• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 619
  • 13
  • 13
  • 13
  • 12
  • 12
  • 9
  • 7
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 649
  • 265
  • 180
  • 114
  • 112
  • 105
  • 72
  • 70
  • 67
  • 59
  • 57
  • 52
  • 51
  • 51
  • 42
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

Previsão contínua de níveis fluviais com redes neurais utilizando previsão de precipitação : investigação metodológica da técnica

Dornelles, Fernando January 2007 (has links)
Os sistemas de alerta de cheias exigem dos modelos de previsão de níveis, precisão e antecipação adequadas. Especialmente em bacias pequenas com resposta rápida, estas necessidades são atendidas com modelos de previsão continua, e que utilizam a previsão hidrometeorlógica como dado de entrada. Nesta pesquisa, é proposta uma exploração de recursos matemáticos na modelagem empírica de redes neurais progressivas de múltiplas camadas, abordando-se as dificuldades corriqueiras desta técnica, tais como problemas de convergência, eleição da arquitetura ótima, particionamento da amostra e índices de avaliação da qualidade do modelo. Estas dificuldades são pouco discutidas, ou até mesmo totalmente ignoradas, em grande parte dos trabalhos. A aplicação da metodologia utilizou dados da bacia do rio Quaraí, onde as cidades fronteiriças de Quaraí (Br) e Artigas (Uy) sofrem com inundações ribeirinhas. A área da bacia de contribuição é de 4.500 km², salientando-se que a bacia apresenta uma rápida resposta aos eventos de precipitação, decorrente de uma baixa capacidade de armazenamento e infiltração. O modelo proposto de previsão de níveis por redes neurais tem como entradas, níveis observados nos 2 dias anteriores e previsão numérica de precipitação (ETA-CPTEC) para até 5 dias à frente. O provável ganho em qualidade ao utilizar-se previsão de precipitação no modelo de previsão de nível foi analisado, comparando-se os resultados do modelo completo de redes neurais com os obtidos, também por um modelo de redes neurais, porém, sem o emprego de previsão de precipitação, pois assim, a avaliação deste ganho não tem a influência das características do modelo utilizado. Foi verificado um pequeno ganho ao utilizar-se a previsão de precipitação, mesmo com a baixa capacidade em acertar a magnitude da precipitação. Para efeitos de experimentação da técnica de aglutinação dos índices de qualidade dos resultados da modelagem, foram obtidas e comparadas as previsões de níveis de um modelo de regressão com as de um modelo por redes neurais. Foi analisado o comportamento do índice de erro associado à freqüência de ocorrência, que indica a magnitude do erro de modo absoluto, o qual, devido a seu significado intuitivo, dispensa a comparação com modelos alternativos. A técnica de aglutinação foi importante para a comparação dos resultados das modelagens, tendo indicado a vantagem das redes neurais sobre a regressão. Os recursos desenvolvidos nesta pesquisa, para contornar as dificuldades expostas, podem contribuir para a correta utilização de redes neurais progressivas de múltiplas camadas, em especial na área de recursos hídricos. Observa-se, ainda, que a delimitação dos limites de abrangência da amostra de dados tem uma importante influência na escolha do correto modelo a ser utilizado. / Flood alert systems require appropriate anticipation and accuracy from level forecasting models. Particularly for small basins with quick response these requirements are fulfilled by continuous forecasting models that use rain forecasting data as input. The purpose of this research is an analysis of mathematical resources in the multilayer feedforward neural networks empirical modelling. Usual limitations to adapt these techniques, such as convergence problems, optimum architecture selection, sample partitions and indexes for the models quality evaluation are presented and analyzed. These difficulties are rarely discussed and often disregarded by networks literature. The data employed for the methodology application refers to the Quaraí River basin where the neighboring cities of Quaraí (Brazil) and Artigas (Uruguay) are subjected to river floods. The contribution basin area is 4,500km² and the basin responds quickly to precipitation events since it has low infiltration and storage capacity. The adopted level forecasting model using neural network techniques was applied to two previous observed levels and the rainfall forecasting data (ETA-CPTEC) up to five days ahead as input. The potential gain on quality by using rainfall forecasting on the level forecasting model was analyzed by comparing results from the neural network model using precipitation forecasting with results from the neural network model that did not use it. On this approach the gain valuation isn’t influenced by the models characteristics. A small improvement was obtained by using the rainfall forecasting, even considering the low performance to estimate rainfall values. Level forecasting data generated by a regression model was compared with the level forecasting obtained from the neural network model in order to test the gathering techniques of the models results quality indexes,. The behavior of the error index associated with the frequency index, which indicates the error magnitude in the absolute mode and do not need any further comparisons because of its intuitive meaning, was analysed. The use of gathering techniques was important to compare the model results, indicating an advantage of the neural networks techniques when compared to the regresion model. The resources developed to solve the difficulties found in this research can give indication for the correct use of multi-layer feedforward neural networks, specially when applied to hydraulic resources. It was also observed that the determination of the sample’s valid range can present important role in the choice of the adequate model for use in each case.
22

Tendências de mudanças climáticas na precipitação pluviométrica no estado de Pernambuco

Silva, Roberto Omena Barbosa da 31 January 2013 (has links)
Submitted by Romulus Lima (romulus.lima@ufpe.br) on 2015-03-13T12:52:37Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Roberto Omena.pdf: 3255189 bytes, checksum: dcd91264084dc985ac6675c477c5f1a8 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-13T12:52:37Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) DISSERTAÇÃO Roberto Omena.pdf: 3255189 bytes, checksum: dcd91264084dc985ac6675c477c5f1a8 (MD5) Previous issue date: 2013 / FINEP / Diversos estudos têm demonstrado que o aumento da temperatura média do planeta causa uma intensificação do ciclo hidrológico, o que poderá ocasionar mudanças nos regimes das chuvas, como o aumento da ocorrência de eventos hidrológicos extremos, alterando fortemente a disponibilidade hídrica de uma região e a qualidade de vida da população. A análise da tendência de séries históricas de precipitação pluviométrica é uma das maneiras de se inferir a ocorrência de mudança climática local. Neste contexto, este trabalho objetiva a estimativa da tendência dos índices de detecção de mudanças climáticas elaborados pela OMM, referentes à precipitação pluvial diária, utilizando o software RClimDex, e a avaliação destas tendências para o estado de Pernambuco. Para isto, foram utilizados 75 postos pluviométricos bem distribuídos pelo Estado com séries históricas variando de 1962 a 2011, com cerca de 50 anos de dados. Os resultados mostraram que o estado de Pernambuco apresentou tendência de diminuição da precipitação total anual (PRCPTOT), da intensidade média diária de chuva (SDII), do número de dias em que a precipitação é maior que 10 mm (R10) e 20 mm (R20). Na análise por bacia hidrográfica principal, foram observadas tendências em vários índices de detecção de mudanças climáticas nas bacias dos rios Goiana, Capibaribe, Ipojuca, Sirinhaém, Una, Mundaú. Ipanema, Moxotó, Terra Nova, Brígida, Garças e Pontal. Concluiu-se que existem evidências de variabilidade climática tanto para o Estado, quanto para algumas de suas bacias hidrográficas principais: o estado de Pernambuco apresenta tendência da diminuição da chuva total anual e de eventos de chuvas moderados e fortes; foram verificados indícios de aceleração no processo de aridez das bacias dos rios Ipanema, Brígida e Garças e observou-se maior tendência do acontecimento de eventos extremos máximos de precipitação para as bacias dos rios Mundaú, Sirinhaém e Garças.
23

INTERCEPTAÇÃO DE ÁGUAS PLUVIAIS EM UM FRAGMENTO DE MATA ATLÂNTICA DA RESERVA BIOLÓGICA DE DUAS BOCAS, CARIACICA (ES) BRASIL

LOPEZ, J. F. B. 23 June 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-08-01T23:45:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 tese_9990_Juan Felipe.pdf: 9509515 bytes, checksum: c89e1d7de2d9428202589e19a5e91b8d (MD5) Previous issue date: 2016-06-23 / A interceptação é o primeiro processo pelo qual a água da chuva passa na bacia hidrográfica, sendo seu monitoramento fundamental no sistema hidrológico. Em função disto, este trabalho analisa a interceptação das águas pluviais em um fragmento de Mata Atlântica da Reserva Biológica de Duas Bocas (RBDB), no município de Cariacica, ES, Brasil, no período compreendido entre setembro de 2014 e setembro de 2015. Para atingir os objetivos foram instaladas quatro estações termopluviométricas automáticas, sendo três delas captadoras de precipitação interna (Pi - E1, E2 e E3), estando sob o dossel da floresta primária e, uma de precipitação total (PT - EC) a céu aberto; todas compostas por pluviômetros automáticos com monitoramento de dados a cada 5 minutos. Concomitante ao monitoramento da interceptação foi realizado o acompanhamento mensal da área do dossel da cobertura florestal por meio de fotografias hemisféricas, utilizando lente olho de peixe modelo Bower F 3,5CS(AE). A obtenção da área do dossel foi efetuada mediante uso do software Gap Leaf Area (GLA®) para os três pluviômetros sob floresta. Como metodologia para definir a localização das estações foram evitadas as clareiras e procurou-se semelhanças nos dosséis na instalação de três parcelas experimentais com 3 subparcelas cada uma, com uso do clinômetro foram obtidos dados de altura das árvores, e com cinta métrica, Circunferência à Altura do Peito (CAP) e Diâmetro à Altura do Peito (DAP), considerando apenas as árvores com CAP maior que 10 cm. Posteriormente foram instaladas as estações termopluviométricas para estimativa de interceptação e uso do modelo proposto por Horton (1919), Blake (1975) e Lima; Nicolielo (1983). Além disso os dados de chuva foram classificados por evento segundo sua intensidade e quantidade, seguindo os intervalos do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET), eventos fracos de 0 a 5 mm, intermediários de 5,1 25 mm e eventos fortes 25,1mm >. Os resultados de índices pluviais, evidenciaram dominância na E1 ao obter maiores perdas por interceptação com registro de Pi 239,4mm anuais, com 344 eventos e 175,6mm de chuvas não interceptadas, seguida da estação 2 com 511,6mm, 481 eventos e 226,6mm de chuva não interceptada, e finalmente na estação 3 apresentou-se 613,8 de chuva anual, 631 eventos e 371,2mm de chuva não interceptada, todos os dados foram obtidos a partir das informações pluviométricas da estação controle (EC). Os dados de cobertura vegetal apontaram que a estação 1 possui maior percentual de cobertura no dossel em relação aos demais pontos da floresta, com uma média de 85 % de área protegida e 4,57 m/m2 de Índice de Área Foliar (IAF) seguida da estação 2 com 84,25% e 4,53 m/m2 enquanto a estação 3 possui 80,09% de área coberta e 3,97 m/m2 de IAF. A interceptação pluvial, objeto principal do presente trabalho, evidenciou que a E1 também obteve maiores percentuais de interceptação, 57,85%, seguida da estação 2 com 51,74 %, enquanto a estação 3 apresentou 38,1%. Em relação ao número de eventos pluviométricos, 96,6% foram classificados como fracos apresentando interceptações de até o 98,4% nas três estações. Os eventos intermediários e fortes corresponderam a 2,7% e 0,6% respectivamente do total de eventos (2223). Portanto é verificado que fatores como dossel, intensidade, número de eventos e os índices pluviométricos interferem na quantificação da interceptação, constatado nas correlações moderas, fortes e muito fortes.
24

Estudo de metodo para remoção de polissacarideos que precipitam em cachaça

Koblitz, Maria Gabriela Bello 27 February 1998 (has links)
Orientador: Roberto H. Moretti / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Alimentos / Made available in DSpace on 2018-07-23T11:09:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Koblitz_MariaGabrielaBello_M.pdf: 3823728 bytes, checksum: a1622fca3e4007b0e73f7e18050a31a9 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Este trabalho teve por objetivo estudar o uso de coagulação-floculação-filtração, no tratamento de xarope de sacarose, para evitar a formação de flocos em aguardentes de cana adoçadas com açúcar cristal superior. Para tanto foram testados diferentes tratamentos usando policloreto de alumínio, polieletrólitos negativamente carregados a diferentes valores de pH de acordo com ensaios estabelecidos pelo planejamento experimental de superfície de resposta. Esperava-se também determinar um método rápido para avaliação da eficiência dos tratamentos. Com uso destes reagentes, de acordo com a tecnologia estabelecida no trabalho, foi possível prolongar por até 48 horas a estabilidade em álcool a 85% dos xaropes produzidos com os açúcares utilizados. No entanto, não foi possível estabelecer relações diretas entre esta estabilidade e os métodos utilizados para estimá-la / Abstract: The goal of this work was to study the use of coagulation-flocculation-filtration for the treatment of sucrose syrups in order to avoid haze formation in sugarcane spirits sweetened by crystal superior type sugar. With this objective different treatments using aluminium polychloride, negatively charged polyelectrolytes, by different pH values were tested, using the assays determined by the experimental plan of the response surface methodology. We also hoped to determine a rapid method to evaluate the treatment efficiency. Using these reagents and according to the technology established in this work, it was possible to increase the stability of the syrups produced in 85% alcohol with the sugars used by up to 48 hours. However, it was not possible to establish a direct relationship between this stability and the methods used for its estimation / Mestrado / Mestre em Tecnologia de Alimentos
25

Modelagem e simulação de reator trifasico aplicado a oleos pesados com reações de hidrocraqueamento termico e catalitico, desmetalização e deposição de coque na mistura e no catalisador

Mendonça Filho, Letivan Gonçalves de 29 January 1998 (has links)
Orientador: Reginaldo Guirardello / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-23T15:54:53Z (GMT). No. of bitstreams: 1 MendoncaFilho_LetivanGoncalvesde_M.pdf: 4276881 bytes, checksum: c0ef01d50171f4cf82d652ee3e121574 (MD5) Previous issue date: 1998 / Resumo: Esta dissertação apresenta a modelagem e simulação de um reator tipo ¿slurry bubble column¿ que opera em leito fluidizado trifásico (gás-liquido-solido) com arraste de sólidos para promover a hidroconversão de resíduos de vácuo em condições severas de temperatura e pressão. Nosso objetivo foi reproduzir os fenômenos responsáveis pelas paradas típicas de reatores de hidroconversão de leito fluidizado trifásico, que são separação de fases devido a precipitação ds asfaltenos, a deposição de coque na mistura reacional e nos mesoporos do catalisador. A fluidinâmica de baseia na solubilidade de asfaltenos na mistura constituída por destilados saturados aromáticos e resinas. Relacionamos o aparecimento de coque na mistura reacional com a precipitação de asfaltenos. Consideramos que a formação de coque no catalisador se atribui a decomposição dos asfaltanenos na supeficies do catalisador é sumultaneamente com a reação de desmetlalização. A perda de atividade do catalisador é atribida a formação de coque nos mesosporos do mesmo. Uitilizamos métodos numéricos para resolver as equações referentes à perda de atividade . OS resultados mostram que o uso de catalisador diminui a quantidade de precipitados em solução bem como a quantidade de coque produzida em meio reacional / Abstract: This work presents the mode1ingand simu1ationof a three-phase catalitic reactor appied to hydrocracking of vacuum residue under severe operational conditions of temperature and pressure. Qur purpose was to mode1the main phenomena responsable for the ffequent stops on the hydrocracking reactor, which are the separationship of phases due precipitation of aspha1tenes,the coke deposition on the reactional mixture as well as in the mesopores of the cata1yst. The fluidynamic was described by the mode1 developed by Carbonell (1996). The mode1ingof the precipitation of asphaltenes was re1ated to the solubility of asphaltenes in a mixture composed by light ffaction, saturates, aromatics and resins. The production of coke on the mixture was re1ated to the precipitation of asphaltenes. The demetalizationwas re1atedto the deposition of coke on the surface of the catalyst. The modelling ofthe 10ssofthe activity of catalyst considers the deposition of coke on the mesopores of the catalyst. The results shown that the use of catalyst decrease theamount of precipitates on the mixture, and the amount of coke in the mixture / Mestrado / Desenvolvimento de Processos Químicos / Mestre em Engenharia Química
26

Asfaltenos em petroleos brasileiros : agregação em solventes aromaticos, desenvolvimento de aditivos e estabilização de emulsões

Ramos, Antonio Carlos da Silva 01 November 2001 (has links)
Orientadores: Rahoma Sadeg Mohamed, Watson Loh / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-27T16:20:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Ramos_AntonioCarlosdaSilva_D.pdf: 12055440 bytes, checksum: aaf33373bbf433b585b34cd3d6ed1806 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: Asfaltenos e resinas são frações pesadas de fluidos de petróleos, com atividade superficial e comportamento coloidal, e podem causar sérios problemas durante a produção de petróleo. Estes problemas incluem a formação de depósitos orgânicos nos reservatórios e linhas de escoamento, alteração na molhabilidade da rocha e a formação e estabilização de emulsões estáveis. Nesta tese, apresentam-se novos dados sobre os comportamentos interfacial e coloidal dos asfaltenos no óleo e em solventes aromáticos e são discutidas as implicações destes dados sobre a agregação, inibição da deposição e estabilização de emulsão para dois asfaltenos oriundos de petróleos brasileiros. Medidas de tensão superficial/interfacial em função da concentração dos asfaltenos insolúveis em pentano (C5I) e insolúveis em heptano (C7I) nos solventes, tolueno, piridina e nitrobenzeno indicaram a ocorrência de um primeiro processo de agregação dos asfaltenos nestes sistemas. A fração C7I apresentou maior tendência à agregação, característica atribuída a maior quantidade de asfaltenos e menor quantidade de resinas em seu conteúdo, conforme revelado pela análise cromatográfica SARA e também pela sua maior massa molar determinada através de osmometria de pressão de vapor. O efeito da temperatura confirmou a natureza exotérmica do processo de agregação dos asfaltenos. Áreas moleculares médias em diferentes interfaces foram estimadas de medidas de tensão superficial/interfacial e encontra-se em concordância com valores relatados na literatura. Estes resultados sugerem uma adsorção planar das moléculas de asfalteno nas interfaces, consistente com o mecanismo de agregação dos asfaltenos, atualmente aceito, em forma de pilhas. Diversas substâncias, como copolímeros bloco, surfatantes iônicos e não-iônicos tiveram suas capacidades de estabilizar asfaltenos no óleo testadas. Os resultados revelaram diferentes e distintos mecanismos para a solubilização/dispersão dos asfaltenos em solventes alifáticos e para a inibição da precipitação dos asfaltenos em óleo. As melhores performances em inibir a precipitação dos asfaltenos foram obtidas para a família dos BRD e Renex (álcoois e fenóis de cadeias etoxiladas) e para o ácido octanóico. Um notável efeito na solubilização dos asfaltenos foi apresentado pelo ácido dodecilbenzenossulfOnico (DBSA), confirmando a importância de interações ácido-base sobre este processo. Os asfaltenos C5I e C7I mostraram-se efetivos na formação e estabilização de emulsões do tipo água em óleo, assim como água e solução de asfaltenos em tolueno, neste último caso, os maiores efeitos foram obtidos para os asfaltenos C7I, consistente com a maior atividade superficial e a maior tendência à associação destes asfaltenos / Abstract: Asphaltenes and resins are two components of petroleum fluids, with surface activity and colloidal behavior, and are responsible for serious problems during petroleum production. These problems inc1ude the formation of organic deposits in oil reservoirs, wells and transport pipeline, wettability changes of the mineral surfàces of reservoir and formation and stabilization stables emulsions. In this thesis, new data on the interfacial and colloidal behavior of asphaltenes in mode1 aromatic solvents and crude oils are presented. The implications of these data on the aggregation, inhibition of deposition and emulsion stabilization capacities for two types of asphaltenes obtained fIom Brazilian crude oils are also discussed. Surface/Interfacial tension measurements in solutions formed by any of these two types of asphaltenes, pentane insolubles (C5I) or heptane insolubles (C7I) in toluene, pyridine and nitrobenzene suggested the occurrence of a fust aggregation phenomenon of asphaltenes in each of the solvents studied. For the asphaltenes investigated, C71 was always more prone to aggregation, a characteristic ascribed to its higher asphaltene and lower resin content as revealed by SARA chromatographic analysis, and to its larger average molecular weight as determined by vapor pressure osmometry. The effect oftemperature on this process confirmed its exothermic nature. Average molecular areas for asphaltenes adsorbed at different interfaces were estimated using measured interfacial/surfàce tensions and found to be in agreement with literature values. The estimated areas suggest planewise surface adsorption of asphaltene molecules, which is consistent with current1y accepted stacking aggregation mechanism of asphaltenes. A number of block copolymers, ionic and non-ionic surfactants revealed different and distinct mechanisms for solubilization /dispersion of asphaltenes in aliphatic solvents and for the inhibition of asphaltene precipitation in crude oils. The best performances in inhibition of asphaltene precipitation were displayed by ethoxylated alcohols and phenols and octanoic acid. The remarkable solubilization effect displayed by dodecylbenzene sulfonic acid, confirmed the importance of acid-base interaction for this process. The two types of asphaltenes (C51 and C7I) were found to be effective in the formation and stabilization of water/oil emulsions as well as water/toluene emulsions, with larger effects for C71 in water/toluene emulsions, consistent with its greater surface activity and its larger tendency to self-associate / Doutorado / Engenharia de Processos / Doutor em Engenharia Química
27

Isolamento parcial de frações proteicas plasmaticas de ratos com tumor de Walker 256 associadas as alterações da fragilidade osmotica de hemacias

Gregorini, Claudia Cristina 06 June 2001 (has links)
Orientadores: Tereza Cristina Samico Cavalcanti, Ana Neuza Vieira-Matos / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-28T01:50:18Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gregorini_ClaudiaCristina_M.pdf: 5534450 bytes, checksum: 545df48327e2ae0aea281c20c97d8bf5 (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: A anemia sem hemorragia em ratos portadores do tumor de Walker 256 (W256) é um sintoma característico observado durante a progressão do câncer. Resultados preliminares mostraram duas atividades opostas no sangue total de portadores deste tumor. Uma delas diminui e a outra aumenta a fragilidade osmótica (FO) das hemácias de ratos. A diminuição da FO de hemácias foi obtida quando ratos foram inoculados com a variante A (agressiva) do W256 e o efeito oposto quando foi usada a variante AR (regressiva). O objetivo deste trabalho foi o de confirmar estes resultados e, se possível, isolar os componentes plasmáticos responsáveis pelas mudanças na FO de hemácias de ratos portadores de tumor. Ratos machos Wistar com 8 semanas de vida foram submetidos ao modelo de crescimento tumoral (4 inoculações subcutâneas (sc) simultâneas com 5x106 células A ou AR/sítio) usado para simular o estágio metastático terminal do câncer. Todos os animais foram esplenectomizados e inoculados no dia zero. Amostras de sangue total dos ratos portadores dos tumores A ou AR foram coletados aos O, 4 e 10 dias pós-esplenectomia e inoculações. Alíquotas dos plasmas foram fracionadas com sulfato de amônio. Com isto foram obtidas as frações sobrenadante 60% (560), precipitado 60% (P60) e precipitado 60-80% (P60-80). A FO foi determinada aos O, 4 e 10 dias no sangue total dos portadores de tumor ou nas hemácias provenientes de rato normal incubada a 37°C durante 30, 120 e 240 minutos, com o plasma total e suas frações. Finalmente, o plasma total e frações foram submetidos a SDS-PAGE para identificação de prováveis componentes protéicos responsáveis pelas alterações da FO das células vermelhas. Todas as comparações foram realizadas contra o plasma total e frações de ratos controles. Assim, foi observado que o modelo usado é muito adequado para simular a fase metastática do câncer. O aumento da FO das hemácias não estava associado com o desenvolvimento da anemia produzido por ambas as variantes celulares do W256. Visto que, na fase grave da doença (10 dias), quando a anemia nos portadores da variante A (5,2±0,4 gHb/dL) foi maior do que a dos portadores da variante AR (6,7 ± 0,8 gHb/dL) não foi observado aumento na FO de hemácias de ratos portadores da variante A do W256. O fracionamento com o sulfato de amônio mostrou dois componentes protéicos capazes de induzir aumento significante (P<0,05) nas hemácias de ratos normais. O primeiro, observado em ambas as variantes do W256, precipitou a 60% de saturação, presente na fase inicial do crescimento tu moral (4 dias) e o segundo precipitou a 80%, aparecendo tardiamente (10 dias) somente nos portadores da variante AR. Além disto, no plasma destes animais também foi observado aumento da FO associado com as frações P60% (massa molecular alta) e S60% e P60-80% (massa molecular baixa). Esta característica pode refletir a interação tumor/hospedeiro e o comportamento regressivo da variante AR. A análise da SDS-PAGE do plasma total e frações permitiu a identificação de duas bandas protéicas (Mr = 66 e > 116). O aumento destas bandas em ambos os portadores do W256 bem como as suas alterações temporais impediram o estabelecimento da correlação entre as mudanças da FO de hemácias de rato e o câncer experimental / Abstract: Anemia without hemorrhage in tumor-bearing Walker 256 (W256) rats is a characteristic symptoms observed during cancer progression. Previous results showed two opposite activities in the total blood of tumor bearers. One of them decreases and another increases the osmotic fragility (OF) of rat red blood cells (RBC). The decrease of RBC osmotic fragility was obtained when rats were inoculated with A variant (aggressive) of W256 and the opposite effect when AR variant (regressive) was used. The aim of this work was to confirm these data and, if possible, to isolate the plasmatic components responsible by changes in RBC osmotic fragility of the tumor bearers. Eight-week-old male Wistar rats were submitted to multifocal model of tumor growth (4 subcutaneous simultaneous inoculations with 5x1 06 A or AR cells/site) used to simulate cancer terminal metastatic dissemination stage. Ali animals were splenectomized and inoculated at zero day. Total blood samples from A or AR tumor-bearing rats were collected at 0,4 and 10 days post-splenectomy and inoculations. Plasma aliquots were partitioning with ammonium sulfate. Herewith was obtained supernatant 60% (S60), precipitated 60% (P60) and precipitated 60-80% (P60-80) fractions. The OF was determined at O, 4 and 10 days in total blood of tumor bearers or using RBC from normal donor rat incubated, at 37°C during 30, 120 and 240 minutes, with total plasma or fractions. Finally, total plasma and fractions were submitted to the SDS-PAGE for identification of probable protein components responsible by RBC osmotic fragility alterations. All comparison was make against total plasma and fractions of control rats. Thus, was observed that used model is very adequate to simulate metastatic phase of cancer. O aumento da FO das hemácias não estava associado com o desenvolvimento da anemia produzido por ambas as variantes celulares do W256. Visto que, na fase grave da doença (10 dias), quando a anemia nos portadores da variante A (5,2± 0,4 gHb/dL) foi maior do que a dos portadores da variante AR (6,7± 0,8 gHb/dL) não foi observado aumento na FO de hemácias de ratos portadores da variante A do W256. The increase of red blood cells OF was not associated with anemia developed produced by both W256 variant cells. Thus, in grave phase of disease (10 days), when anemia in tumor-bearing A (5.2± 0.4 gHb/dL) rats was higher than observed on that AR cells bearers (6.7± 0.8 gHb/dL), none OF increase in RBC of A rats was observed. Ammonium sulfate partitioning showed two protein components capable to induced OF significant increase (P<0.05) on rat normal RBCs. The first, observed in both W256 variants, precipitated at 60% of saturation, present in initial phase of tumoral growth (4 days) and the second precipitated at 80%, emerged to Iate (10 days) only in AR bearing-rats. Moreover, in the plasma these animals also was observed OF increase associated with P60% (high molecular mass) and S60% and P60-80% (Iow molecular mass) fractions. This characteristic can to reflect the tumor/host interaction and the regressive behavior of AR W256 variant. Plasma total and fractions SDS-PAGE analysis allowed the identification of two protein bands (Mr =66 and > 116). The increase of these bands in both W256-bearers as well its temporal alterations, objected the establishment of the correlation between rat RBC osmotic fragility and experimental cancer / Mestrado / Bioquimica / Mestre em Biologia Funcional e Molecular
28

Simulação por computador do movimento de uma linha de dislocação atraves de um arranjo espacial de precipitados

Oliveira, João Sandoval Bittencourt de 22 July 1980 (has links)
Orientador: Ricardo Enrique Medrano / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Fisica Gleb Wataghin / Made available in DSpace on 2018-07-15T01:25:16Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Oliveira_JoaoSandovalBittencourtde_D.pdf: 1856599 bytes, checksum: 8c2ac6b4c44aa0e5e88465fdede404c6 (MD5) Previous issue date: 1980 / Resumo: É simulada a tensão de fluxo para materiais sólidos cristalinos com precipitados em termos de um modelo baseado na interação entre os campos elásticos da dislocação e dos precipitados. Na determinação das forças que atuam sobre a dislocação flexível que se movimenta através de um arranjo aleatório de precipitados é considerada a forma geométrica de sua configuração. A distribuição aleatória é obtida dividindo o espaço em células e introduzindo no interior de cada uma delas um precipitado numa posição ao acaso. Várias distribuições espaciais são estudadas para dislocações com caraterísticas iniciais de cunha e de hélice. A comparação entre resultados simulados e dados experimentais revelou bom acordo. Um dos aspectos positivos do trabalho é a obtenção de um diagrama padrão para a tensão de fluxo com respeito ao raio médio dos precipitados, o qual é independente das caraterísticas químicas e físicas dos átomos de soluto e da matriz. Além disso, o diagrama pode ser usado para uma larga faixa de dimensões dos precipitados bem como para grande número de distintas concentrações de soluto / Abstract: The yield stress of crystals with precipitates is simulated in terms of a model based upon the interaction between elastic field of dislocation and precipitates. In determinating the strength action upon flexible dislocation, which moves itself through a spatial array of precipitates, it was considered the geometrical form of its configuration. The random distribution of precipitates may be obtained by dividing the space in cells and positionning randomly one precipitate in each cell. Many different spatial configurations of precipitates are studied for edge and screw dislocations. A companison between the simulated results and the experimental data has been made and it was found good agreement. A positive feature of this work is to obtain pattern diagram for yield stress with respect to the mean radius of precipitates which is independent of the chemical and physical characteristics of the solute atoms and matrix. Further, the diagram may be used in the wide band of precipitates dimensions and to large range of different solute concentrations / Doutorado / Física / Doutor em Ciências
29

Perfil socioeconômico e potencialidades para captação de água da chuva na micro região do Alto do Capibaribe /PE

Oliveira, Geórgia Cristina de Souza 31 January 2012 (has links)
Submitted by Marcelo Andrade Silva (marcelo.andradesilva@ufpe.br) on 2015-03-05T16:34:17Z No. of bitstreams: 2 GCSO.pdf: 1255511 bytes, checksum: 906bc56e5cc96b761c35c40c9217a2a2 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-05T16:34:17Z (GMT). No. of bitstreams: 2 GCSO.pdf: 1255511 bytes, checksum: 906bc56e5cc96b761c35c40c9217a2a2 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / A carência de recursos hídricos no semiárido pernambucano, associada a um regime irregular na quantidade e na distribuição de chuvas, tem limitado o desenvolvimento econômico e social e incentivado o conflito pela água. No entanto, tem-se na captação de água da chuva uma alternativa viável para mitigar a escassez de água para fins difusos. Razão essa que justificou a necessidade de um estudo estatístico da série pluvial, visando estabelecer às principais características do regime pluvial e do potencial para a captação na microrregião do Alto Capibaribe, PE, bem como o perfil socioeconômico e hídrico da citada população, sendo essas caracterizações os objetivos principais deste trabalho. Utilizou-se seis séries pluviais- mensais e anuais- das cidades de Surubim, Vertentes, Frei Miguelinho, Taquaritinga do Norte, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, PE, referentes ao período de 1963 a 2009, cedidos pelo Laboratório de Meteorologia de Pernambuco (LAMEPE). Os totais mensais e anuais de chuvas foram arranjados e analisados, utilizando-se distribuições estatísticas, sendo calculados: médias, medianas, desvios padrão, dentre outras. Os totais anuais de precipitação foram ajustados à distribuição normal reduzida, dos quais, passaram a compor seis “cenários”: a mediana, o máximo, o mínimo e os valores equivalentes aos níveis de 25, 50 e 75% de probabilidade. A partir destes valores foram estimados os volumes potenciais de captação de água de chuva, visando-se diferentes áreas de captação (telhados) dos domicílios. O diagnóstico foi estabelecido, aplicando-se questionários a uma amostra de 416 pessoas. Os principais resultados mostraram que o regime de distribuição de chuvas é assimétrico, e as medianas foram sempre menores que as médias. A estação chuvosa ocorre entre março e julho e chove o equivalente a 60% do total anual em Surubim, Vertentes, Frei Miguelinho e Toritama. Em Taquaritinga do Norte e Santa Cruz do Capibaribe as estações ocorrem respectivamente entre fevereiro e setembro e de maio a junho. As chances de chover a média anual  o desvio padrão são de 68,3%. O volume potencial mediano de captação de água da chuva foi de 28 mil litros para uma superfície de 60 m2 e o menor de 8 mil litros de água, no ano mais seco e para uma área de captação de 40 m2 . Dado o número médio ser quatro pessoas por domicílio, as áreas de captação mínimas, no ano mais seco, são insuficientes para armazenar os volumes necessários para atender as demandas, exceto em Taquaritinga do Norte que possui valores de precipitação sempre elevados. O perfil demográfico da microrregião do Alto Capibaribe mostrou que 57,5% da população vivem na zona rural, em 64,7% dos domicílios residem entre 4 e 6 pessoas e a agricultura é atividade principal. 58,7% têm renda familiar de no máximo um salário mínimo que em sua maioria provém de aposentadoria do INSS. A água da chuva é armazenada, em caixas d’água, tanques e/ou cisternas por 83% da população, enquanto 17% não armazenam. 32,7% têm problemas com a falta d’água, contudo 98,1% da população acreditam que a captação de água da chuva é a melhor alternativa para mitigar a escassez de água. Neste cenário conclui-se que o “modelo” de distribuição anual de precipitação estabelecido contribuirá, decisivamente, no planejamento e no dimensionamento do tamanho das cisternas por parte dos órgãos governamentais, ONG’s, sindicatos e outros seguimentos interessados.
30

Perfil socioeconômico e potencialidades para captação de água da chuva na micro região do Alto do Capibaribe /PE

Oliveira, Geórgia Cristina de Souza 31 January 2012 (has links)
Submitted by Marcelo Andrade Silva (marcelo.andradesilva@ufpe.br) on 2015-03-05T16:37:43Z No. of bitstreams: 2 GCSO.pdf: 1255511 bytes, checksum: 906bc56e5cc96b761c35c40c9217a2a2 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) / Made available in DSpace on 2015-03-05T16:37:43Z (GMT). No. of bitstreams: 2 GCSO.pdf: 1255511 bytes, checksum: 906bc56e5cc96b761c35c40c9217a2a2 (MD5) license_rdf: 1232 bytes, checksum: 66e71c371cc565284e70f40736c94386 (MD5) Previous issue date: 2012 / A carência de recursos hídricos no semiárido pernambucano, associada a um regime irregular na quantidade e na distribuição de chuvas, tem limitado o desenvolvimento econômico e social e incentivado o conflito pela água. No entanto, tem-se na captação de água da chuva uma alternativa viável para mitigar a escassez de água para fins difusos. Razão essa que justificou a necessidade de um estudo estatístico da série pluvial, visando estabelecer às principais características do regime pluvial e do potencial para a captação na microrregião do Alto Capibaribe, PE, bem como o perfil socioeconômico e hídrico da citada população, sendo essas caracterizações os objetivos principais deste trabalho. Utilizou-se seis séries pluviais- mensais e anuais- das cidades de Surubim, Vertentes, Frei Miguelinho, Taquaritinga do Norte, Santa Cruz do Capibaribe e Toritama, PE, referentes ao período de 1963 a 2009, cedidos pelo Laboratório de Meteorologia de Pernambuco (LAMEPE). Os totais mensais e anuais de chuvas foram arranjados e analisados, utilizando-se distribuições estatísticas, sendo calculados: médias, medianas, desvios padrão, dentre outras. Os totais anuais de precipitação foram ajustados à distribuição normal reduzida, dos quais, passaram a compor seis “cenários”: a mediana, o máximo, o mínimo e os valores equivalentes aos níveis de 25, 50 e 75% de probabilidade. A partir destes valores foram estimados os volumes potenciais de captação de água de chuva, visando-se diferentes áreas de captação (telhados) dos domicílios. O diagnóstico foi estabelecido, aplicando-se questionários a uma amostra de 416 pessoas. Os principais resultados mostraram que o regime de distribuição de chuvas é assimétrico, e as medianas foram sempre menores que as médias. A estação chuvosa ocorre entre março e julho e chove o equivalente a 60% do total anual em Surubim, Vertentes, Frei Miguelinho e Toritama. Em Taquaritinga do Norte e Santa Cruz do Capibaribe as estações ocorrem respectivamente entre fevereiro e setembro e de maio a junho. As chances de chover a média anual  o desvio padrão são de 68,3%. O volume potencial mediano de captação de água da chuva foi de 28 mil litros para uma superfície de 60 m2 e o menor de 8 mil litros de água, no ano mais seco e para uma área de captação de 40 m2 . Dado o número médio ser quatro pessoas por domicílio, as áreas de captação mínimas, no ano mais seco, são insuficientes para armazenar os volumes necessários para atender as demandas, exceto em Taquaritinga do Norte que possui valores de precipitação sempre elevados. O perfil demográfico da microrregião do Alto Capibaribe mostrou que 57,5% da população vivem na zona rural, em 64,7% dos domicílios residem entre 4 e 6 pessoas e a agricultura é atividade principal. 58,7% têm renda familiar de no máximo um salário mínimo que em sua maioria provém de aposentadoria do INSS. A água da chuva é armazenada, em caixas d’água, tanques e/ou cisternas por 83% da população, enquanto 17% não armazenam. 32,7% têm problemas com a falta d’água, contudo 98,1% da população acreditam que a captação de água da chuva é a melhor alternativa para mitigar a escassez de água. Neste cenário conclui-se que o “modelo” de distribuição anual de precipitação estabelecido contribuirá, decisivamente, no planejamento e no dimensionamento do tamanho das cisternas por parte dos órgãos governamentais, ONG’s, sindicatos e outros seguimentos interessados.

Page generated in 0.0519 seconds