• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 81
  • 3
  • Tagged with
  • 84
  • 84
  • 58
  • 55
  • 23
  • 22
  • 22
  • 17
  • 17
  • 17
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Relação entre desempenho social (CSP) e desempenho financeiro (CFP) : estudo em painel com moderadores / Relationship Between Social Performance (CSP) and Financial Performance (DFP): panel study with moderators. (Inglês)

Carlos, Maria da Graça de Oliveira 01 December 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:51:06Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-12-01 / The present study seeks answers to the following questions: How is the CSP-CFP relationship affected by the longevity of firms and their international insertion in countries of advanced economies? Thus, the study analyzes the moderating effect of ¿Firm Longevity¿ and its ¿International Insertion in Countries of Advanced Economies¿ in the CSP-CFP relationship. The study uses as lenses the theory of the firm and the theory of stakeholder; as well as theories Legitimacy, signaling and dissemination. The research approach is quantitative, longitudinal, retrospective and explanatory, using panel data and applied in the Companies listed on the Bovespa based on documentary data of socio-environmental and financial performance. We analyzed 237 firms from 2008 to 2015, in an amount of 1,659 observations treated in multiple linear regression in short panel, balanced and fixed effects. The main results showed that there is a relationship between social performance and financial performance of companies with a one-year lag (CSPt-1 - CFP), with emphasis on CSP measurement strategies represented by social auditing and corporate reputation, with a significant impact on Market value of firms in the following year. It was demonstrated the effect of the moderators tested, allowing to conclude that Firm Longevity moderates negatively and parsimoniously the relationship between corporate reputation and market value (CSP3t-1 - CFP) and does not interact with voluntary social disclosure (CSP1) nor With social audit (CSP2). The International Insertion of Firms in Countries with Advanced Economies negatively moderates the relationship between social disclosure and market value of firms in the following year (CSP1t-1 - CFP). This study brings as contributions the analysis of the CSP-CFP relationship over time (i.e., seven year period) and with tests of new moderators (i.e., Firm Longevity and Firm International Insertion in Advanced Economies Countries). Keywords: Social performance. Financial performance. CSP-CFP relationship. Corporate social performance. / O presente estudo busca respostas para as seguintes perguntas: Como a relação CSP-CFP é afetada pela longevidade das firmas e por sua inserção internacional em países de economias avançadas? Assim, o estudo analisa o efeito moderador da ¿Longevidade das Firmas¿ e da sua ¿Inserção Internacional em países de economias avançadas¿ na relação CSP-CFP. O trabalho utiliza como lentes a teoria da firma e a teoria do stakeholder, além das teorias da legitimidade, sinalização e da divulgação. A abordagem de pesquisa é quantitativa, longitudinal retrospectiva e explicativa, com uso de dados em painel e aplicada nas Cias listadas na Bovespa com base em dados documentais de desempenho socioambiental e financeiro. Foram analisadas 237 firmas de 2008 a 2015, num montante de 1.659 observações tratadas em regressão linear múltipla em painel curto, balanceado e de efeitos fixos. Os principais resultados demonstraram que há relacionamento entre desempenho social e desempenho financeiro das companhias com lag temporal de um ano (CSPt-1 ¿ CFP) com ênfase para as estratégias de mensuração do CSP representadas pela auditoria social e reputação corporativa, com impacto significativo sobre o valor de mercado das firmas no ano seguinte. Ficou demonstrado o efeito dos moderadores testados, permitindo concluir que a Longevidade das Firmas modera negativamente e parcimoniosamente o relacionamento entre a reputação corporativa e o valor de mercado (CSP3t-1 ¿ CFP) e não interage com a divulgação social voluntária (CSP1) e nem com a auditoria social (CSP2). A Inserção Internacional das Firmas em Países de Economias Avançadas modera negativamente a relação entre a divulgação social e o valor de mercado das firmas no ano seguinte (CSP1t-1 ¿ CFP). Este estudo traz como contribuições a análise da relação CSP-CFP ao longo do tempo (i.e., período de sete anos) e com testes de novos moderadores (i.e., Longevidade das Firmas e Inserção Internacional das Firmas em Países de Economias Avançadas). Palavra-chave: Desempenho social. Desempenho financeiro. Relação CSP-CFP. Corporate social performance.
2

A influência do disclosure na relação entre corporate social performance e corporate financial performance / The Disclosure influence on the Relationship between Corporate Social Performance and Corporate Financial Performance (Inglês)

Garcia, Editinete André da Rocha 09 September 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-29T23:51:09Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2016-09-09 / The Disclosure of the Corporate Social Performance (D-CSP) is a mechanism that can be used to evaluate the several social aspects involved in discretionary policies, actions, and activities identified in the managing process for stakeholders. As a result of such transparency, the D-CSP is a mechanism that may impact the relationship between the Corporate Social Performance (CFP), related to primary stakeholders and the Corporate Financial Performance (CFP). This research has the general objective to investigate the moderating effect of the D-CSP in the relationship between the CSP and CFP. Based on that objective, the research has presented a model where the D-CSP acts as a moderator in relation between CSP related to primary stakeholders, employees, community and suppliers, and CFP. A sample of 1,147 companies belonging to ten different sectors and five continents in the world was used to test the model. The data were collected from 2010 to 2014, totaling 5,735 observations. The Bloomberg database was used as a source of such secondary data. The models presented by the research were tested empirically by using the multiple linear regression model through panel data with fixed effects, and resorting to the Newey-West robust standard errors correction by using the Stata® software, version 13. The three D-CSP, CSP and CFP constructs were used to perform the tests. As a CSP measure, the CSP of the employee, supplier, and community stakeholder was used, since the research was developed in view of the Stakeholder Theory. As a D-CSP measure, the disclosure scores available in the database were used, and the ROA was used as a CFP measure. The tests performed resulted in a positive moderating effect of the disclosure in relation to the CSP of the employee and supplier stakeholders, significantly different from zero. The results of the test that verified the moderating effect of the CSP disclosure in the relationship between the primary employee stakeholder revealed that, besides presenting a CSP in relation to that stakeholder, it is necessary to externalize such result, based on its CSP disclosure, in order to achieve a higher CFP. Regarding the moderating effect of the D-CSP on the CSP of the community stakeholder, the results indicated a coefficient without statistical significance. Such result may demonstrate that by benefitting the company¿s shares, the community becomes aware of those actions, and the effect can be considered as immediate, thus the disclosure as a means to achieve the desired effect on the CFP is not necessary. Keywords: Corporate financial performace. Corporate social performance. Disclosure voluntário. Legitimacy theory. Stakeholders theory. / O Disclosure do Corporate Social Performance (D-CSP) é um mecanismo que poderá ser usado para avaliar os diversos aspectos sociais envolvidos nas políticas, ações e atividades discricionárias identificados no processo de gerenciamento para stakeholder. Em decorrência dessa transparência, o D-CSP é um mecanismo que pode impactar a relação entre o Corporate Social Performanece (CSP), relacionado a stakeholders primários, e o Corporate Financial Performance (CFP). Esta pesquisa tem como objetivo geral investigar o efeito moderador do D-CSP na relação entre CSP e CFP. Com base nesse objetivo, a pesquisa apresentou um modelo onde o D-CSP atua como moderador na relação entre CSP, relacionadas aos stakeholders primários, funcionários, comunidade e fornecedores e o CFP. Para testar o modelo utilizou-se uma amostra de 1.147 empresas pertencentes a dez diferentes setores e a cinco continentes do mundo. Os dados foram colhidos dos anos de 2010 a 2014, totalizando 5.735 observações. Foi utilizada a base de dados Bloomberg como fonte desses dados secundários. Os modelos apresentados pela pesquisa foram testados empiricamente utilizando o modelo de regressão linear múltipla com dados em painel com efeitos fixos, recorrendo-se a correção de Newey-West robust standard erros, utilizando-se o software Stata®, versão 13. Para efetuar os testes se utilizou de três construtos, D-CSP, CSP e CFP. Foi utilizada como medida de CSP, o CSP dos stakeholders funcionários, fornecedores e comunidade, uma vez que a pesquisa foi desenvolvida na perspectiva da Teoria dos Stakeholders. Como medida do D-CSP foi utilizada os scores de disclosure de CSP disponíveis na base de dados e como medida do CFP foi utilizado o ROA. Os testes realizados indicaram um efeito moderador positivo do disclosure em relação ao CSP dos stakeholders funcionário e fornecedor, significativamente diferente de zero. Os resultados do teste, que verificou o efeito moderador do disclosure de CSP na relação entre stakeholder primário funcionário, revelaram que, além de apresentar um CSP em relação a esse stakeholder é necessário externalizar esse resultado, a partir da divulgação, para alcançar CFP superior. Em relação ao efeito moderador do D-CSP sobre o CSP do stakeholder comunidade, os resultados não indicaram um coeficiente com significância estatística. Esse resultado pode demonstrar que ao se beneficiar das ações da empresa, a comunidade toma conhecimento dessas ações e o efeito pode ser considerado imediato, não sendo necessário a divulgação como um meio para atingir o efeito desejado no CFP. Palavra-chave: Corporate financial performace. Corporate social performance. Disclosure voluntário. Teoria da legitimidade. Teoria dos stakeholders.
3

A maturidade da governança de tecnologia da informação e o desempenho financeiro das empresas

Silva, Franklin Carlos Cruz da. 11 December 2012 (has links)
Submitted by Joseilton Rocha (jsrocha@ufba.br) on 2012-12-11T19:24:52Z No. of bitstreams: 1 DISSERT%20FRANKLIN.pdf: 1107768 bytes, checksum: 4d37ef8247e1c1799a31ee056f7e8ad9 (MD5) / Made available in DSpace on 2012-12-11T19:24:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERT%20FRANKLIN.pdf: 1107768 bytes, checksum: 4d37ef8247e1c1799a31ee056f7e8ad9 (MD5) / CNPQ / A tecnologia da informação (TI) tem provocado mudança no dia-a-dia das pessoas e mais ainda no mundo empresarial. As organizações administram muitos ativos (pessoas, dinheiro, instalações, relacionamento com clientes), todavia, a informação é pouco controlada, mesmo considerando que os investimentos nesse tipo de ativo são cada vez mais crescentes, principalmente porque a TI influencia o sistema de controle e gestão de risco organizacional. Por isso, torna-se premente a necessidade de uma governança de TI eficaz que garanta a criação de valor empresarial. Portanto, o objetivo desta pesquisa é investigar a existência de relação entre o grau da maturidade da governança de TI e o desempenho financeiro de empresas. Assim, com base na revisão de literatura, foram selecionados para o estudo dois processos de TI do framework COBIT e a análise dos arquétipos decisórios relacionados a TI desenvolvidos teoricamente por Weill e Ross (2006), com os quais foi confeccionado o questionário da pesquisa. Assim, optou-se por métodos quantitativos: um baseado na percepção dos executivos (survey) que foi utilizado para identificar qual o grau de maturidade da governança de TI em relação aos processos de avaliação e gestão de riscos de tecnologia da informação e promoção da governança de tecnologia da informação, além de procurar identificar como as respectivas empresas tomam decisões em relação à TI; e o outro baseado em análises tradicionais, utilizando diferentes indicadores contábeis para verificar se há relação entre a maturidade da governança de TI e o desempenho financeiro das empresas. Desta forma, obteve-se uma amostra de 10 empresas resultante do conjunto de empresas brasileiras de capital aberto cadastrado na Comissão de Valores Mobiliários (CVM), em 30 de setembro de 2008. Com os resultados obtidos através do questionário aplicado foi realizada uma análise descritiva e exploratória, indicando qual o grau de maturidade em relação à avaliação e gestão de riscos de TI e à promoção de governança de TI. E com as informações coletadas no banco de dados do Economática sobre liquidez e rentabilidade, para assim caracterizar o desempenho financeiro das empresas, foi possível, desta maneira, verificar parcialmente a existência de relação linear entre a governança de TI e este desempenho financeiro. Para isto, foi utilizado o teste de aleatorização com base no coeficiente de correlação por postos de Spearman, devido a não aleatoriedade da amostra, o seu tamanho reduzido e a natureza das variáveis envolvidas (qualitativa e quantitativa). Verificou-se, desta forma, que o desempenho financeiro, medido pelo giro do ativo e pela rentabilidade do ativo, é influenciado positivamente pela maturidade da governança de TI.
4

Efeitos da eficiência e governança no desempenho financeiro de entidades sociais

Botelho, Andre Grangeiro 06 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2018. / Submitted by Robson Amaral (robsonamaral@bce.unb.br) on 2018-05-04T19:22:05Z No. of bitstreams: 1 2017_AndreGrangeiroBotelho.pdf: 994792 bytes, checksum: 3b437253a9ecce7e6aa40efe03ce4adf (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-06-06T19:14:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_AndreGrangeiroBotelho.pdf: 994792 bytes, checksum: 3b437253a9ecce7e6aa40efe03ce4adf (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-06T19:14:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_AndreGrangeiroBotelho.pdf: 994792 bytes, checksum: 3b437253a9ecce7e6aa40efe03ce4adf (MD5) Previous issue date: 2018-06-06 / As entidades sociais vêm se mostrando importantes atores no desenvolvimento da sociedade. Para que essas organizações possam dar continuidade a suas atividades necessitam de ações dirigidas à manutenção de suas condições de atuação, impondo-se constante avaliação de questões que interferem em sua sustentabilidade financeira. Neste trabalho, foi desenvolvido um modelo único no âmbito nacional que avaliou o impacto eficiência operacional, da governança institucional e do macroambiente na sustentabilidade financeira de entidades sociais. Foram efetuadas análises de regressão linear múltipla com dados longitudinais das maiores entidades sociais do país, tendo como variáveis explicadas as métricas de sustentabilidade financeira. O modelo desenvolvido e utilizado, com e sem moderação, mostrou-se adequado para a avaliação da sustentabilidade financeira de entidades sociais e teve nos resultados a demonstração de que o impacto das variáveis explicativas são relevantes e devem ser consideradas pelos gestores e estudiosos do tema. / Social entities have shown themselves to be important actors in the development of society. In order for these organizations to continue their activities they need actions aimed at maintaining their operating conditions, imposing a constant evaluation of issues that interfere in their financial sustainability. In this work, a unique model was developed at a national level that evaluated the impact of operational efficiency, institutional governance and macroenvironment on the financial sustainability of social entities. Multiple linear regression analyzes were performed with longitudinal data of the largest social entities in the country, having as variables explained the financial sustainability metrics. The model developed and used, with and without moderation, was adequate for the evaluation of the financial sustainability of social entities and had in the results the demonstration that the impact of the explanatory variables are relevant and must be considered by the managers and scholars of the subject.
5

O impacto da atuação internacional e do posicionamento país de origem sobre o desempenho financeiro de empresas brasileiras

Akitaya, Paula Borges Gomes 08 February 2018 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2018. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2018-05-21T18:34:57Z No. of bitstreams: 1 2018_PaulaBorgesGomesAkitaya.pdf: 1258662 bytes, checksum: 71257a7691045182e338870575a076da (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-05-29T19:08:56Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_PaulaBorgesGomesAkitaya.pdf: 1258662 bytes, checksum: 71257a7691045182e338870575a076da (MD5) / Made available in DSpace on 2018-05-29T19:08:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_PaulaBorgesGomesAkitaya.pdf: 1258662 bytes, checksum: 71257a7691045182e338870575a076da (MD5) Previous issue date: 2018-05-29 / A internacionalização de empresas brasileiras é constatada pela capacidade de exportar ou de abrir subsidiárias no exterior. O desempenho financeiro dessa atuação internacional pode ser beneficiado ou prejudicado pelo posicionamento do país de origem que a empresa exibe entre suas escolhas estratégicas globais. Este trabalho objetiva investigar o efeito da atuação internacional e do posicionamento do país de origem sobre o desempenho financeiro de empresas brasileiras. A pesquisa tem abordagem quantitativa e recorte longitudinal com levantamento de informações de 220 empresas brasileiras listadas na BM&F Bovespa no período de 2001 a 2016. A análise dos dados foi feita por meio de regressão com dados em painel fixo de empresas, com uso de variáveis explicativas defasadas em T+1 com o propósito de realizar inferências de causa e consequência. De modo geral, os resultados apontam que as empresas com a presença de subsidiárias comerciais no exterior geram melhoria nos indicadores de desempenho analisados. Por sua vez, o alto grau de declaração do posicionamento do país de origem leva a uma piora nos resultados das empresas que possuem subsidiárias no exterior, mas melhora os indicadores para aquelas que são exclusivamente exportadoras. O estudo apresenta ainda sugestões gerenciais para executivos e executores de políticas públicas, além de trazer uma agenda para futuras pesquisas. / The internationalization of Brazilian companies is evidenced by the ability to export or open subsidiaries abroad. The financial performance of this international activity may be benefited or impaired by the position of the country of origin that the company displays among its global strategic choices. This paper aims to investigate the effect of the international activities and the positioning of the country of origin on the financial performance of Brazilian companies. The research has a quantitative approach and a longitudinal cut with information gathering of 220 Brazilian companies listed on BM&F Bovespa from 2001 to 2016. The data analysis was done through regression with data in fixed panel of companies, using explanatory variables lagged in T+1 with the purpose of making inferences of cause and consequence. In general, the results indicate that companies with the presence of commercial subsidiaries abroad, generate improvement in the performance indicators analyzed and a high degree of declaration of the position of the country of origin leads to a worsening in the results of companies that have subsidiaries in the country, but it improves the results for those that are exclusively exporters. The study also presents managerial suggestions for executives and executors of public policies, besides bringing an agenda for future research.
6

Contribuições do sistema de remuneração dos executivos para o desempenho financeiro: um estudo com empresas industriais brasileiras / Contributions of the executives remuneration system for the financial performance: a study with Brazialian industrial companies

Krauter, Elizabeth 06 May 2009 (has links)
O objetivo desta tese é investigar a relação entre a remuneração dos executivos e o desempenho financeiro das empresas, no contexto do mercado brasileiro. A premissa é que o sistema de remuneração pode ajudar a direcionar os esforços dos executivos para os objetivos estratégicos do negócio, contribuindo para que a companhia alcance níveis superiores de desempenho financeiro. A amostra não-probabilística é formada por 44 empresas industriais. Elas foram selecionadas dentre as eleitas como As 150 Melhores Empresas para Você Trabalhar no Brasil, em 2007. Os dados da pesquisa são secundários e foram extraídos de dois bancos de dados: a) Programa de Estudos em Gestão de Pessoas (Progep), vinculado à Fundação Instituto de Administração (FIA); b) Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI). Para operacionalizar a variável independente remuneração, são utilizados, além do salário mensal e do salário variável, três índices criados especialmente para este trabalho: benefícios, carreira e desenvolvimento. Esses índices medem o acesso a benefícios; a mecanismos de estímulo e suporte à carreira; a mecanismos de estímulo à educação e ao desenvolvimento profissional. Trata-se de itens oferecidos pelas empresas a seus diretores, vice-presidentes e presidentes, os quais são denominados, neste trabalho, de executivos. Esses dados de remuneração referem-se ao exercício de 2006. Para operacionalizar a variável desempenho financeiro, são utilizados três indicadores contábeis crescimento das vendas, retorno sobre patrimônio líquido e margem líquida sobre as vendas dos exercícios sociais de 2006 e de 2007. O porte das companhias é utilizado como variável de controle e é medido pelo logaritmo natural do número de funcionários. A hipótese da pesquisa de que existe uma relação positiva e significante entre a remuneração dos executivos e o desempenho financeiro das empresas, no contexto do mercado brasileiro, é verificada por meio de um conjunto de testes estatísticos: de igualdade de médias, análise de correlação e análise de regressão. Os resultados do teste de Mann-Whitney não apresentam evidências de que existe relação entre as variáveis. A análise de correlação de Pearson mostra associações fracas e negativas entre as seguintes variáveis: a) índice de carreira e crescimento das vendas de 2006; b) índice de carreira e retorno sobre patrimônio líquido de 2006; c) índice de desenvolvimento e retorno sobre patrimônio líquido de 2006. Já a análise de correlação de Spearman aponta: a) associação fraca e positiva entre índice de benefícios e margem líquida sobre as vendas de 2006; b) associação fraca e negativa entre índice de desenvolvimento e retorno sobre patrimônio líquido de 2006. Os resultados da análise de regressão linear múltipla não permitem comprovar a existência de relação positiva e significante entre a remuneração dos executivos e o desempenho financeiro das empresas. As contribuições deste trabalho estão em produzir conceitos mais amplos para operacionalizar as variáveis, estudar a relação no contexto do mercado brasileiro e abrir perspectivas para a realização de novos trabalhos acadêmicos. / This thesis is intended to investigate the relation between remuneration of executives and the financial performance of the companies in the context of the Brazilian marketplace. The underlying assumption is that the remuneration system may help to direct the efforts of executives towards the business strategic purposes. Hence, it will contribute for the company to attain higher levels of financial performance. The non-probabilistic sample is comprised of 44 industrial organizations. They have been selected out from the 150 Best Companies to Work For in Brazil in 2007. The research data are secondary and have been taken from two databases: a) Programa de Estudos em Gestão de Pessoas (Progep) linked to Fundação Instituto de Administração (FIA); b) Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (FIPECAFI). In order to operationalize the independent remuneration variable, in addition to using the monthly salary and the variable salary, three indexes that have been especially created for this paper were used: benefits, career and development. These indexes measure the access to benefits, the fostering mechanisms and the support to career, and also the mechanisms fostering the education and the professional development. These are items the companies offer their officers, vice presidents and CEOs, which are referred to in this paper as executives. These remuneration data refer to the fiscal year of 2006. In order to operationalize the financial performance variable, three accounting indicators are used growth of sales, return on equity and net margin for the fiscal years of 2006 and 2007. The companies size is used as a control variable and is measured by the natural logarithm of the number of employees. The research hypothesis that there is a positive and significant relation between the remuneration of executives and the financial performance of companies in the context of the Brazilian marketplace is verified by means of a set of statistical tests of: the Mann-Whitney test, correlation analysis and regression analysis. The results of the Mann-Whitney test do not present any evidences that there actually is a relation between variables. The Pearson correlation analysis shows weak and negative associations between the following variables: a) index of career and growth of sales in 2006; b) index of career and return on equity in 2006; c) index of development and return on equity in 2006. While Spearman correlation analysis points out: a) weak and positive association between the index of benefits and the net margin in 2006; b) weak and negative association between the development index and return on equity in 2006. The results of the multiple regression analysis do not allow to evidence the existence of a positive and significant relation between the remuneration of executives and the financial performance of companies. The contributions of this thesis are in producing broader concepts in order to operationalize the variables, study the relation in the context of the Brazilian marketplace and open up perspectives for the development of new academic studies.
7

O impacto da lei de responsabilidade fiscal nos orçamentos: uma análise do desempenho financeiro dos municípios do Rio Grande do Sul de 1997 a 2004

Santos, Sandra Regina Toledo dos 03 May 2007 (has links)
Made available in DSpace on 2015-03-05T19:12:39Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 3 / Nenhuma / A Lei de Responsabilidade Fiscal, editada em 2000, trouxe importantes transformações ao gerenciamento dos recursos públicos a fim de promover a transparência, o controle e o equilíbrio das contas públicas. Como instrumento de gestão, o orçamento público é utilizado para prover as informações que atendam aos intuitos da lei, mensurar os resultados das receitas e despesas necessárias à manutenção das atividades desenvolvidas pelos governos. Para relacionar essas associações, neste trabalho são analisados os resultados anuais dos orçamentos municipais e o desempenho financeiro dos municípios do Estado do Rio Grande do Sul, na gestão anterior e posterior à implantação da lei, conforme dados obtidos junto ao TCE/RS. Em relação ao referencial teórico, é discutida a utilização dos orçamentos nas organizações, aborda-se a implantação da LRF e os impactos na gestão orçamentária, bem como a utilização de indicadores de desempenho para mensuração dos resultados. Através de pesquisa documental, numa amostra constituída p / The Fiscal Responsibility Act, which was enacted in the year 2000, has brought important changes to the management of public resources in order to promote transparency, control and balance of the public accounts. As a management tool, the public budget is used to provide information which may meet the purposes of the law, to measure the results of the revenues and expenses which are needed for the maintenance of activities developed by governments. In order to relate these associations, one analyzes in this work the annual results of the municipal budgets and the financial performance of the municipalities of the State of Rio Grande do Sul in the management before and after the implantation of the law, according to data obtained from TCE/RS. As for the theoretical referential, one discusses the utilization of budgets at the organizations, one approaches the enactment of FRA and the impacts on budgetary management, as well as the utilization of performance benchmarks in order to measure the results. By means o
8

Gastos financeiros com stakeholders e desempenho de micro, pequenas e médias empresas brasileiras

Cruz, José Elenilson 28 April 2017 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade e Gestão Pública, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2017. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2017-07-10T13:46:50Z No. of bitstreams: 1 2017_JoséElenilsonCruz.pdf: 928426 bytes, checksum: b8fd8cee9ebeee0e2b9a96d5c9eb11c9 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-08-01T17:13:19Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_JoséElenilsonCruz.pdf: 928426 bytes, checksum: b8fd8cee9ebeee0e2b9a96d5c9eb11c9 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-08-01T17:13:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_JoséElenilsonCruz.pdf: 928426 bytes, checksum: b8fd8cee9ebeee0e2b9a96d5c9eb11c9 (MD5) Previous issue date: 2017-08-01 / As pesquisas que procuram explicar as relações entre práticas socialmente responsáveis e desempenho de pequenas e médias empresas (PMEs) focam nos efeitos de ações espontâneas e não discutem os impactos sobre o desempenho financeiro. Como consequências, não mensuram o desempenho social na profundidade necessária e não geram implicações relevantes ao planejamento financeiro de PMEs. Além disso, nesse objeto, escassas são as evidências de destinação de recursos financeiros para o atendimento de demandas dos stakeholders, especialmente sob as premissas da teoria slack resources. Considerando a tradição desse campo no uso de dados de percepção e recorte temporal transversal, esta tese procura complementar os resultados já alcançados, utilizando medidas de dados contábeis estruturadas em forma de painel, com a aplicação de recorte longitudinal. A amostra é formada por 128 micro, pequenas e médias empresas (MPMEs), dos setores da indústria, comércio e serviços, com o total de 662 observações distribuídas no período de 2010 a 2015. São adicionados três estudos à literatura de desempenho social e financeiro em PMEs, os quais contemplam a mensuração do desempenho social por meio de gastos financeiros, obrigatórios e espontâneos, com três stakeholders: colaboradores, clientes e comunidade, e a aferição do desempenho financeiro através de medidas de crescimento de vendas, retorno contábil e folga financeira. No primeiro estudo caracterizou-se o perfil de gastos financeiros com stakeholders, a partir de grupos de empresas com perfis diferentes de condições financeiras, aplicando análises de cluster e de variância (ANOVA/MANOVA). Identificou-se que clusters de empresas com melhores condições financeiras possuem maior nível de gastos, obrigatórios e espontâneos, com colaboradores, do que clusters de empresas com condições financeiras inferiores. No segundo, comparou-se o desempenho financeiro, a partir de grupos de empresas com perfis diferentes de gastos com stakeholders, aplicando também análises de clusters e de variância (MANOVA). Os resultados indicam que clusters de empresas com mediano nível de gastos, obrigatórios e espontâneos, no conjunto dos stakeholders, possuem melhores resultados financeiros. Na terceira pesquisa, testou-se as relações temporais entre resultados financeiros e gastos com stakeholders, em três cenários de tempo: t, t+1 e t+2, utilizando regressões por mínimos quadrados ordinários e modelos com efeitos fixos. Identificou-se que resultados financeiros prévios não são preditores de gastos totais com stakeholders, mas existem efeitos positivos de folga financeira sobre gastos espontâneos com colaboradores, e sobre gastos com clientes, assim como de lucratividade sobre esses últimos gastos. Identificou-se, ainda, efeitos negativos dos gastos totais com stakeholders, dos gastos com colaboradores e dos gastos com os clientes sobre o desempenho financeiro, e efeitos positivos de gastos com a comunidade sobre as vendas. Estes resultados ampliam a teoria ao evidenciar os montantes de gastos financeiros, obrigatórios e espontâneos, por stakeholder, de PMEs com diferentes condições financeiras, e as diferenças de desempenho financeiro de PMEs com perfis diferentes de gastos, obrigatórios e espontâneos, com stakeholders. Para a gestão de PMEs, os resultados contribuem para melhorar a eficácia do planejamento financeiro, evidenciando, por stakeholder, os gastos obrigatórios e espontâneos, que elevam ou destroem o desempenho financeiro. / The researches try to explain the relationship between socially responsible practices and small-business performance (SMEs) focuses on the effects of spontaneous actions and does not discuss impacts on financial performance. As a consequence, they don´t measure social performance to the necessary depth and don´t generate relevant implications for the financial planning of SMEs .However, in this object, there is little evidence of the allocation of financial resources to meet stakeholder demands, especially under the assumptions of Slack resources theory. Considering the tradition of this field in the use of perception data and transverse temporal cut, this thesis seeks to complement the already achieved results, using data measures structured in panel form, with the application of longitudinal cut. The sample is made up of 128 micro, small and medium-sized enterprises (SMEs) from the industry, commerce and services sectors, with a total of 662 observations distributed between 2010 and 2015. Three studies are added to the literature on social and financial performance In SMEs, which include the measurement of social performance through compulsory and spontaneous financial expenses, with three stakeholders: employees, customers and the community, and the financial´s measurement performance through measures of sales growth, accounting return and financial freedom. In the first study, the financial´s profile expenses with stakeholders was analyzed from groups of companies with different profiles of financial conditions, applying cluster analysis and variance analysis (ANOVA / MANOVA). It was identified that companies´clusters with better financial conditions have a higher level of compulsory and spontaneous expenses with employees than companies´s clusters with lower financial conditions. In the second, the financial performance was compared from groups of companies with different profiles of stakeholder spending, also applying cluster analysis and variance analysis (MANOVA). The results indicate that companies´clusters with better financial results have a medium level of expenditures, obligatory and spontaneous, among the stakeholders. In the third research, we tested the temporal relationships between financial results and expenses with stakeholders, in three time scenarios: t, t + 1 and t + 2, using ordinary least squares regressions and fixed effects models. It was identified that previous financial results aren´t predictors of total expenditures with stakeholders, but there are positive effects of financial backlash on spontaneous expenses with employees, and on customer expenses, as well as profitability on these last expenses. We also identified negative effects of total expenditures with stakeholders, employee expenditures and client spending on financial performance, and positive effects of community spending on sales. These results broaden the theory by showing the amounts of mandatory and spontaneous financial expenses per stakeholder of SMEs with different financial conditions and the differences in the financial performance of SMEs with different profiles of obligatory and spontaneous spending with stakeholders. For the management of SMEs, the results contribute to improving the effectiveness of financial planning, highlighting, by stakeholder, the compulsory and spontaneous expenses that increase or destroy financial performance.
9

Outsource marketing : efeitos na relação entre investimentos em ações de marketing digital e desempenho financeiro

Abreu, Fernando Antunes de 26 April 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade, Programa de Pós-Graduação em Administração, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-06-23T16:10:42Z No. of bitstreams: 1 2016_FernandoAntunesdeAbreu.pdf: 753730 bytes, checksum: 087eb151f7370739af7701289aeb69a7 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-06-25T18:04:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_FernandoAntunesdeAbreu.pdf: 753730 bytes, checksum: 087eb151f7370739af7701289aeb69a7 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-25T18:04:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_FernandoAntunesdeAbreu.pdf: 753730 bytes, checksum: 087eb151f7370739af7701289aeb69a7 (MD5) / A relação entre investimentos em ações de comunicação mercadológica online e o desempenho financeiro de uma empresa com análise dos efeitos da terceirização de serviços na área de marketing, ainda, é pouco estudada no Brasil e representa oportunidades para o aprofundamento da pesquisa científica. Esta dissertação apresenta uma pesquisa cujo objetivo é investigar efeitos de investimentos em ações de marketing digital sobre o desempenho financeiro dos serviços educativos de uma empresa, comparando serviços de marketing terceirizados versus não terceirizados. Os dados secundários utilizados referem-se aos serviços prestados (cursos de curta duração) pela empresa comercializados entre 2012 e 2015. Trataram-se cinco hipóteses, com aplicação de regressões múltiplas com moderação e análise de variância. Controlando as variáveis de custos fixos, despesas gerais variáveis e preço médio, verificou-se a predição das variáveis independentes de comunicação mercadológica online sobre as variáveis dependentes de receita bruta e lucro da empresa, com teste de relação direta e de moderação da terceirização de serviços de marketing. Os resultados evidenciarem que um melhor desempenho financeiro ocorre quando o investimento em ações de marketing digital aumenta concomitante à terceirização de serviços de marketing. Suas implicações teóricas e gerenciais aprofundam o uso de testes de moderação em estudos de marketing e aproximam o interessa da academia e do mercado no que tange ao desempenho financeiro empresarial. ________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The relationship between digital marketing and financial performance based on an analysis of outsourcing effects in the field of marketing is still open for more studies in Brazil and represents an opportunity to develop deeper scientific researches. This dissertation presents a research that aims to analyze the effects of investing on digital marketing activities on the financial performance of the educational services of a company. It compares outsourced services versus not outsourced marketing services. The sales secondary data used refer to services (short-term courses) provided by the company analyzed between 2012 and 2015. Five hypotheses were treated, applying multiple regressions with moderation and analysis of variance. By controlling variables of fix costs, variable general expenditures and the average price, the prediction between independent variables of digital communication on the dependent variables of revenue and profit could be observed by testing the direct relation and the moderation of outsourcing marketing. The results give support that an option for outsourcing marketing services results in better outcomes for financial performance when the investments on digital actions increases as the outsource marketing is improved. Its theoretical and managerial implications lead to further development in the use of moderation tests in marketing studies and a closer relationship between the interest on business financial performance for both academy and the market.
10

Reputação corporativa e desempenho financeiro das empresas da américa latina

Pinto, Leonardo José Seixas 20 June 2016 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Universidade Federal da Paraíba, Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Programa Multi-Institucional e Inter-Regional de Pós-Graduação em Ciências Contábeis, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2016-08-17T14:51:42Z No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoJoséSeixasPinto.pdf: 5971971 bytes, checksum: 78b0cb21ea8ad2d9a6bc3a68f26fb19b (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2016-10-24T15:52:34Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoJoséSeixasPinto.pdf: 5971971 bytes, checksum: 78b0cb21ea8ad2d9a6bc3a68f26fb19b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-24T15:52:34Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_LeonardoJoséSeixasPinto.pdf: 5971971 bytes, checksum: 78b0cb21ea8ad2d9a6bc3a68f26fb19b (MD5) / Suportado na Teoria da Visão Baseada em Recursos a qual pressupõe que a elevada reputação condiciona a empresa a alavancar o seu desempenho, esta tese avalia o desempenho financeiro das empresas com elevada reputação comparando-o com outras empresas. Para isto, as empresas listadas no ranking de reputação MERCO foram consideradas como proxy de empresas com elevada reputação. O objetivo dessa tese é compreender os efeitos do desempenho sobre a reputação. Os procedimentos estatísticos utilizados foram o teste de mediana Mann-Whitney nas variáveis de desempenho ROA, ROE, Margem EBITDA, EBITDA, Alavancagem financeira, receita total e ativo total; o teste de probabilidade através de regressão logística com intuito de apurar se os indicadores de desempenho apresentam razões de chance para que a empresa alavanque sua reputação corporativa e a regressão linear múltipla com intuito de verificar se o desempenho financeiro favorece ou não, a empresa a alcançar mais ou menos pontos no ranqueamento de reputação MERCO. Fizeram parte desta pesquisa, as empresas de capital aberto dos países da América Latina onde o MERCO ranqueia a reputação corporativa, sendo estes: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Peru, e México. A amostra validada foi de 2.249 empresas com dados coletados pelo Reuters® no período de 2010 a 2014. Os achados mais relevantes do teste de mediana demostram que em todos os países estudados, o tamanho da empresa, o valor da receita e o valor do EBITDA são estatisticamente diferentes nas empresas com elevada reputação se comparada com as demais empresas. Conclui-se que uma característica das empresas com elevada reputação é serem maiores em tamanho de ativo, possuir maiores receitas e maior valor de EBITDA. Os resultados da regressão logística corroboram com o teste de mediana e revela que: a) para se ter elevada reputação o tamanho da empresa é preponderante, e que as razões de chance de o aumento do ativo alavancar a reputação da empresa acontece em todos os países e b) As razões de chance do aumento do ROE, ROA e/ou do Margem EBITDA alavancarem a reputação é inexistente, contrariando as hipóteses esperadas. Através da regressão linear, descobriu-se que a medida em que a empresa cresce o valor de seu ativo total, a contrapartida é uma melhora no ranking de reputação e que, o aumento do ROA também impacta positivamente no ranking de reputação MERCO. Conclui-se que o desempenho financeiro não alavanca a reputação, mas a reputação é que alavanca o desempenho financeiro. _________________________________________________________________________________________________ ABSTRACT / Supported the theory of Resource Based View which assumes that high reputation affects the company to leverage its performance, this thesis evaluates the financial performance of companies with high reputation comparing it to other companies. For this, companies listed in the ranking of MERCO reputation were considered as a proxy for companies with high reputation. The aim of this thesis is to understand the effects of performance on reputation. The statistical procedures used were the median Mann-Whitney in performance variables ROA, ROE, EBITDA Margin, EBITDA, financial leverage, total revenue and total assets, the probability test using logistic regression with a view to establishing whether the indicators performance show odds ratios for the company has high corporate reputation and multiple linear regression in order to verify if the financial performance underpins the company to achieve more or less points in the ranking of MERCO reputation. Were part of this research, publicly traded companies in Latin American countries where MERCO corporate reputation, namely: Brazil, Argentina, Chile, Colombia, Peru, and Mexico. The validated sample of 2,249 companies with data collected by Reuters® in the period 2010 to 2014. The most important findings of median test demonstrate that in all the countries studied, the size of the company, the amount of revenue and the value of EBITDA they are statistically different in companies with high reputation compared with other companies. It was concluded that companies with high reputation are larger in asset size, it has higher revenues and increased EBITDA value. The results of logistic regression showed that: a) to have high reputation the size of the company is dominant and that the odds ratios of the increase in assets leverage the company's reputation are great in all countries and b) the odds ratios the increase in ROE, ROA and/or EBITDA margin leverage the reputation is nonexistent contradicting the hypothesis. By linear regression found that the size of the company represented by total assets, causes the company to position itself better in the reputation ranking and increasing ROA also impacts positively on the reputation ranking. We conclude that the financial performance does not leverage the reputation, but the reputation is leveraging financial performance.

Page generated in 0.0924 seconds