• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 15
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 16
  • 16
  • 8
  • 7
  • 7
  • 6
  • 5
  • 5
  • 5
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
1

As clausulas de finalidade

Dias, Nilza Barrozo 16 January 2002 (has links)
Orientador: Maria Luiza Braga / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-31T14:55:15Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Dias_NilzaBarrozo_D.pdf: 5293881 bytes, checksum: 6ef3491e6d202cf32763cbd3ff0927bb (MD5) Previous issue date: 2001 / Resumo: O presente trabalho compreende a investigação das cláusulas de finalidade em dados de língua falada e textos de língua escrita, numa abordagem funcional- discursiva. A cláusula de finalidade codifica um objetivo, cuja execução demanda um movimento de X a Y no mundo das intenções, que pode ser simultâneo ao deslocamento no mundo fisico. Os.tipos de cláusulas de finalidade propostos - hipotática canônica (com o subtipo delimitadora de resultado) e hipotática discursiva; cláusulas de fmalidade parentética e de adendo - surgiram a partir de análise de amostras dos corpora. A forma não-marcada é PARA+INF, que ocorre preferencialmente na posição posposta à cláusula núcleo. As posições anteposta, medial e intercalada correspondem às formas marcadas,sendo a primeiramais recorrentena língua escrita e a segunda,na fala. A alteração dessas posições acarreta alteração do valor discursivo. As cláusulas hipotáticas codificam um sujeito preferencialmente correferencial ao sujeito da núcleo, sendo este sujeito normalmente agentivo. A cláusula núcleo é codificada com a estrutura nãomarcada SVO, cujo sujeito é representado por SN pleno na escrita e por SN pronome e morfologia verbal, na fala. As cláusulas de adendo e parentéticas têm como escopo o próprio ato de fala que ajudama constituir.As de adendoocorremapós uma resposta polar, ou como informação adicional em longos turnos de fala. As parentéticas representam a introjeção do locutor no próprio texto, o que acarreta a manifestação de dados do processo discursivo nos enunciados de finalidade / Abstract: This investigation deals with the analyses of purpose clauses in spoken and written data, in functional linguistics. The purpose clauses codify a goal, whose execution manifests the movement :from X to Y in the intention world that can realize in the physical word simultaneously. The purpose clauses which come up from the data are the canonical and discursive hypothetical clauses; the afterthought and parenthetic purpose clauses. The non-marked form is TO + INF, that realize in the final position em relation to main clauses. The initial, medial and intercalated positions correspond to the non-marked forms; the first is more common in written language and the second, in spoken language. The alteration in the positions let us to change the discursive value. The hypothetical clauses codify a subject, which is coreferential to the subject of main clauses. This subject plays an agentive role. The main clause is structured with SVO, whose subject is expressed by SP noun in the writlen language and by SP pronoun or verbal affix in the spoken language. The afterthought and parenthetic clauses have as scope the speech act that they help to realize.The afterthought occurs after a polar answer or as additional information in long talk turns. The parenthetic represents the introduction of the speaker in his own text and this attitude represents the manifestation of discursive processes on the purpose enunciation / Doutorado / Doutor em Linguística
2

Tipologias textuais : um estudo, em escola de 1o. grau (5a. a 8a. serie), sobre formas de sua aquisição e de estrategias em seu uso / Textual typologies : a study of strategies of use and acquism on in public school (5th to 8th grade)

Mello, Cecilia Vaz Pupo de 13 March 1996 (has links)
Orientador: Raquel Salek Fiad / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-21T01:24:39Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Mello_CeciliaVazPupode_M.pdf: 28145717 bytes, checksum: 2cfcf838352a01e098de537dc9c30d9a (MD5) Previous issue date: 1996 / Resumo: Esta dissertação apresenta resultados de uma pesquisa sobre a aquisição de novas tipologias textuais, pelo aluno de escola pública de 10 grau (53 a 83 série), dentro do campo dos problemas de ensino/aprendizagem de língua materna e as implicações dessa aquisição de tipologias na manutenção/alteração do papel social tanto do professor como de seus alunos. Este trabalho é constituído por um estudo longitudinal (de 53 à 83 série) da aquisição do texto narrativo, e pontual da aquisição do texto dissertativo em sua fase inicial (73 série para o texto dissertativo expositivo e 83 série, para o texto dissertativo argumentativo); no estudo, procura-se identificar as condições necessárias para a produção do texto dissertativo; a partir da participação em diálogos sobre temas de maior abrangência que aqueles comuns no cotidiano do aluno. Procurando constatar o conhecimento encicplopédico do aluno, procedeu-se à identificação do tipo de informações, dentre as muitas disponiveis nos textos estudados em sala de aula, que foram incorporadas a seu texto dissertativo, e o modo como se deu esta incorporação. A intenção dessa análise é verificar a possibilidade de interferência desse trabalho desenvolvido na escola na manutenção/alteração do já construído na consciência sociaVindividual do aluno. As produções de texto oriundas de atividades desenvolvidas na escola, orientadas por uma concepção de linguagem como forma de interação (concepção sócio-interacionista de linguagem) constituem a parte mais significativa do "corpus"desta pesquisa / Abstract: This dissertation, elaborated within a social-interactionist conception of language, presents the results of research on the acquisition of new textual typologies by public Junior High School students (5th to 8th grade). It deals with problems offirst language teaching and learning and the implications ofthe acquisition ofthese typologies on maintaining or modifYing teacher's as well as the students' social roles. A logitudinal study ofthe acquisition ofthe written narrative compositions (from 5th to 8th grades) and the impact of the introduction of written dissertative texts in the beginning of 7th and 8th grades is presented. I tried to identify the necessary conditions for the production of written dissertative compositions and observed how texts produced by 7th and 8th graders dialogued with other texts dealing with themes broader than those "common" to the students' daily experiences. Trying to discover the degree and content of the students' enciclopedic knowledge, we looked at the types of information (among that present in texts read in the classroom) which the students brought to their own dissertative compositions and how they did it. My intenÍion was to verifY the possibility of interfering, through teaching actions, on the already constructed social/individual conscience of the students / Mestrado / Ensino-Aprendizagem de Lingua Materna / Mestre em Linguística Aplicada
3

Relações entre tempo e evidencialidade nas línguas indígenas do Brasil : um estudo tipológico-funcional /

Kapp, Aline Maria Miguel. January 2013 (has links)
Orientador: Marize Mattos Dall'Aglio Hattnher / Banca: Kristine Sue Stenzel / Banca: Gisele Cássia de Sousa / Resumo: Considerando a evidencialidade como a expressão da fonte da informação contida em um enunciado, o objetivo deste trabalho é verificar quais são as relações que os subtipos evidenciais gramaticais estabelecem com a categoria de tempo. Tomando como embasamento teórico-metodológico a Gramática Discursivo-Funcional (GDF), investigamos um conjunto de 23 línguas indígenas do Brasil em que evidencialidade e tempo são categorias obrigatórias, já que, nessas línguas, observa-se uma interessante inter-relação entre as categorias de tempo e evidencialidade. Os subtipos evidenciais foram classificados segundo a tipologia proposta por Hengeveld e Dall'Aglio Hattnher (2012), que identifica evidencialidade de percepção de evento, dedutiva, inferencial e reportativa. Em relação à ocorrência dos subtipos evidenciais, a reportatividade e a percepção de evento foram os mais usuais, seguidos pela dedução e, posteriormente, pela inferência. No que concerne à expressão do tempo, grande parte das línguas indígenas do corpus divide o tempo em passado, presente e futuro, havendo ainda algumas línguas que expressam uma divisão binária, como a oposição passado/não-passado e futuro/não-futuro. Além dessas distinções, a divisão temporal envolve também a distinção entre os graus de distância (imediato, recente, remoto, distante) entre os eventos e um ponto de referência, normalmente representado pelo momento presente. No que se refere às relações entre as categorias em análise, embora as línguas do corpus tenham mostrado sistemas bastante variados, foi possível estabelecer algumas regularidades: i) os evidenciais ocorrem com maior frequência nos tempos passado e presente, especialmente com o primeiro, sendo sua expressão no futuro bastante rara; ii) o evidencial de percepção de evento ocorre praticamente... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Considering the expression of evidentiality as the source of information contained in a statement, the aim of this study is to determine what are the relations that the grammatical evidential subtypes establish with the tense category. Based on the Functional Discourse Grammar (FDG) theoretical-methodological approach, we investigated a number of 23 indigenous languages from Brazil where evidentiality and tense are mandatory categories, since in those languages there is an interesting interplay between the categories of tense and evidentiality. The evidential subtypes were classified according to the typology proposed by Hengeveld and Dall'Aglio-Hattnher (2012) that identifies the following subtypes: event perception, deduction, inference and reportative evidentiality. In relation to the occurrence of evidential subtypes, reportativity and event perception were the most common, followed by deduction and later by inference. Regarding the expression on tense, a great amount of the indigenous languages from the corpus divides tense into past, present and future, existing still some languages that express a binary division, as the opposition past/nonpast and future/nonfuture. In addition to these distinctions, the division also involves the temporal distinction between remoteness (immediate, recent, remote, distant) between the events and a reference point, usually represented by the present moment. Regarding the relations between the categories under analysis, although the languages of the corpus have shown systems with wide variation, it was possible to establish some regularities: i) the evidential occurs more frequently in past and present tenses, especially the former, and its expression is quite rare in the future, ii) the evidential event perception occurs almost with the same regularity in the... (Complete abstract click electronic access below) / Mestre
4

Aspectos da gramatica Ikpeng (Karib)

Pacheco, Frantome Bezerra 10 January 1997 (has links)
Orientador: Lucy Seki / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-07-21T23:25:30Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Pacheco_FrantomeBezerra_M.pdf: 2262250 bytes, checksum: 2f3a92f79504cf130b4e35b8b17e0244 (MD5) Previous issue date: 1997 / Resumo: Esta dissertação visa oferecer uma descrição preliminar de alguns aspectos da gramática da língua Ikpeng, falada na parte central do Parque Indigena do Xingu por duzentas e quinze pessoas. Mostrará quais as classes de palavras encontradas em Ikpeng, como se organizam as orações independentes e a oração causativizada, bem como as estratégias de relativização e marcação do núcleo nominal dentro da oração relativa / Abstract: This dissertation aims to present a preliminary description of some aspects of Ikpeng's grammar. The language is spoken in the central area of the Xingu Reservation (Parque Indígena do Xingu) by a community of two hundred fifteen members. The work presents the parts of speech found in Ikpeng, the organization of independent and causative clauses, as well as some strategies for relativization and marking of the noun head inside the relative clause / Mestrado / Mestre em Linguística
5

A ação educativa na perspectiva da teoria do agir comunicativo de Jurgen Habermas : uma abordagem reflexiva

Longhi, Armindo Jose 23 February 2005 (has links)
Orientador: Pedro Laudinor Goergen / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas. Faculdade de Educação / Made available in DSpace on 2018-08-04T16:21:32Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Longhi_ArmindoJose_D.pdf: 948708 bytes, checksum: 33dc15e56ec6069a41d2775148c8f3ff (MD5) Previous issue date: 2005 / Resumo: O presente trabalho pretende examinar a ação educativa na perspectiva da teoria do agir comunicativo e tem como objetivo identificar o tipo de ação produzida pela interação professor-aluno no contexto da instituição escolar. O estudo é resultado de uma pesquisa bibliográfica e o referencial teórico é a obra de Jürgen Habermas. Busca analisar o conceito de agir comunicativo sob o aspecto da linguagem e do discurso. Define competência comunicativa. Analisa a linguagem como o meio gerador do agir comunicativo, o entendimento como o meio gerador do consenso e as pretensões de validade. Explicita o conceito de discurso e a sua legitimidade é obtida mediante o uso de regras procedimentais. Pretende aplicar o referencial teórico na análise da ação educativa. Busca localizar simbolicamente a instuição escolar na inter-relação entre os conceitos de sistema e mundo da vida. Apresenta uma tipologia das ações educativas realizadas nas instituições sociais. Descreve os contextos de interação das relações funcionais, das interações entre os membros adultos da instituição escolar, das interações entre adultos e alunos, e das interações entre os próprios alunos. Expõem as relações entre os tipos de ações realizadas na escola e o saber neles materializado, a forma de argumentação utilizada, o modelo de racionalidade existente e o modo como se manifestam nos contextos educacionais. O agir comunicativo comprende aquelas ações orientadas para o entendimento e o agente é o sujeito competente lingüisticamente para agir na busca do consenso. A ação educativa compreende as ações intencionais cuja finalidade (imediata ou futura) é a formação do aluno, segundo os critérios de uma teoria crítica da educação e os agentes são os profissionais integrantes da comunidade escolar. A interação professor-aluno é assimétrica e deve estar intencionalmente orientada para a formação do aluno. A escola, entendida como um contexto social e historicamente determinado, por um lado, cumpre a função sistêmica quando realiza ações orientadas para o produto e, por outro, cumpre a função simbólica quando realiza ações orientadas para o entendimento / Abstract: The present work intends to examine the educational action in the perspective of the theory of acting talkative having as objective to identify the kind of action produced by the interaction teacher-student in the context of the teaching institution. The study is the result of a bibliographical research and the theoretical referencial is based on Jürgen Habermas work. It looks for to analyze the concept of acting talkative on the aspect of the language and of the speech. It defines talkative competence. It analyzes the language as the generator way of the acting talkative, the understanding as the generator way of the consent and the validity pretenses. It explicit the speech concept and its legitimacy is obtained with of the use of proceeding rules. It intends to apply the theoretical referencial in the analysis of the educational action. It looks for to locate by symbols the school institution in the interrelation between the concepts system and world of the life. It presents a typology of the educational actions accomplished in the social institutions. It describes the contexts of interaction of the functional relationships, of the interactions among the adult members of the school institution, of the interactions among adults and students, and of the interactions among the own students. It exposes the relationships among the types of actions accomplished in the school and the knowledge in them materialized, the way of argumentation used, the model of existent rationality and the way as they show in the educational contexts. It acting talkative comprehends those actions guided for the understanding and the agent is linguistically the competent subject to act in the search of the consent. The educational action embraces the intentional actions whose purpose (immediate or future) is the student's formation, according to the criteria of a critical theory of the education and the agents are the school community's professionals members. The interaction teacher-student is asymmetric and must be intentionally guided to the student's formation. The school, understood as a social and historically determinated context, on one side, executes the systemic function when it accomplishes actions guided for the product and, for other side, it executes the symbolic function when it accomplishes actions guided for the understanding / Doutorado / Historia, Filosofia e Educação / Doutor em Educação
6

Relações entre tempo e evidencialidade nas línguas indígenas do Brasil: um estudo tipológico-funcional

Kapp, Aline Maria Miguel [UNESP] 03 January 2013 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2013-01-03Bitstream added on 2014-06-13T20:48:41Z : No. of bitstreams: 1 kapp_amm_me_sjrp.pdf: 548752 bytes, checksum: 6a66553aefc6484bef435967781c20ba (MD5) / Considerando a evidencialidade como a expressão da fonte da informação contida em um enunciado, o objetivo deste trabalho é verificar quais são as relações que os subtipos evidenciais gramaticais estabelecem com a categoria de tempo. Tomando como embasamento teórico-metodológico a Gramática Discursivo-Funcional (GDF), investigamos um conjunto de 23 línguas indígenas do Brasil em que evidencialidade e tempo são categorias obrigatórias, já que, nessas línguas, observa-se uma interessante inter-relação entre as categorias de tempo e evidencialidade. Os subtipos evidenciais foram classificados segundo a tipologia proposta por Hengeveld e Dall’Aglio Hattnher (2012), que identifica evidencialidade de percepção de evento, dedutiva, inferencial e reportativa. Em relação à ocorrência dos subtipos evidenciais, a reportatividade e a percepção de evento foram os mais usuais, seguidos pela dedução e, posteriormente, pela inferência. No que concerne à expressão do tempo, grande parte das línguas indígenas do corpus divide o tempo em passado, presente e futuro, havendo ainda algumas línguas que expressam uma divisão binária, como a oposição passado/não-passado e futuro/não-futuro. Além dessas distinções, a divisão temporal envolve também a distinção entre os graus de distância (imediato, recente, remoto, distante) entre os eventos e um ponto de referência, normalmente representado pelo momento presente. No que se refere às relações entre as categorias em análise, embora as línguas do corpus tenham mostrado sistemas bastante variados, foi possível estabelecer algumas regularidades: i) os evidenciais ocorrem com maior frequência nos tempos passado e presente, especialmente com o primeiro, sendo sua expressão no futuro bastante rara; ii) o evidencial de percepção de evento ocorre praticamente... / Considering the expression of evidentiality as the source of information contained in a statement, the aim of this study is to determine what are the relations that the grammatical evidential subtypes establish with the tense category. Based on the Functional Discourse Grammar (FDG) theoretical-methodological approach, we investigated a number of 23 indigenous languages from Brazil where evidentiality and tense are mandatory categories, since in those languages there is an interesting interplay between the categories of tense and evidentiality. The evidential subtypes were classified according to the typology proposed by Hengeveld and Dall'Aglio-Hattnher (2012) that identifies the following subtypes: event perception, deduction, inference and reportative evidentiality. In relation to the occurrence of evidential subtypes, reportativity and event perception were the most common, followed by deduction and later by inference. Regarding the expression on tense, a great amount of the indigenous languages from the corpus divides tense into past, present and future, existing still some languages that express a binary division, as the opposition past/nonpast and future/nonfuture. In addition to these distinctions, the division also involves the temporal distinction between remoteness (immediate, recent, remote, distant) between the events and a reference point, usually represented by the present moment. Regarding the relations between the categories under analysis, although the languages of the corpus have shown systems with wide variation, it was possible to establish some regularities: i) the evidential occurs more frequently in past and present tenses, especially the former, and its expression is quite rare in the future, ii) the evidential event perception occurs almost with the same regularity in the... (Complete abstract click electronic access below)
7

Estudo morfossintático da língua Deni (Arawá) /

Carvalho, Mateus Cruz Maciel de. January 2017 (has links)
Orientador(a): Cristina Martins Fargetti / Banca: Alexandra Yurievna Aikhenvald / Banca: Angel Humberto Corbera Mori / Banca: Luiz Carlos Cagliari / Angélica Teresinha Carmo Rodrigues / Resumo: A língua Deni é classificada como pertencente à família linguística Arawá e é falada por uma população de aproximadamente 1.600 pessoas que se distribuem em dez aldeais, sendo sete às margens do rio Cuniuá e três às margens do rio Xeruã, todas localizadas no estado do Amazonas, Brasil. Esta tese inclui análises de questões relacionadas à morfologia e sintaxe dessa língua brasileira pouco estudada. As análises realizadas aqui são baseadas na perspectiva tipológico-funcional cujos princípios podem ser encontrados na Teoria Linguística Básica em Dixon (2010a,b; 2012) e Aikhenvald (2015). Os dados apresentados aqui foram coletados em cinco trabalhos de campo realizados junto a falantes nativos, metodologia amplamente adotada no trabalho com línguas pouco conhecidas. Os resultados apresentados aqui apontam para um sistema fonológico composto por vinte fonemas dos quais dezesseis são consonantais e quatro são vocálicos. Esses fonemas ocorrem em um template silábico (C)V para o qual a única restrição fonotática identificada foi a sílaba /vu/. A prosódia apresenta também restrição, em que a sílaba mais à direita da palavra fonológica recebe o acento principal. As classes maiores de palavras são nomes e verbos, enquanto as classes menores são adjetivos, advérbios, pronomes e demonstrativos, quantificadores e numerais, locacionais, posposições, conectivos e partículas, interrogativos e interjeições. Enquanto os nomes podem receber pouca marção morfológica em Deni, a morfologia verbal é... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Abstract: Deni language is classified as belonging to the Arawá linguistic family and it is spoken by about 1.600 people who are distributed in tem villages, seven non the banks of the Cuniuá river and three on the banks of Xeruã river, all located in Amazonas state, Brazil. This thesis includes analysis of matters related to morphology and syntax of the poorly-studied Brazilian language. The analysis carried out here are based on the typological-functional perspective whose principles are found on the Basic Linguistic Theory in Dixon (2010a,b; 2012) and Aikhenvald (2015). The data presented here were obtained in five field trips accomplished together with native speakers, methodology that is widely adopted in working with poorly-known languages. The results reached here point to a phonological system composed by twenty phonemes of which sixteen are consonants and four are vowels. These phonemes occur in a syllabic template (C)V for which the only restriction identified is the syllable /vu/. The prosody also includes constraint, in which only the last syllable more to the right receives the main stress of the phonological word. The major word classes are nouns and verbs, whilst the minor word classes are adjectives, adverbs, pronouns and demonstratives, quantifiers and numerals, locationals, postpositions, connectives and particles, interrogatives, and interjections. Whereas the nouns can receive few morphological markings in Deni, the verb morphology is synthetic, that is, many morphe... (Complete abstract click electronic access below) / Doutor
8

Pronomes pessoais e marcadores de pessoas nas línguas ameríndias / Personal pronouns and person markers in amerindian languages

Viola, Eduardo Vidal, 1977- 27 August 2018 (has links)
Orientador: Angel Humberto Corbera Mori / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem / Made available in DSpace on 2018-08-27T17:19:21Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Viola_EduardoVidal_M.pdf: 1040357 bytes, checksum: 8d38207c5ce6cab001a3a16b71f0a2f3 (MD5) Previous issue date: 2015 / Resumo: A presente dissertação apresenta uma análise do sistema de pronomes pessoais de um conjunto composto por cem línguas indígenas da América do Sul. Para esse trabalho foram reunidas línguas de diferentes troncos e famílias linguísticas faladas no continente, bem como algumas línguas isoladas. O trabalho é dividido em duas partes principais. Na primeira parte são apresentados dados teóricos acerca dos pronomes pessoais, como a sua definição, distinção entre pronomes pessoais livre, clíticos e afixos pessoais, os diversos parâmetros de marcação das categorias de pessoa, número e gênero, bem como outros fatos relevantes sobre esses pronomes. A última parte do trabalho apresenta uma análise tipológica comparativa do sistema de pronomes pessoais do conjunto de línguas indígenas que foram estudadas para esse trabalho / Abstract: This dissertation analyses the system of the personal pronouns in a set of one hundred indigenous languages of South America. For this work it was reunited languages of different families spoken in South America, as well some isolated languages. This work is divided in two main parts; in the first part we present some theoretical aspects about the personal pronouns, like its definition, distinction between free and bound pronouns, the various parameters of marking the category of person, number and gender, as well as other relevant facts about the personal pronouns. In the last part we present a comparative typological analysis of the personal pronouns system composed by the indigenous languages that were studied for this work / Mestrado / Linguistica / Mestre em Linguística
9

Acessibilidade semântica nas construções relativas em línguas indígenas brasileiras: um estudo tipológico-funcional

Oliveira, Gabriela Maria de [UNESP] 28 July 2011 (has links) (PDF)
Made available in DSpace on 2014-06-11T19:22:19Z (GMT). No. of bitstreams: 0 Previous issue date: 2011-07-28Bitstream added on 2014-06-13T19:27:29Z : No. of bitstreams: 1 oliveira_gm_me_sjrp.pdf: 694678 bytes, checksum: d0b469f7cacf82b729e428d0d985aa22 (MD5) / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) / O objetivo deste trabalho é investigar a atuação de restrições de ordem semântica ao lado das de ordem sintática para a determinação do processo de formação de orações relativas, em busca de evidências que confirmem a revisão da Hierarquia de Acessibilidade (HA) de Keenan e Comrie (1977) proposta por Dik (1997). As críticas à HA de Keenan e Comrie (1977) dizem respeito tanto a razões empíricas – pelo fato de que em algumas línguas não há nenhuma forma de se construir orações relativas; quanto a razões teóricas – pelo fato de as funções sintáticas não serem relevantes para todas as línguas do mundo. O corpus deste trabalho é composto por 30 línguas indígenas brasileiras e conta com descrições previamente feitas, como gramáticas, teses e outros tipos de manuais descritivos. Os dados coletados por este trabalho confirmam a hipótese de que é necessária uma revisão da HA. As lacunas na HA dizem respeito, principalmente, à função de Objeto Indireto. Para várias das línguas investigadas, essa função sintática não está acessível à relativização, mas outras funções, mais baixas na hierarquia do que essa, podem ser relativizadas, contrariando a HA de Keenan e Comrie (1977). Ao se analisarem as funções semânticas relativizadas, concluiu-se que as funções de Recipiente, Locativo e Tempo têm o mesmo estatuto nas línguas, hipótese confirmada pela teoria da Gramática Discursivo-Funcional. Em consequência disso, propomos neste trabalho uma outra hierarquia, baseada em critérios sintáticos e semânticos. Além disso, a nominalização desponta, neste trabalho, como a estratégia de relativização mais recorrente, apesar de não ser aceita como estratégia legítima para alguns autores de orientação formalista / This study aims at investigating the role of semantic and syntactic constraints to determine the process of relative clauses formation, in search of evidence that confirms the revision of the Accessibility Hierarchy (AH), by Keenan and Comrie (1977), proposed by Dik (1997). The criticism to the HA, by Keenan and Comrie (1977), concern both empirical reasons (the fact that there are languages that do not have any type of relative construction) and theoretical reasons (the fact that the authors take syntactic categories as universal without mentioning any theory that defines them and without taking into account that there are languages for which these functions are not relevant). The corpus of this work consists of 30 Brazilian indigenous languages and includes descriptions made previously, such as grammar books, theses and other types of descriptive manuals. Data collected by this study confirm the hypothesis that a review is needed for AH. Gaps in the AH relate mainly to the function of Indirect Object. For many languages, such function is not accessible to relativization, but other functions, lower in the hierarchy, can be relativized. When analyzing the relativized semantic functions, it was concluded that the semantic functions of Recipient, Locative and Time have the same status in the languages, a hypothesis that is also confirmed by the theory of Functional Discourse Grammar. In addition, in this study, nominalization happens to be the most recurrent strategy of relativization, although it is not accepted as a legitimate strategy for some more formalistic authors
10

Acessibilidade semântica nas construções relativas em línguas indígenas brasileiras : um estudo tipológico-funcional /

Oliveira, Gabriela. January 2011 (has links)
Orientador: Roberto Gomes Camacho / Banca: Angel Humberto Cobera Mori / Banca: Giseli Cássia de Sousa / Resumo: O objetivo deste trabalho é investigar a atuação de restrições de ordem semântica ao lado das de ordem sintática para a determinação do processo de formação de orações relativas, em busca de evidências que confirmem a revisão da Hierarquia de Acessibilidade (HA) de Keenan e Comrie (1977) proposta por Dik (1997). As críticas à HA de Keenan e Comrie (1977) dizem respeito tanto a razões empíricas - pelo fato de que em algumas línguas não há nenhuma forma de se construir orações relativas; quanto a razões teóricas - pelo fato de as funções sintáticas não serem relevantes para todas as línguas do mundo. O corpus deste trabalho é composto por 30 línguas indígenas brasileiras e conta com descrições previamente feitas, como gramáticas, teses e outros tipos de manuais descritivos. Os dados coletados por este trabalho confirmam a hipótese de que é necessária uma revisão da HA. As lacunas na HA dizem respeito, principalmente, à função de Objeto Indireto. Para várias das línguas investigadas, essa função sintática não está acessível à relativização, mas outras funções, mais baixas na hierarquia do que essa, podem ser relativizadas, contrariando a HA de Keenan e Comrie (1977). Ao se analisarem as funções semânticas relativizadas, concluiu-se que as funções de Recipiente, Locativo e Tempo têm o mesmo estatuto nas línguas, hipótese confirmada pela teoria da Gramática Discursivo-Funcional. Em consequência disso, propomos neste trabalho uma outra hierarquia, baseada em critérios sintáticos e semânticos. Além disso, a nominalização desponta, neste trabalho, como a estratégia de relativização mais recorrente, apesar de não ser aceita como estratégia legítima para alguns autores de orientação formalista / Abstract: This study aims at investigating the role of semantic and syntactic constraints to determine the process of relative clauses formation, in search of evidence that confirms the revision of the Accessibility Hierarchy (AH), by Keenan and Comrie (1977), proposed by Dik (1997). The criticism to the HA, by Keenan and Comrie (1977), concern both empirical reasons (the fact that there are languages that do not have any type of relative construction) and theoretical reasons (the fact that the authors take syntactic categories as universal without mentioning any theory that defines them and without taking into account that there are languages for which these functions are not relevant). The corpus of this work consists of 30 Brazilian indigenous languages and includes descriptions made previously, such as grammar books, theses and other types of descriptive manuals. Data collected by this study confirm the hypothesis that a review is needed for AH. Gaps in the AH relate mainly to the function of Indirect Object. For many languages, such function is not accessible to relativization, but other functions, lower in the hierarchy, can be relativized. When analyzing the relativized semantic functions, it was concluded that the semantic functions of Recipient, Locative and Time have the same status in the languages, a hypothesis that is also confirmed by the theory of Functional Discourse Grammar. In addition, in this study, nominalization happens to be the most recurrent strategy of relativization, although it is not accepted as a legitimate strategy for some more formalistic authors / Mestre

Page generated in 0.1772 seconds