• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 28
  • 2
  • Tagged with
  • 32
  • 32
  • 19
  • 15
  • 6
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Diários de bordo do PIBID: sujeito e formação de professores

Partichelli, Juliete Ilha 2017 (has links)
Submitted by Jeferson Rodrigues de Lima (jeferson.lima@uffs.edu.br) on 2018-03-07T17:04:06Z No. of bitstreams: 1 PARTICHELLI.pdf: 1153106 bytes, checksum: 549558ef3f349ca01787812e4f8a589e (MD5) Approved for entry into archive by Diego dos Santos Borba (dborba@uffs.edu.br) on 2018-03-08T17:09:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 PARTICHELLI.pdf: 1153106 bytes, checksum: 549558ef3f349ca01787812e4f8a589e (MD5) Made available in DSpace on 2018-03-08T17:09:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 PARTICHELLI.pdf: 1153106 bytes, checksum: 549558ef3f349ca01787812e4f8a589e (MD5) Previous issue date: 2017 Este trabalho objetiva compreender as diferentes posições-sujeito professor que se produzem da escrita de si, a partir dos registros dos bolsistas-ID do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), nos diários de bordo do curso de Ciências Biológicas, da Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo. O programa tem como objetivo incentivar a formação docente, como também inserir os acadêmicos de licenciatura no âmbito escolar, com o propósito de elevar a qualidade da formação inicial. Consta, na Portaria 96, de 18 de julho de 2013, que regulamenta o PIBID, que necessita haver registro das atividades desenvolvidas pelos bolsistas. Por isso, na Proposta Institucional do PIBIDUFFS está definido o diário de bordo como sendo o gênero mais adequado para tal registro, tendo em vista seu caráter reflexivo, narrativo e descritivo das atividades desenvolvidas no programa. Teoricamente, sustentamo-nos na Análise de Discurso de orientação francesa que nos permite compreender as marcas linguísticas que emergem nos documentos analisados, para problematizar relações interdiscursivas que são produzidas a partir da escrita de si nos diários, a respeito das diferentes posições-sujeito professor. O embasamento teórico para a construção do referencial teve como foco os seguintes autores: Pêcheux (2012; 2014), Orlandi (2005; 2006; 2007; 2008; 2009; 2012), Coracini (1999; 2007) e Stübe (2008). No gesto de interpretação, podemos observar algumas regularidades: a) que o ID, ao escrever sobre si, produz uma cena de embate com o outro, professor da escola; b) o ID assume uma posiçãosujeito pesquisador, que busca a inovação, distanciando-se do livro didático, em comparação ao professor da escola, sobre o qual o ID afirma ser interpelado pelo LD, e acomodar-se a esse lugar, contudo percebe-se a necessidade do ID em basear-se também nesse material didático; c) Analisamos também processos de identificação e contra-identificação, por meio dos quais há a possibilidade de resistência para com algumas posições-sujeito professor; d) Além disso, o ID assume a posição-sujeito salvador, pois acredita que o professor seja o principal agente formador, sendo ele o responsável por garantir o futuro das próximas gerações; e) o ID visualiza-se como sujeito dinâmico, por estar inserido ao chamado novo, propõe novos fazeres docentes, inova, criando um embate com o professor da escola que, por não dinamizar tanto a aprendizagem, repetir as mesmas atividades e se prender ao LD encontra-se no velho. A partir dessas regularidades, temos o efeito do interdiscurso, que há entre o eu e o outro, entre velhos e novos fazeres, um afrontamento, o que implica a existência de traços do outro em nossos discursos, não havendo uma fronteira determinada, em que se exclui, por definitivo, o velho. Essas regularidades são percebidas a partir da escrita de si, em que o ID escreve de si para si próprio, com o anseio de constituir-se e, por isso, acaba por falar sobre o outro, seja pela identificação, seja pela contra-identificação com o professor da escola El trabajo objetiva comprender diferentes posiciones-sujeto profesor que se producen de la escritura de sí, a partir de los registros de los becarios-ID del Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID), en los diarios de bordo del curso de Ciencias Biológicas, de la Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), Campus Cerro Largo. El programa tiene como objetivo incentivar la formación docente, así como insertar a los académicos de licenciatura en el ámbito escolar, con el propósito de elevar la calidad de la formación inicial. Consta en la Orden 96, de 18 de julio de 2013, que regula el PIBID, que se necesita un registro de las actividades desarrolladas por los becarios, así como en la Propuesta Institucional del PIBID-UFFS está definido el diario de bordo como el género más adecuado para tal registro, teniendo en vista su carácter reflexivo, narrativo y descriptivo de las actividades desarrolladas en el programa. Teóricamente, nos basamos en el Análisis de Discurso de orientación francesa que nos permite comprender marcas lingüísticas que emergen en los documentos analizados, para problematizar relaciones interdiscursivas que se producen a partir de la escritura de sí en los diarios, con respecto a las diferentes posicionessujeto profesor. La base teórica para la construcción del referencial tuvo como foco los siguientes autores: Pêcheux (2012; 2014), Orlandi (2005; 2006; 2007; 2008; 2009; 2012), Coracini (1999; 2007) y Stübe (2008). En el gesto de interpretación, podemos observar algunas regularidades: a) que el becado-ID, al escribir sobre sí, produce una escena de embate con el otro, profesor de la escuela; b) el ID asume una posición-sujeto investigador, que busca la innovación, distanciándose del libro didáctico, en comparación al profesor de la escuela, sobre el cual el ID afirma ser interpelado por el LD, y acomodarse a ese lugar, sin embargo se percibe la necesidad del ID en basarse también a ese material didáctico; c) Analizamos también procesos de identificación y contra-identificación, por medio de los cuales existe la posibilidad de resistencia para con algunas posiciones-sujeto profesor; d) Además, el ID asume la posición-sujeto salvador, pues cree que el profesor es el principal agente formador, siendo él lo responsable por garantizar el futuro de las próximas generaciones; e) el ID se visualiza como sujeto dinámico, por estar inserto al llamado nuevo, propone nuevos haceres docentes, innova, creando un embate con el profesor de la escuela que, por no dinamizar tanto el aprendizaje, repetir las mismas actividades y prenderse al LD se encuentra en el viejo. A partir de esas regularidades, tenemos el efecto del interdiscurso, que hay entre el yo y el otro, entre viejos y nuevos haceres, un afrontamiento, lo que implica haber trazos del otro en nuestros discursos, no habiendo una frontera determinada, en la que se excluye por definitivo el viejo. Esas regularidades son percibidas desde de la escritura de sí, en que el ID escribe de sí para sí mismo, con el anhelo de constituirse y, por eso, acaba por hablar sobre el otro, sea por la identificación, sea por la contra-identificación con el profesor de la escuela.
2

A imagem em meditação - Glitterbug e as formas de arquivamento no cinema de Derek Jarman Limage dans la méditation - Glitterbug et las formes de depôt dans le cinema de Derek Jarman

Carolina Alfradique Leite 15 July 2011 (has links)
Ce travail se définit comme une étude sur limage, particulièrement dans sa relation avec la mémoire et lexpérience du temps. Lobjet central est le film Glitterburg du réalisateur anglais Derek Jarman, et le mémoire se propose de réfléchir sur la constitution de limage à partir de trois processus darchivage, à savoir larchivage de la lumière, celui du temps et celui de soi-même. La pratique de larchive sera considérée non seulement comme un ensemble de procédures ( couper, fixer, organiser, monter, etc), mais aussi comme une opération liée à toute une réflexion sur la mémoire, limage, le temps, lécrit de soi et la mort. Cette étude se développe en une tentative double de penser autant la dimension de processus que réflexive de la pratique de larchive impliquée dans ce film. Il sagit dun travail danalyse dune oeuvre cinématographique particulière et dun travail de conceptualisation de la notion dimage-archive basé sur le cinema de Jarman. Este trabalho consiste em um estudo sobre a imagem, sobretudo em sua relação com a experiência do tempo e com a memória. Tendo por objeto central o filme Glitterburg, do diretor inglês Derek Jarman, esta dissertação procura pensar a constituição da imagem a partir de três processos distintos de arquivamento, sendo eles: o arquivamento da luz, o do tempo e o de si. A prática arquivistica será considerada, desse ponto de vista, não só como constituída por um conjunto de procedimentos (cortar, fixar, organizar, montar, etc), mas como uma operação que se encontra ligada a toda uma reflexão em torno da memória, da imagem, do tempo, da escrita de si e da morte. É, portanto, num esforço simultâneo de pensar tanto a dimensão processual quanto reflexiva da prática do arquivamento implicada nesse filme que esse estudo se desenvolve. Constituindo-se, nesse sentido, como trabalho geminado de análise focada numa obra cinematográfica particular e de conceituação do que se procura definir aqui, com base no cinema de Jarman, como imagem-arquivo.
3

Escrita dos movimentos interiores : escrita de si e construção de uma trajetória de intelectualidade e distinção em A. Tito Filho (1971-1992)

BRANDIM, Ana Cristina Meneses de Sousa 31 January 2012 (has links)
Submitted by Marcelo Andrade Silva (marcelo.andradesilva@ufpe.br) on 2015-03-05T19:39:17Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Tese final corrigida _ Ana Cristina Meneses.pdf: 3483054 bytes, checksum: 912a86ac30e6a4ec7c8c4133f23c3c81 (MD5) Made available in DSpace on 2015-03-05T19:39:17Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Tese final corrigida _ Ana Cristina Meneses.pdf: 3483054 bytes, checksum: 912a86ac30e6a4ec7c8c4133f23c3c81 (MD5) Previous issue date: 2012 Capes/ FAPEPI Essa tese aborda as relações entre a escrita de si e a construção de uma trajetória de distinção e intelectualidade em Arimathéia Tito Filho (1924-1992). O recorte temporal compreendido, entre 1971 e 1992, correspondeu ao período em que esse foi Presidente da Academia Piauiense de Letras (APL) e participou ativamente das principais instituições culturais e literárias de Teresina. Defendo que durante sua permanência na APL construiu em torno de si uma trajetória distintiva como importante intelectual da cidade, inventando para si e para seu grupo de amigos uma tradição singular. Mostro que suas crônicas sobre a cidade de Teresina, bem como suas vivências, foram narrativas que lhe ajudaram a criar um passado para si e para o outro. Afirmo que suas crônicas foram utilizadas como escrita autoreferencial e possibilitou-lhe a (re)construção de uma trajetória de intelectualidade e distinção, que serviu para torná-lo ainda mais reconhecido no meio literário e jornalístico. Ressalto que além das crônicas, A.Tito Filho, utilizou-se da coluna jornalística como importante meio de construção de sua participação nos debates literários de sua época, forjando para si e para seus contatos uma rede de sociabilidade intelectual. Aponto que sua coluna Caderno de Anotações foi um importante espaço, que ao tempo que ajudou a atualizar sua consagração, criava uma rede de informações sobre os principais debates literários no Estado e no Brasil, além de ser uma ferramenta no processo de solidificação dos aspectos históricos e literários da cultura piauiense. Faço uso das cartas enviadas por Luis Mendes Ribeiro a A.Tito Filho, no sentido de cartografar as relações de amizade entre ambos e pontuar a onda de efervescência que se instalou durante o período estudado, com relação à criação de Planos, rotas de circulação das ideias literárias e intelectuais, investimentos em instituições culturais e de importância histórica. Mostro que na mesma medida que foi criada uma narrativa de si, que compreendeu o uso de sociabilidades, redes e microclima intelectual, houve, ao contrário, a imposição de hostilidades, rivalidades e vaidades. Concluo que a escrita de si ao tempo que cria zonas de consideração e distinção, também forja zonas de separações e individualizações.
4

A lente refratária do eu na narrativa autobiográfica de Victoria Ocampo

Melo, Paula Antunes Sales de 31 January 2014 (has links)
Submitted by Amanda Silva (amanda.osilva2@ufpe.br) on 2015-04-17T14:05:29Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Paula Antunes de Melo.pdf: 1843546 bytes, checksum: d91651061cefbfa40368fe52815cb63b (MD5) Made available in DSpace on 2015-04-17T14:05:29Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Paula Antunes de Melo.pdf: 1843546 bytes, checksum: d91651061cefbfa40368fe52815cb63b (MD5) Previous issue date: 2014 CNPq Uma das figuras mais importantes das primeiras décadas do século XX na Argentina, Victoria Ocampo era a responsável pela Revista Sur. Sua grande obra como escritora, no entanto, é formada por livros de testemunhos, cartas compiladas, ensaios e uma autobiografia. A escrita de si é a pedra fundamental da escrita da autora e culmina com a publicação póstuma de sua autobiografia de seis volumes. Esta dissertação pretende analisar a construção identitária e recursos narrativos utilizados pela autora na construção de sua autobiografia. Os focos das análises são: a tematização da escrita do si (a consciência do processo de escrita de si), a hibridez genérica e sua presença funcional dentro da narrativa autobiográfica e a presença representativa de elementos sociológicos, como a existência de ideários feministas, a vanguarda latino-americana, entre outros. Juntos esses elementos funcionam como edificadores na construção imagética da personagem-narrada.
5

A escrita autobiográfica de Thomas Jefferson: um projeto de representações de si. The autobiographical writing of Thomas Jefferson: a project of representations of himself.

Venturini, Mayara Brandão 24 November 2017 (has links)
Submitted by Mayara Brandão Venturini null (mayarabventurini@hotmail.com) on 2017-12-18T12:20:52Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO - MAYARA BRANDÃO VENTURINI.pdf: 1794311 bytes, checksum: 8cb2b63d5bab101e64a75e9618bd8879 (MD5) Submitted by Mayara Brandão Venturini null (mayarabventurini@hotmail.com) on 2017-12-21T12:31:26Z No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO - MAYARA BRANDÃO VENTURINI.pdf: 1794311 bytes, checksum: 8cb2b63d5bab101e64a75e9618bd8879 (MD5) Approved for entry into archive by Laura Odette Dorta Jardim null (laura@franca.unesp.br) on 2018-01-17T19:07:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO - MAYARA BRANDÃO VENTURINI.pdf: 1794311 bytes, checksum: 8cb2b63d5bab101e64a75e9618bd8879 (MD5) Made available in DSpace on 2018-01-17T19:07:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DISSERTAÇÃO - MAYARA BRANDÃO VENTURINI.pdf: 1794311 bytes, checksum: 8cb2b63d5bab101e64a75e9618bd8879 (MD5) Previous issue date: 2017-11-24 Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) A presente dissertação é resultado de uma pesquisa de mestrado que objetivou mapear o projeto de si construído por Thomas Jefferson - terceiro presidente dos Estados Unidos da América e redator da Declaração de Independência - em sua narrativa autobiográfica. Jefferson nasceu em 1743 e morreu em 1826, no dia 04 de julho, coincidentemente, aniversário de cinquenta anos de Independência do país que ajudou a fundar. Sua autobiografia foi escrita em 1821, ocasião na qual o político, na idade de 77 anos, dedicou-se a retomar parte de sua vida e trajetória política. Os anos narrados no documento, no entanto, abrangeram um recorte temporal limitado, restringindo-se aos anos 1743 (seu nascimento) e 1790 (ano em que assumiu o cargo de Secretário de Estado do governo de George Washington). A narrativa, deste modo, não abordou alguns grandes acontecimentos de sua vida, como os dois mais altos cargos políticos ocupados por ele: a Vice Presidência e a Presidência do país (1800 – 1809). A análise se propôs a apresentar uma perspectiva geral da fonte, suas características técnicas, estruturais, conteudistas e editoriais, para depois aprofundar em algumas temáticas selecionadas entre os diversos assuntos narrados por ele no texto do documento. Os temas considerados dignos de destaque foram: a escravidão, a religião, a educação e a revolução. O primeiro, a escravidão, foi escolhido por se tratar de uma referência bastante comum à imagem do político, e que acumulou durante quase dois séculos visões completamente divergentes acerca de seus posicionamentos sobre o assunto. Os outros três, religião-educação-revolução, compõe o tripé de feitos escolhidos por ele para serem inscritos em sua lápide e, portanto, foram considerados temas de destaque e essenciais no mapeamento que fizemos de sua narrativa autobiografia. Os quatro temas de destaque, entre outros trabalhados no primeiro capítulo da dissertação, foram pensados no sentido de delinear qual “Jefferson” o autor-personagem intencionou registrar no documento, qual face de si ele buscou delegar à posterioridade. The present dissertation is a result of a master’s research that aimed to map the “Project of self” built by Thomas Jefferson – third President of United States of America and redactor of the Declaration of Independence – on his autobiographical narrative. Jefferson was born in 1743 and died in 1826, on July 4th, coincidentally, the fiftieth independence anniversary of a country he helped to build. His autobiography was written in 1821, occasion in which the politician, at age of 77 years-old, dedicated to recapture part of his life and political trajectory. However, the years narrated on the document cover a limited temporal frame, restricting it to the years of 1743 (his birth) to 1790 (on which he assumed the office of the Secretary State of George Washington government). The narrative, thus, did not approached some of the greatest events of his life, as the two of the highest political offices occupied by him: the Vice Presidency and the Presidency (1800 – 1809). The analysis proposed to present a general perspective of the source, its technical structural and editorial characteristics, and his concern about dates and facts, in order to, posteriorly, deepen in some of the selected thematic between the several subject narrated by him in the document's text. The selected topics considered worthy of note were: slavery, religion, education and revolution. The first, the slavery, was chosen for being a fairly common reference to the image of the politician, and which accumulated during almost two centuries completely divergent visions over his positioning about the subject. The others, religion – education – revolution, are part of group of events chosen by him to be written in his grave and, therefore, were considered featured topics and essential to the mapping that we made of his autobiography narrative. The four featured topics, among others discussed at chapter one of this dissertation, were thought in a way to outline which Jefferson the author/character meant to register in the document, which part of himself the aimed to delegate to posterity.
6

CAIO FERNANDO ABREU POR CAIO F.

KOGURE, L. E. 19 August 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:11:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9085_tese revisada 5.pdf: 1373038 bytes, checksum: 78a8d03817e96e9782c43a6d75b51827 (MD5) Previous issue date: 2015-08-19 Pretende-se analisar a obra literária de Caio Fernando Abreu (CFA) pela perspectiva da escrita de si (auto e/ou alterficcional) e da performance, por duas faces: a dos viajantes (em constantes deslocamentos de personagens em contiguidade às viagens do autor) e a das personae, sobretudo, as verificadas nas cartas em que CFA embaralha outros de si, assinando diferentes nomes, como Caio F. A estrutura é análoga a um roteiro de viagem. As duas faces estudadas culminam num Diário de bordo, com fragmentos de romances, contos, cartas, crônicas e entrevistas do escritor a periódicos. O Diário é assinado por Caio F., o outro de si que triunfa como rastro do rastro, a marca da escrita, o representante, a persona mais iterável que, cada vez mais substitui e/ou sobrepõe o nome do autor, mesmo após as mais de três décadas da sua criação.
7

A OUTRA CORTAZARIANA: O GÊNERO FEMININO NOS CONTOS DE FINAL DEL JUEGO

Oliveira, Ana Catarina de Pinho Simas 26 June 2015 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T14:11:35Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_8976_A_Outra_Cortázar_Publicação_Ana_Catarina (nova).pdf: 2249742 bytes, checksum: 05ff21ffac9c65f5a4ef397b719fb0e8 (MD5) Previous issue date: 2015-06-26 Esta pesquisa tem como objetivo analisar as personagens mulheres nos contos do livro Final del juego, de Julio Cortázar, sob a ótica feminista defendida nas obras O segundo sexo: fatos e mitos e O segundo sexo: a experiência vivida, de Simone de Beauvoir e Profissões para mulheres e outros artigos feministas, de Virginia Woolf, além de outras obras contidas nas referências deste trabalho. Tal análise permite a conclusão de que algumas das historietas selecionadas retratam sem nenhuma concordância do autor uma discriminação sexista das personagens masculinas em relação às femininas, ao mesmo tempo em que apontam o comportamento destas diante do tratamento opressivo de sexo e indicam uma possível causa para esse fenômeno. A busca revela uma parte da cultura ocidental que, durante milênios, perpetuou vozes como as de Aristóteles, Platão e alguns pensadores da Igreja Católica, entre outros, que enalteceram os homens e inferiorizaram as mulheres. Com alicerce no colóquio edificado com o autor, a pesquisa ressalta aspectos da obra que auxiliaram na reflexão crítica sobre os antigos conceitos estéticos sexistas e sobre o papel das mulheres na sociedade. Palavras-chave: Julio Cortázar. Contos. Fantástico. Feminismo. Insólito.
8

Autobiografias e formação do sujeito-autor-leitor

Almeida, Claudia Rocha 12 August 2015 (has links)
Submitted by Claudia Almeida (claudiarochasantana@bol.com.br) on 2017-03-31T19:39:30Z No. of bitstreams: 1 CLAUDIA ROCHA ALMEIDA- 2013 PROFLETRAS PDF.pdf: 12040030 bytes, checksum: 2b9b81627e4e6d6dfa13e5fe1771b2aa (MD5) Approved for entry into archive by Patricia Barroso (pbarroso@ufba.br) on 2017-04-05T20:52:18Z (GMT) No. of bitstreams: 1 CLAUDIA ROCHA ALMEIDA- 2013 PROFLETRAS PDF.pdf: 12040030 bytes, checksum: 2b9b81627e4e6d6dfa13e5fe1771b2aa (MD5) Made available in DSpace on 2017-04-05T20:52:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 CLAUDIA ROCHA ALMEIDA- 2013 PROFLETRAS PDF.pdf: 12040030 bytes, checksum: 2b9b81627e4e6d6dfa13e5fe1771b2aa (MD5) CAPES, UFBA, UFMG Este é um estudo que tem por objetivo pesquisar de que maneira as textualidades produzidas a partir das histórias de vida dos estudantes podem se constituir como espaço de formação/reflexão de sua própria narrativa e de reconhecimento do seu lugar social, favorecendo uma autoria de si mesmo nas práticas discursivas em Língua Portuguesa. Trata-se de uma ação situada baseada em um processo de biografização do sujeito através da escrita e do falar de si, com a intenção de que estes possam perceber-se enquanto sujeitos sociais, transpassados por ideologias, mas também, resistentes e produtores de contradiscursos em relação aos já instituídos socialmente. Resultado de um projeto de intervenção pedagógica realizado na Escola Municipal Miguel Arraes em Lauro de Freitas-BA, no ano letivo de 2014, as discussões presentes neste trabalho foram direcionadas a uma perspectiva de autoconhecimento e produção de saberes, visando contribuir para o aprimoramento das habilidades de escrita/leitura dos estudantes pesquisados. Esta intervenção, de base autobiográfica, considera os pressupostos teóricos de Freire (1989) (1997) (2000), Arfuch (2010); Delory Momberger (2008) (2010); Abrahão (2010), Klinger (2012), Josso (2010), Orlandi (1999), Foucault (1999) (2002) (2004), Cesar (2011) e Mclaren e Henry Giroux (1998). Palavras Chave: Autobiografias; Escrita de si; Habilidade de leitura/escrita; Sujeito-autor-leitor. This is a study that aims to research how the textualities produced from the life stories of students can be constituted as a space for training / reflection of his own narrative and recognition of their social place, favoring an authoring yourself the discursive practices in Portuguese. It is an action set based on a biographization process of the subject through writing and talking about themselves, with the intent that they may be perceived as social subjects, pierced by ideologies, but also resistant and producers of counter-discourses in relation to already established socially. Result of a pedagogical intervention project conducted at the Municipal School Miguel Arraes in Lauro de Freitas, Bahia, in the academic year 2014, the discussions presented in this work were directed to a self-perspective and production of knowledge in order to contribute to the improvement of skills writing / reading of the surveyed students. This intervention, autobiographical basis, considers the theoretical assumptions of Freire (1989) (1997) (2000), Arfuch (2010); Delory Momberger (2008) (2010); Abraham (2010), Klinger (2012), Josso (2010), Orlandi (1999), Foucault (1999) (2004), Cesar (2011) and McLaren and Henry Giroux (1998). Keywords: Autobiographies; Writing itself; Ability to read / write; Subject-author-reader.
9

L'orthodoxie et hÃtÃrodoxie dans les rapports du sujet fÃminin collectives victimes de violence domestique: d'aimer notre prochain comme toi-mÃme Ortodoxia e heterodoxia nos relatos do sujeito coletivo mulher vÃtima de violÃncia domÃstica: amar a si mesmo como ao prÃximo

Karina AragÃo de Siqueira 31 July 2014 (has links)
Secretaria Municipal de EducaÃÃo de Fortaleza A pesquisa analisa o discurso das mulheres que sofrem violÃncia cometida por seus parceiros ou ex-parceiros a partir dos boletins de ocorrÃncia da Delegacia da Defesa das Mulheres em Fortaleza e dos relatos no site www.leimariadapenha.com.br. A finalidade deste trabalho consiste em analisar o sujeito coletivo em narrativas de vida considerando a proposta teÃrica de LefÃvre (2005) sobre o sujeito coletivo, a perspectiva de categoria de situaÃÃo de Bertaux (2010), a reflexÃo de Foucault (2002) sobre o discurso e o sujeito e a representaÃÃo social do sujeito de Goffman (2002) e a narrativa ortodoxa e a heterodoxa de Maia-Vasconcelos (2014).Temos, portanto, uma relaÃÃo, segundo Morin (2010), parte-todo complexa, pois cada indivÃduo com caracterÃsticas particulares diferentes em cada narrativa de vida dÃo vez a um todo com caracterÃsticas singulares chamado de sujeito coletivo. A tese verificou a formaÃÃo de um sujeito coletivo a partir de relatos de mulheres que vivem situaÃÃes semelhantes integrando-se, assim, em uma mesma categoria de situaÃÃo vivenciada, mesmo nÃo se conhecendo e vivendo em regiÃes geograficamente distantes. Os relatos avaliados sÃo obtidos no fÃrum virtual âCasos e Testemunhosâ e na delegacia de Defesa das Mulheres. A leitura dos relatos permitiu ressaltar aspectos que nos levam a crer que existe uma subjetividade embutida nos discursos dessas mulheres que as aproximam do ponto de vista sociovivencial. O discurso do sujeito coletivo pode ser percebido, segundo LefÃvre (2005) como a representaÃÃo discursiva de uma coletividade a respeito de um determinado tema. No fÃrum virtual, a narrativa heterodoxa surge a partir de um sujeito que escolhe os fatos vividos que devem ser relatados e como devem ser apresentados em um processo de ressignificaÃÃo do vivido partilhando de uma mesma comunidade discursiva. No boletim de ocorrÃncia, a narrativa ortodoxa, surge a partir de um sujeito que tambÃm escolhe os fatos que devem ser relatados, mas nÃo como devem ser relatados. Estes sujeitos, encontrados nos boletins de ocorrÃncia, partilham de uma mesma comunidade ideolÃgica que denuncia e nÃo deseja pedir medidas protetivas de urgÃncia. Esta perspectiva de pesquisa vislumbra a Complexidade defendida por Morin (2010), numa relaÃÃo de parte-todo, em que cada parte està relacionada com o todo, ou seja, cada narrativa de vida, apesar de divergente, apresenta, ao mesmo tempo, caracterÃsticas que indicam uma categoria de situaÃÃo e formam uma coletividade que nÃo à apenas um agrupamento de sujeitos com narrativas de vida, ela à mais do que isso, uma vez que surge uma unidade inÃdita que à o sujeito coletivo. A pesquisa analisa o discurso das mulheres que sofrem violÃncia cometida por seus parceiros ou ex-parceiros a partir dos boletins de ocorrÃncia da Delegacia da Defesa das Mulheres em Fortaleza e dos relatos no site www.leimariadapenha.com.br. A finalidade deste trabalho consiste em analisar o sujeito coletivo em narrativas de vida considerando a proposta teÃrica de LefÃvre (2005) sobre o sujeito coletivo, a perspectiva de categoria de situaÃÃo de Bertaux (2010), a reflexÃo de Foucault (2002) sobre o discurso e o sujeito e a representaÃÃo social do sujeito de Goffman (2002) e a narrativa ortodoxa e a heterodoxa de Maia-Vasconcelos (2014).Temos, portanto, uma relaÃÃo, segundo Morin (2010), parte-todo complexa, pois cada indivÃduo com caracterÃsticas particulares diferentes em cada narrativa de vida dÃo vez a um todo com caracterÃsticas singulares chamado de sujeito coletivo. A tese verificou a formaÃÃo de um sujeito coletivo a partir de relatos de mulheres que vivem situaÃÃes semelhantes integrando-se, assim, em uma mesma categoria de situaÃÃo vivenciada, mesmo nÃo se conhecendo e vivendo em regiÃes geograficamente distantes. Os relatos avaliados sÃo obtidos no fÃrum virtual âCasos e Testemunhosâ e na delegacia de Defesa das Mulheres. A leitura dos relatos permitiu ressaltar aspectos que nos levam a crer que existe uma subjetividade embutida nos discursos dessas mulheres que as aproximam do ponto de vista sociovivencial. O discurso do sujeito coletivo pode ser percebido, segundo LefÃvre (2005) como a representaÃÃo discursiva de uma coletividade a respeito de um determinado tema. No fÃrum virtual, a narrativa heterodoxa surge a partir de um sujeito que escolhe os fatos vividos que devem ser relatados e como devem ser apresentados em um processo de ressignificaÃÃo do vivido partilhando de uma mesma comunidade discursiva. No boletim de ocorrÃncia, a narrativa ortodoxa, surge a partir de um sujeito que tambÃm escolhe os fatos que devem ser relatados, mas nÃo como devem ser relatados. Estes sujeitos, encontrados nos boletins de ocorrÃncia, partilham de uma mesma comunidade ideolÃgica que denuncia e nÃo deseja pedir medidas protetivas de urgÃncia. Esta perspectiva de pesquisa vislumbra a Complexidade defendida por Morin (2010), numa relaÃÃo de parte-todo, em que cada parte està relacionada com o todo, ou seja, cada narrativa de vida, apesar de divergente, apresenta, ao mesmo tempo, caracterÃsticas que indicam uma categoria de situaÃÃo e formam uma coletividade que nÃo à apenas um agrupamento de sujeitos com narrativas de vida, ela à mais do que isso, uma vez que surge uma unidade inÃdita que à o sujeito coletivo.
10

[en] FROM LITERATURE TO BLOGS: A PROMENADE THROUGH SELFWRITING´S TERRITORY [pt] DA LITERATURA AOS BLOGS: UM PASSEIO PELO TERRITÓRIO DA ESCRITA DE SI

ANA PAULA LOBAO PRANGE 6 November 2003 (has links)
[pt] Este trabalho tem como objetivo investigar os significados e funções que vêm assumindo os blogs pessoais para seus autores, como espaços para a escrita de si. Para isso foi realizado primeiramente um levantamento bibliográfico de outras formas de auto-relatos escritos, inaugurados em diferentes períodos da História, desde a Antigüidade. Num segundo momento desenvolveu-se uma pesquisa qualitativa na qual foram analisados os discursos contidos em dez blogs pessoais, de autoria feminina. A partir desta análise chegou-se a algumas categorias para discussão, relacionadas às funções que parecem estar os blogs exercendo para suas autoras, aos destinos das mensagens publicadas e, ainda, aos diferentes níveis de explicitação de si presentes nos mesmos. Os resultados desta pesquisa revelaram serem os blogs um gênero híbrido de escrita de si, que reúnem algumas características dos diários pessoais, outras comumente típicas das correspondências íntimas e, ainda, certas características das formas de escrita de si destinadas à publicação. [en] The present work aims at investigating meanings and functions personal blogs have been performing; the personal ones, for their own authors - as some space for self- writing. Towards that, a bibliography research of other forms of written self-account was initially carried out, inaugurated in different periods of History, since Antiquity. Subsequently, a qualitative research was developed, in which ten speeches, extracted from blogs written by women, were analized. This analysis led to some categories to be further discussed, related to the functions the blogs in reference apparently perform for their authors, to the destinations of the posted messages and, still, to the different levels of self-expliciting present in them. The results of this research revel the blogs to be an hybrid type of selfwriting, which gathers some characteristics depicted in personal diaries, others, commonly found in intimate correspondence and, finally, some characteristics of self-writing forms, destined to posting.

Page generated in 0.0912 seconds