• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 10
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 13
  • 13
  • 9
  • 9
  • 3
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

O “retalho” do comércio: a política partidária, a comunidade portuguesa e a nacionalização do comércio a retalho, Pernambuco 1830- 1870

Câmara, Bruno Augusto Dornelas 31 January 2012 (has links)
Submitted by Marcelo Andrade Silva (marcelo.andradesilva@ufpe.br) on 2015-03-05T19:51:04Z No. of bitstreams: 2 Bruno Câmara - Tese 2012.pdf: 9092048 bytes, checksum: 962d593cca9d240c8b7fe6833a0ec718 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-05T19:51:04Z (GMT). No. of bitstreams: 2 Bruno Câmara - Tese 2012.pdf: 9092048 bytes, checksum: 962d593cca9d240c8b7fe6833a0ec718 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / CNPq, CAPES / O antilusitanismo e as manifestações pela nacionalização do comércio foram constantes na província de Pernambuco, durante o século XIX. O tema, quando não estava estampado nos jornais e periódicos da época, estava presente nas ruas, na forma de violentos matamarinheiros, onde portugueses eram espancados e as casas de comércio sofriam saques. Entre as décadas de 1830 a 1870, a questão esteve na pauta das bancadas do partido liberal e de outras facções políticas. O ápice da discussão se deu nos meses que antecederam a Insurreição Praieira, quando o deputado Nunes Machado propôs o projeto mais radical, nacionalizando de uma única vez o ramo do comércio a retalho. O tema tinha grande popularidade. No parlamento e em algumas assembléias provinciais ocorreram tentativas de se criar impostos restringindo a entrada de estrangeiros como caixeiros de comércio. Na contramão desse processo, a comunidade portuguesa do Recife cresceu e se consolidou como um grupo economicamente importante, com influência no poder e na política partidária. Para avaliar a chamada “influência lusitana” e a sua importância é necessário uma pesquisa minuciosa dos membros que compunham essa comunidade e suas redes de solidariedade e o seu poder dentro e fora da província. Por outro lado, quase todas as políticas em prol da inclusão do trabalhador nacional no comércio foram abafadas pela questão maior da imigração e da manutenção de capitais estrangeiros. A nacionalização foi feita, mas de forma lenta e com a presença desses portugueses e de outros estrangeiros, num processo que teve origem em vários pontos: a naturalização desses comerciantes, o legado comercial deixado aos filhos já brasileiros, a redução do contingente de imigrantes e do fluxo de empregados estrangeiros que renovava os quadros no comércio, bem como o fim da perspectiva de ascensão social e econômica por meio da profissão de caixeiro. A presente tese procura discutir a política partidária em torno dos projetos de nacionalização do comércio, em diferentes conjunturas políticas pelas quais passou a província. Esse processo também contou com a participação da comunidade portuguesa, que se organizou para a manutenção de seus interesses econômicos.
2

“Deus te leve a Pernambuco”: antilusitanismo, legislação e estatística na história da imigração portuguesa para Pernambuco (1945 – 1964)

Ferraz, Luiz Paulo Pontes 09 September 2014 (has links)
Submitted by Felipe Lapenda (felipe.lapenda@ufpe.br) on 2015-03-11T13:23:10Z No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Luíz Paulo Pontes Ferraz.compressed.pdf: 2910738 bytes, checksum: 6e96055f1bcc2e448d8fa9ec81d2be5c (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-11T13:23:11Z (GMT). No. of bitstreams: 2 DISSERTAÇÃO Luíz Paulo Pontes Ferraz.compressed.pdf: 2910738 bytes, checksum: 6e96055f1bcc2e448d8fa9ec81d2be5c (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2014-09-09 / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico / A presente dissertação aborda a imigração portuguesa para Pernambuco no periodo que corresponde ao final da Segunda Guerra Mundial até 1964, ano em que o Brasil deixou de ser o destino preferencial dos imigrantes lusitanos. O ponto de partida é a discusão sobre os episódios de antilusitanismo na história de Pernambuco, com atenção especial para o “mata-marinheiro” de abril de 1931, evento marcado como a última manifestação antilusitana na capital pernambucana. A década de 1930, com a subida de Getúlio Vargas ao poder, inaugura uma nova fase para o movimento imigratório português, ampliando os privilégios legais aos nascidos em Portugal. Com o fim da Segunda Guerra, os numeros da imigração, que haviam decaído no fim da década de 1920, voltam a crescer trazendo ao país um imigrante de perfil distinto. Com o auxílio de estatísticas portuguesas e brasileiras, esse trabalho tem como principal objetivo fornecer as bases para a compreensão dessa imigração através do estudo quantitativo no contexto de uma análise histórica de perfil social. Para tanto, analisam-se as listas de passageiros de 1.166 desembarques no Porto do Recife durante o período estudado, confrontando essas informações com os relatos dos imigrados desse período e que formam a comunidade portuguesa em Pernambuco.
3

Bebendo açai, comendo bacalhau : perfil e práticas da sociabilidade lusa em Belém do Pará entre finais do século XIX e início do século XX

Carvalho, Marcos Antônio January 2011 (has links)
O período do auge do extrativismo da borracha na Amazónia viria trazer uma prosperidade económica para a região, embora que efémera. Belém do Pará e Manaus vivem o que a historiografia regional classifica como sua belle époque. Com a atividade dos seringais ocorre a urbanização de Belém, entre finais do século XIX e inicio do século XX. Com ela surgem as transformações na capital do Estado do Pará, tanto no que tange a vida material, a organização do espaço geográfico e o comportamento da população que habitava a capital. Essa mudança de comportamento e ordenamento devia-se, entre outros fatores, à euforia da economia da goma elástica e à movimentação do porto de Belém com a chegada de imigrantes, sobretudo europeus, com destaque para aqueles de origem lusa. O momento económico, o contexto político e social da cidade de Belém são usados para elaborar o quadro conjuntural da investigação da presença portuguesa na região. Através da legislação imigratória localizada a partir de pesquisas no Arquivo Público do Estado do Pará e da postura apresentada nos relatórios dos governos provinciais do período entre 1890-1914 podem ser identificadas questões que nortearam a política local de imigração. A tabulação e análise dos dados das Habilitações emitidas pelo Consulado Português arquivado no Grêmio Literário e Recreativo Português apresentam informações para a construção do perfil desse imigrante português em Belém do Pará. As formas e as vivências da comunidade portuguesa em Belém são analisadas a partir dos jornais portugueses O Caixeiro e A Voz do Caixeiro. A memória da pátria e os laços mantidos com ela estão presentes no estudo das diversas instituições associativas que foram sendo criadas neste destino da imigração portuguesa, as quais também são objecto de estudo.
4

Tendo o sol por testemunha: população portuguesa na Baía de Paranaguá (c. 1750-1830) / Having the sun as witness: Portuguese population in Paranagua Bay (c. 1750-1830)

André Luiz Moscaleski Cavazzani 09 September 2013 (has links)
A vila portuária de Nossa Senhora do Rosário de Paranaguá, sob a jurisdição da Capitania de São Paulo, foi foco significativo de entrada de emigrantes portugueses em fins do século XVIII. Não obstante, tanto o processo de transferência populacional lusíada, quanto os mecanismos de enraizamento dos portugueses nessa vila restam ainda pouco aprofundados. Assim, o objetivo desse trabalho consiste justamente, em trazer a lume as diversas redes de sociabilidades, os circuitos mercantis, as redes de poder, enfim, as teias sociais das quais os portugueses radicados em Paranaguá tomaram parte, à medida que por ali se estabeleciam. Trata-se, portanto, de um estudo verticalizado acerca da população portuguesa realizado mediante corpo documental fontes seriadas de caráter civil e eclesiástico, com vistas a apreender o processo de enraizamento reinol em Paranaguá. / The harbor town of Vila de Nossa Senhora do Rosário de Paranaguá, under the jurisdiction of the Province of São Paulo, was significant focus input of Portuguese immigrants in the late eighteenth century. Nevertheless, both the process of population transfer Lusiad, and the mechanisms of rooted Portuguese left this village still little depth. Thus, the aim of this work is precisely to bring to light the various networks of sociability, the market circuits, power networks, finally, the social webs of which the Portuguese settled in Paranaguá took part, as there were established by . It is, therefore, a study on the vertical Portuguese population conducted by documentary sources serial body of a civil and ecclesiastical, in order to grasp the process of rooting Reinol in Paranaguá at the time indicated.
5

Tendo o sol por testemunha: população portuguesa na Baía de Paranaguá (c. 1750-1830) / Having the sun as witness: Portuguese population in Paranagua Bay (c. 1750-1830)

Cavazzani, André Luiz Moscaleski 09 September 2013 (has links)
A vila portuária de Nossa Senhora do Rosário de Paranaguá, sob a jurisdição da Capitania de São Paulo, foi foco significativo de entrada de emigrantes portugueses em fins do século XVIII. Não obstante, tanto o processo de transferência populacional lusíada, quanto os mecanismos de enraizamento dos portugueses nessa vila restam ainda pouco aprofundados. Assim, o objetivo desse trabalho consiste justamente, em trazer a lume as diversas redes de sociabilidades, os circuitos mercantis, as redes de poder, enfim, as teias sociais das quais os portugueses radicados em Paranaguá tomaram parte, à medida que por ali se estabeleciam. Trata-se, portanto, de um estudo verticalizado acerca da população portuguesa realizado mediante corpo documental fontes seriadas de caráter civil e eclesiástico, com vistas a apreender o processo de enraizamento reinol em Paranaguá. / The harbor town of Vila de Nossa Senhora do Rosário de Paranaguá, under the jurisdiction of the Province of São Paulo, was significant focus input of Portuguese immigrants in the late eighteenth century. Nevertheless, both the process of population transfer Lusiad, and the mechanisms of rooted Portuguese left this village still little depth. Thus, the aim of this work is precisely to bring to light the various networks of sociability, the market circuits, power networks, finally, the social webs of which the Portuguese settled in Paranaguá took part, as there were established by . It is, therefore, a study on the vertical Portuguese population conducted by documentary sources serial body of a civil and ecclesiastical, in order to grasp the process of rooting Reinol in Paranaguá at the time indicated.
6

Portuguese with american dreams

Martins, Natali Lameiras January 2009 (has links)
No description available.
7

Imigração e identidade: um estudo sobre famílias portuguesas no Rio de Janeiro

Maia, Maria Manuela Alves 17 October 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-26T14:57:23Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Maria Manuela Alves Maia.pdf: 4422623 bytes, checksum: 6ab1b810251bb901e3ab1d2eb3c6185e (MD5) Previous issue date: 2008-10-17 / This is a study about immigrating Portuguese families who moved to the city of Rio de Janeiro during the period between the Second World War and 1974. The main objective is to contribute with the best visibility of the Portuguese migration to the city. Applying the methodology of their life history, this work follows the trajectory of those families since their housing in Portugal, the moving to Brazil, the arrival in the port of Rio de Janeiro and the routes traveled all along the country. Due to the shortage of agricultural resources in the North regions of Portugal, peasants families were stimulated to emigrate, aspiring better social and economic advancement, once they were inserted in a context full of multiple needs. This movement in terms of cultural or ethnic identity provokes an individual and collective transformation. As a result they went through processes of desterritorialization/territorialization, which involved ruptures in different senses. The first one took place in the dismantling of the peasants society. That is to say, within the context of the third stage of the industrial development. A second moment of the rupture is noticed during the trip and at the beginning of the staying in a foreign land. The third one can be observed through the struggles and conflicts caused by the encounter with the city. In other words, in the passage from a rural world to the urban one. In Rio de Janeiro they were forced to develop and fix up complex processes and strategies to settle. Those socio- economical strategies were configured through out cultural negotiations, where integration attempts to a new society were done based on cultural values. That negotiation is effectuated by different instruments that cover a huge panorama from a simple connection to silences and omissions. Obliged to adapt themselves to a new ways of seeing the world, the immigrants try to give a new signification to their own values. On the one hand, they consider family union as a source carrier (material, cultural and symbolic) and necessities and objectives. On the other hand, they face an attracting environment (geographical, economic, social and political) with their disadvantages and opportunities. Therefore, they emphasize the roll of family, work and religion as ways and strategies of identity affirmation in a strange land in order to guarantee family cohesion and integration to a new city / Este é um estudo de famílias de imigrantes portugueses que se deslocaram para a cidade do Rio de Janeiro durante o período compreendido entre o pós 2ª guerra e 1974. Têm por objetivo principal, contribuir para maior visibilidade da imigração portuguesa nesta cidade. Através de história de vida, acompanha a trajetória de famílias campesinas desde sua residência em Portugal, à mudança para o Brasil, à chegada ao Porto do Rio de Janeiro e os caminhos percorridos. Impelidas a emigrar, uma vez que estavam inseridas num contexto marcado por múltiplas necessidades devido a uma agricultura insuficiente nas regiões do norte de Portugal, este movimento acarreta transformações pessoais e coletivas envolvendo desagregação em termos de identidade cultural ou étnica. A primeira ruptura ocorreu antes da saída de Portugal com o próprio desmantelamento da sociedade camponesa dentro do contexto do desenvolvimento industrial no século XX. Um segundo momento de ruptura é percebido durante a viagem e no início da estada em terra estranha. A terceira, através dos embates e conflitos produzidos no encontro com a cidade, isto é, na passagem de um mundo rural para o urbano. No Rio de Janeiro desenvolvem e concretizam complexos processos ou estratégias para se estabelecer e se fixar. Estas estratégias configuram-se em tentativas de integração à sociedade de acolhida por meio de negociação entre conjuntos de valores culturais. Obrigados a se adaptar a novas formas de ver o mundo, os imigrantes tentam re-significar os seus valores. De um lado consideram a unidade familiar, portadora de recursos (materiais, culturais e simbólicos) e de necessidades e objetivos. Do outro, o contexto envolvente (físico, econômico, social e político) com seus constrangimentos e oportunidades. Enfatizam, assim, o papel da família, do trabalho e da religião como estratégias de afirmação de identidade em terra estranha na tentativa de garantir a coesão familiar e, ao mesmo tempo, integrar-se à cidade
8

Aspectos fonéticos, lexicais e morfossintáticos da variante açoriana catarinense / Morphosyntactical, lexical and phonetics aspects of the variant from Azores of Santa Catarina

Amabile Bianca Nogueira 27 March 2007 (has links)
Diz-se que há uma grande influência açoriana no litoral catarinense. Muitos trabalhos são realizados para estudar esse tema, porém, poucos analisam esse fato do ponto de vista lingüístico, principalmente em seus aspectos fonéticos e morfossintáticos. As poucas pesquisas realizadas estão voltadas para características muito gerais da fala catarinense ou se concentram na região de Florianópolis, atual capital do Estado. A escassez de material indica que pouco se conhece sobre a dita influência açoriana. O presente trabalho propõe investigar a fala de duas das três regiões mais antigas de Santa Catarina, cuja base de colonização foi açoriana: a antiga região de Itapocorói (que atualmente compreende a área dos municípios de Penha, Balneário de Piçarras e uma pequena parte do sul de Barra Velha) e o povoado de Nossa Senhora das Graaças do Rio São Francisco (hoje São Francisco do Sul). Para isto, foi preciso realizar duas pesquisas lingüísticas de campo, uma na região de Itapocorói e outra em São Francisco do Sul, com a finalidade de descrever as variantes atuais locais e verificar possíveis transformações fonéticas, lexicais e morfossintáticas em um grupo de sessenta informantes divididos em três faixas etárias distintas (trinta de cada localidade pesquisada). Foram utilizados dados colhidos em trabalho de campo por meio de: (a) locução espontânea; (b) aplicação de questionário lingüístico com 49 perguntas; (c) questionário valorativo com 6 perguntas. As características apontadas serão aquelas que, de maneira geral, diferenciem a variante local de outras variantes do Português do Brasil. Acreditamos que, com isto, seja possível conhecer um pouco mais a variante açoriana catarinense e sua história. / It is said that there is a great influence of Azores in the Santa Catarina coastline. Many works are carried out to study this subject, however, a few analysis this fact from the linguistics point of view mainly in their morphosyntactical and phonetics aspects. The few researches carried out are turned towards a lot of general characteristics of Santa Catarina speech or they centralize in Florianópolis region, present capital of the state. The lack of materials shows that not much is known about the related influence of Azores. The present work suggests investigating the speech of the three more ancient regions of Santa Catarina, whose colonization basis was from Azores: the ancient region of Itapocorói (that nowadays includes the cities areas of Penha, Piçarras and a small part of the south of Barra Velha) and the village of Nossa Senhora das Graças of Rio São Francisco (nowadays São Francisco do Sul). That is why, it was necessary to carry out two linguistics field searches, one in Itapocorói region and the other in São Franciso do Sul, with the purpose of describing the present local variant and the possible phonetics, lexical and morphosyntactical variants transformation in a group of sixty informers divided in three different age groups (thirty of each places researched). It was made use of data gathered work field through: a) spontaneous idiomatic expression; b) linguistic questionnaire application with 49 questions and c) valorables questionnaire with six questions. The characteristics showed will be the ones that, in general differ the local variant and the other variants of Portuguese from Brazil. We believe that, with this, it will be possible to know a bit more the variant from Azores of Santa Catarina and its story.
9

Imigração e identidade: um estudo sobre famílias portuguesas no Rio de Janeiro

Maia, Maria Manuela Alves 17 October 2008 (has links)
Made available in DSpace on 2016-04-25T20:22:33Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Maria Manuela Alves Maia.pdf: 4422623 bytes, checksum: 6ab1b810251bb901e3ab1d2eb3c6185e (MD5) Previous issue date: 2008-10-17 / This is a study about immigrating Portuguese families who moved to the city of Rio de Janeiro during the period between the Second World War and 1974. The main objective is to contribute with the best visibility of the Portuguese migration to the city. Applying the methodology of their life history, this work follows the trajectory of those families since their housing in Portugal, the moving to Brazil, the arrival in the port of Rio de Janeiro and the routes traveled all along the country. Due to the shortage of agricultural resources in the North regions of Portugal, peasants families were stimulated to emigrate, aspiring better social and economic advancement, once they were inserted in a context full of multiple needs. This movement in terms of cultural or ethnic identity provokes an individual and collective transformation. As a result they went through processes of desterritorialization/territorialization, which involved ruptures in different senses. The first one took place in the dismantling of the peasants society. That is to say, within the context of the third stage of the industrial development. A second moment of the rupture is noticed during the trip and at the beginning of the staying in a foreign land. The third one can be observed through the struggles and conflicts caused by the encounter with the city. In other words, in the passage from a rural world to the urban one. In Rio de Janeiro they were forced to develop and fix up complex processes and strategies to settle. Those socio- economical strategies were configured through out cultural negotiations, where integration attempts to a new society were done based on cultural values. That negotiation is effectuated by different instruments that cover a huge panorama from a simple connection to silences and omissions. Obliged to adapt themselves to a new ways of seeing the world, the immigrants try to give a new signification to their own values. On the one hand, they consider family union as a source carrier (material, cultural and symbolic) and necessities and objectives. On the other hand, they face an attracting environment (geographical, economic, social and political) with their disadvantages and opportunities. Therefore, they emphasize the roll of family, work and religion as ways and strategies of identity affirmation in a strange land in order to guarantee family cohesion and integration to a new city / Este é um estudo de famílias de imigrantes portugueses que se deslocaram para a cidade do Rio de Janeiro durante o período compreendido entre o pós 2ª guerra e 1974. Têm por objetivo principal, contribuir para maior visibilidade da imigração portuguesa nesta cidade. Através de história de vida, acompanha a trajetória de famílias campesinas desde sua residência em Portugal, à mudança para o Brasil, à chegada ao Porto do Rio de Janeiro e os caminhos percorridos. Impelidas a emigrar, uma vez que estavam inseridas num contexto marcado por múltiplas necessidades devido a uma agricultura insuficiente nas regiões do norte de Portugal, este movimento acarreta transformações pessoais e coletivas envolvendo desagregação em termos de identidade cultural ou étnica. A primeira ruptura ocorreu antes da saída de Portugal com o próprio desmantelamento da sociedade camponesa dentro do contexto do desenvolvimento industrial no século XX. Um segundo momento de ruptura é percebido durante a viagem e no início da estada em terra estranha. A terceira, através dos embates e conflitos produzidos no encontro com a cidade, isto é, na passagem de um mundo rural para o urbano. No Rio de Janeiro desenvolvem e concretizam complexos processos ou estratégias para se estabelecer e se fixar. Estas estratégias configuram-se em tentativas de integração à sociedade de acolhida por meio de negociação entre conjuntos de valores culturais. Obrigados a se adaptar a novas formas de ver o mundo, os imigrantes tentam re-significar os seus valores. De um lado consideram a unidade familiar, portadora de recursos (materiais, culturais e simbólicos) e de necessidades e objetivos. Do outro, o contexto envolvente (físico, econômico, social e político) com seus constrangimentos e oportunidades. Enfatizam, assim, o papel da família, do trabalho e da religião como estratégias de afirmação de identidade em terra estranha na tentativa de garantir a coesão familiar e, ao mesmo tempo, integrar-se à cidade
10

Aspectos fonéticos, lexicais e morfossintáticos da variante açoriana catarinense / Morphosyntactical, lexical and phonetics aspects of the variant from Azores of Santa Catarina

Nogueira, Amabile Bianca 27 March 2007 (has links)
Diz-se que há uma grande influência açoriana no litoral catarinense. Muitos trabalhos são realizados para estudar esse tema, porém, poucos analisam esse fato do ponto de vista lingüístico, principalmente em seus aspectos fonéticos e morfossintáticos. As poucas pesquisas realizadas estão voltadas para características muito gerais da fala catarinense ou se concentram na região de Florianópolis, atual capital do Estado. A escassez de material indica que pouco se conhece sobre a dita influência açoriana. O presente trabalho propõe investigar a fala de duas das três regiões mais antigas de Santa Catarina, cuja base de colonização foi açoriana: a antiga região de Itapocorói (que atualmente compreende a área dos municípios de Penha, Balneário de Piçarras e uma pequena parte do sul de Barra Velha) e o povoado de Nossa Senhora das Graaças do Rio São Francisco (hoje São Francisco do Sul). Para isto, foi preciso realizar duas pesquisas lingüísticas de campo, uma na região de Itapocorói e outra em São Francisco do Sul, com a finalidade de descrever as variantes atuais locais e verificar possíveis transformações fonéticas, lexicais e morfossintáticas em um grupo de sessenta informantes divididos em três faixas etárias distintas (trinta de cada localidade pesquisada). Foram utilizados dados colhidos em trabalho de campo por meio de: (a) locução espontânea; (b) aplicação de questionário lingüístico com 49 perguntas; (c) questionário valorativo com 6 perguntas. As características apontadas serão aquelas que, de maneira geral, diferenciem a variante local de outras variantes do Português do Brasil. Acreditamos que, com isto, seja possível conhecer um pouco mais a variante açoriana catarinense e sua história. / It is said that there is a great influence of Azores in the Santa Catarina coastline. Many works are carried out to study this subject, however, a few analysis this fact from the linguistics point of view mainly in their morphosyntactical and phonetics aspects. The few researches carried out are turned towards a lot of general characteristics of Santa Catarina speech or they centralize in Florianópolis region, present capital of the state. The lack of materials shows that not much is known about the related influence of Azores. The present work suggests investigating the speech of the three more ancient regions of Santa Catarina, whose colonization basis was from Azores: the ancient region of Itapocorói (that nowadays includes the cities areas of Penha, Piçarras and a small part of the south of Barra Velha) and the village of Nossa Senhora das Graças of Rio São Francisco (nowadays São Francisco do Sul). That is why, it was necessary to carry out two linguistics field searches, one in Itapocorói region and the other in São Franciso do Sul, with the purpose of describing the present local variant and the possible phonetics, lexical and morphosyntactical variants transformation in a group of sixty informers divided in three different age groups (thirty of each places researched). It was made use of data gathered work field through: a) spontaneous idiomatic expression; b) linguistic questionnaire application with 49 questions and c) valorables questionnaire with six questions. The characteristics showed will be the ones that, in general differ the local variant and the other variants of Portuguese from Brazil. We believe that, with this, it will be possible to know a bit more the variant from Azores of Santa Catarina and its story.

Page generated in 0.1119 seconds