• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 83
  • 9
  • 3
  • 1
  • Tagged with
  • 96
  • 43
  • 29
  • 24
  • 23
  • 20
  • 20
  • 19
  • 17
  • 15
  • 14
  • 14
  • 14
  • 14
  • 12
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Empreendimentos solidários femininos : a experiência de um banco comunitário de desenvolvimento

Brasil, Katia Regina Calixto 04 May 2017 (has links)
Made available in DSpace on 2019-03-30T00:22:02Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2017-05-04 / Studies focusing on micro finance include community development banks as a way of reducing poverty by making micro entrepreneurs access credit to start or improve their business. In this context, a community bank acts positively in the development of women's solidarity enterprises, improving the socioeconomic aspects of the groups administered by women. In this sense, the research has as a general objective to understand how the granting of micro credit by a community development bank interferes in the performance of women's solidarity projects. The theoretical foundation that supports empirical research is based on the works of Morduch (1999), Yunus (2007, 2011), Khavul (2010), Armendariz and Morduch (2005) and Ghatak (1999). According to these authors, the importance of Micro finance Institutions for the access of the population considered excluded from the traditional financial system and the demand for access to credit by groups of female solidarity enterprises supports the research presupposition. The descriptive research has a qualitative, theoretical-empirical approach, involving a field research, as well as the case study technique (YIN, 2012). The data were submitted to Atlas¿ software ti. With the adoption of the technique of content analysis and use of data triangulation. As conclusion of the study, it can be seen that the micro credit assignment by the community bank positively influences the performance of women's solidarity projects,but it has as limiting factor the low credit limit available. / Os estudos voltados para a temática das microfinanças compreendem os Bancos Comunitários de Desenvolvimento como uma forma de redução da pobreza por levar os microempreendedores a ter acesso ao crédito para iniciar ou melhorar seus negócios. Neste contexto, um banco comunitário atua positivamente no desenvolvimento dos empreendimentos solidários femininos, aprimorando os aspectos socioeconômicos dos grupos administrados por mulheres. Nesse sentido,a pesquisa traz como objetivo geral compreender a maneira como a concessão de microcrédito por parte de um banco comunitário de desenvolvimento interfere na atuação de empreendimentos solidários femininos. A fundamentação teórica que dá suporte à investigação empírica assenta-se nos trabalhos de Morduch (1999), Yunus (2007, 2011), Khavul (2010), Armendariz e Morduch (2005) e Ghatak (1999). Segundo esses autores, a importância das Instituições de Microfinanças para o acesso da população considerada excluída do sistema financeiro tradicional e a demanda de acesso ao crédito por grupos de empreendimentos solidários femininos dão suporte ao pressuposto da pesquisa. A pesquisa descritiva tem abordagem qualitativa, de natureza teórico-empírica, envolvendo uma pesquisa de campo, bem como a técnica de estudo de caso (YIN, 2012). Os dados foram submetidos ao software Atlas/TI, com a adoção da técnica de análise de conteúdo. Como conclusão do estudo, pode-se constatar que a cessão do microcrédito por parte do banco comunitário influencia positivamente na atuação dos empreendimentos solidários femininos, mas possui como fator limitante o baixo limite de crédito disponibilizado.
2

Microcrédito - Condicionantes para saída da condição de pobreza - estudo aplicado ao programa Crediamigo do BNB

Teixeira, Marcelo Azevedo January 2008 (has links)
TEIXEIRA, Marcelo Azevedo. Microcrédito - condicionantes para saída da condição de pobreza - estudo aplicado ao Programa Crediamigo do BNB. 2008. 73f. Dissertação (mestrado profissional) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2008. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-08-21T18:46:58Z No. of bitstreams: 1 2008_dissert_mateixeira.pdf: 468464 bytes, checksum: 3d059cc726bc1e2c9437fee01bebfde8 (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-08-21T18:47:09Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2008_dissert_mateixeira.pdf: 468464 bytes, checksum: 3d059cc726bc1e2c9437fee01bebfde8 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-08-21T18:47:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2008_dissert_mateixeira.pdf: 468464 bytes, checksum: 3d059cc726bc1e2c9437fee01bebfde8 (MD5) Previous issue date: 2008 / This paper presents an empirical research on determinants to overcome the condition of poverty applied the microcredit program of the BNB, the Crediamigo, along to their clients in the informal sector defined as poor in accordance to three (3) lines determinants poverty lines used in Brazil. The success indicator applied to the clients was the escape of the condition of poverty who were in a lower condition by the time of the initial loans and time was the variable used as a control to measure the speed of that success and to enable the tracking of these indicators over time and comparison with results from other programs. The results of the econometric model used in the study show evidences that Crediamigo clients respond positively to the volume of credit over time and have return over assets standards (physical or empowering), which are similar to entrepreneurs from the top of the pyramid. It was also concluded that among the poorest, the human capital, organizational structure and other collateral cause relative differentiated return. This evidence indicates that it is feasible a strategy of multiple structural policies either public or private of poverty combating and not just of amortization of its stock. / Este trabalho apresenta uma investigação empírica sobre os condicionantes para saída da condição de pobreza aplicado ao programa de microcrédito do BNB, o Crediamigo, junto aos seus clientes do setor informal considerados pobres de acordo com 3(três) linhas determinantes de pobreza utilizadas no Brasil. A fuga da condição de pobreza foi o indicador de sucesso aplicado junto aos clientes que estavam numa condição inferior quando da contratação dos empréstimos iniciais e a variável tempo foi utilizada como controle para se medir a velocidade desse sucesso e possibilitar monitoramento desses indicadores ao longo do tempo e comparação com resultados de outros programas. Os resultados do modelo econométrico adotado no estudo evidenciam que os clientes do Crediamigo respondem positivamente ao volume de crédito ao longo do tempo, bem como têm padrões de remuneração de ativos (físicos ou capacitadores) que se assemelham aos empreendedores do topo da pirâmide. Concluiu-se, ainda, que entre os mais pobres o capital humano, a estrutura organizacional e outros colaterais provocam remunerações relativas diferenciadas. Esta evidência sinaliza que é viável uma estratégia múltipla de políticas estruturais de públicas e privadas de combate à pobreza e não apenas de amortização do seu estoque.
3

Ensaios sobre microcrédito: trajetória de crescimento, renovação e inadimplência dos beneficiários

Mendonça, Kamila Vieira de January 2014 (has links)
MENDONÇA, K. V. de. Ensaios sobre microcrédito: trajetória de crescimento, renovação e inadimplência dos beneficiários. 2014. 96 f. Tese (doutorado) - Universidade Federal do Ceará, Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Fortaleza-CE, 2014. / Submitted by Nadsa Cid (nadsa@ufc.br) on 2014-07-07T16:06:51Z No. of bitstreams: 1 2014_tese_kvmendonca.pdf: 830386 bytes, checksum: 17fe5cf4180a12f681fe0387c4449ac8 (MD5) / Approved for entry into archive by Nadsa Cid(nadsa@ufc.br) on 2014-07-07T18:26:13Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2014_tese_kvmendonca.pdf: 830386 bytes, checksum: 17fe5cf4180a12f681fe0387c4449ac8 (MD5) / Made available in DSpace on 2014-07-07T18:26:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2014_tese_kvmendonca.pdf: 830386 bytes, checksum: 17fe5cf4180a12f681fe0387c4449ac8 (MD5) Previous issue date: 2014 / In many countries, solidary microcredit programs for groups are working as an alternative mean to production, ensuring some space in the market to low-income people in the cities or in the countryside (in this study, through Crediamigo and Agroamigo programs, respectively). It was perceived that there’s an allocation of resources bias towards women in those programs because data shows that women are better payers and have a tendency not to take much risk when using borrowed money. Although those loans are an important chance of economic gain to very poor people, it was observed that many borrowers leave the programs after the first loan. These programs are taken as something that could end extreme poverty among small agriculturers, but the institutions who finance them have, then, to worry about default risk, since borrowers tend to leave the program without paying back. The purpose of this dissertation is to analyze what determines microcredit programs, considering: a growth path for micro-entrepreneurs that is gender related; the possibility that social interaction (the groups mentioned) can affect the decision to keep paying and making new loans; the probability of default risk with random effects related to the microcredit analysts’ behavior. Results obtained in this study show there is a growth path, but with decreasing returns. Also, the average return rates are greater when men are managing; women, though, show less risky growth paths. When it comes to decide whether leave the program or not, the behavior of the rest of the group is important to the individual choice. Default risk is influenced by the credit analyst’s behavior and by how many clients he advises. Moreover, there are minor default risk factors associated with socioeconomic aspects of the borrower and the kind of business he manages, and even with those clients who participate in the Bolsa Família program. This last result is interesting, since it suggests that government transfers are being used as payment guarantees for the loans. / Os programas de microcrédito orientados e com grupos solidários têm sido adotados em diversos países como alternativa para inserção produtiva dos microempreendedores de baixa renda urbana (Crediamigo) ou rural (Agroamigo). Na maioria dos casos, os programas possuem um viés na alocação dos empréstimos em favor das mulheres, assumindo estas um compromisso maior com os pagamentos, a partir do seu melhor posicionamento na família e na sociedade. Apesar de serem importantes instrumentos de inserção produtiva das camadas menos favorecidas da população, observa-se uma quantidade considerável de beneficiários que não permanecem no programa após o primeiro empréstimo. Os programas de microcrédito têm sido aceitos por muitos como opção de política para aliviar a pobreza dos agricultores familiares. Contudo, um dos problemas enfrentados pelas instituições que fornecem os financiamentos é a inadimplência. Com base nisso, o objetivo dessa tese é investigar os determinantes dos programas de microcrédito, considerando a existência de uma trajetória de crescimento para microempresários por gênero, a possibilidade de interação social na decisão de renovação do empréstimo e a probabilidade de inadimplência dos beneficiários com efeitos aleatórios para os assessores de microcrédito. De acordo com os resultados obtidos, verificou-se que existe uma trajetória de crescimento, mas com retornos decrescentes. Adicionalmente, as taxas médias de retorno são maiores para os homens; porém as mulheres possuem um risco menor em suas trajetórias. Com relação à decisão de abandonar o programa, o comportamento médio dos outros membros do grupo afeta as decisões individuais. Na análise dos fatores que influenciam na probabilidade de ocorrência de inadimplência, os resultados sugerem que a atuação do assessor tem impacto sobre a probabilidade de inadimplência, e que este impacto varia conforme o número de beneficiários coberto pelo mesmo assessor. Ademais, observaram-se menores fatores de risco de inadimplência para características socioeconômicas e dos negócios, e para beneficiários do Programa Bolsa Família. Este último resultado é importante, pois é sugestivo para a utilização das transferências governamentais como colateral em microfinanciamentos produtivos.
4

Microcrédito em Santa Catarina

Mattos, Mayra Silva de January 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Geografia, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2016-10-04T04:01:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 342202.pdf: 2143637 bytes, checksum: f11a78195e7d830553b2e491ce4914a2 (MD5) Previous issue date: 2016 / O presente trabalho analisou o processo de expansão territorial da rede de instituições de microcrédito de Santa Catarina, em especial o Banco do Planalto Norte (Planorte), localizado na cidade de Canoinhas, Planalto Norte do Estado, compreendendo os condicionantes internos e externos para a constituição de sua rede de atendimento bem como a rede de relações que asseguram os interesses do Planorte, articulando diferentes escalas espaciais. A instituição foi escolhida pois é membro da Microcredit Summit Campaign ? rede global de apoio ao microcrédito ? e transcende a fronteira estadual em direção ao Paraná, tendo como pilar de sua atuação os agentes de crédito. Os objetivos específicos desta pesquisa foram: 1) identificar as instituições de microcrédito presentes em Santa Catarina e as mudanças em suas respectivas redes entre 2006 e 2016 ? antes e depois da mudança de papel da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (BADESC); 2) compreender como condicionantes internos e externos se combinaram para permitir a constituição da rede de instituições de microcrédito no estado, através do estudo de caso; 3) analisar o processo histórico de construção da rede comandada pelo Planorte, levando em consideração sua conexão com a Microcredit Summit Campaign e o atendimento através dos agentes de crédito; 4) analisar a possível relação entre a expansão da rede de atendimento das instituições de microcrédito e as demandas dos setores econômicos predominantes regionais, identificando de que maneira as atividades dos tomadores de empréstimos estão mais ou menos inscritas nos setores predominantes da economia regional. A metodologia do trabalho consistiu em: levantamento bibliográfico de autores brasileiros e estrangeiros; levantamento de dados; levantamento de normas jurídicas que regulamentam o microcrédito e as microfinanças no Brasil; leitura de relatórios oficiais; pesquisa de campo realizada no Planorte e com tomadores de empréstimos atendidos por ele, no município de Canoinhas em maio de 2016; representação cartográfica da rede de atendimento das instituições de microcrédito em diferentes momentos do tempo. O trabalho tem como principais conclusões: 1) o estabelecimento e a expansão da rede de instituições de microcrédito em Santa Catarina se deve à iniciativa estatal por meio do BADESC no Programa Crédito de Confiança, nos fins da década de 1990, ao nível de articulação na escala local de lideranças que levaram à frente a proposta do Programa e instalaram organizações distribuídas por todo o Estado e ainda a outras organizações na escala estadual e nacional; 2) o mercado de microcrédito no Brasil foi intencionalmente construído e reflexo de um processo deexpansão das finanças, inclusão financeira e da construção de um ideário para superação da pobreza; 3) o Planorte dialoga com o ideário mundialmente difundido do microcrédito como alternativa para superar a pobreza, gerar emprego e renda; 4) os tomadores de empréstimo estão pouco inseridos nas atividades econômicas predominantes da região, ao contrário, se consolidam em ocupações referentes a atividades cotidianas da vida social da população. Por fim, há uma rede de relações sociais na escala do lugar que é fundamental para a consolidação da rede de microcrédito.<br> / Abstract : This work analyzed the territorial expansion process of the microcredit institutions network based in the Brazilian state of Santa Catarina, particularly the Banco do Planalto Norte (Planorte), located in Canoinhas city, in the Planalto Norte region, comprising internal and external constraints for its client base establishment, as well as the relationship network that assure the bank`s interests, articulating different spatial scales. The institution was chosen due to its membership on the Microcredit Summit Campaign ? microcredit global support network ? and also due to its growth towards the state of Paraná, with credit agents playing as a key role in its acting. The specific objectives of this research were: 1) identify the microcredit institutions based in Santa Catarina and the changes in their networks between 2006 and 2016 ? respectively before and after the shift in the role of the Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (BADESC); 2) understand how the internal and external constraints combined to conform the constitution of the microcredit institutions network in the state of Santa Catarina, through a case study. 3) analyze the historical construction process of the network leaded by the Planorte, taking into consideration its connection with the Microcredit Summit Campaign and the acting of the credit agents. 4) analyse the possible relation between the expansion of the microcredit institutions? relationship network and the demands from the predominant regional economic sectors, identifying the way the activities from the credit takers are more or less included in the predominant sectors of the regional economy. This work methodology consisted in: bibliographical survey on Brazilians and foreigners authors; data collection; search on juridical standards that rule the microcredit and microfinance in Brazil; reading of official reports; field survey on Planorte and with their credit takers, on Canoinhas city, on May 2016; cartographical representation of the microcredit institutions? relationship network in different time periods. The work has the following conclusions: 1) The establishment and the expansion of the microcredit institutions network in the state of Santa Catarina is due to state efforts from BADESC in the Programa Crédito de Confiança, from the end of the 90?s, due to the level of articulation at local scale from leaderships that took forward the proposal from the Act and installed organizations spread all over the state area and also due to others organizations at national and state scale; 2) the microcredit market in Brazil was intentionally built and is a reflex of a process of finance expansion, finance inclusion and the construction of ideas to overcoming poverty; 3) Planorte dialogues with the globallyspread ideas of microcredit as an alternative to poverty overcome, creating jobs and wealth; 4) credit takers are not inserted on the regional?s predominant economic activities, on the contrary, they consolidate themselves in activities related to the community?s social life. Finally, there is a social relation network at local scale that is fundamental to the consolidation of the microcredit network.
5

Banco de Desenvolvimento de Santa Catarina - BADESC sua transformação em agência de fomento e o microcrédito

Santos, Iliane Medeiros 25 October 2012 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Florianópolis, 2011 / Made available in DSpace on 2012-10-25T20:43:52Z (GMT). No. of bitstreams: 1 290615.pdf: 4206979 bytes, checksum: ba9d3f9827c2e2261e82ab8ac97758c0 (MD5) / A década de 1990 representou para o sistema financeiro estatal no Brasil um período de grandes transformações, incluindo modificações significativas nos bancos de desenvolvimento estaduais: alguns foram extintos, outros reestruturados e em seu lugar surgiram no final da década as Agências de Fomento. Os estados de Santa Catarina e da Bahia possuem uma particularidade em relação aos demais: suas agências de fomento surgem como sucessoras de seus Bancos de Desenvolvimento enquanto nos demais estados os bancos foram extintos antes que surgissem as agências. Esta tese analisa a transformação do Banco de Desenvolvimento de Santa Catarina Badesc em Agência de Fomento e sua atuação no Programa Microcrédito Santa Catarina. Criado pela Agência, o Programa articula-se com dezenove organizações de microcrédito (Organizações da Sociedade Civil de Interesse Público # Oscip). Em termos conceituais, a pesquisa considera a hegemonia financeira, a comparação de dois paradigmas de microcrédito (um liberal, enquanto fortalecimento de economia de mercado e, outro, emancipatório com perspectivas para o surgimento de espaços de sociabilidade alternativos ao capitalismo) e elementos da Análise de Redes Sociais. Os procedimentos metodológicos incluíram a pesquisa bibliográfica e documental, a análise de redes sociais (com utilização do software Ucinet 6) e pesquisa de campo junto às organizações de microcrédito. Uma das questões centrais que orientou a análise foi identificar as conexões ou relações entre os atores sociais que se envolvem na política de microcrédito, considerando-se a representação social presente na composição do Conselho Administrativo das Oscips. Considerou-se a participação nesses conselhos em termos de representação de instituições ou organizações (um total de 94, ocupando 154 assentos) de natureza político-estatal, empresarial, comunitária, educacional-universitária, trabalhadores e outras organizações sociais. Na composição dos Conselhos constatou-se a centralidade da própria Agencia de Fomento e o predomínio das organizações de representação empresarial (com destaque para o Sebrae). A partir disso foi possível comparar as diferentes representações sociais presente no sistema de microcrédito e refletir em termos mais amplos tendo presente, entre outros aspectos, os dois paradigmas analíticos e observar que a institucionalização e a política de microcrédito realizada através da Agência de Fomento sugerem aproximação ao paradigma liberal. / The 1990's decade represented a period of great transformations to the federal financial system in Brazil, including significant modification in the state development banks: some were extinct, others restructured and by the end of the decade replaced by Development Agencies. There is a peculiarity in the states of Santa Catarina and Bahia in relation to other states: Their Development Agencies arose as replacement to the Development Banks while in other states the banks have become extinct before the agencies could emerge. This thesis analyzes the transformation of the Development Bank of Santa Catarina - Badesc into Development Agency and its performance in the Santa Catarina#s Microcredit Program. The program established by the Agency is structured within nineteen microcredit organizations (Public Interest Civil Society Organizations - Oscip). Conceptually, the research considers the financial hegemony, a parallel of two microcredit paradigms (one liberal, strengthening the market economy and the other, with emancipatory outlook for the rise of alternative spaces of sociability to capitalism) and elements of Social Network Analysis. Methodological procedures included a bibliographic and documental research, social network analysis (using the software Ucinet 6) and field research on the microcredit organizations. One of the key questions that guided the analysis was to identify the connections or links between social actors involved in the microcredit program, considering the present social representation in the composition of the Administrative Council of Oscips. In these Councils it was considered the involvement in terms of representation of institutions or organizations (94 of 154 seats) of politicalfederal nature, business, community, educational-academic, labor and other social organizations. In the composition of the Councils It was verified the centrality of the Development Agencies itself and the predominance of enterprise representation organizations (with emphasis on the Sebrae). Based on this it was possible to compare the different representations in the microcredit system and think in broader terms bearing in mind, among other aspects, the two analytical paradigms and note that institutionalization and microcredit program conducted by the Development Agency suggests a closer approach to the liberal paradigm.
6

O Banco Mundial e o desenvolvimento das microfinanças em países da periferia capitalista

Kraychete, Elsa Sousa 16 December 2005 (has links)
Submitted by Núcleo de Pós-Graduação Administração (npgadm@ufba.br) on 2017-11-13T19:12:01Z No. of bitstreams: 1 ELSA SOUSA KRAYCHETE.pdf: 717332 bytes, checksum: 3ae8e5d5b4c59fcad82532a3c19df32c (MD5) / Approved for entry into archive by Maria Angela Dortas (dortas@ufba.br) on 2017-11-16T17:26:20Z (GMT) No. of bitstreams: 1 ELSA SOUSA KRAYCHETE.pdf: 717332 bytes, checksum: 3ae8e5d5b4c59fcad82532a3c19df32c (MD5) / Made available in DSpace on 2017-11-16T17:26:20Z (GMT). No. of bitstreams: 1 ELSA SOUSA KRAYCHETE.pdf: 717332 bytes, checksum: 3ae8e5d5b4c59fcad82532a3c19df32c (MD5) / Esta tese discute a proposição do Banco Mundial de constituir um mercado orientado para as microfinanças como um dos elos entre o propósito de minorar a pobreza e um novo modelo de desenvolvimento. Tal problemática conforma-se como política sustentada nos princípios da justiça como eqüidade e na eleição do indivíduo como sujeito de crédito, em ambiente promovido pelo empreendedorismo competitivo. Ressalta-se, nesse sentido, que a constituição de um mercado microfinanceiro é parte do modelo que se vem procurando firmar a partir da administração da pobreza, seja pela filantropia seja pelo mercado, e resulta em negação do estatuto da cidadania, que propugna por direitos universais. Explicita-se, ainda, que o liberalismo social, que sustenta o discurso da instituição sobre a pobreza, deixa de considerar categorias como classe social, trabalho, exploração, contradição, desigualdades e propriedade privada, como questões que estão nas raízes da definição da pobreza no sistema capitalista. Percorre-se a trajetória seguida pelo Banco entre a crítica ao desenvolvimentismo e a tentativa de conceber um novo modelo de desenvolvimento que atenda as novas demandas de reprodução do capital. Nesse percurso, revela-se que o mercado microfinanceiro é construção partilhada, entre Organizações da Cooperação Internacional, articulada a partir dos Estados dos países centrais e Organizações Internacionais Privadas e que a oferta de serviços microfinanceiros cresce baseada nas orientações caracterizadas por procedimentos tipicamente comerciais.
7

Controladoria em instituições de microcrédito: um estudo de caso do programa Crediamigo do Banco do Nordeste do Brasil S/A (BNB)

Castelo, Joelma Leite January 2005 (has links)
CASTELO, Joelma Leite. Controladoria em instituições de microcrédito: um estudo de caso do Programa Crediamigo do Banco do Nordeste do Brasil S/A (BNB). 2005. 99 f. : Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Economia, Administração, Atuária, Contabilidade e Secretariado, Fortaleza-CE, 2005. / Submitted by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-09-23T17:14:11Z No. of bitstreams: 1 2005_dis_jlcastelo.pdf: 523514 bytes, checksum: 3b73f2c403b5f9993c7ce018f02df599 (MD5) / Approved for entry into archive by Dioneide Barros (dioneidebarros@gmail.com) on 2016-09-27T16:00:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2005_dis_jlcastelo.pdf: 523514 bytes, checksum: 3b73f2c403b5f9993c7ce018f02df599 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-27T16:00:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2005_dis_jlcastelo.pdf: 523514 bytes, checksum: 3b73f2c403b5f9993c7ce018f02df599 (MD5) Previous issue date: 2005 / This work focusses on showing that the use of the Controllership in the financial institutions is capable to add value to its results, making the credit available, as a result, in the most appropriated way to benefit of the population, especially using the system of information presented by the Model of Economic Management (GECON). For the development of this study, a field research was fulfilled to analyze the Crediamigo Program of the northeast Bank of Brasil S.A., looking forward to know the description of the mentioned program, the products worked by it and the main obstacles faced. The research starts with the analysis of the Controllership, presenting its concept, purpose and tools, setting its importance in the current economic scene, contrasting to the traditional model of Accounting. After that, an analysis of the microcredit is made, with special attention for the emergence and development of the program of microcredit of the northeast Bank of Brasil S.A. - Crediamigo Program. Following this, an analysis of the model of managemental system based on the alluded program of microcredit, considering improvements to it, through the Controllership, especially using the tools of the Model of Economic Management (GECON), expecting to increase its level of effectiveness. This way, discoursing on the application of the Model of Economic Management (GECON) for the evaluation of the performance of the company, it is finally demonstrated, a hypothetical situation of its application in a banking institution, in which the improvements previously proposed are reached. It is noticed that the system of the Crediamigo Program can still improve, conceiving and managing a proper system of information of economic management, that makes it possible to the mentioned program evaluate if the determinated factors of its result had held as planned, or that possible effect will be able to provoke in the waited result to suffer alterations from course, allowing, thus, that the managemental decisions to be taken are adjusted, among the possible alternatives, making it possible, as a consequence, the achievement of a more efficient economic result, as well as the credit being used in the most apporiated way by the population. / Este trabalho tem por objetivo mostrar que a utilização da Controladoria nas instituições de microcrédito é capaz de agregar valor aos seus resultados, disponibilizando, em conseqüência, o crédito de forma mais adequada em benefício da população, em especial mediante a utilização do sistema de informações apresentado pelo Modelo de Gestão Econômica (GECON). Para o desenvolvimento deste estudo, realizou-se uma pesquisa de campo, analisando-se o Programa CrediAmigo do Banco do Nordeste do Brasil S.A. (BNB), buscando conhecer o histórico do referido programa, os produtos por ele trabalhados e os principais obstáculos enfrentados. A pesquisa inicia-se com a análise da Controladoria, apresentando seu conceito, finalidade e instrumentos, contextualizando sua importância no cenário econômico atual, em confronto com o tradicional modelo de Contabilidade. Em seguida, é feita uma análise do microcrédito, com especial atenção para o surgimento e desenvolvimento do programa de microcrédito do Banco do Nordeste do Brasil S.A. - Programa CrediAmigo. Em continuação, faz-se uma análise do modelo de sistema gerencial baseado no aludido programa de microcrédito, propondo melhorias ao mesmo, através da Controladoria, em especial utilizando as ferramentas do Modelo de Gestão Econômica (GECON), com vistas a aumentar o seu nível de eficácia. Nesse sentido, discorrendo sobre a aplicação do Modelo de Gestão Econômica (GECON) para a avaliação do desempenho da empresa, demonstra-se, por fim, uma situação hipotética de sua aplicação em uma instituição bancária, ocasião em que as melhorias anteriormente propostas são atingidas. Vê-se que o sistema do Programa CrediAmigo ainda pode melhorar, concebendo e gerindo um sistema próprio de informações de gestão econômica, que possibilite ao citado programa avaliar se os fatores determinantes de seu resultado se comportaram como planejado, ou que possíveis efeitos poderão provocar no resultado esperado se sofrerem alterações de curso, permitindo, assim, que as decisões gerenciais a serem tomadas sejam as mais adequadas, dentre as alternativas disponíveis, possibilitando, em conseqüência, o alcance de um resultado econômico mais eficaz, bem como uma melhor disponibilização do crédito para a população.
8

Fatores que influenciam a inadimplência dos financiamentos do Programa Agroamigo no Ceará

Silveira Junior, José Airton da January 2012 (has links)
SILVEIRA JÚNIOR, José Airton da. Fatores que influenciam inadimplência dos financiamentos do Programa Agroamigo do Ceará. 2012. 50f. Dissertação (mestrado profissional em economia do setor público) - Programa de Pós Graduação em Economia, CAEN, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE, 2012. / Submitted by Mônica Correia Aquino (monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-10-23T21:50:31Z No. of bitstreams: 1 2012_dissert_jasilveirajunior.pdf: 671717 bytes, checksum: 886a468ce6ced255af2cd314c332277f (MD5) / Approved for entry into archive by Mônica Correia Aquino(monicacorreiaaquino@gmail.com) on 2013-10-23T21:50:41Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2012_dissert_jasilveirajunior.pdf: 671717 bytes, checksum: 886a468ce6ced255af2cd314c332277f (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-23T21:50:41Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2012_dissert_jasilveirajunior.pdf: 671717 bytes, checksum: 886a468ce6ced255af2cd314c332277f (MD5) Previous issue date: 2012 / This work aims to identify factors that influence the default of loans made by Banco do Nordeste do Brasil (BNB) in Ceará through the rural microfinance program of BNB, the Agroamigo. Thus we investigate individual characteristics, financing, and market activities, and also the condition of recieving the Family Grant Program Bolsa Família. From information collected on socio-economic surveys, we determine the variables that influence the default of loans through a Logit regression model. We conclude that the variables Bolsa Familia, marital status, education, gender, period of funding, timing of plots and antrepreneurship are relevant to the default. / Objetiva-se identificar fatores que influenciam a inadimplência dos financiamentos realizados pelo Banco do Nordeste do Brasil (BNB) no Ceará através do Programa de microfinanças rurais Agroamigo. Neste sentido investigam-se características individuais, dos financiamentos, das atividades e do mercado, e ainda a condição de beneficiário do Programa Bolsa Família. A partir de informações coletadas em questionários socioeconômicos, determinam-se as variáveis que influenciam a inadimplência dos financiamentos por meio de um modelo de regressão LOGIT. Conclui-se que as variáveis bolsa-família, estado civil, escolaridade, sexo, prazo do financiamento, periodicidade das parcelas e capacidade empresarial são relevantes para a inadimplência.
9

A influência das três forças sociais sobre as atividades de avaliação, monitoramento e enforcement executadas por instituições de microfinança socialmente orientadas de empréstimos individuais em um país desenvolvido e em um país em desenvolvimento

Marconatto, Diego Antonio Bittencourt January 2013 (has links)
A raison d’être da microfinança está na execução mais eficiente das três atividades (avaliação, monitoramento e enforcement de clientes) de redução de problemas de assimetria de informação e enforcement defectivo (riscos moral e de seleção adversa) por parte das IMFs (instituições de microfinança). Inicialmente, as altas taxas de anuência conquistadas pelas IMFs foram creditadas a arranjos específicos de crédito ou a outros elementos isolados. Mas evidências mais recentes têm mostrado que as atividades de redução de riscos transacionais das IMFs podem ser influenciadas concomitantemente por vários elementos dispersos nas três grandes forças sociais (ambiente socioinstitucional, redes e quadros cognitivos) – incluindo seus estoques de capital social – que perfazem seus contextos de existência. Na presente investigação, todas as três forças sociais foram abarcadas em um framework unificado, posteriormente utilizado para analisar como duas IMFs socialmente orientadas e baseadas em contratos individuais de crédito efetivamente processam dentro dos seus fluxos de empréstimos as múltiplas influências recebidas dos seus ambientes socioinstitucionais, das suas redes e dos seus quadros cognitivos. Enquanto a primeira IMF (Banco Palmas) está localizada no Brasil, a segunda IMF (ACEM) opera no Canadá. A utilização do método de múltiplos casos possibilitou a verificação das influências que os ambientes socioinstitucionais de um país em desenvolvimento e de um país desenvolvido, respectivamente, exercem sobre suas IMFs. Os resultados mostraram que as duas organizações utilizam estratégias radicalmente diversas para reduzir seus problemas informacionais e de enforcement. O Banco Palmas lança mão de quatro políticas distintas: (a) mobilização e catalisação de laços sociais comunitários para a construção e utilização de uma rede local imbuída de capital social comunitário; (b) diversificação do portfolio de empréstimo; (c) desenho de um processo de empréstimo simples-desburocratizado, flexível, solidário, dotado de dispositivos socioinstitucionais de redução de risco; e (d) foco no público-alvo feminino. A ACEM, por sua vez, utiliza um (a) processo de empréstimo formal, personalizado, técnico-intensivo e solidário; (b) relações interpessoais de confiança; e (c) redes de voluntários e organizações parceiras. A comparação dos dois casos desnudou a lógica subjacente/interna comum ao Banco Palmas e a ACEM, no que diz respeito aos seus esforços de mitigação dos seus riscos transacionais. Ambas as IMFs configuram e compensam, dentro dos seus processos de empréstimo, as influências recebidas das suas três respectivas forças sociais. Logo, a capacidade efetiva das IMFs em reduzir seus riscos transacionais não é explicada por elementos isolados; essa capacidade emerge das próprias configurações específicas dos seus processos de empréstimo frente aos seus contextos de existência. Também foi evidenciado que a contribuição de elementos isolados para a redução de riscos transacionais é situacional e deve ser validada em panoramas multinível de análise. Quando utilizada essa perspectiva, características contextuais ou dispositivos entendidos a priori como positivos ou negativos podem ter efeitos nulos ou inversos sobre a capacidade das IMFs em reduzir seus problemas informacionais e de enforcement. Essa pesquisa ainda traz outras contribuições específicas para a literatura de microfinança, policy makers e práticos da área, assim como sugestões de estudos futuros. Enfim, a presente investigação apresenta contribuições direcionadas às IMFs sociais, focadas nos clientes mais pobres e àquelas baseadas em empréstimos individuais, que hoje perfazem a grande maioria da indústria da microfinança.
10

A influência das três forças sociais sobre as atividades de avaliação, monitoramento e enforcement executadas por instituições de microfinança socialmente orientadas de empréstimos individuais em um país desenvolvido e em um país em desenvolvimento

Marconatto, Diego Antonio Bittencourt January 2013 (has links)
A raison d’être da microfinança está na execução mais eficiente das três atividades (avaliação, monitoramento e enforcement de clientes) de redução de problemas de assimetria de informação e enforcement defectivo (riscos moral e de seleção adversa) por parte das IMFs (instituições de microfinança). Inicialmente, as altas taxas de anuência conquistadas pelas IMFs foram creditadas a arranjos específicos de crédito ou a outros elementos isolados. Mas evidências mais recentes têm mostrado que as atividades de redução de riscos transacionais das IMFs podem ser influenciadas concomitantemente por vários elementos dispersos nas três grandes forças sociais (ambiente socioinstitucional, redes e quadros cognitivos) – incluindo seus estoques de capital social – que perfazem seus contextos de existência. Na presente investigação, todas as três forças sociais foram abarcadas em um framework unificado, posteriormente utilizado para analisar como duas IMFs socialmente orientadas e baseadas em contratos individuais de crédito efetivamente processam dentro dos seus fluxos de empréstimos as múltiplas influências recebidas dos seus ambientes socioinstitucionais, das suas redes e dos seus quadros cognitivos. Enquanto a primeira IMF (Banco Palmas) está localizada no Brasil, a segunda IMF (ACEM) opera no Canadá. A utilização do método de múltiplos casos possibilitou a verificação das influências que os ambientes socioinstitucionais de um país em desenvolvimento e de um país desenvolvido, respectivamente, exercem sobre suas IMFs. Os resultados mostraram que as duas organizações utilizam estratégias radicalmente diversas para reduzir seus problemas informacionais e de enforcement. O Banco Palmas lança mão de quatro políticas distintas: (a) mobilização e catalisação de laços sociais comunitários para a construção e utilização de uma rede local imbuída de capital social comunitário; (b) diversificação do portfolio de empréstimo; (c) desenho de um processo de empréstimo simples-desburocratizado, flexível, solidário, dotado de dispositivos socioinstitucionais de redução de risco; e (d) foco no público-alvo feminino. A ACEM, por sua vez, utiliza um (a) processo de empréstimo formal, personalizado, técnico-intensivo e solidário; (b) relações interpessoais de confiança; e (c) redes de voluntários e organizações parceiras. A comparação dos dois casos desnudou a lógica subjacente/interna comum ao Banco Palmas e a ACEM, no que diz respeito aos seus esforços de mitigação dos seus riscos transacionais. Ambas as IMFs configuram e compensam, dentro dos seus processos de empréstimo, as influências recebidas das suas três respectivas forças sociais. Logo, a capacidade efetiva das IMFs em reduzir seus riscos transacionais não é explicada por elementos isolados; essa capacidade emerge das próprias configurações específicas dos seus processos de empréstimo frente aos seus contextos de existência. Também foi evidenciado que a contribuição de elementos isolados para a redução de riscos transacionais é situacional e deve ser validada em panoramas multinível de análise. Quando utilizada essa perspectiva, características contextuais ou dispositivos entendidos a priori como positivos ou negativos podem ter efeitos nulos ou inversos sobre a capacidade das IMFs em reduzir seus problemas informacionais e de enforcement. Essa pesquisa ainda traz outras contribuições específicas para a literatura de microfinança, policy makers e práticos da área, assim como sugestões de estudos futuros. Enfim, a presente investigação apresenta contribuições direcionadas às IMFs sociais, focadas nos clientes mais pobres e àquelas baseadas em empréstimos individuais, que hoje perfazem a grande maioria da indústria da microfinança.

Page generated in 0.1617 seconds