• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 975
  • 16
  • 16
  • 15
  • 15
  • 11
  • 9
  • 3
  • 3
  • 3
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 994
  • 994
  • 577
  • 427
  • 417
  • 290
  • 177
  • 138
  • 122
  • 105
  • 99
  • 85
  • 71
  • 70
  • 65
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Intercalação de polianilina em composto lamelar e suas propriedades eletro - efotoeltroquimica

Maia, Daltamir Justino 24 July 2018 (has links)
Orientador: Marco-Aurelio De Paoli / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-24T10:17:49Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Maia_DaltamirJustino_D.pdf: 4144300 bytes, checksum: 92f4f923241aef42022f45bc10fd6bab (MD5) Previous issue date: 1998 / Doutorado
42

Intima da aorta de coelho em areas predispostas a aterosclerose : estudo morfologico qualitativo em microscopia optica e eletronica

Andrade, Liliana Aparecida Lucci de Angelo, 1951- 30 June 1986 (has links)
Orientador : Jose Lopes de Faria / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-14T02:53:44Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Andrade_LilianaAparecidaLuccideAngelo_D.pdf: 7540103 bytes, checksum: 0b1cf1e5a7f3dc486673343840360669 (MD5) Previous issue date: 1986 / Resumo: No estudo da aterosclerose inúmeros trabalhos na literatura têm contribuído para o entendimento desta doença de âmbito mundial, freqüente e de grande complexidade. O conhecimento aspectos morfológicos normais das diferentes artérias e de dos seus segmentos é imprescindível para podermos separar as variações fisiológicas daquelas realmente patológicas. Baseando-se nos resultados anteriores do trabalho de Lopes de Faria e Faria (1971) que encontraram os primeiros depósitos lipídicos na curvatura menor do arco aórtico, em coelhos submetidos a leve hipercolesterolemia de curta duração, o objetivo do presente trabalho foi estudar aspectos morfológicos da íntima da aorta de coelhos adultos os normais, na referida região, comparando-os com a íntima da curvatura maior do arco aórtico, que serviu como controle. Procuramos investigar se existiria algum dado morfológico local, no coelho normal, em nível de microscopia óptica e de eletrônica, que pudesse ser responsável por este deposito precoce e localizado. Foram estuda dos 10 coelhos adultos, da raça Nova Zelândia, machos, com 5 a 6 meses de idade. Destes, 7 receberam injeção intra-venosa do corante azul de Evans, cerca de 3 horas antes do processo de fixação por perfusão. Com esta coloração correlacionamos as áreas de maior permeabilidade (áreas azuis) no arco, com os dados morfológicos . Os nossos resultados mostraram uma coloração azulada difusa e mal delimitada da Intima, localizada preferencialmente na aorta ascendente (em 5 dos 7 animais) e na curvatura menor do arco aortico (em 3 dos 7 animais). Os achados de microscopia óptica demonstraram a dificuldade para se delimitar a camada íntima da média neste segmento da aorta / Abstract: Not informed / Doutorado / Anatomia Patologica / Doutor em Ciências Médicas
43

Estudo patogenio da nefropatia em ratos inoculados com trypanosoma cruzi

Castro, Antonio Carlos Leitão Campos 14 July 2018 (has links)
Orientador : Walter August Hadler / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Ciencias Medicas / Made available in DSpace on 2018-07-14T07:38:51Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Castro_AntonioCarlosLeitaoCampos_D.pdf: 1651369 bytes, checksum: f7afe4f3976769b06679d51403d11928 (MD5) Previous issue date: 1976 / Sem resumo. / Doutorado / Doutor em Ciências Médicas
44

Aspectos histopatologicos e bioquimicos do loxoscelismo

Veiga, Silvio Sanches 03 August 2018 (has links)
Tese (livre-docencia) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-03T15:45:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Veiga_SilvioSanches_LD.pdf: 7265964 bytes, checksum: 53250cadbdce284af35f9b30f44d1b69 (MD5) Previous issue date: 2002 / Resumo: As aranhas marrons (gênero Loxoscefes) são de grande importância médica, com os acidentes (Loxoscelismo) ocorrendo por todo o mundo. As atividades biológicas do veneno da aranha marrom usualmente incluem lesões dermonecróticas no local da picada, acompanhadas de hemólise, hemorragia e insuficiência renal. Neste trabalho, nós descrevemos a histologia da glândula produtora de veneno da L. intermédia (espécie que prevalece em Curitiba) através de métodos citoquímicos e imunohistoquímicos, microscopia eletrônica de transmissão e de varredura. A organização da glândula se assemelha à arquitetura geral das glândulas produtoras de veneno das aranhas. Nós observamos que as glândulas da L. intermédia possuem duas camadas de musculatura estriada, uma camada externa e uma interna em contato direto com uma estrutura semelhante ã membrana basal, separando a região muscular das células epiteliais. As células musculares são multinucleadas, com núcleos localizados na periferia celular e com seus citoplasmas ricos em retículo endoplasmático liso e miofibrilas. Utilizando microscopia eletrônica de varredura, nós mostarmos que as células musculares da camada externa têm morfologia ramificada. As células epiteliais têm retículo endoplasmático rugoso acentuado, coleções mitocondriais, complexo de Golgi evidente, ínterdigitações de membranas e vesículas secretoras contendo o veneno, sendo este uma mistura complexa de proteínas. Em outra investigação, através de eletroforese de poliacrilamida gradiente linear 3-20% na presença de dodecil sulfato de sódio e coloração monocromática pela prata, fomos capazes de mostrar que o veneno de L. intermédia é uma mistura complexa de proteínas que variam entre 5 a 850 kDa. O tratamento do veneno com tripsina ativa duas moléculas gelatinolíticas com 85 kDa e 95 kDa de massa molecular. Experimentos utilizando inibidores de proteases confirmaram que somente inibidores de serino-proteases foram eficientes no bloqueio da atividade proteolítica destas enzimas. Essas enzimas apresentam pH ótimo entre 7,0 e 8,0. A análise da especificidade funcional dos substratos dessas enzimas...Observação: O resumo, na íntegra poderá ser visualizado no texto completo da tese digital / Abstract: The brown spider, genus Loxoscetes, is becoming of great medical importance, with envenomation (Loxoscelism) occurring throughout the world. The biological activities of the brown spider venom usually include dermonecrotic lesions at the bite site accompanied by hemolytic and hemorrhagic effects and also by renal failure. We described the histology of the venom gland of L intermedia using immunohistochemical and staining methods, by transmission electron microscopy and by scanning electron microscopy. The organization of the venom gland of L. intermedia follows the general architecture of spiders venom glands. We observed that the venom glands present two layers of striated muscle fibers, an external layer and an internal layer in touch with a basement membrane structure and a fibrillar collagen matrix separating the muscular region from epithelial cells. Muscle cells are multinucleated, with nuclei peripherally placed and their cytoplasm rich in sarcoplasmic reticulum, myofibrils and continuous Z lines. By using scanning electron microscopy we can detect muscular cells from external layer as branching cells. Epithelial cells have their cytosol extremely rich in rough endoplasmic reticulum, mitochondria collection, Golgi apparatus, interdigitating membranes and secretory vesicles that ultimately accumulate the venom, a complex protein mixture. In the present investigation, when we submitted L. intermedia venom to linear gradient 3-20% SDS-PAGE stained by a monochromatic silver method we detected a heterogeneous protein profile in molecular weight, ranging from 850 kDa to 5 kDa. In an attempt to detect zymogen molecules of proteolytic enzymes, venom aliquots were treated with several exogenous proteases. Among them, trypsin activated two gelatinolytic molecules of 85 kDa and 95 kDa in the venom. In experiments of hydrolysis inactivation using different protease inhibitors for four major class of proteases, we detected that only serine-type protease inhibitors were able to inactivate the 85 kDa and 95 kDa enzymes in the venom. An examination of the 85 kDa and 95 kDa gelatinolytic activities as a function of pH showed that these proteases had no apparent activities at pH below 5.0 and higher ...Note: The complete abstract is available with the full electronic digital thesis or dissertations / Tese (livre-docencia) - Univer / Livre-Docente em Odontologia
45

Virus do enrolamento da folha da videira no Brasil : caracterização atraves de estudos serologicos e de microscopia eletronica

Scagliusi, Sandra Maria Mansur 31 July 1995 (has links)
Orientador: Jorge Vega / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas. Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-20T18:44:06Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Scagliusi_SandraMariaMansur_M.pdf: 9937858 bytes, checksum: d6a4ace430ba8b53884c9790fac917a1 (MD5) Previous issue date: 1995 / Resumo: Este trabalho teve como objetivo contribuir a um melhor conhecimento da moléstia do Enrolamento da Folha da Videira (EFV) presente no Brasil, e em todos os países vitícolas. Diversas evidências indicam a etiologia viral do EFV, entre elas a capacidade de transmissão por enxertia e a sensibilidade do patógeno à termoterapia. Além dessas características, diferentes partículas de vírus (alongadas e isométricas) têm sido isoladas de plantas de videira afetadas pelo EFV. o método aceito para diagnosticar a moléstia, consiste na enxertia do material a ser testado em variedades indicadoras para o enrolamento da folha, porém a leitura confiável dos sintomas induzidos na planta indicadora é realizada num período de 2-3 anos após a enxertia. Usando técnicas ligadas à serologia, pode-se melhorar as condições para o diagnóstico deste vírus, por testes mais rápidos que os de indexação por enxertia em variedades indicadoras. Durante o desenvolvimento deste trabalho, observou-se através de testes de microscopia eletrônica, uma maior concentração do vírus em tecido caloso de videira, obtido in vitro, em relação à concentração encontrada nas folhas e hastes da própria planta. A fim de se obter dados que contribuíssem para um melhor conhecimento da moléstia do EFV presente no Brasil e facilitar as condições de diagnóstico, foram estudados os seguintes aspectos: 1) possibilidade do uso de tecido caloso obtido in vitro a partir de tecidos de videira com EFV, como modelo, para estudo e manutenção do vírus; 2) citopatologia do tecido caloso à nível de microscopia eletrônica; 3) avaliação da relação serológica existente entre as partículas virais do tipo closterovirus detectadas em calos de videira com enrolamento da folha através de testes de microscopia eletrônica de imunoadsorção utilizando anti-soros preparados para o Vírus do Enrolamento da Folha da Videira (VEFV) e para o Vírus da Tristeza dos Citros (VTC); 4) detecção de partículas virais do tipo closterovirus em amostras semipurificadas de folhas de videira em variedades indicadoras (Pinot Noir e LN-33) e não-indicadora do EFV (Seibel 2) e 5) tentativas de transmissão mecânica do vírus do enrolamento da folha da videira para a hospedeira herbácea Nicotiana benthamiana. Outro aspecto estudado neste trabalho se refere à perpetuação do vírus através da cultura in vitro ao longo de várias repicagens do calo. Condições diferentes de temperatura e luminosidade também foram avaliadas, visando estabelecer diferenças no desenvolvimento do calo e na concentração do vírus. Os resultados deste estudo mostraram que o vírus detectado, associado ao EFV, se multiplica ativamente nas células do tecido caloso de videira. A citopatologia observada nos calos de videira afetadas pelo EFV é característica de infecção por closterovirus. O estudo das partículas virais associadas ao EFV pela técnica de tecido caloso in vitro mostrou-se útil devido à rapidez da formação do tecido caloso, diminuição do risco de contaminação das amostras, e especialmente pela baixa atividade de oxidases das células do calo. Para manutenção do vírus por períodos prolongados não se mostrou eficiente. Com relação ao efeito da luminosidade e temperatura, não foram observadas diferenças significativas no desenvolvimento do calo e na concentração do vírus. Os testes de transmissão mecânica para hospedeira herbácea Nicotiana benthamiana foram negativos. A técnica de ISEM feita com materiais semipurificados de folhas, mostrou ser um teste adequado e rápido para o diagnóstico da doença, quando comparada com a indexação por enxertia em variedades indicadoras. Os resultados das técnicas de ISEM, decoração e do teste de F(ab')2 ELISA, mostraram que o isolado do VEFV estudado neste trabalho é predominantemente do tipo IH. Os anti-soros preparados para os isolados tipos I e H somente reagiram nos testes de ISEM e decoração, indicando uma relação serológica muito fraca com o vírus estudado. Pôde-se concluir que o EFV é uma doença complexa, onde parecem estar envolvidos vários componentes virais, sendo que um deles mostrou relação serológica com o VTC, como observado nos testes de ISEM com decoração / Mestrado / Biologia Vegetal / Mestre em Ciências Biológicas
46

Espalhamento de raios-X em vidros com alto teor de manganês

Souza, Jose Carlos de 21 July 1979 (has links)
Orientadores: Stephenson Caticha Ellis, Iris C. L. Torriani / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Fisica Gleb Wataghin / Made available in DSpace on 2018-07-16T11:55:04Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Souza_JoseCarlosde_M.pdf: 5340312 bytes, checksum: 48b1a329947c96303b81919e5f8dfc3b (MD5) Previous issue date: 1979 / Resumo: As propriedades magnéticas e as anomalias na velocidade do som em vidros de composição Al2-SiO2-MnO estudadas por Verhelst, Kline, de Graaf e outros( 1, 2 ), foram explicadas por um modelo de monodomínios de alta concentração de Mn, os que teoricamente teriam dimensões da ordem de 50 Å. Neste trabalho são apresentados os resultados das experiências de difração abaixo ângulo realizadas com amostras desses vidros. A partir da curva da intensidade obtida calculou-se o tamanho das microregiões heterogêneas responsáveis pelo espalhamento central detectado. As dimensões obtidas variam de 60 a 86 Å. A observação da amostra por Microscopia Eletrônica de Transmissão mostrou a existência de microregiões esféricas de diâmetro similares às obtidas pelos raios-X. 1. Phys. Rev. B, vol. 116 4427.(1975). 2. Phys. Rev. B, vol. 11, 4436 (1975) / Abstract: The magnetic properties and some anomalies in the sound velocity measured in the glass system Al2O3-SiO2-MnO were reported by Verhelst, Kline, de Graaf, et al. ( 1, 2 ). A theory was developed by these authors in which the experimental results were best explained by the presence of clusters ( monodomains ) with higher concentration of Mn ions. The dimensions of these monodomains would be of approximately 50 Å. In this work, we present the results of low angle X-ray scattering experiments performed with these glasses. From the intensity curve obtained we calculated the size of the heterogeneous micro-regions present in the sample, originating the central scattering detected. The particle dimensions calculated varied between 60 and 86 Å. Observation of the sample in the transmission electron microscope confirmed the presence of spherical particles ( micro-regions ) of similar dimensions to the ones predicted by the small angle scattering experiments. 1. Phys. Rev. B, vol. 11, 4427 (1975). 2. Phys. Rev. B, vol. 11, 4436 (1975) / Mestrado / Física / Mestre em Física
47

Observação de superfícies por microscopia eletrônica de fotoemissão (PhEEM)

Trullenque, Maria del Rosario Bianchi 15 July 1977 (has links)
Orientador: Zoraide P. Arguello / Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Fisica Gleb Wataghin / Made available in DSpace on 2018-07-17T06:23:26Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Trullenque_MariadelRosarioBianchi_M.pdf: 1469789 bytes, checksum: 3d7d9e5c6ca542928f7e4bcb27a58070 (MD5) Previous issue date: 1977 / Resumo: Não informado / Abstract: Not informed. / Mestrado / Física / Mestre em Física
48

Caracterização de defeitos em semicondutores atraves de microscopia eletronica de varredura

Assumpção, Roberto de Toledo, 1954- 25 November 1988 (has links)
Orientador: Antonio Celso Fonseca de Arruda / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia de Campinas / Made available in DSpace on 2018-07-17T23:02:42Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Assumpcao_RobertodeToledo_D.pdf: 5023146 bytes, checksum: 32dc5ce9025ae42b702c7760c9b5c375 (MD5) Previous issue date: 1988 / Resumo: Este trabalho utiliza o Microscópio Eletrônico de Varredura (M.E.V) para o estudo de defeitos em materiais e dispositivos semicondutores. A operação do M.E.V. nos modos Catodoluminescência (CL) e coleção de carga ou EBIC (Electron Beam Induced Conductivity) permite caracterização precisa de dispositivos optoeletrônicos de GaAs/GaAlAs e também de células solares de Silício policristalino, tendo sido estabelecida uma correlação entra as etapas de fabricação e o desempenho final dos dispositivos de GaAs. Foi desenvolvido ainda um método de analise EBIC, denominado aqui EBIC-Quantitativo, aplicado para a obtenção de característica corrente-tensão I(v) de uma micro-região da amostra semicondutora iluminada pelo feixe de elétrons de M.E.V., de um modo análogo ao empregado na determinação da característica Fotovoltaica I(v) de células solares. Este método, associado aos demais modos de operação do M.E.V., possibilita o estudo das propriedades ópticas, elétricas e estruturais dos diversos defeitos presentes em semicondutores. / Abstract: The scanning Electron Microscope (S.E.M.) is an extremely versatile instrument wich can be applied for the characterization of a variety of materials, including metallic, ceramic and semiconductor specimens. I the latter case the energy band of semiconductor materials enables he operation of the instrument in the Cathodoluminescense (CL) and Electron Beam Induced Conductivity (EBIC) modes, providing a nondestructive method of examining semiconductors. Moreover, the EBIC and CL techniques are directly related to the electrical and optical properties of these materials. This work deals with the SEM-EBIC and CL characterization of defects of GaAs/GaAlAs optoelectronic devices and of polycrystalline Silicon solar cells. Defects such as dislocations, impurity and growth striations, compositional fluctuations and mechanical stresses at the interface of heterostructures (i.e. GaAs/GaAlAs and GaAs/SiO2) are qualitatively are quantitatively analysed. / Doutorado / Doutor em Engenharia Mecânica
49

Estrutura e composição de um tendão sujeito a forças de compressão

Carvalho, Hernandes Faustino de, 1965- 15 September 1993 (has links)
Orientador: Benedicto de Campos Vidal / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Biologia / Made available in DSpace on 2018-07-18T12:18:09Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Carvalho_HernandesFaustinode_D.pdf: 17853778 bytes, checksum: c38fdda519f612d69b3dd7f3cd3acfe1 (MD5) Previous issue date: 1993 / Resumo: O tendão do músculo plantaris longus de da rã-touro (Rana catesbeiana) está sujeito a forças de compressão, de torsão e de fricção, em adição às forças de tensão exercidas pelo músculo. Este trabalho visou caracterizar as adaptações estruturais e composicionais apresentadas por este tendão frente a este complexo sistema biomecânico. Estruturalmente duas regiões principais foram delimitadas, uma região de tensão, tipicamente fibrosa e tida como responsável pela transmissão das forças de tensão, e uma região de compressão, de aspecto cartilaginoso, que se desenvolve na área em que o tendão contorna a articulação tibio-fibular distal. A região de compressão distingue-se do aspecto fibrocartilaginoso descrito para tendões de mamíferos encontrados em situações semelhantes e apresenta feixes primários e fibras extremamente onduladas e/ou contorcidas, na superfície dos quais deposita-se um material basofílico caracterizado como proteoglicanos. Ultraestruturalmente estes feixes apresentam -se formados por fibrilas associadas em grupos independentes que à semelhança dos feixes que formam são também contorcidas e sem direcionamento predominante. Afixação em presença de vermelho de rutênio faz com que os proteoglicanos precipitem-se como grânulos interligados por filamentos que formam estruturas aneladas. Além destes componentes encontrados nos espaços interfibrilares, existem grânulos que são encontrados em associação com as fibrilas de colágeno e distribuídos de forma periódica de acordo com o perído d. A comparação dos tamanhos destes grânulos na região de compressão com aqueles observados na região de tensão demonstra que os primeiros são bem maiores que os últimos. Estudo morfométrico revelou que as fibrilas de colágeno da região de compressão apresentam diâmetros reduzidos e com distribuição de valores menos ampla que a região de tensão. As células da região de compressão podem ser distinguidas em três tipos, principalmente pelo conteúdo de filamentos intermediários que acumulam no citoplasma e no tipo de interação com componentes da matriz extracelular. Foi demonstrado que a região de compressão possui cerca de 7 vezes mais glicosaminoglicanos (quantificados pelo método do carbazol) que a região de tensão e que parte destes componentes estão associados na formação de grandes proteoglicanos, como revelado por filtração em gel de Sepharose CL-4B, eletroforese em gel de agarose-acrilamida e por ultracentrifugação em gradiente de cloreto de césio. Também os pequenos proteoglicanos foram identificados, sendo que o biglicam é encontrado na região de compressão e está virtualmente ausente da região de tensão, onde o decorim apresenta tamanho reduzido provavelmente por menor extensão do seu glicosaminoglicano. O menor tamanho do decorim é demonstrado também pela dimensão reduzida dos grânulos associados às fibrilas de colágeno que são revelados pelo vermelho de rutênio. Fibromodulim foi identificado nas duas regiões sem apresentar modificações estruturais evidentes entre elas. Foi demonstrado que o colágeno do tipo I é o principal componente das duas regiões do tendão, embora a presença de outros componentes de natureza colagênica tenha sido sugerida pela existência de fragmentos distintos obtidos por digestão com pepsina de material proveniente de cada região e por precipitação diferencial de colágenos, com conteúdo em aminoácidos diferente daquele apresentado pelo colágeno do tipo I. As análises efetuadas permitem concluir que este tendão possui grande capacidade de deformação, possibilitada pelo arranjo dos elementos fibrilares e pelo conteúdo em grandes proteoglicanos, além da esperada resistência à compressão, comuns a outros tendões sujeitos a forças de compressão / Abstract: The tendon of muscle plantaris longus of Rana catesbeiana is subjected to compressive, torsional and frictional forces in addition to the tension forces exerted by the muscle. This work was carried out to characterize the structural and compositional features of the tendon facing this complex biomechanical system. Two main regions can be distinguished structurally. The tension region, typically fibrous and assumed to be responsible for the transmission of tension forces, and the compression region. with cartilaginous aspect, which develops in the area where the tendon wraps the distal tibial joint. At histologicallevel, the compression region differs from the fibrocartilaginous array described for mammalian tendons under compression and exhibits primary bundles and fibers extremely wavy and convoluted, with an coarse covering of basophilic material identified as proteoglycans. Ultrastructurally, these bundles are constituted by independent groups of convoluted fibrils without a predominant direction. Fixation in presence of ruthenium red precipitates the proteoglycans as granules associated by filaments in ring formations. Besides these granules of the interfibrillar spaces, there are granules associated with the collagen fibril surface and disposed periodically according to the d period. Comparison of the size of these granules in the compression regions with those of the tension regions demonstrated that the former are larger than the latter granules. A morphometric study demonstrated that the fibrils of the compression region show reduced diameters with a narrow distribution of values while fibrils of the tension region exhibit a wide dispersion of values reaching extremely large diameters. Cells of the compression region can be distinguished in three main types, differing essentialIy by the amount of intermediate filaments deposited in the cytoplasm and in the kind of association with extracellular matrix components. Biochemical analysis demonstrated that the compression region possess almost 7 times the amount of glycosaminoglycans found in the tension region. Part of these glycosaminoglycans are in the form of large proteoglycans as demonstrated by gel filtration in Sepharose CL-4B, composite agarose-acrylamide gel eletrophoresis, and ultracentrifugation in cesium chloride gradient. DEAE-cellulose chromatography of material extracted by 4M GuCl unveil the existence of small proteoglycans in both region of the tendon. eventhough biglycan is virtually absent of the tension region and that decorim from this region migrates faster in SDS-PAGE, pointing to its smaller size. It agrees with the smaller size offibril-associated granules revealed by fixation in presence of ruthenium red. Fibromodulim was also identified in both regions without remarkable structural modifications. Is was shown that collagen type I is the main collagenous component of both regions, though other members of the family must be present as indicated by differences in fragments obtained by digestion with pepsin and by obtention of residues of collagenous material other than type I in differential precipitation by NaCl from neutraI saline. The analysis allow us to conclude that this tendon has an increased deformability, which is guaranteed by the spacial arrangement of fibrillar components as welI as by the content in large proteoglycans, besides the expected capacity to resist compressive forces, shared with different pressure-bearing tendons / Doutorado / Bioquimica / Doutor em Ciências Biológicas
50

Influencia do tempo de envelhecimento do gel de sintese na cristalização de metalossilicatos zeoliticos com estruturaMFI

Gomes, Paulo Cezar Bodstein 19 July 2018 (has links)
Orientador : Eduardo Joaquim de Souza Vichi / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Quimica / Made available in DSpace on 2018-07-19T06:42:08Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Gomes_PauloCezarBodstein_D.pdf: 11259631 bytes, checksum: 25ce97bc26aeea38233c5e7a78d906ea (MD5) Previous issue date: 1994 / Doutorado

Page generated in 0.1278 seconds