• Refine Query
  • Source
  • Publication year
  • to
  • Language
  • 397
  • 17
  • 2
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • 1
  • Tagged with
  • 443
  • 443
  • 167
  • 136
  • 88
  • 77
  • 70
  • 68
  • 63
  • 55
  • 50
  • 49
  • 49
  • 45
  • 44
  • About
  • The Global ETD Search service is a free service for researchers to find electronic theses and dissertations. This service is provided by the Networked Digital Library of Theses and Dissertations.
    Our metadata is collected from universities around the world. If you manage a university/consortium/country archive and want to be added, details can be found on the NDLTD website.
41

Identificação dos aspectos relevantes na evidenciação dos instrumentos financeiros das empresas classificadas nos níveis diferenciados de governança corporativa da BOVESPA /

Silva, Adriano José da, Bezerra, Francisco Antônio, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. January 2008 (has links) (PDF)
Orientador: Francisco Antônio Bezerra. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis.
42

Desempenho orçamentário dos gerentes de nível hierárquico médio e os fatores comportamentais :um estudo de caso /

Santos, Alexandre Corrêa dos, 1977-, Lavarda, Carlos Eduardo Facin, 1968-, Universidade Regional de Blumenau. Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis. January 2012 (has links) (PDF)
Orientador: Carlos Eduardo Facin Lavarda. / Dissertação (mestrado) - Universidade Regional de Blumenau, Centro de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Ciências Contábeis.
43

Financial distress e os mecanismo de governança corporativa : um estudo em companhias brasileiras de capital aberto

Coelho, Éverton Galhoti January 2016 (has links)
Orientador : Prof. Dr. Jorge Eduardo Scarpin / Dissertação (mestrado) - Universidade Federal do Paraná, Setor de Ciências Sociais Aplicadas, Programa de Pós-Graduação em Contabilidade. Defesa: Curitiba, 2016 / Inclui referências : f. 112-130 / Área de concentração : Contabilidade e finanças / Resumo: O objetivo desta dissertação consistiu em identificar a relação entre os Mecanismos de Governança Corporativa e o Financial distress em companhias brasileiras de capital aberto. Os argumentos apresentados na literatura sobre o tema partem do pressuposto de que enquanto a governança corporativa pode ter efeitos marginais durante períodos normais do ciclo de vida da empresa, os mecanismos de governança corporativa podem ter efeitos significativos para a sobrevivência de uma empresa que está em situação de financial distress. Isso porque ao implantar boas práticas de governança a empresa consegue reduzir os conflitos de agências que, por sua vez, refletem na confiança dos investidores e credores. O efeito seria uma maior disponibilidade de capital de giro, redução do custo da dívida e um aumento do valor da empresa. Assim, a empresa poderia desfrutar de uma redução da probabilidade da dificuldade financeira. Para a realização da pesquisa, foi obtida uma amostra de 106 companhias brasileiras não financeiras de capital aberto no período de 2010 a 2014. Como proxy para financial distress, utilizou-se quatro métricas de probabilidade de default baseado nos modelos de Altman e Merton (1974). Para medir a governança corporativa, adaptou-se um índice de qualidade de governança corporativa (IQGC) composto de 23 requisitos dispostos em sete mecanismos: composição do conselho de administração; estrutura de propriedade e de controle; incentivos aos administradores; disclosure; proteção aos investidores; comitê de auditoria e assimetria de informação. A análise de dados foi conduzida por meio de estatísticas descritivas, análise de correlação linear, aplicação de testes não paramétricos e abordagem multivariada com dados em painel. Em suma, observouse que não há um incremento estatisticamente significante no nível do IQGC no que diz respeito à evolução dos anos. Verificou-se que o disclosure é o mecanismo de governança corporativa com maior aderência pelas companhias, por outro lado, o comitê de auditoria é o atributo com menor nível de governança. Com relação ao financial distress, concluiu-se que existe uma evolução ascendente no número de empresas que declinaram para uma situação de crise financeira durante o período de análise. Com base na estatística de Mann Whitney, todas as empresas em estado de financial distress apresentam níveis mais baixos de governança corporativa quando comparadas com empresas saudáveis, exceto no mecanismo Comitê de Auditoria, no qual não foi possível constar significância estatística. Na relação multivariada, o sinal obtido para a variável independente IQGC e os scores de financial distress foram negativos em todos os modelos de regressão, sendo a significância estatística encontrada apenas na métrica do Z-Score de Altman. Diante desses resultados, foi possível inferir que quanto maior o índice de qualidade de governança corporativa, menor é a probabilidade de financial distress. Palavras-chave: Governança Corporativa. Financial Distress. Índice. Mecanismos. Teoria da Agência. / Abstract: The aim of this work was to identify the relationship between the mechanisms of Corporate Governance and Financial distress in Brazilian open capital companies. The arguments presented within the literature on the subject, were based on the assumption that while corporate governance may have marginal effects during normal periods of the company life cycle, the corporate governance mechanisms can have substantial effects for the survival of a company in financial distress. This is because by implementing good governance practices the company can reduce agencies conflicts that, in turn, reflect the confidence of investors and creditors. The effect would be greater availability of working capital, reduction of the cost of debt and an increased value of the company. Thus, the company could enjoy a reduction in the probability of financial difficulties. For conducting the search, a sample of 106 non-financial Brazilian open capital companies was obtained, over the period of 2010-2014. As a proxy for financial distress, four metrics default probability were used, based on Merton (1974) and Altman models. To measure the corporate governance, a Corporate Governance Quality Index (CGQI) was adapted, consisting of 23 requirements set out in seven mechanisms: board administration composition; the ownership structure and control; management incentives; disclosure; investor's protection; audit committee and information asymmetry. The data analysis was conducted using descriptive statistics, linear correlation analysis, application of nonparametric tests and multivariate approach with panel data. In brief, it was observed that there is no statistically significant increment in the level of CGQI regarding the evolution of years. It was confirmed that disclosure is the corporate governance mechanism with greater adherence by companies in contrast to the audit committee, which shows the lowest level of governance. In respect to the financial distress, it could be concluded that there was an upward growth on the number of companies that dropped to financial crisis during the period of analysis. Based on Mann Whitney statistics, all companies in financial distress showed low level of corporate governance when compared to healthy ones, except in the Audit Committee mechanism, in which it was not possible to include statistical significance. During the multivariate relation, the signal obtained to the independent variable CGQI and the scores of financial distress were considered negative in all regression models, being the statistical significance only found in Altman's metric Z-Score. Given these results, it could be inferred that the higher the Corporate Governance Quality Index, the lower is the probability of financial distress. Keywords: Corporate Governance. Financial Distress. Index. Mechanisms. Agency Theory.
44

Análise de crédito corporativo nas empresas de telecomunicações : um estudo de caso na empresa de telefonia celular Telet S/A

Schwanck, Reginaldo Hertzog January 2003 (has links)
O processo de análise de crédito para as empresas em geral não é novidade, sobretudo caso considere-se essa prática para o meio bancário. Entretanto, para o segmento de telefonia, que até alguns anos atrás convivia com carência desse serviço, provavelmente, a prática da análise de crédito não possuía a devida importância na gestão do negócio. Nesse contexto, o presente trabalho tem como objetivo avaliar a atual Política de Crédito Corporativa da Telet S/A, a qual determina que seja analisado crédito dos clientes corporativos que habilitam mais de 10 linhas. O estudo foi desenvolvido avaliando-se os percentuais de inadimplência desse segmento de clientes, de forma que pudessem ser observadas as diferenças existentes entre os clientes que são avaliados o crédito daqueles que não são. Os dados foram extraídos do sistema de Business Intelligence (BI) disponível na Telet, sendo que o período estudado foi de janeiro de 2001 a abril de 2002. De modo a atingir o objetivo proposto, os índices de inadimplência foram avaliados de forma segmentada em quatro grupos gerenciais, quais sejam: Ciclos de Faturamento, Tempo de Casa do cliente na base, Regiões de Faturamento e Método de Pagamento. Os índices de inadimplência foram estudados a fim de ser observado se as diferenças existentes entre as médias analisadas eram estatisticamente significativas, indicando assim, dentre as segmentações, quais apresentavam as maiores e menores semelhanças no comportamento dos pagamentos efetuados, caso fosse feita a opção de alteração do critério. Como resultado geral deste estudo, pode-se observar que os índices de inadimplência dos clientes que habilitam até 10 linhas são significativamente superiores se comparados aos índices totais da inadimplência, indicando assim que a alteração do critério de análise resultaria em prováveis reduções de perda financeira para a Telet.
45

Exigência mínima de capital e rentabilidade : uma análise empírica dos bancos brasileiros

Schlottfeldt, Cristiane Lauer January 2004 (has links)
O sistema bancário consiste em um setor da economia muito regulado, e uma das medidas impostas pelas autoridades supervisoras como forma de controle é exigência mínima de capital. Uma das formas encontradas para oferecer maior proteção aos clientes e ao mercado financeiro como um todo é a imposição aos bancos em manterem níveis mínimos de capital vinculados aos riscos a que estão expostos, medida que serve como recurso para desestimular a exposição a riscos não usuais. O capital bancário, portanto, constitui-se em instrumento de proteção contra o risco de quebra de uma instituição, e, desde a adesão ao Acordo Internacional da Basiléia, com vigência a partir de 1995, os bancos brasileiros têm de manter patrimônio líquido compatível com o grau de risco da estrutura de seus ativos. O presente trabalho explora a existência e o grau de relação entre exigência mínima de capital ponderado pela exposição de risco dos ativos e a rentabilidade dos bancos brasileiros, a fim de contribuir para uma análise da situação atual das instituições em relação às normas vigentes sobre requerimento de capital. Trata-se de pesquisa empírica, a qual procura levantar indicações exploratórias, evidenciadas por graus de correlações, mensurados através de estimação com dados em painel. A literatura internacional que versa sobre os impactos da existência de regulação de capital nos bancos demonstra-se divergente e, em alguns casos, não–conclusiva. Os resultados encontrados neste trabalho, com base em amostra composta por bancos brasileiros, não evidenciam relações significativas entre indicador de rentabilidade e indicador de capital ponderado pelos riscos, conhecido no Brasil como Índice de Basiléia. Algumas considerações são sugeridas para justificarem os resultados alcançados, tais como a preferência das instituições por aplicações em ativos de menor risco, como títulos públicos, a arbitragem de capital, proporcionada, principalmente, pelo grau de risco imposto às operações ativas, e a facilidade de enquadrarem-se aos limites mínimos de capital adotados no Brasil, evidenciada pelas altas margens de folga observadas.
46

Modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa das empresas

Pressi, Guilherme January 2003 (has links)
No Brasil, de forma geral, é elevado o custo do capital de terceiros para financiamento das atividades empresariais. Para a gestão financeira das corporações brasileiras, são cruciais o fortalecimento do capital próprio e a obtenção de melhores saldos no fluxo de caixa. Uma importante fonte de financiamento são os recursos gerados na própria empresa. Entre as várias opções para fortalecimento do capital próprio e para melhoria do fluxo de caixa, uma alternativa que pode ser viável, dependendo das variáveis às quais a empresa está submetida, é o uso dos juros sobre o capital próprio, previsto na Lei nº 9.249/1995 e alterações posteriores. Este trabalho tem como objetivo a proposição de um modelo para gestão financeira das empresas, considerando o impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura do capital e no fluxo de caixa da empresa. Objetiva também mensurar os efeitos do uso dos juros sobre o capital próprio no conjunto formado pela empresa e seus investidores. Efetuou-se um diagnóstico das principais variáveis que podem afetar a decisão das empresas de utilizar ou não os juros sobre o capital próprio para remunerar os investidores. Posteriormente, foi elaborado um modelo para avaliação do impacto dos juros sobre o capital próprio na estrutura de capital e no fluxo de caixa da empresa. O modelo foi aplicado em uma empresa hipotética. A aplicação do modelo proposto proporcionou à empresa melhoria na rapidez, qualidade, confiabilidade e flexibilidade das informações, e maior racionalização e transparência nos processos de gestão relacionados à decisão de uso dos juros sobre o capital próprio Os juros sobre o capital próprio são uma opção fiscal à disposição dos gestores da empresa para remunerar os investidores. O valor dos juros remuneratórios do capital deduzido o imposto de renda retido na fonte, pode ser imputado aos dividendos obrigatórios ou utilizado para aumento do capital da empresa. O modelo proposto gera informações a respeito do impacto que o uso da opção fiscal provoca na carga tributária, no capital próprio e no fluxo de caixa da empresa e dos respectivos acionistas. Outras informações do modelo são as possíveis alterações na remuneração, com base no lucro societário, propiciada a debenturistas, empregados, administradores, partes beneficiárias e acionistas. As informações produzidas pelo modelo têm natureza estratégica e permitem aos gestores da empresa tomar decisões com melhor fundamentação.
47

Um modelo para o planejamento conjunto de financiamentos e investimentos

Cunha, Cristiano Jose Castro de Almeida January 1981 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnologico. Programa de Pós-Graduação em Engenharia de Produção. / Made available in DSpace on 2012-10-16T21:27:34Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2013-07-16T16:52:17Z : No. of bitstreams: 1 261730.pdf: 1916299 bytes, checksum: 81f6d1b26a96261dad2466df182441a4 (MD5)
48

Metodologia para implementação de sistema de controladoria

Piai, Marilda Aparecida Brandão January 2000 (has links)
Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Tecnológico. / Made available in DSpace on 2012-10-17T15:35:49Z (GMT). No. of bitstreams: 0Bitstream added on 2013-07-16T17:53:00Z : No. of bitstreams: 1 174940.pdf: 0 bytes, checksum: d41d8cd98f00b204e9800998ecf8427e (MD5) / O crescente aumento da competitividade verificado no cenário econômico nacional e as constantes mudanças no ambiente organizacional fazem com que as empresas procurem desenvolver instrumentos de tomadas de decisões visando manter ou mesmo aumentar sua participação no mercado. Este trabalho tem por objetivo propor uma sistemática para implementação de um Sistema de Controladoria, abrangendo desde conceitos envolvidos em sua definição até sua efetiva utilização dentro da empresa. Para esta finalidade, o trabalho ressalta a importância da Controladoria, que detém papel fundamental como condutora do processo de planejamento, organização, controle, comunicação e motivação que converge para o sistema de informações gerenciais. Nesse contexto, apresentam-se os pontos principais que devem ser considerados para a implementação de controles focalizados nos sistemas Contas a Pagar, a Receber, Contabilidade, Caixa e Suprimentos. A metodologia de implementação de um Sistema de Controladoria permite o monitoramento e a visualização da performance da empresa através do planejamento estratégico estabelecido para o sucesso da organização. Na atual realidade econômica, a utilização desta metodologia nas empresas poderá representar um diferencial na qualidade dos serviços prestados e nas informações gerenciais necessárias para a tomada de decisões e para o acompanhamento e realinhamento da estratégia estabelecida pela organização.
49

A influência dos impostos sobre o pagamento de dividendos no preço das ações : um estudo do mercado brasileiro

Verdi, Rodrigo dos Santos January 2001 (has links)
Este estudo testou a existência do efeito clientela no cenário brasileiro, verificando se o preço das ações que pagaram dividendos durante os anos de 1996 a 1998 comportou-se conforme o modelo de Elton e Gruber (1970). Além disso, verificou a existência de alguma anormalidade no retomo das ações no primeiro dia ex-dividend. Em relação ao modelo de Elton e Gruber, dos 620 eventos analisados, em apenas quatro casos, o valor da ação no 10 dia após o pagamento do dividendo situou-se dentro do intervalo teórico esperado. Trinta por cento dos eventos apresentaram um resultado surpreendente, em que o preço da ação no primeiro dia ex-dividend foi maior do que na data em que a ação tinha direito de receber dividendos. Essas constatações contrariam as expectativas do modelo, e esse comportamento pode ser considerado irracional, já que se estaria pagando mais por uma ação sem direito a dividendos, do que quando esta tinha direito a recebê-lo. O cálculo dos retornos anormais evidenciou um retomo anormal médio positivo no primeiro dia exdividend de 5,2% para a amostra total e de 2,4% para a amostra sem outliers. Além disso, constataram-se retornos anormais significativos a 5% e 1% em outros dias da janela do evento, o que demonstra o comportamento anormal do mercado desses papéis nesse período. O retomo anormal cumulativo (CAR) apresentou um retomo residual de 5% no 50 dia ex-dividend para a amostra total e 2% após a exclusão dos outliers, o que significa que as empresas que distribuíram dividendos obtiveram um retomo anormal no preço de suas ações durante a janela do evento. Verificou-se, ainda, uma relação diretamente proporcional entre o yield da ação e os resultados anormais encontrados em ambas as hipóteses. Isso se deve à redução de incerteza e à minimização do risco do investidor. As empresas que optaram por pagar altos dividendos em valores absolutos e yields elevados para as suas ações apresentaram retornos anormais médios superiores aos demais. Enfim, os resultados encontrados não identificaram evidências de efeito clientela no mercado acionário brasileiro. Pode-se dizer que a formação de preços das ações que distribuem dividendos no Brasil está bem mais relacionada à minimização da incerteza do investidor do que influenciada pela interferência tributária nos mesmos.
50

Proposta de uma sistemática de avaliação de investimentos utilizando o método ABC (activity-based costing)

Iglesias, Daniel Eloy Tejera January 1999 (has links)
As técnicas tradicionais de avaliação de rentabilidade apresentam características que resultam eficazes no que tange aos aspectos econômicos da análise de investimentos. No entanto, a validade das informações fornecidas por estes métodos depende dos dados incluídos na avaliação. Neste sentido, em função da complexidade e do inter-relacionamento existente nos processos produtivos de empresas, as alterações proporcionadas por um investimento podem ter impacto sobre áreas que não estão diretamente envolvidas com o projeto a ser implementado. Este fato dificulta a identificação e conseqüente inclusão da totalidade dos fatores que causam impacto na análise do projeto. Além disso, impactos relacionados a atividades indiretas não possuem uma metodologia que permita sua quantificação. Como forma de abordar o problema, este trabalho apresenta uma sistemática de avaliação de investimentos que, através de uma seqüência estruturada de passos e com a utilização das informações geradas por um sistema de custeio do tipo ABC (Activity-Based Costing), possibilita incluir na análise impactos indiretos gerados pelo projeto. A aplicação desta sistemática em um projeto de substituição de equipamento numa empresa do ramo industrial mostra que as informações geradas complementam aquelas obtidas quando da aplicação das técnicas tradicionais. Desta forma, foi possível avaliar o impacto econômico provocado por possíveis alterações nos setores não diretamente ligados ao projeto. / The traditional techniques for profitability evaluation present characteristics that result effective to the economical aspects of the investment analysis. However, the validity of the information supplied by these methods depends on the data included in the evaluation. In this sense, due to the complexity and the inter-relationship of the companies productive processes, the resulting alterations of an investment may impact on areas that are not directly involved with the project to be implemented. This fact restrains the identification and consequent inclusion of the totality of the factors that cause impact in the project analysis. Besides, there is no methodology allowing the total quantification of the activities indirectly impacted in the project. To approach this problem, this research work presents a method for investments evaluation that makes possible to include the analysis of the indirect factors generated by the project. This approach suggests a structured sequence of steps using the information generated via an ABC (Activity-Based Costing) costing system. The application of this approach in a project of equipment substitution at an industrial firm shows that the generated information complements those obtained by the application of traditional techniques. It makes possible to evaluate the economical impact involved in possible alterations of the sectors that are not directly linked to the original project.

Page generated in 0.0957 seconds