• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 12
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 12
  • 7
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Biologia reprodutiva do octocoral Carijoa riisei (DUCHASSAING & MICHELOTTI, 1860) (cnidaria: anthozoa) no litoral sul de Pernambuco, Brasil

Martins Barbosa, Taciana 31 January 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:03:33Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo1222_1.pdf: 1993361 bytes, checksum: 25a22c41a98f6b8b589ff036348e6f26 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2009 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O octocoral Carijoa riisei Duchassaing & Michelotti, 1860 (Alcyonacea: Octocorallia) é abundante no litoral brasileiro, em especial na região nordeste. A reprodução sexual desta espécie foi estudada na Praia de Porto de Galinhas (Pernambuco, Brasil) durante 1 ano a partir de Maio de 2006. C. riisei é uma espécie gonocórica liberadora de gametas com uma proporção sexual de 1:1 (fêmea para macho). A classe de tamanho 8,1-16 cm foi predominante em 72% das amostras. A menor colônia com ovócitos teve 5,39 cm e a menor com cistos espermáticos teve 5,28 cm. O diâmetro médio dos ovócitos maduros foi 466,69 ± 54,25 μm, com um tamanho máximo de 600 μm e para os cistos espermáticos a média foi 247,87 ± 74,22 μm, com um tamanho máximo de 440 μm. Gônadas em todas as fases de desenvolvimento foram encontradas durante todo o ano. Estas características resultam de gametogênese assincrônica e contínua, e se conduz o ano todo com cistos espermáticos e ovócitos em maturação e liberação. As características reprodutivas de C. riisei constituem uma exceção à generalização da livre-desova nos recifes de corais que têm breves e sincronizados episódios de liberação de gametas. Esta espécie demonstra início precoce de primeira reprodução, o que aumenta ainda mais a sua produção reprodutiva
2

Biologia reprodutiva e efeitos do Tributilestanho (TBT) sobre Mytella charruana e Mytilopis leucophaeta (Bivalvia- Mollusca) do estuário do Rio Capibaribe, Pernambuco

Claudino Maciel, Daniele 31 January 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T15:07:02Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo3004_1.pdf: 3600988 bytes, checksum: 866861a6f227f56baa88f4b5126f8290 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / O tributilestanho é um biocida extremamente tóxico, utilizado para proteger os cascos de embarcações de incrustações de invertebrados. O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos deste composto sobre M. charruana e M. leucophaeta, e descrever o ciclo reprodutivo destas espécies, que foi avaliado de Setembro de 2009 a Setembro de 2010. Para a realização dos ensaios e determinação do ciclo reprodutivo, os animais foram coletados em dois pontos do estuário do Rio Capibaribe. Para M. leucophaeta foram identificados dois períodos de intensa atividade gametogênica, entre dezembro de 2009 e janeiro de 2010, e em março de 2010; e dois períodos de desova, de setembro a novembro de 2009, e em agosto de 2010. Para M. charruana a desova ocorreu em praticamente todos os meses, com destaque para abril e agosto de 2010. O ciclo reprodutivo de ambas as espécies demonstrou ser contínuo e assincrônico. Para avaliar a toxicidade aguda do TBT sobre M. charruana e M. leucophaeta, indivíduos das duas espécies foram expostos por 96h a concentrações de 2, 5, 12,5 e 50 &#956;g.L-1 de cloreto de tributilestanho TBTCl. Observou-se mortalidade de 100% dos indivíduos de M. charruana expostos a concentração de 12,5 &#956;g.L-1 enquanto que para M. leucophaeta houve mortalidade de 100% dos indivíduos expostos a 50 &#956;g.L-1. A proporção de indivíduos de ambas as espécies com valvas fechadas aumentou significativamente com o aumento da concentração de cloreto de tributilestanho (TBTCl) (p<0,05). Os resultados indicam que M. charruana é mais sensível à exposição ao TBT que a espécie exótica M. leucophaeta, o que pode ser relevante para o sucesso da colonização do invasor. Para avaliar a toxicidade crônica do TBT sobre M. leucophaeta, indivíduos foram expostos por 14 dias a concentrações de 1, 5 e 10 &#956;g.L-1. A mortalidade foi menor do que 20% até 5 &#956;g.L-1, atingindo 73,3% no tratamento com 10 &#956;g.L-1. A taxa de filtração nos controles foi maior que nos tratamentos com TBTCl (F(4, 15)=57,3; p< 0,0001). A proporção de indivíduos com valvas fechadas foi maior no tratamento com 10 &#956;g.L-1 (p< 0,0001). Os resultados sugerem que em um maior período de exposição a concentrações mais baixas, os indivíduos encerram suas valvas diminuindo consequentemente a taxa de filtração. Ambas as espécies apresentaram respostas ecologicamente relevantes à exposição ao TBT, podendo ser utilizadas no monitoramento da poluição por este composto no ambiente
3

Estratégia reprodutiva e gametogênese de Cassidulus mitis Krau, 1954 (Echinodermata : Echinoidea) / Reproductive strategy and gametogenesis of Cassidulus mitis Krau, 1954 (Echinodermata: Echinoidea)

Mac Cord , Fábio Sá 11 April 2001 (has links)
Submitted by Alberto Vieira (martins_vieira@ibest.com.br) on 2018-01-18T21:48:47Z No. of bitstreams: 1 541875.pdf: 4255763 bytes, checksum: a22edc985359ae7ee17955cf71b2fdca (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-18T21:48:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 541875.pdf: 4255763 bytes, checksum: a22edc985359ae7ee17955cf71b2fdca (MD5) Previous issue date: 2001-04-11 / CAPES / A ordem Cassiduloida inclui todos os ouriços irregulares que apresentam petalóides, filódios e borrainas ( ou flósculo) (KIER, 1962). Eles possuem, ainda, espinhos curtos e um periprocto disposto posteriormente (MOOI, 1990a). Esta ordem chegou a ser representada por aproximadamente 800 espécies em 67 gêneros. Durante o Eoceno (50 milhões de anos atrás), 60% de todas as espécies de equinóides pertenciam a ordem Cassiduloida (KIER, 1962). Cassidulus mitis Krau é uma espécie endêmica do Rio de Janeiro. Para verificar seu ciclo reprodutivo foram feitas coletas mensais na Praia Vermelha de outubro de 1998 a abril de 2000. A razão sexual encontrada foi de 1:1 (x2= 1.48; a0.05=3.84; DF= l). A reprodução é contínua e não há sincronia entre os indivíduos. O índice gonadal dos machos foi superior ao das fêmeas (x2=18.33, a0.05=3.84). Os machos possuem cinco estágios de desenvolvimento gametogênico: Crescimento, Pré-maduro, Maduro, de Liberação e Estágio de liberação e crescimento concomitante. Os machos não apresentam os estágios de Recuperação e vazio que as fêmeas possuem. Já as fêmeas possuem seis estágios: Recuperação, Crescimento, Pré-maduro, Maduro, de Liberação e Vazio. Todavia, não apresentam o estágio de liberação e crescimento concomitante que ocorre nos machos. O diâmetro médio dos ovócitos foi de 382 μm (DP=49 μm). O número médio de juvenis por fêmea foi de 99.8 indivíduos (DP= l08.25; SE= 16.32). As gônadas anteriores são comumente menores que as posteriores e diferenças nos estágios gametogênicos foram encontradas entre elas. A primeira maturação ocorre em indivíduos a partir de 17mm de diâmetro. O peso úmido do intestino é aproximadamente duas ou três vezes maior que o peso úmido da carapaça. Isto significa que C. mitis utiliza seu intestino como um cinto de lastro para evitar seu deslocamento. / Cassidulus mitis Krau is an endemic species from Rio de Janeiro, Brazil. To verify its reproductive cycle, samples were taken from October 1998 to April 2000 at Vermelha Beach. Sex ratio of 1 (x2= 1.48; a0.05=3.84; DF= l) was found for C. mitis. Reproduction occurs overall the year. Gonadal index (GI) of males was greater than GI of females (x2= 18.33, a0.05=3.84). Reproduction is asynchronous. Males have five gametogenic stages: Early growth, Premature, Mature, Partially spawned and Early growth with partially spawned stage. There is no Spent or Recovery stage as in females. Females have six gametogenic stages: Recovery, Early growth, Premature, Mature, Partially spawned and Spent stage but there is no Early growth with partially spawned stage as in males. Mean diameter of oocytes was 382 μm ( DP=49 μm). Mean number of juveniles per female was 99.8 individuals (DP= 108.25; SE= l6.32). Anterior gonads are commonly smaller than posterior ones. Differences in gametogenic stages were found between anterior and posterior gonads. First sexual maturity occurs in individuals larger than 17 mm. Intestine wet weight is about two or three fold higher than test wet weight. It means that C. mitis uses its intestine as a weight belt to avoid displacement.
4

Ciclo reprodutivo, gametogênese e desenvolvimento larval de Asterina stellifera (Möbius, 1859) (Echinodermata : Asteroidea) na região de Cabo Frio, RJ / Reproductive cycle and larval development of Asterina stellifera (Möbius, 1859) (Echinodermata: Asteroidea) from two distincts habitats in Cabo Frio region, Brazil

Carvalho , Adriana Luiza Pimenta Sant'Iago de 07 April 2001 (has links)
Submitted by Alberto Vieira (martins_vieira@ibest.com.br) on 2018-01-19T13:52:39Z No. of bitstreams: 1 542893.pdf: 6816025 bytes, checksum: 6e417b1811f0c1b94a6b963c3e983658 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-01-19T13:52:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 542893.pdf: 6816025 bytes, checksum: 6e417b1811f0c1b94a6b963c3e983658 (MD5) Previous issue date: 2001-04-07 / A reprodução sexuada em Asteroidea envolve a produção de gametas. fertilização externa e o desenvolvimento de fases larvais. Uma grande variedade de estratégias reprodutivas pode ser observada nos asteróides da família Asterinidae, sendo observadas espécies que produzem ovos pequenos e larvas planctotróficas, de longa duração na coluna d'água, espécies que produzem ovos grandes e larvas lecitotróficas, de curta duração na coluna d'água e até mesmo espécies vivíparas. Muito pouco se sabe a respeito dos aspectos reprodutivos de Asteroidea no litoral brasileiro. No presente estudo, serão verificaclos e descritos os aspectos reprodutivos de A. stellifera em duas populações na região de Cabo Frio, incluindo o ciclo gonadal, a gametogênese e o desenvolvimento larval. A primeira população está na região entre-marés da Ilha do Japonês, junto às gramíneas marinhas. A outra população situa-se no infralitoral rochoso das Prainhas do Pontal, em Arraial do Cabo. O desenvolvimento larval foi descrito por intermédio de cultivo em laboratório. O ciclo reprodutivo foi estudado em intervalos mensais utilizando-se índice dos órgãos e exame histológico das gônadas. A. stellifera apresentou um desenvolvimento planctotrófico típico em asteróides, com dois estágios larvais sucessivos, uma larva bipinária e outra braquiolária. Foi verificado um padrão reprodutivo anual, com picos de desenvolvimento gonadal em agosto e setembro, nas duas populações. A periodicidade dos eventos reprodutivos foi idêntica nas duas populações, mas diferenças no índice gonadal (IG) e no índice dos cecos pilóricos (ICP) foram observadas. Na população do infralitoral rochoso os valores de IG foram maiores e foi observada uma menor variação nos valores de ICP. Foi observada uma relação inversa entre os valores de IG e ICP sendo que na população da região entre-marés esta relação foi mais evidente. As diferenças observadas podem estar associadas a fatores ambientais, como hidrodinamismo e disponibilidade alimentar. / The development and reproductive cycle of Asterina stellifera were studied from amples taken from populations in two distinct habitats from Cabo Frio. One is an intertidal seagrass flat at Japonês lsland ( 1994-1995); the second is a sublittoral rocky-shore at Pontal Beaches ( 1999-2000). Development pattern was described based on laboratory cultures. Reproductive cycle was studied at monthly intervals by organ indices and histological examinations of gonads. A. stellifera has a typical planktotrophic development with bipinnaria and brachiolaria stages. The periodicity of the annual reproductive cycle was similar for both populations, but the gonad índex (Gl) was higher and the pyloric caeca index (PCI) had less variation in the rocky-shore population. The Gl and PCI had an inverse relationship in both populations, but it was greater in the seagrass-flat population. Environmental factors like hydrodynamics and food availability are the most probable mechanisms for these differences.
5

DESENVOLVIMENTO EMBRIOLÓGICO EM Dyckia polyclada L.B. Sm. (PITCAIRNIOIDEAE - BROMELIACEAE). / EMBRYOLOGICAL DEVELOPMENT OF Dyckia polyclada L.B. Sm. (PITCAIRNIOIDEAE - BROMELIACEAE).

Martins, Merielem Saldanha 10 March 2016 (has links)
Bromeliaceae is one of the important neotropical families. It has approximately 3501 species. Pitcairnioideae has about 170 species. The present study aims to analyze and characterize the sporogenesis and gametogenesis in anthers and seminal rudiments of Dyckia polyclada L.B. Sm. (Pitcairnioideae-Bromeliaceae). Dyckia polyclada L.B.Sm. is native and endemic to Rio Grande do Sul and it is found in the central area of the state. The species presents perfect trimerous and heterochlamydous flowers. The androecium consists of six stamens, tetrasporangiate and dorsifixed anthers. Nine different phases of development were defined when it comes to the chemical constituents of the anthers. Only starch was detected in the connective. Starch and reserve lipids were observed in sporangia, microspores and pollen grains. The pollenkitt presents neutral lipids, essential oils and oleoresins in its chemical composition. The ovary in D. polyclada is superior, tricarpellate, trilocular and polispermic. Placentation is axial. The stigma is trífid of the conduplicate spiral. The ovules are anatropous, bitegmic and crassinucellate. The teguments are from dermic origin. The micropyle is formed by the inner tegument. The gametophyte is monosporic of the Polygonum type. The fibrillar aparattus is from pectic nature. Infralocular, labyrinthine and unstructured septal nectaries are present. The chalazal appendix is short and curved toward the raphe and features elongated cells with intracellular spaces. The obturator in D. polyclada has elongated dome-shaped cells and dense, vacuolated cytoplasm, coating the entire placental region. The presented data are unprecedented to the species and contribute to the understanding of the phylogenetic relationships within the family and for better understanding of the functioning of the reproductive process of Dyckia polyclada, given that, for lack of studies, the species is in the category of insufficient data and one cannot diagnose the degree of extinction. / Bromeliaceae é umas das importantes famílias neotropicais. Possui aproximadamente 3501 espécies. Pitcairnioideae apresenta cerca de 170 espécies. O presente trabalho tem por objetivo analisar e caracterizar a esporogênese e a gametogênese em anteras e em rudimentos seminais em Dyckia polyclada L.B. Sm. (Pitcairnioideae-Bromeliaceae). Dyckia polyclada L.B. Sm. é nativa e endêmica do Rio Grande do Sul, sendo encontrada na região central do estado. A espécie apresenta flores perfeitas, trímeras e heteroclamídeas. O androceu é composto por seis estames, anteras tetraesporângiadas e dorsifixas. Quanto a investigação sobre os contítuintes químicos da antera foram definidos nove estádios distintos de desenvolvimento. Apenas amido foi detectado no conectivo. Amido e lipídios de reserva foram observados nos esporângios, micrósporos e grãos de pólen. O pollenkitt apresenta lipídios neutros, óleos essenciais e oleorresinas em sua composição química. O ovário de D. polyclada é súpero, tricarpelar, trilocular e plurispérmico. A placentação é do tipo axial. O estigma é trífido do tipo espiral conduplicado. Os rudimentos seminais são anátropos, bitegumentados e crassinucelados. Os tegumentos são de origem dérmica. O canal micropilar é formado pelo tegumento interno. O gametófito é de origem monospórica e do tipo Polygonum. O aparelho fibrilar é de natureza péctica. Nectários septais infraloculares, labirínticos e não estruturados estão presentes. O apêndice calazal é curto e curvo em direção a rafe e apresenta células alongadas e com espaços intracelulares. O obturador em D. polyclada apresenta células alongadas em forma de domo e citoplasma denso e vacuolado, revestindo toda a região placentária. Os dados apresentados são inéditos para a espécie e contribuem para a compreensão das relações filogenéticas dentro da família e para melhor entendimento do funcionamento do processo reprodutivo de Dyckia polyclada, tendo em vista que a espécie, por falta de estudos, encontra-se na categoria de dados insuficientes e não se pode diagnosticar o grau de risco de extinção.
6

Avaliação do potencial estrogênico e anti-androgênico do herbicida Tebuthiuron em machos de tilápia-do-nilo (Oreochromus niloticus) /

Almeida, Milena Cristina Devechi de. January 2016 (has links)
Orientador: Eduardo Alves de Almeida / Banca: Sebastião Roberto Taboga / Banca: Sergio Ricardo Batlouni / Resumo: O Tebuthiuron (TBH) é um herbicida muito utilizado nas plantações de cana-de-açúcar do noroeste paulista. Contaminantes como o TBH podem chegar aos corpos d'água causando diversos danos aos organismos aquáticos, atuando como desreguladores endócrinos, afetando funções reguladas pelos hormônios. O objetivo deste trabalho foi avaliar o potencial estrogênico e anti-androgênico do herbicida Tebuthiuron em machos de tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus), por meio da avaliação histológica dos testículos, quantificação dos hormônios testosterona (T) e estradiol (E2) plasmático e análise da expressão de CYP19A1 no cérebro. Os animais foram expostos nas concentrações de 100 ng/Le 200 ng/L de TBH durante 25 dias. A expressão de CYP19A1 no cérebro aumentou 60%, que pode ter participado da transformação de andrógenos em estrógenos. Os níveis plasmáticos de testosterona (T) reduziram 75% ao passo que os níveis plasmáticos de estradiol (E2) aumentaram cerca 95%. Houve redução do diâmetro menor dos túbulos seminíferos e diâmetro menor do lúmen dos peixes expostos ao TBH nas duas concentrações. Como consequência da redução do diâmetro menor dos túbulos seminíferos e do lúmen, o índice gonadossomático (IGS) reduziu 30%. A frequência relativa de espermatócitos e espermátides aumentaram respectivamente 60% e 75% nos animais tratados em relação ao controle. A frequência relativa de espermatozoides liberados no lúmen das células do testículo dos peixes diminuiu 95% animais tratados em relação ao controle. Logo, o Tebuthiuron causa efeito estrogênico e anti-androgênico em machos de tilápia-do-nilo / Abstract: Tebuthiuron (TBH) is an herbicide widely used in sugarcane plantations of São Paulo northwest. Contaminants like TBH can reach the water bodies, causing extensive damage to aquatic organisms, acting as endocrine disruptors, and thus affecting functions regulated by hormones. The objective of this study was to evaluate the estrogenic and anti-androgenic potencials the Tebuthiuron herbicide on male of Nile tilapia (Oreochromis niloticus), through the evaluation of histology of the testicles, plasmatic quantification of the hormones testosterone (T) and estradiol (E2) and analysis of CYP19 in the brain. The animals were exposed to TBH concentrations of 100 and 200 ng/L for 25 days. The CYP19A1 expression in the brain increases 60% in animals exposed to 200 ng/L, such induction possibly caused the androgens transformation into estrogens. The plasmatic levels of testosterone (T) increased about 75% in animals exposed at 200 ng/L while the plasmatic levels of estradiol (E2) reduced about 95% in the fish treated at a concentration of 200 ng/L when compared to control group. The smaller diameter of the seminiferous tubules and smaller diameter of the fish lumen exposures to TBH in the two concentrations reduced. As a consequence of the reduction of the smaller diameter of the seminiferous tubules and the lumen, the gonadosomatic index (GSI) reduced by 30%. The relative frequency of spermatocytes and spermatids increased respectively 60% and 75% in the treated animals compared to the control. The decreased percentage of sperm released into the lumen were 95% in the treated animals compared to the control. Therefore, the contaminant tested cause estrogenic and anti-androgen effect in males in Nile tilapia / Mestre
7

Quantificação da gametogênese através de análises histológicas para estimar a reprodução sexuada de Madracis decactis Lyman, 1859 (Cnidaria, Anthozoa, Scleractinia) do litoral sul do Estado do Rio de Janeiro / Gametogenesis quantification though histological analisys to estimate the sexual reproduction of Madracis decactis Lyman, 1859 (Cnidaria, Anthozoa, Scleractinia) from southern coast of Rio de Janeiro State.

Daniela Muramatsu 15 August 2007 (has links)
Uma das espécies de coral pétreo zooxantelado com mais ampla distribuição no litoral brasileiro é Madracis decactis Lyman, 1859. M. decactis forma colônias incrustantes nodulares que podem atingir até 30 cm de diâmetro. O estudo da gametogênese foi realizado através de coletas bimensais na Baía de Ilha Grande, RJ durante 21 meses (agosto/2004-maio/2006), totalizando 10 coletas (12 colônias/coleta) (Licença IBAMA no. 201/2004). Foram realizados cortes histológicos de 7 µm, e de 10 até 16 pólipos por colônia foram analisados, totalizando mais de 1800 pólipos. A análise dos pólipos indicou que M. decactis é hermafrodita, com gametas localizados no mesmo lóculo gástrico, porém em mesentérios diferentes. A gametogênese durou cerca de sete meses. A ovogênese iniciou-se ao redor de outubro, enquanto que a espermatogênese teve inicio no final de fevereiro, ambas terminando em sincronia no final do mês de maio. O exame dos pólipos férteis indicou a presença dos estágios I, II e III de desenvolvimento para a ovogênese e dos estágios I, II, III e IV para a espermatogênese. Não foram encontrados embriões ou plânulas nos cortes histológicos, indicando talvez que estes estágios permaneçam pouco tempo no interior do pólipo. O pico da atividade reprodutiva ocorre entre os meses de fevereiro e abril com todas as colônias férteis contendo ovócitos principalmente no estágio III de maturação. A provável época de liberação de plânulas ocorre entre os meses de abril e maio, sob influencia das condições ambientais como a temperatura da água do mar, a irradiação solar e a pluviosidade. O presente trabalho forneceu informações básicas a respeito da biologia reprodutiva de Madracis decactis presente em Ilha Grande, sendo uma contribuição para outros estudos mais específicos na área de manejo e conservação de ambientes marinhos. / One of the most wide distributed coral species along the Brazilian cost is Madracis decactis Lyman, 1859. M. decactis growths as nodular incrusting colonies that can reach up to 30 cm in diameter. In order to study the gametogenesis cycle, bimonthly collections were done at Ilha Grande Bay, Rio de Janeiro, during 21 months (August/2004- May/2006), totaling 10 collections (12 colonies/collection) (License no. 201/2004). Histological sections of 7 µm thick were done to analyze 10 to 16 polyps per colony (more than 1800 polyps in total). The analysis indicated that M. decactis is hermaphroditic, with male and female gametes developing at the same gastric loculi, but in different mesenteries. The gametogenesis lasted about 7 months, the oogenesis starts at October , while spermtogenesis starts at the end of February, both reaching the maturity in synchrony at the end of May. The exam of fertile polyps indicated the presence of stages I, II and III for oogenesis and I, II, III and IV for spermatogenesis. No embryo or planula were observed in the histological sections, indicating that maybe these stages stay for a short period inside the polyp cavity. The peak of reproductive activity was between February and April when all the polyps were fertile containing manly stage III oocytes. The releasing of planulae may happen between April and May, under the influence of environmental conditions as sea water temperature, solar insolation and rainy season. The present study has provided basic information about the reproductive biology of Madracis decactis from Ilha Grande Bay, and it may be a contribution to further studies about management and conservation of marine environments.
8

Estratégias reprodutivas da serpente Bothrops alternatus: influência de fatores ambientais / Reproductive strategies of the snake Bothrops alternatus: influence of environmental factors

Fernanda Magno Amaral 26 June 2015 (has links)
Nas últimas décadas tem se dado maior atenção à reprodução de animais silvestres, visto que para se conhecer e preservar uma espécie se faz necessário o conhecimento da história natural aliado aos processos da fisiologia e morfologia reprodutivas. Ciclos reprodutivos podem ser sazonais ou assazonais e apresentar variações em ambos os padrões. Por sua natureza e diversidade de fatores associados (e.g., atividade, dieta, temperatura), as estratégias reprodutivas vêm sendo investigadas sob uma abordagem evolutiva. Estudos do comportamento reprodutivo e dimorfismo sexual também têm sido destacados nesse âmbito. No entanto, poucos trabalhos são realizados para se conhecer as estratégias reprodutivas em serpentes neotropicais. Na maioria das vezes tais trabalhos abordam apenas alguns aspectos do ciclo reprodutivo de serpentes, como época de nascimentos, cópula e gestação, podendo ainda ser descritos de forma divergente pelo fato de muitos destes estudos serem norteados por dados de serpentes em cativeiro. Estudos microscópicos e macroscópicos, delineados com animais recém-chegados da natureza e preservados em coleções científicas, pode fornecer uma descrição e uma análise mais efetiva do ciclo reprodutivo permitindo a integração destes fatores. Assim, este trabalho investigou diversos aspectos da biologia reprodutiva de fêmeas e machos de populações de Bothrops alternatus do Brasil. Além disso, foram analisadas e descritas as estratégias reprodutivas empregadas por ambos os sexos durante o ciclo reprodutivo anual. Para isso, os espécimes foram dissecados ventralmente retirando-se fragmentos das gônadas e vias genitais de fêmeas e machos, em diferentes épocas do ano, a fim de se identificar as principais fases do ciclo vitelogênico, espermatogênico e do segmento sexual renal. Igualmente, para determinar se há estocagem de esperma nas fêmeas e nos machos, será investigada o útero aglandular e região do infundíbulo, vias genitais e ductos deferentes respectivamente. Tais dados permitirão compor um padrão reprodutivo, para essa espécie, levando-se em conta processos morfofisiológicos em ambos os sexos. Também foi realizada uma comparação dos ciclos reprodutivos entre populações de Bothrops alternatus e análises de possíveis influências ambientais na duração dos eventos reprodutivos / Over the last decades a greater attention has been given to the reproduction of wild animals, as the knowledge of natural history combined with the processes of reproductive physiology and morphology is essential for the preservation of a species. Reproductive cycles may be seasonal or not, and both patterns may have variations. Due to its nature and to the diversity of the associated factors (e.g., activity, diet, temperature), reproductive strategies have been investigated in an evolutionary approach. Studies of reproductive behavior and sexual dimorphism have also been highlighted in this context. However, few studies have been conducted to determine reproductive strategies in neotropical snakes. Most studies address only some aspects of the reproductive cycle of snakes, such as time of birth, copulation and pregnancy, and may present divergent descriptions as many of them are based on data from snakes in captivity. Microscopic and macroscopic studies carried out with animals newcomers from nature and preserved in scientific collections can provide a more effective analysis of the reproductive cycle allowing the integration of these factors. In this context, this project aims to investigate various aspects of the reproductive biology of female and male populations of Bothrops alternatus from Brazil. The reproductive strategies employed by both sexes during the annual reproductive cycle was analyzed and described. The specimens was dissected ventrally and fragments of gonads and genital tracts of females and males was removed at different times of the year in order to identify the main phases of the vitellogenic cycle, spermatogenesis and sexual segment of the kidney. Also, to determine whether sperm storage is done by females and males, we will investigate the aglandular uterus, the posterior infundibulum, genital tracts and vas deferens respectively. Such data was compose a reproductive pattern for the species that will take into account the morphophysiologic processes of both sexes. It was also performed a comparison of reproductive cycles between populations of Bothrops alternates and analysis of possible environmental influences in the duration of reproductive events
9

Estratégias reprodutivas da serpente Bothrops alternatus: influência de fatores ambientais / Reproductive strategies of the snake Bothrops alternatus: influence of environmental factors

Amaral, Fernanda Magno 26 June 2015 (has links)
Nas últimas décadas tem se dado maior atenção à reprodução de animais silvestres, visto que para se conhecer e preservar uma espécie se faz necessário o conhecimento da história natural aliado aos processos da fisiologia e morfologia reprodutivas. Ciclos reprodutivos podem ser sazonais ou assazonais e apresentar variações em ambos os padrões. Por sua natureza e diversidade de fatores associados (e.g., atividade, dieta, temperatura), as estratégias reprodutivas vêm sendo investigadas sob uma abordagem evolutiva. Estudos do comportamento reprodutivo e dimorfismo sexual também têm sido destacados nesse âmbito. No entanto, poucos trabalhos são realizados para se conhecer as estratégias reprodutivas em serpentes neotropicais. Na maioria das vezes tais trabalhos abordam apenas alguns aspectos do ciclo reprodutivo de serpentes, como época de nascimentos, cópula e gestação, podendo ainda ser descritos de forma divergente pelo fato de muitos destes estudos serem norteados por dados de serpentes em cativeiro. Estudos microscópicos e macroscópicos, delineados com animais recém-chegados da natureza e preservados em coleções científicas, pode fornecer uma descrição e uma análise mais efetiva do ciclo reprodutivo permitindo a integração destes fatores. Assim, este trabalho investigou diversos aspectos da biologia reprodutiva de fêmeas e machos de populações de Bothrops alternatus do Brasil. Além disso, foram analisadas e descritas as estratégias reprodutivas empregadas por ambos os sexos durante o ciclo reprodutivo anual. Para isso, os espécimes foram dissecados ventralmente retirando-se fragmentos das gônadas e vias genitais de fêmeas e machos, em diferentes épocas do ano, a fim de se identificar as principais fases do ciclo vitelogênico, espermatogênico e do segmento sexual renal. Igualmente, para determinar se há estocagem de esperma nas fêmeas e nos machos, será investigada o útero aglandular e região do infundíbulo, vias genitais e ductos deferentes respectivamente. Tais dados permitirão compor um padrão reprodutivo, para essa espécie, levando-se em conta processos morfofisiológicos em ambos os sexos. Também foi realizada uma comparação dos ciclos reprodutivos entre populações de Bothrops alternatus e análises de possíveis influências ambientais na duração dos eventos reprodutivos / Over the last decades a greater attention has been given to the reproduction of wild animals, as the knowledge of natural history combined with the processes of reproductive physiology and morphology is essential for the preservation of a species. Reproductive cycles may be seasonal or not, and both patterns may have variations. Due to its nature and to the diversity of the associated factors (e.g., activity, diet, temperature), reproductive strategies have been investigated in an evolutionary approach. Studies of reproductive behavior and sexual dimorphism have also been highlighted in this context. However, few studies have been conducted to determine reproductive strategies in neotropical snakes. Most studies address only some aspects of the reproductive cycle of snakes, such as time of birth, copulation and pregnancy, and may present divergent descriptions as many of them are based on data from snakes in captivity. Microscopic and macroscopic studies carried out with animals newcomers from nature and preserved in scientific collections can provide a more effective analysis of the reproductive cycle allowing the integration of these factors. In this context, this project aims to investigate various aspects of the reproductive biology of female and male populations of Bothrops alternatus from Brazil. The reproductive strategies employed by both sexes during the annual reproductive cycle was analyzed and described. The specimens was dissected ventrally and fragments of gonads and genital tracts of females and males was removed at different times of the year in order to identify the main phases of the vitellogenic cycle, spermatogenesis and sexual segment of the kidney. Also, to determine whether sperm storage is done by females and males, we will investigate the aglandular uterus, the posterior infundibulum, genital tracts and vas deferens respectively. Such data was compose a reproductive pattern for the species that will take into account the morphophysiologic processes of both sexes. It was also performed a comparison of reproductive cycles between populations of Bothrops alternates and analysis of possible environmental influences in the duration of reproductive events
10

Quantificação da gametogênese através de análises histológicas para estimar a reprodução sexuada de Madracis decactis Lyman, 1859 (Cnidaria, Anthozoa, Scleractinia) do litoral sul do Estado do Rio de Janeiro / Gametogenesis quantification though histological analisys to estimate the sexual reproduction of Madracis decactis Lyman, 1859 (Cnidaria, Anthozoa, Scleractinia) from southern coast of Rio de Janeiro State.

Muramatsu, Daniela 15 August 2007 (has links)
Uma das espécies de coral pétreo zooxantelado com mais ampla distribuição no litoral brasileiro é Madracis decactis Lyman, 1859. M. decactis forma colônias incrustantes nodulares que podem atingir até 30 cm de diâmetro. O estudo da gametogênese foi realizado através de coletas bimensais na Baía de Ilha Grande, RJ durante 21 meses (agosto/2004-maio/2006), totalizando 10 coletas (12 colônias/coleta) (Licença IBAMA no. 201/2004). Foram realizados cortes histológicos de 7 µm, e de 10 até 16 pólipos por colônia foram analisados, totalizando mais de 1800 pólipos. A análise dos pólipos indicou que M. decactis é hermafrodita, com gametas localizados no mesmo lóculo gástrico, porém em mesentérios diferentes. A gametogênese durou cerca de sete meses. A ovogênese iniciou-se ao redor de outubro, enquanto que a espermatogênese teve inicio no final de fevereiro, ambas terminando em sincronia no final do mês de maio. O exame dos pólipos férteis indicou a presença dos estágios I, II e III de desenvolvimento para a ovogênese e dos estágios I, II, III e IV para a espermatogênese. Não foram encontrados embriões ou plânulas nos cortes histológicos, indicando talvez que estes estágios permaneçam pouco tempo no interior do pólipo. O pico da atividade reprodutiva ocorre entre os meses de fevereiro e abril com todas as colônias férteis contendo ovócitos principalmente no estágio III de maturação. A provável época de liberação de plânulas ocorre entre os meses de abril e maio, sob influencia das condições ambientais como a temperatura da água do mar, a irradiação solar e a pluviosidade. O presente trabalho forneceu informações básicas a respeito da biologia reprodutiva de Madracis decactis presente em Ilha Grande, sendo uma contribuição para outros estudos mais específicos na área de manejo e conservação de ambientes marinhos. / One of the most wide distributed coral species along the Brazilian cost is Madracis decactis Lyman, 1859. M. decactis growths as nodular incrusting colonies that can reach up to 30 cm in diameter. In order to study the gametogenesis cycle, bimonthly collections were done at Ilha Grande Bay, Rio de Janeiro, during 21 months (August/2004- May/2006), totaling 10 collections (12 colonies/collection) (License no. 201/2004). Histological sections of 7 µm thick were done to analyze 10 to 16 polyps per colony (more than 1800 polyps in total). The analysis indicated that M. decactis is hermaphroditic, with male and female gametes developing at the same gastric loculi, but in different mesenteries. The gametogenesis lasted about 7 months, the oogenesis starts at October , while spermtogenesis starts at the end of February, both reaching the maturity in synchrony at the end of May. The exam of fertile polyps indicated the presence of stages I, II and III for oogenesis and I, II, III and IV for spermatogenesis. No embryo or planula were observed in the histological sections, indicating that maybe these stages stay for a short period inside the polyp cavity. The peak of reproductive activity was between February and April when all the polyps were fertile containing manly stage III oocytes. The releasing of planulae may happen between April and May, under the influence of environmental conditions as sea water temperature, solar insolation and rainy season. The present study has provided basic information about the reproductive biology of Madracis decactis from Ilha Grande Bay, and it may be a contribution to further studies about management and conservation of marine environments.

Page generated in 0.0392 seconds