• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 435
  • 44
  • 10
  • 10
  • 10
  • 8
  • 8
  • 7
  • 4
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • 2
  • Tagged with
  • 504
  • 128
  • 116
  • 106
  • 100
  • 87
  • 84
  • 84
  • 79
  • 78
  • 61
  • 60
  • 59
  • 53
  • 50
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
11

A política de formação da CNTE em face aos desafios da luta de classes

Both, Vilmar José January 2016 (has links)
Tese (doutorado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação, Programa de Pós-Graduação em Educação, Florianópolis, 2016. / Made available in DSpace on 2017-11-07T03:19:24Z (GMT). No. of bitstreams: 1 348838.pdf: 95230046 bytes, checksum: d2ca75aed11d4958bd74caa020e86826 (MD5) Previous issue date: 2016 / A presente tese tem como objetivo identificar limites e possibilidades da política de formação da CNTE no que se refere à instrumentalização para as lutas pelos interesses imediatos e históricos dos trabalhadores em educação. Tendo como base o método dialético materialista, utilizamos como procedimento de pesquisa a análise documental, centralmente nos fascículos produzidos para a realização do Programa de Formação da CNTE: Um novo conceito de atuação sindical, no qual, desde o ano de 2007, está consubstanciada a política de formação da CNTE. Todavia, também buscamos informações em resoluções congressuais daquela Confederação, dentre outros documentos e notícias produzidas pela CNTE. Tendo como referência a concepção de SHIROMA; CAMPOS; GARCIA (2005), autoras que defendem que para captar o sentido de uma política na análise de conteúdo, é necessário que se compreenda o contexto aquém e além das palavras que compõem o texto e, considerando que a CNTE possui uma estreita relação com a CUT, procuramos analisar a política de formação da CNTE em suas interfaces com a política de formação sindical da CUT, à luz da estratégia política que ilumina ambas as entidades. Na análise dos fascículos que compõem o programa de formação da Confederação, constatamos que este se estrutura, basicamente, em dois agrupamentos de temas: o primeiro com aspectos eminentemente teóricos e, o segundo com um viés onde predominam conteúdos de caráter da ação sindical, em muitos dos casos, inclusive, com características acentuadamente pragmáticas, instrumentais. Considerando que uma formação sindical é direcionada para ações em contextos específicos, que devem considerar as relações sociais que estão em desenvolvimento naquele período histórico, realizamos alguns apontamentos sobre o que consideramos ser o atual padrão de acumulação do capital: o capital-imperialismo, caracterizado pela intensificação da subsunção da vida humana ao capital, o que restringe as possibilidades de melhora nas condições de vida da classe trabalhadora dentro dos limites da emancipação política. Diante disso, consideramos que está colocada na ordem do dia a necessidade e a possibilidade objetiva de superação da ordem social do capital. A formação sindical, como uma mediação tática, deve cumprir a função de oferecer subsídios de uma teoria revolucionária para uma melhor compreensão do real para além de suas aparências, de modo que seja possível analisar as situações e contextos concretos numa perspectiva histórica e deles derivar planos de luta e formas organizativas para a realização desse desafio. Porém, tal desafio não pode ser tomado como algo abstrato. Pelo contrário, as lutas pelos interesses imediatos da classe devem ser apreendidas como mediações para se alcançar aquele objetivo estratégico. Dito de outra forma, as lutas pelos interesses imediatos dever ser conduzidas à luz do objetivo estratégico. Com base em tais pressupostos, ao analisarmos o programa de formação da CNTE, bem como, a relação do programa com a política mais ampla da Confederação e com a política sindical da CUT, constatamos que sua concepção de interesses históricos não aponta para a necessidade de suplantar o capital, mas sim, se configura nos limites deste modo de produção. Ao considerarmos que a superação destes desafios só é possível se a abordagem do imediato for orientada pela sintetização da estrutura estratégica, então, é possível afirmar que, a concepção rebaixada de interesses históricos da CNTE/CUT conduz a um rebaixamento do potencial das lutas imediatas. Portanto, considerando que o programa de formação da CNTE não apresenta uma teoria à altura dos desafios estratégicos exigidos pela realidade objetiva e, em termos mais específicos, referente à formação pragmática, realiza uma formação que enquadra a ação sindical nos parâmetros defendidos pela CUT, concluímos nossa tese identificando que a política de formação da CNTE não consegue municiar teoricamente os dirigentes para as lutas pelos interesses históricos da classe trabalhadora, e, inclusive, pouco consegue avançar na instrumentalização teórica para uma melhor atuação nas lutas pelos interesses imediatos e específicos no campo de atuação dos sindicatos dos trabalhadores da educação básica pública. / Abstract : The present thesis aims to identify the limits and possibilities of the CNTE training policy regarding the instrumentalization for the fights for the immediate and historical interests of education workers. Based on the materialistic dialectical method, we used documentary analysis as a research procedure, centrally in the fascicles produced for the realization of the CNTE Training Program: a new concept of union activity, in which, since 2007, the CNTE political strategy is embodied. However, we also sought information on congressional resolutions of that Confederation, among other documents and news produced by CNTE. The views of authors like SHIROMA; CAMPOS; GARCIA (2005) are taken as reference for this research. Their argumentation is that to capture the meaning of a policy in the analysis of content, it is necessary to understand the context below and beyond the words that composes the text and, considering that the CNTE has a close relationship with the CUT, we seek to analyze CNTE's training policy in its interfaces with CUT's trade union training policy, in light of the political strategy that enlightens both entities. In the analysis of the fascicles that compose the Confederation's training program, we find that it is basically structured in two groups of topics: the first with eminently theoretical aspects and the second with a bias in which content of union action character predominates, in many of the cases, with markedly pragmatic, instrumental characteristics. Considering that union formation is directed towards actions in specific contexts, which should consider the social relations that are developing in that historical period, we make some notes about what we consider to be the current pattern of accumulation of capital: capital-imperialism, characterized by intensification of the human life subsumption to capital, which restricts the possibilities of improvement in working-class living conditions, within the limits of political emancipation. In face of this, we consider that the necessity and the objective possibility of overcoming the social order of capital is an importante and urgente issue. Trade union formation, as a tactical mediation, must fulfill the function of offering data from a revolutionary theory for a better understanding of what is real beyond its appearances, so that it is possible to analyze the concrete situations and contexts in a historical perspective and to derive from them fighting plans and organizational forms to meet this challenge. However, such a challenge can not be taken as abstract. On the contrary, struggles for the immediate interests of the class must be understood as mediations for achieving that strategic goal. In other words, struggles for immediate interests must be conducted in light of the strategic objective. On the basis of these assumptions, in examining the CNTE training program, as well as the relationship between the program and the Confederation's broader policy and the trade union policy of the CUT, we find that its conception of historical interests does not point to the need of supplanting capital, but rather confines itself to the limits of this production mode. If we consider that overcoming these challenges is only possible if the immediate approach is guided by the synthesis of the strategic structure, then it is possible to affirm that the lowered conception of historical interests of CNTE / CUT leads to a reduction of the potential of the immediate struggles. Therefore, considering that the training program of CNTE does not present a theory that meets the strategic challenges demanded by the objective reality and, in more specific terms, concerning the pragmatic formation, its training frames the union action in the parameters defended by the CUT, we conclude our thesis by identifying that CNTE's training policy is not able to provide leaders with theoretical ammunition for the struggles on the working class historical interests, and even fails to advance in theoretical instrumentation for a better performance in the struggles for immediate and specific interests in the working area of public basic education labor unions.
12

Política e sindicalismo operário urbano no Brasil

Azevedo, Magnólia Ribeiro de January 1982 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 1982. / Made available in DSpace on 2013-12-05T19:33:55Z (GMT). No. of bitstreams: 1 309786.pdf: 5686895 bytes, checksum: 27b2e9a8640b3214723004db67b678cb (MD5) Previous issue date: 1982
13

A atuação da FECOMÉRCIO-RS em relação às políticas de gestão de pessoas

Fank, José Antonio Becker January 2004 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico. Programa de Pós-Graduação em Administração. / Made available in DSpace on 2012-10-21T10:20:12Z (GMT). No. of bitstreams: 1 207380.pdf: 1239158 bytes, checksum: d6720a546e0952675935d55e58172f43 (MD5) / Este estudo analisou a atuação da FECOMÉRCIO-RS no que se refere à sua influência nas políticas de gestão de pessoas da categoria patronal comércio varejista do RS, a partir dos instrumentos normativos. Especificamente, se propôs a identificar se a Federação propõe políticas de gestão de pessoas, se o conteúdo das decisões normativas permite a formulação de diretrizes de gestão de pessoas, se os assuntos abordados nas decisões normativas contemplam as funções de RH e se existe consulta da base sindical sobre o aprimoramento da política das relações de trabalho. É um estudo qualitativo, de natureza descritiva-explicativa, a partir das decisões normativas de 1999 a 2003, reivindicações laborais e patronais de 2002 e 2003, em que fizeram parte a FECOMÉRCIO-RS e a FECOSUL-RS. Os dados primários foram buscados em entrevistas com o Presidente da Federação e com o advogado responsável pelas negociações da entidade. As cláusulas foram analisadas e classificadas nos subsistemas de RH. Os subsistemas de recrutamento e seleção, avaliação de desempenho, contencioso trabalhista e assistência social não foram contemplados. Os subsistemas de treinamento e desenvolvimento, higiene e segurança do trabalho e serviços gerais apresentaram cláusulas de pequena significância. Nos subsistemas de remuneração, benefícios, departamento pessoal e relações trabalhistas, aparecem o maior número de cláusulas. Permite considerar que os acordos coletivos constituem-se em instrumentos capazes de normatizar políticas de recursos humanos.
14

Desde abajo : as origens discursivas do peronismo revolucionário no semanário CGT (1968-1970)

Santos, Karolline Pacheco 15 December 2016 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, Programa de Pós-graduação em História, 2016. / Submitted by Fernanda Percia França (fernandafranca@bce.unb.br) on 2017-04-27T18:07:31Z No. of bitstreams: 1 2016_KarollinePachecoSantos.pdf: 1104262 bytes, checksum: 4e47b2d89a7c15df9b526960a4b9eb78 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana(raquelviana@bce.unb.br) on 2017-04-27T22:44:27Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2016_KarollinePachecoSantos.pdf: 1104262 bytes, checksum: 4e47b2d89a7c15df9b526960a4b9eb78 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-04-27T22:44:27Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2016_KarollinePachecoSantos.pdf: 1104262 bytes, checksum: 4e47b2d89a7c15df9b526960a4b9eb78 (MD5) / O peronismo como fenômeno político e social perdura na sociedade argentina como uma identidade política consolidada e atuante. Esta dissertação teve como objetivo compreender, por meio da análise do discurso do periódico sindical Semanário CGT (1968-1970), as permanências e transformações que possibilitaram diferentes interpretações da doutrina peronista e a consequente crise de identidades materializada na divisão da central trabalhista. A análise dos setores combativos no interior do sindicalismo peronista buscou materializar essa dinâmica histórica entre tradição e inovação ao antever, na dimensão do discurso, o nexo entre aqueles debates fomentados ao final da década de 1960 no âmbito da CGT de los Argentinos e as ações políticas radicalizadas de princípio dos anos 1970. / Peronism, as a political and social phenomenon, endures in Argentinian society as a consolidated and active political indentity. Through an analysis of the discourse of union journal Semanário CGT (1968-1970), this dissertation has the objective of understanding the continuities and transformations which enabled different interpretations of the peronist doctrine, as well as the identity crisis which followed, materialized in the splitting of this federation of unions. An analysis of combative sectors inside peronist unionism sought to unravel this historic dynamic between tradition and innovation in identifying the relation between debates which were held in the end of the 1960s in the environment of the CGT de los Argentinos with the radicalized political actions of the early 1970s. / El peronismo como fenómeno político y social persiste en la sociedad argentina como una identidad política consolidada y activa. La presente disertación tuvo como objetivo comprender, por el análisis del discurso del periódico sindical Semanário CGT (1968- 1970), las permanencias y transformaciones que posibilitaron diferentes interpretaciones de la doctrina peronista y su crisis de identidad que llevó a la división de la central obrera. El análisis de los sectores combativos en el movimiento obrero peronista buscó entender la dinámica histórica entre tradición e innovación al prever, en la dimensión del discurso, el vínculo entre aquellos debates promovidos al final de la década del 1960 en la CGT de los Argentinos y las acciones políticas radicalizadas del princípio de los años 1970.
15

Espaço representacional do sindicalismo docente das universidades

Santos, Patrícia Targino Melo 03 March 2007 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Instituto de Ciências Humanas, Departamento de História, 2007. / Submitted by Aline Jacob (alinesjacob@hotmail.com) on 2010-02-25T15:36:23Z No. of bitstreams: 1 2007_PatríciaTarginoMeloSantos.pdf: 463606 bytes, checksum: 8b6cd06a208c55addd79ceb637872299 (MD5) / Approved for entry into archive by Lucila Saraiva(lucilasaraiva1@gmail.com) on 2010-02-26T00:08:29Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2007_PatríciaTarginoMeloSantos.pdf: 463606 bytes, checksum: 8b6cd06a208c55addd79ceb637872299 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-02-26T00:08:29Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2007_PatríciaTarginoMeloSantos.pdf: 463606 bytes, checksum: 8b6cd06a208c55addd79ceb637872299 (MD5) Previous issue date: 2007-03-03 / A história da Associação Nacional dos Docentes de Ensino Superior (Andes) esteve durante muito tempo associada à história da Central Única dos Trabalhadores (CUT). Neste sentido, a filiação e a desfiliação, entre essas duas instituições sindicais, são marcos norteadores que condicionaram a prática docente e as representações elaboradas sobre o trabalho. Deste modo, pode-se perceber como a dinâmica das transformações conjunturais gerou impasses e contradições, vivenciados na articulação dos interesses sindicais particulares e gerais. A filiação e a desfiliação entre Andes-SN e CUT serviram de marcos norteadores na busca pelo entendimento dos processos de reconhecimento e legitimidade do sindicalismo docente das universidades. Questionando a pertinência da filiação e da desfiliação, tanto para os integrantes da Andes quanto para a direção sindical, buscou-se avaliar o nível de identificação entre o discurso, formalmente instituído por essa mesma direção sindical, e a visão da sua base representada. Identificar as vinculações sociais instituídas no cenário social no qual se constituiu a história dessa Associação Sindical tornara-se imprescindível para o desenvolvimento da análise em questão. Neste sentido, as mudanças no mundo do trabalho, a relevância da teoria classista para a história dos movimentos sociais, bem como as transfigurações da modernidade foram algumas das principais questões incorporadas ao processo de constituição desta temática proposta. No decorrer da pesquisa, descobriu-se que os fatores que contribuíram para a filiação e desfiliação estão para além dos argumentos produzidos pela direção sindical em seu discurso oficial. ______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The Andes history was associated with the Unique Central of Labourers (CUT) for a long time. In this sense, the affiliation and non-affiliation between these two trade union institutions are guided marks that conditioned the docent practice and the representation elaborated about the work. Thus, it can be noted how the dynamic of conjectural transformations generated impasses and contradictions, experienced in the articulation of the union trade interests both private and general. The affiliation and non-affiliation between Andes-SN and CUT served as guided marks in the search for the understanding of the processes of recognition and legitimacy. Inquiring the pertinence of the affiliation and non-affiliation, both the integrants of the Docent Union Association and the union direction. It searched for evaluating the level of identification between the discourse, formally instituted by that union direction with the view of its represented base. Identifying the social entail instituted in the social setting in which constituted this object had become indispensable for the development of the analysis in discussion. In this sense, the changes in the world of work, the relevance of the classist theory for the Social Movement History, as well as the transfigurations of the modernity, were some of the incorporated issues to the process of the constitution of such proposed thematic. In the course of research, it was discovered that the factors that contributed to the affiliation and non-affiliation are beyond the arguments produced by the union direction in its official discourse.
16

Sindicalismo cidadão e economia solidária : uma análise da experiência política da Central Única dos Trabalhadores (CUT) /

Corrêa, João Guilherme de Souza. January 2014 (has links)
Orientador: Giovanni Antônio Pinto Alves / Banca: Edilson José Graciolli / Banca: Patrícia Vieira Trópia / Banca: Henrique Tahan Novaes / Banca: Francisco Luiz Corsi / Resumo: O trabalho que o leitor tem em mãos é uma análise crítica sobre as transformações na estratégia política da Central Única dos trabalhadores (CUT) que a levaram a promover práticas em economia solidária através de entidades criadas exclusivamente para isso. A modalidade de ação sindical chamada sindicalismo cidadão praticada pela entidade e influenciada sobremaneira por sua tendência política mais preeminente foi responsável por consolidar nos anos 2000 a primazia pela participação política em espaços institucionais na sociedade e na estrutura do Estado e por avançar na prática de prestação de serviços sociais paralelamente ao Estado e dentro da concepção dos serviços e entidades "públicos não estatais" e do "terceiro setor", comuns no momento neoliberal. No que tange a prestação de serviços, a Agência de Desenvolvimento Solidário (ADS) foi criada para atuar na política de emprego, auxiliando no fomento de alternativas de trabalho e renda para trabalhadores fora do mercado formal, sob a forma predominante de cooperativas. A justificativa política para tais ações escora-se no movimento de economia solidária da América Latina que, em geral, diz buscar ativar um tipo de envolvimento da sociedade civil marcado por outra racionalidade econômica, distinta da capitalista. No nível da elaboração teórica se soma a proposta da CUT um residual discurso socialista reconfigurado segundo a versão de Paul Singer, que advoga a necessidade de construção dos "implantes socialistas" para a realização da transição pacífica à nova sociedade transformada. A partir dessa compreensão, o socialismo seria alcançado sem a necessidade de se contrariar interesses de classe e sem eliminar o próprio capital, bastando que os empreendimentos econômicos cooperativos praticassem internamente a gestão democrática e estabelecessem relações econômicas tendo a justiça e a solidariedade por base... / Abstract: The work that the reader has at hand is a critical analysis about the transformations in the political strategy of the Central Union of Workers (CUT), which led it to promote solidarity economy practices by entities created solely for this. The mode of union action called "citizen unionism" practiced by the entity and influenced greatly by its most prominent political trend was responsible for consolidating in the 2000s the primacy of political participation in institutional spaces in society and the structure of government and for advancing the practice of provision of social services in parallel to the state and within the design of services and entities "nonstate public" and the "third sector", common in the neoliberal moment.Regarding the provision of services, the Solidarity Development Agency (ADS) was created for acting on employment policy, assisting in the promotion of alternative employment and income for workers outside the formal market, under the predominant form of cooperatives. The policy justification for such actions anchor in the solidarity economy movement in Latin America in general, says seeking activate a type of involvement of civil society marked by another, distinct economic rationality of capitalist. At the level of theoretical elaboration of the proposal adds a residual CUT socialist discourse reconfigured according to the version of Paul Singer, who advocates the necessity for the construction of "socialist implants" for the realization of a peaceful transition to the new society transformed. Starting this understanding, socialism would be achieved without the need to counteract class interests and without eliminating the capital itself, just that cooperative economic ventures internally to practice democratic management and establish economic relations with justice and solidarity on the basis that from its generalization in society, contaminate capitalist ... / Doutor
17

A alternativa clandestina : um estudo dos grupos de fábrica de Campinas e região (1984-1991) /

Santos, Fagner Firmo de Souza. January 2009 (has links)
Orientador: Maria Orlanda Pinassi / Banca: Edilson Graccioli / Banca: Ricardo Antunes / Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar a manutenção e o desenvolvimento da política de organização de base do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região no período de 1984 a 1991. Este período vai desde a vitória da oposição sindical até o primeiro movimento grevista generalizado na categoria após forte recuo motivado pelas demissões da campanha salarial de 1985. Período ainda marcado pela repressão e perseguição nas fábricas da Região, além da intransigência dos empresários com relação à organização de base, os metalúrgicos de Campinas e Região adotaram a forma clandestina como órgão no "chão da fábrica" por entenderem que essa lhes traria maior liberdade de organização. Os grupos de fábrica clandestinos eram responsáveis pelas denúncias de más condições de trabalho, baixos salários, chefias truculentas, etc. além da organização de trabalhadores que se identificavam com a luta político-sindical. Tais ações subsidiavam o Sindicato nas suas ações que por sua vez subsidiavam os grupos com informações econômicas e políticas relacionadas às empresas da Região. Diante disso, também tentamos analisar qual foi a postura adotada pelos grupos diante das novas técnicas de gerenciamento da produção que vinham sendo adotadas por algumas empresas da Região / Abstract: This work has as objective analyzes the maintenance and the development of the politics of organization of base of the Union of the Metallurgists of Campinas and Area in the period from 1984 to 1991. This period is going from the victory of the syndical opposition to the first movement widespread striker in the category after fort retreat motivated by the dismissals of the salary campaign of 1985. Period still marked by the repression and persecution in the factories of the Area, besides the entrepreneurs' intransigence with relationship to the base organization, the metallurgists of Campinas and Area adopted the secret form as organ in the "ground of the factory" for they understand that it would bring them larger organization freedom. The secret factory groups were responsible for the accusations of bad work conditions, low wages, harsh leaderships, etc. besides the workers' organization that you/they identified with the political-syndical fight. Such actions subsidized the Union in your actions that subsidized the groups with economical and political information related to the companies of the Area for your time. Before that, we also tried to analyze which was the posture adopted by the groups before the new techniques of administration of the production that came being adopted by some companies of the Area / Mestre
18

A alternativa clandestina: um estudo dos grupos de fábrica de Campinas e região (1984-1991)

Santos, Fagner Firmo de Souza [UNESP] 22 April 2009 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:29:47Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2009-04-22Bitstream added on 2014-06-13T20:20:06Z : No. of bitstreams: 1 santos_ffs_me_arafcl.pdf: 830519 bytes, checksum: f3422663176effcea77836e93691a208 (MD5) / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) / Este trabalho tem como objetivo analisar a manutenção e o desenvolvimento da política de organização de base do Sindicato dos Metalúrgicos de Campinas e Região no período de 1984 a 1991. Este período vai desde a vitória da oposição sindical até o primeiro movimento grevista generalizado na categoria após forte recuo motivado pelas demissões da campanha salarial de 1985. Período ainda marcado pela repressão e perseguição nas fábricas da Região, além da intransigência dos empresários com relação à organização de base, os metalúrgicos de Campinas e Região adotaram a forma clandestina como órgão no “chão da fábrica” por entenderem que essa lhes traria maior liberdade de organização. Os grupos de fábrica clandestinos eram responsáveis pelas denúncias de más condições de trabalho, baixos salários, chefias truculentas, etc. além da organização de trabalhadores que se identificavam com a luta político-sindical. Tais ações subsidiavam o Sindicato nas suas ações que por sua vez subsidiavam os grupos com informações econômicas e políticas relacionadas às empresas da Região. Diante disso, também tentamos analisar qual foi a postura adotada pelos grupos diante das novas técnicas de gerenciamento da produção que vinham sendo adotadas por algumas empresas da Região / This work has as objective analyzes the maintenance and the development of the politics of organization of base of the Union of the Metallurgists of Campinas and Area in the period from 1984 to 1991. This period is going from the victory of the syndical opposition to the first movement widespread striker in the category after fort retreat motivated by the dismissals of the salary campaign of 1985. Period still marked by the repression and persecution in the factories of the Area, besides the entrepreneurs' intransigence with relationship to the base organization, the metallurgists of Campinas and Area adopted the secret form as organ in the ground of the factory for they understand that it would bring them larger organization freedom. The secret factory groups were responsible for the accusations of bad work conditions, low wages, harsh leaderships, etc. besides the workers' organization that you/they identified with the political-syndical fight. Such actions subsidized the Union in your actions that subsidized the groups with economical and political information related to the companies of the Area for your time. Before that, we also tried to analyze which was the posture adopted by the groups before the new techniques of administration of the production that came being adopted by some companies of the Area
19

As reformas sindical e trabalhista na sociedade brasileira neoliberal : ampliando a escuridão na "câmara escura"

Fernandes, Luiz Fernando Viegas 06 1900 (has links)
Tese (doutorado)—Universidade de Brasília, Departamento de Serviço Social, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2009. / Submitted by Larissa Ferreira dos Angelos (ferreirangelos@gmail.com) on 2010-04-06T16:15:22Z No. of bitstreams: 1 2009_LuizFernandoViegasFernandes.pdf: 2848139 bytes, checksum: 4d84c084a56e383084da922720b41dc7 (MD5) / Approved for entry into archive by Daniel Ribeiro(daniel@bce.unb.br) on 2010-05-10T17:20:15Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2009_LuizFernandoViegasFernandes.pdf: 2848139 bytes, checksum: 4d84c084a56e383084da922720b41dc7 (MD5) / Made available in DSpace on 2010-05-10T17:20:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2009_LuizFernandoViegasFernandes.pdf: 2848139 bytes, checksum: 4d84c084a56e383084da922720b41dc7 (MD5) Previous issue date: 2009-06 / Este estudo busca analisar as transformações em curso na sociedade brasileira no que diz respeito às relações Capital Trabalho no período da implementação do ideário neoliberal como condutor da organização social no Brasil. Propõe-se demonstrar o papel das representações sindicais, em seus vários níveis como coadjuvantes no processo de construção de uma nova sociabilidade dos Mundos do Trabalho e dos trabalhadores. Neste aspecto, a análise terá como temporalidade o período inaugurado em 1990, com o breve governo do presidente Collor de Melo, que começa a implementar o modelo de gestão inspirado no ideário do Consenso de Washington, consubstanciado no governo do presidente Fernando Henrique Cardoso que estabelece a afirmação neoliberal como projeto societário, e que para os mundo do trabalho constrói uma nova configuração. Chega ao governo do Presidente Luís Inácio Lula da Silva, que apesar de sua origem, tanto pessoal, quanto política leva adiante as reformas que visam reconfigurar as relações trabalhistas nesta sociedade. O papel das representações dos trabalhadores e o influxo dos movimentos transformadores de projetos societários neste período histórico são analisados sob a ótica inspirada na tradição marxista, de viés lukacsiano, examinando o papel ontológico do trabalho na construção do ser social, e o pretenso deslocamento da centralidade do trabalho nas sociedades capitalistas contemporâneas, principalmente na brasileira. Neste contexto a formulação de uma sociedade democrática, dada a este período histórico, é discutida sob a ótica de sua intervenção nos Mundos do Trabalho e o papel que suas representações têm na construção desta dita democracia. Investigamos, ainda, o discurso ideológico, vitorioso, que reduziu o papel do trabalho e dos trabalhadores de sujeitos sociais a atores sociais, e como o papel das Centrais Sindicais, principalmente a Central Única dos Trabalhadores, e os agrupamentos políticos que a formaram e formam, sujeitaram-se a fomentar debates institucionais, abrindo mão de seu papel contestador, e, portanto construtores de sociabilidades que pudessem contrapor à hegemônica, para serem parceiros e partícipes da construção desta nova institucionalidade. Conclui-se que os diversos discursos e as ações propostas pelas representações sindicais, por aquelas que detiveram a hegemonia do processo, optaram por construir, em um primeiro momento, discursos adequados ao processo em curso em que a idéia de transformação fora derrotada, e quando da transferência da gestão do Estado para um setor social oriundo de suas fileiras preferiu construir a governabilidade sob o conceito de cidadania em detrimento as lutas dos mundos do trabalho. _________________________________________________________________________________ ABSTRACT / This study aims the analysis of the transformations in course in the Brazilian society, concerning the Capital - Work relations, during the implementation of the neo-liberal model as the driving force of Brazilian social organization. We propose the demonstration of the role of the representative unions, in their several levels, as coadjuvants in the construction process of a new sociability of the Worlds of Work, and of the workers. In this aspect, the analysis will comprise the period of 1990, with the brief government of President Collor de Melo, which begins to implement the administration model inspired in the Washington Consensus, its reinforcement during the President Fernando Henrique Cardoso government, which establishes the neo-liberal affirmation as a societary project, and that constructs a new configuration for the world of work. It reaches the government of President Luís Inácio Lula da Silva which, in spite of his personal and political origin, maintains the reforms that aim the reconfiguration of the laboral relations in this society. The role of the workers representations and the influx of the transforming movements of the societary projects, during this historical period, are analysed under the scope of the Marxist tradition, with a lukacsian bias, by investigating the work ontological role in the construction of the social being, and the pretense displacement of the work centrality in contemporary capitalist societies, specially the Brazilian one. In this context, the formulation of a democratic society, in face of this historical period, is discussed under the scope of its intervention in the Worlds of Work. We also focus on the role of union representations in the construction of this pretense democracy. We have also investigated the successful ideological speech which reduced the role of the work, and of the workers, from social subjects to mere social actors. It was also studied how the Unions, specially the Central Única dos Trabalhadores, and the political groups that constitute them, submitted themselves to foment institutional debates, renouncing their contestatory role. Thus, they have also renounced their role as constructors of sociabilities that could confront the hegemonic one, and became partners of the edification of this new institutionality. We concluded that the several speeches and actions proposed by the union representations, the ones that kept the hegemony of the process, have opted to adequate themselves to the actual process, in which the transformation idea was defeated. When the union representatives reached the State administration, they preferred to build their government plan based on the concept of citizenship, irrespectively of the laboral conflicts.
20

Ser ou estar bancário? : a reestruturação produtiva e suas consequências para os bancários e o movimento sindical bancário

Guilherme, Marcelo Siqueira 06 1900 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Programa de Pós-Graduação em Política Social, 2013. / Submitted by Alaíde Gonçalves dos Santos (alaide@unb.br) on 2013-10-02T14:55:33Z No. of bitstreams: 1 2013_MarceloSiqueiraGuilherme.pdf: 1517543 bytes, checksum: f75db54a567efa6c62886ecdc8877d16 (MD5) / Approved for entry into archive by Marília Freitas(marilia@bce.unb.br) on 2013-10-03T10:58:22Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2013_MarceloSiqueiraGuilherme.pdf: 1517543 bytes, checksum: f75db54a567efa6c62886ecdc8877d16 (MD5) / Made available in DSpace on 2013-10-03T10:58:22Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2013_MarceloSiqueiraGuilherme.pdf: 1517543 bytes, checksum: f75db54a567efa6c62886ecdc8877d16 (MD5) / O estudo examinou os efeitos da reestruturação produtiva no Brasil na década de 1990, tendo particular recorte nos anos 1997-1998 sobre a categoria bancária e seu sindicato, bem como as consequências advindas desse processo sobre a gestão do trabalho bancário e sindical, no próprio sindicalismo bancário e na saúde dos bancários. Fez-se uma abordagem histórica do processo da reestruturação produtiva, sua constituição e implantação no Brasil de acordo com o Consenso de Washington, o processo de desestatização com a venda de empresas públicas, redução da presença do Estado na economia e a profundidade desse processo no governo de Fernando Henrique Cardoso. O processo de privatização dos bancos estaduais - via PROES -, e o saneamento das instituições particulares – via PROER –, a instituição do Plano Real e a perda de floating das instituições bancárias, são vetores para um processo que eliminou postos de trabalho, acentuou o processo de automação nos bancos, promoveu a terceirização de serviços dentro das agências e gradativamente se implantou um processo de intensificação da atividade bancária que, por sua vez, promoveu um largo processo de degradação das relações e da solidariedade entre os bancários, uma incidência maior de afastamentos derivados por lesões nervosas promovidas pelo esforço intenso no trabalho (LER) e as oriundas de distúrbios osteo-musculares (DORT), como aquelas derivadas de cunho psíquico relacionadas com o aspecto moral. A pesquisa verificou a identidade bancária subsumida nesse novo processo que, por sua vez, levou ao questionamento do bancário em seu próprio fazer e o produto de seu trabalho, verificado como um “fazer vazio” tendo em vista a dinâmica de dinheiro gerando dinheiro. Essa identidade passou por uma profunda reflexão quando é percebido que o ambiente de convívio não se pauta mais pela solidariedade, mas, pela competição, pelo cumprimento de metas e pelo mascaramento do sofrimento dentro do trabalho. Uma rotina vazia, sem um horizonte de perspectiva que o leva a negar o sofrimento alheio e que cria o isolamento social e o desenvolvimento de doenças psíquicas. Embora o objetivo não fosse detalhar casos particulares – por uma questão ética -, foi-se possível verificar que a intensificação do trabalho entre os bancários acentuou o número de ocorrências de afastamentos, ora dados por esforço excessivo, ora dados pela própria pressão por resultados. Quanto ao aspecto sindical, verificou-se uma mudança de perspectiva necessária para uma nova forma de ação em face à mutabilidade do capital que, por sua vez, buscou eliminar todas as formas de organização e cooperação entre os trabalhadores utilizando de armas e circunstâncias propícias para seu intento. Os sindicatos dos bancários e, em particular, o Sindicato dos Empregados dos Estabelecimentos Bancários – Brasília precisou reformular-se para enfrentar as novas armas do capital contra os trabalhadores bancários ainda que na promoção de uma forte reestruturação em suas organização, modos de ação e iniciativas de luta conjunta. Essa transformação, por sua vez, produziu uma nova forma de entender-se sindicato, da mesma forma que abriu-se à outras frentes de luta que, não somente aprofundada, em parte, para dinâmica da reestruturação produtiva e dos efeitos sobre o sindicalismo como um todo. Assim, muito além de um sindicalismo de resultados, destacou-se como um dos sindicatos a cerrarem fileiras contra a exploração do trabalhador, pela promoção e dignidade do trabalho e, principalmente, pela construção da cidadania como um direito universal estendido aos trabalhadores bancários. _______________________________________________________________________________________ ABSTRACT / The study examined the effects of restructuring of production in Brazil in the 1990s, with particular crop in the years 1997-1998 on the banking category and their union, as well as the consequences resulting from this process on the management of bank work and labor, on-unionism banking and health of the bank. There was a historical process of productive restructuring, its constitution and deployment in Brazil according to the Washington Consensus, the privatization process by selling public enterprises, reduction of state presence in the economy and the depth of this process in government Fernando Henrique Cardoso. The process of privatization of state banks - via PROES -, and sanitation of private institutions - via PROER - the institution of the Real Plan and the loss of floating banking institutions are vectors for a process that has eliminated jobs, accentuated the process automation in banks, promoted the outsourcing of services within agencies and is gradually implemented a process of intensification of banking which, in turn, promoted a large degradation of relations and solidarity between the bank, a higher incidence of absenteeism derivatives by nerve damage promoted by intense stress at work (RSI) and those from osteo-muscular disorders (MSDs), such as those derived from psychic imprint related to the moral aspect. The research analyzes the banking identity subsumed in this new process which, in turn, led to the questioning of the bank in his own doing and the product of their work, scanned as a "make void" in view of the dynamics of money generating money. This identity has undergone a profound reflection when it is realized that the convivial and not more towards the solidarity, but the competition for achieving targets and the disguise of suffering within the work. An empty routine, without a horizon perspective that leads to denying the suffering of others and establishing social isolation and the development of psychological disorders. Although the goal was not to detail particular cases - in an ethical question - was it possible to verify that the intensification of labor between the bank emphasized the number of occurrences of absences, sometimes given by overexertion, sometimes data due to pressure for results. As for the trade union aspect, there was a shift in perspective required for a new form of action against the mutability of capital which, in turn, sought to eliminate all forms of organization and cooperation among workers using weapons and circumstances conducive to their intent. The unions of the bank and, in particular, the Union of Bank Employees of Establishments - Brasilia needed redesign itself to face the new weapons of capital against bank employees even in promoting a strong restructuring in their organization, modes of action and initiatives of joint struggle. This transformation, in turn, produced a new form of union understood in the same way that opened up to the other fronts of struggle, not only thorough, in part, to the dynamic restructuring of production and the effects on trade unionism as a whole. Thus far beyond a unionism results, stood out as one of the unions united front against the exploitation of workers by promoting and dignity of work, and especially for the construction of citizenship as a universal right extended to bank employees.

Page generated in 0.1341 seconds