• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 230
  • 4
  • 4
  • 4
  • 4
  • 3
  • 2
  • 1
  • Tagged with
  • 236
  • 153
  • 65
  • 51
  • 36
  • 33
  • 32
  • 30
  • 26
  • 26
  • 26
  • 22
  • 22
  • 20
  • 20
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
21

O uso de agentes condroprotetores em osteoartrite da articulação temporomandibular: revisão sistemática

Lombardo, Eduardo Madruga January 2016 (has links)
Made available in DSpace on 2018-05-09T12:03:28Z (GMT). No. of bitstreams: 1 000488692-Texto+Confidencial-0.pdf: 320476 bytes, checksum: cb65aac813661fdecfd42259f8776e29 (MD5) Previous issue date: 2016
22

Efeitos da estimulação elétrica neuromuscular sobre a inibição muscular, produção de torque, capacidade funcional e qualidade de vida de idosas com osteoartrite de joelho

Fröhlich, Matias January 2012 (has links)
A maior característica de pessoas com osteoartrite (OA) de joelho é a fraqueza muscular causada pela inibição muscular. A estimulação elétrica neuromuscular (EEN) é uma forma alternativa de tratamento. O problema da sua utilização com a população de idosos com OA é a necessidade de engajamento dos idosos em programas de reabilitação em clínicas e hospitais, o que envolveria um custo elevado com sessões de fisioterapia, transporte até o local de tratamento, além das dificuldades associadas ao deslocamento. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de um programa domiciliar de 12 semanas de EEN sobre a inibição muscular, capacidade de produção de torque, capacidade funcional, nível de atividade física e qualidade de vida de idosas com OA de joelho. Materiais e Métodos: Oito mulheres com 64,1 ± 8 anos foram submetidas a um programa domiciliar de 12 semanas de EEN. Para a avaliação da IM foi utilizada a técnica de interpolação de abalo. Avaliouse o torque isométrico e dinâmico por meio de dianamometria isocinética. Para avaliar a capacidade funcional aplicou-se o teste Time Up-and-Go. A qualidade de vida e o nível de atividade física foram avaliados por meio dos questionários WOMAC e IPAQ, respectivamente. Todos os testes foram realizados antes e imediatamente após as 12 semanas de EEN. Resultados: Observou-se uma diminuição de 55,1% da IM após as 12 semanas de tratamento em comparação com o período pré-treinamento (p=0,028). Não foram observadas mudanças nos valores de torque isométrico nos ângulos avaliados (p=0,857) e tampouco nos torque dinâmicos nas diferentes velocidades angulares (p=0,857). Observou-se uma melhora na capacidade funcional (p=0,008) enquanto não houve diferença no nível de atividade física (p=0,871). Não houve alterações nos domínios dor (p=0,117) e rigidez (p=0,190) enquanto houve melhora na incapacidade física (p=0,049) avaliadas no questionário. Embora não tenha sido possível observar o aumento na capacidade de produção de força de idosas com OA, o programa domiciliar progressivo de fortalecimento por meio de EEN foi capaz de reduzir a IM e a incapacidade física, enquanto aumentou a capacidade funcional.
23

Terapia celular autóloga para lesões osteo-condrais : estudo em um modelo animal em coelhos

Melendez, Matias Eliseo January 2006 (has links)
Resumo não disponível.
24

Analise de polimorfismos geneticos em pacientes com alterações degenerativas da articulação temporomandibular / Analysis of genetic polymorphisms in patients with degenerative changes of emporomandibular joint

Campos, Maria Isabela Guimarães 28 June 2007 (has links)
Orientadores: Sergio Roberto Peres Line, Paulo Sergio Flores Campos / Tese (doutorado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Odontologia de Piracicaba / Made available in DSpace on 2018-08-09T19:33:47Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Campos_MariaIsabelaGuimaraes_D.pdf: 3191665 bytes, checksum: ffbd544df321690468c5974728a9d0a8 (MD5) Previous issue date: 2007 / Resumo: O objetivo deste estudo foi investigar a ocorrência dos polimorfismos IL-1A (-889C/T), IL-1B (-511C/T), IL-1B (+3953C/T), IL-1RN VNTR (intron 2), IL-6 (-174G/C) e TNF-A (-308G/A) em 92 pacientes com sinais imaginológicos de alterações degenerativas da ATM e em 102 indivíduos controles. O DNA dos voluntários foi extraído a partir de células epiteliais da mucosa bucal e submetido às técnicas de PCR (reação em cadeia da polimerase) e RFLP (polimorfismo no comprimento do fragmento de restrição) para a detecção dos possíveis alelos. Os produtos do PCR/RFLP foram analisados em géis de poliacrilamida a 10%, corados por prata. Os polimorfismos foram analisados individualmente e sob a forma de haplótipos. O programa Arlequin (ver. 3.01) foi utilizado para calcular o desequilíbrio de ligação entre os loci polimórficos da IL-1 e determinar seus possíveis haplótipos. Adicionalmente, um questionário foi aplicado aos voluntários para investigar a presença de fatores locais e sistêmicos associados a DTMs. Os dados do questionário, bem como, as freqüências alélicas, genotípicas e haplotípicas foram comparadas entre os dois grupos com auxílio do teste qui-quadrado (p<0,05). O método de Mantel-Haenszel foi utilizado para o cálculo de odds ratio (OR), com intervalo de confiança (IC) a 95% para estimar o risco de cada fator avaliado na ocorrência da doença. As análises estatísticas foram realizadas com auxílio do programa Epi Info (ver. 6.04). Estresse e/ou ansiedade (p=0,001), uso freqüente de ansiolíticos ou antidepressivos (p=0,000), hábitos parafuncionais (p=0,000), histórico de trauma facial (p=0,005), queixas constantes de dores em outras articulações (p=0,000), presença de alterações sistêmicas (p=0,000) e histórico de familiares com DTM (p=0,000) se mostraram significativamente mais freqüentes nos pacientes do grupo teste. Considerando o polimorfismo IL-1B (+3953C/T), o alelo C e genótipo C/C mostraram maior ocorrência no grupo teste do que no controle (p=0,000), aumentando em 3,24 e 6,35 vezes o risco de desenvolvimento de DTM, respectivamente. A presença do genótipo C/T do polimorfismo IL-1A (-889C/T) aumentou em aproximadamente 1,87 vezes o risco em desenvolver DTM. Os loci polimórficos IL-1B (+3953C/T), IL-1A (-889C/T) e IL-1RN se mostraram em desequilíbrio de ligação e foram analisados simultaneamente, demonstrando que indivíduos portadores do respectivo haplótipo TC1 apresentaram-se 0,11 vezes mais protegidos em desenvolver DTM. Considerando o polimorfismo IL-6 (-174G/C), indivíduos portadores do alelo C e do genótipo C/G apresentaram um risco 1,60 e 1,98 vezes maior em desenvolver DTM, respectivamente. O presente estudo mostra que polimorfismos nos genes da IL-1 e IL-6 estão associados ao desenvolvimento de DTMs na população estudada e corrobora evidências anteriores de que fatores psicológicos, locais e sistêmicos devem atuar em conjunto no desenvolvimento de DTMs / Abstract: The aim of this study was to investigate the occurrence of IL-1A (-889C/T), IL-1B (-511C/T), IL-1B (+3953C/T), IL-1RN VNTR (intron 2), IL-6 (-174G/C) and TNF-A (-308G/A) polymorphisms in 92 patients with degenerative changes of temporomandibular joint. Control group comprised 102 healthy individuals. Genomic DNA was obtained from oral mucosa cells and polymorphisms were identified by PCR (polymerase chain reaction) and RFLP (restriction fragment length polymorphism). Restriction products were visualized by electrophoresis on vertical 10% polyacrylamide gels, followed by silver staining. The Arlequin software (ver.3.01) was used to determine haplotype frequencies and linkage disequilibrium among the IL-1 polymorphic sites. The polymorphisms were analyzed individually and in haplotypes. In addition, a questionnaire was answered by volunteers in order to assess the presence of local and systemic factors associated to TMDs. Data of the questionnaires, frequencies of alleles, genotypes and haplotypes were compared between the two groups using the chi-squared test (p<0.05). The odds ratio (OR) was calculated with 95% confidence intervals (CI) to estimate the relative risk of each factor on the disease occurrence. The statistical analyses were performed using Epi Info software (ver. 6.04). Stress and/or anxiety (p=0.001), frequent usage of anxiolytic or antidepressant drugs (p=0.000), oral parafunctions (p=0.000), history of facial trauma (p=0.005), presence of systemic diseases (p=0.000), complaints of pain in other joints (p=0.000) and history of relatives with TMD (p=0.000) were significantly more frequent in patients of test group. For the IL-1B (+3953C/T) polymorphism, allele C and genotype C/C were significantly frequent in patients of test group (p=0,000), showing 3,24- and 6,35-folds increased risk for TMD development, respectively. Individuals with genotype C/T of IL-1A (-889C/T) polymorphism showed a 1,87-folds increased risk for TMD development. The polymorphisms IL-1B (+3953C/T), IL-1A (-889C/T) and IL-1RN were in linkage disequilibrium and were analyzed in haplotypes. The respective haplotype TC1 showed a protective effect increased in 0,11-folds. Individuals with allele C and genotype C/G of IL-IL-6 (-174G/C) polymorphism showed a 1,60- and 1,98-folds increased risk for TMD development, respectively. The present study shows that IL-1 and IL-6 polymorphisms are associated with development of TMDs in the studied population and corroborates previous evidences that psychological, local and systemic factors should act in combination to promote development of TMDs / Doutorado / Histologia e Embriologia / Doutor em Biologia Buco-Dental
25

Produção e avaliação da atividade anti-inflamatória de implantes contendo anti-inflamatório não esteroidal na osteoartrite induzida em joelhos de ratos

Cunha, Romilton Crozetta da January 2013 (has links)
Made available in DSpace on 2016-11-30T14:53:34Z (GMT). No. of bitstreams: 2 109338_Romilton.pdf: 1062438 bytes, checksum: aa9a3cca6f461ba61052bb2e42dda089 (MD5) license.txt: 214 bytes, checksum: a5b8d016460874115603ed481bad9c47 (MD5) Previous issue date: 2013 / Entre as formas de tratar a osteoartrite (AO) está o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (AINEs), sempre com a recomendação para ser usado na menor dose efetiva e no menor tempo possível. Isso por que os efeitos adversos nos sistemas gastrointestinal, cardiocirculatório e renal são bem conhecidos. O uso de sistemas diferenciados de liberação de fármacos como os dispositivos implantáveis tem propiciado alternativas para reduzir a concentração plasmática circulante e direcionar o fármaco para o local de ação, podendo reduzir assim muitos dos efeitos colaterais dos fármacos. O objetivo deste estudo foi produzir, caracterizar e avaliar a atividade anti-inflamatória de dois sistemas poliméricos implantáveis contendo diclofenaco de sódio em modelo de inflamação aguda induzida por carragenina em joelho de ratos. Foram produzidos dois dispositivos implantáveis contendo diclofenaco de sódio, o primeiro incorporado em misturas de EUDRAGIT RS 100 e PEG400, chamado de EUDPEG; e outro contendo EUDRAGIT RS 100 e PCL-T, chamado de EUDPCL-T. Os materiais foram caracterizados por microscopia ótica, análises termomecânicas e foi determinada a velocidade de liberação em meio de tampão fosfato pH 7.4. Após caracterização os dispositivos EUDPCL-T (3,0 mg de diclofenaco de sódio) e EUDPEG (3,6 mg de diclofenaco de sódio) foram implantados justa articular na região posterior dos joelhos e após 4 dias foi induzido edema de joelho pela injeção intra-articular de carragenina. Nos tempos 6 horas e no 7º dia após a indução da artrite, os animais foram anestesiados e o edema medido através da variação da circunferência do joelho, seguido de sacrifício para análise de mediadores inflamatórios, mieloperoxidade (MPO) e óxido nítrico presentes na articulação. Também foram avaliadas as lesões gástricas. Os resultados foram comparados com administração oral de 30 mg/Kg de diclofenaco de sódio. As microscopias demonstraram que o filme EUDPEG é totalmente transparente devido à solubilidade do diclofenaco na matriz polimérica e apresenta um comportamento mecânico plástico com menor capacidade de deformação. Para o filme EUDPCL-T foi observado um filme totalmente opaco associado à cristalização do diclofenaco de sódio na matriz polimérica e variação de deformação em função da tensão característica de material elastomérico. Os estudos de liberação de diclofenaco de sódio in vitro a partir dos filmes utilizados mostraram duas fases distintas de liberação, uma fase de liberação acelerada, que durou em torno de 24 horas, onde EUDPEG apresentou maior velocidade de liberação, e uma fase lenta onde ocorreu a inversão das velocidades de liberação, com filme EUDPCL-T, apresentando um aumento da quantidade liberada por tempo quando comparado com o EUDPEG. O dispositivo EUDPCL-T promoveu redução estatisticamente significativa (p<0,05) do edema e da concentração de MPO quando comparado com o grupo controle 6 horas e 7 dias após a indução do edema, enquanto o grupo que recebeu tratamento por via oral mostrou diferença significativa somente 7 dias após a indução da artrite. O dispositivo EUDPEG reduziu o edema significativamente (p<0,05) somente 7 dias após a indução da artrite, mas não foi eficaz para reduzir a concentração de MPO. No doseamento de nitratos/nitritos 6 h após a indução da artrite, somente os grupos tratados com dispositivos implantáveis EUDPEG e EUDPCL-T mostraram diferença estatisticamente significativa quando comparados com o grupo controle. Sete dias após a indução da artrite nenhum grupo que recebeu tratamento mostrou diferença estatística nos níveis de nitratos/nitrito com o grupo controle. Os resultados demonstram que a colocação do dispositivo EUDPCL-T para entrega do diclofenaco de sódio justa articular, promoveu a mesma atividade na diminuição do edema e na diminuição dos marcadores inflamatórios quando comparado com a administração por via oral, porém com doses inferiores. / Among the options to treat osteoarthritis there is the use of non-steroidal anti-inflammatory, always with the recommendation of using the least effective dose in the shortest time possible. It is suggested because the adverse effects in the gastrointestinal, cardio circulatory and renal systems are well known. The use of different systems of drug releases like implantable devices has propitiated alternatives to reduce the circulatory plasma concentration, directing the drug to the action site than reducing many of the collateral effects. The objective of this study was to characterize and evaluate the anti-inflammatory activity of two polimeric implantable devices containing diclofenac sodium in a model of induced osteoarthritis by carragenina in the knees of Wistar rats. It was produced two implantable devices containing diclofenac sodium, the first one obtained by blending of EUDAGRIT RS 100 and PEG400, called EUDPEG, and the other one containing EUDRAGRIT RS 100 and PCL-T, called EUDPCL-T. The materials were characterized by optic microscope and thermodynamic analysis (DMA) and the release mechanism determined within a phosphate buffer pH 7.4. After characterizing, the devices was implanted EUDPCL-T (3,0 mg of Sodium diclofenaco) and EUDPEG (3,6 mg of sodium diclofenaco) in the articulation in the posterior knee region and after 4 days it was induced the knee edema by the injection of carragenina. In the 6th hour and 7 days after the inducing the animals received anesthesia and the edema was measured by the variation of the knee circumference, followed by sacrifice for the analysis of the inflammatory mediators, MPO and nitric oxide within the articulation, it was also evaluated the number of gastric lesions. The optic microscopy showed that the EUDPEG film is totally transparent due to the solubility of diclofenac in the polymeric matrix and shows a mechanical plastic behavior with less capacity of deformation. For the EUDPCL-T film it was observed a totally opaque film associated with diclofenac sodium crystallization in the polymeric matrix and shows deformation variation due to tension characteristic of elastomeric material. The in vitro studies of diclofenac sodium releases by the films showed two distinct phases of release for both polymeric films, one fast release phase, which lasted 24 hours, where EUDPEG showed faster release , and one slow phase where the inversion of release speed was observed. EUDPCL-T showed a tendency of increase in quantity released by time when compared to EUDPEG. The EUDPCL-T device promoted statistically significant reduction (p<0,05) of the edema and the MPO concentration when compared to the group that didn¿t received treatment, 6 hours 7 days after the edema induction while the group that received oral treatment, showed significant difference only seven days after the osteoarthritis induction. The EUDPEG device also reduced the edema only after seven days of osteoarthritis induction but wasn¿t able to reduce the MPO concentration. When the measures of the knee circumference were taken in the 7th day after osteoarthritis induction, all the treated groups showed edema reduction when compared to the group that only received carragenina. The MPO activity was lesser in the EUDPCL-T group with a statistically significant difference when compared to the CRGN group in the sixth hour seven days later of osteoarthritis induction, while the DICL group showed difference only after seven days of osteoarthritis induction. In the nitrates/nitrites research six hours after osteoarthritis induction only the EUDPEG and EUDPCLT groups showed significant statistical difference when compared to the CRGN group, seven days after osteoarthritis induction none group showed statistical difference with the CRGN group. The results showed that the device implantation delivers the diclofenac sodium at the joint, promoted the same activity in reducing edema and inflamatory markers when compared to the oral administration, but with much inferior doses.
26

Potencial do ácido hialurônico e triancinolona acetonida, isolados e combinados, na diferenciação condrogênica de células tronco mesenquimais

Ocampo, Pablo Eduardo January 2018 (has links)
Orientador: Sheila Canevese Rahal / Resumo: O estudo foi dividido em duas abordagens. Na primeira efetuou-se uma revisão sobre alguns aspectos da cartilagem articular (generalidades e histogênese), patogênese da osteoartrite, bem como algumas possibilidades de tratamentos intra-articulares. Na segunda foi desenvolvido estudo experimental que teve por objetivos avaliar o comportamento do ácido hialurônico (AH) e da triancinolona acetonida (TA), utilizados de forma isolada ou combinada, no processo de diferenciação condrogênica de células tronco mesenquimais (CTMs) in vitro. Foram utilizadas CTMs equinas pertencentes a um banco celular em terceira passagem. Os pellets de CTMs foram divididos equitativamente, sendo estabelecidos quatro grupos, cada um com três amostras: Controle, AH, TA e AH/TA. O cultivo foi mantido por 14 dias. O potencial de diferenciação condrogênica foi analisado mediante avaliação histomorfologica, produção de GAG e imunohistoquímica. Histomorfologicamente o grupo AH/TA e, mais especificamente no AH, as células apresentaram características semelhantes ao tecido articular. A produção de GAG foi intensa para o Grupo Controle, moderada para o AH/TA, e mínima para os grupos TA e AH. Nos grupos controle e TA as células não apresentaram morfologia similar a condrócito. No dia 14, nenhum grupo teve marcação superior para colágeno tipo II quando comparada com o controle. A matriz extracelular dos grupos AH e AH/TA teve marcação mais intensa para colágeno tipo II do que os grupos TA e controle. De uma forma ... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
27

Avaliação das células tronco mesenquimais derivadas de membrana sinovial equina inseridas em microcápsulas de hidrogel de alginato

Santos, Vitor Hugo dos. January 2017 (has links)
Orientador: Ana Liz Garcia Alves / Resumo: Animais com lesão na cartilagem articular, decorrente da osteoartrite, apresentam-se como um desafio para a Medicina Veterinária, pois o reparo cartilagíneo nunca é completo quando técnicas convencionais de tratamento são utilizadas. Os avanços médicos e pesquisas relacionadas têm mostrado crescente interesse na utilização da terapia celular com células tronco mesenquimais derivadas da membrana sinovial (CTMMS) no tratamento destas lesões, buscando proporcionar total reparo da cartilagem lesada e promover a imunomodulação necessária para o controle do processo inflamatório. Além disso, existem dúvidas quanto à persistência, comportamento das células e a migração a outros locais inflamados. Desta forma este estudo teve como objetivo cultivar e avaliar a viabilidade de CTMMS encapsuladas em um arcabouço tridimensional composto de hidrogel de alginato (HA). Adicionalmente avaliar a migração celular utilizando o nanocristal Qtracker 655. Para isso, fragmentos de membrana sinovial foram coletados da articulação metatarsofalangeana de equinos por cirurgia astroscópica, submetidos à digestão enzimática e cultivados em monocamadas. As células foram encapsuladas em várias concentrações: 104; 204; 504; 105; 205 células em solução de alginato de sódio a 1,5% (w/v). Em seguida, fez-se o processo de gelatinização em CaCl2 (102 mM), permitindo a formação do HA, com posterior cultivo em meio DMEM Knockout durante quatro semanas. A viabilidade, pr... (Resumo completo, clicar acesso eletrônico abaixo) / Mestre
28

Qualidade de Vida e Independência Funcional em Portadores de Osteoartrite do Joelho

Araujo, Ivan Luis Andrade 25 April 2014 (has links)
Submitted by Edileide Reis (leyde-landy@hotmail.com) on 2015-04-15T03:52:43Z No. of bitstreams: 1 Ivan Luís Andrade Araújo.pdf: 1696326 bytes, checksum: 2eb5226af4032d03baac94f99c69ef4b (MD5) / Made available in DSpace on 2015-04-15T03:52:43Z (GMT). No. of bitstreams: 1 Ivan Luís Andrade Araújo.pdf: 1696326 bytes, checksum: 2eb5226af4032d03baac94f99c69ef4b (MD5) Previous issue date: 2014-04-25 / A osteoartrite (OA) é uma doença degenerativa que acomete a cartilagem articular e que provoca dor, rigidez matinal e alterações ósseas. Logo, fatores como idade avançada, artrite, obesidade, esforço excessivo, fraqueza muscular e fatores genéticos podem agravar essa doença. A presença desses fatores está associada à redução da qualidade de vida (QV) e restrição da independência funcional (IF) comprometendo o desenvolvimento para atividades da vida diária desses indivíduos. OBJETIVO: Testar a associação entre a funcionalidade e qualidade de vida em pessoas portadoras de osteoartrite de joelho e da correlação entre o grau de severidade da doença e a funcionalidade com a qualidade de vida. MATERIAL E METÓDO: Estudo de corte transversal realizado com 93 pacientes do Serviço de Ortopedia do Hospital Santa Izabel, no período de maio de 2012 a agosto de 2013. Foram utilizados os seguintes instrumentos: Questionário de dados sociodemográficos; Escala de Barthel e Questionário de Qualidade de Vida SF-36. Foi utilizado para análise dos resultados o programa estatístico Statistical Package for the Social Sciences (SPSS). Chicago - IL, versão 17.0. RESULTADOS: A média de idade foi de 60 anos, sendo prevalentes pessoas do gênero feminino (74,2%), casadas, com religião católica e escolaridade 1º grau completo. Destes, 32 (34,3%) foram considerados independentes e, 61 (65,7%), dependentes funcionais. Na avaliação da QV os sujeitos classificados como dependentes funcionais tiveram piora em todos os domínios da escala e, nestes, os itens capacidade funcional e dor foram mais significativos. CONCLUSÃO: A dependência funcional piora a QV em pessoas que sofrem de OA de joelho.
29

Exercício resistido reduz a atividade da MMP-2 no tendão do quadríceps e no ligamento patelar de ratos induzidos a osteoartrite

Lira, Eliene Martins de 02 March 2017 (has links)
Dissertação (mestrado)—Universidade de Brasília, Faculdade de Ceilândia, Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde, 2017. / Submitted by Albânia Cézar de Melo (albania@bce.unb.br) on 2017-07-10T15:40:00Z No. of bitstreams: 1 2017_ElieneMartinsdeLira.pdf: 1215094 bytes, checksum: 9e038c5535f2456dfb88693b8f506b04 (MD5) / Approved for entry into archive by Raquel Viana (raquelviana@bce.unb.br) on 2017-07-31T21:03:14Z (GMT) No. of bitstreams: 1 2017_ElieneMartinsdeLira.pdf: 1215094 bytes, checksum: 9e038c5535f2456dfb88693b8f506b04 (MD5) / Made available in DSpace on 2017-07-31T21:03:14Z (GMT). No. of bitstreams: 1 2017_ElieneMartinsdeLira.pdf: 1215094 bytes, checksum: 9e038c5535f2456dfb88693b8f506b04 (MD5) Previous issue date: 2017-07-31 / O objetivo do estudo foi avaliar a atividade da MMP-2 no tendão do músculo quadríceps e no ligamento patelar após treinamento resistido em modelo animal induzido à osteoartrite (OA) após lesão do ligamento cruzado anterior (LCA). Métodos: Foram utilizados 36 ratos (com peso 300 aproximado ± 10g) divididos em 6 grupos experimentais, (n = 6/ cada): controle (C), osteoartrite (OA), sham (S), exercício (E), osteoartrite e exercício (OAE), sham e exercício (SE). O treinamento de força foi realizado durante oito semanas no qual os animais subiram uma escada vertical de 1,1 m com pesos conectados a suas caudas. Os animais realizaram 10 sessões com intervalo de 30 segundos entre cada subida, 3 vezes por semana, em dias alternados durante um período total de 8 semanas. A atividade da MMP-2 foi analisada por zimografia. Resultados: Houve diminuição significativa nas bandas pró, intermediária e ativada MMP-2 no grupo de osteoartrite exercício (OAE) quando comparada com os grupos osteoartrite (OA) e sham com exercício (SE) em ambos, tendão quadríceps e ligamento patelar (p<0,05). Além disso, quando comparado o conteúdo da MMP-2 entre os dois tecidos (tendão e ligamento), um maior conteúdo de MMP-2 foi observado no ligamento do que no tendão patelar (p<0,05). Conclusão: O exercício resistido realizado durante oito semanas modulou positivamente a atividade de MMP-2 no tendão quadríceps e no ligamento patelar com OA. Dessa forma, a regulação negativa da ativação de MMP-2 representa uma resposta positiva promovida pelo treinamento para o tendão quadríceps e ligamento patelar em animais com OA. Assim como, importância clínica, o treinamento resistido pode atuar na redução de expressão da MMP-2 em quadros de OA preservando a articulação e minimizando a progressão da doença. / The aim of the study was to evaluate the MMP-2 activation in the tendon and patellar ligament after strength training exercise in rats model submitted toanterior cruciate ligamentinjury. Methods: We have evaluated 36 male rats (with an approximate weight 300±10g) divided into 6 experimental groups, (n = 6/each) control (C), osteoarthritis (OA), sham (S), exercise (E), osteoarthritis with exercise (OAE), sham with exercise (SE). An eight week strength training period, during which the animals climbed a 1.1-m vertical ladder with weights attached to their tails. The animals performed 10 sessions climbingwith 30 seconds interval between each climb, 3 sessions per week on alternate days for a total period of 8 weeks. The MMP-2 activity was analyzed by zymography. Results: There wassignificant decreased in active-, intermediate- and pro-MMP-2in the osteoarthritis with exercise (OE) group when compared to the osteoarthritis (OA) and sham with exercise (SE) group in both tendon and patellar ligament (P< 0.05). In addition, a novel finding was that active, intermediate and pro-MMP-2 activity differed between tissues and a higher activity in the patellar ligament when compared to patellar tendon was observed respectively (P< 0.05). Conclusion: The strength exercise carried out for eight weeks changed the MMP-2 activity in the tendon and patellar ligament with injury. Thus, down-regulation of MMP-2 activation seems be a positive response for the patellar tendon and patellar ligament in animals with OA subjected to strength exercise program. It is highly possible that strength training exercise intervention for osteoarthritis will target the decrease of MMP-2 expression.
30

Viscossuplementação intra-articular de ácidos hialurônicos em modelo experimental de osteoartrite

Oliveira, Marcello Zaia January 2017 (has links)
Orientador: Prof. Dr. Luiz Antônio Munhoz da Cunha / Co-orientador: Prof. Dr. Mauro Batsista Albano / Tese (doutorado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências da Saúde, Programa de Pós-Graduação em Clínica Cirúrgica. Defesa: Curitiba, 13/06/2017 / Inclui referências : f.52-60 / Resumo: Título: Viscossuplementação Intra-articular de Ácidos Hialurônicos em Modelo Experimental de Osteoartrite. Introdução: O tratamento medicamentoso da osteoartrite tem obtido um avanço significativo nas últimas décadas. Medicações denominadas ""condroprotetoras?? como o ácido hialurônico são utilizadas em aplicações intra-articulares de modo crescente na prática médica. Entretanto, existem controvérsias relacionadas à utilização deste método de tratamento, tanto em sua eficácia quanto em sua verdadeira função fisiológica. Objetivo: Analisar do ponto de vista imuno-histoquímico os efeitos do ácido hialurônico de diferentes pesos moleculares em modelo experimental de osteoartrite em coelhos. Material e Métodos: 44 coelhos, jovens, da raça California, machos, foram alocados de modo aleatório em três grupos (PR, S e P), sendo submetidos à ressecção do ligamento cruzado anterior do joelho direito. Decorridos três semanas do procedimento cirúrgico iniciaram-se as três injeções intra-articulares semanais de ácido hialurônico nativo de baixo peso molecular (Polireumin®) grupo PR, ácido hialurônico de cadeia ramificada de alto peso molecular (Synvisc®) grupo S e soro fisiológico 0,9% grupo P. Todos os animais foram sacrificados após 12 semanas do ato cirúrgico e os platôs tibiais dos joelhos infiltrados foram dissecados. Cortes histológicos da cartilagem das áreas de apoio dos platôs tibiais foram coradas com marcadores imuno-histoquímicos para pesquisa da quantidade de metaloproteases (MMPs-3,13) e seus inibidores (TIMPs-1,3). A intensidade de coloração foi quantificada em um aparelho de microscopia Zeiss Imager.Z2 Metasystems e analisadas pelo software Metafer4 Msearch. Esse estudo é a continuação da avaliação macroscópica e histológica dos platôs. Resultado: O efeito condroprotetor dos ácidos hialurônicos utilizados no estudo foi demonstrado quando comparados ao grupo controle, porém feita a comparação entre si, não houve diferença estatística significante quanto à condroproteção. Conclusão: Os ácidos hialurônicos testados obtiveram efeito condroprotetor, porém quanto à medição dos marcadores imuno-histoquímicos não houve diferença estatística entre os dois diferentes ácidos hialurônicos utilizados nesta pesquisa. Palavras-chaves: Osteoartrite; Ácido Hialurônico; Modelo Experimental de Osteoartrite; Imuno-histoquímica. / Abstract: Title: Intra-articular Viscosupplementation of Hyaluronic Acids in an Experimental Model of Osteoarthritis. Introduction: The medical treatment of osteoarthritis has made significant progress in recent decades. Medicines called '' chondroprotective '' such as hyaluronic acid are increasingly used in intra-articular applications in medical practice. However, there are controversies related to the use of this treatment method, both in its efficacy and in its true physiological function. Objective: Analyze the effects of immunohistochemical of hyaluronic acid of different molecular weights of osteoarthritis rabbits experimental model. Material and Methods: 44 male, young, rabbits of breed California were randomly assigned to three groups (PR, S and P) and submitted to anterior cruciate ligament resection of the right knee. After three weeks of the surgical procedure, three intra-articular injections were done weekly with low molecular weight native hyaluronic acid (Polyireumin®) to PR group, high molecular weight branched chain hyaluronic acid (Synvisc®) to group S and saline solution 0,9% to group P. All animals were sacrificed after 12 weeks of the surgical procedure and their tibial plateaus of the infiltrated knees were dissected. Histological sections of cartilage from the tibial plateau support areas were stained with immunohistochemical markers to investigate the amount of metalloproteases (MMPs 3 and 13) and their inhibitors (TIMPs 1 and 3). The staining intensity was quantified on a Zeiss Imager.Z2 Metasystems microscope and analyzed by Metafer4 Msearch software. This study is the continuation of the macroscopic and histological evaluation of the plateaus. Results: The condoprotective effect of the hyaluronic acids used in the study was demonstrated when compared to the control group, but compared each other, there was no significant statistical difference regarding to chondroprotection. Conclusion: Both hyaluronic acids tested showed chondroprotective effect, however, in the measurement of the immunohistochemical markers there was no statistical difference between two different hyaluronic acids used in this study. Key-words: Osteoarthritis; Hyaluronic Acid; Experimental Model of Osteoarthritis; Immunohistochemistry.

Page generated in 0.228 seconds