• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 80
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 83
  • 49
  • 25
  • 13
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 10
  • 10
  • 10
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Comparação da acurácia entre mineralização dentária e maturação óssea na estimativa da idade cronológica de indivíduos com síndrome de Down /

Abou Hala, Leila January 2012 (has links)
Orientador: Mari eli Leonelli de Moraes / Banca: Pedro luiz de Carvalho / Banca: Ségio Lúcio Pereira de Castro Lopes / Banca: Mônica Cristina Camargo Antoniazzi / Banca: Luana Marotta Reis de Vasconcelos / Resumo: Muitos fatores podem influenciar a estimativa da idade cronológica, principalmente em crianças com síndrome de Down. Sem a definição da idade surge, além da dificuldade de se proceder com o registro, dificuldades nos processos de adoção, pois a idade é fundamental nesses casos. A proposta deste estudo foi verificar a acurácia da mineralização dentária e maturação óssea da mão e punho, na estimativa da idade cronológica de indivíduos portadores de síndrome de Down, no intuito de contribuir com a Odontologia Legal na devolução da cidadania desses indivíduos. Para tanto, foram avaliadas radiografias de arquivo de 278 indivíduos, sendo 216 não portadores de síndrome de Down e 62 portadores, nas quais foram aplicadas a análise da cronologia da mineralização dentária elaborada por Nolla nas radiografias panorâmicas e a análise da maturação óssea para as radiografias da mão e punho, utilizado o método elaborado por Greulich e Pyle. Para a análise de concordância entre os métodos foi utilizada a técnica do coeficiente de correlação linear de Pearson; para avaliação da acurácia, a estatística t-Student de amostras pareadas por meio da técnica do intervalo de confiança e por fim, para estimar limites de acordo, foi aplicado o método de diferenças proposto por Bland e Altman. Os resultados permitiram concluir que, a estimativa da idade cronológica de indivíduos portadores de síndrome de Down pela análise da mineralização dentária foi mais acurada do que pela análise da maturação óssea da mão e punho, independente do sexo, apesar das diferenças entre os métodos não terem se apresentado estatisticamente significantes. No entanto, nenhum dos índices empregados pareceu ser suficientemente preciso na amostra utilizada / Abstract: Many factors can influence the estimation of chronological age, especially in children with Down syndrome. Without the definition of age arises, besides the difficulty of proceeding with the registration, difficulties in adoption processes because age is crucial in these cases. The purpose of this study was to determine the accuracy of tooth mineralization and skeletal maturation of the hand and wrist, in the estimation of chronological age in individuals with Down syndrome in order to contribute to the Forensic Dentistry in returning the citizenship of these individuals. Therefore, radiographs were evaluated file of 278 subjects, 216 non-carriers of Down syndrome and 62 patients, which were applied in the analysis of dental mineralization chronology prepared by Nolla on panoramic radiographs and analysis of skeletal maturation for the radiographs of hand and wrist, using the method developed by Greulich and Pyle. For the analysis of agreement between the methods we used the technique of linear correlation coefficient of Pearson, to evaluate the accuracy, the statistical t-test for paired samples using the technique of the confidence interval and finally to estimate limits of agreement was applied difference method proposed by Bland and Altman. The results showed that the estimation of chronological age in individuals with Down syndrome by analysis of tooth mineralization was more accurate than the analysis of skeletal maturation of the hand and wrist, regardless of sex, despite the differences between the methods have not is presented statistically significant. However, none of the ratios used appear to be sufficiently accurate in the sample used / Doutor
2

Comparação da acurácia entre mineralização dentária e maturação óssea na estimativa da idade cronológica de indivíduos com síndrome de Down

Abou Hala, Leila [UNESP] 24 September 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:35:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-09-24Bitstream added on 2014-06-13T21:07:23Z : No. of bitstreams: 1 abouhala_l_dr_sjc.pdf: 1027566 bytes, checksum: 3e081245a58e9f9e80af99df56a7747b (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Muitos fatores podem influenciar a estimativa da idade cronológica, principalmente em crianças com síndrome de Down. Sem a definição da idade surge, além da dificuldade de se proceder com o registro, dificuldades nos processos de adoção, pois a idade é fundamental nesses casos. A proposta deste estudo foi verificar a acurácia da mineralização dentária e maturação óssea da mão e punho, na estimativa da idade cronológica de indivíduos portadores de síndrome de Down, no intuito de contribuir com a Odontologia Legal na devolução da cidadania desses indivíduos. Para tanto, foram avaliadas radiografias de arquivo de 278 indivíduos, sendo 216 não portadores de síndrome de Down e 62 portadores, nas quais foram aplicadas a análise da cronologia da mineralização dentária elaborada por Nolla nas radiografias panorâmicas e a análise da maturação óssea para as radiografias da mão e punho, utilizado o método elaborado por Greulich e Pyle. Para a análise de concordância entre os métodos foi utilizada a técnica do coeficiente de correlação linear de Pearson; para avaliação da acurácia, a estatística t-Student de amostras pareadas por meio da técnica do intervalo de confiança e por fim, para estimar limites de acordo, foi aplicado o método de diferenças proposto por Bland e Altman. Os resultados permitiram concluir que, a estimativa da idade cronológica de indivíduos portadores de síndrome de Down pela análise da mineralização dentária foi mais acurada do que pela análise da maturação óssea da mão e punho, independente do sexo, apesar das diferenças entre os métodos não terem se apresentado estatisticamente significantes. No entanto, nenhum dos índices empregados pareceu ser suficientemente preciso na amostra utilizada / Many factors can influence the estimation of chronological age, especially in children with Down syndrome. Without the definition of age arises, besides the difficulty of proceeding with the registration, difficulties in adoption processes because age is crucial in these cases. The purpose of this study was to determine the accuracy of tooth mineralization and skeletal maturation of the hand and wrist, in the estimation of chronological age in individuals with Down syndrome in order to contribute to the Forensic Dentistry in returning the citizenship of these individuals. Therefore, radiographs were evaluated file of 278 subjects, 216 non-carriers of Down syndrome and 62 patients, which were applied in the analysis of dental mineralization chronology prepared by Nolla on panoramic radiographs and analysis of skeletal maturation for the radiographs of hand and wrist, using the method developed by Greulich and Pyle. For the analysis of agreement between the methods we used the technique of linear correlation coefficient of Pearson, to evaluate the accuracy, the statistical t-test for paired samples using the technique of the confidence interval and finally to estimate limits of agreement was applied difference method proposed by Bland and Altman. The results showed that the estimation of chronological age in individuals with Down syndrome by analysis of tooth mineralization was more accurate than the analysis of skeletal maturation of the hand and wrist, regardless of sex, despite the differences between the methods have not is presented statistically significant. However, none of the ratios used appear to be sufficiently accurate in the sample used
3

Coagulo fibrotico : nova causa de retenção de fragmentos pos leoc para calculo em calice inferior renal?

Gugliotta, Antonio 05 December 1999 (has links)
Orientador: Ubirajara Ferreira / Dissertação (mestrado) - Univesidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas / Made available in DSpace on 2018-07-24T23:16:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gugliotta_Antonio_M.pdf: 2001234 bytes, checksum: a45a872e7329fe75def2d959d8c60772 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: Estudou-se, prospectivamente, uma população de 20 pacientes com cálculo renal, específicamente localizado no cálice inferior, tratado por meio da litotripsía extracorpórea por ondas de choque (LEGC) e que tiveram os fragmentos retidos no pólo inferior renal. Nesse estudo procurou-se a confirmação da existência de uma nova causa de retenção desses fragmentos, isto é, a formação de um coágulo fibrótico no cálice inferior impedindo a eliminação. Os pacientes com idade entre 25 e 60 anos, sendo 13 homens e 7 mulheres, sem infecção urinária, foram distribuídos de acordo com a morfologia calicial e o tamanho do cálculo. Tivemos cinco casos (25%) com cálculo < de 2 em, sendo dois com morfologia favorável (10%) e três com morfologia desfavorável (15%); 15 casos (75%) com cálculo> 2 em, sendo cinco com morfologia favorável (25%) e dez com morfologia calicial desfavorável (50%). A metodologia utilizada compreende a história clínica, a avaliação radiológica confirmando a presença de cálculo radiopaco em cálice inferior renal e o estudo da morfologia ou da anatomia calicial desse pólo inferior do rim. O resultado dessa análise apresentou 12 casos (69%) com morfologia desfavorável e 8 casos (40%) de morfologia calicial renal favorável. Todos os pacientes foram submetidos a litotripsia extracorpórea por ondas de choque, com o mesmo litotridor Phillips-Dornier MFL5000, com duas ou tres sessões, n° de ondas de chóque até 3.000 por sessão e com potência das ondas entre 19 e 27 KV (mediana = 23). Seguimento semanal dos doentes com Rx simples de abdome e exame clínico, durante um prazo estabelecido de três meses. Havendo retenção de fragmentos após esse período, os pacientes foram subm~tidos à punção percutânea do rim para retirada desses fragmentos de cálculo e também de um tecido móle, aglomerando os fragmentos e enviado à exame histopatológico. Em 12 casos (60%) o material analisado pela histologia revelou tecido fibrótico, coágulo sanguíneo e tecido de granulação. Esse material chamado de coágulo fibrótico foi encontrado em nove dos 15 pacientes com cálculo> de 2 em, sendo sete (35%) com morfologia calicial desfavorável e em dois (10%) pacientes com morfologia calicial favorável. Dos cinco com cálculo < 2 em apenas três apresentaram coágulo fibrótico, sendo dois (10%) com morfologia calicial desfavorável e um (5%) com morfologia calicial favorável. Podemos concluir que a presença de coágulo fibrótico no sistema calicial inferior provocado pela LEOC, no tratamento de cálculo no pólo inferior renal, tem uma importância clínica (12 pacientes ou 60%) na retenção de fragmentos, associada principalmente à morfologia calicial desfavorável e menos ao tamanho do cálculo / Abstract: A prospective study was conducted with a sample of 20 patients presenting renal calculi specifically located in the lower calyx, treated with extracorporeal shock waves lithotripsy (ESWL), who presented fragments left behind in the lower pole ofthe kidney. In this study, we tried to confirm if there is a new reason for the existence of these residual fregments, that is, the formation of a fibrous caogulum in the lower calyx, not allowing fragments to be eliminated. Patients aged 25-60 years (13 males and 7 females), not presenting kidney side preference or urinary tract infection, were distributed according to the calyceal morphology and calculi size,as follows: 5 cases (25%) with calculi smaller than 2 em, being 2 with a favorable calyceal morphology (10%) and 3 with an unfavorable calyceal morphology (15%); 15 cases (75%) with calculi larger than 2 em, 5 ofthem with a favorable morphology (25%) and 10 with unfavorable calyceal morphology (50%). The methodology used consists of clinical history and radiological assessment. The results of this analysis were: 12 cases(60%) with unfavorable calyceal morphology and 8 cases (40%) with favorable calyceal morphology. All patients were submitted to extracorporeal shock wave lithotripsy on the same Phillips-Domier ML 5000 lithotriptor for two or three sessions, with a number of shock waves up to 3000 per session and wave power between 19 and 27 kV (median =23). A weekly follow-up of the patients was conducted with standart abdominal X-ray and clinical exams during an established period of ~ months. If after this period, patients had residual fragments, they were submitted to a kidney percutaneous puncture to remove the calculi fragments, as well as a cluster of soft t~nder tis sue, which was then sent to histopathological examination. In 12 cases(60%), the material analyzed by histology revealed fibrous tissue, blood clot and granulation. This material, called fibrous coagulum, was found in 9 of the 15 patients with calculi larger than 2 em, being 7 (75%) with an unfavorable calyceal morphology and 2 (10%) with favorable calyceal morphlogy. From the 5 patients with calculi smaller than 2 em, only 3 presented fibrous coagulum, being 2 (10%) with an unfavorable calyceal morphology and 1 (5%) with a favorable morphology. We can conclude that the presence of fibrous coagulum in the lower calyceal system caused by ESWL in the treatment of lower pole calculi has a significant relevance (12 patients,or 60%) in the occurrence ofresidual fragments associated with unfavorable calyceal morphology / Mestrado / Mestre em Cirurgia
4

Estudo da calcificação "in vitro" de quitosana

Beppu, Marisa Masumi, 1972- 12 March 1999 (has links)
Orientador: Cesar C. Santana / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-25T21:01:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Beppu_MarisaMasumi_D.pdf: 4503565 bytes, checksum: 2605c60154965545fc1e47009b90b104 (MD5) Previous issue date: 1999 / Resumo: A quitosana tem despontado nos últimos anos como um biomaterial de grande potencialidade para a aplicação em vários campos, passando por medicina, biotecnologia, alimentos, etc. entretanto, uma face ainda pouco explorada é o comportamento desse biomaterial quando em contato com fluidos corpóreos. Este trabalho objetiva a obtenção de membranas densas e porosas de quitosana de casca de caranguejo, sua mosificação através de reação com glutaraldeído e poli(ácido acrílico)-PAA, e a calcificação promovida sobre esses substratos. Utilizou-se, para tanto, experimentos in vitro, com duração de 7 dias a 1 mês, no qual se mergulhavam os substratos (modificados ou não) em soluções que simulam as concentrações de sais observadas em fluidos corpóreos reais. Estudou-se influências de fatores como: pH, composição do meio calcificante e características físicas (permeabilidade, porosidade) e químicas do substrato de quitosana; sobre o tipo de calcificação observado. A análise dos substratos de quitosana com ou sem calcificação foi realizada através de técnicas como microspia (eletrônica e varredura e força atômica), espectroscopia (EDS, FTIR-ATR) e análises químicas (elementar de Pe Ca) e estruturais (difratometria de RX e adsorções). Observou-se que calcificação dependa: 1) do tratamento ao qual a quitosona era submetida: a deposição em grande extensão era obtida em amostras tratadas com PAA, principalmente devido aos grupos carboxílicos que adsorvem muito bem os íons cálcio... Observação: O resumo, na íntegra, poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: Chitosan is recently being appointed as a biomaterial with significant potential to use in many fields, such as medical science, biotechnology, food science, etc. However, the behavior when chitosan is contacted with body fluids, is still not completely understood. The present work aims to study: the production of dense and porous chitosan (from crab shells) membranes; their chemical modification (by reaction with glutaraldehyde or addition of poly(acrylie acid)-PAA); and their calcification. In order to do that, in vitro experiments were done: the substrates were soaked in a solution which simulated the salt concentration of body fluids (plasma) from 7 days to 1 month. Effects of pH, calcifying medium composition and physical (porosity, permeability) and chemical characteristics of substrates on calcification quality and degree were observed. Samples were analyzed though microscopy (scanning electron microscopy and atomic force microscopy), spectroscopy (EDS and FTIR-ATR) and chemical (P and Ca) and structural (X-ray diffraction and adsorption) analyses. It was observed that calcification depended on: 1) treatment under which chitosan was submitted: expressive deposition was obtained in samples treated with PAA, mainly due to carboxil groups that adsorb calcium ion. The opposite was observed in samples fixed with glutaraldehyde, which tends to increase the hydrophobicity of matrix, inducing less calcification... Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Doutorado / Engenharia de Processos / Doutor em Engenharia Química
5

Estudo da esterilização e da calcificação in vitro de membranas de fibroina de seda para a aplicação como biomaterial / Study of sterization and in vitro calcification of silk fibroin membranes for biomaterial application

Weska, Raquel Farias 05 May 2009 (has links)
Orientador: Marisa Masumi Beppu / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Quimica / Made available in DSpace on 2018-08-13T20:01:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Weska_RaquelFarias_M.pdf: 2528542 bytes, checksum: c7faca11cd121664f82f4719ad8f66fd (MD5) Previous issue date: 2009 / Resumo: A fibroína de seda tem sido amplamente explorada para aplicações biomédicas, devido à sua biocompatibilidade, biodegradabilidade e mínima reação inframatória. A esterilização é uma etapa fundamental no processamento de biomateriais, e não deve alterar de forma negativa as propriedades funcionais dos dispositivos médicos. Estudos recentes verificaram que a fibroína pode ser utilizada como suporte para mimetizar a biomineralização, promovendo o crescimento de cristais de hidroxiapatita. O objetivo deste trabalho foi analisar a influência de diferentes métodos de esterilização nas características físicas, mecânicas e biológicas de membranas densas e porosas de fibroína de seda, e também estudar a possibilidade de aplicação de membranas de fibroína como biomaterial, pelo estudo da calcificação in vitro. Membranas densas e porosas de fibroína foram esterilizadas por radiação ultravioleta, etanol 70%, autoclave, óxido de etileno e radiação gama, e foram analisadas por MEV, FTIR-ATR, DRX, testes mecânicos e de citotoxicidade indireta. Para os ensaios de calcificação in vitro, as membranas de fibroína foram imersas em SBF por sete dias, e caracterizadas por MEV e EDX. Os resultados de esterilização mostraram que nenhum método ocasionou degradação das membranas ou a formação de produtos citotóxicos. Os métodos que utilizaram solvente orgânico, e aumento de umidade e/ou temperatura (etanol 70%, autoclave e óxido de etileno) tornaram as membranas densas mais cristalinas, e as membranas porosas mais estáveis, o que pode ser aproveitado quando se deseja que as membranas apresentem uma degradação in vivo mais lenta, dependendo da aplicação. Os resultados obtidos de calcificação in vitro indicaram que a fibroína pode induzir a calcificação, pela formação de depósitos de fosfato de cálcio com relações de Ca/P similares à da hidroxiapatita e seus precursores. A membrana porosa apresentou maior tendência à calcificação, quando comparada com a membrana densa, devido à sua rugosidade e porosidade, podendo desta forma ser considerada para aplicação em regeneração óssea. / Abstract: Silk fibroin has been widely explored for many biomedical applications, due to its biocompatibility, biodegradability and minimal inflammatory reactions. Sterilization is a fundamental step in biomaterials processing, and it must not alter in a negative way the functionality of medical devices. On the applicability of fibroin as a biomaterial, recent studies verified that fibroin can be used as a scaffold for mimicking biomineralization, promoting the growing of hydroxyapatite crystals. The aim of this study was to analyze the influence of different sterilization methods on physical, mechanical and biological characteristics of dense and porous silk fibroin membranes, and also to study the application of the fibroin membranes as biomaterials, through in vitro calcification studies. Dense and porous fibroin membranes were sterilized by ultraviolet radiation, 70% ethanol, autoclave, ethylene oxide and gamma radiation, and were analyzed by SEM, FTIR-ATR, XRD, mechanical and cytotoxicity tests. For in vitro calcification experiments, the fibroin membranes were soaked in SBF for seven days, and characterized by SEM and EDS. The results for sterilization indicated that none of the methods caused degradation or formation of cytotoxic substances. The methods that used organic solvent, and increase of humidity and/or temperature (70% ethanol, autoclave and ethylene oxide) increased the crystallinity of the dense membranes, and stabilized the porous membranes, characteristics that may be utilized when a slow in vivo degradation is desired, depending on the application. The calcification experiments indicated that silk fibroin may induce calcification, by forming calcium phosphate deposits with a Ca/P ratio similar to that of hydroxyapatite and its precursors. Porous membranes presented higher tendency to calcify, when compared to dense membranes, due to its surface roughness and high porosity, indicating that porous silk fibroin membranes may be considered for application in bone regeneration. / Mestrado / Engenharia de Processos / Mestre em Engenharia Química
6

Aspectos celulares da cartilagem epifisaria de rãs : elementos envolvidos nos processos de calcificação e crescimento osseo

Felisbino, Sérgio Luis 24 May 2001 (has links)
Orientador: Hernandes Faustino de Carvalho / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-28T02:37:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Felisbino_SergioLuis_D.pdf: 11886773 bytes, checksum: d318e0a96fa1cb7067be5f521225e7ab (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: Os anfibios anuros ocupam uma posição inferior na escala evolutiva dos vertebrados e, além disso, apresentam uma postura de repouso e um modo de locomoção bem característico. Estas características certamente influenciam a estrutura, composição e organização da matriz extracelular dos ossos, cartilagens e tendões. Estudos sobre a estrutura da cartilagem epifisária destes animais têm revelado que esta cartilagem difere em vários aspectos do modelo descrito para aves e mamíferos. As duas principais diferenças consistem na localização da cartilagem de crescimento no interior do tubo ósseo metafisário e na existência de uma expansão lateral da cartilagem articular, cobrindo a face externa da extremidade do osso periosteal. Os estudos realizados por diferentes autores sugeriram a existência de um mecanismo de crescimento ósseo menos dependente da cartilagem de crescimento e mais relacionado com a atividade dos osteoblastos no periósteo. Ou seja, o crescimento longitudinal dos ossos longos ocorre por ossificação periosteal e não por ossificação endocondral. Além disso_ foram encontrados_ nos anuros, sítios ectópicos de calcificação na cartilagem articular. Considerando que estas características dos anuros diferem enormemente dos modelos conhecidos para aves e mamíferos, fazia-se relevante um estudo mais detalhado sobre a estrutura da cartilagem epifisária e sobre o crescimento dos ossos longos destes animais. Neste sentido, este projeto teve por objetivo caracterizar os aspectos celulares das diferentes regiões da cartilagem epifisária de Rana catesbeiana envolvidos com o crescimento ósseo e com a calcificação da cartilagem articular. Especial atenção, portanto, foi dispensada às características dos condrócitos da cartilagem de crescimento e dos osteoblastos no periósteo. Para isto, foram empregadas análises citoquímicas, cito químicas enzimáticas, imunocitoquímicas, de incorporação de marcadores de cálcio fluorescentes e de morte celular, além de análises ultra-estruturais. Os resultados obtidos, apresentados na forma de artigos, demonstraram que: 1) em Rana catesbeiana, entre a face interna da projeção lateral da cartilagem articular e a face externa da extremidade do osso periosteal, existe uma estrutura fibrosa complexa e especializada, denominado ligamento osteocondral. Este ligamento é constituído de duas regiões distintas, com células e matriz extracelular diferenciadas, exibindo um arranjo de fibras de colágeno e de células que permite a esta estrutura, ao mesmo tempo, garantir uma firme e flexível ancoragem da cartilagem articular no osso periosteal e promover o crescimento ósseo em comprimento e espessura; 2) a ossificação endocondral é um evento tardio e não desempenha um papel essencial no desenvolvimento e crescimento dos ossos longos nestes animais. Entretanto, quando estes animais crescem e ganham peso, aparentemente, a ossificação endocondral está presente, reforçando as extremidades ósseas. Além disso, a hipertrofia e morte dos condrócitos bem como a atividade de fosfatase alcalina e a calcifícação da matriz extracelular não estão diretamente associadas entre si e nem à formação de trabéculas ósseas; 3) a calcificação da cartilagem articular é um processo fisiológico nestes animais, aparecendo logo após a metamorfose e sendo estimulada por forças de compressão. Além disso, esta calcificação parece estar relacionada à formação de uma estrutura similar ao centro secundário de ossificação, encontrado nos animais com 4 anos pós-metamorfose / Abstract: Anurans are in a lower phylogenetic position when compared to birds and mammals. Furthermore, anurans present very distinct movement and posture behavior, which obviously affect the structure, composition and organization of the extracellular matrix of tendons. Studies about the structure of anuran epiphyseal cartilage have shown that this cartilage differs in several aspects from those found in birds and mammals. The two main differences are: the growth cartilage is localized inside the bone metaphyseal tube and there is a lateral expansion of articular cartilage, covering the externa I surface of the periostal bone. Different authors suggested the existence of abone growth mechanism independent of growth cartilage and more related to the osteoblasts activity on the periosteum. 1t means that the longitudinal growth of long bones occurs by periostea1 ossification rather than by endochondral ossification. Furthermore, in the anuran, ectopic sites of calcification were found in the articular cartilage. Considering that the anuran cartilage differs of the avian and mammalian counterparts, we decided to perform a detailed study on both the epiphyseal cartilage structure and the long bone growth in these animals. In this sense, this work characterized the cellular aspects of different regions of the epiphyseal cartilage of Rana catesbeiana involved with the bone growth and with articular cartilage calcification. Special attention was given to the characteristics of the growth cartilage chondrocytes and to the osteoblasts in the periosteum, using cytochemical analysis, enzymatic cytochemistry, immunocytochemistry, calcium probes, DNA fragmentation test and ultrastructural analysis. The results showed that: 1) there is a complex and specialized fibrous attachment (the osteochondralligament) in Rana catesbeiana, that anchors the inner face of the lateral articular cartilage expansion and the outer face of the periosteal bone end. This ligament has two distinct regions with different arrangements of the collagen fibers and cells, which warrant a strong and flexible anchorage of the articular cartilage to the periosteal bone, besides playing a role of periosteum and contributing to the growth of the long bones; 2) endochondral ossification is a late event and does not play an essential role in the developrnent and growth of long bones in R. catesbeiana. However, as the animals grow older and gain weight, further reinforcement of the bone ends is apparent1y necessary and endochondral ossification takes place. Furthermore, the chondrocyte hypertrophy and death as well as alkaline phosphatase activity and matrix calcification are neither directly associated to each other nor to the formation of endochondral bone; 3) Calcification of the articular cartilage is a non-pathological process that occurs after metamorphosis and is apparently stimulated by mechanical loading. Besides, this calcification precedes the formation of a similar structure to a secondary center of ossification of mammals, found in 4-year-old individuals / Doutorado / Biologia Celular / Doutor em Biologia Celular e Estrutural
7

Influência dos marcadores inflamatórios sobre a evolução do estado nutricional e progressão da calcificação cardiovascular em pacientes portadores de doença renal crônica tratados por hemodiálise /

Vannini, Francieli Cristina Delatim. January 2012 (has links)
Orientador: Pasqual Baretti / Banca: Adriano Amiratti / Banca: Aline de Araujo Antunes / Banca: Luis C. Martins / Banca: Jacqueline Costa Teixeira Caramori / Resumo: As doenças cardiovasculares são a causa mais frequente de morte em pacientes em hemodiálise (HD). A calcificação vascular (CV) é extremamente comum nesses pacientes, e está associada com vários desfechos clínicos, como isquemia cardíaca e mortalidade cardiovascular. A CV está associada com fatores de risco tradicionais como aterosclerose, idade, hipertensão arterial, diabetes mellitus (DM) e dislipidemia, e a fatores de risco não tradicionais, como inflamação, hiperfosfatemia e hiperparatireoidismo. Este estudo de coorte prospectivo observacional teve como objetivo avaliar em pacientes em HD a presença e progressão da CV e a evolução nutricional, assim como identificar variáveis associadas com a progressão da CV e depleção do estado nutricional. Também foi determinado, após 24 meses, o impacto da CV e de variáveis clínicas, demográficas e nutricionais sobre a ocorrência de eventos cardiovasculares e óbito. Quarenta e nove pacientes em HD por no mínimo 90 dias foram incluídos. Ao início do seguimento e após 12 meses foi estimado o escore de calcificação vascular (ECV) pelos métodos de Kauppila e de Adragão, assim como avaliados marcadores clínicos, nutricionais, dialíticos, bioquímicos, hemotológicos e inflamatórios. Duas análise foram realizadas, a primeira com todos os pacientes e a segunda, incluindo apenas aqueles com menos de 60 anos. O modelo de regressão logística foi utilizado para avaliar preditores independentes da presença, progressão e velocidade de progressão da CV, assim como da depleção do estado nutricional, definido pela variação negativa do ângulo de fase (Â) obtido pela biompedância ou mudança da classificação do estado nutricional de bem nutrido para desnutrido pela avaliação subjetiva global (SGA). O modelo múltiplo de regressão de Cox foi utilizado para identificar... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Cardiovascular diseases are the most frequent causes of death in hemodialysis (HD) patients. Vascular calcification (VC) is very common in these patients, and it is associated with many adverse clinical outcomes, including ischemic cardiac events and subsequent cardiovascular mortality. VC has been associated with numerous „traditional‟ risk factors to atherosclerosis such as aging, hypertension, diabetes or dyslipidemia, as well as with „nontraditional‟ risk factors, such as inflammation, hyper phosphatemia, and hyperparathyroidism. This prospective observational cohort study was designed in order to evaluate HD patients regarding the presence and progression of VC, nutritional evolution, as well as to identify variables associated with VC progression rate and nutritional impairment. Also, we aimed to determine the impact of VC and nutritional characteristics on cardiovascular outcomes and death risk. Forty-nine patients on regular HD over at least 90 days were included. At baseline and after 12 months, VC scores (VCS) were estimated by Kauppila and Adragão methods; nutritional and clinical assessment were performed, dialytic, biochemical, hematologic, and inflammatory markers were obtained. After the follow-up, cardiovascular events and deaths from all causes were recorded over an additional 24 month period. Two analyses were performed, the first with all patients and the second involving those younger than 60 years old. Binary logistic regression models were constructed to evaluate independent predictors of VC presence, progression, and progression rate as well as nutritional impairment, defined by the negative variation of phase angle (A0) in the electrical bioimpedance or subjective global assessment (SGA) change from well-nourished to malnourished. The Cox proportional regression model was used to... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
8

Atividade de enzimas relacionadas ao processo de ossificação em girinos de Lithobates catesbeianus

Colósio, Rafael Rodrigues [UNESP] 25 March 2015 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2015-08-20T17:10:05Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2015-03-25. Added 1 bitstream(s) on 2015-08-20T17:25:54Z : No. of bitstreams: 1 000841459_20170325.pdf: 280698 bytes, checksum: ddf6fe87e9e3214412eb46b4c5b5c542 (MD5) Bitstreams deleted on 2017-03-31T12:19:19Z: 000841459_20170325.pdf,. Added 1 bitstream(s) on 2017-03-31T12:20:22Z : No. of bitstreams: 1 000841459.pdf: 1087156 bytes, checksum: 876dbf5e07c145d71a408ab1d097865f (MD5) / A calcificação biológica é um processo muito bem regulado, no qual os diferentes tipos de tecidos, células, organelas e biomoléculas, participam na coordenação e regulação de eventos metabólicos envolvidos na deposição de fosfato de cálcio, sob a forma de cristais de hidroxiapatita. As alterações morfológicas ocorridas nos anuros, durante a metamorfose, são extremamente acentuadas e perceptíveis, sendo uma delas a remodelação do esqueleto. Os eventos relacionados à ossificação em girinos raramente são descritos na literatura. A fosfatase ácida tartarato resistente tem sido amplamente utilizada como um marcador específico de osteoclastos, células que participam do processo de reabsorção e de remodelação do tecido ósseo, enquanto a fosfatase alcalina tem sido usada como marcador de osteoblastos, células responsáveis pela formação do tecido ósseo. Estudos efetuados por vários pesquisadores, com o objetivo de determinar, principalmente, as enzimas presentes nas vesículas extracelulares dos condrócitos, têm revelado a presença de outras enzimas, além da fosfatase alcalina que são importantes para o processo de calcificação biológica. Assim, no presente trabalho foi avaliada a variação na atividade das fosfatases no processo de ossificação no período de desenvolvimento dos membros de Lithobates catesbeianus, a fim de contribuir na compreensão deste processo não somente em anuros, mas também nos demais vertebrados. Os animais foram dessensibilizados em água com gelo, decapitados, os membros foram removidos, em seguida os ossos foram descarnados e homogeneizados, centrifugados, sendo o sobrenadante aliquotado, congelado em nitrogênio líquido e armazenado a -70ºC para posteriores atividades enzimáticas e dosagem de proteína no extrato. As enzimas, fosfatase ácida e fosfatase alcalina, apresentaram estabilidade em todos os pH de armazenamento estudados... / Biological calcification is a tight regulated process in which different types of tissues, cells, organelles, and biomolecules participate in the coordination and regulation of metabolic events involved in accumulating calcium phosphate, in the form of hidroxiapatite crystals. The morphological changes that occur during anuran metamorphosis are extremely accentuated and perceptible, such as the remodeling of the skeleton. The ossification events are rarely described for tadpoles in the literature. The tartarate resistant acid phosphatase has been widely used as a specific marker of osteoclasts, cells that participate in the process of resorption and remodeling of bone tissue, while the alkaline phosphatase has been used as a marker for osteoblasts, cells responsible for bone tissue formation. Studies conducted by many researchers with the aim of determining, mainly, the enzymes in chondrocyte extracellular vesicles have revealed the presence of other enzymes, in addition to alkaline phosphatase, which are important to the process of biological calcification. Thus, in the present study, the changes in the activity of phosphatases in the ossification process during the development of the limbs of Lithobates catesbeianus was evaluated, with the aim to contribute to the understanding of this process not only in anurans, but also in other vertebrates. The animals were desensitized in water with ice, decapitated and limb bones were removed and homogenized, centrifuged, and the supernatant aliquoted, frozen in liquid nitrogen and stored at -70ºC for subsequent enzymatic activities and protein quantification. The enzymes, acid phosphatase and alkaline phosphatase, remained stable in all of the studied storage pH, the apparent pH optimum of hydrolysis of p-nitrophenyl phosphate (PNPP) was of 5.0 and 10.5, respectively, and the enzymes were stable at 45ºC and the t1/2 was 60 minutes at 55ºC for alkaline...
9

Influência dos marcadores inflamatórios sobre a evolução do estado nutricional e progressão da calcificação cardiovascular em pacientes portadores de doença renal crônica tratados por hemodiálise

Vannini, Francieli Cristina Delatim [UNESP] 05 November 2012 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:32:12Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2012-11-05Bitstream added on 2014-06-13T21:03:37Z : No. of bitstreams: 1 vannini_fcd_dr_botfm.pdf: 438750 bytes, checksum: 52c4a11cc872d6dddca37fa4ef815423 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / As doenças cardiovasculares são a causa mais frequente de morte em pacientes em hemodiálise (HD). A calcificação vascular (CV) é extremamente comum nesses pacientes, e está associada com vários desfechos clínicos, como isquemia cardíaca e mortalidade cardiovascular. A CV está associada com fatores de risco tradicionais como aterosclerose, idade, hipertensão arterial, diabetes mellitus (DM) e dislipidemia, e a fatores de risco não tradicionais, como inflamação, hiperfosfatemia e hiperparatireoidismo. Este estudo de coorte prospectivo observacional teve como objetivo avaliar em pacientes em HD a presença e progressão da CV e a evolução nutricional, assim como identificar variáveis associadas com a progressão da CV e depleção do estado nutricional. Também foi determinado, após 24 meses, o impacto da CV e de variáveis clínicas, demográficas e nutricionais sobre a ocorrência de eventos cardiovasculares e óbito. Quarenta e nove pacientes em HD por no mínimo 90 dias foram incluídos. Ao início do seguimento e após 12 meses foi estimado o escore de calcificação vascular (ECV) pelos métodos de Kauppila e de Adragão, assim como avaliados marcadores clínicos, nutricionais, dialíticos, bioquímicos, hemotológicos e inflamatórios. Duas análise foram realizadas, a primeira com todos os pacientes e a segunda, incluindo apenas aqueles com menos de 60 anos. O modelo de regressão logística foi utilizado para avaliar preditores independentes da presença, progressão e velocidade de progressão da CV, assim como da depleção do estado nutricional, definido pela variação negativa do ângulo de fase (Â) obtido pela biompedância ou mudança da classificação do estado nutricional de bem nutrido para desnutrido pela avaliação subjetiva global (SGA). O modelo múltiplo de regressão de Cox foi utilizado para identificar... / Cardiovascular diseases are the most frequent causes of death in hemodialysis (HD) patients. Vascular calcification (VC) is very common in these patients, and it is associated with many adverse clinical outcomes, including ischemic cardiac events and subsequent cardiovascular mortality. VC has been associated with numerous „traditional‟ risk factors to atherosclerosis such as aging, hypertension, diabetes or dyslipidemia, as well as with „nontraditional‟ risk factors, such as inflammation, hyper phosphatemia, and hyperparathyroidism. This prospective observational cohort study was designed in order to evaluate HD patients regarding the presence and progression of VC, nutritional evolution, as well as to identify variables associated with VC progression rate and nutritional impairment. Also, we aimed to determine the impact of VC and nutritional characteristics on cardiovascular outcomes and death risk. Forty-nine patients on regular HD over at least 90 days were included. At baseline and after 12 months, VC scores (VCS) were estimated by Kauppila and Adragão methods; nutritional and clinical assessment were performed, dialytic, biochemical, hematologic, and inflammatory markers were obtained. After the follow-up, cardiovascular events and deaths from all causes were recorded over an additional 24 month period. Two analyses were performed, the first with all patients and the second involving those younger than 60 years old. Binary logistic regression models were constructed to evaluate independent predictors of VC presence, progression, and progression rate as well as nutritional impairment, defined by the negative variation of phase angle (A0) in the electrical bioimpedance or subjective global assessment (SGA) change from well-nourished to malnourished. The Cox proportional regression model was used to... (Complete abstract click electronic access below)
10

Avaliação da resposta tecidual e da capacidade de mineralização de cimentos endodônticos resinosos /

Marques, Vanessa Abreu Sanches. January 2017 (has links)
Orientador: Eloi Dezan Junior / Banca: Rogério de Castilho Jacinto / Banca: Rodrigo Ricci Vivan / Resumo: Objetivo: Avaliar a resposta tecidual e a capacidade de biomineralização dos materiais endodônticos SK Seal Root Canal Sealer (SK Seal), Sealer 26® e AH plus® em tecido subcutâneo de ratos. Material e Métodos: Vinte e quatro ratos Wistar (n=6) receberam implantes subcutâneo contendo os cimentos e um tubo vazio como controle. Após 7, 15, 30 e 60 dias, os animais foram eutanasiados e os tubos de polietileno foram removidos junto com o tecido circunjacente. Em seguida, os espécimes foram processados para análise em Hematoxilina-Eosina, von Kossa, luz polarizada e imunoistoquímica para fibronectina (FN) e tenascina (TN). Os dados foram tabulados e analisados através do teste de Kruskal-Wallis e Dunn (p<0,05). Resultados: Todos os materiais testados induziram uma reação inflamatória moderada aos 7 e 15 dias (p> 0,05). Não foram observadas diferenças entre os grupos após 30 ou 60 dias (p> 0,05). A cápsula fibrosa foi considerada espessa aos 7 dias, tornando-se fina no final do experimento. Todos os grupos apresentaram marcadores positivos para FN e TN em todos os tempos de análise, com maior imunomarcação para os cimentos em comparação ao grupo controle (p <0,05). Os cimentos não apresentaram von Kossa positiva ou estruturas birrefringentes à luz polarizada. Conclusão: Todos os cimentos testados apresentaram biocompatibilidade, porém não estimularam a mineralização / Abstract: Aim: The aim of this study was to evaluate biocompatibility and biomineralization of the endodontic materials SK Seal Root Canal Sealer (SK Seal), Sealer 26 ® and AH plus ® in subcutaneous tissue of rats. Methodology: Twenty - four Wistar rats (n=6) received subcutaneous implants containing the test sealers, and an empty tube as control. After 7, 15, 30 and 60 days, the animals were killed and polyethylene tubes were removed with the surrounding tissues. The pieces were processed for Hematoxylin - Eosin, von Kossa, polarized light and immunohistochemical analysis for fibronectin (FN) and tenascin (TN). Data were tabulated and analyzed v ia Kruskal - Wallis and Dunn's test (p<0,05). Results: All tested materials induced a moderate infammatory reaction after 7 and 15 days. (p>0,05). No difference was observed among groups after days 30 or 60 days (p>0.05). The fibrous capsule was considered t hick on the 7 th day, and classified as thin at the end of the experiment. All groups presented positive markers for FN and TN in all analyzed time, with higher immunolabeling to sealers in comparison with the control group (p<0,05). The se alers did not present von Kossa positive or birefringent structures to polarized light. Conclusion: All tested sealers demonstrated biocompatibility, but did not stimulate the mineralization / Mestre

Page generated in 0.0638 seconds