• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 83
  • 3
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 90
  • 51
  • 21
  • 21
  • 17
  • 12
  • 12
  • 10
  • 10
  • 9
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

A noção de ciência de nietzsche em "humano, demasiado humano"

Tartas, Victor 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-Graduação em Filosofia Made available in DSpace on 2012-10-23T15:35:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 245243.pdf: 617969 bytes, checksum: 228126de4cb72ace11835c90955be62f (MD5) O presente trabalho tem por objetivo analisar a obra #Humano demasiado humano# de Nietzsche, procurando caracterizar a noção de ciência. Este termo aparece inúmeras vezes nesta obra, isto pode fazer-nos pensar que Nietzsche seja um defensor da ciência moderna. No entanto, observaremos que em parte isto ocorre, em parte não. #Humano demasiado humano# inaugura um novo período da filosofia nietzschiana em que acontece uma inversão no que diz respeito à filosofia do #Nascimento da tragédia#: agora o homem do tipo científico é privilegiado em relação ao do tipo artístico. Contudo, veremos que este tipo científico não nega absolutamente a arte, somente a rejeita enquanto atividade dominante da cultura. Observaremos também os desdobramentos de #Humano demasiado humano# nas obras posteriores de Nietzsche, para desta forma concluirmos que muito do que está presente neste escrito serviu como início de uma filosofia negadora da tradição do pensamento metafísico ocidental.
2

A intersecção da psicologia com a lei : problematizando a psicologia jurídica na prática profissional dos psicólogos

Brunini, Bárbara Cossettin Costa Beber. 2016 (has links)
Orientador: Silvio José Benelli Banca: Sidney Kiyoshi Shine Banca: Eurípedes Costa do Nascimento Resumo: Problematizamos nesta pesquisa o processo de constituição da Psicologia Jurídica no contexto institucional do Sistema de Justiça. A partir da genealogia de Michel Foucault, investigamos como se articulam os complexos binômios Psicologia-Direito, Psicologia-Judiciário, produzindo uma análise sobre a emergência dessa nova área de atuação dos profissionais da Psicologia, que manejam o campo da subjetividade em confronto com a lei, os Tribunais e a Justiça, atentos aos planos das práticas discursivas e das práticas não discursivas. Foi realizado um trabalho de levantamento bibliográfico e também documental, colecionando e resenhando livros, artigos, teses, dissertações e documentos pertinentes, tais como legislações e coletâneas oficiais dos respectivos órgãos de classe profissional, para analisar os discursos sobre a Psicologia Jurídica. Num segundo momento, entrevistamos psicólogos que atuam na área de Psicologia Jurídica bem como aqueles que pela Justiça são intimados a responder a sua demanda mesmo atuando em diferentes estabelecimentos os quais, além dos Tribunais de Justiça, podem estar exercendo suas atividades em Centros de Socioeducação, Casas Abrigo, Unidades de Saúde, Centros de Assistência Social e na função de peritos autônomos. Pensando na entrevista, propomos tópicos disparadores para dialogar com nossos entrevistados sobre suas práticas institucionais na atualidade, bem como mapear quais são seus impasses e suas possibilidades nessa atuação. Enquanto sujeito... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: We problematize this research the process of setting up the Legal Psychology in the institutional context of the Justice System. From the genealogy of Michel Foucault, we investigate how to articulate the binomial complex Psychology-Law, Psychology, judiciary, producing an analysis of the emergence of this new area of expertise of the professionals of psychology, that handle the field of confrontation in subjectivity with the law the Courts and Justice, aware of the plans of the discursive practices and non-discursive practices. It conducted a literature review of work as well as documentary, collecting, reviewing and analyzing articles, theses, dissertations and relevant documents such as official legislation and compilations of their professional class organizations, to analyze the discourses on Legal Psychology. Secondly, we interviewed psychologists who work in Forensic Psychology area as well as those by the courts are enjoined to respond to their demand even working in different establishments which, in addition to the Courts of Justice, may be exerting its activities in socio-educational centers, Shelters, health units, social assistance centers and the role of independent experts. Thinking about the interview, we trigger propose topics for dialogue with our respondents about their institutional practices today and map out what their impasses and possibilities in this action. As a subject of knowledge-power professional psi is inserted into the judicial system... (Complete abstract click electronic access below) Mestre
3

Sobre a genealogia da moral de Nietzsche

Silva, Mayara Annanda Samarine Nunes da 2013 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Filosofia, Florianópolis, 2013. Made available in DSpace on 2014-08-06T17:31:58Z (GMT). No. of bitstreams: 1 321930.pdf: 544866 bytes, checksum: 9fceafe6128e94c97fffda8c79707f2c (MD5) Previous issue date: 2013 Na presente dissertação, dedicamo-nos à análise do trabalho realizado por Friedrich Nietzsche em sua Genealogia da Moral - Uma Polêmica, destacando a ideia de transvaloração de todos os valores apresentada em tal obra. Acompanhamos o percurso do filósofo neste escrito, desde sua investigação a respeito da origem dos pares de conceitos "bom e ruim" e "bom e mau", até sua conclusão sobre a preferência do homem por "querer o nada a nada querer". Inicialmente analisamos os conceitos morais colocados em questão por Nietzsche, até alcançarmos os ideais que os fundamentam e constatarmos que eles estão a serviço de uma saúde fraca que luta agonicamente pela vida. Em seguida, elucidamos osmotivos e os perigos de uma disseminação de tal fraqueza entre oshomens que compõem o substrato cultural analisado na obra emquestão. Por fim, refletimos sobre duas ocorrências que emergem apartir deste movimento cultural, tornando possível uma transvaloraçãodos valores que pautam a moral investigada: a autoconscientização davontade de verdade e o niilismo.
Abstract : In the thesis we dedicate the analysis of the work made by Friedrich Nietzsche in his On Genealogy of Morals - A Polemic, showing the idea of transvaluation of values emphasized in the composition. Followingthe philosopher's way in this thesis, since his investigations about thebeginning of pair conceptions "good and evil" and "good and bad", untilhis conclusions about the men preferences "to want nothing instead ofnothing to want". At first we studied the moral concepts as is shown byNietzsche until we reach the ideals that substantiate them and we noticethey are in service of a weak health that struggles for life. Then, we elucidate the reasons and the dangers of the dissemination of such weakness among men who compose the cultural substratum analyzed in the composition. Finally, we realize that two occurrences emerge from this cultural movement, they make a transvaluation of values (thatcompose the investigated moral) possible: the self-awareness of a will to truth and the nihilism.
4

A fragmentação da identidade em Zama: uma leitura genealógica

Caponi, Mauro Enrico 2015 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Comunicação e Expressão, Programa de Pós-Graduação em Literatura, 2015. Made available in DSpace on 2015-04-29T21:10:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 333178.pdf: 663745 bytes, checksum: 16d8b4e68b9fd58abd9a9059a071fb63 (MD5) Previous issue date: 2015 Em um primeiro momento este trabalho propõe-se a analisar as leituras que desde âmbitos diversos a crítica literária realizou sobre o romance Zama de Antonio Di Benedetto. Essas leituras indicam a dificuldade de classificar esse romance num gênero literário único na medida em que transita por diversos gêneros, ao mesmo tempo em que permite pôr em questão os limites dessas classificações. Neste projeto pretende-se analisar Zama a partir de dois eixos. O primeiro eixo refere-se ao modo peculiar como aparece a narrativa histórica. Para analisar esta dimensão histórica do relato será necessário fazer uso do conceito de genealogia. Um segundo eixo, não desvinculado do anterior, refere-se à fragmentação identitária de Diego de Zama, neste momento serão analisadas as criticas à ideia de um sujeito com plena consciência de si, e capaz de uma narrativa lineal de sua história. Perante esse mito de um sujeito de plena consciência é necessário pensar o sujeito, neste caso a Diego de Zama como perpassado por uma diversidade de discursos, saberes, e relações de poder.
Resumen : En un primer momento este trabajo se propone analizar las lecturas que desde diversos ámbitos la crítica literaria realizó sobre la novela Zama de Antonio Di Benedetto. Estas lecturas indican la dificultad de clasificar esa novela en un solo género en la medida en que transita por varios géneros literarios, al mismo tiempo en que pone en cuestión los límites de esas clasificaciones. En este proyecto se pretende analizar a Zama a partir de dos ejes. El primer eje se refiere al modo atípico que aparece la novela histórica. Para analizar esta dimensión histórica del relato será necesario hacer un uso del concepto de genealogía. Un segundo eje, no desvinculado del anterior, se refiere a la fragmentación identitaria de Diego de Zama, en este momento serán analizadas las críticas a la idea de un sujeto con plena consciencia de sí, y capaz de una narrativa lineal de su historia. Delante de este mito de un sujeto con plena consciencia es necesario pensar al sujeto, en este caso a Diego de Zama como cruzado por una diversidad de discursos, saberes y relaciones de poder.
5

Entre o céu e o inferno

Medrano, Carlos Alberto 25 October 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Florianópolis, 2010. Made available in DSpace on 2012-10-25T03:08:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 276294.pdf: 890858 bytes, checksum: fdc1694e07195ae0a167169e499da787 (MD5) Entre o céu e o inferno: a governamentalização do brincar problematiza genealogicamente os regimes de verdade construídos com a intenção de govermentalizar o brincar da criança a partir dos dispositivos presentes em manuais e livros de Higiene e de Puericultura publicados no Brasil entre 1868 e 2009. A tese a partir da qual se desenvolve este trabalho é que a partir de meados do século XIX emerge o brincar como sendo uma prática a ser governamentalizada por ter uma função tática e estratégica em relação ao desenvolvimento e constituição da subjetividade da criança. Esta governamentalização constrói regimes de verdade, estratégias biopolíticas e práticas de cuidado si. Porque conhecendo o brincar é que se conhece a criança, também ao adulto, em suma, uma forma de pensar a condição humana. Partindo da idéia de um sujeito que se constitui entre as técnicas de dominação e tecnologias de si, agonisticamente condenado a viver entre o caos e a ordem, em uma luta na qual nem se ganha nem se perde, simplesmente se combate. Depois de analisar os documentos, a partir da metodologia descrita por Foucault como genealogia, estamos em condições de reafirmar que o brincar é uma das operações com as quais um sujeito cria as condições de autogoverno conforme as práticas de cultura de si. Também que resulta difícil imaginar uma fórmula mais próxima a da Parrhesia que o próprio brincar. Porque não há fazer de conta que se brinca, ou se é verdadeiro, francamente verdadeiro no ato de brincar ou isso não é brincar. No intento de dominar e governar os corpos e as mentes das crianças, foram construídos modelos higiênicos que pela via eugênica, jurídica, educacional, se encarregaram de destituir de 8 diversas formas, a autonomia e o direito da família para escolher o tipo e a intensidade do vínculo pai mãe filho. Foi assim que descrevemos a existência de um dispositivo psicomédico- pedagógico para dar conta dos saberes necessários a serem construídos em relação à criança e os métodos de criação-educação como instrumento de governo. "Between heaven and hell: the governmentality of playing discusses genealogically real schemes built with the intention to governmentalize child's playing through devices found in manuals and books of Health and Child Care, published in Brazil between 1868 and 2009. The thesis which this work is developed from is that from mid-nineteenth century, playing emerges as a practice to be governmentalized in order to have a tactical and strategic role in relation to the constitution and subjectivity of the child. This builds true governmentality regimes, biopolitical strategies and practices of care themselves. Because one can only know the child, and also the adult, by knowing the act of playing. In short, that is a way of thinking about the human condition. Starting from the idea of an individual self-compounded between the techniques of domination and technologies, condemned to live in agony "between" chaos and order in a fight in which one neither wins nor loses, just battles. After reviewing the documents, based on the methodology described by Foucault as genealogy, we are able to reiterate that the playing is one of the operations with which an individual creates the conditions for self-government according to the practices of culture itself. Also, it is difficult to imagine a closer formula to the Parrhesia than the playing itself. Because there is no make believing one plays: either it is true, frankly true, in the act of playing, or it is not playing. In the attempt to dominate and govern children#s bodies and minds, hygienic models were built that through eugenist, legal, educational ways, that were in charge of dismissing the autonomy and right of families to choose the type and intensity of the relation father - mother - son. That is how we have described the existence of a psychomedical-pedagogical device to account for the knowledge needed to be built in relation to the child and the raising and educating methods as a government instrument.
6

Uma análise arqueológica dos discursos do movimento de luta antimanicomial no Brasil

Angeli, Daniela 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas. Programa de Pós-graduação em Psicologia Made available in DSpace on 2012-10-22T20:13:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 233939.pdf: 1102142 bytes, checksum: 6dd8334c3e6fe1aa69e4cf5325054790 (MD5) Este trabalho trata de uma pesquisa documental referente às práticas e saberes do Movimento Antimanicomial no Brasil. A construção deste se deu através de um olhar arqueológico e genealógico, cuja teoria e metodologia apóia-se na obra de Michel Foucault. No sentido arqueológico buscou-se reconhecer, a partir dos discursos do Movimento Antimanicomial, o seus enunciados, objetos e matrizes. Para a construção da genealogia lançou-se um olhar sobre sua história, reconhecendo os acontecimentos e rupturas que possibilitaram delinear uma trajetória constituída pelas descontinuidades. A problemática de pesquisa que deu norte à esta produção foi "que rupturas, acontecimentos e enunciados ganham visibilidade numa análise arqueológica e genealógica do Movimento Antimanicomial no Brasil?".Os documentos utilizados para esta análise foram os cinco primeiros relatórios dos Encontros Nacionais do Movimento Antimanicomial no Brasil. No sentido arqueológico, pôde-se reconhecer e discutir os seguintes objetos retomados e corrigidos pelo Movimento Antimanicomial: Práticas Antimanicomiais, Legislação, Cultura e Educação. Os enunciados que deram visibilidade às suas práticas e saberes foram: gestão popular, humanização, humildade, reinserção, desinstitucionalização, a arte é o grande canal de expressão do homem, fazer da clínica um ato político, Atenção Psíquica Intensiva, lugar humano, periculosidade latente, loucos de todo gênero, inimputabilidade, autonomia e autogestão, e intersetorialidade. Percebeu-se que as matrizes que fundamentam estas práticas e saberes vêm a partir da obra de Cooper e Baságlia, apresentando-se principalmente embasadas neste último. Através da análise genealógica pode-se questionar a origem do Movimento Antimanicomial no Brasil, trabalhando com a perspectiva da proveniência. Foram reconhecidas as falsas continuidades da história apresentada nos relatórios, a partir da localização das rupturas e dos acontecimentos dispersos. E finalmente, após discutir outras questões relevantes presentes nestes discursos, foram apresentados aspectos contemporâneos da história do Movimento Antimanicomial. This paper is a documental research about practices and acquirements of the Anti mad-house Movement in Brazil. Thus an archeological and genealogical view was launched on it, having Michel Foucault#s work as theorical and methodological support. In the archeological sense, from the Anti mad-house Movement discourses, it was sought to recognize their enunciations, objects and matrix. On the genealogic construction, a view was launched on its history, to recognize the happenings and ruptures which made possible to draw its trajectory established by discontinuously. The research matter which outlined this production was: #what ruptures, happenings and enunciations gain visibility in an archeologic and genealogical analysis of the Anti mad-house Movement in Brazil?#. The documents used for this present analysis were the first five reports of the Anti mad-house Movement National Meetings. In the archeologic sense it was possible to recognize and discuss the following objects retaken by the Anti mad-house Movement: Anti madhouse Practices, Legislation, Culture and Education. The enunciations recognized in these discourses were: popular management, humanization, humbleness, reinsertion, uninstitutionalization, art is the great medium of men#s expression, make the clinic a political act,, Intensive Psychic Attention, human place, latent danger, lunatics of any king, irresponsibility, autonomy and auto management, and intersetoriability. It was perceived that the matrix which founds the practices and acquirements of this social movement, comes from Cooper and Baságlia#s works, presenting themselves mainly in the basis of this last one. Through the genealogical analysis, we can ask ourselves the origin of the Anti madhouses Movement in Brazil, working with the perspective of the proveniency. Fake continuities of the history, presented in the reports, were recognized from the rupture location and the disperse happenings. Finally after having discussed other relevant questions present in these discourses, contemporary aspects of the Anti madhouse Movement history, were presented.
7

Michel Foucault e a genealogia como crítica do presente: as práticas disciplinares e a analítica do poder e da sexualidade

Nunes, Nei Antonio 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação Made available in DSpace on 2012-10-18T00:28:58Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2016-01-12T13:14:20Z : No. of bitstreams: 1 179159.pdf: 52898061 bytes, checksum: f5ddb9a09f49c99df362bfce3f765ddf (MD5) Com uma apresentação das teses centrais que compõem a genealogia do poder em Michel Foucault procuramos colocar em relevo o caráter crítico dessas análises. A genealogia como crítica da modernidade, além de efetuar um deslocamento em relação à tradição do pensamento político moderno, ao distinguir as práticas de poder de sua "concepção jurídica", trás à tona o intrincado e complexo campo das práticas disciplinares que se estabelece como "objetivação" dos corpos e das "almas" dos indivíduos. Já na análise da constituição do "dispositivo de sexualidade", discute sua história sem a determinação da categoria da repressão. Nessa perspectiva, Foucault como genealogista, faz da atitude crítica sobre a nossa constituição histórica e o mundo em que vivemos, o problema filosófico por excelência e a tarefa ético-política fundamental, que marcam decisivamente seu trabalho intelectual
8

Por uma genealogia em que a Educação Ambiental é potência na formação dos membros de comitês de bacias hidrográficas

RABELO, D. L. 18 November 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-08-29T11:11:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_6397_DENISE LIMA RABELO.pdf: 6220513 bytes, checksum: f8225a7becd77059b025c6ff72c4eaf8 (MD5) Previous issue date: 2011-11-18 Cabe aos comitês de bacias hidrográficas, conforme disposto nas Políticas Nacional e Estadual de Recursos Hídricos, a gestão dos recursos hídricos na área de abrangência da bacia. Para tanto, a Lei definiu também os principais instrumentos necessários à materialização dessa gestão, a saber: os planos de recursos hídricos, o enquadramento, a cobrança, a outorga e o sistema de informações. Formado por igual número de representantes dos segmentos da sociedade civil organizada, poder executivo e usuários, o comitê é eleito para um mandato que pode variar de dois a quatro anos no estado do Espírito Santo, e atua num ambiente de grande complexidade, uma vez que os instrumentos não estão consolidados. O comitê, enquanto uma comunidade necessita de que saberes para dar conta dessa gestão? Que saberes seus membros trazem para esse espaço de gestão compartilhada e participativa? A pesquisa realizada com o Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Guandu, por meio da participação na dinâmica do comitê, de uma conversa com seus membros e da análise documental, procurou a composição de um mapa, em que a cartografia considera o devir e o tempo presente, num platô de pura imanência. A partir de uma compreensão do conhecimento como genealogia, conforme proposto por Foucault, se sugere o acoplamento dos conhecimentos eruditos e das memórias locais, acoplamento que permite a constituição de um saber de lutas e a utilização desse saber nas táticas atuais. Desta forma, a Educação Ambiental é potência para a formação desse parlamento das águas, uma vez que defende a valorização dos saberes locais, descontínuos, desqualificados, não legitimados, como saberes tão legítimos e em construção quanto o saber científico, conforme aponta Tristão.
9

Laços de família : de Portugal ao Brasil a África e ao Oriente

Azeredo, Maria Augusta Sena de Vasconcelos de 1998 (has links)
Através de 4 biografias e várias prosopografias, a história duma Família, entre os sécs. XIX e os finais do séc. XX, que promoveu a criação de laços históricos entre Portugal e o Brasil, a Africa e o Oriente, facilitando o encontro e a complementaridade de raças, culturas, civilizações e correntes políticas diferentes. A diáspora de um Povo vivida e sentida através de várias gerações e de várias personalidades.
10

Genealogia e etnomatemática

Damazio Junior, Valdir 25 October 2012 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Programa de Pós-Graduação em Educação Científica e Tecnológica, Florianópolis, 2011 Made available in DSpace on 2012-10-25T16:37:59Z (GMT). No. of bitstreams: 1 288272.pdf: 1811406 bytes, checksum: c3555650bf22c2b063d9b3f5b98d2e3d (MD5) O presente trabalho aborda o pensamento genealógico de Michel Foucault. A genealogia, tal como a entende Foucault, busca uma insurreição dos saberes sujeitados por um discurso hegemônico. Com base nessa perspectiva nosso principal objetivo é estabelecer um diálogo entre a genealogia e a Etnomatemática com o intuito de traçar elementos que possibilitem uma "insurreição dos saberes" que foram sujeitados pelo discurso da matemática científica moderna, nesse sentido destacaremos principalmente as noções foucaultianas de saber, poder, discurso, verdade-conhecimento, verdade-acontecimento, problematização e acontecimentalização. Buscamos considerar como esse diálogo entre a genealogia e a Etnomatemática permite problematizar a aceitação de uma matemática universal que se impõe como verdadeira ditando o que deve ser ensinado em matemática e, além disso, possibilita uma insurreição dos saberes matemáticos que não estão em conformidade com a matemática científica, ou seja, das diversas etnomatemáticas oriundas de diferentes práticas discursivas.

Page generated in 0.1409 seconds