• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 30
  • 5
  • Tagged with
  • 35
  • 19
  • 13
  • 13
  • 7
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Análise de autofagia pela razão de fluorescências do marcador laranja de acridina uma ferramenta in silico para análise da evolução tumoral

Thomé, Marcos Paulo January 2015 (has links)
A autofagia é um processo dinâmico de degradação de componentes celulares e está reconhecidamente envolvida em processos fisiológicos e patológicos. Por isso, uma melhor compreensão do processo autofágico é necessária para permitir sua manipulação em intervenções terapêuticas. Vários métodos têm sido desenvolvidos e amplamente utilizados para a determinação de diversos aspectos do processo autofágico, porém a falta de ensaios quantitativos rápidos pode prejudicar o desenvolvimento de terapias tendo a autofagia como alvo. O marcador laranja de acridina (AO) é um fluoróforo metacromático que fluoresce vermelho em organelas vesiculares ácidas (AVOs) e verde no restante da célula, sendo assim, a marcação com AO um método rápido e barato para detecção deste tipo de organelas, que aumentam durante a indução de autofagia. Entretanto, a especificidade da marcação com AO para quantificação de autofagia tem sido questionada. Desse modo, desenvolvemos uma nova abordagem para sua análise, considerando a razão de fluorescências verde e vermelha obtida a partir de citometria de fluxo. Com essa abordagem para análise de dados de marcação com AO foi possível detectar o aumento de autofagia induzido por rapamicina, e também o bloqueio pelo inibidor de acidificação lisossomal bafilomicina A1 bem como pelo silenciamento de genes da maquinaria molecular central que controlam a autofagia em diferentes etapas. Em comparação com a forma mais comum de analisar dados de AO, que considera somente a fluorescência vermelha, os resultados obtidos com a forma de análise proposta nesse trabalho tiveram uma melhor correlação com outros métodos bem estabelecidos para quantificação de autofagia, como conversão de LC3-I/II, degradação de SQSTM1/p62 e ensaio de formação de pontos de GFP-LC3. Essa nova maneira de analisar dados da marcação com AO pode permitir que este método fácil seja utilizado como uma abordagem inicial e objetiva para a avaliação de um passo tardio do processo autofágico em células individuais, complementando a utilização de outros métodos. / Autophagy is a dynamic process of degradation of cellular components that is involved in developmental processes and various diseases. Therefore, a better understanding of autophagy is needed to allow its manipulation for therapeutic purposes. Several methods have been developed and extensively employed in determining various aspects of the autophagic process, but the lack of rapid and quantitative autophagy assays has impaired the development of autophagy-targeting therapies. Acridine orange (AO) is a cell permeable metachromatic fluorophore that fluoresces red in Acidic Vesicular Organelles (AVOs) and green in the remaining of the cell. Therefore, AO staining is a fast and cheap method to assess AVO mass in a cell, which increases upon autophagy induction. Since the specificity of AO staining for measuring autophagy has been questioned, we developed a ratiometric analysis of autophagy, considering the red-to-green fluorescence ratio to quantify data obtained from AO flow cytometry. This method measured with accuracy the increase in autophagy induced by rapamycin, which was blocked by the lysosome acidification inhibitor bafilomycin A1 as well as stable knockdown of genes that regulate different steps in the autophagy pathway. In comparison to the most-commonly used threshold, that considers only the absolute red fluorescence, the results obtained with our proposed threshold setting had higher correlation with well-established specific methods for autophagy quantification, such as LC3-I to LC3-II conversion, SQSTM1 degradation and GFP-LC3 puncta formation assay. This new way of AO data analysis will allow this simple assay to be used as an initial and objective method for evaluating the late step of the autophagic process in individual cells, complementing other methods.
2

Análise de autofagia pela razão de fluorescências do marcador laranja de acridina uma ferramenta in silico para análise da evolução tumoral

Thomé, Marcos Paulo January 2015 (has links)
A autofagia é um processo dinâmico de degradação de componentes celulares e está reconhecidamente envolvida em processos fisiológicos e patológicos. Por isso, uma melhor compreensão do processo autofágico é necessária para permitir sua manipulação em intervenções terapêuticas. Vários métodos têm sido desenvolvidos e amplamente utilizados para a determinação de diversos aspectos do processo autofágico, porém a falta de ensaios quantitativos rápidos pode prejudicar o desenvolvimento de terapias tendo a autofagia como alvo. O marcador laranja de acridina (AO) é um fluoróforo metacromático que fluoresce vermelho em organelas vesiculares ácidas (AVOs) e verde no restante da célula, sendo assim, a marcação com AO um método rápido e barato para detecção deste tipo de organelas, que aumentam durante a indução de autofagia. Entretanto, a especificidade da marcação com AO para quantificação de autofagia tem sido questionada. Desse modo, desenvolvemos uma nova abordagem para sua análise, considerando a razão de fluorescências verde e vermelha obtida a partir de citometria de fluxo. Com essa abordagem para análise de dados de marcação com AO foi possível detectar o aumento de autofagia induzido por rapamicina, e também o bloqueio pelo inibidor de acidificação lisossomal bafilomicina A1 bem como pelo silenciamento de genes da maquinaria molecular central que controlam a autofagia em diferentes etapas. Em comparação com a forma mais comum de analisar dados de AO, que considera somente a fluorescência vermelha, os resultados obtidos com a forma de análise proposta nesse trabalho tiveram uma melhor correlação com outros métodos bem estabelecidos para quantificação de autofagia, como conversão de LC3-I/II, degradação de SQSTM1/p62 e ensaio de formação de pontos de GFP-LC3. Essa nova maneira de analisar dados da marcação com AO pode permitir que este método fácil seja utilizado como uma abordagem inicial e objetiva para a avaliação de um passo tardio do processo autofágico em células individuais, complementando a utilização de outros métodos. / Autophagy is a dynamic process of degradation of cellular components that is involved in developmental processes and various diseases. Therefore, a better understanding of autophagy is needed to allow its manipulation for therapeutic purposes. Several methods have been developed and extensively employed in determining various aspects of the autophagic process, but the lack of rapid and quantitative autophagy assays has impaired the development of autophagy-targeting therapies. Acridine orange (AO) is a cell permeable metachromatic fluorophore that fluoresces red in Acidic Vesicular Organelles (AVOs) and green in the remaining of the cell. Therefore, AO staining is a fast and cheap method to assess AVO mass in a cell, which increases upon autophagy induction. Since the specificity of AO staining for measuring autophagy has been questioned, we developed a ratiometric analysis of autophagy, considering the red-to-green fluorescence ratio to quantify data obtained from AO flow cytometry. This method measured with accuracy the increase in autophagy induced by rapamycin, which was blocked by the lysosome acidification inhibitor bafilomycin A1 as well as stable knockdown of genes that regulate different steps in the autophagy pathway. In comparison to the most-commonly used threshold, that considers only the absolute red fluorescence, the results obtained with our proposed threshold setting had higher correlation with well-established specific methods for autophagy quantification, such as LC3-I to LC3-II conversion, SQSTM1 degradation and GFP-LC3 puncta formation assay. This new way of AO data analysis will allow this simple assay to be used as an initial and objective method for evaluating the late step of the autophagic process in individual cells, complementing other methods.
3

Análise de autofagia pela razão de fluorescências do marcador laranja de acridina uma ferramenta in silico para análise da evolução tumoral

Thomé, Marcos Paulo January 2015 (has links)
A autofagia é um processo dinâmico de degradação de componentes celulares e está reconhecidamente envolvida em processos fisiológicos e patológicos. Por isso, uma melhor compreensão do processo autofágico é necessária para permitir sua manipulação em intervenções terapêuticas. Vários métodos têm sido desenvolvidos e amplamente utilizados para a determinação de diversos aspectos do processo autofágico, porém a falta de ensaios quantitativos rápidos pode prejudicar o desenvolvimento de terapias tendo a autofagia como alvo. O marcador laranja de acridina (AO) é um fluoróforo metacromático que fluoresce vermelho em organelas vesiculares ácidas (AVOs) e verde no restante da célula, sendo assim, a marcação com AO um método rápido e barato para detecção deste tipo de organelas, que aumentam durante a indução de autofagia. Entretanto, a especificidade da marcação com AO para quantificação de autofagia tem sido questionada. Desse modo, desenvolvemos uma nova abordagem para sua análise, considerando a razão de fluorescências verde e vermelha obtida a partir de citometria de fluxo. Com essa abordagem para análise de dados de marcação com AO foi possível detectar o aumento de autofagia induzido por rapamicina, e também o bloqueio pelo inibidor de acidificação lisossomal bafilomicina A1 bem como pelo silenciamento de genes da maquinaria molecular central que controlam a autofagia em diferentes etapas. Em comparação com a forma mais comum de analisar dados de AO, que considera somente a fluorescência vermelha, os resultados obtidos com a forma de análise proposta nesse trabalho tiveram uma melhor correlação com outros métodos bem estabelecidos para quantificação de autofagia, como conversão de LC3-I/II, degradação de SQSTM1/p62 e ensaio de formação de pontos de GFP-LC3. Essa nova maneira de analisar dados da marcação com AO pode permitir que este método fácil seja utilizado como uma abordagem inicial e objetiva para a avaliação de um passo tardio do processo autofágico em células individuais, complementando a utilização de outros métodos. / Autophagy is a dynamic process of degradation of cellular components that is involved in developmental processes and various diseases. Therefore, a better understanding of autophagy is needed to allow its manipulation for therapeutic purposes. Several methods have been developed and extensively employed in determining various aspects of the autophagic process, but the lack of rapid and quantitative autophagy assays has impaired the development of autophagy-targeting therapies. Acridine orange (AO) is a cell permeable metachromatic fluorophore that fluoresces red in Acidic Vesicular Organelles (AVOs) and green in the remaining of the cell. Therefore, AO staining is a fast and cheap method to assess AVO mass in a cell, which increases upon autophagy induction. Since the specificity of AO staining for measuring autophagy has been questioned, we developed a ratiometric analysis of autophagy, considering the red-to-green fluorescence ratio to quantify data obtained from AO flow cytometry. This method measured with accuracy the increase in autophagy induced by rapamycin, which was blocked by the lysosome acidification inhibitor bafilomycin A1 as well as stable knockdown of genes that regulate different steps in the autophagy pathway. In comparison to the most-commonly used threshold, that considers only the absolute red fluorescence, the results obtained with our proposed threshold setting had higher correlation with well-established specific methods for autophagy quantification, such as LC3-I to LC3-II conversion, SQSTM1 degradation and GFP-LC3 puncta formation assay. This new way of AO data analysis will allow this simple assay to be used as an initial and objective method for evaluating the late step of the autophagic process in individual cells, complementing other methods.
4

O efeito da agregação molecular na fotofisica da acridina

Caetano, Carlos Alberto 14 July 2018 (has links)
Orientador : Chhin-Tsu Lin / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-14T15:29:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Caetano_CarlosAlberto_D.pdf: 12854300 bytes, checksum: e60e479e74d9dd5463b3e53aa8c7f0cd (MD5) Previous issue date: 1984 / Doutorado
5

Novos agentes tiazacridínicos com propriedades anticâncer

PITTA, Marina Galdino da Rocha 31 January 2012 (has links)
Submitted by Luiz Felipe Barbosa (luiz.fbabreu2@ufpe.br) on 2015-03-13T15:49:13Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) MARINA GALDINO DA ROCHA PITTA DOUTORADO 2012.diego.pdf: 8810177 bytes, checksum: 3afb7fb12eae30193c799064d3c25f21 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T15:49:13Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) MARINA GALDINO DA ROCHA PITTA DOUTORADO 2012.diego.pdf: 8810177 bytes, checksum: 3afb7fb12eae30193c799064d3c25f21 (MD5) Previous issue date: 2012 / O câncer é uma das principais causas de morte no mundo e recebe crescentes investimentos em pesquisa oriundos dos setores público e privado. Mais da metade de todos os casos de câncer ocorrem na América do Sul e na Ásia. A busca de novos medicamentos para o tratamento do câncer tem sido intensa. O Laboratório de Planejamento e Síntese de Fármacos (LPSF) da Universidade Federal de Pernambuco tem envidado esforços em pesquisas, desenvolvimento e inovação para a concepção de novos fármacos anticâncer. Entre as classes químicas bioativas exploradas pelo LPSF estão as tiazacridinas intercaladoras de DNA, compostos resultantes da hibridização molecular dos heterocíclicos tiazolidina e acridina. Neste sentido, com a finalidade de minimizar o impacto dessa doença global, foram sintetizadas dezesseis moléculas inéditas potencialmente ativas para o tratamento do câncer. Os compostos codificados LPSF AA- 10, LPSF AA-13, LPSF AA-16, LPSF AA-17, LPSF AA-19 e LPSF AA-23 tiveram suas bioatividades avaliadas in vitro na linhagem celular maligna de Linfoma de Burkitt (RAJI) e os compostos LPSF AA-14, LPSF AA-15, LPSF AA-18 e LPSF AA-19 foram avaliados na linhagem celular maligna de Leucemia Aguda de Células T (JUKART). Para a realização das sínteses, foram aplicadas reações de N-alquilação, condensação, ciclização e adição de Michael. As moléculas obtidas foram comprovadas através de métodos espectroscópicos no infravermelho e ressonância magnética nuclear de hidrogênio. Os resultados revelam que na linhagem de células RAJI o composto LPSF AA-17 (3,4,5- OCH3) foi o mais ativo, enquanto na linhagem de céulas JUKART o LPSF AA-19 (2,4-Cl) foi o mais ativo. Em trabalhos realizados anteriormente no LPSF, tiazacridinas diferentes das apresentadas nesta tese foram testadas nas linhagens neoplásicas de células SF-295 (Sistema Nervoso Central), MDA-MB435 (melanoma) e HCT-8 (carcinoma de cólon). Os resultados revelam que os compostos LPSF AA-2 (bis-acridina), LPSF AA-3 (4-OCH3) e LPSF AA-6 (4-Br) destacaram-se entre os mais ativos da série, pois apresentaram, respectivamente, 92,4%, 86,7% e 96,6% de inibição da proliferação celular contra a linhagem HCT-8; enquanto que a doxorrubicina, fármaco de referência, apresentou 95,2% de inibição contra a mesma linhagem de células. Estes resultados confirmam a importância de derivados tiazacridínicos no combate do câncer.
6

Síntese, caracterização e aplicação biotecnológica do Dimetil-2-(Acridin-9-metileno) malonato

ALMEIDA, Sinara Mônica Vitalino de 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:55:50Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo9626_1.pdf: 3419504 bytes, checksum: 6f1e1a24284734693f2cb16f691a4b4b (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O presente trabalho teve por objetivo sintetizar e caracterizar parcialmente as propriedades luminescentes do derivado de acridina (LPSF/IP-81) e de seu conjugado com a lectina Concanavalina A (Con A). A síntese do LPSF/IP-81 foi realizada a partir de AC-2 e dimetilmalonato, por aquecimento à 110 °C por 24 h com rendimento de 33%. Avaliação por técnicas espectroscópicas das propriedades luminescentes do LPSF/IP-81 mostrou que o mesmo é fotoluminescente por meio de excitação em 360 nm, e emissão por volta de 428 nm. No entanto o LPSF/IP-81 mostrou-se fracamente quimiluminescente quando excitado a partir de reação química com peróxido de hidrogênio. O rendimento quântico luminescente foi de 2%. LPSF/IP-81 foi conjugado com a lectina Con A e o conjugado foi separado usando cromatografia de exclusão molecular com Sephadex G-25. O conjugado Con A-IP-81 foi avaliado por meio da atividade hemaglutinante, conteúdo protéico e luminescência (fluorescência ou quimiluminescência). Análise por dicroísmo circular mostrou manutenção da estrutura terciária da Con A após conjugação com LPSF/IP-81. Medidas de fluorescência do conjugado Con A-IP-81 demonstraram manutenção das propriedades luminescentes do LPSF/IP-81. Con A-IP-81 foi empregado como sonda histoquímica, onde o LPSF/IP-81 atuou como marcador luminescente, na avaliação do perfil sacarídico de superfície celular de tumores humanos de pele e mama. A marcação dos tecidos foi avaliada em luminômetro e microscópio de fluorescência. Os tumores de pele analisados ceratoacantoma (1,992 ± 177 RLU), ceratose actínica (2,127 ± 332 RLU), carcinoma epidermóide (2,920 ± 721 RLU) e carcinoma basocelular (2,934 ± 579 RLU) mostraram uma maior expressão de resíduos de α-D-glicose/manose reconhecidos pelo conjugado Con A-IP-81 comparado aos tecidos normais (579 ± 145 RLU). Da mesma forma que os tecidos de mama e pele analisados pela microscopia de fluorescência mostraram marcação positiva para o mesmo conjugado. Esses resultados indicam que o LPSF/IP- 81 pode ser usado como marcador em histoquímica
7

Estudos espectroscopicos sobre as substancias alaranjado de acridina e dounamicina intercaladas em acido desoxiribonucleico

Bariccatti, Reinaldo Aparecido 18 July 2018 (has links)
Orientador : Francisco B. T. Pessine / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-18T16:36:00Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Bariccatti_ReinaldoAparecido_M.pdf: 3820713 bytes, checksum: 0feb163f827230b66ff247053014f767 (MD5) Previous issue date: 1993 / Mestrado
8

Caracterização morfológica e bandeamento com laranja de acridina dos cromossomos de pimentão (Capsicum annuum L.) / Morphologic characterization and banding with acridine orange of pepper chromosomes (Capsicum annuum L.)

Almeida, Pedro Marcos de 06 August 2003 (has links)
Submitted by Marco Antônio de Ramos Chagas (mchagas@ufv.br) on 2017-06-06T13:54:11Z No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 478379 bytes, checksum: c2cc7065a75ae315ac59a7a3f7216538 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-06-06T13:54:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 texto completo.pdf: 478379 bytes, checksum: c2cc7065a75ae315ac59a7a3f7216538 (MD5) Previous issue date: 2003-08-06 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Capsicum é um dos membros economicamente mais importantes de Solanaceae. Das 25 espécies reconhecidas, cinco são extensivamente cultivadas, sendo C. annuum L. a mais importante comercialmente, sobretudo pelo seu valor agronômico como especiaria. Apesar da sua importância econômica, a caracterização citogenética em C. annuum é conflitante na literatura quanto à posição do centrômero, do satélite e da região organizadora do nucléolo (NOR). Essas regiões têm sido reconhecidas citogeneticamente pela presença de constrições secundárias, por métodos convencionais de preparação e coloração; e pelas marcações produzidas pelo bandeamento AgNOR. O presente estudo teve como objetivos desenvolver metodologias para sincronização do ciclo celular de regiões meristemáticas, aplicar técnicas de dissociação celular e secagem ao ar, identificar prováveis pontos de fusão cromossômica e utilizar a metodologia RFA (bandeamento reverso com laranja de acridina) para verificar o seu potencial na identificação de segmentos associados à NOR. As preparações citogenéticas de meristemas radiculares de C. annuum ‘Fortuna Super’, ‘Criollo de Morelos’, ‘Athenas’ e milho foram realizadas pelas técnicas de maceração enzimática, dissociação celular e secagem ao ar. O milho foi utilizado como padrão de NOR, conhecida no cromossomo de número 6. As amostras foram submetidas à coloração convencional Giemsa, enquanto outras, à técnica de RFA. As metáfases foram observadas com objetiva e capturadas diretamente por uma videocâmera acoplada ao microscópio e a um computador. Determinou-se que a concentração e o tempo de exposição apropriados em C. annuum foram de 2 mM de hidroxiuréia por 18 h, enquanto o tratamento com orizalina a 5 μM, durante 3 e 4 h, permitiu o acúmulo de células sincronizadas em prometáfases e metáfases. Em milho, os mesmos pré-tratamentos permitiram o acúmulo de células em prometáfases. Nos três acessos de C. annuum, foi evidenciado um cariótipo- padrão diplóide de 2n=24 cromossomos, sendo 10 pares metacêntricos (1-10), um submetacêntrico com satélite (11) e um acrocêntrico (12). A morfologia desses cromossomos permitiu a diferenciação das constrições primárias e secundárias e a detecção de possíveis pontos de fusão entre cromossomos de C. annuum ‘Fortuna Super’. O bandeamento com laranja de acridina, nos três acessos de C. annuum, revelou uma banda fluorescente verde-amarelada, subterminal no cromossomo 5, e duas bandas mais fortemente marcadas, flanqueando a constrição secundária, no braço curto do cromossomo 11. Já no milho utilizado como padrão de NOR conhecida no cromossomo de número 6 esse bandeamento resultou em bandas flanqueando a constrição secundária desse cromossomo, mostrando a especificidade da técnica nessa região. A técnica RFA aplicada em plantas teve a sua nomenclatura substituída pela Hsc-FA (bandeamento fluorescente da heterocromatina associada à constrição secundária com uso de laranja de acridina). / Capsicum is a Solanaceae member with higher economic importance. From the 25 species that are known, 5 are extensively cultivated, being C. annuum L. the most important commercially, mainly by its agronomic value as spice. Despite its economical importance, the cytogenetic characterization in C. annuum, is still unclear in the literature in relation to centromeric, satellite and nucleolar organized region (NOR) positions. In C. annuum, these regions have been recognized cytogenetically by the presence of secondary constrictions, staining conventional methods and banding AgNOR. In this study, methods of cell cycle synchronization in meristematics regions were developed. It was also used the cell dissociation technique and air dryness and the RFA method (R-bands by fluorescence using acridine orange). Pepper and maize, used as standard, root tips were washed and placed in freshly prepared enzyme solution. Slides were prepared by meristematic celular dissociation, air-dried and placed on a hot-plate (50 °C). Some samples were immediately stained with a Giemsa solution, washed twice in distilled water and air-dried. Others samples were stained by RFA technique of the. Figures of chromosomes were captured with a CCD video camera on an Olympus TM BX 60 fluorescence microscope with a WB filter. The optimal concentration and time of exposure was 2 mM hydroxyurea for during 18 hours. The treatment with 5 μM oryzalina during 3 and 4 hours, resulted in accumulation of synchronized cells in prometaphase and metaphase. In mayze, the same pre-treatment resulted in accumulation in prometaphases cells. In C. annuum ‘Fortuna Super’, ‘Athenas’ and ‘Criollo de Morelos’, was found 2n = 24 chromosomes, being 10 pairs metacentrics (1-10), one pair submetacentric with satellite (11) and one pair acrocentric (12). The chromosomes morphology resulted in the differentiation of primary and secondary constrictions and showed probable chromosome fusions points in C. annuum, ‘Fortuna Super’. Pepper chromosomes showed one weak band emitting yellowish green fluorescence in the secondary constriction of the short arm of chromosome 5 and two more intense bands flanking the secondary constriction in chromosome 11. In the maize line 2-NOR used as a standard, the chromosome 6 showed similar results in the secondary constriction corresponding to the NOR position. In this study, RFA band nomenclature was replaced by Hsc- FA bands (secondary constriction heterochromatin-associated fluorescence using acridine orange). / Dissertação importada do Alexandria
9

Avaliação imunoquimiluminescente em lesões tumorais de mama

Patu, Vasco José Ramos Malta 31 January 2012 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-08T14:34:06Z No. of bitstreams: 2 TESEDOUTORADO.pdf: 2157111 bytes, checksum: a4a1e2426ee84e507bd22352fbd2cdfd (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-08T14:34:07Z (GMT). No. of bitstreams: 2 TESEDOUTORADO.pdf: 2157111 bytes, checksum: a4a1e2426ee84e507bd22352fbd2cdfd (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / Embora o estudo imunoistoquímico seja um método bastante utilizado na rotina do diagnóstico anatomopatológico, este teste ainda apresenta importantes limitações principalmente quanto a incapacidade de distinção entre alguns tipos de lesões tumorais. Dessa maneira, outras ferramentas vêm sendo desenvolvidas a fim de aumentar a sensibilidade e especificidade da identificação antígeno-anticorpo. Dentre estas, os ensaios quimiluminescentes vem sendo cada vez mais utilizados em estudos para o mapeamento de amostras biológicas para fins diagnósticos. Dentre os inúmeros benefícios da utilização dos métodos quimiluminescentes, podemos citar o limite de detecção ultrasensível, testes rápidos e um amplo campo de aplicações. O presente estudo buscou elaborar um protocolo para detecção da proteína galectina-3 em tecidos tumorais da mama a partir de anticorpo conjugado ao éster de acridina realizando ensaios imunoquimiluminescentes e compará-los aos resultados da imunohistoquímica convencional. O anticorpo monoclonal anti-galectina-3 foi conjugado ao éster de acridina e esse conjugado foi submetido à ensaios imunoquimiluminescentes em tecidos de mama além da imunohistoquímica convencional. Nossos resultados demonstram a eficiência na conjugação da anti-galectina-3 ao éster de acridina, um shelf-life do conjugado anticorpo/éster de acridina (AC-EA) com aproveitamento de 96,51% após 12 meses e a aplicação desse conjugado em ensaios imunoquimiluminescentes nos tecidos mamários com carcinoma ductal infiltrante (39.8 x 104 ± 29344) e com fibroadenoma (88.88 x 104 ± 17880) demonstraram padrões diferenciais entre a sua contraparte normal (58.87 x 104 ± 17880). Concluiu-se então, que o ensaio imunoquimiluminescente proposto pode ser utilizado como método diagnóstico alternativo na identificação de antígenos principalmente em amostras teciduais pequenas.
10

Síntese, estrutura e modelagem molecular de novos derivados Acridino-imidazolídinicos e Benzilideno-tiazolidínicos

Souza Vieira, Erika January 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:48:27Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo4378_1.pdf: 3567361 bytes, checksum: 02c054bf9cd6c0778221cb74218b3aed (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2004 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / Os núcleos imidazolidínicos, tiazolidínicos e acridínicos apresentam uma variedade de atividades biológicas, destacando-se: citotóxica, inibidora de aldose redutase, hipoglicemiante, antiinflamatória, anticonvulsivante, antimicrobiana e antiulcerativa. Buscando-se novos agentes terapêuticos, a síntese de novos derivados acridinoimidazolidínicos e benzilideno-tiazolidínicos se faz necessária com o intuito de potencializar determinada atividade biológica e simultânea redução dos efeitos colaterais indesejáveis. Neste trabalho, desenvolveu-se a síntese de novos derivados acridino-imidazolidínicos e benzilidino-tiazolidínicos, avaliou-se a atividade biológica de um derivado benzilideno-tiazolidínico e procedeu-se um estudo de modelagem molecular para os derivados preparados. O novo derivado acridinoimidazolidínico foi obtido através da oxidação da 9-metil-acridina em acridina-9- carboxaldeído, seguindo-se uma condensação com o cianoacetato de etila para obtenção do composto ciano-acridina-9-il-acrilato de etila, o qual, é condensado com o derivado imidazolidínico apresentando um grupamento benzil em posição 3 e um grupo tioxo na posição 4, obtido pela ação do pentassulfeto de fósforo. Os derivados tiazolidínicos foram obtidos pela condensação com benzaldeídos substituídos. As estruturas químicas foram devidamente comprovadas por espectrometria de massas, infravermelho e ressonância magnética nuclear de hidrogênio. Realizaramse testes para avaliação da atividade hipoglicêmica da 5-(5-bromo-2-metoxibenzilideno)- 3-(4-metil-benzil)-tiazolidina-2,4-diona em camundongos albinos Mus musculus diabéticos induzidos pela aloxana. Finalmente, realizaram-se cálculos de modelagem molecular, usando o método semi-empírico AM1, o qual se apresenta devidamente parametrizado, como menor demanda computacional, para se obter maiores esclarecimentos sobre a estrutura tridimensional dos compostos sintetizados

Page generated in 0.0563 seconds