• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 105
  • 13
  • 2
  • Tagged with
  • 120
  • 120
  • 31
  • 20
  • 19
  • 14
  • 13
  • 9
  • 9
  • 8
  • 8
  • 8
  • 7
  • 7
  • 7
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Avaliação da atividade imunológica In vitro de Alchornea ssp quanto à produção de peróxido de hidrogênio, óxido nítrico e fator de necrose tumoral-alfa por macrófagos murinos

Lopes, Flávia Cristine Mascia. 2004 (has links)
Orientador: Iracilda Zeppone Carlos Banca: Cleni Mara Marzocchi Machado Banca: Marcelo Dias Baruffi Resumo, clicar acesso eletrônico abaixo. Abstract: The use of natural resources as treatment and healing for diseases is as old as the human species. However, most of all plant species were not investigated chemistry or biologically. Many plants used in the traditional medicine modulate the immunological response. The immune system is a remarkably adaptive defense system that has evolved in vertebrates to protect them from invading pathogenic microorganisms and cancer. Macrophages play an important role in this system because they are cells capable to secrete many biological active products such as reactive nitrogen and oxygen species and cytokines. In this work, methanolic extract and ethyl acetate fraction obtained from Alchornea triplinervia and Alchornea glandulosa were studied in the murine immune system using peritoneal macrophages cultures from Swiss mice. Cell viability assays were realized to assure the experimental development. Hydrogen peroxide (H2O2) and nitric oxide (NO) were determined by espectrophotometric procedures and enzyme-linked immunosorbent assay (ELISA) was used to detect tumor necrosis factor (TNF-α) The ability of methanolic extract and ethyl acetate fraction to stimulate or inhibit the murine immune system was evaluated. These plants didn't show immunostimulating properties, once liberation of H2O2, NO and TNF-α were not observed. However, extracts and fractions from both plants, strongly inhibited NO and H2O2 production induced by LPS and PMA, respectively. Production of TNF-α by LPS-stimulated macrophages was partially inhibited. The concentration of 15,62αg/mL from A. triplinervia methanolic extract (cellular viability > 95%) showed to inhibit 88,35% of H2O2, 52,54% of NO and 10,41% of TNF-α production. The ethyl acetate fraction of the same plant and concentration (cellular viability > 90%), inhibited 72,25% of H2O2, 47,80% of NO and 16,41% of TNF-α production. Regarding the A. glandulosa methanolic extract...(Complete abstract click electronic access below) Mestre
2

Metodologia da criação de Galleria mellonella para uso como modelo de infecção e efeitos de Lactobacillus rhamnosus inativado pelo calor in vivo e in vitro, desafiados por Staphylococcus aureus e Escherichia coli

Jorjão, Adeline Lacerda. 2016
Orientador: Luciane Dias de Oliveira Banca: Antonio Olavo Cardoso Jorge Banca: Mariella Vieira Pereira Leão Banca: Juliana Ferreira Strixino Banca: Renata de Azevedo Canevari Resumo: Galleria mellonella é utilizada para estudar a virulência de microorganismos e a potência de antimicrobianos. Este estudo buscou estabelecer criação de lagartas utilizadas em ensaios in vivo e avaliar o efeito do probiótico Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, inativado pelo calor, no modelo e in vitro. Os objetivos foram: a) desenvolver uma metodologia de criação de G. mellonella, avaliando quatro dietas diferentes sobre crescimento larval, volume da hemolinfa, quantidade de hemócitos e resposta à infecção por meio da curva de sobrevivência b) avaliar os efeitos de L. rhamnosus sobre G. mellonella analisando: curva de sobrevivência; contagem de hemócitos, melanização da hemolinfa, produção de óxido nítrico na hemolinfa e os efeitos de L. rhamnosus sobre macrófagos RAW 264.7 desafiados por S. aureus ou E. coli, analisando o perfil de indução de citocinas e óxido nítrico. Os resultados foram analisados estatisticamente (ANOVA e Tukey, 5%) e a curva de morte e estimativa das diferenças na sobrevivência foram determinadas por Log-rank (Mantel-Cox, 5%). As rações a base de fubá e pólen apresentaram os melhores resultados, sendo semelhantes entre si e diferentes das demais rações (p < 0,05), sendo a ração a base de fubá escolhida por apresentar resultados semelhante ao pólen e menor custo. Os resultados in vivo demontraram diminuição na mortalidade das lagartas no grupo com inoculação de L. rhamnosus, entretanto, sem diferença estatística. Houve aumento na contagem de hemócitos quando G. mellonella foi inoculada com S. aureus e E. coli, com ou sem inoculação de L. rhamnosus, além de haver melanização da hemolinfa, demonstradno que o L. rhamnosus melhorou a resposta de G. mellonella quando desafiada por bactérias. Os resultados in vitro demonstram que L. rhamnosus induziu alta produçaõ de TNF-α, igualmente aos demais grupos (p ≤ 0,05), não havendo produção de... Abstract: Galleria mellonella is used to study microorganisms virulence and antimicrobial power. This study aimed to standardize the creation of worms used in In vivo assays and evaluate the effect of heat-killed probiotic, Lactobacillus rhamnosus ATCC 7469, on this model and in in vitro studies. The objectives were: a) developing a methodology for breeding G. mellonella with four different diets influence on larval growth, hemolymph volume, quantity of hemocytes and infection response by means of survival curve; b) evaluating the effects of L. rhamnosus on G. mellonella by means of the following analyzes: survival curve, hemocytes counting, hemolymph melanization, nitric oxide release, and the effects of L. rhamnosus on macrophages RAW 264.7 challenged by S. aureus or E. coli by means of cytokines and nitric oxide production. Results were statistically analyzed (ANOVA and Tukey, 5%). Death curve and estimation of differences in survival were determined by Log-rank (MantelCox, 5%). Cornmeal and pollen-based rations showed the best results, being similar to each other and different from the other ones (p <0.05).Cornmeal ration was chosen since it presents results similar to pollen and lower cost. In vivo results showed reduction in mortality of caterpillars in the group inoculated with L. rhamnosus, with no statistical difference. Hemocyte counting increased when G. mellonella was inoculated with S. aureus and E. coli, with or without inoculation of L. rhamnosus, add to that hemolymph melanization, showing that L. rhamnosus improved G. mellonella response challenged by bacteria. In vitro results show that L. rhamnosus induced high production of TNF-α, like other groups (p = 0.05), with no production of IL-1β and IL-6 in the group stimulated only by L. rhamnosus. The groups which received only the second stimulus or only the contact with S. aureus or E. coli, there was IL-1β, IL-6 and IL-10 production. the highest nitric oxide production was... Doutor
3

Desenvolvimento e caracterização de nanoemulsão de 7-nitroindazol para inibição da produção do óxido nítrico

Barp, Clarissa Germano 2016 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Farmacologia, Florianópolis, 2016 Made available in DSpace on 2016-09-20T04:06:11Z (GMT). No. of bitstreams: 1 340473.pdf: 1268724 bytes, checksum: 77ed5fdf1bd0f6c64b04d5b8ca3cab41 (MD5) Previous issue date: 2016 A participação do óxido nítrico (NO) proveniente da isoforma neuronal da óxido nítrico sintase (NOS-1) tem sido reconhecida como um fator importante em diversas doenças, como a sepse. A inibição de alta seletividade in vivo dessa isoforma pelo 7-nitroindazol (7-NI) melhora parâmetros como mortalidade e reatividade vascular na sepse. Porém este composto possui curto tempo de meia vida plasmático (~2 h), limitando seu uso. Com o objetivo de melhor evidenciar o papel da NOS-1 em condições patológicas, desenvolvemos uma formulação de nanoemulsão de óleo de rícino contendo 7-NI e, então, a caracterizamos pelos aspectos de tamanho, índice de polidispersão, teor e eficiência de encapsulação. Uma metodologia analítica para a detecção do composto na nanoemulsão foi desenvolvida e validada. Também, investigamos a estabilidade térmica e à luz no armazenamento durante 30 dias. O estudo de estabilidade mostrou que sistema de nanoemulsões de 7-NI é fotossensível, sendo mais estáveis quando mantidas a 25oC, na ausência de luz. Avaliamos a produção de NO de maneira indireta pela mensuração de nitrito em cultura de células, 48 horas após a inibição com 7-NI livre ou nanoemulsionado. A nanoemulsão de 7-NI reduziu a produção de NO pela NOS-1 de maneira prolongada em células de músculo liso A7r5. Não houve inibição pelo 7-NI livre. Nem o composto livre e nem a nanoemulsão de 7-NI apresentaram citotoxicidade. A nanoemulsão e o composto livre mostraram o mesmo perfil dose-resposta de inibição da produção de NO proveniente da NOS-1 de maneira direta, através da intensidade de fluorescência da sonda DAF-FM DA, seletiva para o NO. Por fim, testamos os efeitos do pré-tratamento com a nanoemulsão de 7-NI em ratos sépticos pelo modelo de ligadura e perfuração do ceco (CLP) e em camundongos com sepse por pneumonia. A nanoemulsão de 7-NI preveniu em 40% a mortalidade nos dois modelos, enquanto que o 7-NI livre preveniu na mesma proporção apenas no modelo de sepse por CLP. Nossos resultados mostram que nanoemulsões melhoram o tempo de ação do 7-NI, podendo ser ferramenta interessante para o estudo de doenças que envolvam o desequilíbrio da produção de NO pela NOS-1.
Abstract : The role of nitric oxide (NO) derived fom the neuronal isoform of NO synthase (NOS-1) has been recognized as an important factor in several conditions such as sepsis. The inhibition of this isoform by a highly selective in vivo compound 7-nitroindazol (7-NI) improves parameters such as mortality and vascular reactivity in sepsis. However, 7-NI has a very short plasma half-life (~ 2 h), limiting its use. In order to provide a tool for better characterization of the role of NOS-1 in pathological conditions, we developed a formulation of castor oil nanoemulsion containing 7-NI and, then, characterized it by size, polydispersion index, content and encapsulation efficiency. An analytical method for detecting the compound in the nanoemulsion has been developed and validated. Also, we investigated the thermal and light stability for 30 days. The stability study showed that the system with the nanoemulsions of 7-NI is photosensitive, being more stable when maintained at 25°C in the absence of light. NO production was assessed indirectly by measuring nitrite in cell culture 48 hours after inhibition with free or nanoemulsion 7-NI. The nanoemulsion reduced NO production by NOS-1 in a long-lasting manner in A7r5 smooth muscle cells. NO inhibitory effect was induced by free 7-NI. Neither the free compound or the nanoemulsion and 7-NI showed cytotoxicity. The nanoemulsion and free compound showed the same profile of dose-response inhibition of NO production measured by the fluorescence intensity of DAF-FM probe, selective to NO. Finally, we tested the effects of pretreatment with the nanoemulsion 7-NI in septic rats by cecal ligation and puncture model (CLP) and in mice rendered septic by pneumonia. The nanoemulsion reduced the mortality by 40% mortality in both models, whereas the free 7-NI reduced it by the same amount only in the CLP model. Our results show that nanoemulsions extend the effective time of 7-NI, which may be an interesting tool to study diseases involving the imbalance of NO production by NOS-1.
4

"Fator de transcrição AtMYB30 de Arabidopsis thaliana

Botelho, Carolina Pereira Tavares 2014 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas, Programa de Pós-Graduação em Bioquímica, Florianópolis, 2014. Made available in DSpace on 2015-04-29T21:04:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 333015.pdf: 4351735 bytes, checksum: 171a59ff0728a6e88fe6fffee6d8a15c (MD5) Previous issue date: 2014 As proteínas MYB constituem uma importante família de fatores de transcrição e desempenham, em plantas, funções regulatórias no desenvolvimento e nas respostas de defesa. Exemplo importante desta família é a proteína AtMYB30 de Arabidopsis thaliana que está envolvida no início da morte celular, durante o processo de resposta de hipersensibilidade e respostas de defesa vegetal. No processo de sinalização celular, o óxido nítrico pode regular a ligação das proteínas MYB ao DNA de diversas maneiras, entre elas através da S-nitrosilação. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi caracterizar e avaliar a ocorrência da modificação pós-traducional S-nitrosilação no fator de transcrição AtMYB30 de Arabidopsis thaliana, sua interação com o DNA e o efeito estrutural destes fatores. Mutagênese sítio-dirigida foi usada para obter os mutantes C49A, C53A e C49AC53A. O domínio de ligação ao DNA de AtMYB30 foi capaz de ligar-se ao DNA na forma ativa, assim como os seus simples mutantes em cisteína, o que não ocorreu com o duplo mutante, comprovando a importância destes aminoácidos altamente reativo na formação do complexo. Além disso, foi confirmada a S-nitrosilação destas proteínas pela técnica de Biotin-Switch, modificação que provavelmente impediu a formação dos complexos DNA-proteína quando na presença de doadores de NO nos testes de retardamento de migração eletroforética. Utilizando o dicroísmo circular foi observado que o NO, possivelmente através da S-nitrosilação, influencia estruturalmente AtMYB30, alterando seu conteúdo de estrutura secundária, porém com certa reversibilidade ao conteúdo inicial por efeito de um agente redutor. Quando comparadas, a cisteína 49 parece ser mais importante nesta modificação estrutural, ao passo que a cisteína 53 apresenta maior afinidade com a molécula de DNA. Foi possível identificar e confirmar por espectrometria de massa MALDI-TOF a S-nitrosilação no resíduo de cisteína 53. Nos ensaios de desnaturação térmica a proteína selvagem apresentou uma temperatura de desnaturação (Tm) de 38,26 °C enquanto que os mutantes C49A e C53A foram menos estáveis estruturalmente, apresentando uma menor Tm de 32,43 °C e 31,25 °C, respectivamente. Já sob o efeito da S-nitrosilação, o perfil de desnaturação térmica da AtMYB30 selvagem apresentou um leve aumento de 3,69 ± 1,01°C na Tm quando comparado à proteína não S-nitrosilada, assim como para C49A de 33,08 °C a 39,82°C; ~6 °C. Apenas para o mutante C53A a Tm reduziu na presença do doador de NO SNOG, apresentando valores de 29.49°C a 23.15°C. Assim, a S-nitrosilação do resíduo C49 (presente no mutante C53A)promoveu o efeito mais pronunciado na sensibilidade térmica, enquanto a maior estabilidade térmica quando S-nitrosiladas foi observada em AtMYB30 selvagem e mutante C49A, sugerindo que o resíduo C49 pode ser responsável pelas modificações estruturais causadas pela adição do NO à proteína. Quanto ao efeito do DNA nos espectros de fluorescência de AtMYB30, foi observada uma redução de intensidade de fluorescência e uma alteração no comprimento de onda máximo quando na ligação entre AtMYB30 e o DNA, inclusive para as simples mutantes, comprovando a alteração estrutural causada pela ligação devido ao enovelamento da proteína. Finalmente, utilizando a técnica de DNAse footprint foi possível confirmar a sequência de ligação do DNA à AtMYB30.
Abstract : MYB proteins are a family of transcription factors that play an important role in plant development and regulatory defense processes. Arabidopsis thaliana AtMYB30, a member of this protein family, is involved in cell death processes during the hypersensitive response (HR) of plants. HR is characterized by a vast production of reactive oxygen species and nitric oxide (NO). NO may thus influence the binding of AtMYB30 to DNA. In this work we evaluated the effect of NO on AtMYB30 DNA binding activity, and also on the protein structure. A fully active minimal DNA-binding domain (DBD) of AtMYB30 (residues 11?116) containing two cysteine residues (C49 and C53) was overexpressed and purified. Site-directed mutagenesis was used to obtain AtMYB30 mutants C49A, C53A and C49AC53A. The DNA binding activity of AtMYB30 and Cys single mutants was clearly inhibited upon incubation with a NO donor, and S-nitrosylation was confirmed by the biotin-switch assay. In order to understand the mechanism of the NO effect on AtMYB30 DNA binding activity we performed circular dichroism (CD) analysis, to correlate the observed protein function inhibition and a potential structural impairment on AtMYB30. Indeed, NO modification of C49 and C53 residues promotes a subtle modification of the secondary structure of this transcription factor. When compared, cysteine 49 is more important in the structural modification while cysteine 53 exhibits greater affinity with DNA. It was confirmed by Mass Spectrometry MALDI-TOF the S-nitrosylation in cysteine 49. Thermal denaturation analysis by CD indicated for wild type AtMYB30 a melting temperature (Tm) value of 38,26 °C, while for C49A and C53A, 32,43 °C and 31,25 °C, respectively and less structural stability. Following S-nitrosylation, the thermal denaturation profile of wild type AtMYB30 and C49A mutant had the Tm slightly increase when compared to non-nitrosylated protein and decreased to C53A mutant. Fluorescence spectroscopy indicated a substantially decrease intensity in all proteins when in binding to DNA, caused by protein folding in the complex. We thus demonstrated, using various techniques, the in vitro effect of NO on AtMYB30, and thus the potential consequences of NO activity on plant metabolism influenced by this transcription factor. Finally, by DNA footprint assay we were able to confirm the DNA sequence that binds to AtMYB30.
5

Envolvimento do óxido nítrico nos mecanismos de resistência tumoral em células linfoblásticas leucêmicas

Hangai, Mirela Machado 2007 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Saúde. Programa de Pós-Graduação em Farmácia Made available in DSpace on 2012-10-23T12:22:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 241095.pdf: 2185966 bytes, checksum: 7e64cb9723ad13136833f478365fafc9 (MD5)
6

Inibição por óxido nítrico da ligação ao DNA de um domínio MYB R2R3 de Arabidopsis thaliana

Serpa, Viviane Isabel 2008 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-graduação em Biotecnologia Made available in DSpace on 2012-10-23T23:33:17Z (GMT). No. of bitstreams: 1 247673.pdf: 1809341 bytes, checksum: edb7370f822eed4b105da747d3865feb (MD5) A subfamília de genes MYB R2R3 de plantas é um dos maiores grupos de fatores de transcrição descritos até hoje. Fatores de transcrição MYB R2R3 de Arabidopsis thaliana regulam uma variedade de processos incluindo respostas a fatores ambientais e a via de transdução de sinal do ácido abscísico (ABA). O Óxido Nítrico (NO) pode influenciar a atividade transcricional de uma grande variedade de genes em Arabidopsis e já foi demonstrado estar presente em plantas e envolvido na resposta a diversos tipos de estresse. O objetivo do presente trabalho foi investigar a possibilidade do NO modificar a atividade de ligação ao DNA de AtMYB2, um típico domínio MYB R2R3 de A. thaliana por uma modificação pós-traducional do seu resíduo Cys53 conservado. Nós clonamos, expressamos e purificamos o domínio MYB R2R3, um domínio mínimo ativo que compreende os resíduos 19-125 (M2D). Em ensaios de Retardamento de Migração Eletroforética a proteína M2D se liga à seqüência de DNA 5#-[A]AACC[A]-3#. Os doadores de NO, NPS e SNOG, inibiram a ligação de M2D ao DNA. De acordo com o esperado para o mecanismo de Snitrosilação da cisteína, os efeitos do NO foram revertidos por DTT. A Snitrosilação em M2D foi detectada pelo método de biotinilação. Esses resultados demonstram que a ligação de M2D ao DNA é inibida por Snitrosilação da Cys53 como conseqüência da ação do NO, estabelecendo pela primeira vez uma relação entre o estado redox e a propriedade de ligação ao DNA de um fator de transcrição MYB de plantas.
7

Estudo do mecanismo de ação antinociceptiva da agmatina em camundongos

Gadotti, Vinícius de Maria 2005 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências. Made available in DSpace on 2013-07-16T02:42:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 214257.pdf: 500390 bytes, checksum: 5e986bd5edc663993dda77b7ef4deaeb (MD5) O presente trabalho avaliou a atividade antinociceptiva da agmatina em diversos modelos comportamentais de nocicepção química, bem como alguns dos mecanismos envolvidos em sua ação antinociceptiva em camundongos. A agmatina (1-30 mg/kg), administrada pela via i.p., 30 min antes, causou inibição significativa e dependente da dose da nocicepção induzida pelo ácido acético com DI50 de 5,6 mg/kg. Quando administrada oralmente, 60 min antes, a agmatina (10-300 mg/kg) também inibiu de forma dependente da dose a nocicepção causada pelo ácido acético com DI50 de 147,3 mg/kg. A agmatina (3-100 mg/kg, i.p.) também inibiu de maneira significativa e dependente da dose a nocicepção induzida pela capsaicina e glutamato, com DI50 de 43,7 e 19,5 mg/kg, respectivamente. Além disso, a agmatina (1-100 mg/kg, i.p.) causou significativa inibição de ambas as fases da nocicepção causada pela formalina com valores de DI50 para as fases neurogênica e inflamatória de 13,7 e 5,6 mg/kg, respectivamente. A antinocicepção causada pela agmatina (10 mg/kg, i.p.) no modelo do ácido acético foi significativamente revertida pelo pré-tratamento dos animais com L-arginina (precursor de óxido nítrico, 600 mg/kg, i.p.), naloxona (antagonista dos receptores opióides, 1 mg/kg, i.p.), PCPA (inibidor da síntese de serotonina, 100 mg/kg, i.p. por 4 dias consecutivos), cetanserina (antagonista dos receptores 5-HT2A, 0,3 mg/kg, i.p.), ondansetron (antagonista dos receptores 5-HT3, 0,5 mg/kg, i.p.), ioimbina (antagonista dos receptores a2-adrenérgico, 0,15 mg/kg, i.p.), efaroxan (antagonista dos receptores I1 imidazólicos/a2-adrenérgicos, 1 mg/kg, i.p.), toxina pertussis (inibidor da proteína Gi/o, 0,5 mg/i.t) ou por cloreto de cálcio (doador de íons Ca2+, 200 nmol/i.c.v.). No entanto, a antinocicepção produzida pela agmatina não foi afetada pelo pré-tratamento dos animais com pindolol (antagonista dos receptores 5-HT1A/1B, 1 mg/kg) ou idazoxan (antagonista dos receptores I2 imidazólicos/a2-adrenérgicos, 3 mg/kg). De maneira semelhante, a antinocicepção causada pela agmatina (10 mg/kg, i.p.) não foi afetada pelo tratamento neonatal dos animais com capsaicina (50 mg/kg, s.c.). Assim, estes resultados indicam que a agmatina produz antinocicepção significativa e de forma dependente da dose em vários modelos de nocicepção por mecanismos que envolvem uma interação com os sistemas opióide, serotonérgico (através dos receptores 5-HT2A e 5-HT3), a2-adrenérgico, imidazólico (através dos receptores I1) com a via da L-arginina-óxido nítrico, bem como por uma interação com a proteína Gi/o sensível à toxina pertussis e canais de cálcio.
8

Envolvimento da guanilato ciclase solúvel e de canais de potássio sensíveis ao cálcio na hiporresponsividade de longa duração à fenilefrina induzida pelo óxido nítrico na musculatura lisa vascular

Terluk, Márcia Ribeiro 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Made available in DSpace on 2012-10-17T19:24:17Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2014-09-25T18:53:21Z : No. of bitstreams: 1 172432.pdf: 2217002 bytes, checksum: 59da68db96fc2535ddd15baf28ce655e (MD5) A excessiva produção de óxido nítrico (NO) pela iNOS têm sido implicada na hiporresponsividade à vasoconstritores, observada no choque séptico humano e em modelo de animais endotoxêmicos. Este estudo teve como objetivo investigar a redução da reatividade vascular induzida pelo NO, e os possíveis mecanismos envolvidos neste processo. A breve exposição (30 min) de anéis de aorta isolados de rato sem endotélio a doadores de NO induziu hiporresponsividade à fenilefrina (0,1 nM a 100 µM) em até pelo menos 160 min, após o início da incubação das preparações ao NO. Esta hiporresponsividade à fenilefrina produzida pelos doadores NO (nitroprussiato de sódio; 3-300 µM ou S-nitroso-acetil-DL-penicilamina (SNAP); 70-200 µM) caracterizou-se pela diminuição da resposta máxima e deslocamento da curva do agonista para a direita. Estas alterações na resposta contrátil da musculatura lisa vascular à fenilefrina induzidas pelo NO não parecem ser mediadas por prostanóides ou pela formação de peroxinitrito. Os inibidores da guanilato ciclase solúvel, o azul de metileno (10 µM) e o ODQ (1H-[1,2,4]-oxadiazol-[4,3-a]-quinoxalin-1-ona; 1 µM) ou os bloqueadores de canais de K+ sensíveis ao TEA (tetraetilamônio; 1 mM e 10 mM) e a caribdotoxina (100 nM) inibiram significativamente a hiporresponsividade à fenilefrina ocasionada pelo SNAP. Entretanto, o bloqueador de canais de K+ sensíveis à voltagem, 4-aminopiridina (1 mM) nem o bloqueador de canais de K+ sensíveis à ATP, a glibenclamida (10 µM) inibiram os efeitos mediados pelo NO. Desta forma, nossos resultados sugerem que a incubação de doadores de NO, além de reproduzir a hiporresponsividade à vasoconstritores presente no choque séptico, causam uma hiporreatividade de longa duração a fenilefrina. Além disso, a ativação da guanilato ciclase solúvel e dos canais de K+, mais especificamente os canais de K+ sensíveis ao Ca2+, tem um papel predominante nesta hiporresponsividade induzida pelo NO em anéis de aorta isolado de rato sem endotélio.
9

Efeitos do Lactobacillus rhamnosus e seus produtos sobre a liberação de mediadores pró e anti-inflamatórios em macrófagos de Camundongo

Jorjão, Adeline Lacerda. 2012 (has links)
Orientador: Luciane Dias de Oliveira Coorientador: Mariella Vieira Pereira Leão Banca: Antonio Olavo Cardoso Jorge Banca: Renata Falchete do Prado Resumo: De acordo com a literatura, o uso frequente de probióticos em humanos favorece a modulação do sistema imunológico, por mecanismos ainda não totalmente definidos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a capacidade de Lactobacillus rhamnosus ou seus produtos induzirem a liberação de mediadores pró e anti-inflamatórios (TNF-α, IL-1β, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12 e óxido nítrico) por macrófagos de camundongo (RAW 264.7). Para tanto, foram realizadas 3 preparações do microrganismo: SpL: suspensão de bactérias vivas (5 x 107 UFC/mL), SpLA: suspensão de bactérias autoclavadas a 121ºC por 15 min (5 x 107 células/mL); e SnLA: sobrenadante da suspensão anterior (SpLA) após centrifugação. As células (macrófagos RAW 264.7) foram cultivadas (37ºC, 5% de CO2) em três diferentes situações: na presença de SpL, SpLA ou SnLA. Após 2 h e 30 min de cultivo, o meio de cultura foi trocado e as células foram cultivadas por mais 16 h. Em seguida, os sobrenadantes foram removidos e estocados em freezer (-80ºC) para posterior análise. Como controle positivo foi utilizado LPS de Escherichia coli (10 EU/mL) e como controle negativo solução fisiológica. A quantificação de citocinas foi realizada pelo teste imunoenzimático (ELISA) utilizando anticorpos específicos. A produção de óxido nítrico foi determinada indiretamente pela concentração de nitrito detectada pelo reagente de Griess. Os resultados foram analisados estatisticamente, pela análise de variância ANOVA, com nível de significância de 5%, e pelo teste de Tukey. As suspensões SpL e SpLA foram capazes de induzir produção significativamente superior de TNF-α, IL-6, IL-10 e óxido nítrico em relação ao controle negativo (p<0,05). SnLA também induziu aumento significativo na... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) Abstract: According to the literature, the frequent use of probiotics in humans favors the modulation of the immune system by mechanisms not yet fully defined. The aim of this study was to evaluate the ability of Lactobacillus rhamnosus or their products induce the release of proinflammatory mediators and anti-inflammatory (TNF-α, IL-1β, IL-4, IL-6, IL-10, IL-12 and nitric oxide) by mouse macrophages (RAW 264.7). To this end, there were three preparations of the microorganism: SPL: suspension of live bacteria (5 x 107 UFC/ mL), SPLA: bacteria suspension autoclaved at 121 ° C for 15 min (5 x 107 UFC / mL) and SnLA: supernatant (SPLA) after centrifugation. The cells (RAW 264.7 macrophages) were cultured (37 ° C, 5% CO2) in three different situations: in the SpL, SPLA or SnLA presence. After 2 h 30 min cultivation, the culture medium was changed and cells were cultured for more 16 h. Then, the supernatants were removed and stored in a freezer (-80 °C) for later analysis. As positive control was used Escherichia coli LPS (10 EU / mL) and physiological solution as negative control. Cytokine quantitation was performed by immunoenzymatic test (ELISA) using specific antibodies. The production of nitric oxide was indirectly determined by nitrite concentration detected by the Griess reagent. The results were statistically analyzed by ANOVA with a significance level of 5%, and Tukey test. SPL and SPLA suspensions were able to induce significantly higher production of TNF-α, IL-6, IL-10 and nitric oxide than the negative control (p <0.05). SnLA also induced a significant increase in the production of TNF-α, IL-10 and nitric oxide (p <0.05), however, did not induce significant production of IL-6 in relation to the negative control (p> 0.05). It was not observed production of IL-4 and IL-1β, by any of the suspensions analyzed. In relation to... (Complete abstract click electronic access below) Mestre
10

Envolvimento da via L-Arginina/NO/GMPc medular no efeito anti-edematogênico da morfina administrada por via intratecal

Brock, Sara Comelli 2006 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências Biológicas. Programa de Pós-Graduação em Neurociências Made available in DSpace on 2012-10-22T15:35:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 232340.pdf: 511463 bytes, checksum: adeaeaaa7688a3b001be3ca373b08c04 (MD5) Avaliação do edema inflamatório induzido por carragenina em ratos, ressaltando a influência do reflexo da raiz dorsal. Estuda o efeito da administração intratecal de morfina e um possível envolvimento da via do óxido nítrico/ GMPc medular neste mecanismo.

Page generated in 0.1113 seconds