• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 40
  • Tagged with
  • 40
  • 20
  • 11
  • 10
  • 9
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 7
  • 6
  • 6
  • 5
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Produção e caracterização de micropartículas de poliésteres contendo látex da Euphorbia tirucalli

Rodrigues, Marina Lima 12 December 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde, 2017. / Texto parcialmente liberado pelo autor. Conteúdo liberado: Resumo e Abstract. / Submitted by Raquel Almeida (raquel.df13@gmail.com) on 2018-03-21T20:28:28Z No. of bitstreams: 1 2017_MarinaLimaRodrigues_PARCIAL.pdf: 563027 bytes, checksum: 5f57207fd56e1e880920d8270b4611d4 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-03-26T18:15:40Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_MarinaLimaRodrigues_PARCIAL.pdf: 563027 bytes, checksum: 5f57207fd56e1e880920d8270b4611d4 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-03-26T18:15:40Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_MarinaLimaRodrigues_PARCIAL.pdf: 563027 bytes, checksum: 5f57207fd56e1e880920d8270b4611d4 (MD5) Previous issue date: 2018-03-26 / O encapsulamento de fármacos em sistemas micro e nanoestruturados tem se mostrado uma estratégia adequada para superar mecanismos de resistência celular e aumentar a seletividade da droga por sitio-específicos, diminuindo assim efeitos colaterais. Nesse trabalho foram produzidas partículas à base de poliéster (ácido polilático-co-glicólico) utilizadas para encapsular o látex da planta Euphorbia tirucalli, contendo o princípio ativo Eufol. Após o preparo das partículas, houve a avaliação dos parâmetros físico-químicos, morfológicos e citotóxicos. As partículas contendo o látex, apresentaram elevada eficiência de encapsulamento (>70 %), com um perfil de liberação lento e constante durante 6 horas. Através da técnica de espalhamento dinâmico de luz verificou-se que as partículas possuem diâmetro variando de 440 a 480 nm e uma tendência de agregação devido ao valor de potencial zeta (-6,44 a -21,7 mV). Na espectroscopia de FTIR, medidas das nanopartículas de PLGA apresentaram picos das vibrações que confirmaram composição do PLGA. Análise do pó da E. tirucalli no FTIR apresentou banda com deformação axial do grupo O-H ou N-H em comprimento de onda entre 3.500 e 3.200 cm-1, vibrações de estiramento do grupo C-H em 2.900 cm-1 e estiramento do grupo C=O próximo a 1.660 cm-1. E as medidas da nanopartículas contendo a droga apresentaram tanto as características da droga e quanto do PLGA. Na espectroscopia de fluorescência apresentaram três picos entre 200 e 350 nm. As análises termogravimétricas e a calorimetria exploratória diferencial mostram uma tendência para o processo endotérmico, como principal evento a fusão. / The encapsulation of drugs in micro and nanostructured systems has been a suitable strategy to overcome mechanisms of cell resistance and increase drug selectivity by site-specific sites, thus reducing side effects. In this work, polyester-based particles (polylactic-co-glycolic acid) were used to encapsulate the latex of the Euphorbia tirucalli plant, containing the Eufol active ingredient. After the preparation of the particles, the physical-chemical, morphological and cytotoxic parameters were evaluated. The particles containing the latex presented high encapsulation efficiency (> 70%), with a slow and constant release profile for 6 hours. Through of dynamic light scattering technique, the particles had a diameter varying from 440 to 480 nm and a tendency of aggregation due to the zeta potential value (-6.44 to -21.7 mV). In FTIR spectroscopy, measurements of PLGA nanoparticles showed vibration peaks that confirmed PLGA composition. Analysis of powder E. tirucalli in the FTIR showed a band with axial deformation of the OH or NH group at wavelengths between 3,500 and 3,200 cm-1, CH group stretching vibrations at 2,900 cm-1 and the stretching C = O group to about at 1660 cm-1. The measurements of nanoparticle containing the drug showed both the characteristics of the drug and the PLGA. In fluorescence, spectroscopy showed three peaks between 200 and 350 nm. The thermogravimetric analyzes and the differential exploratory calorimetry show a tendency for the endothermic process, as the main event the fusion.
2

Avaliação de uso de Momordica charantia L. no tratamento de asma em modelo animal / Evaluation of the use of Momordica charantia L. in the treatment of asthma in an animal model

Alessa Castro Ribeiro 21 July 2016 (has links)
A asma é uma doença crônica das vias aéreas responsável por significativa morbidade e mortalidade mundial. Medicamentos anti-inflamatórios, tais como os corticosteróides, são algumas das opções de tratamento mais importantes, no entanto, elas podem causar efeitos secundários indesejáveis. Historicamente, as plantas foram uma fonte principal de moléculas com atividade biológica. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do MC, um extrato vegetal brasileira com propriedades anti-inflamatórias, no tratamento da asma em um modelo animal. Métodos: Camundongos machos Balb/C, com idade de 5 a 6 semanas, foram sensibilizados com ovalbumina (OVA) por via intraperitoneal (IP) por duas vezes, com uma semana de intervalo, e desafiados diariamente com OVA intranasal durante três dias. Os animais foram tratados diariamente com a MCA (aquoso) MCHA (hidroalcóolico) na dose 500 mg/kg ip por três dias, durante os desafios. Os camundongos do grupo controle receberam solução salina nos mesmos dias. Cinco a oito animais por grupo foram utilizados. Vinte e quatro horas após o último desafio, os ratinhos foram ventilados com um respirador animal pequeno (FlexiVent®), e foram realizadas medições in vivo da hiperreactividade brônquica com concentrações crescentes de metacolina em aerossol (6,25, 12,5, 25 e 50 mg / ml). Os parâmetros avaliados e comparados foram: a resistência total (RRS), elastância total (ERS), resistência do tecido (G) e elastância tecidual (H). Após ventilação, foi colhido lavado broncoalveolar (LBA) para análise da contagem de células totais e diferenciais. Interleucinas inflamatórias (IL-4, IL-5, IL-10, IL- 13, IFN-?) foram analisadas no homogenato pulmonar além da dosagem sérica de IgE antiOVA. Os pulmões dos animais foram coletados para análise histológica (H&E). Resultados: O tratamento com extrato MCHA reduziu significativamente a hiperresponsividade brônquica através da mensuração das medidas RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), quando comparado com o grupo de animas asmáticos não tratados. Extratos de MCA e MCHA reduziram tambem significativamente células totais (p<0,05) e contagem de eosinófilos (p<0,05). MCHA reduziu a concentração de IFN-? (p<0,01) quando comparado aos animais asmáticos não tratados. MCA (p<0,001) mostrou uma significativa redução do número de células inflamatórias por área quando comparado ao grupo asmático não tratado. Conclusão: Os dois extratos (aquoso e hidroetanólico) das folhas da espécie Momordica charantia L., na dose de 500 mg/kg, foi eficaz no tratamento da asma em modelo animal induzido por ovalbumina tanto em medidas da mecânica pulmonar quando em marcadores inflamatórios e estudo histológico, sendo o extrato hidroetanólico potencialmente mais eficaz na dose estudada. / Asthma is a chronic disease of the airways responsible for significant morbidity and mortality worldwide. Anti-inflammatory medications, such as corticosteroids, are some of the most important treatment options, however they can cause undesirable side effects. Historically, plants have been a major source of molecules with biological activity. The objective of this study was to evaluate the effect of MC, a Brazilian herbal extract with anti-inflammatory properties, on asthma treatment in an animal model. Methods: Male Balb/c mice, 5 to 6 weeks, were sensitized twice with ovalbumin (OVA) intraperitoneally (ip), one week apart, and challenged daily with OVA intranasally for three days. Mice were treated daily with MCA (aqueous) MCHA (hydroethanolic) extract (500 mg/kg) ip for three days, during challenges. Control mice received saline on the same days. Five to eight mice were utilized per group. Twenty-four hours after the last challenge, mice were ventilated with a small-animal ventilator (FlexiVent®), and in vivo measurements of bronchial hyperresponsiveness were performed with increasing concentrations of methacholine aerosol (6.25, 12.5, 25 and 50 mg/ml). The following parameters were evaluated and compared: total resistance (RRS), total elastance (ERS),, tissue resistance (G) and tissue elastance (H). After ventilation, was collected bronchoalveolar lavage (BAL) for analysis of total and differential count inflammatory cells. Interleukins (IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, IFN-?) were analyzed in lung homogenate. Morover serum anti-OVA IgE were dosage. The lungs of the animals were collected for histological analysis (H & E) Results: Treatment with MCHA extract significantly decreased airway hyperresponsiveness, measured by RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), when compared to OVA-challenged mice. MCA e MCHA extract also significantly reduced BAL total cell (p<0,05) and eosinophil counts (p<0,05). MCHA reduced IFN-? concentration (p<0,01) as compared to the untreated group asthmatic. MCA (p<0,001) showed a significant reduction in the number of inflammatory cells per unit area in the air compared to the asthmatic untreated group. Conclusion: The administration of MCA and MCHA from the leaves of Momordica charantia L. species, at a dose of 500 mg / kg was effective in the treatment of asthma in animal models induced by ovalbumin in both pulmonary mechanics measurements as inflammatory markers, and histological study, and potentially more effective MCHA extract the studied dose.
3

Avaliação de uso de Momordica charantia L. no tratamento de asma em modelo animal / Evaluation of the use of Momordica charantia L. in the treatment of asthma in an animal model

Ribeiro, Alessa Castro 21 July 2016 (has links)
A asma é uma doença crônica das vias aéreas responsável por significativa morbidade e mortalidade mundial. Medicamentos anti-inflamatórios, tais como os corticosteróides, são algumas das opções de tratamento mais importantes, no entanto, elas podem causar efeitos secundários indesejáveis. Historicamente, as plantas foram uma fonte principal de moléculas com atividade biológica. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito do MC, um extrato vegetal brasileira com propriedades anti-inflamatórias, no tratamento da asma em um modelo animal. Métodos: Camundongos machos Balb/C, com idade de 5 a 6 semanas, foram sensibilizados com ovalbumina (OVA) por via intraperitoneal (IP) por duas vezes, com uma semana de intervalo, e desafiados diariamente com OVA intranasal durante três dias. Os animais foram tratados diariamente com a MCA (aquoso) MCHA (hidroalcóolico) na dose 500 mg/kg ip por três dias, durante os desafios. Os camundongos do grupo controle receberam solução salina nos mesmos dias. Cinco a oito animais por grupo foram utilizados. Vinte e quatro horas após o último desafio, os ratinhos foram ventilados com um respirador animal pequeno (FlexiVent®), e foram realizadas medições in vivo da hiperreactividade brônquica com concentrações crescentes de metacolina em aerossol (6,25, 12,5, 25 e 50 mg / ml). Os parâmetros avaliados e comparados foram: a resistência total (RRS), elastância total (ERS), resistência do tecido (G) e elastância tecidual (H). Após ventilação, foi colhido lavado broncoalveolar (LBA) para análise da contagem de células totais e diferenciais. Interleucinas inflamatórias (IL-4, IL-5, IL-10, IL- 13, IFN-?) foram analisadas no homogenato pulmonar além da dosagem sérica de IgE antiOVA. Os pulmões dos animais foram coletados para análise histológica (H&E). Resultados: O tratamento com extrato MCHA reduziu significativamente a hiperresponsividade brônquica através da mensuração das medidas RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), quando comparado com o grupo de animas asmáticos não tratados. Extratos de MCA e MCHA reduziram tambem significativamente células totais (p<0,05) e contagem de eosinófilos (p<0,05). MCHA reduziu a concentração de IFN-? (p<0,01) quando comparado aos animais asmáticos não tratados. MCA (p<0,001) mostrou uma significativa redução do número de células inflamatórias por área quando comparado ao grupo asmático não tratado. Conclusão: Os dois extratos (aquoso e hidroetanólico) das folhas da espécie Momordica charantia L., na dose de 500 mg/kg, foi eficaz no tratamento da asma em modelo animal induzido por ovalbumina tanto em medidas da mecânica pulmonar quando em marcadores inflamatórios e estudo histológico, sendo o extrato hidroetanólico potencialmente mais eficaz na dose estudada. / Asthma is a chronic disease of the airways responsible for significant morbidity and mortality worldwide. Anti-inflammatory medications, such as corticosteroids, are some of the most important treatment options, however they can cause undesirable side effects. Historically, plants have been a major source of molecules with biological activity. The objective of this study was to evaluate the effect of MC, a Brazilian herbal extract with anti-inflammatory properties, on asthma treatment in an animal model. Methods: Male Balb/c mice, 5 to 6 weeks, were sensitized twice with ovalbumin (OVA) intraperitoneally (ip), one week apart, and challenged daily with OVA intranasally for three days. Mice were treated daily with MCA (aqueous) MCHA (hydroethanolic) extract (500 mg/kg) ip for three days, during challenges. Control mice received saline on the same days. Five to eight mice were utilized per group. Twenty-four hours after the last challenge, mice were ventilated with a small-animal ventilator (FlexiVent®), and in vivo measurements of bronchial hyperresponsiveness were performed with increasing concentrations of methacholine aerosol (6.25, 12.5, 25 and 50 mg/ml). The following parameters were evaluated and compared: total resistance (RRS), total elastance (ERS),, tissue resistance (G) and tissue elastance (H). After ventilation, was collected bronchoalveolar lavage (BAL) for analysis of total and differential count inflammatory cells. Interleukins (IL-4, IL-5, IL-10, IL-13, IFN-?) were analyzed in lung homogenate. Morover serum anti-OVA IgE were dosage. The lungs of the animals were collected for histological analysis (H & E) Results: Treatment with MCHA extract significantly decreased airway hyperresponsiveness, measured by RRS (p<0,001), ERS (p<0,05), G (p<0,05) and H (p<0,001), when compared to OVA-challenged mice. MCA e MCHA extract also significantly reduced BAL total cell (p<0,05) and eosinophil counts (p<0,05). MCHA reduced IFN-? concentration (p<0,01) as compared to the untreated group asthmatic. MCA (p<0,001) showed a significant reduction in the number of inflammatory cells per unit area in the air compared to the asthmatic untreated group. Conclusion: The administration of MCA and MCHA from the leaves of Momordica charantia L. species, at a dose of 500 mg / kg was effective in the treatment of asthma in animal models induced by ovalbumin in both pulmonary mechanics measurements as inflammatory markers, and histological study, and potentially more effective MCHA extract the studied dose.
4

Desenvolvimento e validação de metodologia analítica aplicados à forma farmacêutica sólida de Aesculus hippocastanum L. (castanha da índia)

GUERRA, Elda Azevedo 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T16:29:30Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo2148_1.pdf: 1453849 bytes, checksum: ff018b01e962a165dd2056959787dd10 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / O tratamento das enfermidades humanas com plantas medicinais, ou seus derivados, é uma prática antiga e que atualmente encontra-se em expansão por todo o mundo. A busca por este tipo de terapia tem crescido muito nos últimos anos devido ao baixo custo destes produtos em comparação aos industrializados obtidos por síntese química. Os fitoterápicos são medicamentos obtidos empregando-se, como princípio ativo, exclusivamente matérias-primas vegetais e caracterizados pelo conhecimento da eficácia e dos riscos de seu uso, como também pela constância de sua qualidade. No Brasil estes produtos são regulamentados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) e devem apresentar critérios de qualidade, segurança e eficácia requeridos. Levantamento realizado no site da ANVISA, detectou a castanha da índia como um dos fitoterápicos com maior número de produtos registrados. A castanha da índia (Aesculus hippocastanum L.) é natural dos Balcãns, região do Cáucaso e do leste asiático. Possui em sua composição vários compostos, entretanto estudos apontam que a escina (mistura complexa de saponinas triterpênicas) é o composto responsável por sua ação farmacológica. As principais atividades relacionadas à escina são: antiedematogênica, antinflamatória e propriedades venotônicas, todas estão relacionadas ao mecanismo molecular de permeabilidade vascular seletiva. A busca de métodos analíticos para avaliação da qualidade destes produtos é de grande importância, tendo em vista a deficiência em compêndios oficiais de métodos para análise dos produtos fitoterápicos. Para quantificação de escina em cápsulas contendo extrato seco de sementes da castanha da índia, padronizado com 6,5% de escina, foi realizado extração das saponinas e posteriormente avaliado o teor do ativo na amostra pelo método espectrofotométrico derivativo de primeira ordem na região do ultravioleta no comprimento de onda de 579 nm, o método foi validado segundo guia para validação de métodos analíticos da Agência Nacional de Vigilância Sanitária apresentando resultados com coeficiente de variação menor que 5%, limite aceitável. Também foi realizado o desenvolvimento metodológico da dissolução das cápsulas, avaliando o tempo hábil para a biodisponibilidade do ativo, através de perfil comparativo utilizando para o teste meio, aparato e velocidade diferentes, com coleta em 5, 15, 30, 45 e 60 minutos. Nos testes foram obtidos performance ideal para o meio HCl 0,1 M, em velocidade de 75 rpm e cesta como aparato, com a finalidade de quantificar a escina em cápsulas contendo extrato de castanha da índia. O método de dissolução foi validado apresentando-se linear, específico e preciso, com resultados confiáveis e reprodutíveis. Os métodos analíticos desenvolvidos podem ser aplicados na rotina laboratorial do controle de qualidade
5

Estudo da cicatrização de suturas na bexiga urinária de ratos com e sem a utilização de extrato bruto de Jatropha gossypiifolia intraperitoneal / Study of wound healing in the urinary bladder of rats with and without the use of crude extract of Jatropha gossypiifolia intraperitoneal

José Maria Ayres Maia 25 March 2013 (has links)
A cicatrização constitui processo complexo envolvendo diferentes sistemas biológicos e imunológicos , sendo essencial para manter a integridade do organismo. Três fases bem definidas ocorrem, a inflamatória, a proliferativa e a de maturação. A falha ou prolongamento em uma fase pode resultar em retardo da cicatrização tecidual. A sutura dos tecidos e sua cicatrização é um dos fundamentos básicos da cirurgia e a procura de substâncias que melhorem este processo é um desafio constante. O uso de substâncias de plantas têm sido testados por vários autores. Objetivo - Analisar comparativamente as alterações macroscópicas e histológicas proporcionadas pelo uso do extrato bruto da Jatropha gossypiifolia intraperitonial, na cicatrização de suturas realizadas na bexiga urinária de ratos. Material e método Sessenta ratos da linhagem Wistar, adultos, machos foram distribuídos em 2 grupos animais. O procedimento experimental constituiu-se em laparotomia mediana infraumbelical, incisão longitudinal de 1cm na parede ventral da bexiga e síntese em plano único com pontos separados de poliglactina 910 5-0 (Ethicon). O procedimento nos animais do grupo controle (ratos 1 a 30) instilou-se na cavidade peritonial água destilada na proporção de 1ml por kg de peso e no grupo Jatropha (ratos 31 a 60) utiilizou-se o extrato bruto de Jatropha gossypiifolia na proporção de 1ml por kg de peso, que representava 200mg do fototerápico, intraperitoneal. Cada grupo foi dividido em 3 subgrupos de 10 animais sendo estes submetidos à eutanásia no 7 e 14 pós-operatório. Foi feita análise macroscópica e histológica comparativa entre os subgrupos . Resultados - No 7 dia foi observado diferença estatisticamente significativa nas variáveis inflamação aguda, neoformação vascular e colagenização, sendo a primeira maior no grupo controle e as duas últimas no grupo Jatropha; no 14 variáveis inflamação aguda e proliferação fibroblástica apresentaram-se mais intensas com significado estatístico no grupo controle. No 21 dia as variantes se alinharam não havendo diferença estatística na sua comparação. Conclusão - Foi observado homogeneidade na cicatrização nos 2 grupos, contudo, a mesma foi mais intensa no grupo controle. Não se observou, portanto, efeito favorecedor cicatrizante do extrato bruto da Jatropha gossypiifolia intraperitonial, em dose única, na bexiga urinária de rato. / The healing process is quite complex, involving different biological and immunological systems and being essential for maintaining the organism integrity. Three well-defined stages take place: inflammatory, proliferate and that of maturation. Failure or lengthening of a phase could result in a delay of tissue healing. The suture of tissues and their healing process is one of the basic fundamentaIs of surgery, and the research on substances which bring an improvement of the process is an ongoing challenge. The use of plant substances has been tested by several researchers. Study Aim - To comparatively analyze the macroscopic and histological alterations brought about by the use of intraperitoneal Jatropha gossypiifolia gross extract, in the healing process of sutures performed on the bladder of rats. Material and Method Sixty (60) adult, male, Wister rats were distributed into two animal groups. The experimental procedure constituted of infraumbilical median laparatomy, 1 cm longitudinal incision on the bladder ventral wall, and single plane synthesis with separarate polyglactine 910 5-0 (Ethicon) stitches. The procedure for the control group (1 to 30) was peritoneal cavity instillation of distilled water at a ratio of 1 ml/kg/weight, and a 1 ml/kg/weight of Jatropha gossypiifolia extract for the Jatropha group (rats 31 to 60), which represented 200 mg of the intraperitoneal phytotherapical. Each group was subdivided into 3 subgroups of 10 animaIs, being submitted to euthanasia on days 7, 14 and 21 post-surgery. Comparative histological and macroscopic analysis was undertaken between the subgroups. Results Statistically significant difference for the acute inflammation variables, vascular neoformation, and bonding was observed on day 7, the first being greater in the control group, and the latter two being greater in the Jatropha group; acute inflammation variables and fibroblastic proliferation presented more intense on day 14, with statistical significance in the control group. In 21 day the variables no presents significant difference. Conclusions - Homogeneity was observed in the healing process of both groups but it was more intense in the control group. No favorable healing effect, however, was observed from the single dose intraperitoneal Jatropha gossypiifolia gross extract on the bladder of rats.
6

Soluções de alho no controle de nematódeos gastrintestinais em bovinos jovens / Garlic solutions in control of gastrointestinal nematodes in young cattle

Parra, Carla Lieda Cezimbra 23 February 2011 (has links)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / Twenty four Holstein calves and heifers naturally infected were used to evaluate the effect of garlic supply on helminth control. The preparation consisted to triturated garlic, 50%, plus water or alcohol 92º, 50%, orally-administrable on the animals. Treatments (T) consisted of a negative control (T1), garlic at 60 (T2) and 120g on alcoholic extract (T3); 60 (T4) and 120g on aqueous extract/100kg of life weight (T5) and the positive control with Albendasole at 10% (T6). The phitotherapic treatments were repeated after 14th day if the infection was superior to 400 eggs per gram of faeces (EPG). The quantitative and qualitative coproculture technique was performed to evaluate the anthelmintic efficacy of the treatments. During all experimental period (54 days) the mean efficacy of EPG were 43 (T2), 50 (T3), 41 (T4), 61 (T5) and 85% (T6). Differences between treated and control groups was observed in EPG and in relative percentage of infective larvae and the larval development. Partial control was found with the garlic solutions on gastrointestinal nematodes. Better results were found with 120g aqueous extract solution. / Para avaliar a atividade anti-helmíntica do alho suplementado, foram utilizadas 24 bezerras e novilhas da raça Holandesa, naturalmente infectadas. As soluções foram preparadas triturando-se o alho, 50%, mais água ou álcool 92º, 50%, administrando-se oralmente aos animais. Os tratamentos (T) foram constituídos pelo grupo controle negativo (T1); alho a 60 (T2) e 120g em extração alcoólica (T3); 60 (T4) e 120g em extrato aquoso/100kg de peso vivo (T5); e o grupo controle positivo com Albendasole a 10% (T6). Os tratamentos fitoterápicos foram repetidos a cada 14 dias, caso a infecção fosse superior a 400 ovos por grama de fezes (OPG). A técnica de coprocultura quantitativa e qualitativa foi empregada para avaliar a eficácia anti-helmíntica dos tratamentos. Durante todo o período experimental (54 dias), a eficácia média de OPG foi de 43 (T2), 50 (T3), 41(T4), 61 (T5) e 85% (T6). Foram observadas diferenças entre os grupos controle e tratados para OPG e na porcentagem relativa de larvas infectantes e desenvolvimento larval. O uso das soluções de alho demonstraram controle parcial de nematódeos gastrintestinais. Os melhores resultados foram encontrados com a solução de 120g de extrato aquoso.
7

Avaliação da toxicidade e atividade anti-helmíntica de Momordica charantia / Evaluation of toxicity and anthelmintic activity of Momordica charantia

Fonseca, Zuliete Aliona Araujo de Souza 23 February 2016 (has links)
Submitted by Socorro Pontes (socorrop@ufersa.edu.br) on 2017-04-19T15:31:40Z No. of bitstreams: 1 ZulieteAASF_TESE.pdf: 1241282 bytes, checksum: 77075ec3ef268d08c1bb2fd92bab3dba (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-04-26T12:15:30Z (GMT) No. of bitstreams: 1 ZulieteAASF_TESE.pdf: 1241282 bytes, checksum: 77075ec3ef268d08c1bb2fd92bab3dba (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Christiane (referencia@ufersa.edu.br) on 2017-04-26T12:17:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 ZulieteAASF_TESE.pdf: 1241282 bytes, checksum: 77075ec3ef268d08c1bb2fd92bab3dba (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-26T12:17:36Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ZulieteAASF_TESE.pdf: 1241282 bytes, checksum: 77075ec3ef268d08c1bb2fd92bab3dba (MD5) Previous issue date: 2016-02-23 / Gastrointestinal nematodes of small ruminants cause severe pathology and are a major cause of economic losses in sheep and goat farming, particularly in tropical and subtropical areas worldwide. Therefore, the development of sustainable, environmentally acceptable methods of nematode control has become a necessity. To evaluate the anthelmintic action of hydroalcoholic extract of Momordica charantia (EHMC) in the control of gastrointestinal nematodes of sheep, the egg hatch test (EHT), larval development test (LDT), and toxicity test using mices Balb/c and reduced eggs count in the feces (FECRT), were conducted. To evaluate the anthelmintic efficacy in vitro, TEO and TDL tests were conducted using EHMC at concentrations of 0.05; 0.1; 0.3; 0.7; 1.5 mg ml-1 on eggs and larvae of Haemonchus contortus. For the toxicity tests, Balb/c mice were randomly divided in groups (n = 12), based on the following treatments: 4.000 (G1), 6.000 (G2), 8.000 (G3), 10.000 mg.kg-1 (G4) and control group (G5), administered by gavage and observed for 14 days. To evaluate the anthelmintic action in vivo, 50 sheep naturally infected were randomly divided into five groups (n=10 per group) where: G1 was the control group, G2 was treated with 350 mg kg-1 EHMC, G3 with 7.5 mg kg-1 of Levamisole, G4 with 0.2 mg.kg-1 of Ivermectina and G5 with 10 mg.kg-1 of Albendazol. The efficacy on the control of gastrointestinal nematodes was valued 7, 14 and 21 days after treatment for the calculation of the fecal egg count reduction test (FECRT). In the in vitro tests, the EHMC turned out to be very effective by reducing 98.81% of the hatching eggs and the development 99.61% of H. contortus larvae in the dose of 1.5 mg.ml-1. In the acute toxicity test, the EHMC produced no signs of toxicity or death at a concentration of 4.000 mg kg-1, showing that doses below that value are considered safe for use in sheep naturally infected. In the FECRT, the reduction in OPG in sheep was 57% and 56% for EHMC, 93% and 74% for levamisole on days 7 and 14 after treatment, respectively. On day 14 after treatment, there was no significant difference between EHMC and levamisole (p<0.05), there was a reduction of 54% and 69% of excretion of eggs of Haemonchus and Trichostrongylus respectively in the group treated with EHMC in the same period. We conclude that the hydroalcoholic extract of M. charantia showed significant anthelmintic effect in vitro and in vivo, providing an alternative for the control of gastrointestinal nematodes in sheep / Nematóides gastrintestinais de pequenos ruminantes causam patologias graves e são uma das principais causas de perdas econômicas para criação de ovinos e caprinos, principalmente em áreas tropicais e subtropicais em todo o mundo. No entanto, o desenvolvimento de métodos sustentáveis, ambientalmente aceitáveis de controle de nematóides tornou-se um estudo necessário. Objetivando avaliar a ação anti-helmíntica do extrato hidroalcoólico de Momordica charantia (EHMC) no controle de nematóides gastrintestinais de ovinos foi realizado teste de eclosão de ovos (TEO), teste de desenvolvimento larvar (TDL), assim como testes de toxicidade e teste de redução de contagem de ovos nas fezes (FECRT). Para avaliação da eficácia anti-helmíntica in vitro os testes TEO e TDL foram realizados utilizando EHMC nas concentrações de 0,05; 0,1; 0,3; 0,7 e 1,5 mg ml-1 sobre ovos e larvas de Haemonchus contortus, já para o teste de toxicidade foram utilizados camundongos Balb/c agrupados aleatoriamente (n=12), com base nos tratamentos: 4000 (G1), 6000 (G2), 8000 (G3), 10.000 mg kg-1 (G4) e grupo controle (G5), administrados por gavagem e mantidos em observação durante 14 dias. Para avaliar a ação anti-helmíntica in vivo, 50 ovinos infectados naturalmente foram divididos aleatoriamente em cinco grupos (n=10 por grupo): G1 (grupo controle), G2 tratado com 350 mg kg-1 EHMC, G3 com 5 mg kg-1 de Levamisol, G4 com 0,2 mg kg-1 de Ivermectina, G5 com 10 mg kg-1 de Albendazol. A eficácia no controle de nematóides gastrintestinais foi avaliada 7, 14 e 21 dias pós-tratamento para o cálculo do teste de redução da contagem de ovos nas fezes (FECRT). Nos testes in vitro o EHMC mostrou eficácia elevada reduzindo 98,81% a eclosão de ovos e 99,61% o desenvolvimento de larvas de H. contortus na dose de 1,5 mg ml-1. Para o teste de toxicidade aguda, o EHMC não produziu sinais de toxicidade ou morte na concentração de 4000 mg kg-1, mostrando que doses abaixo do valor referido são consideradas seguras para utilização em ovinos infectados naturalmente. A redução no OPG observada no FECRT em ovinos foi de 57% e 56% para EHMC, 93% e 74% para Levamisol nos dias 7 e 14 póstratamento, respectivamente. No dia 14 pós-tratamento, não houve diferença significativa entre EHMC e Levamisol (p<0,05), ocorrendo redução de 54% e 69% da excreção de ovos do gênero Haemonchus e Trichostrongylus respectivamente no grupo tratado com EHMC no mesmo período. Concluímos que o EHMC mostrou efeito anti-helmíntico significativo in vitro e in vivo, constituindo uma alternativa para o controle de nematóides gastrintestinais em ovinos / 2017-04-19
8

Controle de qualidade e prioridades de conservação de plantas medicinais comercializadas no Brasi

MELO, Joabe Gomes de 14 February 2007 (has links)
Submitted by (edna.saturno@ufrpe.br) on 2016-06-21T11:47:19Z No. of bitstreams: 1 Joabe Gomes de Melo.pdf: 684319 bytes, checksum: cc3b5dfd30a58d6614ad0cd1a29bc5cc (MD5) / Made available in DSpace on 2016-06-21T11:47:19Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Joabe Gomes de Melo.pdf: 684319 bytes, checksum: cc3b5dfd30a58d6614ad0cd1a29bc5cc (MD5) Previous issue date: 2007-02-14 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / Almost all the world’s populations use medicinal plants, or their derivates, for the treatment of illnesses. In Brazil, these plants have been compounds of industrialized products that are commercialized in drugstores, natural product stores and supermarkets, under the designation of phytotherapic or vegetal drug. Considering that good quality is a requirement to ensure product’s efficacy and security, and that most of native medicinal plants commercialized in Brazil are acquired from wild populations, the present study aimed, in the first article, to evaluate the quality of medicinal plant-based products, and in the second article, to settle priorities for conservation to native medicinal plants with commercial value. It was made a survey of the medicinal plant-based products, coming from industries all over the country, commercialized in 54 commercial establishments from Recife-PE. In each establishment it was applied a standardized sheet with information about the product’s commercial name, plant composition, pharmaceutical form, therapeutic indications and the laboratory. The evaluation of 10 samples of horsechestnut, 11 of lemongrass and six of gotu kola was preceded based on the criteria established by Farmacopéia Brasileira and specific legislation; the priority for conservation, of the native medicinal plants, was given according to Importance Value Index (IVI), which is based on the Relative Importance (RI) and on the Sensitivity Index (SI). In the first work it was verified the absence of obligatory data in 92.59% of the samples, and a high impurity content in 59.26% of the analyzed products. In spite of this, all samples were considered authentic based on phytochemical and pharmacobotanical tests. It was verified that, besides the commercialized products lack adequate data andquality, there’s an urgent need of an effective supervision from the component organs. In the second work, it was registered 74 native species that are used in more than 300 types of products. Twelve species presented high versatility, of which 58.33% were trees. There is predominance of destructive collection (58.11%) and of taxa collected only from nature (86.49%). Intensive use of uniquely wild species and the destructive form collection are serious problems that threat and compromise this resource’s availability. / Praticamente todos os povos do mundo fazem uso de plantas medicinais, ou seus derivados, para o tratamento de doenças. No Brasil, essas plantas têm sido componentes de produtos industrializados que são comercializados em farmácias,casas de produtos naturais e supermercados, sob a designação de fitoterápico ou droga vegetal. Tendo em vista que a boa qualidade é um requisito para assegurar a eficácia e a segurança dos produtos, e que a maioria das plantas medicinais nativas comercializadas no Brasil são obtida de populações silvestres, o presente trabalho teve por finalidade avaliar a qualidade de produtos a base de espécies vegetais medicinais e estabelecer prioridades de conservação para as plantas medicinais nativas de valor comercial. Realizou-se um levantamento dos produtos à base de plantas medicinais, provenientes de indústrias de várias partes do país, comercializados em 54 estabelecimentos comerciais da cidade do Recife-PE. Em cada estabelecimento foi aplicada uma ficha padronizada com informações sobre o nome comercial do produto, a composição vegetal, a forma farmacêutica, as indicações terapêuticas e o laboratório. A avaliação de 10 amostras de castanha-daíndia, 11 de capim-santo e seis de centela foi realizada com base nos critérios estabelecidos pela Farmacopéia Brasileira e legislação específica; a prioridade para a conservação das plantas medicinais nativas foi dada de acordo com o Índice de Valor de Importância (IVI), que é baseado na Importância Relativa (IR) e no Índice de Sensibilidade (IS). No primeiro trabalho constatou-se a ausência das informações obrigatórias em 92,59% das amostras e um elevado teor de impurezas, em 59,26% dos produtos analisados. Apesar disso, todas as amostras foram consideradas autênticas com base nos testes fitoquímicos e farmacobotânicos. Constata-se que, além dos produtos comercializados carecerem de informações e qualidade adequadas, há necessidade urgente de uma fiscalização efetiva por parte dos órgãos competentes. No segundo trabalho, foi registrado um total de 74 espécies nativas usadas em mais de 300 tipos de produtos. Doze espécies apresentaram grande versatilidade, das quais 58,33% foram árvores. Há o predomínio da coleta destrutiva (58,11%) e de táxons coletados exclusivamente da natureza (86,49%). O uso intensivo de espécies unicamente silvestres e a coleta de forma destrutiva são problemas sérios que ameaçam e comprometem a disponibilidade desses recursos.
9

Avaliação da atividade do óleo da semente de andiroba (Carapa guianensis Aubl.) contra ectoparasitos de felinos domésticos

BARROS, Fabíola Nascimento de 07 February 2011 (has links)
Submitted by (edna.saturno@ufrpe.br) on 2016-10-07T11:31:32Z No. of bitstreams: 1 Fabiola Nascimento de Barros.pdf: 2299817 bytes, checksum: f8cda058792595289089b7953254755f (MD5) / Made available in DSpace on 2016-10-07T11:31:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Fabiola Nascimento de Barros.pdf: 2299817 bytes, checksum: f8cda058792595289089b7953254755f (MD5) Previous issue date: 2011-02-07 / Conselho Nacional de Pesquisa e Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq / he biological activity of oil extracted from andiroba seeds against Felicola subrostratus and Lynxacarus radovskyi was evaluated in vitro and the effect of the oil on domestic cats naturally infected with Felicola subrostratus, Lynxacarus radovskyi and Otodectes cynotis was evaluated in vivo. The in vitro tests were performed with immersion. In the experiment with Felicola subrostratus four concentrations of the andiroba seed oil were tested: 10%, 25%, 50% and 100%. In the experiment with Lynxacarus radovskyi, six concentrations were tested: 2.5%, 5%, 10%, 20%, 50% and 100%. Following the immersion test, the insects were kept in the laboratory at room temperature and examined for the occurrence of mortality for 72 hours. The in vivo tests were performed with the topical administration of a 100-ml andiroba oil solution applied with cotton swabs to the entire body of each animal for the treatment of infestation by Felicola subrostratus and Lynxacarus radovskyi. For the pediculosis, the tests were divided into two steps: 1) concentrations of 2.5%, 5% and 10% were tested in a single application; and 2) concentrations of 2.5%, 5%, 10% and 20% were used once a week for three weeks. For acariosis, a single application was tested at concentrations of 2.5%, 5%, 10% and 20%. For otodectic mange, concentrations of 2.5%, 5%, 10% and 20% were administered in the ear canal of each cat 5 drops (0.025 ml), for five consecutive days. The animals were kept in individual metal cages and periodically assessed for the determination of efficacy. The biological activity of the product achieved 100% mortality at all concentrations in the in vitro tests with Felicola subrostratus and Lynxacarus radovskyi. The high percentage of reduction in infestation by ectoparasites in all groups tested with andiroba seed oil in the in vivo experiments demonstrates the promising use of this phytotherapy, which proved effective against lice and mites and had a considerable residual effect, especially at concentrations of 20% and 30%. / Avaliou-se “in vitro” a atividade biológica do óleo da semente de andiroba contra Felicola subrostratus e Lynxacarus radovskyi, e também o efeito “in vivo” do óleo da semente de andiroba em felinos domésticos naturalmente infestados por Felicola subrostratus, Lynxacarus radovskyi e Otodectes cynotis. Os testes “in vitro” foram realizados por meio de teste de imersão em que, no experimento com Felicola subrostratus, foram testadas quatro diluições do óleo de andiroba: 10%, 25%, 50% e 100% e no teste com Lynxacarus radovskyi, foram testadas seis diluições: 2,5%, 5%, 10%, 20%, 50% e 100%. Após o teste de imersão, os ácaros e insetos foram mantidos em laboratório, em temperatura ambiente e posteriormente observados para verificação de mortalidade, até 72 horas após o início do experimento. Os testes “in vivo” foram realizados mediante aplicações tópicas de 100ml de solução de andiroba para cada animal, com auxílio de algodão, distribuídos por todo o corpo do mesmo, tanto na infestação por Felicola subrostratus quanto por Lynxacarus radovskyi. Na pediculose, os testes foram divididos em duas etapas: na primeira foram testadas concentrações de 2,5%, 5% e 10%, em aplicação única e, na segunda etapa, foram usadas concentrações de 2,5%, 5%, 10% e 20%, uma vez por semana, durante três semanas. Na linxacariose, a aplicação foi única, testando as concentrações de 2,5%, 5%, 10% e 20%. Para a sarna otodécica, testaram-se as concentrações de 2,5%, 5%, 10% e 20%, sendo instiladas dentro do conduto auditivo de cada felino, cinco gotas (0,025 ml), por cinco dias consecutivos. Os animais foram mantidos em gaiolas metálicas individuais e periodicamente avaliados para verificação da eficácia. A atividade biológica do produto demonstrou-se na mortalidade de 100% para todas as diluições testadas, tanto no teste “in vitro” com Felicola subrostratus quanto com Lynxacarus radovskyi. Os elevados percentuais de redução de infestação por ectoparasitos, para todos os grupos testados com o óleo da semente de andiroba demonstrados nos três experimentos “in vivo” revelam a utilização promissora deste fitoterápico, com ação piolhicida, acaricida e de efeito residual considerável, principalmente nas concentrações de 20% e 30%.
10

Ação do extrato etanólico da Hymenaea martiana na produção de biofilme e aderência de Aeromonas spp.

MARIZ, Monique Monteiro Pinto 07 March 2018 (has links)
Submitted by Mario BC (mario@bc.ufrpe.br) on 2018-06-12T12:43:24Z No. of bitstreams: 1 Monique Monteiro Pinto Mariz.pdf: 880990 bytes, checksum: 394e31e628ac14413343b6929c523ac5 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-06-12T12:43:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Monique Monteiro Pinto Mariz.pdf: 880990 bytes, checksum: 394e31e628ac14413343b6929c523ac5 (MD5) Previous issue date: 2018-03-07 / The use of herbal products in animal production has shown to be promising because they are natural products, biodegradable and with antimicrobial activity against several pathogens, including fish. The objective of this work was to test the action of the crude ethanolic extract (CEE) of the Hymenaea martiana leaf on the formation and consolidation of the in vitro biofilm, its performance on the adhesion factors produced by Aeromonas spp. and to evaluate its toxicity, proposing an ex vivo model, using as substrate Nile Tilapia epithelium (Oreochromis niloticus) cultivated. The bacterial samples were submitted to a molecular test to detect five possible genes (aer-aerolysin, lip-lipase, ahy-elastase, fla- flagellin and ast-enterotoxins) involved in the production of virulence factors and in the formation of biofilms by the microorganism studied. The isolates were classified in strong, moderate and weak biofilm formers through the Elisa reader, after staining of gentian violet. They were analyzed in vitro against the bactericidal action of the extract and then to test the potential of the extract in the formation and consolidation of the biofilm of the aeromonas. Important factors such as capsule production and motility of the isolates were observed in tests such as red congo and motility assay respectively to understand the relation of genotypic factors to phenotypic responses. In the ex vivo evaluation, the action of the extract on its toxicity was observed with naked eye and optical microscope, presence of A. spp. adhered to the skin of tilapia. and possible morphological changes occurred. Regarding the results: The isolates presented seventeen different genetic combinations besides absence, in three isolates of the studied genes. This did not interfere in the biofilm production in any of the thirty isolates tested, where 100% were biofilm formers, with 13.3% as strong adherents. The extract obtained relevant results in vitro, inhibiting the action of the biofilm in formation and consolidation, besides inhibiting the motility, producing migration zones smaller than the control samples, without extract. In the ex vivo model the extract showed no toxicity in the group exposed only to it. In the group where the samples were submitted to the action of BSE + Inoculum there was degrading action of the bacterium on the epithelium, but in a smaller amplitude when compared with Group B, only with the presence of the inoculum in the epithelium. The phytotherapic presented promising in the fight against factors such as biofilm and bacterial adherence that increases the microbial pathogenicity, besides not being toxic in the ex vivo model. / O uso de fitoterápicos na produção animal tem se mostrado promissor por serem produtos naturais, biodegradáveis e com atividade antimicrobiana contra diversos patógenos, inclusive de peixes. Objetivou-se testar a ação do extrato etanólico bruto (EEB) da folha de Hymenaea martiana na formação e consolidação do biofilme in vitro, sua atuação quanto fatores de aderência produzida por Aeromonas spp. e avaliar sua toxidade, propondo um modelo ex vivo, utilizando como substrato epitélio de Tilápia do Nilo (Oreochromis niloticus). As amostras bacterianas foram submetidas a teste molecular para determinação de seu potencial patogênico pela detecção de cinco genes (aer-aerolisina, lip-lipase, ahy-elastase, fla- flagelina e ast-enterotoxinas) envolvidos na produção de fatores de virulência e na formação de biofilmes pelo micro-organismo estudado. Os isolados foram quantificados em forte, moderado e fraco formadores de biofilme através de leitor de microplacas do tipo ELISA, após coloração com violeta de genciana. Foram analisados in vitro quanto a ação bactericida e em seguida quanto ao seu potencial na formação e consolidação do biofilme. Fatores importantes como produção de cápsula e motilidade dos isolados foram observados em testes como vermelho congo e ensaio de motilidade em meio semi-sólido respectivamente para a compreensão da relação de fatores genotípicos com as respostas fenotípicas. Na avaliação ex vivo foi observado a olho nu e microscópio óptico a ação do extrato quanto a sua toxidade, presença da A. spp. aderida a pele de tilápia e possíveis modificações morfológicas. Os isolados apresentaram 17 combinações genéticas, sendo ausente em 3 isolados dos genes pesquisados, não interferindo na produção do biofilme em nenhum dos 30 isolados testados, onde 100% foram formadores de biofilme, com 16,6% como fortes aderentes. Os resultados foram relevantes in vitro, inibindo a ação do biofilme em formação e consolidado, além de inibir a motilidade, produzindo zonas de migração menores que as amostras controle, sem extrato. No modelo ex vivo não ficou demonstroda toxidade no grupo exposto somente ao extrato. No grupo onde as amostras foram submetidas ao EEB+Inóculo houve ação degradante no epitélio, porém em menor amplitude quando comparada com o Grupo B, apenas com a presença do inóculo no epitélio. O uso fitoterápico se apresentou promissor contra a formação e consolidação do biofilme e aderência bacteriana, além de não ter se mostrado tóxico no modelo ex vivo.

Page generated in 0.0751 seconds