• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 69
  • 1
  • Tagged with
  • 72
  • 72
  • 27
  • 27
  • 19
  • 13
  • 12
  • 12
  • 12
  • 11
  • 11
  • 9
  • 9
  • 9
  • 8
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Tradução, adaptação para o português e estudo da qualidade de uma escala para a identificação da fobia social em uma população de adolescentes Translations, adaptation to portuguese and study of the quality of a scale to identification of the phobic disorders in population adolescent

Vilete, Liliane Maria Pereira 2002 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:10:57Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 470.pdf: 1844041 bytes, checksum: 277bdc0c58f1f1b44d88fd633c79c08b (MD5) Previous issue date: 2002 Fobia social é definida como ansiedade extrema às situações sociais, que leva, em muitos casos, à sua esquiva, interferindo no funcionamento social, acadêmico e ocupacional do indivíduo. Vem sendo associada a pior qualidade de vida, abuso de substâncias, depressão e outros transtornos mentais. Freqüentemente, tem início na adolescência e curso crônico. Até o momento, não há nenhum instrumento de autopreenchimento para a identificação desse transtorno mental que tenha sido validado para a população brasileira. Objetivo: Traduzir, adaptar para o português e estudar a qualidade do social phobia inventory (SPIN) para a identificação de casos suspeitos de fobia social entre escolares adolescentes do município do Rio de Janeiro. Metodologia: 1) Versão do SPIN para o português. 2) Retrotradução. 3) Versão de consenso e realização de pré-teste. 4) Aplicação do questionário a 398 adolescentes de duas escolas do município do Rio de Janeiro. 5) Reteste com 190 alunos para estudo de confiabilidade, com estimativa do coeficiente de correlação intraclasse e Kappa ponderado, e análise de modelos log-lineares. 6) Validade de critério com aplicação do CIDI (Composite International Diagnostic Interview) - "padrão-ouro" - em uma amostra de 100 alunos. Resultados: A versão demonstrou boa consistência interna (alpha de cronbach=0,88); boa confiabilidade da pontuação total do instrumento, com coeficiente de correlação intraclasse igual a 0,78 e sem diferença estatisticamente significativa na estratificação pela maioria das variáveis. A confiabilidade das perguntas isoladas não foi tão boa (kappa ponderado variando de 0,32 a 0,65). Foram encontradas sensibilidade de 0,75 e especificidade de 0,57 para um ponto de corte no escore 19/20. Conclusão: A versão em português do SPIN exibiu propriedades psicométricas aceitáveis, com resultados de confiabilidade semelhantes aos obtidos na avaliação da versão original em inglês. Quanto a validade, observou-se uma menor especificidade.
2

O adolescer do prematuro: implicações da prematuridade no fortalecimento da autonomia

Caroni, Mariana Malheiros 2012 (has links)
Submitted by Luis Guilherme Macena (guilhermelg2004@gmail.com) on 2013-04-18T13:29:49Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Mariana Malheiros Caroni.pdf: 1007219 bytes, checksum: 31185ae2469aeb1121140408e624e66b (MD5) Made available in DSpace on 2013-04-18T13:29:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação - Mariana Malheiros Caroni.pdf: 1007219 bytes, checksum: 31185ae2469aeb1121140408e624e66b (MD5) Previous issue date: 2012 Fundação Oswaldo Cruz. Instituto Fernandes Figueira. Departamento de Ensino. Programa de Pós-Graduação em Saúde da Criança e da Mulher. Rio de Janeiro, RJ, Brasil Introdução: Nas últimas décadas, o desenvolvimento de novas tecnologias levou a um aumento significativo na sobrevida de recém-nascidos prematuros. Com a chegada desses indivíduos à adolescência, é importante saber de que forma a prematuridade interfere no seu desenvolvimento, sobretudo no que se refere à aquisição de maior autonomia, questão crucial nessa etapa da vida. Objetivos: Analisar as implicações da prematuridade no fortalecimento da autonomia dos adolescentes, na funcionalidade, na relação com a família e nas relações sociais. Método: Análise de narrativas obtidas através de entrevistas com sete adolescentes com história de prematuridade nascidos no Instituto Fernandes Figueira e sete familiares. Resultados: O estudo minucioso das narrativas permitiu a identificação de temas organizados em dois grandes blocos, referentes aos primeiros anos de vida e à adolescência. Sobre a primeira década de vida, se destacaram o medo, a angústia, as alegrias e dificuldades, a importância atribuída pelos familiares ao seguimento clínico e a pouca menção dos adolescentes a esse período. Com relação ao adolescer, foram construídas histórias sobre sonhos, perdas, ganhos e expectativas, chamando atenção os diferentes significados atribuídos atualmente por pais e filhos à prematuridade e a dificuldade dos adolescentes em tomar decisões por conta própria, com implicações no fortalecimento de sua autonomia. Discussão: As marcas físicas e simbólicas deixadas pelos eventos do período neonatal podem influenciar o desenvolvimento de adolescentes com história de prematuridade. Nesta pesquisa, percebeu-se que, mais do que as sequelas clínicas, a maneira como a família lida com essas questões é fator crucial na aquisição de maior independência e autonomia na adolescência. Assim, acredita-se que um olhar diferenciado por parte dos profissionais que assistem essa população é importante para identificar essas questões e contribuir para que a vivência dessa etapa da vida ocorra de modo mais satisfatório. Introduction: Over the past few decades, advances in technology have resulted in increasing survival rates of premature infants. As those individuals reach adolescence, it becomes important to understand in which ways prematurity interferes in their development, especially regarding the acquisition of autonomy. Objectives: Analyse the effects of prematurity on the adolescent autonomy processes, on their functioning and on their family and social relations. Methods: Analysis of narratives obtained from interviews with seven adolescents who were born prematurely at Instituto Fernandes Figueira and seven parents. Results: Narratives allowed identifying two major groups of subjects, regarding the first years of life and the adolescence. The stories about the first decade of life highlighted the fear, the anguish, the happiness and the obstacles faced by the parents. Also, those stories showed the importance given by the family to the follow up care. The adolescents, on the other hand, had little to say about this period of life. Concerning adolescence, the narratives highlighted dreams, losses, gains and expectations. There was a marked difference on parental and adolescent current perceptions of prematurity. Besides, it was possible to identify the difficulty faced by adolescents in making their own decisions, implicating, sometimes, in hindered development of autonomy. Discussion: The physical and symbolic marks of the neonatal period may influence the development of adolescents who were born prematurely. As noted in this study, the way family copes with prematurity is more important than clinical sequelae to the development of independence and autonomy. Therefore, it is important that health care providers who deal with this population pay particular attention to this point.
3

AIDS, sexualidade e gênero: a lógica da proteçäo entre jovens de um bairro popular carioca AIDS, sexuality and gender

Monteiro, Simone Souza 1999 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:23:39Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 38.pdf: 1315275 bytes, checksum: 460312a574496b0fe6566960bf7093ad (MD5) Previous issue date: 1999 Estuda a problematizaçäo do discurso da prevençäo do HIV/AIDS. Questiona o enfoque epidemiológico do risco e a ênfase na responsabilidade individual, destacando a importância da lógica cultural subjacente aos comportamentos. Analisa a percepçäo de jovens de grupos populares urbanos em abordagem antropológica, descreve as trajetórias biográficas e as experiências sociais do gênero e sexualidade de rapazes e moças, moradores da favela de Vigário Geral (RJ); focalizando as representaçöes e práticas de auto-proteçäo. Conclui que o contexto sócio-econômico, conjugado ao predomínio de valores tradicionais em relaçöes aos valores do individualismo moderno, imprimem uma especificidade ao significado da lógica de proteçäo. Tal efeito sociológico reforça a percepçäo de que o familiar protege, o que ilumina o entendimento da falta de convergência entre o conhecimento e o eventual acesso aos meios de prevençäo, como o preservativo, e os comportamentos adotados pelos sujeitos. A lógica cultural de proteçäo do grupo estudado, contraposta ao discurso preventivo hegemônico, exemplifica a necessidade de se elaborar alternativas mais adequadas às singularidades materiais e simbólicas dos variados segmentos sociais.
4

O discurso do psicologo nos pareceres sobre adolescentes com medida judicial de internacao

Diniz, Aline Pereira. 2001 (has links) (PDF)
Mestre -- Escola Nacional de Saude Publica, Rio de Janeiro, 2001. SAUDE PUBLICA.
5

Violência na mídia e seu impacto na vida dos adolescentes: reflexões e propostas de prevenção sob a ótica da saúde pública Violence in the media and its impact in the adolescents' life: reflections and proposed of prevention under the optics of the public health

Njaine, Kathie 2004 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:23:50Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 185.pdf: 2083329 bytes, checksum: debbc886fe8e46651225745dd4a04e20 (MD5) Previous issue date: 2004 Esta tese busca evidenciar as condições de produção e consumo da violência na mídia e sua interação com os adolescentes no Brasil. Seu intuito estratégico é contribuir para a reflexão e formulação de propostas de prevenção da violência na mídia, no campo da saúde pública . Realizada sob a forma de quatro artigos, a tese se fundamenta em pesquisas qualitativas sobre o significado da violência na mídia, particularmente a escrita e a televisionada, e como esse mundo simbólico influencia os adolescentes. A mídia é considerada como um fator mediador, compreendido como importante na construção da identidade social e cultural dos adolescentes em determinados contextos e na luta pela sua afirmação. A hipótese é de que um maior conhecimento social e antropológico desse grupo etário em sua interação com a mídia contribui para a compreensão da construção da imagem e da notícia que afeta o adolescente, o que pode indicar formas mais eficazes de prevenção da violência. Concluiu-se que: (a) falta uma consciência pública sobre essa problemática; (b) a violência na mídia apresenta relação importante com o ambiente escolar, principalmente quando a escola se localiza em comunidades violentas e os educadores não promovem o debate adequado sobre a questão; (c) ela também interfere no convívio familiar e afeta o cotidiano dos adolescentes; (d) pode influenciar na violência policial contra os jovens ao reforçar a imagem que associa os adolescentes das camadas populares a possíveis "marginais". Apesar de manter um nível expressivo de violência na programação e apresentar uma noção de prevenção não totalmente clara, a televisão vem abrindo espaço para mensagens voltadas para a promoção da saúde dos jovens e promovendo uma ampla socialização de informações essenciais que têm contribuído para o questionamento sobre as formas cronificadas de violência. Procura-se demonstrar a necessidade de uma parceria com a mídia na atuação da prevenção da violência em todos os níveis e recomendar propostas consideradas essenciais de serem adotadas pelo setor saúde
6

Raízes da violência: a importância da família na formaçäo da percepçäo, motivaçäo e atribuiçäo de causalidade de adolescentes infratores e de seus irmäos näo infratores Rootses of the violence: the importance of the family in the formation of the perception motivation and attribution of adolescent offenders' causality and of its siblings non offenders

Feijó, Maria Cristina de Carvalho 2001 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:08Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 92.pdf: 2690836 bytes, checksum: dc2957c11a8d3f5f87e2dbf289a15a1c (MD5) Previous issue date: 2001 Aborda a infraçäo juvenil a partir do contexto da família de 31 adolescentes infratores do Rio de Janeiro e de Recife, do sexo masculino, e de 31 näo infratores, irmäos ou primos destes jovens, tendo como premissa ser esta a primeira instituiçäo social da qual o jovem participa e onde desenvolve seus valores, caráter, personalidade e atitude para com o mundo. Utilizando métodos qualitativos (entrevistas) e quantitativos (escalas psicométricas), a pesquisa procura averiguar a percepçäo que os jovens têm de seu ambiente e relacionamento familiar, associando-a ao estilo de atribuiçäo de causalidade, ao tipo de motivaçäo do jovem (Ego-externa; tarefa-interna) e à percepçäo do clima motivacional familiar (desempenho-hetero-orientado; Mestria - auto-orientado). Faz a revisäo de literatura das principais teorias acerca do assunto, assim como da teoria sobre atribuiçäo de causalidade e da abordagem centrada na pessoa. Aponta as principais características encontradas que diferem o grupo dos näo infratores do grupo dos infratores: estrutura familiar mais preservada, maior contato com a família estendida, oferecendo maior suporte social, maior supervisäo, desenvolvimento de um sentimento de responsabilidade precoce, história familiar sem envolvimento infracional, motivaçäo tendendo à tarefa. Faz sugestöes no sentido de uma abordagem de prevençäo de delinquencia, integrando a participaçäo da família, através do método social-cognitivo e da abordagem centrada na pessoa.
7

Nas viradas da vida: jovens que romperam com o mercado do tráfico de drogas em favelas na cidade do Rio de Janeiro In the face of life: young people who broke with the drug trafficking in favelas in Rio de Janeiro

Meirelles, Zilah Vieira 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-05T18:24:09Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 332.pdf: 1641606 bytes, checksum: caf3acfe350907453930aff072879340 (MD5) Previous issue date: 2008 O estudo busca compreender a trajetória de trabalho e vida de homens jovens que atuaram no tráfico de drogas varejista, entre os anos de 1990 a 2006, em favelas na cidade do Rio de Janeiro. O estudo parte de uma análise qualitativa com ênfase na história oral de vida tópica, envolvendo 30 jovens com idade entre 17 e 25 anos de sete favelas da cidade. Os dados revelam que os jovens, ao entrarem para o tráfico, apresentam uma expectativa de encantamento pelas facilidades de adquirirem prestígio, poder e dinheiro. Com o tempo, essa perspectiva vai desaparecendo devido as situações de traição, punição e falta de prestígio. O processo de saída ocorre justamente quando o jovem começa a questionar seus ganhos e perdas nesta trajetória, e procura visualizar outras possibilidades de vida, mais condizentes com as suas aspirações juvenis. Concluiu-se, que o fato de os jovens estarem entrando precocemente no crime organizado, leva-os a um desgaste físico e emocional, visto que a venda de drogas passou a ser um coadjuvante diante dos constantes episódios de conflitos armados e tráfico de armas. Frente a estas situações estes jovens procuram criar condições possíveis para romper com o crime organizado e procuram articular uma rede social em torno de si para eselecer novas condutas de vida e trabalho.
8

O discurso do psicólogo nos pareceres sobre adolescentes com medida judicial de internação The addresses of psychologists in seem on adolescents with judicial measure of internation

Diniz, Aline Pereira 2001 (has links)
Made available in DSpace on 2012-09-06T01:11:33Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) 477.pdf: 1165888 bytes, checksum: 209b4d21d544c7b299d7a8df7e87967c (MD5) Previous issue date: 2001 No atendimento direto ao adolescente envolvido em ato infracional privado da liberdade, o psicólogo tem como uma de suas atribuições confeccionar pareceres, contribuindo para a decisão do juiz na reavaliação da medida aplicada. Partindo da análise tanto da construção da assistência à infância no Brasil, quanto das expectativas do Direito sobre a Psicologia contidas no Código de Menores e na Lei de Execuções Penais, sugere-se que o discurso psicológico, colaborou para a estigmatização da juventude empobrecida no Brasil, parcela da população que ingressa nas instituições destinadas a autores de delitos. A presente pesquisa dá visibilidade à argumentação sustentada nos pareceres psicológicos confeccionados durante o cumprimento da medida judicial de internação, através das análises do conteúdo e do discurso de 46 pareceres presentes em 43 processos de adolescentes evadidos, iniciados entre os anos de 1995 e 1998. Organiza por categorias os temas encontrados e o modo como foram abordados; apresenta as sugestões feitas ao judiciario quanto ao futuro do adolescente no sistema socioeducativo; e explicita o uso feito do discurso psicológico por juízes, promotores e defensores. A dicotomia carente/delinqüente; a elaboração de perfis de personalidade calcados na patologização da adolescência; a culpabilização da família; a concepção de institucionalização como tratamento; a previsão de comportamentos futuros; e a não inserção das condições socioeconômicas na formação da subjetividade individual são considerados conteúdos estigmatizantes. O presente estudo é, portanto, atravessado pela interrogação quanto à natureza da aliança eselecida entre Psicologia e Direito, determinante na inserção do psicólogo nas instituições de confinamento de adolescentes.
9

Transtorno de compulsão alimentar periodica (TCAP) e ansiedade em adolescentes obesos

Coletty, Ione Margarida de Souza 2005 (has links)
Orientador: Francisco Baptista Assumpção Junior Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2018-08-05T02:48:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Coletty_IoneMargaridadeSouza_M.pdf: 1079296 bytes, checksum: 46119b20dcac409419a9e003d2afffdd (MD5) Previous issue date: 2005 Resumo: Este trabalho teve como objetivo verificar a presença do Transtorno de Compulsão Alimentar Periódica - TCAP em adolescentes obesos e se existe alguma correlação entre este transtorno e a ansiedade. Para isto realizou-se um estudo de delineamento transversal, utilizando-se método quantitativo. Os instrumentos de pesquisa utilizados foram: entrevista para identificação do transtorno, segundo critérios do DSM-IV; Índice de Massa Corporal ¿ IMC; Escala de Compulsão Alimentar ¿ ECAP; e Inventário de Ansiedade Traço-Estado ¿ IDATE. Foram pesquisados 73 adolescentes obesos e com sobrepeso, com idade entre 11 e 18 anos respeitando sua ordem natural de procura ao Programa de Medicina Preventiva da UNIMED Baixa Mogiana. Os instrumentos permitiram avaliar as seguintes variáveis: idade, sexo, IMC, TCAP e Ansiedade Traço e Estado. Os sujeitos foram divididos em 2 grupos: com TCAP e sem TCAP (grupo-controle), e comparadas às demais variáveis entre eles. Os dados da pesquisa permitiram também avaliar a escolaridade destes sujeitos, que variou da 5a. série do ensino fundamental até a 3a. série do ensino médio. Os resultados tiveram análise estatística com testes não paramétricos e utilizando-se um nível de significância de 5%, com p-valor = 0,05. Os resultados evidenciaram que os índices de IMC e ansiedade-traço mostraram-se estatisticamente mais significativos no grupo com TCAP que no grupo sem TCAP, indicando uma presença maior de ansiedade e de obesidade nos adolescentes que apresentaram TCAP. Estes resultados encontraram semelhança com o de estudos anteriores e, apesar das limitações da pesquisa, podem ser indicativos de fatores de risco consideráveis para a obesidade e outros transtornos na adolescência. Podem também contribuir para um melhor conhecimento desta categoria diagnóstica mais recente que é o TCAP e de sua relação com a ansiedade nos adolescentes obesos Abstract: This work had as objective to verify the presence of Binge Eating Disorder (BED) in obese adolescents and if it has some correlation with anxiety. For this accomplishment a cross-sectional study and a quantitative method was used. The research instruments used were: identification interview of BED, according to DSM-IV criteria; Body Mass Index (BMI); Binge Eating Scale (BES); and State-Trait Anxiety Inventory (STAI). Seventy three obese and overweight adolescents were researched, with age between 11 and 18 years old, respecting their natural order of searching to the Program of Preventive Medicine of UNIMED - Baixa Mogiana. The instruments allowed were used to evaluate the following variables: age, sex, BMI, BED and State-Trait Anxiety. The subjects were divided in 2 groups: with BED and without BED (group-control), and compared the other variables between the two groups. The data of the research also allowed to evaluate the education of the subjects: varying from the class V of secondary school and 3o. degree of high school. Over the results a statistical analysis with nonparametric tests were used, utilizing a level of significance of 5%, with p-value = 0,05. The results evidencied that the indexes of BMI and of anxiety-trait were significantly higher in the group with BED that in the group without BED, indicating that the adolescents with BED presented a larger tendency for anxiety and obesity that the subjects that didn't present BED. These results of this work are likeness the results of previous studies. And in spite of the limitations of the research, they can be indicative of considerable risk factor for the obesity and other disorders in the adolescence. They can also contribute to a better knowledgement of BED, this recent diagnostic category, and of their relationship with the anxiety in the obese adolescents Mestrado Ciencias Biomedicas Mestre em Ciências Médicas
10

Violencia na midia e seu impacto na vida dos adolescentes: reflexoes e propostas de prevencao sob a otica da saude publica

Njaine, Kathie. 2004 (has links) (PDF)
Doutor -- Escola Nacional de Saude Publica, Rio de Janeiro, 2004.

Page generated in 0.1502 seconds