• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 10
  • Tagged with
  • 10
  • 10
  • 8
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Progresso técnico e o processo de catching up na União Europeia

Castro, Rodrigo Dutra de January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2015-04-30T14:04:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000467346-Texto+Completo-0.pdf: 3998804 bytes, checksum: 8d0878842fc416027f1dbcdf68dca7bd (MD5) Previous issue date: 2015 / The work presents the theory of the integration process in the view of the Hungarian Béla Balassa economist and other authors, commenting on the steps and the reduction of barriers as the integration progresses. It also brings a brief history of the creation of the European Union, described with relevant information to the empirical study. The data from the Penn World Table 8. 0 are used for the analysis of the technical change in countries that joined the European Union until 1995, in the period 1950-2011, adopting the Foley and Michl (1999) representation system, which uses the growth-distribution schedule. It also analyzes the results of the variables: growth rate of capital stock, real average wage and gross profit rate. The study finds a Marx-biased technical change in the member states, common in capitalist economies. Moreover, the results of the evolution of labor productivity and capital intensity show an approximation process in relation to the United States in the period 1970-2011, observing the effects of economic integration. The results of the difference between the growth rates of the capital stock of the EU-15 and the US economy show a downward trend in the same period in almost all regions. / O trabalho apresenta a teoria do processo de integração na visão do economista húngaro Béla Balassa, além de outros autores, comentando sobre as etapas da evolução e a diminuição das barreiras à medida que a integração evolui. Traz também um breve histórico sobre a criação da União Europeia, descrito com informações relevantes para o estudo empírico. Os dados da Penn World Table 8. 0 são utilizados para o estudo do progresso técnico nos países que aderiram à União Europeia até 1995, no período 1950-2011, adotando o sistema de representação de Foley e Michl (1999), que utiliza a relação de distribuição-crescimento. Analisa ainda os resultados das variáveis: taxa de crescimento do estoque de capital, salário médio real e taxa bruta de lucro. Verifica um progresso técnico Marx-viesado nos estados-membros, comum em economias capitalistas. Além disso, analisa os resultados da evolução da produtividade do trabalho e da intensidade do capital dos países europeus, mostrando um processo de aproximação em relação aos Estados Unidos no período 1970-2011, observando os efeitos da integração econômica. Os resultados da diferença entre as taxas de crescimento do estoque de capital dos países da UE-15 e a da economia americana mostram uma tendência de queda no mesmo intervalo em quase todas as regiões.
2

Crescimento, progresso técnico e convergência nos BRIC: 1963-03

Oliveira, Paulo Rafael Boeira January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:48:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000418931-Texto+Completo-0.pdf: 629335 bytes, checksum: cf3a8b2090ee65daa1b2f0eaeae6a5d7 (MD5) Previous issue date: 2009 / This dissertation analyses the technical change in the BRICs (Brazil, Russia, India and China) and their caching up with the United States in the period 1963 - 03. The BRICs displayed the Marx-biased technical change in some periods of the capitalist economies. Only China presented this pattern after 1980. Regarding to caching up in labor productivity, Brazil displayed catching up between 1963 and 1980, China and India presented it during all the period of study. Russia showed caching up after 1998. It is also analyzed the differences in capital accumulation and in investment rate between the BRICs and the United States. China and India displayed higher capital accumulation than the USA in most of the period in study. Brazil had higher capital accumulation between 1963 and 1980, while Russia showed lower capital accumulation between 1991 and 2003, the years with data for this country. In relation to the investment rate, Brazil displayed higher numbers than US between 1963 and 1981 and China during all the period in study, while Russia and India showed lower investment rates. / Esta dissertação analisa o progresso técnico nos BRIC (Brasil, Rússia, Índia e China) e verifica a ocorrência do processo de catching-up desses com os Estados Unidos entre 1963 e 2003. A China, a Índia e o Brasil apresentam, em alguns períodos, o progresso técnico Marx-viesado típico das economias capitalistas. Mas, somente a China teve esse padrão após 1980. O Brasil apresentou catching-up na produtividade do trabalho entre 1963 e 1980; a China e a Índia aproximaram-se da produtividade do trabalho norte-americana durante todo o período estudado. A Rússia, por sua vez, apresentou catching-up após 1998. Analisam-se também as diferenças na acumulação de capital e das taxas de investimento dos BRIC em relação aos Estados Unidos. A China e Índia tiveram maior acumulação de capital do que os Estados Unidos na maior parte do período estudado. O Brasil apresentou maior acumulação de capital entre 1963 e 1980, enquanto a Rússia teve menor acumulação de capital entre 1991 e 2003, os anos com informações para esse país. O Brasil teve maior taxa de investimento do que os Estados Unidos entre 1963 a 19981, a China apresentou resultados superiores aos norte-americanos em todo o período em estudo. Por sua vez, a Índia e a Rússia tiveram menores taxas de investimento do que os Estados Unidos.
3

A evolução da produtividade total dos fatores da economia brasileira: 1955 – 2003

Reis, Alexandre January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:49:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000405613-Texto+Completo-0.pdf: 442088 bytes, checksum: 5d2d6f3c221693c8c841551a8e432efb (MD5) Previous issue date: 2008 / This thesis analyzes the evolution of the Total Factor Productivity (TFP) in the Brazilian economy between 1955 and 2003. The TFP grow 0. 4% per year in the period of study. The period with highest PTF growth was between 1955 and 1973, when its growth rate was 1. 5%. In the period 1974 and 1984, it declined 1. 9% per year; between 1984 and 2003, it expanded at 0. 35% per year. The growth accounting showed that the physical capital was the factor with the highest contribution to the GDP expansion. The GDP growth was 4. 7% per year between 1955 and 2003; 3. 3% is explained by an expansion in the physical capital, 1% by the growth in the labor force and 0. 4 by technical change, measure by the TFP. / Esta dissertação tem como objetivo analisar a evolução da Produtividade Total dos Fatores (PTF) no Brasil no período 1955–2003. A PTF cresceu 0,4% ao ano no período em estudo. O melhor desempenho ocorreu entre 1955 e 1973, com uma taxa de crescimento de 1,5%, o pior resultado foi entre 1974 e 1984, quando houve uma queda da PTF de 1,9%. Entre 1984 e 2003, a PTF cresceu a taxa média anual de 0. 35%. A decomposição do crescimento mostrou que o capital físico foi o fator com maior contribuição ao aumento do PIB. Da expansão de 4,7% do PIB entre 1955 e 2003, 3,3% é explicado pelo aumento do capital físico, 1% pelo aumento do fator trabalho e 0,4% pelo progresso técnico, medido pela PTF.
4

Economias de escala e eficiência na geração de energia elétrica no Brasil

Machado, Mauricio Marins January 2014 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Economia, Faculdade de Economia, Administração, Contabilidade e Ciência da Informação e Documentação, 2014. / Submitted by Ana Cristina Barbosa da Silva (annabds@hotmail.com) on 2014-10-23T17:27:28Z No. of bitstreams: 1 2014_MauricioMarinsMachado.pdf: 1837063 bytes, checksum: bd7933de849aa13d0dfeed166888e821 (MD5) / Approved for entry into archive by Tania Milca Carvalho Malheiros(tania@bce.unb.br) on 2014-10-24T13:05:36Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_MauricioMarinsMachado.pdf: 1837063 bytes, checksum: bd7933de849aa13d0dfeed166888e821 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-10-24T13:05:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_MauricioMarinsMachado.pdf: 1837063 bytes, checksum: bd7933de849aa13d0dfeed166888e821 (MD5) / O estudo do mercado de geração de energia elétrica do Brasil verifica, primeiramente, a existência de economias de escala. Para tanto, estima-se função custo translog por meio do modelo Seemingly Unrelated Regression (SUR). A base de dados é um painel de 21 firmas no período 2001/2010; os outros dois estudos que compõem esta tese amparam-se na mesma base. Os resultados do SUR não rejeitam a hipótese de que as economias de escala são uma característica típica da geração brasileira de eletricidade e, em geral, são esgotadas em níveis elevados de produção. Assim, suporta-se a visão de que indivisibilidades tendem a restringir ganhos de eficiência da livre concorrência, como se supôs na última reforma regulatória do setor. Ademais, durante o período estudado, o progresso técnico reduziu custos pelos efeitos Hicks-neutro e não neutro; a respeito do último, aponta-se que o incremento de gastos com combustível e água prevalece sobre a poupança de capital e trabalho. Os outros dois estudos da tese analisam a eficiência no mercado de geração. Um deles discorre sobre a eficiência de custo por intermédio do modelo de fronteira estocástica com coeficientes variáveis. Os resultados indicam que os desvios das firmas da função custo não representam apenas circunstancias aleatórias, mas perdas sistemáticas e significativas de eficiência. Registre-se ainda que as reduções de custo observadas no período em estudo foram promovidas majoritariamente pelo progresso técnico, e não pela melhoria da eficiência. Por último, encerra a tese a análise da eficiência técnica a partir de metodologia não paramétrica. Trata-se da análise de envoltória de dados (DEA), cujos modelos básico e bootstrap apontam também perdas de eficiência não negligenciáveis. No tocante às características observáveis das firmas, a propriedade e gerência estatal são as que ocasionam perdas de eficiência significativas em todos os testes paramétricos e não-paramétricos aplicados. Quanto à reforma regulatória, o modelo de regressão truncada e os demais testes empíricos não validam qualquer impacto sobre a eficiência técnica ou de escala. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The study of the electric power generation in Brazil begins with the evaluation of the scale economies. Thus, a translog cost function is estimated by the Seemingly Unrelated Regression (SUR) model. The database is a panel with 21 firms over the period of 2001/2010; the other two studies in this dissertation use the same data. The SUR model does not reject the hypothesis that scale economies are a typical feature of the studied market and, in general, are exhausted at high production levels. This result supports the vision that indivisibilities restrict efficiency gains from free-market competition in the Brazilian electricity generation and most of the last restructuring in the industry regulation was based on this assumption. Furthermore, over the sample period, technological progress led to cost reductions in electric power supply. These technological improvements take the form of both a Hicks-neutral and non-neutral effects; notice that the fuel using prevails over the capital and labor saving technical changes. The other two studies in the dissertation analyze the efficiency in the Brazilian electric power production. One of them examines the cost efficiency using the stochastic frontier model. The results suggest that the firms’ deviations from the cost function do not represent only random circumstances, but systematic and significant efficiency losses as well. In addition, the model shows that most of the reduction costs in the period are driven by the technical progress, instead of the increase in the efficiency. Finally, to conclude the dissertation, the analysis of the technical efficiency is carried out by a non-parametric method. It is the data envelopment analysis (DEA) whose bootstrap models also indicate not negligible efficiency losses. Regarding the observable characteristics of the companies, the state management is the one that causes significant inefficiencies in all the parametric and non-parametric tests. Concerning the last regulation reform, the truncated regression model and other empirical tests do not confirm any impact in the technical and scale efficiencies.
5

Dois ensaios sobre progresso técnico e meio ambiente

Santetti, Márcio January 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-22T12:37:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000468421-Texto+Completo-0.pdf: 2073125 bytes, checksum: 74330d4f983dc0be74ca94a13e513b1a (MD5) Previous issue date: 2015 / This dissertation presents two essays on the relationship between technical change and the natural environment. In the first essay, we discuss the view of technical progress to four representatives of Classical Political Economy: William Petty, Adam Smith, David Ricardo and Karl Marx. This essay analyzes the form they approach the technical progress, characterized by the increasing adoption of machinery in the production process, adding up the view of each author regarding land and natural resources in the growth of nations. While the technical progress concept evolves from the first to the last author, nature’s view is distinct. Petty and Marx define the natural environment as a part of a natural law and as a part of human essence, respectively. Smith and Ricardo reduce natural environment to an input, making it the main economic growth limiter for the latter. In the second essay, we analyze the technical progress and the production of good and bad outputs in Brazilian economy in the 1970-2008 period. We adopt a study system of production and technical progress based on a classical-Marxian perspective, in which the work, capital and energy input combination generates a good output, the Gross Domestic Product (GDP), and a bad output, carbon dioxide (CO2) emissions. We divide Brazilian economic growth in four phases, according to the development strategy adopted in each period: 1970-1980, 1980-1989, 1989-2003 and 2003-2008. The predominant pattern of technical progress was Marx-biased and energy-saving. In GDP growth years, the bad output also increased. / Esta dissertação apresenta dois ensaios sobre a relação entre progresso técnico e meio ambiente. No primeiro ensaio, discute-se a visão de progresso técnico e natureza para quatro representantes da Economia Política Clássica: William Petty, Adam Smith, David Ricardo e Karl Marx. O objetivo deste ensaio é analisar a forma como abordam o progresso técnico, caracterizado pela crescente adoção de maquinaria no processo produtivo, somado à visão de cada autor a respeito da terra e dos recursos naturais no crescimento das nações. Enquanto o conceito de progresso técnico evoluiu do primeiro ao último autor, a visão da natureza é distinta. Petty e Marx definem o meio ambiente em uma ordem natural e como parte da essência do ser humano, respectivamente. Smith e Ricardo reduzem o meio ambiente a um insumo, tornando-se o principal limitador do crescimento para este último. No segundo ensaio, analisa-se o progresso técnico e a produção de bons e maus produtos na economia brasileira no período 1970-2008. Adota-se um sistema de estudo de produção e progresso técnico baseado em uma perspectiva clássico-marxiana, em que a combinação dos insumos trabalho, capital e energia geram um bem, o Produto Interno Bruto (PIB), e um mal, as emissões de dióxido de carbono (CO2). Divide-se o crescimento econômico brasileiro em quatro fases, de acordo com a estratégia de desenvolvimento adotada em cada época: 1970-1980, 1980-1989, 1989-2003 e 2003-2008. O padrão de progresso técnico predominante foi Marx-viesado e poupador de energia. Nos anos de crescimento do PIB, o mau produto também aumentou.
6

A auto-organização do progresso técnico e das mudanças climáticas num modelo simples de evolução

Oliveira, Guilherme de January 2012 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:49:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000438672-Texto+Completo-0.pdf: 3421737 bytes, checksum: 7029092d941a31889249b186ea079f0c (MD5) Previous issue date: 2012 / This study examines the relationship between technical change and climate change in the micro level that has global consequences. For this purpose, we use the Bak-Sneppen model of Evolution, a model developed by Bak and Sneppen (1993) and used in biological systems. The model specifies a number N of agents on an ecosystem, each with a variable that determines the fitness adaptability on this environment. Furthermore, there behavioral rules that are repeated t times in time: 1) the agent with the lowest fitness is selected for mutation, and 2) mutations also occur in the neighboring agents with lower fitness. In this investigation has adapted to the Bak-Sneppen model for the economy, assuminga number N of firms that have two fitness variables, one that represents the technical change and another his care for the environment. To support technical change appealed to the Theory of Induced Technical Change, and climate change to the Theory of Sustainable Development in its complex aspect.From computer simulations of the highlights are three scenarios that describe the complex relationships between technical progress and climate change: the scenario has been called the most probable, and to incorporate the debate is one in which firms aim to maximize their technical and some of them can adopt clean technologies and not others, which makes both systems self-organize at a critical level approximately equal to 0. 4 fitness. The adverse scenario is one in which the correlation between technical change and the environment is negative, and technical improvements are polluting and every company that wants to decrease their environmental externalities have to reduce technology. In this scenario, both systems and no changes its threshold is close to 0. Finally, the stage was called the ideal one in which the relationship between technical change and climate change is positive, it is assumed only firms adopt clean technologies. In this, both systems are evolving rapidly, reaching steady state at the threshold of 0. 6. / O presente estudo analisa a relação entre o progresso tecnológico e as mudanças climáticas no plano microeconômico que apresenta consequências globais. Para tanto, utiliza-se o modelo de Bak-Sneppen, um modelo desenvolvido por Bak e Sneppen (1993) e que trata da evolução biológica. O modelo especifica um número N de agentes dispostos num ecossistema, cada um com uma variável fitness que determina sua capacidade de adaptação relativa a esse meio. Ademais, existem regras comportamentais que são repetidas t vezes no tempo: 1) o agente com menor fitness é selecionado para mutação; e 2) mutações também ocorrem nos agentes vizinhos ao de menor fitness. Nessa investigação adaptou-se o modelo de Bak-Sneppen para a economia, supondo um número N de firmas que apresentam duas variáveis fitness, um que representa a mudança técnica e outro o seu cuidado com o meio ambiente. Para sustentar teoricamente a mudança técnica recorreu-se a Teoria do Progresso Técnico Induzido, e no as mudanças climáticas a Teoria do Desenvolvimento Sustentável em seu aspecto complexo.A partir das simulações computacionais destacaram-se três cenários que descrevem as relações complexas entre progresso técnico e mudanças climáticas: o cenário que se chamou de mais provável, por incorporar bem o debate é aquele em que as firmas objetivam maximizar sua técnica e algumas delas podem adotar tecnologias limpas e outras não, o que faz com que ambos os sistemas se auto-organizem num nível crítico aproximadamente igual a 0,4 de fitness. O cenário desfavorável é aquele em que a correlação entre a mudança técnica e o meio ambiente é negativa, assim melhorias técnicas são poluidoras e toda firma que deseja diminuir suas externalidades ambientais tem que reduzir tecnologia. Nesse cenário, em ambos os sistemas não houve evolução e seu limiar fica próximo a 0. Por fim, o cenário chamado de ideal foi aquele em que a relação entre mudança técnica e mudança climática é positiva, nele supõe-se as firmas adotam apenas tecnologias limpas. Nesse, ambos os sistemas evoluem rapidamente, atingindo o estado estacionário no limiar de 0,6.
7

Crescimento e convergência na América do Sul: 1969-2000

Müller, Leandro Cristiano January 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2013-08-07T18:49:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000399478-Texto+Completo-0.pdf: 580669 bytes, checksum: 00ff041d43bdbd15cf55303cb4217644 (MD5) Previous issue date: 2008 / This master thesis analysis if the Marx-biased technical change, a rising labor productivity and declining capital productivity, was present in Argentina, Brazil, Chile, Colombia, Paraguay, Uruguay and Venezuela between 1969 and 2000. It is employed the growthdistribution schedule to visualize the pattern of technical change. It is a line having for its vertical intercept output per worker, or labor productivity, and for its horizontal intercept output per unit of capital, or capital productivity. A growth model of caching-up in the classical-Marxist tradition is developed where the pattern of technical change and the capital accumulation determine the convergence in labor productivity. The process of convergence among Canada, United States and Japan is investigated as well as between the five biggest economies of South America (Argentina, Brazil, Chile, Colombia and Venezuela) and among the countries of Mercosul (Argentina, Brazil, Paraguay and Uruguay). There was convergence among the developed and developing countries between 1969 and late seventies and divergence after 1980. There was convergence in labor productivity among the five biggest economies of South America until early nineties. There was convergence in labor productivity from 1969 to late eights in the Mercosul countries followed by divergence in the nineties. / Esta dissertação tem como objetivo analisar se a forma de progresso técnico Marx-viesado, aumento da produtividade do trabalho e declínio na produtividade do capital, esteve presente na Argentina, no Brasil, no Chile, na Colômbia, no Paraguai, no Uruguai e na Venezuela, entre 1969 e 2000. Emprega-se a relação distribuição-crescimento, uma reta que possui a produtividade do trabalho como intercepto vertical e a produtividade de capital como intercepto horizontal, para analisar o padrão de progresso técnico nessas economias. Um modelo de crescimento na tradição clássico-marxista com catch-up é desenvolvido, no qual a forma de progresso técnico e a acumulação de capital possuem um papel determinante para a convergência na produtividade do trabalho. Por fim, investiga-se o processo de convergência entre o Canadá, os Estados Unidos e o Japão e se ocorreu convergência entre as cinco maiores economias da América do Sul (Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e Venezuela), e entre as que compõem o Mercado Comum do Sul – Mercosul (Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai). Houve convergência entre os países desenvolvidos e os em desenvolvimento entre 1969 e 1980, seguido de divergência a partir dos anos 80. Nas cinco maiores economias da América do Sul houve convergência na produtividade do trabalho e o salário real até meados da década de 90. Nos países do Mercosul, a produtividade do trabalho apresentou uma leve convergência até o final da década de 80, ocorrendo uma divergência nos anos 90.
8

A produção familiar na agricultura: uma análise da discussão teórica

Silva, Álvaro da January 1986 (has links)
Submitted by Cristiane Oliveira (cristiane.oliveira@fgv.br) on 2013-06-25T19:34:05Z No. of bitstreams: 1 1198700870.pdf: 4284872 bytes, checksum: 1932e469de31f59cbe021ccc48e13500 (MD5) / Approved for entry into archive by Suzinei Teles Garcia Garcia (suzinei.garcia@fgv.br) on 2013-06-25T19:40:55Z (GMT) No. of bitstreams: 1 1198700870.pdf: 4284872 bytes, checksum: 1932e469de31f59cbe021ccc48e13500 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-06-25T20:05:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 1198700870.pdf: 4284872 bytes, checksum: 1932e469de31f59cbe021ccc48e13500 (MD5) Previous issue date: 1986 / Estudo das análises teóricas que explicam a sobrevivência de formas não tipicamente capitalistas na agricultura. Tenta-se reter daquelas as variáveis e conceituações que as mesmas relevam no tratamento de tal questão, notadamente as referentes à organização da produção agrícola com base no trabalho familiar.
9

Por uma vivência planetária eco-lógica: diálogos interfilosóficos em torno de uma ética da responsabilidade

Braga, Isaque Trevisam 11 December 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-27T17:27:13Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Isaque Trevisam Braga.pdf: 551367 bytes, checksum: 40ce42fdff46c96a722e727db82985d2 (MD5) Previous issue date: 2015-12-11 / At the present juncture of reality, where the unbridled path of the evolution and technological progress is echoed in the eagerness of human expectations regarding the search for unlimited access to the resources of nature and for a utopia of a scientific knowledge that arranges for the continual maintenance of its purposes, directing humanity to the danger of its own extinction, this research aims to promote, within its limitations, the diffusion of critical reflection on the technical and scientific development, the proper regulation of the means of production and the attempt for a practice of sustainable consumption, buoyed by the foundations of a deep ecology. Appropriating, respectively, of the inquiries and postures defended by Hans Jonas, Michel Serres and Fritjof Capra, methodologically it is proposed to approach the authors to systematize common keywords which turns to the divulgation of conceptual positions to be problematized and possible postures to be adopted under the observed circumstances. Therefore, it is concluded that, from an ecological perception of reality, it s imperative that mankind be elected as responsible for their own future and instructs itself by a acquaintanceship symbiosis with the environment, in connection with all strands of the web of life / No momento em que o percurso desenfreado da evolução e do progresso tecnológico encontra eco nas expectativas humanas em relação à busca pelo acesso ilimitado aos recursos da natureza e pela utopia de um saber científico que agencie a manutenção contínua de seus propósitos, direcionando a humanidade ao perigo de sua própria extinção, a presente pesquisa objetiva promover, dentro de suas limitações, a difusão de uma reflexão crítica em torno do desenvolvimento técnico-científico, da devida regulação dos seus meios de produção e da tentativa de uma prática de consumo sustentável, balizada pelos fundamentos de uma ecologia profunda. Apropriando-se das indagações e posturas defendidas por Hans Jonas, Michel Serres e Fritjof Capra, metodologicamente propõe-se a aproximação dos autores a fim de sistematizar conceitos em comum voltados para a divulgação de posições conceituais a serem problematizadas e possíveis posturas a serem adotadas ante as circunstâncias observadas. Considera-se que, a partir de uma percepção ecológica da realidade, faz-se imperativo que a humanidade se eleja como responsável pelo seu próprio futuro e se instrua num convívio simbiótico com o meio ambiente, em conexão com todos os fios da teia da vida
10

Dinâmica industrial na agroindústria canavieira brasileira: uma abordagem da mudança industrial via mudança técnica / Industrial dynamics in brazilian sugar cane: on approach to industrial change via technical change

Amorim, José Francisco Oliveira de 20 August 2013 (has links)
The evolution within an economic context is the result of the adaptation process of the firms the industrial structure of the sector, these ' adaptations ' correspond to the result of an intense action of search and selection, where the economic imbalance corroborates the existence of this process. Within the notion of technological paradigm established by Dosi (1988), the firm chooses the best alternative, procedures, criteria and rules established ex ante, their actions are derived from the conditions of uncertainty, defined by the basis of information obtained in addition to the accumulation of knowledge - formal and informal - the capacity to acquire technologies and viewing opportunities. Nelson and Winter (1982) show that technical progress is endogenous in nature, this progress can be built from the establishment of patterns of response actions, or rather routines. These routines can be divided into long and short term. As the dynamics of technical progress is endogenous technical change is coming this procedure adaptive routines, from the same are established technological trajectories, which differ from industry to industry, as the dominant technology in an industry is not necessarily put to other. In this context, this dissertation seeks to demonstrate the existence of such a process applied to the sugarcane sector, after it has undergone sweeping changes since the merger and acquisition through foreign capital investment companies or other sectors, corroborating the concentration of productive activity the hands of some economic groups thus are identified characteristics of both technology standards Schumpeter Mark I and Schumpeter Mark II, many firms are in this industry, however, the process of creative destruction promoted by the accumulation of knowledge is intense. The aim was to analyze the industrial dynamics present in the sugarcane industry through models, aiming at a better understanding about the transformation started with Proálcool and heated with deregulation and lastly the impact of the international economic crisis in 2008. For this purpose, we used data collected from the Procana, ANP (National Agency of Petroleum, Natural Gas and Biofuels) and reports production cost PECEGE (Continuing Education Program in Economics and Business Management) linked to ESALQ. For the analysis, we used statistical and econometric models (Factor Analysis, Multiple Regression Analysis and Analysis of Panel Data). How relevant results it is found that: i) the changes occurred may last for a few more years, ii) the endogenous variables of each plants is that they are influencing the intense transformation, since the applied technologies has originated in response patterns, iii) routinization has shown strong impact on industry structure resulting from the process of search and selection, plants are failing to adapt are declaring bankruptcy or being acquired by larger iv) as a result of creative destruction, economic groups are influencing the concentration of industry, this action is a result of the accumulation of capital and better adaptation v) the concentration of capital is taking place in the South Central region of the country, approximately within the ' polygon ' development, highlighted by Breitbach (2004) and expanding around this region. / A evolução, dentro de um contexto econômico é resultante do processo de adaptação das firmas a estrutura industrial do setor, essas ‘adaptações’ correspondem ao resultado de uma intensa ação de busca e seleção, onde o desequilíbrio econômico corrobora com a existência desse processo. Dentro da noção de paradigma tecnológico, estabelecido por Dosi (1988), a firma escolhe as melhores alternativas, procedimentos, critérios e regras estabelecidas ex-ante, suas ações derivam das condições de incerteza, definidas pela base de informações obtidas, além da acumulação de conhecimentos – formais e informais –, da capacidade de apropriação de tecnologias e da visualização de oportunidades. Nelson e Winter (1982) evidenciam que o progresso técnico é de natureza endógena, esse progresso pode ser construído a partir do estabelecimento de padrões de ações de respostas, ou melhor, rotinas. Essas podem ser divididas em rotinas de longo e curto prazo. Como a dinâmica do progresso técnico é endógena, a mudança técnica é oriunda desse procedimento de rotinas adaptativas, a partir do mesmo são estabelecidas as trajetórias tecnológicas, as quais diferem de indústria para indústria, pois a tecnologia dominada em um setor não necessariamente está posta para outro. Diante desse contexto, essa dissertação busca evidenciar a existência de tal processo aplicado ao setor canavieiro, afinal este tem passado por intensas transformações, desde fusão e aquisição até o investimento de capital estrangeiro ou de empresas de outros setores, corroborando para a concentração da atividade produtiva nas mãos de alguns grupos econômicos, dessa forma são identificadas características de ambos os padrões tecnológicos de Schumpeter Mark I e Schumpeter Mark II, diversas firmas estão presente no setor, entretanto, o processo de destruição criadora promovido pela acumulação de conhecimento é intenso. O objetivo foi analisar a dinâmica industrial presente no setor canavieiro através de modelos, visando uma melhor compreensão a respeito das transformações iniciadas com o Proálcool e acaloradas com a desregulamentação e por último com o impacto da crise econômica internacional de 2008. Para tanto, foram utilizados dados colhidos junto ao Procana, ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis) e relatórios de custo de produção do PECEGE (Programa de Educação Continuada em Economia e Gestão de Empresas) vinculado a ESALQ. Para a análise, foram utilizados modelos estatístico e econométricos (Análise Fatorial, Análise de Regressão Múltipla e Análise de Dados em Painel). Como resultados relevantes verifica-se que: i) as transformações ocorridas poderão perdurar por mais alguns anos; ii) as variáveis endógenas das usinas estão influenciando a intensa transformação, visto que as tecnologias aplicadas apresentam origem em seus padrões de resposta; iii) a rotinização tem apresentado forte impacto na estrutura do setor, resultante do processo de busca e seleção, as usinas que não estão conseguindo adaptar-se estão declarando falência ou sendo adquiridas por outras maiores; iv) como resultado da destruição criadora, grupos econômicos passam a influenciar na concentração do setor, essa ação é resultado da acumulação de capital e melhor adaptação v) a concentração do capital está ocorrendo na região Centro-Sul do país, aproximadamente dentro do ‘polígono de desenvolvimento’, destacado por Breitbach (2004) e se expandindo ao redor dessa região.

Page generated in 0.0779 seconds