vila medieval de Terrassa.El objectius han consistit en caracteritzar i establir l'evolució: 1) de la necròpolis, pel que fa als aspectes biològics, rituals, i al context històric; i 2) de la població, pel que fa als aspectes demogràfics, de relacions biològiques intra i inter-poblacionals, i d'estil de vida i de salut, considerant els fets històrics de la invasió musulmana del segle VIII, com un possible punt d'inflexió a nivell biològic, social i cultural.El material d'aquest estudi està format per les restes esquelètiques humanes excavades de 143 sepultures del Conjunt Monumental de les Esglésies de Sant Pere durant les intervencions arqueològiques de les campanyes 1995-2003. La metodologia de l'estudi s'ha basat en l'anàlisi morfològica del material esquelètic a partir dels mètodes clàssics utilitzat en els estudis paleoantropològics, i la implementació de tècniques estadístiques per processar i analitzar les dades.La presentació i discussió dels resultats s'han organitzat a partir de quatre capítols dirigits a respondre els diversos objectius. En el primer capítol -Mostra, Context i Tafonomia- s'ha portat a terme l'anàlisi de la composició i estructura de la sèrie esquelètica, així com de l'evolució de la mostra en relació al context funerari i dels aspectes tafonòmics. El segon capítol -Paleodemografia: estudi de la biodinàmica poblacional- ha consistit en l'estimació de paràmetres demogràfics mitjançant les tècniques de la Paleodemografia. El tercer capítol -Morfologia esquelètica- s'ha centrat en l'anàlisi de la variació fenotípica intra i inter-poblacional. Finalment, en el quart capítol -Paleopatologia i paleoepidemiologia- s'han descrit aquells processos patològics que han afectat a la població, i que poden ser detectats en les restes esquelètiques.Els resultats obtinguts han permès concloure que:1) Les restes recuperades de les 143 sepultures han representat un mínim de 208 inhumacions amb una estructura d'edat i sexe que reflecteix els perfils demogràfics de les societats humanes; el ritual es caracteritza per la presència de gests habituals en les necròpolis cristianes; s'han observat variacions de l'estructura d'edat i de sexe de les inhumacions relacionades amb la funcionalitat dels edificis religiosos i amb el context històric del conjunt.2) La població es caracteritza per un perfil demogràfic típic de les societats preindustrials; la variabilitat fenotípica està en correspondència amb la variabilitat de les poblacions locals; la majoria d'alteracions esquelètiques són d'etiologia traumàtica i/o degenerativa relacionada amb l'activitat i l'edat dels individus; les prevalences d'alteracions buco-dentals són similars a les d'altres sèries arqueològiques medievals; els marcadors esquelètics inespecífics i els indicadors demogràfics poblacionals suggereixen unes condicions socials i de salut lleugerament més favorables que en altres comunitats contemporànies locals; les diferències de gènere estan determinades pels majors nivells de mortalitat, les menors robusteses esquelètiques i les menors prevalences d'alteracions patològiques, dels individus femenins; pel que fa a l'evolució de la població, s'ha observat una continuïtat, tant de la dinàmica com del substrat genètic poblacional, que suggereix un baix impacte, a nivell poblacional, dels fets històrics relacionats amb les incursions musulmanes del segle VIII; tanmateix, els resultats suggereixen majors diferències socials i biològiques de la població dels segles IV a VIII en relació a la dels segles IX a XIII, així com canvis en els patrons d'activitat i en aspectes epidemiològics i nutricionals entre les dues comunitats. / The investigation developed in this thesis is focused on the bioanthropologic study of a community buried in a relevant religious site, the Monumental Complex of Sant Pere Churches (Terrassa, Barcelona province), during a large period of time that ranges from the 4th to the 13th century. This Romanic complex descends from a large Episcopal cathedral from the 6th century, belonging to the Egara bishop during the Visigoth period. According to the historical records, after the Muslim incursions in the 8th century, the complex lost the Episcopal functionality. Moreover, the place name of Ègara disappeared in favour of current's Terrassa. This suggests an abandonment of the complex at both monumental and population level.Taking into account the facts previously exposed, the study of the burials from this complex will allow the establishment of its evolution, from the origins of the Episcopal cathedral until the establishment of the parish complex and the origin of Terrassa, of the community related to Sant Pere's Churches.Our main goals consisted on characterizing and establishing its evolution: 1) of its necropolis, concerning its biological aspects, rituals, and historical context; and 2) of its population, in relation to demographic aspects, its intra and inter-population's biological relationships, and life style and health, considering the historical facts related to the Muslim invasions as a possible inflection point at biological, social and cultural level.The material used in this study consisted of the human skeletal remains exhumed from 143 graves from the Monumental Complex of the Sant Pere Churches, during the archaeological interventions undertaken from 1995 to 2003. The methodology was based in the morphological analysis of the skeletal remains using the classical methods applied in the paleoanthropological studies. Moreover, statistical techniques were implemented to process and analyse the data.Presentation and discussion of results was organized in four chapters directed to answer the objectives. The first chapter -Sample, Context and Taphonomy- put forward the analysis of the composition and structure of the skeletal sample, as well as it evolution in relation with the funerary context and the taphonomic aspects. The second chapter -Paleodemography: study of the populational biodynamic- consisted of an estimation of demographic parameters using paleodemographic techniques. The third chapter -Skeletal morphology- was centred in the analysis of its intra and inter-population phenotypic variation. Finally, in the fourth chapter -Paleopathology and paleoepidemiology- were described those pathologic processes that affected the population and that can be detected in the skeletal remains.Obtained results allowed to conclude that:1) The remains recovered from the 143 graves represented a minimum of 208 inhumations with an age and sex structure representative of the demographic profiles of human populations; the ritual is characterized by the presence of common signs in Christian necropolis; changes in age and sex structure of the burials, related to functionality of religious buildings and to he historical context of the complex, were observed.2) The site's population is characterized by a demographic profile typical of preindustrial societies; the phenotypic variability is in association with the variability of the autochthonous populations; the majority of the pathological skeletal changes have a traumatic and degenerative aetiology related to the activity and age of the individuals; the prevalence of oral pathology are similar to those observed in other medieval archaeological series; unspecific skeletal markers and population's demographic indicators point out a social and health conditions more favourable than those of other contemporary autochthonous communities; gender differences are determined by the highest levels of mortality, the smallest skeletal robustness and the smallest prevalence of pathogenic alterations in feminine individuals; concerning the population evolution, a continuity was observed in both the dynamics an the population genetic substrate, what suggests a reduced impact at the population level of the historical facts related to the Muslim incursions of the 8th century; however, the results indicate major social and biological differences in the population of the 4th - 8th century in comparison to the population of the 9th to 13th century, as well as changes between the two periods in its activity pattern and its epidemiological and nutritional aspects.

Page generated in 0.1046 seconds