• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 7
  • Tagged with
  • 7
  • 7
  • 7
  • 3
  • 2
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

Grupo de encontro de Mães : vivencias clinicas do seu funcionamento em um ambulatorio de saude mental infantil

1989 (has links)
Orientador : Miguel de la Puente Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciências Médicas Made available in DSpace on 2017-03-14T03:18:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda, Sergio Luiz Saboya.pdf: 2655493 bytes, checksum: 05bfcb8b457b01cbbcb740363594786e (MD5) Previous issue date: 1989 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:36:57Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda_SergioLuizSaboya_M.pdf: 2655493 bytes, checksum: 05bfcb8b457b01cbbcb740363594786e (MD5) Previous issue date: 1989 Resumo: Esta dissertação objetiva discorrer sobre os encontros e as vivências clínicas de um grupo de Encontro de Mães do ambulatório do Setor de Saúde Mental (Setor Infantil) da Universidade Estadual de Campinas, ligando-os entre si, vinculando-os ao contexto assistencial do referido Setor e à população por ele atendida. Os Grupos de Encontro de Mães originaram-se de desdobramentos da aplicação, no ambulatório do Setor Infantil, de algumas diretrizes de saúde mental de crianças recomendadas pela Organização Mundial da Saúde, às quais foram incorporadas idéias e experiências de alguns estudos realizados, principalmente, na América Latina. Os Grupos de Encontro podem ter tanto propósitos terapêuticos, corno, principalmente, de promoção de saúde mental das crianças, através de suas mães. Este trabalho de dissertação utiliza-se de material clínico, procura respeitar os significados etimológicos do termo "dissertação", e apoia-se em um referencial conceitual que tenta considerar: (a) a polissemia dos fenômenos humanos; (b) a "criticidade" como o principal critério de cientificidade das ditas Ciências Humanas. No primeiro capítulo, é exposto o contexto ambulatorial do Setor de Saúde Mental Infantil e são realizadas descrições da população de crianças por ele atendida. No segundo capítulo, é feita uma breve caracterização dos Grupos de Mães do Setor Infantil, discorrendo-se sobre o seu desenvolvimento, e tecendo-se, a seguir, algumas considerações introdutórias e genéricas sobre o funcionamento dos Grupos de Encontro de Mães, que é um tipo de Grupo de Mães. No terceiro capítulo, são realizadas ilustrações e análises do funcionamento de um Grupo de Encontro de Mães do Setor Infantil, ocorrido entre 23 de agosto e 15 de outubro de 1987. No último capítulo, são apresentadas algumas reflexões que assinalam críticas e aprendizados referentes aos pressupostos utilizados, e ao funcionamento do Grupo de Encontro de Mães estudado, elaborando-se algumas hipóteses sobre os seus mecanismos de funcionamento Abstract: This dissertation proposes a discourse about the clinical encounters and experiences of a Mothers' Encounter Group of the outclinic of the Child Menta] Health Sector (Child Sector) of the University of Campinas (UNJCAMP). It considers these groups as interconnected with the assistencial context of the Child Sector and with the population attended by the Child Sector Mothers' Encounter Groups originated from developments in the application in the Child Sector of the outclinic of some of the guidelines for child mental health recommended by the World Health Organization and of ideas and experiences from studies undertaken principally in Latin America.. The Encounter Groups can have as their objective not only the promotion of child mental health but also therapeutical purposes. The dissertation uses clinical material and endeavors to respect the etymological significance of the term "dissertation". It relies on a conceptual reference which seeks to considera the "variety of significations" (greek "polisemia") of humam phenomena, b. "criticability" as the principal scientific of the so called Humam Sciences. In the first chapter an exposition of the outclinic context of the Child mental Health is made, along with descriptions of the child population attended. The second chapter makes a brief characterization of the Mothers' Groups of the Child Sector, discoursing about its development and interlacing some introductory and generic considerations about the function of Mothers' Encounter Groups, which are a type of Mothers' Group. The third chapter presents illustrations and analyses of the function of a particular Mothers' Encounter Group of the Child Sector which occurred between August 23 and October 15 of ]987. The final chapter includes some reflections which point out criticism and learning refering both to the presuppositions employed and to the function of the Mothers' Encounter Group studied, elaborating some hypotheses about their functional mechanisms Mestrado Mestre em Ciencias Medicas
2

Vivencias clinicas de um grupo de mães, cujos filhos estão em ludoterapia

1991 (has links)
Orientadores : Roosevelt Moises Smeke Cassorla, Miguel de la Puente Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-14T01:22:03Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda, Sergio Luiz Saboya.pdf: 3774908 bytes, checksum: c36b17349508609c50f869ba3976c8eb (MD5) Previous issue date: 1991 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:26:56Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Arruda_SergioLuizSaboya_D.pdf: 3774908 bytes, checksum: c36b17349508609c50f869ba3976c8eb (MD5) Previous issue date: 1991 Resumo: Os grupos de acompanhamento de mães, realizados no ambulatório do Setor de Saúde Mental Infantil da Unicamp, originaram-se de desdobramentos da aplicação de algumas diretrizes de saúde mental de crianças recomendadas pela Organização Mundial da Saúde. São destinados às mães de crianças em ludoterapia grupal, buscando proporcionar-lhes espaço próprio para conversarem e compreenderem, dentro de certos limites, algumas fantasias, angústias, defesas e reações perante os sintomas, o crescimento, o desenvolvimento e o processo de ludoterapia dos filhos, e perante o relacionamento mãe-filho. Embora se apóiem em referenciais psicodinâmicos e possam ter repercussões psicoterapêuticas, não se trata de grupo de orientação, de aconselhamento, ou de psicoterapia. No presente estudo, apoiamo-nos no método clínico, e objetivamos discorrer acerca das vivências clínicas de um grupo de acompanhamento de mães. Nos dois primeiros capítulos, relatamos, sucintamente, o contexto ambulatorial do Setor de Saúde Mental Infantil e o desenvolvimento dos grupos de pais e de crianças realizados neste serviço. Em seguida, descrevemos e ilustramos o funcionamento e a evolução de um grupo de acompanhamento. No capítulo quarto, comentamos alguns temas significativos para uma melhor compreensão das fantasias, angústias, defesas e reações das mães relacionadas aos filhos, à dinâmica mãe-filho e à ludoterapia. Por fim, procuramos sintetizar as principais idéias a respeito da prática clínica com os grupos de acompanhamento de mães Abstract: The parallel groups of mothers, meeting in the out-patient clinic of the Child Mental Health Service of the State University of Campinas, put into pratice some of the guidelines for child mental health recommended by the World Health Organization. They are imended for the mothers of children in group psychotherapy in an attempt to provide them with an opportunity to talk and to understand. within certain limits. some of their phantasies, anxieties and reactions regarding the symptoms, growth, development and the process of psychotherapy of their children, as well as the mother child relationship itself. Although supported by a psychodynamic frame of reference and with possible psychotherapeutic repercussions in the mothers, in no way does this purport to be either an orientation. counselling or psychotherapeutic group. In this study, the clinical method is used in order to relate the clinical experience of a parallel group of mothers. In the first two chapters, a concise account of the out-patient clinic of the Child Mental Health Service and of the development of the parent and the child group is presented. The functioning and evolution of a parallel group are then described and illustrated. In the fourth chapter, certain significant topics are commented on in order to achieve a better understanding of the phantasies. Anxiety, defences and reactions of the mother with regard to her child, to the mother-child relationship and to the psychotherapeutic process. Lastly the main ideas concerning clinical practice with the parallel groups of mothers are summarized Doutorado Doutor em Saude Mental
3

Psicoterapia de grupo de criança : aspectos clinicos de um estudo de caso

2001 (has links)
Orientador: Sergio Luiz Saboya Arruda Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-08-18T16:20:02Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Calil_ReginaCeliaCiriano_D.pdf: 56319498 bytes, checksum: 05e1cfe5f3fc6806ba11435260b9def1 (MD5) Previous issue date: 2001 Resumo: Essa tese de doutorado tem o objetivo de efetuar um estudo de caso referente ao atendimento de um grupo de psicoterapia realizado com crianças em idade escolar, no contexto institucional do Ambulatório de Saúde Mental Infantil do Hospital das Clínicas da Unicamp. Para o atendimento do grupo estudado, utilizou-se a técnica de psicoterapia infantil de abordagem psicodinâmica, adaptada à condição de trabalho grupal e às circunstâncias institucionais. Nesse estudo de caso, foram analisados os seguintes aspectos técnicos referentes ao funcionamento desse grupo: o enquadre terapêutico, a expressão das fantasias infantis inconscientes no grupo, a interpretação terapêutica e a relação transferencial. Durante a consecução dessa pesquisa, foram utilizados os paradigmas e pressupostos das ciências humanas, empregando-se método qualitativo e alguns pressupostos do método clínico. Os procedimentos realizados foram a observação participante e entrevistas semi-estruturadas, empreendendo o tratamento de dados por meio da compreensão e interpretação do material, segundo o modelo compreensivista e hermenêutico. Ao considerar os resultados, pode-se constatar que o brincar interativo age como facilitador da emergência de emoções de natureza inconsciente, o que propiciou a oportunidade do trabalho psicoterapêutico no grupo estudado. Foram feitas algumas considerações sobre os principais pontos teóricos e técnicos pertinentes ao tema, com o intuito de contribuir para a elucidação, compreensão e organização da prática clínica da psicoterapia de grupo com criança, como uma abordagem psicodinâmica possível para o tratamento psicológico infantil Abstract: This doctoral thesis has the objective of undertaking a case study referring to attending to a psychotherapy group of school age children in the institutional context of the Out-patient Clinic of Infantile Mental Health at the General Hospital of Unicamp (State University of Campinas). The attention given to the group studied used the psychotherapy technique of the psycho-dynamic approach, adapted to the condition of group work and other institutional circumstances. In this case study, the following technical aspects referring to the functioning of the group were analyzed: the therapeutic frame of reference, the unconscious expression of infantile fantasies in the group, the therapeutic interpretation and the transference relation. During the execution ofthis study, paradigms and presuppositions of the human sciences were utilized, employing the qualitative method and some presuppositions of the clinical method. The procedures involved participated observation and semi-structured interviews, attempting to deal with the data by means ofunderstanding and interpreting the material according to the comprehension and hermeneutic model. Considering the results, it can be said that interactive play acts as a facilitator for the emergence of feelings of an unconscious nature; this favored the opportunity of psychotherapeutic work in the group studied. Some considerations about the principal theoretical and technical points pertinent to the theme were made with the intention of contributing to the elucidation, understanding and organization of group psychotherapy clinical practice with the child as a possible psycho-dynamic approach for infantile psychological treatment Doutorado Saude Mental Doutor em Ciências Médicas
4

Discussão dos principais livros-textos que influenciaram a pratica clinica dos grupos de psicoterapia de criança no setor de saude mental infantil da UNICAMP

1996 (has links)
Orientador: Sergio Luiz Saboya Arruda Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-20T19:18:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Calil, Regina Celia Ciriano.pdf: 4227214 bytes, checksum: 49a3a0d1684c42f6880a6458f1e9ef2c (MD5) Previous issue date: 1996 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:31:07Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Calil_ReginaCeliaCiriano_M.pdf: 4227214 bytes, checksum: 49a3a0d1684c42f6880a6458f1e9ef2c (MD5) Previous issue date: 1996 Resumo: Os grupos de psicoterapia de criança desenvolvidos no ambulatório do Setor de Saúde Mental Infantil, ligado ao Departamento de Psiquiatria e Psicologia Médica da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp, originaram-se da necessidade da prática clínica e de estudos teóricos concernentes à psicoterapia de grupo de adultos, à psicoterapia de grupo de criança e à psicoterapia infantil individual - em especial, à técnica de ludoterapia - apoiando-se na linha de pensamento psicodinâmico e psicanalítico. A presente dissertação, teve como objetivo realizar um estudo teórico-crítico dos principais livros textos que influenciaram o desenvolvimento dos grupos de psicoterapia de criança no Setor Infantil, usando, como fonte primária para reflexão, os pontos teóricos e técnicos de maior importância abordados pelos autores desses livros. Após ter sido realizada a introdução, enfocando o tema proposto, os objetivos e os caminhos metodológicos percorridos nessa dissertação, no segundo capítulo foi descrito, de modo sucinto, o contexto ambulatorial do Setor Infantil e as bases teóricas mais gerais utilizadas em seu funcionamento clínico, bem como um pequeno histórico dos grupos de psicoterapia infantil desenvolvidos pelo Setor de 1987 a 1990. Posteriormente, efetuou-se respectivamente, nos dois capítulos seguintes, a apresentação do estudo teórico empreendido sobre os dois livros textos utilizados, tecendo, ao final de cada sub-capítulo, comentários críticos sobre os pontos levantados, trazendo também à discussão as experiências desenvolvidas com os grupos de criança pelo Setor de Saúde Mental Infantil. Finalmente, procurou-se sintetizar as principais idéias desenvolvidas durante todo o estudo teórico-crítico, procurando confrontar as informações obtidas, interpretar os pensamentos estudados e organizá-los, utilizando também, para isso, do olhar clínico. Abstract: The child psychotherapy groups developed in the Child Mental Health Clinic of the Physychiatric and Psychological Medicine Department of the School of Medicine at UNICAMP (University of Campinas) originated from the need of clinical practice and of theoretical studies, pertinent to adult group psychotherapy, child group psychotherapy and individual infant psychotherapy - specially the ludotherapy technique - supported by psychodynamics and psychoanalytical line of thought. The present dissertation has the objective of undertaking a theoretically critical study of the principal writings that influenced the development of child psychotherapy groups in the Child Sector of Department, using as primary source of reflection the more important theoretical points presented by the authors of these books. After the introduction, which focuses on the theme proposal, the objectives and the methodology employed in this dissertation, the second chapter makes a succinct description of the clinical context of the Child Sector and the theoretical bases most generally utilized in the clinic, as well as a brief history of the infant psychotherapy groups developed by the Sector from 1987 to 1990. Afterwards, in the two following chapters the theoretical study of the two books used is presented, and at the end of each sub-chapter there is critical commentary about the points surveyed, including discussion of the experiences of the child groups developed by the Child Mental Health Sector. Finally, a synthesis of the principal ideas developed during the course of the theoretically critical study was made, challenging the information obtained, interpreting the ideas studied and organizing them and also utilizing for this purpose visual clinical assessment. Mestrado Mestre em Saude Mental
5

Mães de crianças com transtornos mentais : um estudo psicologico

1997 (has links)
Orientador: Roosevelt M. S. Cassorla Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas Made available in DSpace on 2017-03-21T18:51:31Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Celeri, Eloisa Helena Rubello Valler.pdf: 3677805 bytes, checksum: 001149ad1bbb142eddffd24287b8dc20 (MD5) Previous issue date: 1997 Made available in DSpace on 2017-07-20T12:37:37Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Celeri_EloisaHelenaRubelloValler_D.pdf: 3677805 bytes, checksum: 001149ad1bbb142eddffd24287b8dc20 (MD5) Previous issue date: 1997 Resumo: Partindo do pressuposto de que, a assistência em Saúde Mental Infantil não se restringe exclusivamente à criança, pois esta, devido à sua dependência econômica, social e emocional, é trazida para avaliação e tratamento pelos pais; procuramos descrever e compreender: 1- percepções que as mães têm a respeito do sofrimento emocional de seus filhos; 2- processos mentais que elas utilizam para lidar e compreender este sofrimento; 3- fantasias que elas têm sobre as causas da doença dos filhos; 4- vivências da trajetória desta dupla mãe-criança dentro do sistema de saúde. Visando alcançar estes objetivos, uma entrevista semi-estruturada foi realizada com 8 mães, que chegaram para uma primeira consulta no Ambulatório do Setor de Saúde Mental Infantil do Hospital das Clínicas da Universidade Estadual de Campinas. Detivemos nossa análise nas dificuldades que as mães têm para perceber e compreender a sintomatologia emocional de seus filhos e procurar uma ajuda precoce e efetiva, descrevendo e analisando os caminhos mentais que foram percorridos pelas mães, durante o processo emocional que as conduziu a darem-se conta de que necessitavam procurar uma ajuda psicológica e/ou psiquiátrica para seus filhos. A partir das oscilações das posições esquizo-paranóide e depressiva, descritas por M. Klein e das contribuições de Bion sobre a teoria do Conhecimento e suas patologias, relatamos a dialética entre o lutar para não saber e o sofrer por perceber as dificuldades emocionais da criança. Procuramos, também, a partir de uma visão compreensiva, tecer algumas considerações sobre o papel do pediatra, do obstetra, dos professores e das escolas em relação à profilaxia e detecção precoce das dificuldades emocionais na infância Abstract: The child mental health assistance is not restricted to the child, since his economical, social and emocional dependence is brought for evaluation and treatment by the parents. Taking that into account this work aims to describe and understand: 1- the mothers' perceptions of the emotional suffering of their children; 2- the mental processes that are used by mothres to deal whith and to understand the children' s suffering; 3- the fantasies that they have about the causes of the disease of their children; 4- mothers' experience of the routes followed by the mother-child couple through the Health System. A semi - structured interview was carried out on 8 mothers at their first consultation in the out-patient clinic of the Child Mental Health Service of the State University of Campinas, Campinas, Brazil. We kept our analysis on the difficulties that the mothers have to feel and understand the emotional symptons of their children and to look for an early and ef{ective help. We describe the mental paths that were passed through by these mothers, during the emotional process that made them able to face the need for psychological and/or psychiatric help fortheir children. Departing from the flutuations of the schizoid-paranoid and depressive positions described by Klein as Doutorado Doutor em Saude Mental
6

É assim que deve ser .... : o governamento das famílias e os serviços de assistência em saúde mental infantil

2011 (has links)
Made available in DSpace on 2014-06-12T23:01:24Z (GMT). No. of bitstreams: 2 arquivo7567_1.pdf: 783367 bytes, checksum: c5364b66c60c03e20ae4671d3ffb5598 (MD5) license.txt: 1748 bytes, checksum: 8a4605be74aa9ea9d79846c1fba20a33 (MD5) Previous issue date: 2011 Essa dissertação tem como objetivo analisar os lugares atribuídos aos familiares no processo terapêutico de crianças usuárias do CAPS infantil de Campina Grande-PB no discurso dos profissionais da instituição. Para o desenvolvimento dessa discussão recorremos aos conceitos de biopoder e governamentalidade de Michel Foucault. Nesse sentido, compreendemos as políticas públicas em saúde mental como parte das novas estratégias de gestão da população, onde o que se coloca é não só a gestão das vidas, mas a gestão dos riscos, nesse caso, os riscos psíquicos. O presente estudo dialoga com os estudos da Psicologia Discursiva considerando autores como Potter e Wetherrell. Na pesquisa, utilizamos observações, registradas em diário de campo e entrevistas com os profissionais da instituição. Em seguida, foi feita a análise do discurso considerando a função, construção e variabilidade discursivas. A partir do material, observou-se que os profissionais tendem a negar a função reguladora e normativa da instituição. Em seus discursos, a maioria dos profissionais não admite as regras como obrigatoriedade, sendo utilizados termos substitutivos como combinados e acordos . A família, geralmente, é vista como desorganizada e o sofrimento psíquico da criança é atribuído a essa desorganização. Atribui-se à instituição a função de organizador psíquico , para tanto, ela deve organizar a família desestruturada. O estabelecimento de regras é visto como elemento organizador da família e da criança. O discurso da maioria dos profissionais culpabiliza e responsabiliza os familiares tanto pelo sofrimento psíquico da criança quanto pela não adesão ao tratamento ou realização inadequada do tratamento. Porém, também, aparecem discursos que reconhecem as dificuldades enfrentadas pelos familiares, sendo descritas como: sentimento de frustração por ter um filho diferente, dificuldade de aceitar o problema do filho, questões financeiras, entre outras. Partindo da análise, observamos uma desvalorização dos saberes dos familiares e uma legitimação dos saberes especializados, que conduzem a melhor forma de cuidar e tratar a criança em sofrimento psíquico. Nesse contexto, vemos o CAPS infantil como um agente normalizador das condutas da população e entendemos as ações dos familiares que faltam, não cumprem as orientações em casa, não querem participar do grupo de família, ou a própria negação da doença, etc., como resistência, uma postura de insubmissão diante dos saberes especializados, que estabelecem uma verdade sobre a melhor forma de cuidar e tratar a criança em sofrimento psíquico
7

Saúde mental de escolares : um estudo de prevalência e de fatores de risco e proteção

13 December 2011 (has links)
Made available in DSpace on 2016-06-02T19:44:10Z (GMT). No. of bitstreams: 1 4010.pdf: 995082 bytes, checksum: 18cc3cb16e72da767ad1bcb7d0b9e43e (MD5) Previous issue date: 2011-12-13 Financiadora de Estudos e Projetos The literature points that the identification of problems related to infant mental health and the processes involved in its occurrence is important because it enables a better understanding of this population s reality regarding this special condition, as well as it supplies elements for reflections, planning and implementing public health policies, education, and social assistance which aim infant mental health promotion and can supply the presented demand in a more effective way. Additionally, studies have indicated that the risk factors present in the environment in which the child lives at, as well as the family s social-economical situation, family s structure, parents mental health, parenting styles, among others, are the most influential in the development of problems related to infant mental health. In this direction, the present study has as objective to assess the prevalence of mental health problems in students of the first cycle of the primary education, and the risk and protection factors represented by the variables social support of the responsible person, parenting practices and styles, mental health of the responsible person, and variables related to the family s structure and the context associated to them. There have been 321 participants who were responsible for children studying from the first to the fifth grade of elementary schools of the municipal network of the city of São Carlos. The measuring instruments were: Activities of Daily Living Questionnaire (ADLQ); Brazil Economic Classification criteria (CCEB); Strengths and Difficulties Questionnaire (SDQ); Social Support Questionnaire (SSQ); Parenting Styles Inventory (PSI) and Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI). The collected data was analyzed from the spreadsheets of each instrument and the descriptive, comparative and correlational statistical studies. The results found indicated a rate of infant mental health prevalence of 43%, and that 63% of the responsible people have at least one mental disorder assessed by the MINI. Regarding the potential risk factors identified in the present study, it has been observed that infant mental health has been significantly related to the variables: risk practices and styles, responsible person presenting at least one mental disorder, and the existence of fights within the family. Regarding the protection factors, the variable existence, in the family, of responsibilities and rules that all members acknowledge and comply has been associated to the pro-social behavior of the SDQ in the general sample. Besides that, in the family groups that experience two or three risk factors identified in this study, the satisfaction of the responsible person with the perceived social service has been identified as a potential factor of protection for the children s mental health. The results were discussed under the light of the factors theory and mechanisms of risk and protection of infant mental health. It is pointed out that the findings of this investigation contribute for a better understanding of the mental health situation of school-age children, as well as it signals factors of risk and protection, indicating important matters to be considered by the public policies of health, education, social assistance, and other ones which can deal in a more effective way with this reality. A literatura aponta que a identificação de problemas relativos à saúde mental infantil e dos processos que envolvem sua ocorrência é importante pois possibilita uma maior compreensão da realidade dessa população no que se refere a essa condição especial, bem como dá elementos para reflexões, planejamento e implementação de políticas públicas em saúde, educação e assistência social que visem a promoção da saúde mental infantil e que possam atender à demanda apresentada de forma mais efetiva. Além disso, estudos têm indicado que os fatores de risco presentes no ambiente em que a criança vive, tais como situação socioeconômica da família, estrutura familiar, saúde mental dos pais, estilos parentais, dentre outros, são os mais influentes no desenvolvimento de problemas relativos à saúde mental infantil. Nessa direção, o presente estudo objetivou estimar a prevalência de problemas de saúde mental em estudantes do primeiro ciclo do ensino fundamental e os fatores de risco e proteção representados pelas variáveis suporte social do responsável, práticas e estilos parentais, saúde mental do responsável e variáveis relativas à estrutura e contexto familiar a eles associados. Foram participantes 321 responsáveis por crianças estudantes do primeiro ao quinto ano de cinco escolas do primeiro ciclo do ensino fundamental da rede municipal da cidade de São Carlos. Os instrumentos de medida utilizados foram: Questionário de Atividades Cotidianas (QAC); Critério de Classificação Econômica Brasil (CCEB); Questionário de Capacidades e Dificuldades (SDQ); Questionário de Suporte Social (SSQ); Inventário de Estilos Parentais (IEP) e Mini International Neuropsychiatric Interview (MINI). Os dados foram analisados a partir das planilhas de cálculo de cada instrumento e de estudos estatísticos descritivos, comparativos e correlacionais. Os resultados encontrados indicaram uma taxa de prevalência de problemas de saúde mental infantil de 43% e 63% dos responsáveis possuem pelo menos um transtorno mental avaliado pelo MINI. Em relação aos potenciais fatores de risco identificados no presente estudo, observou-se que a saúde mental infantil esteve significativamente relacionada às variáveis: práticas e estilos de risco, responsável apresentando pelo menos um transtorno mental e existência de brigas na família. Em relação aos fatores de proteção, a variável existência, na família, de responsabilidades e regras que todos os membros conhecem e cumprem se relacionou ao comportamento pró-social do SDQ na amostra geral. Além disso, nos grupos de famílias que vivenciam dois ou três dos fatores de risco identificados neste estudo, a satisfação do responsável com o suporte social percebido por ele foi identificado como um potencial fator de proteção para a saúde mental das crianças. Os resultados foram discutidos à luz da teoria dos fatores e mecanismos de risco e proteção à saúde mental infantil. Aponta-se que os achados desta investigação contribuem para a maior compreensão da situação da saúde mental de crianças em idade escolar, bem como sinalizam fatores de risco e proteção, indicando importantes questões a serem consideradas pelas políticas públicas de saúde, educação, assistência social e outras que possam lidar de forma mais efetiva com essa realidade.

Page generated in 0.1061 seconds