• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 38
  • 1
  • Tagged with
  • 42
  • 17
  • 9
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 5
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Composição, distribuição espacial e sazonal da anurofauna de córrego e lagoa em uma região montana no sudeste do Brasil.

Magalhães, Ana Clara Franco de January 2015 (has links)
Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto. / Submitted by Marise Leite (marise_mg@yahoo.com.br) on 2016-03-30T14:17:28Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÂO_ComposiçãoDistribuiçãoEspacial.pdf: 2389076 bytes, checksum: 0f248ccc0003ddbf361e719b0537fa1b (MD5) / Approved for entry into archive by Oliveira Flávia (flavia@sisbin.ufop.br) on 2016-04-13T12:26:42Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÂO_ComposiçãoDistribuiçãoEspacial.pdf: 2389076 bytes, checksum: 0f248ccc0003ddbf361e719b0537fa1b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-04-13T14:14:59Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 23148 bytes, checksum: 9da0b6dfac957114c6a7714714b86306 (MD5) DISSERTAÇÂO_ComposiçãoDistribuiçãoEspacial.pdf: 2389076 bytes, checksum: 0f248ccc0003ddbf361e719b0537fa1b (MD5) Previous issue date: 2015 / Anfíbios anuros geralmente vivem associados a ambientes úmidos, sendo muito comum o encontro destes em lagoas ao longo da estação chuvosa e quente. Contudo, existem também espécies que ocupam córregos, ou riachos de corredeira em regiões montanhosas e preferem a estação mais fria e seca do ano como período de maior atividade. O presente trabalho teve como objetivos analisar comparativamente o que define a ocupação de anfíbios anuros em lagoas e córregos. Para tanto, foi avaliado como a composição de espécies, riqueza e abundância são influenciadas pela temperatura, umidade, pluviosidade ao longo de um ano; como estes animais se distribuem espacial e temporalmente; e se ocorrem deslocamentos de indivíduos. O estudo foi realizado na Estação Ecológica do Tripuí, no município de Ouro Preto, MG, Brasil, de outubro de 2013 a setembro de 2014. Foram amostrados um trecho do córrego Tripuí e a Lagoa dos Fortes através da busca ativa. Armadilhas de funil foram instaladas nestes locais e também em uma área no interior de mata, em região de ligação entre estes ambientes. Todos os animais capturados foram marcados com elastômero. Foram encontradas 23 espécies de anuros pertencentes a oito famílias: Brachycephalidae (2), Bufonidae (2), Centrolenidae (1), Craugastoridae (1), Hylidae (13), Leptodactylidae (2), Microhylidae (1) e Odontophrynidae (1). O esforço amostral foi suficiente para registrar a maior parte das espécies. O fator abiótico determinante para a atividade dos anuros foi a temperatura, sendo que as maiores abundâncias ocorreram durante os meses mais quentes na lagoa e nos meses mais frios no córrego. A sazonalidade na ocupação do córrego foi bem marcada, sendo observada uma composição de espécies distinta entre as estações seca e chuvosa. Por outro lado, na lagoa ocorrem espécies que se reproduzem o ano todo. A análise de interações entre espécies e microambientes ocupados resultou em quatro módulos especializados: (1) espécies que ocupam os ambientes mais baixos da lagoa; (2) espécies que utilizam os microambientes mais altos da lagoa; (3) espécies que utilizam todos os microambientes do córrego e (4) exclusivamente a espécie Proceratophrys boiei, ocupando a serrapilheira da lagoa. A fauna de lagoa e a fauna de córrego foram agrupadas em módulos distintos, bem como, os diferentes estratos da lagoa, refletindo as adaptações das espécies para a ocupação desses ambientes. Essa segregação também refletiu a proximidade filogenética entre as espécies e, em menor intensidade, os seus modos reprodutivos. __________________________________________________________________________________________________________________ / ABSTRACT: Anuran amphibians usually live in humid environments and are very commonly found in ponds during the hot/rainy season. However, there are also species that occupy streams in montane regions and seem to prefer the cold/dry season as the period of higher activity. The aim of this study was to compare what determines the distribution of anuran amphibians in ponds and streams. Thus, the following were evaluated: how the species’ composition, richness and abundance are influenced by temperature, humidity and rainfall over one year; how these animals are distributed in space and time; and if individuals moved between ponds and streams. The study was performed at the Estação Ecológica do Tripuí in Ouro Preto, MG, Brazil, from October 2013 to September 2014. We sampled one stretch of the Tripuí stream and the dos Fortes pond through active searching. Funnel traps were installed in these locations and also in an area inside the forest, in a region that connects these environments. All captured animals were marked with elastomer. We found 23 anuran species belonging to eight families: Brachycephalidae (2) Bufonidae (2), Centrolenidae (1), Craugastoridae (1), Hylidae (13), Leptodactylidae (2), Microhylidae (1) and Odontophrynidae (1). The sampling effort was enough to record most of the species. Temperature was the crucial abiotic factor for frogs’ activity, and the greatest abundances occurred during the warmer months at the pond and the colder months at the stream. Seasonality was well defined in the stream occupancy, and we observed a different composition of species between the dry and rainy seasons. On the other hand, there are species that breed in the pond during the entire year. The interaction network analysis between the species and occupied microhabitats resulted in four specialized modules: (1) species occupying the lower pond microhabitats; (2) species using the highest microhabitats of the pond; (3) species that use all stream microhabitats and (4) exclusively Proceratophrys boiei, occupying the leaf litter of the pond. The pond and the stream fauna were grouped into distinct modules, as well as the different pond strata, reflecting the species adaptations in occupying these environments. This segregation also reflected the phylogenetic closeness between species and, to a lesser degree, their reproductive modes.
2

Proteoglicanos da cartilagem epifisaria de rãs : composição, estrutura e variações regionais

Covizi, Daniela Zanin 02 November 2000 (has links)
Orientador: Hernandes Faustino de Carvalho / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-26T17:38:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Covizi_DanielaZanin_D.pdf: 13938387 bytes, checksum: a9c8d5412d13c4061558e5289ee2d843 (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: A cartilagem epifisária de Rana catesbeiana foi estudada com o intuito de caracterizar aspectos relacionados aos proteoglicanos, em especial ao agrecam. A cartilagem epifisária foi dividida em três regiões, denominadas articular, lateral e de crescimento, que foram analisadas em IÚvel bioquírnico e estrutural. A partir de experimentos bioquímicos e imunoquímicos, utilizando diferentes anticorpos contra os domínios G 1, G 1/G2 e G3 do core protéico, contra os sítios de ligação das cadeias de condroitim sulfato, da análise do padrão de sulfatação das cadeias de condroitim e queratam sulfato e da associação com o ácido hialurônico e proteína link, o grande proteoglicano de rã foi caracterizado e classificado como agrecam, dada a sua semelhança com o agrecam de mamíferos e de aves. O tamanho do core protéico não variou entre as três regiões (-300kDa). A presença dos três domínios globulares foi também confirmada através da ultraestrutura da molécula de agrecam após rotary shadowing. Quando analisadas por métodos cromatográficos, as cadeias de condroitim sulfato apresentaram o mesmo tamanho hidrodinâmico (Kav=O.42) nas três cartilagens. Entretanto, na região de crescimento foi detectada uma sub-população de cadeias de condroitim sulfato maiores (Kav=O,35). Estes resultados foram confirmados através da análise dos dissacarídeos saturados e insaturados, que constituem as cadeias de condroitim sulfato, obtidas após digestão das cadeias com enzimas específicas seguidas por análise cromatográfica, que mostrou que as cadeias de condroitim sulfato na região de crescimento, possuem em média 56 dissacarídeos comparados com os 42 estimados para as outras duas regiões. O dissacarídeo Wi4S foi predominante em todas as cartilagens e a razão entre L / Abstract: A large proteoglycan was isolated fTom the articular, lateral and growth regions of the femoral distal cartilage of the bullfTog, Rana catesbeiana, and identified as aggrecan by a series of biochemical and immunochemical assays. The isolated monomer showed a polydisperse behavior on Sepharose CL2B, with a peak at Kav= 0,17. This proteoglycan was shown to contain the three globular domains G1 and G2 (spaced 21nm ftom each other) and G3, and to aggregate with hyaluronan and bovine link protein. The core protein was prepared after chondroitinase and keratanase digestion and visualized by Westem blotting with the aggrecan domain specific antibodies anti-ATEGQV (G1), anti-CDAGWL (Gl/G2) and Lec7 (reactive with the lectin-like domain ofG3). All three antibodies reacted with a predominant species that migrated with an apparent molecular size of 300kDa. The bullfTog aggrecan was substituted with both chondroitin and keratan sulfate chains. The condroitim sulfate chains showed a Kav of 0.42 after chromatography of all cartilages, but in the growth cartilage a population showed a Kav of 0.35. Aggrecan fTom articular and lateral cartilages contained concroitim sulfate chains that were composed of an average of 42 disaccharide units and 56 dissaccharide units in the growth cartilage. The ratio between the unsaturate disaccharides (Wi6S/Wi4S) was 0.4 for articular and lateral cartilage and 0.7 for the growth cartilage and contained a higher proportion ofunsulfated and 6-sulfated disaccharides. The condroitin sulfate chains contained mostly either GalNAc4S or GalNAc4,6S at non-reducing terminal in all three regions. Keratan sulfate was also detected on both the intact aggrecan and the isolated KS-rich region. For all three cartilage regions, the disaccharides of keratan sulfate were -80% Gal-GlcNAc6S and -20% Gal6S GlcNAc6S. These data demonstrate the evolutionary conservation of the aggrecan structure in a lower vertebrate andsuggest a high dependence of its functions on the domain organization / Doutorado / Bioquimica / Doutor em Biologia Funcional e Molecular
3

Estudos de alterações conformacionais em hemoglobinas de anfibios

Vieira, Helio Frota 15 July 2018 (has links)
Orientador: Aldo Focesi Jr / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-15T08:17:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vieira_HelioFrota_M.pdf: 1367326 bytes, checksum: 414d5d442623af9b4b0369b0c1bd2080 (MD5) Previous issue date: 1978 / Resumo: A caracterização das hemoglobinas do anuro Bufo paracnemis mostrou a existencia de dois componentes que por cromatografia em CM-celulose são eluidos em ph 6,8 e /,/ usando-se, para a eluição, tampão fosfato 0,01M. Esses componentes, corresponden a 30 e 70% do hemolisado total, respectivamente. O efeito Bohr encontrado para o hemolisado total dessas hemoglobinas foi de -0,08 para a isenta de íons e 0,07 quando na presença de ATP 10-3M ¿Observação: O resumo, na íntegra poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Bufo paracnemis haemoglobins analysed by CM-cellulose chromatography presented two components which were eluted in ph 6.0 and 7.7 in the proportion of 30% and 70% of the total hemolisate respectively...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Mestre em Ciências Biológicas
4

Aspectos biologicos e citogeneticos de Hyla fuscovaria (Amphibia-Anura)

Almeida, Carlos Gonzaga de 29 March 1984 (has links)
Orientadores: Debora de Queiroz Tavares, Hebe M. L. de Souza / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-19T01:57:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Almeida_CarlosGonzagade_M.pdf: 3188548 bytes, checksum: 89a8d32f181e3c3f56eed508afbc2f34 (MD5) Previous issue date: 1984 / Resumo: Hyla fuscovaria (Amphibia - Anura). Espécie pertencente à família Hylidae. e estudada com o objetivo de me-lhor conhecimento de sua biologia e citogenética. Alguns aspectos biológicos como manutenção em laboratório, criação, estudo morfométrico de ovos e espermatozóides são examinados neste trabalho. A análise citogenética e apresentada para especimens adultos e girinos. Utilizam-se técnicas convencionais de colora-ção e técnicas atuais de bandamento para o estudo dos cromosso-mos dos animais. A espécie demonstra excelente adaptabilidade às laboratório às condições de laboratório. A análise morfométrica dos ovos e cápsulas apresentada pela primeira vez nesta espécie gelatinosas é apresentada pela primeira vez nesta espécie. As posturas coletadas na natureza e os girinos criados em aquários aerados completaram o desenvolvimento em 3 meses. As análises morfométrica dos espermatozóides diferem dos valores encontrados na literatura, certamente devido ao estudo realizado a fresco. Adultos e girinos após tratamento de banda C. apre-sentam o mesmo padrão de distribuição das regiões de heterocro-matina constitutiva. O padrão geral de distribuição das bandas, compreendem as regiões centroméricas de todos os cromossomos, várias regiões teloméricas e a região intersticial do par cro-mossômico 11. As regiões organizadoras do nucléolo foram estudadas com a técnica de banda RON. Adultos e girinos apresentam uma ban-da no par cromossômico 11. Contudo, algumas metafases de girinos apresentaram banda RON em outro cromossomo, o par 12. A aná1ise do número do nucléolos de células de girinos em interfase, com a mesma técnica de banda RON, revela pequena porcentagem, porém constante, de células com mais de 2 nucléolos. Os indivíduos adultos apresentam 1 a 2 nucléolos por célu1a . Osvolumes dos núcleos de girinos e adultos não são significantemente diferentes. O volume dos nucléolos dos girinos mostram-se signifticantemente maiores que o volume dos nucléolos dos adultos / Mestrado / Mestre em Biologia
5

Estruturação espacial e temporal de uma comunidade de anuros (Amphibia) na Serra do Cipo, Minas Gerais

Eterovick, Paula Cabral 01 April 1998 (has links)
Orientador: Ivan Sazima / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-23T12:31:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Eterovick_PaulaCabral_M.pdf: 13996039 bytes, checksum: 3248c2ac6094900395e15acd97b6c49e (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Foi estudada uma comunidade de anuros em um trecho de campo rupestre situado na Serra do Cipó, a 1200 m de altitude, abrangendo um riacho, uma poça e um brejo, de agosto de 1996 a julho de 1997. A distribuição espacial e temporal dos anuros foi caracterizada, em busca de variáveis capazes de diferenciar as espécies presentes. Fatores que poderiam influenciar a estruturação da comunidade foram levantados e analisados com base em observações das espécies na natureza. Foram registradas, nesta área, 14 espécies de anuros: Hyla alvarengai, H. saxicola, Phyllomedusa megacephala, Scinax duartei, Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, L. jolyi, L. labyrinthicus, L. syphax, Odontophrynus americanus, Physalaemus cuvieri, Proceratophrys cururu, Pseudopaludicola mineira e Thoropa megatympanum. Os girinos encontrados apresentaram diferenças no uso de microambientes principalmente no que se refere a posição na coluna d'água, periodo anual de ocorrência e correnteza. Vegetação, profundidade, substrato e ambiente tiveram uma influência menor na diferenciação das espécies. Ainda assim, ocorreram sobreposições em algumas dimensões do nicho de várias espécies. Sítios de vocalização utilizados pelos machos puderam ser diferenciados principalmente em relação ao ambiente, embora o período de atividades reprodutivas também tenha contribuído de modo significativo para diferenciação das espécies. Grande parte das espécies iniciou suas atividades logo após as primeiras chuvas, de modo oportunista. Este comportamento pode ser vantajoso em ambientes temporários. Os períodos de desenvolvimento, estimados para algumas espécies, foram, na sua maioria, curtos, como esperado em ambientes temporários. Os girinos de S. duartei apresentaram o período mais longo (cinco meses). Seu comportamento na fase larval pode contribuir para diminuir predação durante este período, quando permanecem abrigados entre vegetação aquática e movimentam-se pouco. Os principais predadores de girinos na área de estudo foram hemípteros da família Belostomatidae e ninfas de Odonata. Seus picos de abundância ocorreram depois dos picos dos girinos, como previsto para populações de predadores e presas com dinâmicas interconectadas. As taxas de mortalidade de girinos foram bastante altas, tendo predação como sua causa mais provável. Interações competitivas não foram detectadas na comunidade estudada. A sobreposição parcial de nichos verificada em girinos e adultos das diferentes espécies pode ser um indicativo de que competição não exerce uma pressão seletiva forte nesta comunidade. O desenvolvimento bem sucedido de Odontophrynus amerícanus nos três ambientes também indica que provavelmente não ocorrem restrições na disponibilidade de alimento em nenhum deles. Os anuros apresentaram diversas características morfológicas, fisiológicas e comportamentais que podem propiciar seu sucesso no ambiente de campos rupestres. Entre estas, estão os ninhos de espuma construídos pela maioria dos leptodactilídeos, as desovas de Phyllomedusa megacephala depositadas na vegetação, a capacidade dos girinos de Leptodactylus cunícularíus, L. furnaríus e Physalaemus cuvíerí de resistir a altas temperaturas, o hábito dos girinos de Thoropa megatympanum de permanecer em pedras molhadas fora do riacho, o hábito de Hyla alvarengaí e H. saxícola descansarem durante o dia sobre pedras expostas. É possível que as comunidades de anuros da Serra do Cipó estejam normalmente sujeitas a eventos de colonização e extinção estocásticos, dependendo tanto das condições naturais nos ambientes propícios à reprodução de anuros quanto da capacidade destes anfibios de resistir a condições específicas de cada ambiente e pressões de predação, especialmente sobre girinos / Abstract: An anuran community was studied from August 1996 to July 1997, in a 1200 m high rocky field site at the Serra do Cipó, including a stream, a puddle and a swamp. Spatial and temporal distributions of the species were studied, and features useful to distinguish them were looked for. Factors possibly responsible for community structure were listed and examined based on field observations. Fourteen anuran species were registered in the study site: Hyla alvarengai, H. saxicola, Phyllomedusa megacephala, Scinax duartei, Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, L. jolyi, L. labyrinthicus, L. syphax, Odontophrynus americanus, Physalaemus cuvieri, Proceratophrys cururu, Pseudopaludicola mineira, and Thoropa megatympanum. Tadpoles differed in microhabitat use specially concerning position in water column, occurrence period and water flow. Aquatic vegetation, depth, and habitat used were of secondary importance for species differentiation. Meanwhile, some dimensions of many species' niches showed superposition. Males' calling sites were distinguished specially concerning habitat used, even though activity period was also important for species differentiation. Most species started reproductive activities as soon as it started raining, in an opportunistic way. This behavior can be advantageous in temporary environments. Developmental periods were estimated for some species, and they were short in general, as expected for species from temporary environments. Scinax duartei tadpoles developed to froglets in 5 months, the longest period registered. Their larval behavior may help avoiding predation during this period, when they remain sheltered among aquatic vegetation and move little. The most important tadpole predators registered in the study site were belostomatids and odonate nymphs. Their abundance peaks occurred after those of tadpoles, as predicted for predator-prey populations with interconnected cycles. Mortality rates were high for tadpoles, and predation was their most likely cause. Competitive interactions could not be detected in the anuran community. Partial niche superposition in tadpoles and adult males' calling sites may suggest that competition is not an important force structuring this community. The successful development of Odontophrynus americanus in the three habitats studied is also indicative of the absence of food lirnitations in any of them, even though differences in plankton concentrations have been registered. The anurans showed morphological, physiological, and behavioral features likely to improve their success in the rocky field environment. Examples of these are the foam nests of many leptodactylids, the nests built in vegetation by Phyllomedusa megacephala, resistance to high temperatures in Leptodactylus cunicularius, L. furnarius, and Physalaemus cuvieri tadpoles, ability to climb rocks in Thoropa megatympanum tadpoles, the resting behavior of Hyla alvarengai and H. saxicola. Stochastic colonization and extinction events seem common in the Serra do Cipó, depending on habitats natural conditions and anurans' resistance to them and to tadpole predators / Mestrado / Mestre em Ecologia
6

Estudo histologico, histoquimico e morfometrico comparado da pele, das glandulas cutaneas e das glandulas cutaneas sexualmente dimorficas de tres especies de anfibios anuros

Serrano, Rosa Ema Wilenmann 19 February 1998 (has links)
Orientador: Iara Maria Silva De Luca / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-23T14:20:48Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Serrano_RosaEmaWilenmann_M.pdf: 9414615 bytes, checksum: 37c6455483844fc00213c537bc5d8caa (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Neste trabalho procedeu-se a um estudo comparado em nível histológico, histoquímico e morfométrico da pele, das glândulas cutâneas e das glândulas cutâneas sexualmente dimórficas (GCSD) de três espécies de anfibios anuros: Cycloramphus dubius, Scinax hiemalis e Phyllomedusa burmeisteri - a primeira pertencente à família Leptodactylidae e as duas últimas à família Hylidae. foco deste trabalho esteve centrado nas glândulas cutâneas sexualmente dimórficas com o intuito de estabelecer não só as similaridades existentes entre as glândulas das espécies estudadas, bem como discutir o provável papel desempenhado por esse tipo de glândula - uma vez que as mesmas constituem característica sexual secundária de machos adultos. A análise dos resultados veio mostrar que a pele e as glândulas cutâneas das três espécies estudadas possuem um padrão estrutural comum, apresentando, no entanto, pequenas variações relacionadas principalmente com o habitat ecológico e os hábitos do animal. As glândulas cutâneas sexualmente dimórficas exibidas pelos machos adultos das três espécies apresentam morfologia e perfil histoquímico muito semelhante, embora possuam localização anatômica diferente: inguinal (para C. dubius), ventro-sacral (para S. hiemalis) e nos polegares (para P. burmeisteri); elas são constituídas principalmente por adenômeros granulosos alongados, agrupados compactamente e recobertos por epiderme delgada. Dessas três glândulas, só a glândula nupcial de Phyllomedusa burmeisteri pode ser considerada como uma "breeding gland" propriamente dita; as outras duas necessitam ser submetidas a novos estudos para que possam ser enquadradas nessa denominação. No entanto, as observações de campo realizadas para a espécie Cycloramphus dubius, acopladas à morfologia exibida pelas glândulas inguinais à época reprodutiva, sugerem fortemente que essas glândulas estejam relacionadas com o comportamento reprodutivo desse animal / Abstract: The skin, the cutaneous glands and the sexually dimorphie skin glands (SDSG) of the species Cycloramphus dubius, Scinax hiemalis and Phyllomedusa burmeisteri were comparatively studied by means of histological, histochemical and morphometrie procedures. The focus of attention of this work was centered on the sexually dimorphie skin glands with the aim to establish not only the similarities among them but also to diseuss the possible role played by this type of gland, sinee the SDSG are a distinetive secondary sexual character of adult males. Our results show that the skin and the cutaneous glands of the three species investigated have the same basic histological organization, exhibiting, however, structural adaptations related with the ecological habitat and the habits of the animal. The sexually dimorphie skin glands of the three species are very similar in their morphological and histochemical characteristies, although they have distinct anatomiealloealizations: inguinal region (for C. dubius), ventro-saeral region (for S. hiemalis) and in the thumbs (for P. burmeisteri); these glands are mainly clusters of granular glands, i.e., they are composed of elongated granular glands grouped compactly, covered by a thin epidermis. From these three glands, only the nuptial gland of P. burmeisteri can be considered as a breeding gland without question; for the other two glands additional work will be necessary to include them as glands related with the reproductive behavior of the animal. Nevertheless, field observations carried out for the species C. dubius, coupled with the morphology exhibited by the inguinal glands during the breeding season, strongly suggest that these glands may be involved in the reproductive activities of this species / Mestrado / Morfologia / Mestre em Ciências Biológicas
7

Estudo citogenetico comparativo de especies do genero Colostethus (Anura-Dendrobatidae

Veiga-Menoncello, Ana Cristina Prado, 1972- 26 October 2000 (has links)
Orientador: Shirlei Maria Recco-Pimentel / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-26T22:53:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Veiga-Menoncello_AnaCristinaPrado_M.pdf: 2640937 bytes, checksum: 5c49eed0c0852d64c399733762db8494 (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: O gênero Colostethus é composto por um grande número de espécies, que se caracterizam por exibir uma coloração parda e não apresentar toxinas na pele. Quando comparado aos outros gêneros da Família Dendrobatidae, Colostethus possui características menos especializadas e o maior número cromossômico conhecido para a família (2n= 24). Dados cariotípicos obtidos para os gêneros desta família indicam uma tendência à diminuição do número cromossômico, porém as relações intergenéricas e a origem desta família ainda é controversa. Os poucos estudos citogenéticos existentes para dendrobatídeos restringem-se apenas à determinação do número e morfologia cromossômica. Neste trabalho, foi realizada a análise cariotípica de 4 espécies de Colostethus da Amazônia brasileira, sendo três delas do grupo marchesianus, e descrevemos pela primeira vez os padrões de heterocromatina e região organizadora do nucléolos (NOR) para o gênero. Colostethus stepheni apresenta número diplóide 2n = 24 cromossomos, à semelhança de todos os outros Colostethus descritos na literatura. O cariótipo de Colostethus stepheni difere do de outras espécies do gênero, tanto na morfologia de alguns pares cromossômicos, quanto na localização da constrição secundária. A estrutura bimodal do cariótipo e a presença do par I metacêntrico grande são características comuns aos dendrobatídeos em geral. Esta espécie possui apenas um par de NOR localizado na região pericentromérica dos cromossomos 1, coincidente como uma constrição secundária e com um bloco de heterocromatina constitutiva. Heteromorfismo de tamanho de NOR foi detectado em alguns indivíduos e a heterocromatina constitutiva foi localizada nas regiões centroméricas de todos os cromossomos. As três espécies do grupo marchesianus, r Colostethus caeruleodactylus, C. sp. 1 (aff marchesianus) e C. sp. 2 (aff marchesianus), diferem de C. stepheni e das demais espécies de Colostethus cariotipadas por apresentarem 2n = 22 cromossomos, revelando, assim, um novo número cromossômico para o gênero. Na Família Dendrobatidae, variabilidade intragenérica no número de cromossomos foi descrita apenas em Dendrobates, sendo encontradas espécies com 2n = 18 ou 20 cromossomos. Os cariótipos das três espécies são semelhantes, com pequenas diferenças na morfologia de alguns pares cromossômicos. Porém, essas espécies podem ser facilmente distinguidas entre si, também pela localização da NOR e pelo padrão de distribuição de heterocromatina constitutiva. A NOR está localizada no braço longo de par 4 em C. caeruleodactylus e no braço curto do par 8 em C. sp. 1 (aff marchesianus) e do par 7 em C. sp. 2 (aff marchesianus). Heteromorfismos de tamanho de NOR foram observados nessas duas últimas espécies. Em C. caeruleodactylus, foi detectada uma NOR adicional na região intersticial do braço longo de um dos homólogos do par 1. Somente em C. sp. 2 (aff. marchesianus), a constrição secundária não foi indicadora da região organizadora do nucléolo, sendo caracterizada pela presença de uma heterocromatina constitutiva fortemente corada, localizada adjacente à NOR. A hibridação in situ (FISH) com sonda de rDNA confirmou a localização de todas as NORs, detectadas pela impregnação por prata, porém uma marcação adicional no braço longo do par 5 em um indivíduo de C. sp. 1 (aff. marchesianus), não detectada por AgNOR, também foi observada, indicando a presença de seqüências homólogas ao rDNA nesta região. Apesar das diferenças encontradas no padrão de distribuição de heterocromatina constitutiva, uma pequena banda no braço longo do par 7 foi detectada nas três espécies, podendo esta heterocromatina ser considerada marcadora para os Colostethus do grupo marchesianus. Considerando-se que Colostethus caeruleodactylus, C. sp. 1 (aff. marchesianus) e C. sp. 2 (aff marchesianus) apresentam o mesmo número cromossômico e similaridade cariotípica, mas diferenças no padrão de NOR e de banda C, é possível que rearranjos cromossômicos, como translocações e eventos como adição de blocos heterocromáticos, transformação de segmentos eucromáticos em heterocromáticos e a evolução em conjunto de múltiplos sítios heterocromáticos, possam estar envolvidos na diferenciação destas espécies. A redução do número cromossômico de 24 para 22 parece ser uma característica do grupo de Colostethus marchesianus e deve ter envolvido mais de um tipo de rearranjo cromossômico, já que não há evidências diretas de que fenômenos de fissão e fusão, por si só, sejam responsáveis pelo cariótipo atualmente encontrado nesse grupo / Abstract: The genus C%stethus is composed of a great number of species, which are characterized by a brownish color and the fact that they are not poisonous. When compared to the other genera ofthe Dendrobaidae family, C%stethus is not highly specialized and has the largest chromosome number known for the family (2n = 24). Karyotypical data of the family indicate a tendency to reduce the chromosome number, however the intrageneric relationships and the family origin are still disputed. The few cytogenetic studies of dendrobatids have been restricted to the number and chromosome morphology. In this work, a karyotypical analysis of 4 Brazilian Amazonian C%stethus species was made, 3 species being of the marchesianus group, in which we described for the first time, the heterochromatic pattems and nuc1eolus organizer regions (NOR) ofthis genus. Colostethus stepheni shows 2n = 24 chromosomes, like alI the other species of this genus that are described in the literature. The C%stethus stepheni karayotype differs ITom the other species of this genus in the morphology of some chromosome pairs and in the localization of the secondary constriction. The bimodal structure of the karyotype and the presence of a large first metacentric pair are common characteristics of the dendrobatids. These species have only one NOR pair, localized in the pericentromeric region of the chromosome, coincident with the secondary constriction and with a constitutive heterochromatin block. Heteromosphism ofthe NOR size was detected in some specimens and the constitutive heterochromatin were located in centromeric regions of alI the chromosomes. The three species of marchesianus group, C%stethus caeru/eodacty/us, C. sp. 1 (af marchesianus) and C. sp. 2 (aff marchesianus) differ ITom C%stethus stepheni and ITom the other C%stethus species karyotyped, because they show 2n = 22 chromosomes, revealing a new chromosome number for the genus. In the Dendrobatidae fami1y, intrageneric variability ofthe chromosome number was described on1y in Dendrobates, in which species with 2n = 18 or 20 chromosomes were found. The karyotypes of the three species are similar, with small differences in the morphology of some chromosome pairs. However, these species can easily be differentiated ftom each other, by NOR localization and by the constitutive heterochromatin distribution pattern. The NOR is localized on the long arm of pair 4 in C. caeruleodactylus, on the short arm of pair 8 in C. sp. 1 (aff marchesianus) and on the short arm of pair 7 in C. sp. 2 (aff marchesianus). Heteromorphisms in the sizes ofthe NORs were observed in these last species. In C. caeruleodactylus, an additional NOR site on the interstitial region of the long arm of one homologue ofpair 1, was detected. Exclusively in C. sp. 2 (aff marchesianus), the secondary constriction did not indicate the nucleolus organizer region, being characterized by the presence of a constitutive highly stained heterochromatin, located adjacent to the NOR. In situ hybridization with rDNA probe has confirmed the localization of all the NORs detected by silver impregnation. However, an additional marking on the long arm of pair 5 in one specimen of C. sp. 1 (aff marchesianus), undetected by AgNOR, was also observed, indicating the presence ofhomolgous sequences in rDNA on this region. Despite the differences found in the distribution pattern of the constitutive heterochromatin, a small band was detected on the long arm of pair 7 in the three species. This heterochromatin can be considered as indicative ofthe Colostethus ofmarchesianus group. Colotethus caeruleodactylus, C. sp. 1 (aff marchesianus) and C. sp. 2 (aff marchesianus) show the same chromosome number and karyotypical similarity, but differ in both their NOR and C-band patterns. It is possible that chromosome rearrangements, such as translocations and addition of heterochromatic blocks, transformation of euchromatic segments to heterochromatic ones and concerted evolutions of multiple heterochromatic sites may be involved in the differentiation ofthese species. The chromosome number reduction ftom 24 to 22, seems to be a characteristic of the marchesianus group Colostethus, and may have involved more than one type of chromosome rearrangement, because there are no direct evidences that fusion and fission are, themselves, responsible for the karyotype presently found in this grou / Mestrado / Biologia Celular / Mestre em Biologia Celular e Estrutural
8

Caracterização cromossomica de Hyla bischoffi e Hyla guentheri (Anura, Hylidae)

Raber, Simone Carla 25 July 2018 (has links)
Orientador: Shirlei Maria Recco-Pimentel / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-25T20:53:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Raber_SimoneCarla_M.pdf: 1293288 bytes, checksum: ebf460ad6e2c4511b59355cf87d6020c (MD5) Previous issue date: 2000 / Resumo: Hyla bischofji e H guentheri apresentam algumas características morfológicas e de canto (apenas H guentheri) semelhantes tanto à espécies do grupo polytaenia quanto pulchella. A inclusão dessas espécies em um ou outro grupo tem sido motivo de controvérsia na literatura. Neste trabalho, essas duas espécies foram comparadas citogeneticamente entre si e com outras espécies do grupo pulchella já estudadas, buscando evidências que possam auxiliar na taxonomia desses grupos. Foram analisados o cariótipo, o padrão de heterocromatina e de NOR de espécimes de H b. bischofji provenientes de São Francisco de Paula, RS, e de H guentheri de Terra de Areia, RS. As duas espécies apresentam 2n = 24 cromossomos, sendo os pares 1, 2, 8, 11 e 12 metacêntricos; os pares 3, 5, 7, 9 e 10 submetacêntricos e os pares 4 e 6 subtelocêntricos. O par 10 apresenta uma constrição secundária telomérica, que em H b. bischoffi nem sempre está presente, tomando o cromossomo metacêntrico nesses indivíduos. Nas duas espécies foi evidenciada heterocromatina centromérica em todos os cromossomos e um bloco ocupando quase todo braço longo do par 10. Além disso, em H b. bischoffi foi detectada uma banda telomérica fracamente corada no par 1 e uma banda pericentromérica intersticial estendida pelo braço curto do par 6, e em H guentheri uma banda telomérica no braço longo do par 1 fortemente corada. A NOR localiza-se no braço longo do par 10 nas duas espécies, coincidente com a constrição secundária. As duas espécies apresentam o mesmo número e morfologia cromossômica e a mesma localização de NOR. Porém, podem ser distinguidas pelo padrão de heterocromatina. Comparando os cariótipos estudados com os de algumas espécies do grupo pulchella é notável a semelhança. Apresentam cariótipos semelhantes e o mesmo marcador, um bloco de heterocromatina bastante evidente no braço longo do par 10. Os dados citogenéticos obtidos para H b. bischoffi e H guentheri não permitem excluir essas duas espécies do grupo pulchella / Abstract: Hyla bischoffi and H guentheri share some morphological and call characteristics with the pulchella group and others with polytaenia group. The inclusion of these two species in these groups is still controvertial. A cytogenetic study showed that both species have 2n = 24 chromosomes; tive metacentric, tive submetacentric and two subtelocentric chromosome pairs. The nuc1eolus organizer region (NOR) was located on the long arm of chromosome 10, which also contained a a block of heterochromatin in both species. The centromeric region of all the chromosomes contained C-banded heterochromatin. There were no marked differences in the karyotypes of these two species, except for an additional heterochromatic band on the short arms of chromosome 6 in H bischoffi. These tindings indicated that the karyotypes of these two species were very similar to those of the H pulchella group of Hyla and that neither ofthem can be exc1uded from the pulchella grou / Mestrado / Biologia Celular / Mestre em Biologia Celular e Estrutural
9

Variação estacional, distribuição espacial e alimentação de populações de hilideos na represa do rio Pardo (Botucatu, SP) (Amphibia, Anura, Hylidae)

Caramaschi, Ulisses 14 July 2018 (has links)
Orientador : Ivan Sazima / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T06:54:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Caramaschi_Ulisses_M.pdf: 47766436 bytes, checksum: 381d144d29ac57acabd3592f8c1df9df (MD5) Previous issue date: 1981 / Resumo: No presente trabalho estudaram-se aspectos da distribuição estacional, distribuição espacial, sítio de emissão do canto nupcial e hábito alimentar das espécies de hilídeos (Amphibia, Anura, Hylidae) que ocorreram na represa do rio Pardo (Botucatu, SP), de abril de 1977 a março de 1978, com base em dados de coletas e observações semanais. Onze espécies foram registradas, sendo quatro espécies constantes (H. albopunctata, H.prasina, H. sanborni e Hyla sp. (aff pulchella), uma espécies acessória ( H. minuta) e seis espécies acidentais ( H. berthae, H.elongata, H.faber, H.fuscomaginata, H.fuscovaria e H. nana). Verificou-se que as espécies se distribuem estacionalmente durante o ano. A aplicação do coeficiente de afinidade de Jaccard, apoiado pelo método do 'X POT 2' ou pelo teste exato de Fisher, permitiu indentificar três grupos de espécies de acordo com os períodos do ano. Discute-se a importância da segregação estacional entre as espécies, como forma de evitar o cruzamento inter-especifico e a competição por recursos ambientais. Ocupação ambiental diferencial foi verificada, através da determinação do canto nupcial. Verificou-se que cada espécie ocupa um micro-ambiente, ou uma posição distinta dentro do micro-ambiente ocupado. Discute-se a importância da segregação espacial e do comportamento de cada espécies como fatores de isolamento reprodutivo e de redução da competição inter-específica ...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: In the present paper are studied aspects of the seasonal and spatial distributions, mating call sites and feeding habits of the hylid frogs (Amphibia, Anura, Hylidae) of the Pardo River reservoir (Botucatu, SP) from April 1977 to March 1978, based on weekly collection and observational data. Eleven species were registered, four of which were classified as constant (H. albopunctata, H. prasina, H. sanborni, and Hyla sp. (aff pulchella), one as accessory (H. minuta) and six as accidental (H. berthae, H.elongata, H.faber, H.fuscomarginata, H.fuscovaria, and H.nana). It was verified that the species vary seasonally in their activity during the year. The application of the Jaccard?s affinity coefficient, supported by the 'X POT 2' method or by the Fisher exact test, permitted the identification of three species groups according to year periods. The importance of inter-specific seasonal segregation as a way by which species avoid inter-specific crosses and competition for ambiental resources is discussed. Differential ambiental occupation was verified through the determination of the mating call sites. Each species occupies a separate micro-environment, or a distinct position in the micro-environment occupied. The importance of spatial segregation and of the behaviour of each species as reproductive and ecological isolating factors is discussed ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Mestrado / Mestre em Ciências Biológicas
10

Propriedades funcionais e antigenicas de hemoglobinas de anfibios terrestres e aquaticos

Vieira, Maria Laise Chaves 14 July 2018 (has links)
Orientador : Aldo Focesi Junior / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-14T22:32:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Vieira_MariaLaiseChaves_D.pdf: 4732215 bytes, checksum: c94ac3e60cd4a16cc93ecba1104ae905 (MD5) Previous issue date: 1980 / Resumo: Propriedades funcionais de hemoglobinas de anfíbios de ?habitats? terrestres e aquáticos foram estudadas a fim de correlaciona-las com propriedades antigênicas destas proteínas. Pôde-se observar que as hemoglobinas dos anuros terrestres Bufo paracnemis, Bufo marinus, Rana catesbeiana e Leptodactylus labyrinthicus possuem menor afinidade pelo oxigênio que as dos anuros aquáticos estudados Pipa carvalhoi, Pipa pipae, girino de Rana catesbeiana e girino de Hyla geographica. Também foi observado que hemoglobinas de anuros aquáticos não apresentam efeito Bohr quando isentas de cofatores, porém, na presença de ATP esse efeito torna-se evidente. Já nos anuros terrestres, o efeito dos polifosfatos, na maioria dos casos foi desprezível. Imune-soros foram obtidos em coelho e em carneiro após prolongado período de imunização com os componentes mais representativos das hemoglobinas de Pipa carvalhoi e de Bufo paracnemis. Os resultados das reações antígeno-anticorpo, em diferentes condições, mostraram uma grande semelhança antigênica entre as hemoglobinas de anuros de ?habitat? terrestre em contraste com a dos aquáticos que apresentaram maiores diferenças antigênicas tanto entre si como em relação a dos terrestres. Assim, observamos identidade total entre hemoglobinas de Bufo paracnemis e Bufo marinus, identidade parcial entre hemoglobinas de B. paracnemis e de Rana catesbeiana, de Leptodactilus labirinthicus e de Pipa carvalhoi com o soro anti-hemoglobina II (Bufo paracnemis) e não detectamos identidade entre hemoglobina de Bufo paracnemis e hemoglobinas das formas larvais de Hyla geographica...Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Functional properties of hemoglobins of terrestrial and aquatic amphibia were studied in order to stablish relationship with their antigenic properties. It was possible to show that the hemoglobins of the terrestrial anura B. Paracnemis a R. catesbeiana present less oxygen afinity than the hemoglobins of aquatic anura P. Carvalhoi and P. Pipae. It was also observed that the stripped hemoglobins of aquatic anura do not show Bohr effect. However, in the presence of ATP, the Bohr effect becomes evident. In the terrestrial anura on the other hand, the poli-phosphates effects were, in many cases, so small that can be neglected. Antisera were obtained in rabbits and in sheep, after a long period of immunization with the more representative hemoglobins of P. Carvalhoi ad of B. Paracnemis. The results of antigen-antibody reaction, under different conditions, show antigenic similarity among hemoglobins of terrestrial anura. It was also found that hemoglobins of aquatic anura have antigenicity differences both, among themselves and when compared with the hemoglobins of terrestrial anura. Then it was observed a total identity between hemoglobin of B. Paracnemis and of B. Marinus, partial identity between hemoglobins of B. Paracnemis and R. catesbeiana, B. Paracnemis and L. Labyrinthicus and L. Labyrinthicus with the anti-Hb II of B. Paracnemis serum ... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Doutorado / Doutor em Ciências Biológicas

Page generated in 0.0668 seconds