• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 52
  • Tagged with
  • 52
  • 52
  • 31
  • 29
  • 25
  • 24
  • 23
  • 23
  • 22
  • 20
  • 18
  • 18
  • 16
  • 16
  • 16
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Cenas na psicanálise com crianças : possíveis destinos da interrupção de análise SCENES IN PSYCHOANALYSIS WITH CHILDREN: POSSIBLE DESTINIES FROM INTERRUPTION OF THE ANALYSIS (Inglês)

Martinez, Carla Renata Braga de Souza 24 June 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:47:26Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-06-24 The former work proposes a discussion about the destinies given by the child to an analysis interruption against the parent¿s solicitation for such ending. I consider that this solicitation functions so that the child can refer those questions by means of a creation. There are two assumptions that guide the thesis: the first one refers to the fact that the child, when on a psychic process of separation, turns to the parents looking for references to handle the psychic implications of this separation. However, the parents won¿t always give this support and this can lead to an answer of the child by means of a symptomatic production, marking the impasse of the formation of the subject to assume his desire. The second assumption shows that the work in analysis is sustained by the desire of the analyst, taking a place that favors the significant¿s slipping that circle this child¿s history. I begin by situating the child as a subject in constitution to psychoanalysis. In this aspect the theories of Freud and Lacan are the ones that interest, as the conception of child that underlies is that of a subject in event, that passes trough the lacanian psychic processes of alienation and separation. Next I¿ll discuss the place of the analyst, starting from Freud¿s work in his technical texts reaching the desire of the analyst, as elaborated by Lacan as means to position the analyst as function. In this sense, the desire of the analyst on the analysis with children is questioned, since not all analysts attend children. Said developments are embased theoretical and methodologically by the work with two clinical cases ¿ Cláudio Alberto and Larissa. The clinical narratives are presented by means of the clinical case construction and are envisioned according to three analysis scenes. I understand scene as a place of interlacement of significants, that occurs according to a temporality other than the chronological. That being said, the scenes would be: the parent¿s complaint; the establishment of the child¿s demand; and the creation as possible destiny to the analysis interruption. This construction undertaken by the child can be seized as something in the field of creation. Therefore the last scene is constructed and brought as closure to the thesis, but not to the child¿s analysis. Although it was possible to work it as a closing of a fragment of its analysis, the child may return in the post as a way to revisit your childhood and move toward a moment to complete. Key-words: Psychoanalysis with child, clinical case, creation, fictional, interruption. O presente trabalho propõe discutir a respeito dos destinos dados pela criança a uma interrupção de análise frente à solicitação dos pais para tal encerramento. Considero que essa solicitação opera para que a criança possa encaminhar essas questões por meio da criação. Há dois pressupostos que guiam a tese: o primeiro diz respeito ao fato de que a criança, quando está em um processo psíquico de separação, busca nos pais referências para dar conta das implicações psíquicas desse processo. No entanto, nem sempre os pais fornecem este suporte o que pode ocasionar como resposta da criança uma produção sintomática, marcando os impasses da formação do sujeito para assumir seu desejo. O segundo pressuposto mostra que o trabalho feito em análise é sustentado pelo desejo do analista, ocupando um lugar que favorece o deslizamento de significantes que circundam a história dessa criança. Inicio situando a criança como sujeito em constituição para a psicanálise. Neste aspecto, são as teorias de Freud e Lacan que interessam, visto que a concepção de criança em que me ancoro é a de um sujeito em acontecimento, que passa pelos processos psíquicos iniciais para assunção do sujeito do desejo. Apoiando-se, assim, especialmente nos processos psíquicos lacanianos de alienação e separação. Em seguida discuto o lugar do analista, partindo do que Freud trabalhava em seus textos técnicos e chegando ao desejo do analista, o qual foi elaborado por Lacan como forma de posicionar o analista como função. Nesse sentido, questiona-se a respeito do desejo do analista na análise com crianças, visto que nem todo analista atende crianças. Tais desdobramentos estão apoiados teórica e metodologicamente pelo trabalho com dois casos clínicos ¿ Cláudio Alberto e Larissa. As narrativas clínicas são apresentadas por meio da construção de caso clínico e são vislumbradas segundo três cenas de análise. Entendo cena como um lugar de entrelaçamento de significantes, que ocorre segundo outra temporalidade que não seja a cronológica. Isso posto, as cenas seriam: a queixa parental; a instauração da demanda da criança; e a criação como destino possível para a interrupção da análise. Essa construção empreendida pela criança pode ser apreendida como algo no campo da criação. Assim a última cena é construída e trazida como fechamento para a tese, mas não para a análise da criança. Embora tenha sido possível trabalhar como ela um fechamento de um fragmento de sua análise, a criança pode retornar num a posteriori como forma de revisitar seu infantil e se encaminhar para um momento de concluir. Palavras-chave: Psicanálise com crianças, caso clínico, criação, ficcional, interrupção.
2

Crianças com fissuras labiopalatinas : os sentidos da malformação no discurso materno Children with cleft lip and palate:sense of the malformation in maternal speech (Inglês)

Pinheiro, Sônia Lúcia Mota 26 August 2003 (has links)
Made available in DSpace on 2019-04-05T23:02:34Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2003-08-26 This dissertation aims to study the attributed senses to the mother s speech about a child who was born with cleft lip and palate. This work treats the problem of cleft lip and palate in it s organic aspects, the notion and the construction of the body in Psychanalisis, the children and their relationship with the Other, and, above all, the cleft baled by the mother s speech. These clefts are refered to as congenit malformation, and it s for this reason that these children have brought with them, at the moment they were born, a discontinuous mark in their lip and palate. We became interested in investigating the subjective implications of a cleft scene and, because of this, we started a qualitative research at the Hospital Infantil Albert Sabin HIAS, where six interviews were made with cleft children s mothers. We used the Psychanalisis theory to reflect about all the thematic that appeared during the investigation development. The realization of this work revealed that the subjective constitution process can be preserved, even in the presence of serious malformations, once the mother s speech can be unglued from the organic damage, resulting that the child doesn t recognize herself only as a malformation carrier. Keywords: body, language, cleft lip and palate, Psychanalisis. Esta dissertação visa conhecer os sentidos atribuídos no discurso materno à fissura labiopalatina do filho. O presente trabalho aborda as fissuras labiopalatinas em seus aspectos orgânicos, a noção e a construção do corpo em Psicanálise, a criança e sua relação com o Outro, e, sobretudo, a fissura embalada pelo discurso materno. Essas fissuras se referem a malformações congênitas, e por esta razão as crianças trazem consigo, no momento do nascimento, uma marca descontínua no lábio e no palato. Ficamos instigados a investigar as implicações subjetivas de um cenário fissurado, e, com esse propósito, foi realizada uma pesquisa qualitativa no Hospital Infantil Albert Sabin HIAS, onde seis entrevistas foram realizadas com mães de crianças fissuradas. Utilizamos o referencial teórico da Psicanálise para pensarmos acerca das temáticas levantadas durante o desenvolvimento da investigação. A realização desse trabalho revelou que o processo de constituição subjetiva pode ser preservado, mesmo na presença de malformações sérias e comprometedoras, tendo em vista que o discurso materno pode se descolar do dano orgânico, fazendo com que a criança não se reconheça somente como portadora de uma malformação.
3

O desenvolvimento emocional de crianças (de) privadas da relação mãe-bebê : uma leitura winnicottiana da metodologia IRDI The emotional development of children (de)privation of the mother-baby relationship: A winnicottian reading of the methodology IRDI (Inglês)

Leitao, Natalia Costa 18 October 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:13:32Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-10-18 This work aims to research and discuss the emotional development of children privation and deprivation of the mother-child relationship in the light of psychoanalytic theory of Donald W. Winnicott. From the understanding of the abandonment as neglect by parents and family with the child, which implies a lack of care and psychological support, that is, in an environment that failure, we relate the moment of the abandonment suffered by children who are forwarded to host institutions with Winnicott's concept of privation and deprivation. Therefore, we study the emotional development of four children, from the stages of dependence, that the author called the individual's personal maturation, and of the study¿s methodology, which will be based on the observation method with children, mediated by the instrument of Clinical Indicators of Risk for Child Development (IRDI). As one of the main results found, we saw that, despite failures in the development because of all the experience lived by the abandonment, the educator-child relationship is of fundamental importance to continue the child¿s maturation process, among other things; the four cases presented testify to this assertion. Keywords: psychoanalysis, Winnicott, emotional development, observation of children, institutional environment. O presente trabalho tem como objetivo pesquisar e discutir o desenvolvimento emocional de crianças privadas e deprivadas da relação mãe-bebê à luz da teoria psicanalítica de Donald W. Winnicott. Partindo da compreensão do abandono como negligência por parte dos pais e familiares com a criança, que implica em uma falta de cuidado e sustentação psíquica, ou seja, em um ambiente que falha, relacionamos o momento do abandono sofrido pelas crianças que são encaminhadas para instituições de acolhimento com a concepção winnicottiana de privação e deprivação. Para isso, estudamos o desenvolvimento emocional de quatro crianças, a partir dos estágios de dependência, que o autor denominou de amadurecimento pessoal, e da metodologia de estudo, que será baseada no método de observação com crianças, mediado pelo instrumento de Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil (IRDI). Como um dos principais resultados encontrados, vimos que, apesar de falhas no desenvolvimento em decorrência de toda a experiência vivenciada pelo abandono, a relação educadora-criança é de fundamental importância para dar continuidade ao processo de amadurecimento da criança, dentre outros aspectos; os quatro casos apresentados testemunham tal assertiva. Palavras-chave: psicanálise, Winnicott, desenvolvimento emocional, ambiente institucional, observação de crianças.
4

Cantiga do despertar : uma leitura benjaminiana sobre a criança na clínica psicanalítica

Lima, Idenilza Barbosa Lima de 20 December 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:13:52Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2007-12-20 This study focused on presenting the Freudian postulates about the vicissitudes of the individualization of the child, which has as the main topic the metropolis, with its historical constructions and ruins. With this focus, we considered the thoughts of Water Benjamin, which approaches the theme of the way which the child questions the world. To recover the opportunity of the thoughts, psychoanalytical and philosophical, contemplating the musical work of Chico Buarque because we consider it a written speech of the urban environment in which the child subjectivizes her/himself. The proposal of study of Walter Benjamin was used as the analysis method of these compositions, nominatedly, the analysis of the linguistic and historical-social content, because we understand that for this philosopher the theoretical barriers are open to many fields of knowledge, among which we highlight the esthetics, a privideged source also in the Freudian reflections. Form these analyses, the conclusion is that both childhood and that they base the psychoanalytical methods. As a result, these postulates propose a clinic in which trusts on the child, subject to happen, starts by recognizing him/her not only as an allegory of the place in which she/he lives, but also as an allegoristic, capable of picking up the pieces and fragments of the city, to expose them on the ludic scene. Key words: Walter Benjamin, Chico Buarque, allegory, psychoanalysis, subjective quality, childhood. Este estudo objetivou apresentar os postulados freudianos sobre as vicissitudes do processo de subjetivação da criança que tem como palco a metrópole com suas histórias de construção e ruínas. Com essa finalidade, consideramos o pensamento de Walter Benjamin, que aborda o tema da infância na cidade, bem como o brincar, dispositivo clínico psicanalítico e modo com o qual a criança interroga o mundo. Para resgatar a atualidade desses pensamentos, psicanalítico e filosófico, contemplamos as composições de Chico Buarque porque as consideramos como um discurso escrito sobre o ambiente urbano no qual a criança se subjetiva. Como método de análise dessas composições foi utilizado a proposta de estudo de Walter Benjamin, nomeadamente, a análise do conteúdo lingüístico e do conteúdo histórico-social, pois compreendemos que para esse filósofo as fronteiras teóricas estão abertas aos vários campos do saber, dentre os quais destacamos a estética, fonte também privilegiada nas reflexões freudianas. A partir dessas análises, a conclusão é de que tanto os postulados freudianos quanto benjaminianos confrontam e interrogam os conceitos que temos sobre as crianças e que fundamentam a clínica psicanalítica. Por conseguinte, propomos uma clínica na qual a aposta na criança, sujeito advir, comece por (re) conhecê-la não só como alegoria do lugar em que vive, mas também como alegorista capaz de juntar os cacos e os restos da cidade e expô-los na cena lúdica. Palavras-chave: Walter Benjamin, Chico Buarque, psicanálise, alegoria, subjetividade, infância.
5

O cotidiano da primeira infância : intefaces entre a clínica da terapia ocupacional e a psicanálise THE DAILY LIFE OF EARLY CHILDHOOD: INTERFACE BETWEEN OCCUPATIONAL THERAPY CLINIC AN PSYCHOANALYSIS (Inglês)

Sousa, Cristina Pinheiro de 16 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:34:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-12-16 This dissertation aims to relate the daily aspects of early childhood apprehended through the clinic of Occupational Therapy and psychic constitution in the light of psychoanalytic theory. To respond our objectives, we established conditions for understanding the concept of everyday life, first studied by the social sciences and later incorporated into the occupational therapy clinic. Subsequently, we discourse about the Occupational Therapy and then about early childhood and psychic constitution. Through the study of three cases, we casted aspects of daily life of children, in line with the theoretical propositions of the study, that made possible the emergence of categories as time, space, play and childcare. Based on these ones, we composed the joints with the theories of the psychic constitution in the light of psychoanalysis, suggesting that these are elements of convergence that relate to the subject and culture and thus we may think the routine previously described by the Occupational Therapy also in its psychic dimension. Keywords: Daily Life. Occupational Therapy. Early childhood. Psychic constitution. Esta dissertação objetiva relacionar os aspectos do cotidiano da primeira infância apreendidos através da clínica da Terapia Ocupacional e a constituição psíquica à luz da teoria psicanalítica. A fim de atender nossos objetivos, estabelecemos condições de compreensão acerca do conceito de cotidiano, primeiramente estudado pelas ciências sociais e, posteriormente, incorporado à clinica pela Terapia Ocupacional. Em seguida, discorremos acerca da Terapia Ocupacional e,em seguida, sobre a Primeira infância e a constituição psíquica. Através do estudode três casos clínicos, elencamos aspectos do cotidiano das crianças que, em consonância com as proposições teóricas do estudo, possibilitaram emergir as categorias tempo, espaço, brincar e cuidados infantis.A partir destas, compusemos articulações com as teorias da constituição psíquica à luz do referencial psicanalítico, propondo que estes sejam elementos de convergência que dizem respeito à cultura e ao sujeito e, assim, possamos pensar o cotidiano já descrito pela Terapia Ocupacional também em sua dimensão psíquica. Palavras - chave: Cotidiano. Terapia Ocupacional. Primeira infância.Constituição psíquica. Psicanálise.
6

Costurando rupturas : o trauma na clínica psicanalítica com uma criança

Oliveira, Nadja Rodrigues de 12 August 2011 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Departamento de Psicologia Clínica, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2011. Submitted by Washington da Silva Chagas (washington@bce.unb.br) on 2012-03-06T22:56:42Z No. of bitstreams: 1 2011_NadjaRodriguesdeOliveira.pdf: 1478742 bytes, checksum: fdc9afd812d7dcd14368f254e378d888 (MD5) Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2012-03-07T12:48:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2011_NadjaRodriguesdeOliveira.pdf: 1478742 bytes, checksum: fdc9afd812d7dcd14368f254e378d888 (MD5) Made available in DSpace on 2012-03-07T12:48:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2011_NadjaRodriguesdeOliveira.pdf: 1478742 bytes, checksum: fdc9afd812d7dcd14368f254e378d888 (MD5) O presente estudo foi elaborado a partir de questionamentos teórico-clínicos advindos da clínica com crianças. É objetivo desta dissertação refletir sobre o conceito de trauma na literatura psicanalítica e sobre o lugar da clínica na reconstrução do trauma junto ao indivíduo. Utilizou-se o método psicanalítico e a estratégia metodológica de construção de caso clínico a fim de desenvolver as reflexões propostas. O caso clínico construído diz respeito ao atendimento a uma menina de três anos e meio. Primeiramente, são desenvolvidas revisões críticas e reflexões teóricas sobre o conceito de trauma a partir das obras de Freud, Ferenczi e Winnicott, destacando o papel da relação da criança com o ambiente externo, as angústias envolvidas, os impactos do trauma no psiquismo, e o manejo na clínica com pacientes "traumatizados". São traçadas articulações entre as ideias dos autores, de forma a se notar a presença de aspectos comuns quanto ao conceito de trauma, tais como: a implicação do ambiente externo, a precocidade do evento traumático, a experiência de excesso frente à imaturidade do psiquismo, e a invocação de "afetos aflitivos". Em seguida, é construído o caso clínico, no qual se descreve como a analisanda experimentou o trauma na relação com a analista. Destaca-se a importância da dimensão corporal no desenvolvimento da análise, assim como do lugar do analista para além das interpretações verbais. São desenvolvidas reflexões sobre o lugar do corpo como promotor da elaboração das experiências traumáticas, das capacidades de simbolização, e do processo de constituição psíquica da criança na clínica. Ressalta-se o valor das comunicações precoces em casos marcados pelo trauma, as quais envolvem a contratransferência e o âmbito sensorial. A adaptação do ambiente analítico às necessidades do paciente, promovendo um ambiente suficientemente bom, é destacada no caso clínico construído e nas reflexões sobre o trauma na clínica psicanalítica. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT This research was based on theoretical and clinical questions raised within the clinical practice with children. This dissertation’s purpose is to reflect on the concept of trauma in the psychoanalytical literature and on the role of the clinical practice in reconstructing the trauma with the patient. The psychoanalytical method of research and the methodological strategy of construction of the clinic case are used in order to develop this research’s objectives. The case built in this dissertation is about the psychoanalytical treatment of a three-and-a-half-year-old girl. At first, critical reviews and theoretical reflections on the concept of trauma are developed based on the work of Freud, Ferenczi and Winnicott. These reflections are developed focusing on the role of the child’s relations with the external environment, the anguishes involved, the impacts of trauma within the psyche, and the clinical conductions with “traumatized” patients. Articulations between the authors’ ideas are developed, indicating some common aspects regarding the concept of trauma, such as: the implication of the external environment, the precocity of the traumatic event, the characteristic excessiveness of the experience given the immaturity of the psyche, and the invocation of “afflictive affections”. Following, the clinical case is built describing how the patient experienced the trauma in her relationship with the analyst. The importance of the corporal dimension to the development of the analysis is highlighted, as is the analyst’s place beyond verbal interpretations. Reflections about the body’s role in promoting the elaboration of traumatic experiences, the capacity of symbolization, and the psyche’s constitution process are developed. The value of early forms of communication in trauma cases are accentuated, which involve the countertransference and the sensorial dimension. The adaptation of the psychoanalytical environment to the patient’s needs, promoting a good-enough environment, is highlighted on the clinical case and in the reflections about trauma in the psychoanalytical clinic.
7

Transferência e espaço potencial : a relação analítica com crianças em estados autísticos e psicóticos

Januário, Lívia Milhomem 27 July 2012 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2012. Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2012-10-23T15:18:05Z No. of bitstreams: 1 2012_LiviaMilhomemJanuario.pdf: 1209217 bytes, checksum: 891054fcc7094c99ad9c3639f2346637 (MD5) Approved for entry into archive by Guimaraes Jacqueline(jacqueline.guimaraes@bce.unb.br) on 2012-10-24T10:31:16Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_LiviaMilhomemJanuario.pdf: 1209217 bytes, checksum: 891054fcc7094c99ad9c3639f2346637 (MD5) Made available in DSpace on 2012-10-24T10:31:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_LiviaMilhomemJanuario.pdf: 1209217 bytes, checksum: 891054fcc7094c99ad9c3639f2346637 (MD5) O objetivo do presente trabalho é realizar um estudo teórico e clínico, tomando o conceito de transferência, a obra de Winnicott e a clínica psicanalítica com crianças em estados autísticos e psicóticos, com o intuito de compreender algumas especificidades da transferência e alguns princípios norteadores para essa clínica. Nesta tese, refleti e demonstrei que existe uma diferença na formulação da noção de transferência quando realizamos um estudo comparativo desse conceito nas obras de Freud, de Klein e de Winnicott, e, ainda, que o que difere, nessas conceituações, auxilia a compreensão e o manejo da transferência nessa clínica. Verifiquei que a noção de transferência era insuficiente para compreender os fenômenos clínicos abarcados neste estudo e passei a utilizar o conceito de relação analítica, relacionando-o às noções de transferência, de contratransferência, de experiência e de espaço potencial. Posteriormente, pensei a relação analítica como espaço potencial a partir do qual é possível acolher as experiências dos pacientes em suas dimensões constitutivas, compreendendo o encontro entre analista e analisando como uma possibilidade de constituição psíquica e de retomada do desenvolvimento emocional. Assim, entendi a relação analítica como algo que transcende à reedição de vivências, proporcionando a instauração de experiências novas que favoreçam a constituição do sujeito e da realidade externa. Nesta tese, em vez de pensar na interpretação da relação analítica, coloquei a ênfase na própria relação. A partir da constatação de que a relação analítica com essas crianças não é algo dado, mas uma relação a ser construída, a tese do trabalho é a de que a relação analítica com essas crianças pode ser estabelecida por outros meios que não a interpretação, como o holding, o manejo, os vínculos sensoriais não verbais, o brincar e a imitação. O trabalho foi organizado em cinco capítulos, além da introdução e das considerações finais. O último capítulo contém reflexões clínicas e técnicas, além do relato e da discussão de quatro casos clínicos. Nesse capítulo, trago a imitação enquanto recurso técnico e outros aspectos técnicos como: o uso da contratransferência, a abertura e a disponibilidade emocional do analista, a encenação, a personificação, a reclamação, a linguagem diferenciada, a sustentação do enquadre e o uso da interpretação, dentre outros. ______________________________________________________________________________ ABSTRACT The objective of this study is to perform a theoretical and clinical study, taking the transference concept, the work of Winnicott and the psychoanalysis with children in autistic and psychotic states, in order to understand some peculiarities of the transference and some guiding principles for this clinic. In this thesis, I reflected and demonstrated that there is a difference between the transference notion when we perform a comparative study of this concept in the works of Freud, Klein and Winnicott, and also that the distinctive traits of these conceptualizations help to understand and to manage the transference in this clinic. I realized that the transference notion was insufficient to understand the clinical phenomena covered in this study, so I started to use the concept of analytic relationship related to the notions of transference, counter transference, experience and potential space. Later, I thought the analytic relationship as a potential space, where the patient’s experiences are welcome in their constitutive dimensions, understanding the bond between analyst and patient as a possibility of psychic constitution and of resuming emotional development. So I understand the analytic relationship as something that transcends the reissue of experiences, providing the establishment of new experiences, encouraging the constitution of the self and of the external reality. In this thesis, instead of thinking in the interpretation of the analytic relationship, I put the emphasis on the relationship itself. From the fact that the analytic relationship with these children is not something given, but a relationship to be built, this paper's thesis is that the analytic relationship with these children may be established by other means besides the interpretation such as holding, handling, nonverbal sensory links, play and imitation. The work was organized into five chapters, plus the introduction and closing remarks. The final chapter contains clinical and technical reflections, and also the discussion of four clinical cases. In this chapter, I bring the imitation as a technical resource and other technical aspects such as: the use of counter transference, the analyst openness and emotional availability, the enactment, the personification, the reclamation, the distinctive language, the setting maintenance and the use of interpretation, among others.
8

Psicanálise com crianças : rumo ao fantasma : do outro ao a

Costa, Marcelo Pio da 2012 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós Graduação em Psicologia Clínica e Cultura, 2012. Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2013-07-23T11:54:38Z No. of bitstreams: 1 2012_MarceloPiodaCosta.pdf: 1387785 bytes, checksum: cc00a02fa8e43b07a2775e43d24001a3 (MD5) Approved for entry into archive by Luanna Maia(luanna@bce.unb.br) on 2013-07-26T14:56:47Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_MarceloPiodaCosta.pdf: 1387785 bytes, checksum: cc00a02fa8e43b07a2775e43d24001a3 (MD5) Made available in DSpace on 2013-07-26T14:56:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_MarceloPiodaCosta.pdf: 1387785 bytes, checksum: cc00a02fa8e43b07a2775e43d24001a3 (MD5) Esta tese defende a ideia de que a psicanálise com crianças, a partir de seu arcabouço teórico e de suas intervenções clínicas, opera a instalação do fantasma fundamental proposto por Lacan, levando a criança rumo à normalidade psíquica tal como Freud a concebe. Operações como recalque, alienação e separação, instaladas ao longo do processo de estruturação do sujeito pela linguagem, são responsáveis pela determinação do sujeito frente ao enigma do desejo do Outro e encontram na fantasia, decorrente da existência do fantasma, uma ficção sobre esta pergunta. A instalação do Outro, como lugar de encontro da linguagem com o organismo neonatal, e a posição de objeto causa de desejo, pequeno a, são lugares possíveis para o analista na condução das análises das crianças com transtornos no processo de estruturação. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT This thesis defends the idea that psychoanalysis with children, based on its theoretical framework and its clinical interventions, brings about the installation of the fundamental phantasm proposed by Lacan, taking the child to psychological normality as conceived by Freud. Operations such as compression, alienation and separation, when they install themselves during the process of the subject's structuring by language, are responsible for the determination of the subject vis à vis the enigma of the desire for the Other and find in phantasy, as a consequence of the existence of the phantasm, a fiction about this question. The installation of the Other, as the meeting point of the language with the neo-natal organism, and the position of the object that causes desire, small a, are possible places for the analyst in conducting analyses of children with disturbances in their structuration process.
9

A transferência na clínica psicanalítica com crianças em sofrimento psíquico grave

Januário, Lívia Milhomem 5 May 2008 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, 2008. Submitted by Luis Felipe Souza (luis_felas@globo.com) on 2009-03-12T18:01:13Z No. of bitstreams: 1 2008_Dissertacao_LiviaJanuario.pdf: 733883 bytes, checksum: 0996d628dc29cc192500dd58151c2ab2 (MD5) Approved for entry into archive by Gomes Neide(nagomes2005@gmail.com) on 2009-03-20T17:25:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_Dissertacao_LiviaJanuario.pdf: 733883 bytes, checksum: 0996d628dc29cc192500dd58151c2ab2 (MD5) Made available in DSpace on 2009-03-20T17:25:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_Dissertacao_LiviaJanuario.pdf: 733883 bytes, checksum: 0996d628dc29cc192500dd58151c2ab2 (MD5) A área de interesse desta dissertação é a psicanálise com crianças em sofrimento psíquico grave, e o objeto de pesquisa é a relação transferencial com essas crianças. Primeiramente, reflete-se sobre o sofrimento psíquico grave adotando a postura clínica de escutar o sujeito para além da patologia e do sintoma, pensando o sujeito como um ser com singularidades e com particularidades. Em seguida, investiga-se e discute-se sobre as formas de abordar e de analisar a transferência na clínica psicanalítica com crianças em sofrimento psíquico grave e ainda identificam-se algumas das especificidades da relação transferencial nessa clínica. Posteriormente, demonstra-se a importância de pensar o manejo da transferência para além dos limites da interpretação e resgata-se a importância dos vínculos sensoriais não-verbais na relação transferencial. Realiza-se um estudo teórico a partir das obras de Freud, de Klein e de Winnicott, priorizando os textos sobre transferência, e relata-se a evolução do tratamento de duas crianças em sofrimento psíquico grave, enfocando as especificidades e as mudanças na relação transferencial com cada criança. Discute-se a importância de pensar a transferência na clínica com crianças em sofrimento psíquico grave não apenas como uma forma de re-significação de sentido e de significado de algo vivido, mas também como uma forma de constituir o vivido na relação atual com a analista. A relação transferencial é vista como lugar privilegiado para a instauração de experiências inaugurais, do não vivido e do por viver _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT The area of interest in this dissertation is the psychoanalysis with children in serious psychic suffering, aiming the transferencial relationship with them. Firstly, it reflects on the serious psychic suffering, adopting the clinical posture of listen the subject beyond the pathology and the symptoms, thinking the subject as a being with his own singularities and particularities. Next, the ways of thinking and analyzing the transference with children in serious psychic suffering are investigated and discussed, and also its specificities are identified. Subsequently, the importance of thinking the transferencial handling far beyond the limits of the interpretation is demonstrated, bringing back the importance of non-verbal sensorial bonds in the transferencial relationship. A theoretical study on Freud, Klein and Winnicott works is carried out, especially their texts on transference and an evolution of the treatment of two children in serious psychic suffering is related, focusing on the specificities and changing in the transferencial relationship with each child. This dissertation discusses about the importance of thinking clinical transference with children in serious psychic suffering not only as a resignification of the meaning of something experienced, but also as a way to constitute what is experienced in the relationship with the analyst. The transferencial relationship is seeing as a privileged place for the establishment of inaugural experiences, some of them not yet lived and others which are to be lived
10

Os fundamentos da clínica psicanalítica com criança : um estudo de caso sobre os impasses na relação mãe-criança e suas consequências na constituição psíquica The fundaments of psychoanalytic practice in childhood: a case study about mother and child relationship difficulties and its consequences in the psychological constitutional development (Inglês)

Gonzaga, Maria Ina de Mesquita 2 October 2014 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:54:35Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2014-10-02 This paper aims to discuss, based on the clinical case of a child with learning problems, the fundaments of child psychoanalysis in the light of psychoanalytic theory, primarily through the ideas of Freud and Melanie Klein. Based on the hypothesis of the maternal body as the first object of knowledge, it is believed that the epistemophilic drive enabled by the emergence of oedipal tendencies turns to the mother's body to serve as a stage where the processes of sexual development will take place. The case is reported throughout the development of the study, always correlating the clinical scenario with theory. Based upon a situation of impulse excess, initially, Freud's drives concepts are approached followed by Klein's main thoughts on archaic situations of anguish. Subsequently, the theory of fantasy is investigated founded on Freud and Klein's ideas. The case report concludes with a study about the construction of symbols inferring on the development of a child's psyche from the earliest moments of its constitution. Keywords: psychoanalysis; child psychoanalysis; anguish; fantasy; symbol formation. Este trabalho tem como objetivo discutir, a partir de um caso clínico de uma criança, com impasses escolares, os fundamentos da clínica infantil à luz da teoria psicanalítica, principalmente, através das ideias de Freud e Melanie Klein. Partindo da hipótese do corpo materno como primeiro objeto do conhecimento, acredita-se que a pulsão epistemofílica ativada pelo surgimento das tendências edipianas, volta-se para o corpo da mãe que servirá de palco onde acontecerão os processos e desenvolvimentos sexuais. O relato de caso aparece durante o desenvolvimento do trabalho, sempre tentando correlacionar a clínica com a teoria. Partindo de uma situação de excesso pulsional, abordamos o conceito de pulsão em Freud seguido das principais ideias de Klein sobre as situações arcaicas de angústia. Em seguida, investigamos o conceito de fantasia, sempre a partir de Freud e Klein. Por último, chegamos à formação de símbolos, onde encerramos o relato do caso, buscando extrair conclusões sobre o desenvolvimento do psiquismo da criança, desde os mais remotos momentos de sua constituição. Palavras-chave: psicanálise; psicanálise com crianças; angústia; fantasia; formação de símbolo.

Page generated in 0.0801 seconds