• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7
  • Tagged with
  • 7
  • 7
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Propriedades termodinâmicas da Prolil Oligopeptidase de Trypanosoma brucei

Lima, Meire Maria de 07 November 2008 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Medicina, Laboratório da Interação Parasito-Hospedeiro, 2008. / Submitted by wiliam de oliveira aguiar (wiliam@bce.unb.br) on 2011-06-30T18:33:48Z No. of bitstreams: 1 2008_MeireMariadeLima.pdf: 2224259 bytes, checksum: 392adeabf9cda08bfe409fb7327df412 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(tempestade_b@hotmail.com) on 2011-07-03T21:32:58Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_MeireMariadeLima.pdf: 2224259 bytes, checksum: 392adeabf9cda08bfe409fb7327df412 (MD5) / Made available in DSpace on 2011-07-03T21:32:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_MeireMariadeLima.pdf: 2224259 bytes, checksum: 392adeabf9cda08bfe409fb7327df412 (MD5) / Trypanosoma brucei secreta uma prolil oligopeptidase (POPTb) que parece estar envolvida na patogênese da doença do sono. Essa enzima é capaz de hidrolizar hormônios peptídicos contendo resíduos de prolina e considerada um potencial alvo para o desenvolvimento de drogas contra a patologia. Como a estrutura tridimensional da POPTb ainda não foi resolvida, dicroísmo circular e espectroscopia de fluorescência foram utilizados para estudo da estrutura e estabilidade da enzima bem como para a identificação de aditivos que possam ser utilizados nos experimentos de cristalização e na estocagem da proteína. Parâmetros termodinâmicos e estruturais foram calculados a partir de experimentos de desnaturação térmica e química e de estudos de atenuação da fluorescência. Cloreto de guanidina (GuHCl) promoveu a desnaturação da proteína em concentrações quase 30% menores que uréia. Divergência encontrada nos valores de ΔG determinados a partir de experimentos de desnaturação química e térmica sugere a presença de intermediários no processo de desdobramento da proteína. Sugere, também, maior estabilidade estrutural. Sorbitol se mostrou capaz de estabilizar a POPTb enquanto brometo de hexadecil-trimetilamônia (CTAB), na concentração de 0,1 mM, provocou o efeito oposto levando à quase total inatividade da enzima. A ação do ditiotreitol (DTT) é pH-dependente, reduzindo a estabilidade da enzima em pH neutro e aumentando-a em pH alkalino. Experimetos de atenuação da fluorescência mostraram dependência do pH e heterogeneidade no ambiente dos triptofanos com pelo menos um resíduo desse aminoácido próximo ao sítio ativo. A enzima parece estar menos sujeita a alterações conformacionais em pH 7.5. A elevação da temperatura resultou na redução da concentração micelar crítica (cmc) do CTAB. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Trypanosoma brucei secrets a prolyl oligopeptidase (POPTb) which is possibly involved in the pathogenesis of sleeping sickness. It is able to hydrolyze prolinecontaining peptide hormones and is therefore considered a good target for the development of drugs to treat the disease. As the crystal structure of POPTb has not been solved yet, we used circular dichroism and fluorescence spectroscopy to gain some knowledge on the enzyme structure, stability and on additive effects for both crystallization assays and storage. Thermodynamic and structural parameters were calculated from thermal and chemical denaturation studies as well as from fluorescence quenching experiments, respectively. The concentration of guanidine hydrochloride (GuHCl) that led to protein denaturation was nearly 30% that of urea needed to reach the same effect. Divergence in the ΔG values derived from chemical and thermal unfolding assays suggests the presence of intermediate states in the process. It also suggests higher structural stability. Sorbitol increases enzyme stability and 0.1 mM cetyl trimethyl ammonium bromide (CTAB) decreases it almost halting enzyme activity. Ditiotreitol (DTT), however, has the former effect in alkaline pH and the latter effect in neutral pH. Fluorescence quenching experiments show dependence on pH and indicate heterogeneity in the environment of the surface-accessible tryptophan residues with at least one such residue near the enzyme active site. POPTb molecule seems to be less subjected to conformational changes at pH 7.5. The increase in temperature lowers CTAB critical micelle concentration (cmc).
2

Epidemiologia das parasitoses intestinais e toxocariase no municipio Pedro de Toledo - SP

Ribeiro Junior, Artur Guido Muniz 27 November 2002 (has links)
Orientador: Carlos Roberto Silveira Correa / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-11-07T17:36:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 RibeiroJunior_ArturGuidoMuniz_M.pdf: 3959751 bytes, checksum: 5e84da84ec30c0699213bbf607145e01 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: Apresenta-se um estudo transversal de base populacional no município de Pedro de Toledo -Vale do Ribeira - São Paulo - Brasil, que teve por objetivo estimar a prevalência de enteroparasitos, a intensidade de infecção por helmintos e a prevalência de Toxocara canis, e relacionar essas prevalências com as variáveis sexo, idade, zona de moradia, esgoto, tipo de água, bronquite, dor abdominal, diarréia, hemoglobina e eosinófilos. Em 2000, foram estudados de forma aleatória 224 pacientes e destes foram coletadas 224 amostras de fezes para exame microscópico, 177 amostras de sangue para realização do estudo sorológico de T. canis e 162 amostras de sangue para dosagem dos níveis de hemoglobina e contagem de eosinófilos. A prevalência de enteroparasitos foi de 56,7%, com 72,4% na zona rural e 33,3% na zona urbana. A prevalência de T. canis foi 39%, com 31,8% na zona rural e 50% na zona urbana. o enteroparasito mais prevalente foi Ascaris lumbricoides (36,6%), cujas prevalências foram 52,2% na zona rural e 13,3% na zona urbana; seguido pelo Trichuris trichiura (16,5%,) cujas fteqüências foram 16,4% na zona rural e 16,6% na zona urbana; Strongyloides stercoraZis(13,8%), cujas prevalências foram 16,4% na zona rural e 10% na zona urbana; ancilostomatídeos (12,9%) cujas fteqüências foram 20,2% na zona rural e 2,2% na zona urbana; Giardia duodenaZis (8,%), cujas prevalências foram 5,2% na zona rural e 12,2% na zona urbana e Schistosoma mansoni (1,8%), cujas prevalências foram 1,5% na zona rural e 2,2% na zona urbana. Outros parasitos encontrados foram Entamoeba histolytica-dispar (0,9%), Enterobius vermicularis (0,9%) e Hymenolepis nana (0,45%) que por seus baixos números, não foram incluídos no estudo. Protozoários comensais foram encontrados, tais como, EndoZimax nana (8,9%) e Entamoeba coZi (10,7%), não foram incluídos no estudo. Blastocystis hominis foi encontrado em 4,5% da população, foi discutido separadamente não foi incluído na conclusão pelo fato de sua patogenicidade ainda não ter sido comprovada. A intensidade severa de infecção por helmintos na população foi 18,8%, somente na infecção por A. lumbricoides. Os enteroparasitos infectaram igualmente ambos os sexos, foram mais prevalentes na população cujas casas não possuíam fossas e estiveram associados com a zona rural, idade abaixo ou igual à quinze anos e ingestão de água não filtrada. Toxocara canis infectou igualmente ambos os sexos, foi mais prevalente na população com idade igual ou inferior à quinze anos e esteve associado com a zona urbana e com a ausência de fossas. Houve associação da infecção por enteroparasitos e T canis com dor abdominal e diarréia e associação entre intensidade severa de infecção por A. lumbricoides e infecção por ancilostomatídeos com a dor abdominal. Houve associação entre infecção por enteroparasitos, A. lumbricoides, T trichiura, Strongyloides stercoralis, ancilostomatídeos e infecção por T canis com a contagem de eosinófilos acima de 600/mm3. Não houve diferenças entre os níveis de hemoglobina da população parasitada e da população não parasitada / Abstract: A base population cross sectional study on Pedro de Toledo county is presented with objectives to stimate the prevalence of enteroparasites, the helminths intensity infecction and prevalence of Toxocara canis and to conect these prevalences with the variables; sex, age, residence area, kind of waste, kind of water, bronchitis, abdominal pain, diarrhoea, eosinophil and hemoglobin. In 2.000, 224 pacients were studied and of these 224 feces samples were colected for microscopic examination, 177 blood samples were colected to achieve the serological study for Toxocara canis and 162 bood samples were colected to estimate the hemoglobin levels and eosinophil count. The prevalence of enteroparasites was 56,7%, with 72,4% in the rural area and 33,3% in the urban area. The prevalence of T. canis was 39%, with 31,8% in the rural area and 50% in the urban area. The most prevalent enteroparasite was Ascaris lumbricoides (36,6%), whose prevalences were 52,2% in the rural area and 13,3% in the urban area, followed by Trichuris trichiura (16,5%) whose frequencies were 16,4% in the rural area and 16,6% in the urban area; Strongyloides stercoralis (13,8%) whose prevalences were 16,4% in the rural area and 10% in the urban area; hookworm (12,9%) whose frequencies were 20,2% in the rural area and 2,2% in the urban area; Giardia duodenalis ( 8,%) whose prevalences were 5,2% in the rural area and 12,2% in the urban area and Schistosoma mansoni (1,8%), whose frequencies were 1,5%in the rural area and 2,2% in the urban area. Other parasites found, were Entamoeba histolytica-dispar (0,9%), Enterobius vermicularis (0,9%) and Hymenolepis nana (0,45%), tOOtby their low numbers, were not included in the study. Comensal protozoans were found, like Endolimax nana (8,9%) and Entamoeba coli (10,7%), were not included in the study. Blastocystis hominis was found in the 4,5% from population, was discussed separately and was not included in the conclusion because his patogenicity has not proved yet. The severe intensity of infection by helminths in population was 18,8%, only in A. lumbricoides infection. The enteroparasites infected equally both sexs, were more prevalent in the population whose houses had not septic tanks in their houses and were associated with the rural area, age under or same to fifteen years and ingestion of non filtered water. Toxocara canis infected equally both sexs, was more prevalent in the population with age under or same to fifteen years and was associated with urban area and absence of septi tanks. There was association between enteroparasites and T. canis infection with abdominal pain and diarrhoea, and association between the severe intensity of infection by A. lumbricoides and hookworm infection with abdominal pain. There was associaton between enteroparasites infection, A. lumbricoides, T. trichiura, Strongyloides stercoralis, hookworm and T. canis infection with eosinophil count above then 600/mm3. There were not diferences between the levels of hemoglobin from parasited population and from the non parasited population / Mestrado / Mestre em Saude Coletiva
3

Estudo das características físico-químicas e propriedades magnéticas da superfície do ovo de Schistosoma mansoni e Schistosoma japonicum

Candido, Renata Russo Frasca January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-30T14:03:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000467370-Texto+Completo-0.pdf: 6072599 bytes, checksum: 169f7ff123882c0b088732b04ad1956d (MD5) Previous issue date: 2014 / Schistososmiasis is a chronic endemic infection caused by parasites of the genus Schistosoma, and it occurs in 74 countries in Africa, South America and Asia. The three main agents of this infection in humans are: Schistosoma mansoni and Schistosoma japonicum, that cause the hepatic-intestinal disease, and Schistosoma haematobium, responsible for the genitourinary infection. Despite the effective treatment like praziquantel, schistososmiasis remains as the second most prevalent parasitic disease in the world. Diagnosis of the intestinal schistososmiasis is achieved through the direct visualization of the eggs in fecal samples. The current method recommended by the World Health Organization in epidemiological studies is the Kato-Katz method. Despite it being simple and cheap, in areas of low endemicity this technique loose sensibility, leading to the occurrence of false-negative cases and underestimation of the prevalence in the studied area. Helmintex™ is a coproparasitological method highly sensitive that allows the isolation of Schistosoma eggs from 30 grams of feces, based in the interaction between the eggs and paramagnetic microspheres in a magnetic field. However, this method demands time and specialized equipment, being of difficult manipulation in work field. The mechanism that promotes the interaction between the paramagnetic spheres with the Schistosoma eggs is not known. Considering the necessity of sensitive diagnostic tools of easy applicability in epidemiological studies in low endemicity areas, this work has the purpose to study the surface physical-chemical characteristics of S. mansoni and S. japonicum eggs, in order to enhance the efficiency of the Helmintex™ method. S. mansoni and S. japonicum eggs were isolated from livers of experimentally infected mice. The eggs were submitted to morphological and structural analysis using Scanning and Transmission Electron Microscopy and elemental analysis using Energy Disperssion Spectroscopy. The magnetic susceptibility was determined using SQUID (Superconducting Quantum Interference Device) and the concentration of the chemical elements was determined through Atomic Emission Spectroscopy. Experiments to elucidate the interaction properties of the eggs of the eggs and the microspheres were conducted incubating the eggs from both species with different paramagnetic microspheres. The results show that the egg surface of both species is recovered by a dense layer of microspines, being those shorter and less spaced in S. mansoni. The eggs spontaneously bind the particles, with a greater preference for magnetic material. S. japonicum eggs have a higher affinity for paramagnetic microspheres than S. mansoni eggs. The presence of streptavidin in the surface of the microspheres enhances the affinity of both species for non-magnetic material, however it decreases the affinity for paramagnetic microspheres. Despite the presence of iron in the eggshell of S. mansoni and S. japonicum, the origin of the interaction does not seem to be magnetic, but, based in the difference of electrostatic charges present in the surface of the eggs and the microspheres. The continuity of this study is important to determine the physical-chemical characteristics of eggs from human feces, and it can lead to the upgrading and optimization of the Helmintex™ method. Studies using Atomic Force Microscopy are in progress. / A esquistossomose é uma infecção crônica endêmica causada por parasitos do gênero Schistosoma, e ocorre em países 74 países na África, América do Sul e Ásia. Os três principais agentes desta infecção em humanos são: Schistosoma mansoni e Schistosoma japonicum, causadores da doença hepato-intestinal, e Schistosoma haematobium, responsável pela infecção genitourinária. Apesar de haver tratamento efetivo como o praziquantel, a esquistossomose permanece como a segunda infecção parasitária mais prevalente no mundo. O diagnóstico da esquistossomose intestinal é feito através da direta visualização dos ovos em amostras fecais. O método atualmente recomendado pela Organização Mundial de Saúde em estudos epidemiológicos é o método de Kato-Katz. Apesar de simples e barato, em áreas de baixa endemicidade esta técnica perde sensibilidade, levando à ocorrência de casos falso-negativos e subestimação da prevalência da área estudada. O Helmintex® é um método coproparasitológico altamente sensível que permite o isolamento de ovos de Schistosoma à partir de 30 gramas de fezes, baseado na interação entre os ovos e esferas paramagnéticas em um campo magnético. Entretanto, este método demanda tempo e equipamentos especializados, sendo de difícil manipulação em estudos de campo.O mecanismo que promove a interação das esferas paramagnéticas com os ovos de Schistosoma não é conhecido. Tendo em vista a necessidade de ferramentas diagnósticas sensíveis e de fácil aplicabilidade em estudos epidemiológicos em áreas de baixa transmissão, este trabalho tem por objetivo estudar características físico-químicas da superfície dos ovos de S. mansoni e S. japonicum, afim de aprimorar a eficiência do método Helmintex®. Ovos de S. mansoni e S. japonicum foram isolados de fígados de camundongos experimentalmente infectados. Os ovos foram submetidos à analise morfológica e estrutural utilizando Microscopia Eletrônica de Varredura e Transmissão e análise elementar utilizando Espectroscopia por Dispersão de Energia. A susceptibilidade magnética foi determinada utilizando-se o SQUID (Superconducting Quantum Interference Device) e a concentração dos elementos químicos foi determinada através de Espectroscopia por Emissão Atômica. Experimentos para elucidar as propriedades de interação dos ovos e das microesferas foram conduzidos incubando ovos de ambas as espécies com diferentes microesferas paramagnéticas. Os resultados mostram que a superfície do ovo de ambas as espécies é recoberta por uma camada densa de microespinhos, sendo estes mais curtos e menos espaçados em S. mansoni. Os ovos espontaneamente ligam-se às partículas, com maior preferência por material magnético. Os ovos de S. japonicum possuem maior afinidade pelas microsesferas paramagnéticas do que os ovos de S. mansoni. A presença de estreptavidina na superfície das microesferas aumenta a afinidade de ambas as espécies por microesferas não-magnéticas, porém diminui a afinidade por microesferas paramagnéticas. Apesar da presença de ferro na casca do ovo tanto de S. mansoni quanto de S. japonicum, a origem da interação não parece ser magnética, e sim, baseada na diferença de cargas eletrostáticas presentes na superfície dos ovos e das microesferas. A continuidade deste estudo é importante para determinar as características físico-químicas de ovos provenientes de fezes humanas, e pode levar ao aprimoramento e otimização do método Helmintex®. Estudos utilizando-se Microscopia de Força Atômica encontram-se em andamento.
4

Avaliação da etiologia das infecções enteroparasitárias em diferentes grupos pediátricos e genotipagem de isolados de Giardia duodenalis

Silva, Renata Kelly Novais Rodrigues 09 October 2013 (has links)
Submitted by Pós graduação Farmácia (ppgfar@ufba.br) on 2017-05-30T20:09:49Z No. of bitstreams: 1 Dissertação_Renata Kelly N R Silva.pdf: 1992158 bytes, checksum: 31b040d0efc44acc04e5946c258375e9 (MD5) / Approved for entry into archive by Patricia Barroso (pbarroso@ufba.br) on 2017-06-01T17:34:25Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação_Renata Kelly N R Silva.pdf: 1992158 bytes, checksum: 31b040d0efc44acc04e5946c258375e9 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-01T17:34:25Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação_Renata Kelly N R Silva.pdf: 1992158 bytes, checksum: 31b040d0efc44acc04e5946c258375e9 (MD5) / CNPq / FAPESB / A infecção por parasitos ocorre com maior frequência na população infantil e pode evoluir com gravidade em pacientes com alterações no sistema imunológico, como por exemplo, aqueles com desnutrição ou câncer. A Giardia duodenalis é o parasito mais frequente em crianças, causando infecções intestinais que variam de assintomáticas à presença de diarreia aguda ou crônica, sendo imprescindível que seu diagnóstico seja realizado corretamente. Entretanto, as técnicas diagnósticas mais sensíveis, também são as mais caras, sendo necessária uma análise mais detalhada do custo-benefício de sua utilização na rotina clínica. Além do diagnóstico de rotina, a caracterização molecular da Giardia contribui para um melhor entendimento da taxonomia, epidemiologia, potencial zoonótico de transmissão e associação entre o quadro clínico e um determinado genótipo (A H). Este estudo teve como objetivo avaliar a etiologia das infecções enteroparasitárias em diversos grupos pediátricos, utilizando diferentes técnicas de diagnóstico, e caracterizar os genótipos de Giardia duodenalis isolados de crianças de creche. Foram coletadas amostras fecais de 824 crianças: 70 de pacientes oncológicos, 110 internadas com desnutrição energéticoprotéica grave, 151 internadas devido à doença diarreica e 493 saudáveis atendidas em creches. As amostras foram submetidas às seguintes técnicas de diagnóstico: a) exame direto; b) Baermann-Moraes; c) cultura de fezes em placas de agar; d) Faust; e) sedimentação por centrifugação; g) coloração Ziehl-Nielsen modificado e h) pesquisa de coproantígenos de Cryptosporidium sp., Giardia duodenalis e Entamoeba histolytica por ELISA. Setenta e uma amostras fecais positivas para Giardia duodenalis oriundas das crianças de creche foram submetidas a genotipagem através da Reação em Cadeia da Polimerase (PCR), tendo como alvo os genes β-giardina e Gdh, seguida pela Análise do Polimorfismo do Fragmento de Restrição (RFLP). Dentre as 824 crianças, 30,3% estavam infectadas por pelo menos um parasito. As crianças com câncer apresentaram a maior ocorrência de enteroparasitos (47,1%), seguidas pelo grupo de creche (35,4%), crianças com diarreia (16,6%), e por último, crianças com desnutrição (15,5%). A Giardia duodenalis foi o parasito mais frequente (18,4%) e se destacou na população sem diarreia, enquanto o Cryptosporidium e a E. histolytica apresentaram associação significativa com o quadro de diarreia. Comparando as técnicas de diagnóstico para Giardia, utilizando como padrão de referência a positividade em pelo menos uma das técnicas, o ELISA se mostrou mais sensível que a microscopia (97% versus 55%). Dos 71 isolados de G. duodenalis de crianças de creche submetidos à PCR, 51 (77,4%) tiveram os DNAs amplificados. Foram identificados os genótipos AII, BIII, BIV e E, com predomínio do AII, sugerindo que a principal via de transmissão é antroponótica, seja pela ingestão de água ou alimentos contaminados com fezes humanas, ou através do contato pessoa a pessoa, uma vez que esse subtipo tem sido encontrado apenas em humanos. / Parasitic infections occur most frequently in children and can lead to severe disease in patients with alterations in the immune system, such as those with malnutrition or cancer. Giardia duodenalis is the most frequent parasite in children, causing intestinal infections ranging from asymptomatic to the development of acute or chronic diarrhea, being essential the correct diagnosis of the parasite. However, the more sensitive diagnostic techniques are also the most expensive, requiring a detailed analysis of the cost-benefit of their use in clinical routine. In addition to the routine diagnosis, the molecular characterization of Giardia contributes to a better understanding of the taxonomy, epidemiology and zoonotic potential of transmission and clinical forms of infection associated to a specific genotype (A - H). This study aimed to evaluate the etiology of parasitic infections in pediatric groups, using different diagnostic techniques, and characterize the genotypes of Giardia duodenalis isolates from children attending day care centers. There were collected fecal samples from 824 children: 70 oncologic patients, 110 hospitalized with severe protein-energy malnutrition, 151 hospitalized due to diarrheic disease and 493 healthy day care children. The samples were subjected to the following diagnostic techniques: a) direct examination, b) Baermann-Moraes c) stool culture on agar plates d) Faust e) sedimentation by centrifugation; g) modified Ziehl-Nielsen staining h) search of coproantigens of Cryptosporidium sp., Giardia duodenalis and Entamoeba histolytica by ELISA. Seventy-one fecal samples positive for Giardia duodenalis from day care centers children were subjected to genotyping by polymerase chain reaction (PCR) of the target genes β-giardina and Gdh, followed by Analysis of Restriction Fragment Length Polymorphism (RFLP). Among the 824 children, 30.3% were infected with at least one parasite. Children with cancer had the highest frequency of intestinal parasites (47.1%), followed by the day care group (35.4%), children with diarrhea (16.6%), and those with malnutrition (15.5 %). The parasite Giardia duodenalis was the most frequent (18.4%) in stood of the population without diarrhea, while Cryptosporidium and E. histolytica were significantly associated with the diarrheic disease. Comparing the diagnostic techniques for Giardia using as reference standard the positivity in at least one technique, the ELISA was more highly sensitive than microscopy (97% versus 55%). Of the 71 isolates of G. duodenalis from day care children subjected to PCR, 51 (77.4%) had the DNAs amplified. There were identified genotypes IIA, BIII, BIV and E, with a predominance of the IIA, suggesting that the main route of transmission is anthroponotic, either by ingesting food or water contaminated with human feces, or through the contact person-to-person, since this subtype has been found only in humans.
5

Aprimoramento da detecção de ovos de Schistosoma mansoni em sedimento produzido pelo metodo Helmintex®

Favero, Vivian January 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2014-11-04T01:01:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000462324-Texto+Completo-0.pdf: 3205960 bytes, checksum: 9ae99a266b918522a991ea13e531b2fb (MD5) Previous issue date: 2014 / Schistosomiasis is endemic in 74 countries, affecting more than 200 million people. In Brazil, Schistosoma mansoni is the only causative agent of schistosomiasis, which affects 19 states. Control measurements and effective treatment can result in a decrease of the parasitic load of individuals with the severe form. In this matter, when diagnostic methods with adequate sensitivity for monitoring are not used, those measurements may difficult diagnosis, favoring the persistence of the infection for long periods, as well as the environmental contamination and consequently exposure to local population reinfection. In these areas, or where there was recent introduction of S. mansoni, classic parasitological methods to find eggs in feces are not efficient. Although immunological and molecular techniques are currently considered as main diagnostic tools, parasitological methods re necessary to confirm the infection. Helmintex™ has been recently described as highly sensitive diagnostic method that isolates eggs from 30 gram of feces through the interaction of eggs with paramagnetic microspheres in a magnetic field. Despite the sensibility, its limitation lies in the number of slides to be analyzed, making the process time consuming and not applicable for clinical routine. In this context, this work opens perspectives for the use of new tools in an attempt to optimize S. mansoni egg detection in the last step of the Helmintex™, using chemiluminescence, and ninhydrin staining. Another alternative tested was the ninhydrin staining. Helmintex™ sediments containing S. mansoni eggs were fixed with 70% ethanol and deposited on Whatman Grade 541 filter paper, immersed in a solution of ninhydrin:ethanol (30: 70 %) for later eggs visualization at the optical microscope. Reading time for each filter was counted and registered. Ideal conditions for incubation with ninhydrin were established in 15 minutes at 24 °C. Reading time for each sample was, in general, of 23 minutes. When compared to the original Helmintex™ method, the use of ninhydrin decreased the reading time of the final sediment in, at least, 450 minutes. The results of this work showed that the implementation of new tools in existent diagnostic methods may contribute to a better performance of sensitive techniques with limited application in field studies, and open perspectives to new studies that aim to investigate and to optimize primordial steps of concentration methods. / A esquistossomose é endêmica em 74 países, afetando mais de 200 milhões de pessoas. No Brasil, o Schistosoma mansoni é o único agente etiológico da esquistossomose, que atinge 19 estados. Medidas de controle e tratamento efetivo podem resultar em diminuição da carga parasitária de indivíduos com a forma severa da doença. Assim, quando não forem utilizados métodos diagnósticos com sensibilidade adequada para acompanhamento, essas medidas podem dificultar o diagnóstico, favorecendo a permanência da infecção por longos períodos, além da contaminação ambiental e consequentemente a exposição à população local à reinfecção. Nestas áreas, ou onde ocorreu introdução recente de S. mansoni, os métodos parasitológicos clássicos para encontrar ovos nas fezes não demonstram eficácia. Embora as técnicas imunológicas e moleculares sejam consideradas atualmente as principais ferramentas de diagnóstico, são necessários métodos parasitológicos para a confirmação da infecção. Recentemente, o Helmintex® foi descrito como um método diagnóstico altamente sensível que isola ovos a partir de 30 gramas de fezes através da interação dos ovos com microesferas paramagnéticos em um campo magnético. Apesar da sensibilidade, sua limitação está no número de lâminas a serem analisadas, tornando o processo demorado e inviável para aplicação na rotina clínica. Neste contexto, este trabalho abre perspectivas para a utilização de novas ferramentas na tentativa de otimizar a detecção de ovos de S. mansoni na última etapa do método Helmintex®, utilizando a quimioluminescência, e a coloração por ninidrina. Outra alternativa testada foi a coloração do sedimento final com ninidrina. Os sedimentos de Helmintex® contendo ovos de S. mansoni foram fixados com etanol 70 % e depositados em papel filtro Whatman Grau 541, imersos em uma solução de ninidrina:etanol (30:70%) para posterior visualização dos ovos corados em microscópio óptico. O tempo de leitura de cada filtro foi cronometrado. As condições ideais para incubação com a ninidrina foram estabelecidas em 15 minutos à 24 °C. O tempo de leitura para cada amostra foi, em média, de 23 minutos. Em comparação com o método Helmintex® original, a utilização de ninidrina diminuiu o tempo de leitura do sedimento final em, ao menos, 450 minutos. Os resultados deste trabalho mostraram que a implementação de novas ferramentas em métodos diagnósticos já existentes podem contribuir para um melhor desempenho de técnicas sensíveis, porém com aplicação limitada em estudos de campo, e abrem perspectivas para novos estudos que visam investigar e otimizar etapas primordiais de métodos de concentração.
6

Níveis séricos de interleucina-12 e fator de necrose tumoral-a em diferentes apresentações clínicas de toxoplasmose

Flores, Rodrigo Echeverria January 2005 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T19:03:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000345941-Texto+Completo-0.pdf: 176784 bytes, checksum: 22cc77de71d7c9f7cda426596a11ac55 (MD5) Previous issue date: 2005 / Toxoplasmosis is an universal zoonosis, transmitted so much through oral contamination, as well by congenital route. The protozoan, Toxoplasma gondii, provokes a strong cellular immune response, pattern Th1, that do not overcome the infection but that takes most of the patients to an asymptomatic chronic stage. In some areas of the south of the country, there is a high prevalence of ocular lesions, caused by toxoplasmosis, most of them acquired cases. In this study was determined the variability of the seric levels of two important citokynes in the immune response to the Toxoplasma, Interleukin 12 (IL-12) and Tumor Necrosis Factor- a (TNF-a). The analisis were performed in 106 patients' sera with different clinical forms of the disease (scarred ocular lesion, lesion ocular reactivated, recent disease and chronic toxoplasmosis) and in 31 healthy controls. Significantly higher levels of IL-12 were observed in individuals with scarred ocular lesions, when compared with all groups of pacients and controls (p<0,005). There was no significant diference in the TNF-a seric levels beetwen the groups. The results shows the viability of new studies, in order to obtain a possible application of the seric determination of IL-12 in medical routine, as a prognostic test, mainly in the cases of ocular toxoplasmosis. / A Toxoplasmose é uma zoonose universal, transmitida tanto através de contaminação oral, quanto de maneira congênita. O protozoário causador, Toxoplasma gondii, provoca no organismo uma forte resposta imune celular, padrão Th1, que não resolve a infecção mas que leva a maioria das pessoas a um estágio crônico assintomático. Em algumas regiões do sul do país, há uma elevada prevalência de lesões oculares, causadas por toxoplasmose, a maioria delas adquiridas. Nesse estudo determinou-se a variabilidade dos níveis séricos de duas citocinas importantes na resposta imune ao Toxoplasma, a Interleucina 12 (IL-12) ) e o Fator de Necrose Tumoral-α (TNF-α). Foram analisados soros de 106 pacientes com diferentes apresentações clínicas da doença (lesão ocular cicatrizada, lesão ocular recidivante, doença recente e toxoplasmose crônica assintomática) e de 31 controles sadios, obtendo-se valores significativamente mais elevados de IL-12 nos indivíduos que apresentavam lesões oculares cicatrizadas, quando comparados com todos os outros grupos de pacientes e controles (p<0,005). Os valores de TNF-α não apresentaram diferenças entre os grupos. Os resultados apontam para a viabilidade de novos estudos, visando a uma possível aplicação da determinação de IL-12 sérica na prática clínica, como teste prognóstico nos casos de toxoplasmose ocular.
7

Aspectos epidemiológicos e fatores do parasita associados à leishmaniose visceral canina e humana / Epidemiological aspects and parasite factors associated with canine and human visceral leishmaniasis

Tuñón, Gabriel Isaías Lee 27 August 2013 (has links)
Visceral leishmaniasis or kala-azar is a zoonotic disease of domestic and wild canids, caused by the protozoan Leishmania chagasi and transmitted between dogs and man by the vector Lutzomyia longipalpis. The purpose of this research was to analize the spatial distribution of human and canine cases of visceral leishmaniasis in Aracaju, Sergipe from 2005 to 2012; characterize a nitric oxide resistant and susceptible isolates of L. chagasi from dogs in Aracaju, performing proteomic analysis of it by bidimensional electrophoresis and checking their interaction between dog and fox macrophages. In the analysis of the spatial distribution of the disease during the study period, there were 2060 canine and 110 human cases. It was found that the neighborhoods, Zona de Expansão and Mosqueiro, peripheral areas with lower population densities, recent occupation, poor urban infrastructure, had a number of significant human and canine cases. In Dezoito do Forte, Santos Dumont and America neighborhoods, were isolated nitric oxide resistant Leishmania in dogs and in humans, which could confirm the dog as a source of infection for humans and maybe could confirmation that disease in dogs precedes the occurrence of the disease in humans. Infection of fox macrophages by strains of L. chagasi, revealed that the macrophages control the infection rapidly regardless of whether the strain is resistant or not to nitric oxide. This result corroborates the fact that wild canids such as foxes, have an important role in the sylvatic cycle of visceral leishmaniasis, serving as a reservoir for the disease and rarely displaying clinical forms of the disease, unlike the domestic dog. Proteomic analysis was performed in promastigotes in logarithmic and stationary phase showing a difference in the expression of many proteins in both the promastigote growth phases. As an interesting fact we observed an over-expression of a cytosolic malate dehydrogenase and that it may probably be related to an intrinsic resistance of this isolate to nitric oxide. Related to resistance to nitric oxide, overexpression of trypanothione peroxidase was constant at all stages of the growth curve. Also observed was the overexpression of a calpain that may be responsible for inducing greater susceptibility to antimonials and lower susceptibility to miltefosine. / A leishmaniose visceral (LV) ou calazar é uma zoonose de canídeos silvestres e domésticos, causada pelo protozoário Leishmania chagasi e transmitida entre os canídeos e destes ao homem pelo vetor Lutzomyia longipalpis. Os objetivos deste estudo são analisar a distribuição temporo-espacial de casos de leishmaniose visceral canina e humana em Aracaju, Sergipe de 2005 a 2012; avaliar e comparar a regulação de macrófagos de cão e de raposas na infecção por isolados de L. chagasi através do índice de infecção de macrófagos, e realizar análise proteômica das fases de crescimento logarítmica e estacionária de promastigotas de isolados de L. chagasi resistentes e susceptíveis ao óxido nítrico, através da técnica de eletroforese bidimensional. Na análise da distribuição espacial da doença aconteceram 2060 casos caninos e 110 casos humanos. Foi verificado que os bairros da Zona de Expansão e Mosqueiro, áreas periféricas, com mais baixas densidades populacionais, ocupação recente, baixa renda e infraestrutura urbana pouco presente, tiveram um número de casos caninos e humanos expressivos. Nos bairros Dezoito do Forte, Santos Dumont e América, foram isoladas Leishmania resistentes ao óxido nítrico de cães e humanos, o que poderia confirmar o cão como fonte de infecção para o homem e, talvez, uma confirmação que a doença em cães pode preceder a ocorrência da doença em humanos. A infecção de macrófagos de raposa por cepas de L. chagasi resistentes e susceptíveis ao óxido nítrico, revelou que esses controlam rapidamente a infecção independentemente se a cepa é resistente ou não ao óxido nítrico. Este resultado corrobora o fato de que os canídeos silvestres, como as raposas, têm um papel importante no ciclo silvestre da leishmaniose visceral, servindo de reservatório para a doença e raramente apresentando a forma clínica da doença, diferente do cão doméstico. Foi realizada a análise proteômica de promastigotas em fase logarítmica e em fase estacionária revelando uma diferença na expressão de várias proteínas em ambas as fases de crescimento do promastigota. Como fato mais interessante observou-se um aumento acentuado na expressão de uma malato desidrogenase citosólica e que provavelmente apresenta relação com a resistência intrínseca deste isolado ao óxido nítrico. Relacionada com a resistência ao óxido nítrico, um aumento na expressão da tripanotiona peroxidase foi constante em todas as fases de curva de crescimento. Também foi observado um aumenta na expressão de uma calpaína que poderia ser responsável por induzir susceptibilidade maior aos antimoniais e menor susceptibilidade à miltefosina.

Page generated in 0.1007 seconds