• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 111
  • 1
  • Tagged with
  • 112
  • 112
  • 112
  • 97
  • 76
  • 37
  • 35
  • 28
  • 25
  • 25
  • 24
  • 22
  • 22
  • 21
  • 20
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Conceitos de substância atribuídos por licenciandos em química: uma análise histórico-cultural

Bellas, Renata Rosa Dotto 27 August 2018 (has links)
Submitted by Renata Bellas (renatarosadotto@hotmail.com) on 2018-10-01T18:55:59Z No. of bitstreams: 1 TESE DOUTORADO_CONCEITOS DE SUBSTÂNCIA ATRIBUÍDOS POR LICENCIANDOS EM QUÍMICA-UMA ANÁLISE HISTÓRICO-CULTURAL.pdf: 3091395 bytes, checksum: d5fc2d6b63433154d84f6ca457e7ef8e (MD5) / Approved for entry into archive by NUBIA OLIVEIRA (nubia.marilia@ufba.br) on 2018-10-03T19:19:54Z (GMT) No. of bitstreams: 1 TESE DOUTORADO_CONCEITOS DE SUBSTÂNCIA ATRIBUÍDOS POR LICENCIANDOS EM QUÍMICA-UMA ANÁLISE HISTÓRICO-CULTURAL.pdf: 3091395 bytes, checksum: d5fc2d6b63433154d84f6ca457e7ef8e (MD5) / Made available in DSpace on 2018-10-03T19:19:54Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TESE DOUTORADO_CONCEITOS DE SUBSTÂNCIA ATRIBUÍDOS POR LICENCIANDOS EM QUÍMICA-UMA ANÁLISE HISTÓRICO-CULTURAL.pdf: 3091395 bytes, checksum: d5fc2d6b63433154d84f6ca457e7ef8e (MD5) / A concepção de que, na sociedade contemporânea, o desenvolvimento humano requer o domínio de conhecimentos científicos, demanda uma reflexão sobre quais conteúdos são necessários para uma formação coerente com tal finalidade e sobre o papel da escola e da universidade no desenvolvimento da consciência através da socialização dos saberes clássicos/conceitos científicos. O conceito de substância tem um papel fundamental na Química, já que este se refere à composição dos materiais, que é uma ideia estruturadora do pensamento químico. Entretanto, pesquisas da área de Ensino de Química apontam uma série de problemas associados ao ensino e à aprendizagem deste conceito. O presente trabalho se insere na linha de investigação qualitativa cujo objetivo é compreender como estudantes de graduação conceituam substância química e empregam este conceito na resolução de problemas químicos. Entendemos que o conhecimento acerca da natureza do conceito poderá contribuir na construção do significado químico de substância. Neste sentido, para tratar da natureza do conceito apresentamos em nosso referencial teórico as contribuições de Vigotski a partir da Psicologia Histórico-Cultural, as contribuições filosóficas por Hardy-Vallée e as contribuições da História da Ciência para o esclarecimento dos conceitos científicos. O estudo foi realizado na Universidade do Estado da Bahia, situada na cidade de Salvador, tendo como sujeitos da pesquisa discentes do curso de Licenciatura em Química. Para a coleta dos dados, foram utilizados um questionário aberto e uma entrevista semiestruturada, onde atuamos como observadora participante. A análise do processo como um todo revelou que o conceito de substância aparece em diferentes momentos da graduação, embora as abordagens nos componentes curriculares não explicitem claramente o seu significado. A ausência de discussão e de exercícios que possibilitem o emprego do conceito não favoreceu a aprendizagem dos estudantes, conduzindo a critérios conceituais impróprios e obscuros; dificuldades na aplicação de critérios para classificação de um objeto como substância; sistema conceitual restrito, com relações conceituais pouco claras; conceituação espontânea. As dificuldades dos estudantes em conceituar substância quimicamente e justificar o seu uso apontam a necessidade de uma abordagem de ensino que favoreça a compreensão de seu real significado. / The conception that, in contemporary society, human development requires the mastery of scientific knowledge, demands a reflection on what contents are necessary for a coherent formation for this purpose and on the role of the school and the university in the development of the consciousness through the socialization of classical knowledge / scientific concepts. The concept of substance has a fundamental role in chemistry, since it refers to the composition of materials, which is a structuring idea of chemical thought. However, researches in the area of Chemistry Teaching point to a series of problems associated with the teaching and learning of this concept. The present work is part of the qualitative research line whose objective is to understand how undergraduate students conceptualize chemical substance and use this concept in solving chemical problems. We understand that knowledge about the nature of the concept may contribute to the construction of the chemical meaning of substance. In this sense, to discuss the nature of the concept, we present in our theoretical reference the contributions of Vigotski from Historical-Cultural Psychology, the philosophical contributions by Hardy-Vallée and the contributions of the History of Science to the clarification of scientific concepts. The study was carried out at the State University of Bahia, located in the city of Salvador, with undergraduate students studying chemistry as research subjects. To collect the data, an open questionnaire and a semi-structured interview were used, where we act as participant observer. The analysis of the whole process revealed that the concept of substance appears at different moments of graduation, although the approaches in the curricular components do not clearly explain its meaning. The absence of discussion and exercises that make possible the use of the concept did not favor students' learning, leading to inappropriate and obscure conceptual criteria; difficulties in applying criteria for classification of an object as substance; restricted conceptual system, with unclear conceptual relationships; spontaneous conceptualization. The difficulties of students to conceptualize substance chemically and justify its use point to the need for a teaching approach that favors the understanding of its real meaning.
2

Composição química: estudos semióticos e psicológicos.

Gonzalez, Isadora Melo 18 August 2016 (has links)
Submitted by Isadora Gonzalez (isadoramgonzalez@gmail.com) on 2016-09-22T11:22:05Z No. of bitstreams: 1 COMPOSIÇÃO QUÍMICA ESTUDO SEMIÓTICO E PSICOLÓGICO. Isadora Gonzalez.pdf: 2785951 bytes, checksum: ccf8a9bf60ea61c4e621fd0e16a6662b (MD5) / Approved for entry into archive by Vanessa Reis (vanessa.jamile@ufba.br) on 2016-09-22T11:30:43Z (GMT) No. of bitstreams: 1 COMPOSIÇÃO QUÍMICA ESTUDO SEMIÓTICO E PSICOLÓGICO. Isadora Gonzalez.pdf: 2785951 bytes, checksum: ccf8a9bf60ea61c4e621fd0e16a6662b (MD5) / Made available in DSpace on 2016-09-22T11:30:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 COMPOSIÇÃO QUÍMICA ESTUDO SEMIÓTICO E PSICOLÓGICO. Isadora Gonzalez.pdf: 2785951 bytes, checksum: ccf8a9bf60ea61c4e621fd0e16a6662b (MD5) / Nesta tese relatamos a pesquisa de doutorado que teve como tema a Linguagem Química e objetivou analisar como licenciandos em química usam o signo composição química ao se relacionarem com substâncias envolvidas em problemas teóricos de química. Tal objetivo engendrou três frentes de investigação, nas quais analisamos: (1) como os licenciandos usam o signo composição química ao se relacionarem com os materiais envolvidos nos problemas teóricos de química de acordo com os aspectos definidos pela semiótica de Umberto Eco; (2) como os licenciandos usam o signo composição química ao se relacionarem com os materiais envolvidos nos problemas teóricos de química de acordo com os aspectos definidos pelo estudo sobre pensamento e linguagem de Vigotski e colaboradores; e (3) como os processos psíquicos participam das atividades de interpretação e tradução das fórmulas empíricas realizadas pelos licenciandos em química ao resolverem problemas teóricos de química. Os participantes dessa pesquisa qualitativa foram estudantes do curso de Licenciatura em Química da Universidade Federal da Bahia. Os dados foram registrados em papel, áudio e vídeo e transcritos para análise. Os resultados sugerem que ao empregarem o signo composição química na busca por proporem soluções para os problemas teóricos e para o desafio apresentados nas investigações, os licenciandos interpretaram e traduziram as fórmulas empíricas usando: a percepção para discriminar marcas semânticas, a memória para reproduzir os nomes, classes, significados etc., a atenção para selecionar o(s) significado(s) e o pensamento lógico para generalizar as substâncias. Constatamos que os sistemas conceituais veiculados pelas fórmulas empíricas, pelos licenciandos, foram marcados pela subjetividade, resultantes dos seus diversos processos de socialização, formação e desenvolvimento. E identificamos problemas na interpretação e tradução de nomes de substâncias por parte dos licenciandos. Os resultados apontam a necessidade de se dar mais ênfase ao ensino da Linguagem Química no âmbito da formação inicial e continuada de professores de química. Nesse sentido, propomos uma abordagem didática que considere aspectos sintáticos, semânticos e psicológicos, para a apropriação do signo composição química por estudantes de química. / In this thesis, we report the doctorate research with the theme Chemical Language and aimed to analyse how licentiate students in chemistry use the chemical composition sign when interacting with substances involved in chemistry theoretical problems. This objective has engendered three research fronts in which we analysed: (1) how licensees in chemistry use the chemical composition sign when interacting with the materials involved in chemistry theoretical problems according to the aspects defined by Umberto Eco semiotics; (2) how the licensees use the chemical composition sign to relate to the materials involved in chemistry theoretical problems according to the aspects defined by the study of thought and language developed by Vygotsky and contributors; and (3) how psychic processes participate in activities of interpretation and translation of empirical formulas carried out by the licensees when solving chemistry theoretical problems. Participants of this qualitative research were students of the licentiate degree in chemistry at the Federal University of Bahia. Data were recorded on paper, audio and video and transcribed for analysis. Results suggest that by employing the chemical composition sign in the search for proposing solutions for theoretical problems and for the challenge presented in the investigations, the licensees interpreted and translated the empirical formulas using: perception to discriminate semantic tags, memory to reproduce names, classes, meanings, etc., attention to select meaning(s) and logical thinking to generalize substances. We found that the conceptual systems conveyed by empirical formulas by the licensees were marked by subjectivity, resulting from their various processes of socialization, education and development. We have identified problems in the interpretation and translation of substance names by the licensees. The results show the necessity of giving more emphasis to the teaching of Chemistry Language within initial and continued training of chemistry teachers. Thus, we propose a didactic approach that considers syntactical, semantic and psychological aspects, for the appropriation of the chemical composition sign by chemistry students.
3

A atividade criadora e a sua dimensão ontológica : significados partilhados e sentidos produzidos no trabalho docente

Mendonça, Fabiana Luzia de Rezende 28 March 2018 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Instituto de Psicologia, Programa de Pós-graduação em Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde, 2018. / Submitted by Fabiana Santos (fabianacamargo@bce.unb.br) on 2018-08-16T20:11:26Z No. of bitstreams: 1 2018_FabianaLuziadeRezendeMendonça.pdf: 1543167 bytes, checksum: 7752d9b86235e1bb876e6f0680cd5752 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2018-08-20T19:54:10Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2018_FabianaLuziadeRezendeMendonça.pdf: 1543167 bytes, checksum: 7752d9b86235e1bb876e6f0680cd5752 (MD5) / Made available in DSpace on 2018-08-20T19:54:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2018_FabianaLuziadeRezendeMendonça.pdf: 1543167 bytes, checksum: 7752d9b86235e1bb876e6f0680cd5752 (MD5) Previous issue date: 2018-08-16 / O presente estudo tem como base os princípios da psicologia histórico-cultural e suas raízes teórico-metodológicas desenvolvidas a partir do materialismo histórico-dialético. A temática abordada se refere à atividade criadora no contexto do trabalho docente e teve como objetivos: 1) identificar quais situações pedagógicas eram consideradas atividades criadoras pelas docentes pesquisadas e os significados por elas partilhados acerca de tais atividades; 2) analisar os sentidos produzidos pelas docentes acerca da atividade criadora no desenvolvimento de suas atividades pedagógicas; 3) problematizar os fatores histórico-culturais que favorecem ou limitam o desenvolvimento de atividades criadoras no contexto escolar. Para contemplar tais objetivos desenvolveu-se uma experiência formativa com um coletivo constituído por 10 professoras que atuavam em regência de classe, 1 professora substituta, 1 orientadora educacional; 1 professora da equipe especializada de apoio à aprendizagem; 1 supervisora pedagógica e 1 coordenadora pedagógica da escola, totalizando 15 participantes. Os instrumentos e procedimentos utilizados se inspiraram na clínica da atividade, formulada por Yves Clot e envolveram: a) 11 encontros com o coletivo docente, nos quais foram realizados processos de co-análise de situações pedagógicas desenvolvidas em sala de aula articuladas a discussões relacionadas à temática imaginação e criação no contexto escolar; b) 3 videogravações de situações habituais de em sala de aula; c) 2 autoconfrontações simples (análise das videogravações produzidas envolvendo a docente responsável pela turma filmada e a pesquisadora) e 2 autoconfrontações cruzadas (envolvendo a docente responsável pela turma filmada, outra professora do coletivo docente e a pesquisadora). Com base nos objetivos propostos e na análise dos dados foram constituídos três eixos de análise, a saber: 1) significados docentes compartilhados, a sala de aula e a atividade criadora: “Em quais situações pedagógicas existe criação?”; 2) sentidos produzidos acerca da atividade criadora na sala de aula: concepções docentes; 3) sobre os fatores histórico-culturais que favorecem ou limitam o desenvolvimento de atividades criadoras no contexto escolar. Em síntese, os principais resultados que podem ser destacados de tais eixos são que: 1) a atividade criadora é identificada pelas docentes, primeiramente, associada às respostas dos alunos às atividades desenvolvidas; 2) as professoras apontam que as situações pedagógicas que podem propiciar o desenvolvimento de atividades criadoras envolvem o trabalho coletivo e dialógico em sala de aula entre professor e aluno e entre os alunos. Este, por meio da produção conjunta/partilhada do conhecimento e de uma mediação docente deliberada/criadora, promove desafios cognitivos e pedagógicos, fazendo emergir a produção/criação de conhecimentos inusitados; 3) as docentes apresentam sentidos contraditórios e dicotomizados acerca do que é e de como se desenvolvem as atividades criadoras, compreendendo-as como opostas às atividades reprodutoras e aos processos de imitação, bem como acerca dos processos de imaginação/criação e os de aprendizado/cognição. Enfim, é possível identificar diferentes dimensões criadoras nas atuações docentes, que evidenciam níveis de adesão e de consciência acerca das contradições vividas no sistema educacional e social. Além disso, foi possível observar a dimensão cultural da imaginação que, como outras funções psicológicas superiores, se constitui a partir das condições sociais da experiência. / The present study is based on the principles of historical-cultural psychology and its theoretical-methodological roots developed from historical-dialectical materialism. The thematic approach referred to the creative activity in the context of the teaching work and had as objectives: 1) identify which pedagogical situations were considered creative activities by the researched teachers and the meanings shared by them about such activities; 2) analyze the senses produced by teachers about creative activity in the development of their pedagogical activities; 3) to problematize the historical-cultural factors that favor or limit the development of creative activities in the school context. In order to contemplate these objectives, a formative experience was developed with a group composed of 10 teachers who worked in class regency, 1 substitute teacher, 1 educational supervisor; 1 teacher of the specialized team to support learning; 1 pedagogical supervisor and 1 pedagogical coordinator of the school, totaling 15 participants. The instruments and procedures used were based on the clinical practice of the activity, formulated by Yves Clot and involved: a) 11 meetings with the teaching collective, involving processes of co-analysis of pedagogical situations developed in the classroom articulated to the discussions related to thematic imagination and creation in the school context; b) 3 videotapes of usual situations in the classroom; c) 2 simple self-confronts (analysis of the videotapes produced involving the teacher responsible for the filmed and the researcher) and 2 cross-self-confrontations (involving the teacher responsible for the filmed group, another teacher of the teaching group and the researcher). Based on the proposed objectives and the abstraction and analysis of the data, three axes of analysis were constituted: 1) shared teaching meanings, the classroom and the creative activity: "In what pedagogical situations is there creation?"; 2) senses produced about creative activity in the classroom: teacher conceptions; 3) on the historical-cultural factors that favor or limit the development of creative activities in the school context. In summary, the main results that can be highlighted from these axes are that: 1) creative activity is identified by the teachers, first, associated with the students' responses to the activities developed; 2) although they have difficulties in recognizing themselves in the activities they produce, in identifying the processes and results of their work as creators, the teachers point out that the pedagogical situations that can foster the development of creative activities involve collective and dialogic work in the classroom. a teacher-student class and among the students, who, through the joint / shared production of knowledge and a deliberate and creative teaching mediation, promote cognitive and pedagogical challenges, leading to the emergence of unusual knowledge production / creation. 3) teachers present contradictory, dichotomized and distorted meanings about what creative activities are and how they develop, understanding them as opposed to reproductive activities and imitation processes, as well as about the processes of imagination / creation and the processes of learning / cognition. Finally, it is possible to identify different levels of creation in teaching activities, which show levels of adherence and awareness about the contradictions experienced in the educational and social system. In addition, it was possible to observe the cultural dimension of the imagination, which, like other higher psychological functions, is constituted and developed from the social conditions of experience.
4

Ser travesti: significados atribuídos por um grupo de travestis da cidade de Manaus

Duque, Andrews do Nascimento 24 November 2012 (has links)
Submitted by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2016-01-27T20:14:47Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Andrews do Nascimento Duque.pdf: 925488 bytes, checksum: 08985815c6f13ac06175630ca8880e49 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2016-01-28T12:39:40Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação - Andrews do Nascimento Duque.pdf: 925488 bytes, checksum: 08985815c6f13ac06175630ca8880e49 (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2016-01-28T12:40:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 Dissertação - Andrews do Nascimento Duque.pdf: 925488 bytes, checksum: 08985815c6f13ac06175630ca8880e49 (MD5) / Made available in DSpace on 2016-01-28T12:40:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dissertação - Andrews do Nascimento Duque.pdf: 925488 bytes, checksum: 08985815c6f13ac06175630ca8880e49 (MD5) Previous issue date: 2012-11-24 / FAPEAM - Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas / This study investigates the meanings of travestility from a group of transvestites in the city of Manaus, from the perspective of Historical-Cultural Psychology that was proposed by Vygotsky. From this approach, it points out that this research was crossed by social, historical and cultural dimensions in their apprehension processes of meanings presented in the context. It is aimed at understanding the meanings of travestility from a group of transvestites in the city of Manaus. The specific objectives, points out the conceptual constructions about the ways of life of the studied transvestites and where they live in the socio-cultural context, what the main difficulties in developmental trajectories of transvestites are, investigate the meanings attributed to travestility by the respondents and identify the areas where transvestites socialize and are a part of. The methodology chosen was qualitative research, using a semi-structured interview. The data collected were transcribed and then subjected to analysis of the core meaning. The results from the speeches of the transvestites indicate that they are crossed with present concepts in western culture, some emerging nuclei, such as the local culture, the strength of the biological, the hegemonic femininity and the relationship with social institutions. The difficulties involve various levels: interpersonal relationships, education, work and access to the bathroom. As the meanings of travestility appeared as a core, transvestite as the expression of fluidity and gender stereotypes, referencing transvestite through adjectives, there are also synonymous like being female, being in metamorphosis versus being stereotyped, good and bad transvestite, as heteronormativity developments. The sociability areas have a nucleus: transvestite's place is in the world: dialectics of exclusion / inclusion. The results of this study allows us to critically reflect on the meanings related to transvestite in Manaus, indicating that the socio-cultural context of the city of Manaus participates dialectically in the way they mean "transvestite" in this context, their difficulties and what their areas of sociability are. We hope, from the findings of this study, that their way of life may be thought about and redefined, in the way that they collaborated in the understanding of their strategies to continue their process of development as transvestites, their difficulties in development, as well as those places where their participation is still denied, as they may be indicators of barriers that need the fostering of public policies, participation of social movements and academia to build a more egalitarian society. The findings of this study indicate existing meanings in the collective level about the transvestite, and it results in reflecting on the subjective elaborations they elaborate on in their experiences. It is possible to infer that there is a power in the social environment that ends up positing naturalized forms of development and existence that are linked to a primarily biological perspective. These are represented in the media, which end up legitimizing certain truths and influencing greatly in their processes of meanings about what is to be transvestite. It is then constructed as fragmented and therefore reinforces what we might call "dialectic of exclusion". / Este estudo investigou os significados da travestilidade a partir de um grupo de travestis da cidade de Manaus, partindo da perspectiva da Psicologia Histórico-Cultural proposta por Vygotsky. A partir desta abordagem, aponta-se que esta investigação foi atravessada pelas dimensões sociais, históricas e culturais em seus processos de apreensão dos significados presentes no contexto. Teve como objetivo geral compreender os significados da travestilidade para um grupo de travestis da cidade de Manaus. Os objetivos específicos, apontar quais as construções conceituais acerca dos modos de vida das travestis que vivem no contexto sociocultural estudado, conhecer quais são as principais dificuldades nas trajetórias de desenvolvimento das travestis, investigar quais os significados atribuídos a travestilidade pelas respondentes e identificar os âmbitos de sociabilidade onde as travestis participam. Como metodologia escolheu-se a pesquisa qualitativa, utilizando-se a entrevista semiestruturada, os dados coletados foram transcritos e então submetidos à análise dos núcleos de significação. Os resultados a partir das falas das travestis indicam que elas são atravessadas por concepções presentes na cultura ocidental, emergindo alguns núcleos, tais como: a cultura local, a força do biológico, a feminilidade hegemônica e a relação com as instituições sociais. As dificuldades envolvem vários âmbitos: relacionamentos interpessoais, escolarização, trabalho e acesso ao banheiro. Como significados da travestilidade apareceu um núcleo, travesti como a expressão da fluidez e estereótipos de gênero, fazendo referência a travesti por meio de adjetivos, como sinônimo de ser mulher, ser em metamorfose versus um ser estereotipado, travesti boa e má, como desdobramentos da heteronormatividade. Nos âmbitos de sociabilidade temos um núcleo: lugar de travesti é no mundo: dialética da exclusão/inclusão. Os resultados deste estudo nos permitem refletir criticamente sobre os significados referentes a ser travesti na cidade de Manaus, indicando que o contexto sociocultural da cidade de Manaus participa dialeticamente na forma como elas significam “ser travesti” neste contexto, suas dificuldades e quais seus âmbitos de sociabilidade. Desejamos, a partir dos achados deste estudo, que seus modos de vida possam ser pensados e re-significados, na medida em que colaboraram na compreensão de que suas estratégias para continuar seu processo de desenvolvimento enquanto travestis, as dificuldades em seu desenvolvimento, bem como quais são aqueles lugares onde sua participação ainda é negada, podendo ser indicadores de barreiras que precisam do fomento de políticas públicas, participação dos movimentos sociais e academia na construção de uma sociedade mais igualitária. Os achados deste estudo indicam que as significações existentes em nível coletivo sobre a travesti, acabam refletindo nas elaborações subjetivas que elas elaboram sobre suas vivências. É possível inferir que existe um poder no meio social que postulam formas naturalizadas de desenvolvimento e existência, atrelados a uma visão prioritariamente biológica. Essas concepções encontram-se representados nos meios de comunicação, os quais legitimam determinadas verdades, influenciando os processos de apreensão de significados sobre o que é ser travesti. Constroem-se assim compreensões fragmentadas, reforçando o que podemos chamar de “dialética da exclusão”.
5

Um estudo intercultural sobre sentidos de feminilidades no bairro de Puraquequara/AM

Santos, Thiago Silva dos 31 October 2016 (has links)
Submitted by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-03-07T13:46:42Z No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Thiago Silva dos Santos.pdf: 1163915 bytes, checksum: 857da48af31a5fb8b64744a856d83bbb (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-03-07T13:47:00Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Thiago Silva dos Santos.pdf: 1163915 bytes, checksum: 857da48af31a5fb8b64744a856d83bbb (MD5) / Approved for entry into archive by Divisão de Documentação/BC Biblioteca Central (ddbc@ufam.edu.br) on 2017-03-07T13:49:55Z (GMT) No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Thiago Silva dos Santos.pdf: 1163915 bytes, checksum: 857da48af31a5fb8b64744a856d83bbb (MD5) / Made available in DSpace on 2017-03-07T13:49:55Z (GMT). No. of bitstreams: 2 license_rdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) Dissertação - Thiago Silva dos Santos.pdf: 1163915 bytes, checksum: 857da48af31a5fb8b64744a856d83bbb (MD5) Previous issue date: 2016-10-31 / CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / This study sicks understand the meanings of femininitys from a cross-cultural study in Puraquequara neighborhood in the city of Manaus / AM. I had as a general objective: to understand the femininity of meanings produced by the residents of the neighborhood Puraquequara and analyze how interculturalism contributes to construction of sense and specifically: Identify the femininity of meanings built by the residents; Understanding how femininities are experienced and structured by the local culture; Analyze intercultural aspects in the local femininities construction. With this, the choice of site survey is due to the intense cultural process that the Amazon region has passed, which set up a multicultural society, directly influencing the natural production of femininity senses. He sought to build a thought about the meanings and cultural and intercultural aspects presented, always looking at the context that the woman was inserted. I bring this work the mark of social practices, historical, cultural and struggle that women have experienced and experience in Puraquequara neighborhood. However, I emphasize that the buildings are not linear, are timeless and are reconfigured from the time the woman is part of a social or cultural group. In this way, move away from a uniform perspective, universalizing or binary constitution of subjects. To reflect on the above aspects, I have relied on the Historical-Cultural perspective developed by Lev Vygotsky, which comprises the subject as a historical being, social and cultural, which builds and is built by relationships a relational being. The methodology used in the research is based on life stories of five women. six interviews were conducted, but for analysis were five used by the empirical saturation criterion. Data were analyzed from the identification of Significance Cores, a technique proposed by Aguiar and Ozella (2001). We use the language as the main tool for understanding the meaning of the interviewees production. The meanings produced about femininity involve a complex process and timeless, there is no linearity. They used his power agency to empoderarem front of the cultural contexts marked by a lack of access and structuring of neighborhood living. They built and were built by social relations and practices, as well as interculturalidades crossings that fomented its power agency. / O presente trabalho busca compreender os sentidos de feminilidades a partir de um estudo intercultural realizado no bairro de Puraquequara, no município de Manaus/AM. Tive como objetivo geral: compreender os sentidos de feminilidade produzidos pelas moradoras do bairro Puraquequara e analisar como a interculturalidade contribui para construção desses sentidos e, objetivos específicos: Identificar os sentidos de feminilidade construídos pelas moradoras; compreender como as feminilidades são vivenciadas e estruturadas pela cultura local; analisar os aspectos interculturais na construção das feminilidades locais. A escolha do local de pesquisa se deve ao intenso processo cultural que a região amazônica passou, o qual configurou uma sociedade multicultural, influenciando diretamente na produção singular de sentidos de feminilidade. Buscou-se construir um pensamento sobre os sentidos e os aspectos culturais e interculturais apresentados, olhando sempre para o contexto que a mulher estava inserida. Trago neste trabalho as marcar das práticas sociais, históricas, culturais e de luta que as mulheres vivenciaram e vivenciam no bairro de Puraquequara. Contudo, ressalto que as construções não são lineares e se reconfiguram a partir do momento em que a mulher se insere em um grupo social ou cultural. Dessa maneira, me afasto de uma perspectiva uniforme, universalizante ou binária da constituição dos sujeitos. Para refletir sobre os aspectos citados, me baseei sob a Teoria Histórico-Cultural desenvolvida por Lev S. Vigotsky, o qual compreende o sujeito como um ser históricosocial e cultural, constrói e é construído pelas relações, sendo portanto, um ser relacional. A metodologia utilizada na pesquisa se baseia em histórias de vida de cinco mulheres. Foram realizadas seis entrevistas, mas para análise foram utilizadas cinco, através do critério de saturação empírica. Os dados foram analisados a partir da identificação dos Núcleos de Significação, técnica proposta por Aguiar e Ozella (2001). Utilizamos a linguagem como principal instrumento para compreensão da produção de significado das entrevistadas. Os sentidos produzidos sobre feminilidade envolvem um processo complexo e atemporal, não há linearidade. Utilizaram do seu poder de agência para se empoderarem frente aos contextos culturais marcados pela falta de acesso e de estruturação do bairro que moram. Construíram e foram construídas pelas relações e práticas sociais, bem como atravessamentos interculturais que fomentaram seu poder de agência.
6

Autismo, formação de conceitos e constituição da personalidade: uma perspectiva histórico-cultural / Autism, formation of concepts and constitution of personality: a historical-cultural perspective

Silva, Helena Maria Martins da 15 March 2019 (has links)
O presente trabalho visa, a partir de uma perspectiva histórico-cultural, aprofundar a compreensão acerca da constituição de um sujeito adulto e autista, analisando a narrativa de sua história de vida, passando pela vivência escolar e depois pela experiência ativista e militante em defesa dos direitos da comunidade autista e da transformação social. São discutidos temas como as diferentes concepções de autismo, a problemática da escolarização, e, com base nas contribuições de Vigotski,o desenvolvimento do adulto, a relação entre deficiência e desenvolvimento, bem como o papel da educação nesse processo. Tal discussão embasou uma análise qualitativa acerca dos processos de formação de conceitos eda constituição da personalidade, incluindo a resistência como característica importante dessa personalidade. Assim, partindo de uma concepção social da constituição do sujeito, foi possível identificar algumas relações que se apresentaram como parte de todo esse processo e que tornam possível, por exemplo, se reafirmar a importância de uma educação para a emancipação (conceito de Mészáros) do sujeito. / The present work aims, from a historical-cultural perspective, to deepen the understanding about the constitution of an adult and autistic subject, analyzing the narrative of his life history, going through the school experience and then through the activist experience and militant in defense of the rights of the autistic community and social transformation. Topics such as the different conceptions of autism, the problem of schooling, and, based on the contributions of Vygotsky, adult development, the relation between disability and development, as well as the role of education in this process are discussed. This discussion was based on a qualitative analysis about the processes of concept formation and the constitution of the personality, including resistance as an important characteristic of this personality. Thus, starting from a social conception of the constitution of the subject, it was possible to identify some relations that appeared as part of this whole process and that make it possible, for example, to reaffirm the importance of an education for emancipation (Mészáros concept) subject.
7

Formação de sistemas conceituais e educação escolar: articulações entre os pressupostos da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica / Conceptual system formation and school education: articulations between the assumptions of historical-cultural psychology and historical-critical pedagogy

Porto, Kaira Moraes [UNESP] 13 February 2017 (has links)
Submitted by Kaira Moraes Porto null (kaira_porto@hotmail.com) on 2017-04-05T04:30:36Z No. of bitstreams: 1 Dissertação - Kaira Moraes Porto.pdf: 1010053 bytes, checksum: e4b13acdfbe0c08e9d2e3298b009b079 (MD5) / Approved for entry into archive by Luiz Galeffi (luizgaleffi@gmail.com) on 2017-04-12T17:28:21Z (GMT) No. of bitstreams: 1 porto_km_me_arafcl.pdf: 1010053 bytes, checksum: e4b13acdfbe0c08e9d2e3298b009b079 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-12T17:28:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 porto_km_me_arafcl.pdf: 1010053 bytes, checksum: e4b13acdfbe0c08e9d2e3298b009b079 (MD5) Previous issue date: 2017-02-13 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Essa dissertação de mestrado apresenta um estudo sobre o processo de formação de sistemas conceituais e sua relação com a educação escolar, à luz do materialismo histórico-dialético, da psicologia histórico-cultural e da pedagogia histórico-crítica; teorias segundo as quais o conceito sintetiza a gênese, estrutura e o desenvolvimento do objeto, cuja apreensão no sistema de relações que o comporta é um processo mediato, que não ocorre independente das condições de vida e educação dos indivíduos. Desse modo, compete à educação escolar a organização tanto do conteúdo quanto da forma de ensino que possibilite a formação do referido processo. Diante do exposto, essa pesquisa teve como objetivo identificar elementos que sustentam o processo de formação de sistemas conceituais do ponto de vista lógico-histórico, tendo em vista o estabelecimento de relações entre esse processo e a organização do ensino. Assim, tomou-se como objeto de investigação os aspectos lógico-históricos da formação do sistema conceitual e, para tanto, realizou-se uma pesquisa teórico-conceitual, a qual buscou analisar o pensamento como componente ideal da prática social e explicitar o método de produção de conhecimento para o materialismo histórico-dialético. Em seguida, realizaram-se as análises da formação dos sistemas conceituais em relação ao desenvolvimento do psiquismo e, por fim, das relações entre formação dos sistemas conceituais e a organização do ensino. A partir desse estudo foi possível concluir que a verbalização ou descrição do conceito não podem ser tomadas como expressão da formação do conceito, pois formar conceitos implica a realização de uma atividade adequada que reproduza no sujeito os traços essenciais dos objetos a serem apropriados, de modo que possibilite a conversão da ação externa em ação interna – ação mental – e, logo, passe a orientar e sustentar a relação do sujeito com a realidade. Desse modo, o domínio teórico dos objetos a serem ensinados, dos aspectos lógico-históricos do processo de formação de sistemas conceituais e das relações entre ensino e aprendizagem, de modo que conteúdo e forma de ensino sejam compreendidos como uma unidade dialética e organizados em relação ao destinatário desse processo, é exigência apontada para a educação escolar. / This dissertation presents a study about the process of conceptual system formation and your relation with school education from the historical-dialect materialism, of the historical-cultural psychology and of the historical-critical pedagogy; theories for which the concept synthesizes the genesis, structure and development of the object, whose apprehension by the system of relation that includes him is a mediated process that does not occur independently of the subjects‟ living and education conditions. In this way it is the responsibility of school education to organize content and form of teaching that enable the formation of said process. In view of the above, this research had as objective to identify elements that support the process of conceptual systems formations from a logical-historical point of view in relation to the establishment of relations between this process and the organization of teaching. So, logical-historical aspects of the formation of the conceptual system were taken as object of investigation and, for that, a theoretical-conceptual research was carried out that sought to analyze thought as an ideal component of social practice and to explain the method of production of knowledge for historical-dialectic materialism. Then there were the analyzes of the formation of conceptual systems in relation to development of psychic and, finally, the relationships between training systems and conceptual organization of teaching. From this study it was possible to conclude that the verbalization or description of the concept can not be taken as an expression of the formation of the concept, because to form concepts implies the accomplishment of an adequate activity that reproduces in the subject the essential traits of the objects to be appropriated, so That enables the conversion of external action into internal action - mental action - and, thus, begins to guide and sustain the relation of the subject to reality. Thus, the theoretical domain of the objects to be taught, the logical-historical aspects of the process of forming conceptual systems and the relationship between teaching and learning, so that content and form of teaching are understood as a dialectical unity and organized in relation to the addressee of this process, is a requirement for school education.
8

Psicologia histórico-cultural na formação docente: estudo sobre a apropriação da obra de Vigotski em cursos de licenciaturas do Estado da Paraíba

Rasia, Maria da Guia Rodrigues 15 May 2009 (has links)
Made available in DSpace on 2015-05-07T15:09:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 arquivototal.pdf: 1099239 bytes, checksum: 8f5207dad0de51b65f94ba77d5759bd0 (MD5) Previous issue date: 2009-05-15 / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior / This thesis aims to understand how the appropriation of Vigotski‟s work has been done by Educational Psychology teachers in Pedagogy and Psychology Licentiature courses in the State of Paraíba. The research instruments interviews and syllabus course plans made it possible to analyse the manner of appropriation of Vigotski‟s works. The categories for appreciating the research data, outlined in the philosophical and methodological rationale regarding historical dialectic materialism, contained in Vigotski‟s work, were the following: contradiction, humanization, alienation, labor, objectivation, appropriation, totality and historicity. These categories are essential for understanding teacher education, if we see it as a human constitution process. The data analysis allowed us to identify the different levels of appropriation of Vigotskian theory, and it even showed the existence of a wide diversity of reading done by those who approach his fundamentals. The challenge presented to us, after the investigation, lies in facing the complexity of the articulation process in Historical-cultural Psychology, with teacher education in view. Such challenge means, not only contributing to the development of knowledge available in this area, but also enabling the teacher to give priority to the conceptual insight of Vigotskian‟s theory, unveiling new horizons towards the understanding of the meaning and relevance of human social history, and grasping the dynamic of the objectivating activity process in human beings. This research also points to the necessity of widening the applicability of such theoretical background, so that we can better contribute to the education of teachers and search for new possibilities of intervening in the social practice through education. / A presente tese tem como objetivo compreender como tem se dado a apropriação da obra de Vigotski pelos professores que lecionam os conteúdos de Psicologia Educacional em cursos de Licenciatura em Pedagogia e Psicologia do Estado da Paraíba. Os instrumentos investigativos - entrevistas e planos de curso dos componentes curriculares - possibilitaram a análise do modo de apropriação da obra deste autor. As categorias para a apreciação dos dados da investigação, pautadas nos pressupostos filosóficos e metodológicos do materialismo histórico dialético, presentes na obra de Vigotski, foram as seguintes: contradição, humanização, alienação, trabalho, objetivação, apropriação, totalidade e historicidade. Essas categorias são fundamentais para a compreensão da formação docente, enquanto processo de constituição humana. A análise das informações permitiu identificar os diferentes níveis de apropriação da teoria vigotskiana, demonstrando, ainda, a existência de uma diversidade de leituras que vem sendo feitas, por aqueles que se aproximam de seus fundamentos. O desafio que se apresenta, após esse trabalho de investigação, se situa no enfrentamento e na complexidade do processo de articulação da Psicologia Histórico-cultural com a formação docente. Tal desafio está, não apenas em contribuir com o desenvolvimento dos conhecimentos que essa área disponibiliza, mas, em instrumentalizar o professor, para que ele possa priorizar o aprofundamento conceitual da teoria vigotskiana, descortinando novos horizontes para a compreensão do significado e relevância da história social humana e da dinâmica do processo da atividade objetivadora dos seres humanos. Esta pesquisa aponta, ainda, para a necessidade de ampliação da aplicabilidade de tal aporte teórico de modo que se possa melhor contribuir na formação de professores, buscando novas possibilidades de intervenção na prática social a partir da educação.
9

O discurso da competência para o trabalho e a educação em tempos neoliberais: a história reeditada como farsa?

Zorzal, Marcos Freisleben 23 June 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:35:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 TeseMFZ.pdf: 2502127 bytes, checksum: e1cf482ef16d1b8fbc636027f40dad31 (MD5) Previous issue date: 2006-06-23 / Financiadora de Estudos e Projetos / By the present study we investigated the production and spread of the discourse about competence, as for its repercussions on the education as well on the work in Brazil. In order that, we situated our attention upon the years of the Fernando Henrique Cardoso government period from the 1990 s, pointed by many researchers like the effective implementation of neoliberal economics, social and educational politics in Brazil and in the world. Our thesis, considering the ultraliberals proposals of inexorable transformations to education and work at the final of XXth century, is that these proposals reedit, by the competence discourse, arguments and proposals equivalents to dominants discourses into circumstances of transformation and capitalist crisis, between the XIXth to XXth transition at the industrial society consolidation peak. That moment represented technical, scientific and administrative developments (the model called fordism-taylorism) and the competitive worker market establishment, circumstances that requesting a new workers category, adequate to the newfangled organization, education and productive icons. However, despite of similarity of both discourses in terms of mutations in the work processes and to the role attributed to schooling with market goals, we defend in this research that the ultraliberal argue that the problem of unemployment, social precarization and social exclusion are attribute to worker disqualification or incompetence through presumed contemporary production innovations, actually they dissimulate and legitimate, ideologically, what the own capitalism, in its contemporary structural crisis, unavoidably create. To subside our proposal, we proceed a comparative analysis between the two periods in question, taking as base the reflections of Karl Marx, Antonio Gramsci and Karl Polanyi toward the economic, cultural and educational transformations in the context of supremacy of liberal ideal of self-regulated market about the wide secularized social interests, that is, when the market, factorial component of society, transform the own society in its factorial component. After this, we will proceed, in the context in which it is establish the trade school and the arrival of fordism on the first third part of XXth century, reflections in which we confront analysis of contemporary authors about the Brazilian politic-economic and educational ultra liberation phenomenon. Considering this, the question that guide us and which we intent answer could be formulated in this manner: the competence discourse as imperative to the actual work and education, in a context of technological transformation and structural crisis of capital-work relation, could be reediting discursive elements of the transformations observed at the end of XIXth century, in way to legitimate the actual negative consequences in form of a dissimulation of reality or, in Marxian terms, as a historical farce? The analysis of the two periods of capitalism indicate us that the Hegelian-Marxian postulate of historical repetition become plausible by means of the ultraliberal renascence observed since the end of the XXth century. / Pelo presente estudo investigamos o contexto de produção e difusão do discurso da competência, em termos de suas repercussões sobre a educação e o mundo do trabalho no país. Para isso, situamos nossa atenção, sobretudo, nos anos de 1990, especialmente nos mandatos de Fernando Henrique Cardoso, período este apontado por diversos estudiosos como de implementação efetiva de políticas econômicas, sociais e educacionais neoliberais no Brasil e no mundo. Nossa tese, ao considerarmos as proposições ultraliberais de transformações inexoráveis para as esferas da educação e do trabalho ao final do séc. XX, é de que estas reeditam, pelo elemento discursivo da competência, argumentos e propósitos equivalentes aos discursos dominantes nas circunstâncias de transformação e crise capitalistas da transição entre os séculos XIX e XX, auge de consolidação da sociedade industrial desenvolvida, em que os avanços técnico-científicos e gerenciais da produção (o chamado modelo fordistataylorista) e a consolidação de um mercado de trabalho assalariado competitivo, demandavam uma categoria de trabalhadores diferenciada da existente até então (eminentemente originária da manufatura simples), adequada aos novos ícones organizativos, educacionais e produtivos daquele período. Entretanto, embora ambos os discursos sejam muito similares em termos das mutações nos processos de trabalho e ao papel atribuído à escolarização para fins de mercadológicos, defendemos neste trabalho que a argumentação ultraliberal de que o problema do desemprego, precarização e exclusão sociais sejam atribuíveis à desqualificação ou incompetência dos próprios trabalhadores mediante supostas inovações produtivas contemporâneas, na verdade dissimulam e buscam legitimar, ideologicamente, o que o próprio capitalismo, em sua crise estrutural contemporânea, inevitavelmente gera. Para subsidiarmos nossa proposição, procedemos a uma análise comparativa entre os dois períodos em questão, tomando como base as reflexões de Antônio Gramsci e de Karl Polanyi sobre as transformações econômicas, culturais e educacionais no contexto de supremacia do ideal liberal dos mercados auto-reguláveis sobre os interesses sociais secularizados mais amplos ou seja, quando o mercado, de componente fatorial da sociedade, transforma a própria sociedade em um componente fatorial seu. Procedemos, a seguir, neste contexto em que se instaura a escola profissionalizante e do advento do fordismo no primeiro terço do século XX, a reflexões que confrontamos com análises de autores contemporâneos sobre o fenômeno da ultraliberalização político-econômica e educacional brasileira. A questão que nos guia e que pretendemos responder, portanto, pode ser assim formulada: o discurso da competência como imperativo para o trabalho e a educação atuais, num contexto de transformações tecnológicas e de crise estrutural da relação capital-trabalho, poderia estar reeditando elementos discursivos do contexto de transformações observadas em fins do século XIX, de modo a legitimar suas conseqüências negativas atuais na forma de uma dissimulação da realidade ou, em termos marxianos, de uma farsa histórica? A análise dos dois períodos do capitalismo nos indicaram que o postulado hegeliano-marxiano da repetição histórica torna-se plausível mediante o renascimento ultraliberal observado a partir de fins do século XX.
10

A pré-história da linguagem escrita na idade pré-escolar na sociedade letrada: contribuições da teoria histórico-cultural.

Vieira, Rosana 06 July 2006 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:38:45Z (GMT). No. of bitstreams: 1 DissRV.pdf: 1580121 bytes, checksum: d7d5228a9a11306d6518e91e1caa9b26 (MD5) Previous issue date: 2006-07-06 / Financiadora de Estudos e Projetos / We try, in our work, to analyze if the experience in the scholar society anticipates the process of appropriation of the written language, in its pre-history, in preschool age children. We understand that the scholar society, when promoting the interaction of the child with the writing, in the diverse social situations involving the text carriers, it could anticipate the process of appropriation of the writing during its pre-history, as wrote A.R. Luria. In the elaboration of the written activity, we consider some of the experimental characteristics of the author. We still did a half-structuralized interview with their parents to inquire the mediation cultural context with the writing and the contact with the text carriers, where the children live deeply, in the social situation that they were involved. The results show us that the presence of the text carriers does not guarantee the anticipation of the pertaining periods of training to the pre-history of the writing . However, these carriers, inserted in intentional situations of functional use of the writing, mediated socially, they had taken the child, in the preschool age, to the meaning that accomplishes of the writing in their scholar pre-history context. / Buscamos, em nosso trabalho, analisar se a vivência na sociedade letrada antecipa o processo de apropriação da linguagem escrita, em sua pré-história, nas crianças na idade pré-escolar. Entendemos que a sociedade letrada ao promover a interação da criança com a escrita, nas diversas situações sociais envolvendo os portadores de texto, poderia antecipar o processo de apropriação da escrita durante sua pré-história, período relatado por A.R. Luria. Na elaboração da atividade de escrita, consideramos algumas das características do experimento do autor. Realizamos ainda uma entrevista semi-estruturada com os pais ou responsáveis com o objetivo de averiguar o contexto cultural de mediação com a escrita e o contado com os portadores de texto, que as crianças vivenciam, na situação social que estavam inseridas. Os resultados nos permitiram observar que a presença dos portadores de texto não garante a antecipação dos estágios pertencentes à pré-história da escrita . No entanto, esses portadores, inseridos em situações intencionais de uso funcional da escrita, mediadas socialmente, levaram a criança, na idade pré-escolar, a uma significação efetiva da escrita em sua pré-história no contexto letrado.

Page generated in 0.1499 seconds